Blog do Chico Maia

Acompanhe o Chico

O dia em que João Figueiredo mandou Havelange enfiar a Copa onde ele quisesse

Senhoras e senhores,

considero o debate sobre as questões fundamentais do país, muito mais importante que o futebol, por isso, de vez em quando, abuso dessa conversa política e sociológica aqui.

E gosto muito dos comentários neste tipo de postagem, a favor, contra ou nem aí.

É pra estimular o debate sim e conscientizar quanto mais gente possível, que temos que ficar mais atentos ao que acontece em nossas cidades, nosso estado e no país.

O Rodrigo Araújo é dentista em Beagá, não o conheço pessoalmente, mas periodicamente manda comentários muito interessantes sobre futebol e Brasil, via e-mail.

No post anterior falei do risco que estamos correndo de ver as forças de extrema direita voltarem a crescer no país, em função de tanta incompetência, corrupção e impunidade.

E antes, que os xiitas de plantão venham dizer que sou contra o atual governo, adianto que considero quase todos os atuais políticos, farinha do mesmo saco.

Desses só são éticos e sérios antes de chegarem ao poder; que torcem pelo fracasso do governante de plantão para que tenham chance nas eleições seguintes; que manipulam o máximo que podem a opinião pública, através dos meios de comunicação, quase todos, usando o poder que têm, de controle do dinheiro público.

Estou quase chegando à frase, não sei de quem, que diz: “Hay gobierno; soy contra”.

Mas, em primeiro lugar, abomino qualquer ditadura, de direita ou de esquerda, e principalmente a instalada no Brasil em 1964, que rasgou a Constituição e derrubou João Goulart:

Vejam o que escreveu o Rodrigo: 

* “Oi Chico Maia.

Aproveitando o assunto Copa do Mundo no blog, gostaria de colocar o que ouvi hoje, no comentário do Alexandre Garcia na Itatiaia, de manhã.

Ele disse que um major ou sei lá o quê, que acompanhava o então presidente Figueiredo, presenciou uma conversa do mesmo com o presidente da FIFA, empossado 5 anos antes, João Havelange. O Havelange ofereceu a Copa do Mundo no Brasil e o “delicado” presidente lhe respondeu: “Vc conhece uma favela do Rio de Janeiro? Vc já viu a seca do nordeste? E vc acha que eu vou gastar dinheiro com estádio de futebol?”.

Toda ditadura é cruel de alguma forma com o povo. Sempre há exagero. Mas, sempre digo que o Brasil experimentaria uma ditadura naquele período (década de 60). Melhor ter sido capitalista. Porque a ditadura de “esquerda” não é direita, é torta e estão tentando enfiá-la goela abaixo na gente.

Esse governo esdrúxulo e despreparado está gastando oceanos e não rios de dinheiro para construir estádios inúteis e nada de infra estrutura. Educação pra quê? Nem eles têm, como podem oferecer ao povo? E, o mais nojento é o tanto que os petistas e comunistas do PC do B estão ricos. Os generais estão mortos e deixando heranças compatíveis com seus soldos.

Claro que houve corrupção e barbaridades. Mas isso ocorreria com socialistas. Fidel é rico e, se Cuba se tornar capitalista, ele e seus pares serão donos de quase tudo.

No site do PC do B, eles postaram um texto falando sobre a ameaça da paz e da felicidade na República Democrática da Coréia do Norte, por parte dos EUA. Isso foi comentário do Jabour na CBN, semana passada ou retrasada. O post é de 12 de abril. Muito engraçado, de tão sem noção. A Veja trouxe uma matéria sobre a república “feliz”. Deprimente.

Pra mim, a Copa será a 1ª grande desgraça do Brasil no século 21. Vamos levar uns 20 anos pra recuperar do prejuízo causado nos dois últimos anos, com essas obras mirabolantes. A farra dos governantes, dirigentes e empreiteiros. Uma lástima.

Se gastam bilhões para um eventozinho da FIFA, que ganhou antipatia geral, e dura um mês, imagine quanto deveriam gastar em infra estrutura, educação, saúde e segurança para o povo que vai passar a vida toda aqui?

Um abraço.

Rodrigo Araújo”

—————————————————————————-

Procurando uma foto do general-presidente João Baptista Figueiredo, encontrei essa, interessantíssima, no site “Minha Vida de Cinéfilo”, postada no dia 23/04/2008:

FIGUEIREDO 

“. . . Belo Horizonte, 1979, lançamento do primeiro carro a álcool do país.

As escolas da cidade levaram uma fila de crianças para cumprimentá-lo. E não é que a primeira menininha da fila se recusou terminantemente a apertar a mão do cabeça da vez da ditadura militar? Mesmo com repórteres e professores insistindo, ela cruzou os braços e ficou firme.

Este flagrante incrível foi registrado pelo repórter fotógrafico Guinaldo Nicolaevsky, então trabalhando em O Globo – que não publicou a foto. Ele teve que mandar para Veja, que teve grande destaque. A história completa está no site da BR Press . . .”

* http://minhavidadecinefilo2.zip.net/arch2008-03-23_2008-03-29.html

———————————————————

Poucos minutos depois desta postagem, o jornalista Pedro Blank, ex-companheiro no jornal O Tempo, a quem agradeço, escreveu em seu facebook: 

* “Meu querido e fraterno amigo Chico Maia, O texto encaminhado a você (não sei se intencionalmente) comete, para usar um termo ameno, um grosseiro erro histórico.

É a descontextualização.

Não é dito em momento algum o que o Sr. AG fazia durante o Governo Militar. Ele era um dos assessores mais próximos do Figueiredo http://coletivizando.blogspot.com.br/2012/10/confira-essa-e-do-tempo-em-que-o.html (digitei no Google e coloquei aqui só para embrulhar ainda mais o estômago).

Foi ele que foi empurrado goela abaixo nas Organizações Bloch para supervisionar o jornalismo da TV Manchete. Esse sujeito, que vomita frases etéreas e metafísicas, estava lá todo pimpão no período das trevas deste país. Figueiredo e acho que o autor do texto desconhece isso, foi um dos artífices da Operação Condor, centro de inteligência dos Golpes de direita em toda a América Latina. E Havelange entrou pela porta privativa de todos os monstros: Pinochet, Videla, Medici etc.

E o Havelange não tinha vergonha de fazer coisas esdrúxulas, como obrigar o Chile a entrar em campo na repescagem contra a URSS (a URSS não entrou em campo na repescagem das eliminatórias de 74 porque se recusou a jogar em um país que torturava as pessoas e a Fifa – do JH – montou aquela cena patética do Chile tocando a bola até fazer o gol e vencer por 1 a 0). O desconhecimento histórico, infelizmente, é que perpetua essa cultura da mentira, da Lei de Gérson por aqui.

Hoje à noite, Chico, quando estivermos deitados confortavelmente em nossas camas, dezenas de milhões de crianças estarão deitadas em ruas de todo o planeta, passando fome e frio. Asseguro a você e a quem quiser: NENHUMA DELAS É CUBANA.”

Só para complementar, é impossível chamar o Governo petista de esquerda. Metologicamente não é. Com boa vontade trata-se de um governo social-liberal.

* Pedro Blank


» Comentar

Comentários:
72
  • antonia pereira disse:

    fui custureira da primeira dama Dulce figueiredo tempo bom viajei muito na comitiva do presidente

  • Concordo com tudo e com todos os comentários acima. Vejo falar em racismo no futebol, porem não vejo nenhum jogador (negro mesmo) fazer nenhuma campanha em favor dos povos africanos. Pele é um omisso. Copa é ópio, é pao e circo. Se dilma e lula continuarem, estamos roubados.

  • Wagner Guedes disse:

    Roberto caldeira soares.Voce provavelmente, deve ser neto de um desses generais covardes dos anos 60.Por isso passa o dia postando em blogs,e não sai na rua com vergonha do AVO,tarado por:mutilações e homens nus e gemendo de dor.Aqui vai um alerta,deixem seus filhos e filhas longe do CAPITÃO SOARES.Nunca se sabe o que um apreciador de regime militar tem na cabeça.

  • Paulo de Mattos Skromov disse:

    A verdade sobre o General Figueiredo, ditador do Brasil entre 1979 e 1985.
    Ao contrário dos outros ele não escondia sua proposta para acabar com a miséria do povo: “A solução prás favelas é jogar uma bomba atômica.”;
    também não escondia que era racista:”Eu cheguei e as baianas já vieram me abraçando. Ficou um cheiro insuportável, cheguei no hotel e tomei 3, 5, 7 banhos e aquele cheiro de preto não saía.”;
    sobre o povo brasileiro era muito claro: “Prefiro cheiro de cavalo do que cheiro de povo.”
    Agora o puxa-saco dos generais e que sempre defende tudo aquilo que não presta, o tal Alexandre Garcia da Globo, inventa agora a fábula de que Figueredo recusou sediar a Copa do Mundo de 1986 por que preferia investir o dinheiro público para construir moradias dígnas e melhorar a vida do povo. É falso, lembro-me que essa versão do Marinho boy não existia na época dos fatos. O que se dizia é que temia que a vinda da imprensa mundial para o Brasil seria aproveitada pelos democratas brasileiros que exigiam o direito a eleger diretamente os governantes para denunciar a truculência e a ilegalidade da ditadura militar, e para mostrar as grandes greves operárias que cresciam por todo o país, a partir do ABC. Que a Copa divulgaria ao mundo a enorme corrupção de autoridades nomeadas pelos militares como Maluf, Andreazza, Delfim Neto, ACM, etc..
    E, de fato, os governos militares gastaram sem controle enormes recursos públicos para construir arenas esportivas faraônicas e caríssimas – uma em cada capital dos 23 Estados, todas com capacidade acima de 70 mil lugares e lhes davam apelidos no aumentativoS: ” Mineirão”, “Garrinchão”; “Pelezão” que viraram elefantes brancos, num desperdício nunca visto antes e nem depois nesse país e no mundo. Ao contrário dos generais ditadores o governo Dilma não deu um único centavo do orçamento federal para construir arenas esportivas, todas elas assumidas por consorcios privados, clubes ou municípios.

  • Fernando disse:

    “Hoje à noite, Chico, quando estivermos deitados confortavelmente em nossas camas, dezenas de milhões de crianças estarão deitadas em ruas de todo o planeta, passando fome e frio. Asseguro a você e a quem quiser: NENHUMA DELAS É CUBANA.”

    Não mesmo. Essas foram comidas por tubarões!

  • Sandra disse:

    Lembro que antes da ditadura cansei de ficar na fila para comprar:arroz, feijão, oleo e carne, passava a noite toda na fila.
    Só tive paz quando os militares tomaram conta.
    Se eles erraram os civis também não eram santos.

  • alexandre ribeiro disse:

    Pt nunca, saudade do tempo que os militares governaram o Brasil, hoje foi tirado a principal formaçao de um homen, como cidadao que e o servico militar, o que eles querem e essa baderna, violencia, drogas e falta de respeito. Fora pt.

  • Se a ditaduara mimitar tivesse sido tão ruim como os corruptos ,e terroristas do pt dizem, o lula a dilma o genuino o dirceu e mais uma
    porção teriam sido Mortos pelas torturas que eles tanto flam.

  • Rosa disse:

    Nosso país está tão doente que o que está sendo feito é tentar mante-lo vivo com aparelhos… Presidente que só se preocupa com parte da população limpa, que estuda, que tem família estruturada; ou presidente que quer alavancar a vida dos pobres e esquecidos miseráveis que foram sufocados por anos… pode colocar Cristo ou o diabo para governarem, sem retirar os ladrões e bandidos que tem poder na política e sem frear o crescimento dos que tem poder no crime, nada modificará.
    Leis , precisamos de leis e que sejam cumpridas. A doença do poder extremo, que atacou los poderosos, espalhou metástase no nosso caráter, das classes mais baixas às mais altas – só não trouxe equilíbrio econômico, nem cultural, nem de direito à saúde, nem de proteção.
    Falar sobre os estádios: seriam bem vindos se isso fizesse crescer uma comunidade melhor ao redor, se fossem usados, fora os dias de jogos, para shows, treinar novos esportistas, se oferecessem salas de aulas durante o ano ( aulas de arte, ensino aos analfabetos, aulas de línguas, arte seja artes plásticas, cênicas, música…) Dá para fazer o bem que imaginarmos, é só querer.
    De que adianta estudar tirar mil diplomas, falar difícil e manter o povo na mesma situação de caos de anos atrás?
    Esses estádios tem capitação e reaproveitamento de água? Tem sistema de captação de luz econômica? Alguém se preocupou em fazer projeto de metro ( aiiiiiiii metro, metro , metro ) próximo a esses estádios? Não!aqui no Brasil só se discute, discute, discute e não se faz nada. Deveríamos fazer com responsabilidade com vontade e margem mínima de erro para realmente crescermos e não sermos este povo iludido e alucinado que acredita que é o mais feliz, o mais bonito, o mais amigo do mundo. Somos pobres, doentes, desdentados, vivemos pouco, nosso lazer é medíocre, nossas crianças estão sendo encaminhadas para a vulgaridade, e somos um país violento matamos por um real. Será que estou exagerando?

  • Fernando disse:

    A pura verdade..
    a herança do LULISMO..para os próximos 30 anos , pagaremos
    impostos e mais impostos para recuperar essa Droga de Copa do Mundo
    Figueiredo era um Bom HOMEM e um espetacular Presidente dessa Merda.
    Abraços
    Vou a Favor do derruba do Capitalismo , se for pra começar do Zero !

  • cesar santos disse:

    O povo brasileiro esta envergonhado de ser brasileiro e muita corrupçao todas as obras sao super faturadas estao roubando tudo nao fica nada pra saude,nada pra educaçao, nada pra segurança infra estrutura Habitaçao emfim eles estao Quebrando o Pais Ta na Hora dos Militares deste Pais assumi o Governo e botar Ordem Social E politica no Brasil os governos militares que o brasil teve nao roubaram nem Um Centavo morreram Pobres e Honestos mui obrigado

  • Ivo disse:

    Na Roma Antiga construíram arenas para aplicar a política do pão e circo, desta forma o povo se contentava em ver suas desgraças refletidas nos perdedores das lutas e sentia parte do vencedor. Apesar de transcorridos 2000 anos ainda permanecemos no mesmo estágio aqui no pais de plantadores de bananas. Até quando permaneceremos com esta cultura retrógrada e sem futuro???? Não somos capazes de perceber que com tal política o grande Império Romano chegou apenas a RUÍNA? ACORDA BRASIL!!!!!!!!!!

  • Flávio Roberto Semeone disse:

    Pedro Blank,

    Nenhuma das crianças é cubana, e nenhuma delas é norueguesa, Islandesa, filandesa, sueca…

  • Thiago disse:

    Ele também falou que iria jogar uma bomba na rocinha e ninguém deixou

  • Paulo Polidoro disse:

    Eu tenho dito e re-dito que estou torcendo que o país das bananas (o qual me nego sequer escrever o nome) caia já na primeira fase. Torço que a Copa seja um fiasco mundial.
    E preparem-se, porque se tudo isto que eu desejo se realizar, os petralhas perderão as eleições e aí, toda a sujeira que eles estão colocando embaixo do tapete virá a tona.
    Dias negros virão: perderemos a Copa, a sujeira virá a tona e descobriremos da noite para o dia que nosso país estará individado e cheio de lindos estádios.

  • Anselmo Eduardo disse:

    E parabéns pela grande matéria, que o Lula e corja o vejam.

  • Anselmo Eduardo disse:

    Que saudades de um presidente militar, tínhamos menos corrupção…E o Lula? Por que foi buscar a copa? E o padrão Fifa? As favelas brasileiras são consideradas este padrão? Que país é este, como dizia o Renato Russo. Bilhões jogados pelos ralos dos estádios, e o pior como será 2015, tanto dinheiro mal investido, sei lá, que Deus nos abençoe.

  • Alfredo Ferreira Santos disse:

    parabéns pelo bélicimo
    documento

  • roberto caldeira soares disse:

    Pedro Blank? O nome deste sujeito deveria ser Pedro Vermelho, já que a sua filiação comunista é gritante. A Rússia ofendida com o Chile de Pinochet? Ridículo e grotesco! E os arquipélagos Gulags espalhados por toda a União Soviética? Quem ensinou Hitler a fazer campos de concentração foi Stalin, que aprendeu com Lenin. Equipes de técnicos nazistas foram à Rússia bolchevique antes do início da guerra para aprender com Stalin como construir Dachaus e Treblinkas. O único erro dos militares como Figueiredo foi ter dado anistia à matilha comunista, essa mesma que está destruindo o Brasil faz quase 30 anos.

  • Carlos Fernandes disse:

    Esse negócio de copa do mundo no Brasil com padrão Fifa foi o maior
    assalto ocorrido no País nos últimos tempos,esta história de dizer que
    o povo apoia e só mentira,pois a população sente a dificuldade que
    passa ao procurar uma escola pública para seus filhos,quando procu
    ramos um hospital e uma tristeza,se tem esparadrapo falta médico,
    segurança,transporte público nem falar.Amigos tenho que parabenizar
    o Ex.Presidente Figueiredo, Que mandou o presidente da Fifa enfia copa
    de futbol na bunda.

  • antonio carlos alves disse:

    se setenta por cento dos brasileiros fossem cultos nao estariamos nessa situaçao caotica politica, corrupçoes, tanta coisa de errado q sai da nossa mente, governo atual, jh nao se pd recorrer as perdas do salario de aposentadoria, tem ate so 5 anos pra recorrer passou disso perde o direito. resumo ta pior q governos tanto criticado por eles, ta pra entender

  • Miguel disse:

    Amigão, cuidado com o excesso de vírgulas. Abraço.

  • Fabio disse:

    O sujeito garantiu que nenhuma criança na rua passando fome e frio será cubana. Grande coisa. Garanto tb que nenhuma criança belga, finlandesa, austríaca, alemã, islandesa, japonesa, australiana, etcetc… estará na rua passando fome e frio.

  • Diane Liz Branco disse:

    O governo atual tem deputados que são tão ou mais corruptos que os de outros partidos em outras épocas. Não foi herança, é do caráter e visão de mundo das pessoas .
    O povo não ficou passivo não. Diretas já foram na época da ditadura. Artistas que sabiam protestar com inteligência, são dessa época.
    A educação era muito boa, embora não fosse tão abrangente. Ninguém é a favor de ditadura, mas o mínimo que temos que ser é fiéis à verdade. Houveram erros e acertos em todos os governos. Opressão sim foi o erro da ditadura militar.

  • Newton Cruz disse:

    O cidadão cita várias “sequelas” que o Regime Militar trouxe, mas TODAS equivocadas. Tendo em vista que os militares prezavam, acima de tudo, a ordem. Ele também deve desconhecer que, no Regime:
    – Teve o maior número de inaugurações de escolas
    – Ninguém saia impune
    – Os políticos da época eram subordinados DIRETAMENTE pela patente
    – Congresso nacional mínimo formado por, mais o menos, 12 generais
    – Informes por parte do governo acontecia frenquentemente. Ou o cidadão nunca viu as declarações de Geisel?
    – Nesse último ponto espero que o cidadão não tenha como partido de Direita o PSDB…

  • Edwards Martin disse:

    Sou contra a ditadura militar, mas também sou contra essa baderna instalada no pais, se é que se pode chamar isto daqui de país, me parece mais uma colonia,digo apenas parece para não afirmar e atrair a ira de defensores do neo liberalismo.Mas voltando ao assunto principal, defendo a posição do figueiredo em relação a copa do mundo.

  • LUIS VANDERLEI LARGUESA disse:

    Duas coisas: primeiro duvido de tal entrevista, acredito ser mais um perfil falso, produzido com os fins de sempre, como a “Carta de Tereza Collor a Renan”, que por acaso só esqueceu de dizer que o senador alagoano, foi Ministro da Justiça de FHC; segundo, dizer que os generais assassinos, torturadores e ladrões da ditadura deixaram patrimônios compatíveis com seus soldos é piada, pois o soldo de Figueiredo jamais pagaria a sua criação de cavalos, que alias ele gostava e gastava muito mais com que o povo. Além disso, os seus civis no Congresso e nos governos estaduais nomeados, por acaso não eram Maluf, Sarney, Magalhães de Minas e da Bahia … Alias a uma história contada por um general de que ao questionarem Ernesto Geisel sobre o porque de se fazer a abertura política, teria dito que a corrupção nas forças armadas era tão grande que se tornava insuportável e logo haveria um possível golpe no golpe, ou algo assim …

  • O povo brasileiro não tem histórico politico e não consegue prever o que de ruim possa a vir. Em 2007 quando o Brasil fechou acordo com a FIFA para fazer o mundial de 2014, pasmém, conforme divulgado pelos institutos de pesquisa, a aprovação foi de 90%, AGORA É TARDE PARA CHORAR O LEITE DERRAMADO…

  • Hudson disse:

    Acompanhando os comentários postados desde 21 de maio, com humildade, quero parabenizar o Antonio Catão Jr., quando diz que “para se debater sobre o Governo pós contra revolução de 1964 temos que iniciar o raciocínio lá no fim do Segundo Império de D. Pedro II e início da República da Espada, passando pelas Revoltas Tenentistas, Intentona Comunista e Governo Vargas, tudo analisado dentro da ótica do contexto sócio – econômico mundial desde o final do século XVIII”.
    Debater, principalmente conceitos, ideologias, sem considerar a essência, é improdutivo. Em um bom debate a imparcialidade é proveitosa.
    Humildemente quero sugerir, não a você Catão Jr., mas a alguns dos comentaristas aqui, a leitura de “Corcundas e Constitucionais” (Lucia Bastos Pereira das Neves) publicado em 2003; e “Lembranças e Apontamentos do Governo Provisório da Província de São Paulo para os seus Deputados” (José Bonifácio de Andrada e Silva) publicado em 1821 – este só em biblioteca; são livros que registram situações políticas desde o império, quando se tratava, por exemplo, da forma de governo que se deveria adotar desde a emancipação política do Brasil e se o monarca deveria ou não baixar a cabeça à Constituição, coisa que hoje ainda se coloca em dúvida no Congresso Nacional, em Brasília. Querem ver uma outra? Procurem ler ou saber sobre “A Derradeira Gesta” (Luitgarde Oliveira Cavalcanti de Barros). Ela fala sobre Lampião, o conhecido rei do cangaço, defensor dos pobres e oprimidos, que atirou em operários quando eles trabalhavam em construção de estradas. Isto porque, Lampião defendia os pobres mas era obcecado por luxos, novidades estrangeiras e pela própria aparência, e gostava de uísque e licor francês. Então, era só negociar. Bem parecido com certos políticos de hoje não é mesmo? Segundo o historiador Frederico Pernambucano de Melo, Lampião colocava perfume francês até nos cavalos. Dizia-se do General Figueiredo que ele também era extremo no trato com os cavalos, lembra? Quem puder, leia também “Camaradas” (William Waack) Ele fala das lambanças de Luis Carlos Prestes, que na ânsia de derrubar Getúlio Vargas, acabou denunciando a conhecida Intentona Comunista. O autor denominou a atitude de Prestes como pressa, ingenuidade e descuido, três palavras que caracterizam incompetência. Parece que hoje, com tantos problemas nacionais a serem resolvidos, os políticos no Brasil já iniciam seus mandatos trabalhando para a próxima eleição. Não quero discutir quem sejam os ingênuos e descuidados.
    Para o Frederico Dantas (postado também em 21 de maio), vou te contar a última: No livro “Minha Razão de Viver” (Samuel Wainer) está escrito que João Goulart quando foi deposto pelos militares em 1964, ganhou uma imagem de homem íntegro, que foi impedido de fazer um governo honesto, mas que isto era só imagem, porque Jango deu uma boa força às falcatruas entre governo e empreiteiras. E olhe que Samuel Wainer, na época, era diretor do Jornal Última Hora, um dos principais aliados do Presidente João Goulart. Então Frederico, João Goulart não era nenhum santo, e o esquema da época era aquele mesmo famoso tipo de corrupção que hoje motiva os escândalos. Quando se anunciava alguma obra pública, todas as concorrências vinham com cartas marcadas. Neste mesmo livro, Samuel Wainer, aliado de Jango, diz que o famoso comício das reformas, ocorrido em 13 de março de 1964, teve as despesas pagas por um grupo de empreiteiros. Os governos, no entanto, ao longo dos anos, têm sempre fortes argumentos psicológicos para convencer as pessoas que, por várias razões, não têm acesso, ou não buscam as informações desde as origens.
    E, para quem defende regimes como o de Cuba, concordo plenamente com você Catão Jr., melhor é viver lá para sentir na pele. Tenho familiares que estiveram lá por mais de vinte dias e voltaram horrorizados. Surpreende também ver aqui nos comentários gente marretando o regime implantado em 1964 no Brasil e exaltando o Regime do Fidel que fuzilava os adversários políticos e, desde 1959, mantém cativo o povo cubano. É muita incoerência.

  • washington luiz freitas disse:

    Olha Gustavo voçe esta correto ao afirma o que esta escrito no texto.O dereito a liberdade e algo fundamental mas para alguem que esteja apto a erxerce-lo em prol de todos, a ditadura e voçe no governo, eu sou democracia isto e a mais pura verdade.educaçao e o maior deficit do nosso amado brasil.

  • Gustavo Gonzales disse:

    Chico Maia, o texto ficou muito elaborado mas, conforme citaram a população brasileira não está completamente apta a democracia, Giesel também fez uma citação bem semelhante. O direito de liberdade é algo fundamental que deve ser mediado a quem está apto a exercê-lo em prol do coletivo.

    Essa percepção só será obtida através de educação que por acaso é o maior deficit do Brasil

  • Cleusa Mello disse:

    Chico Maia, me lembro perfeitamente bem da fala do nosso ex-pres-presidente João Baptista de Oliveira Figueiredo de que iríamos sentir saudades dele. Realmente, éramos felizes e não sabíamos. Na foto, encontrei meu ex-colega Antônio de Pádua Bandeira de Melo – o Bandeira, e comentário do seu filho Ricardo, para os quais envio um grande e saudoso abraço, e outro extensivo a você.

  • Aurino disse:

    Qual ano seria essa copa???
    Em 78 Argentina não dava tempo. em 82 foi na Espanha na europa, e em 86 foi no Mexico, em 85 ele entregou o Brasil para o Sarney, que ano seria??? o noticia fake que ja correu tudo

  • Lucas disse:

    Fidel é rico, mas não tem 1 real guardado no exterior!
    E não creio que haveria golpe naquela época. Se fôssemos democráticos o brasil estaria muito melhor, sem maquiar números com os Carlos Lacerdas da vida FALANDO ASNEIRA. Você esqueceu de lembrar que José Sarney foi presidente da ARENA. Creio q os militares eram sérios em seus trabalhos, mas a turminha que os sustentava no poder nadava de braçada no dinheiro público com ZERO DE TRANSPARENCIA. NENHUM LADRÃO era investigado.

  • André Corrêa disse:

    Esse Carlos Alberto é um piadista ou tem o rabo preso com o PT?

  • Carlos Alberto disse:

    O que a IMPRENSA não divulga e o senhor como jornalista deveria procurar saber é que o governo federal não colocou nem um centavo em estádio de futebol nenhum. São todos construídos com dinheiro privado, dos estado e municípios. Não adianta generalizar e dizer “governo”. É preciso dar nomes aos bois. O governo federal está investindo em infraestrutura, tipo BRT em BH, via 210, em BH, aeroporto de Confins.

  • Johnny disse:

    Não existe ‘mas…’ em ditadura. É algo abominável em todos aspectos.

  • Júnior disse:

    Me desculpem, mas comparar o Castrismo ao Comunismo de Marx é demais. Comunismo é um sistema político voltado para a comunidade, nada a ver com as ditaduras esquerdistas centralizadoras, principalmente o Stalinismo. Marx preconizava o bem social dos operários em detrimento ao Capitalismo.
    Para sair da crise de 1929, os EUA colocaram em prática a economia de John Maynard Keynes, ou seja, o Protecionismo, o pleno emprego, bons salários com o próprio funcionário se tornando o consumidor daquilo que produz.
    Infelizmente, nossos governantes não se deram conta do manancial de riquezas que é o Brasil e prefere importar e doar bolsas. Um dia, alguém vai ter que pagar essa conta!

  • Thomaz disse:

    Você deferia definir melhor o que são “forças de extrema direita “. Se você se refere ao pensamento conservador, aconselho-o a ler Russell Kirk. No mais, conservadores pagam os mesmos impostos que a turminha da esquerda, mas não têm direito de opinar e quando o fazem, são tachados como “extrema direita” ao menor sinal de discurso. Que eu saiba, o país no qual os conservadores tem maior expressividade são os EUA e não me lembro de golpe por lá. E o Maduro, conhecedor da identificação dos eleitores que não votaram nele, pode ser definido como?

  • Frederico Dantas disse:

    Prezado Mário César.

    Muito bom seu comentário. Só gostaria de fazer um adendo que não tem a ver com o conteúdo do mesmo.

    A expressão “a coisa está russa” é, na verdade, “a coisa está ruça”. Com cedilha, a palavra tem outra origem no latim e tem significado diferente do gentílico.

    Abs.

  • tom vital disse:

    Alguém já disse:Democracia sou eu no poder.Ditadura é você no poder.
    Acho que o PT tem feito muita C…Mas de jeito nenhum quero a volta da ditadura…
    Tem uma outra frase que é o seguinte é sobre a Rede Globo:”Hay Gobierno;soy Gobierno…”

  • Frederico Dantas disse:

    Bom, Murilo.

    Pra afirmar que Cuba estaria do mesmo jeito com ou sem embargo, só com bola de cristal. Mas, por pior que um governo seja, não dá para imaginar como um país pequeno e insular pudesse estar pior se não houvesse o embargo.

  • Murilo disse:

    Quanto à este tal de Pedro Blanck, é apenas mais um exemplo triste de como a ideologia cega as pessoas! Ele usar a extinta URSS como exemplo de solidariedade e de humanismo, de compaixão pelo fato dela ter se recusado a entrar em campo contra o Chile na repescagem da Copa de 74 é simplesmente patético! Ora, todos sabemos que a extinta URSS só se recusou a jogar contra o Chile porque este país era uma ditadura de direita na época, só por isto e não por solidariedade! E se o adversário da URSS naquela partida, ao invés de ter sido o Chile, tivesse sido Cuba, será que a URSS se recusaria a entrar em campo??? Afinal de contas Cuba também torturava as pessoas é ou não é caro Pedro Blanck??? E dizer que de todas as crianças que irão dormir nas ruas em diversos países do mundo quando formos nos deitar hoje que nenhuma delas é cubana, é outro mantra mentiroso e demagogo repetido à exaustão pelos defensores da covarde ditadura cubana! O povo cubano passa fome, milhares arriscam suas vidas para fugir do país para tentar a sorte em um país mais justo e livre, milhares enfrentam filas todos os dias para poderem conseguir um punhado de comida, pois esta é racionada! O regime cubano nivelou o povo por baixo, é um povo pobríssimo! E Fidel cada vez mais rico! ACORDA PEDRO BLANCK!!!

  • Murilo disse:

    Frederico Dantas, muito blá blá blá para tentar defender Cuba, para defender o indefensável, para defender uma ditadura, que é o que Cuba é, UMA DITADURA! E o embargo econômico que os EUA impoõe à Cuba é a desculpa perfeita para justificar o fracasso do regime socialista de Cuba, pois com embargo ou sem embargo, Cuba estaria sofrendo com a falta de ítens básicos do mesmíssimo jeito!

  • Nelson Henrique disse:

    Cuba é tão bom como país, que todos os seus cidadãos tem o direito de ir e vir. rsrsrs.
    Ou seja podem deixar o pais no momento que quiserem. Só não saem porque ainda não conseguiram decidir quem apagara as luzes. rsrsrsr.

  • Mário Cesar disse:

    A visão maniqueísta reforçada no contexto da Guerra Fria, aonde existiriam dois pólos extremos e definidos ( capitalismo e comunismo), fez com que criasse de forma cômoda dois esteriótipos, fomentados pela mídia ocidental e pelo rigor do Estado soviético.

    Colocaram por exemplo como socialismo ser só de um tipo, desconsideram as suas variantes, com o nacional socialismo ( nazismo ), o liberal socialismo , o socialismo científico, a social democracia ( socialismo com democracia ), etc, etc…

    Ficou tão marcado e disseminado pela mídia ocidental no Brasil que se alguma coisa ficasse ruim aqui, gerava automaticamente a expressão ” o trem tá russo”, para definir que a coisa estava feia.

    Nem o comunismo ( extrema esquerda ), como o nazismo ( extrema direita ), ou o neoliberalismo ( extremo do Estado Mínimo ) provaram ser eficazes. Se o neoliberalismo fosse sinônimo de invulnerabilidade, os EUA não quebrariam em 1929, em 2008, e quase em 2011.

    O que fica de consenso é que os extremos é que comprometem as ideologias. Radicalismo em qualquer frente fica nocivo. Tanta ditadura de direita quanto ditadura de esquerda.

    Talvez o discurso maniqueísta tenham conduzido para tomarem estas frentes, como justificarem uma ditadura dos generais que arrebentaram a economia brasileira com o cerceamento da liberdade, com as torturas, desaparecimentos, as inflações e o famigerado “milagre” brasileiro, que por sinal demoramos toda a década de 80 e 90 para consertar a m. feita. E tem gente que ainda “agradece” esses militares, cuja formação acadêmicasempre foi moldada para resguardar a soberania do território nacional e nunca ficar voltado para a administração pública ( com terrorismo de Estado, diga-se de passagem). Usaram um terrorismo para combater outro e cada um olha só para o seu umbigo.

    Quer saber, Chico, viva o COELHÃO! Rs.

  • Antônio CATÃO Jr. disse:

    Engraçado que falando de “esquerda” e “direita”, caso nos remontemos às origens dos termos, essa questão de esquerda e direita é variável.
    Historicamente, o PT, que ficou vários anos na “esquerda” há mais de 10 anos é de “direita”, pois nas origens dos termos, quando Luís XVI teve de declarar a “bancarrota” do Estado, convocou, em 1788, os Estados Gerais, o qual não passava de um parlamento medieval que se tinha reunido pela última vez em 1614 (primeiro estado: o clero; segundo estado: a nobreza; terceiro estado: o resto da população).
    Depois de se afirmar como a fonte da soberania, os Estados Gerais transformaram-se em Assembleia Nacional (não dos estados, mas do povo) e votaram uma Constituição; quando se discutiu a questão de o rei poder vetar leis aprovadas pela assembleia, os defensores da supremacia do parlamento (que achavam que o veto real deveria ser apenas suspensivo) colocaram-se do lado esquerdo da assembleia, enquanto os defensores da autoridade real (que achavam que o poder de veto deveria ser definitivo) colocaram-se do lado direito, ou seja, os membros do Terceiro Estado, que almejavam uma mudança na forma de governo vigente, se sentavam à esquerda da assembléia, enquanto os do clero e da nobreza, que desejavam a conservação da forma de governo, se sentavam à direita.
    É daí que vêm as designações “esquerda” e “direita”.
    Agora, ideologia política é outro assunto.

  • Antônio CATÃO Jr. disse:

    Frederico Dantas,
    Claro que o país também tem suas características boas, desde que não se fale mal do Governo ou seja oposição a ele para desfrutá-las.
    O que quero mostrar, principalmente aos que defendem Cuba como modelo, é que não passa de um govero extremista de ideologia Marxista – Leninista, no qual Raúl Castro, irmão de Fidel, é Presidente do Conselho de Estado, do Conselho de Ministros e do Único Partido do País.
    Como postei, anteriormente, nenhum dos dois extremos é benéfico ao seu país e sua população, pois ambos cometem atrocidades para garantir o poder.

  • Jairo Reis disse:

    Prezados, infelizmente a história tem se perdido cada vez mais nas escolas, nas casas e na vida das pessoas. Pior ainda, com a globalização muita gente tem escrito e publicado livremente suas idéias e versões sobre tanta coisa. Mas pior mesmo é que por causa da falta de conhecimento histórico, muita gente tem apenas repetido o discurso dos dominantes. Todos sabemos que a copa se transformou em uma grande oportunidade para os aproveitadores e muito dinheiro tem sido “gasto” para engordar as pouposas contas dessa gente. Consciência coletiva no Brasil é inexistente, pois se não fosse, essa gente que comanda as comunicações, a política, a cultura e tudo mais neste país, já teria sido deposta e exemplarmente punida. Vejam o que disse o presidente do STF, sobre os políticos e partidos. Disse a verdade e agora está apanhando de todo lado. Aqui tudo tem que ser politicamente correto para que a situação não mude pra ninguém. Nem para os necessitados, nem para os abastadíssimos. Tem que ficar tudo como está, porque tudo domingo tem futebol na tv e carnaval o ano inteiro!!!

  • Ramon Menezes disse:

    Os que estão no poder hoje, não lutavam contra a ditadura ou a favor de um país livre de ditadores.. queriam que o Brasil fosse um nova Cuba.. Um enorme Cubão! (o que está acontecendo lentamente…)

  • Rodrigo Araújo disse:

    Parabéns Antônio Catão, disse tudo.

  • Rodrigo Araújo disse:

    Ah, nunca soube da participação do Alexandre Garcia no governo militar. Mas concordo com o que ele diz em relação a Copa do Mundo, segurança pública, desmandos e abusos dos governos (tucano e petista) porque são pensamentos coerentes. Ou tem algum gênio que está a favor da gastança com essa Copa de araque, e tem argumentos para justificar?

  • Rodrigo Araújo disse:

    Oi Chico Maia.
    Gostaria de esclarecer que:
    1- Não sou militante de militares e muito menos petista.
    2- O governo militar era menos incompetente que o PT e aliados.

    O Pedro Blank, que é simpatizante do governo da ilha da liberdade, deveria morar em Cuba, para não morrer de fome e ter o sonho de liberdade cubano. Devia também passar um verão no Spa Feliz e Democrático da Coréia do Norte. Com certeza, lá ele emagreceria (não sei se precisa), pois naquela república feliz não há obesos.

    Sou contra quase todos os governos. Talvez o melhor governo seja o Tibetano. Tão democrático e espiritualizado, que está no exílio. Mas nunca fez mal ao seu povo e ou aos inimigos (China, amiga de Cuba). Respeita todos os seres humanos, ou melhor todos os seres vivos do planeta.

    Admiro o povo cubano, o não analfabetismo de Cuba, a atenção primária em saúde coletiva. Duvido da evoluída medicina cubana, principalmente oftalmológica. Aquilo é mentira, tecnologia custa caro e Cuba não tem dinheiro. Medicina de ponta custa muito caro.

    É sabido que mulheres de médicos, que ganham o cobiçado salário de 50 dólares por mês, se prostituem com turistas, para aumentar a renda. Pelo menos lá não há bolsa família. Qdo estava doente, Fidel foi se tratar na Espanha. Por que? Por ter a medicina atrasada ou por medo dos médicos cubanos se vingarem do salário de fome? Ou as duas coisas?

    Abomino os métodos “democráticos” cubanos. Ditaduras se igualam. Governadas por Médici, Geisel, Sadam Hussein, Ahmadinejad, Kim Jon Um, Fidel, Evo Morales, Hugo Chávez, Pinochet… todas são sanguinárias e desrespeitam o povo. Pinochet teve seus crimes revelados. Fidel ainda é herói de imbecis. Aposto que Fidel matou e perseguiu mais que Pinochet. Persegue até hoje. Está na ativa, não ele, mas seu regime. E o Chile é um país muito melhor de se viver do que Cuba. Se alguém tiver dúvida, vá sentir na carne. Tem alguém querendo fugir do Chile? E de Cuba?

    Um abraço.

  • Maicom disse:

    Muitos filósofos in memorian se mexeram no caixão. Social-liberal, no sentido etmológico ou filosófico é impossível. Liberalismo se une ao Capitalismo e à Democracia, Socialismo é outra conversa!

  • André Corrêa disse:

    O Frederico está certo. Sempre há dois lados a se analisar; a questão é qual deles é o mais conveniente a quem quer vender uma idéia. Como são poucos no Brasil que enxergam um palmo à frente, a primeira versão acaba virando a correta. Político adora isso!

    Cuba não é um paraíso, mas é público e notório que muita coisa importante lá funciona bem melhor que no Brasil. E com muito menos dinheiro.

  • Frederico Dantas disse:

    Antônio Catão.

    Não quero defender Cuba, mas pode-se fazer um texto ressaltando-se outras caracterísitcas do país onde a impressão final venha a ser completamente diferente.

    Desde o IDH, que é melhor que o do Brasil e você não comparou assim, passando pela história da violação dos direitos humanos, onde praticamente ninguém nesse mundo deve perder pros EUA, chegando à falta de uma série de coisas, desde tomógrafos a produtos mais simples, fruto de um embargo econômico covarde imposto pelos EUA por anos a fio.

    Tudo tem dois lados e é bom que sejam vistos.

  • André Corrêa disse:

    Ótimas observações de Pedro Blank! É sempre bom conhecer o lado B das histórias…

  • Antônio CATÃO Jr. disse:

    Alguns dados ATUAIS sobre Cuba, a qual Pedro Blank defendeu:
    Governo => Estado UNIPARTIDÁRIO Marxista – Leninista (onde está a liberdade de expressão e de ideologia?)
    IDH => 0,77 (Guiné – Equatorial tem IDH = 0,7; Estado do Ceará = 0,73; MG = 0,8; SC = 0,84 (Florianópolis = 0,88)).
    Etnia => 65% Brancos; 24% Mulatos; 10% Negros e 1% Asiáticos
    Independência da Espanha e EEUU => 1878 (Guerra dos 10 anos 68-78)
    Proclamação da República => 1902
    Revolução Cubana => 1959
    Número de Presidentes de 1902 até 1959 => 13
    Número de Presidentes de 1959 até 2013 => 3* (??????????????????)**
    * O atual presidente é IRMÃO do antecessor
    ** No Brasil de 1964 até 1985 foram 6
    TLD (Country Top Level Domain) de Internet => (por mais irônico que possa parecer) “.cu”
    Agora o mais grave de tudo: O governo cubano tem sido acusado de inúmeras violações de direitos humanos, incluindo tortura, prisões arbitrárias, julgamentos injustos, e execuções extrajudiciais (também conhecido como “El paredón”). A Human Rights Watch afirma que o governo “reprime quase todas formas de dissidência política “e que” os cubanos são sistematicamente negados direitos básicos à liberdade de expressão, associação, reunião, privacidade, movimento e devido processo legal “. A União Europeia, em 2003, acusou o governo de Cuba de” contínua violação flagrante dos direitos humanos e das liberdades fundamentais “. Os Estados Unidos continuam um embargo contra Cuba”, enquanto ela continuar a recusar a se mover em direção à democratização e um maior respeito pelos direitos humanos “.
    Cuba teve o segundo maior número de jornalistas presos de todo o país em 2008 (República Popular da China teve o maior) de acordo com várias fontes, incluindo o Comitê para a Proteção dos Jornalistas (CPJ), uma ONG internacional e a Human Rights Watch. Como resultado das restrições à propriedade, as taxas de posse de computador estão entre as menores do mundo. O direito de usar a Internet só é concedida para os locais selecionados e podem ser monitorados. Conexão com a Internet de forma ilegal pode levar a uma pena de prisão de cinco anos. Dissidentes cubanos que cometem crimes enfrentam detenção e prisão. Na década de 1990, a Human Rights Watch informou que o sistema prisional extenso de Cuba, é um dos maiores da América Latina, composto por cerca de 40 prisões de segurança máxima, 30 penitenciárias de segurança mínima, e mais de 200 campos de trabalho. De acordo com os Direitos Humanos Cuidado, os presos políticos, juntamente com o resto da população carcerária de Cuba, estão confinados a prisões com condições precárias e insalubres.
    Há dois aparelhos de Ultrassom para atender toda a população da Ilha. Não há tomógrafos nem aparelhos de Ressonância Nuclear Magnética.
    Há uma atenção primária à saúde muito bem desenvolvida, mesmo porque não podem deixar a população adoecer, pois não há recursos para tratamento.
    Essa é Cuba!

  • Frederico Dantas disse:

    A propósito, nunca tinha visto esta foto. Que foto, que momento.

  • Frederico Dantas disse:

    Politicamente seria quase como Chico. Não sou petista nem qualquer outro “ista”. Para mim, também, políticos são 99,9% farinha do mesmo saco podre.

    Mas me espanta como tem gente que ainda hoje acredita nessa história ridícula de que o golpe de 64 aconteceu para impedir a implantação de uma ditadura comunista no Brasil.

    Depuseram um presidente eleito (sim, naquela época vices-presidentes eram eleitos em chapa separada dos presidentes) com este argumento estapafúrdio.

    Mas num exercício de suposição, vamos imaginar que Jango fosse a besta apocalíptica dos comunistas comedores de criancinhas que iria usurpar o Brasil. Porque, uma vez deposto este presidente malvado, não ocorreram as eleições de 1965 como estavam planejadas?

    Até as vacas do presépio sabem que a barbada dessa eleição era JK. Será que o diamantinense também era alinhado com as forças comunistas que queriam tomar o mundo???? Será que o concorrente, Lacerda, era?

    Façam-me o favor…

  • carlos santana disse:

    Parabéns ao Pedro Blank pela correção feita.

  • André Corrêa disse:

    Outra:

    Sobre esse negócio de ser contra ou a favor do governo, as pessoas têm que entender que não existe mais qualquer ideologia política ou partidária no Brasil.

    O que há, de fato, são quadrilhas que se organizam em grupos criminosos também conhecidos como partidos. Cada qual quer o poder com o único objetivo de roubar, roubar e roubar.

    Se alguém discordar disso, basta observar o que foi a votação da medida provisória dos portos. Por que a oposição cria tanta dificuldade pra aprovar algo tão importante para o país? E por que a votação teve que acontecer no limite extremo do prazo, naquela correria toda?

    Simples, meus caros: para governo e oposição, o país se dane! O negócio é obter vantagens sobre o desespero alheio e criar cenários cada vez mais favoráveis para fazer pressão na hora de negociar. E negócios, neste contexto, significam cargos na máquina pública. Cargos que significam verbas, obras, superfaturamentos, desvios… Bandidagem! Com o nosso dinheiro.

  • Antônio CATÃO Jr. disse:

    Prezado Pedro Blank,
    Por que não se muda e vai morar em Cuba, então?
    Ou melhor ainda, fixe residência na Nicarágua!

  • Antônio CATÃO Jr. disse:

    Ter governos de esquerda extremista (vide Coréia do Norte, Cuba, Vietnam, China, União Soviética, Iugoslávia, Albânia (acho que foi a pior de todas) e demais países da Cortina de Ferro) é tão ruim quanto “abrir espaço para a extrema direita”, ou pior, como é hoje no Brasil, onde se tem uma esquerda extremista velada, pois Dilma mesmo afirmou que sua ideologia não mudou, mudaram apenas seus métodos.
    Quanto a punições, acho que a resposta é proporcional ao tamanho da repressão à época que ocorreram. Lembremos como foram os governos do próprio Gen. Videla, do Gen. Pinochet, de Bordaberry e Demicheli e do Gen. Stroessner, comparados com os Governos Militares pré Governo Geisel. O Gen. Geisel, chegou a ser taxado, nos altos círculos militares, encabeçado pelo Gen. Sylvio Frota, de comunista.
    Para se debater sobre o Governo pós contra-revolução de 1964 temos que iniciar o raciocínio lá no fim do Segundo Império de D. Pedro II e início da República da Espada, passando pelas Revoltas Tenentistas, Intentona Comunista e Governo Vargas, tudo analisado dentro da ótica do contexto sócio – econômico mundial desde o final do século XVIII. É muito mais complexo do que fragmentar a análise apenas no período pós 1964. Isso é assunto para um “chá com torradas”.
    Enfim, o que quero dizer é que nenhum dos dois extremos está correto, pois ambos cometem crimes e atrocidades, seja de direita (Governos Militares no Cone Sul), seja de Esquerda (URSS, China, Países da Cortina de Ferro e nos dias atuais Cuba, Vietnam, Venezuela e Coréia do Norte).
    A Nicarágua é prova incontestável do que falei acima, pois após ser atrocidada por Zelaya, sofreu mais de 40 anos com os Somoza para continuar sofrendo com o outro extremo: dos Sandinistas de Ortega, com direito a guerra civil com os Contras.
    Concluindo, ainda está para se encontrar uma forma ideal de governo, pois a própria Democracia, aqui no termo conceitual da palavra, não é o tipo ideal de governo, lembrando que na Atenas Antiga com seu governo Democrático, havia a maioria da população não era composta de pessoas consideradas como cidadãs, que, portanto, não tinha direitos políticos; não os tinham mulheres, escravos e crianças. Os Governos Ditatoriais de Esquerda também se intitulam democráticos (República Democrática Popular da Coréia). Talvez, o que beirasse uma forma ideal de governo, para grandes populações, fosse a Democracia semi-direta da Suíça, a qual, inclusive, limita a alienação política da vontade popular.
    Saudações Alvinegras!

  • André Corrêa disse:

    Essa história foi assim: a Copa de 1986 deveria ter sido disputada na Colômbia. Só que, em 83, o país desistiu de organizar o torneio. Aí o governo brasileiro foi consultado sobre seu interesse em sediar o Mundial.

    Mergulhado na crise, com a moeda toda ferrada e a inflação atingindo níveis estratosféricos, Figueiredo não quis nem ouvir a FIFA. E que ninguém o considere um gestor responsável por isso: como militar, em plena ditadura, ele não precisava fazer política populista. Não precisava e não queria, afinal, era ele quem dizia que povo cheira a excremento de cavalo.

    Com a recusa do Brasil o escolhido acabou sendo o México, que havia organizado uma edição da Copa apenas 16 anos antes. Mesmo com o país assolado por um terrível terremoto em janeiro de 1985, o torneio que consagrou Diego Maradona acabou sendo disputado entre 31/05 e 29/06/1986.

  • Xavier disse:

    Chico, sou contra qualquer forma de governo opressor, porém existia um contexto em 1963, que me convence que a ditadura de direita foi o melhor para o momento.

    Acho que antes de criticar, devemos estudar melhor a nossa história, hoje colocamos no poder os “coitadinhos” da época da ditadura, e sinceramente o País virou uma zona completa.

    Não existe respeito com instituições, autoridades, professores, pais, etc….

    O Brasileiro não entendeu ainda o que é democracia, e não vejo futuro para a nação.

  • Ricardo Bandeira de Melo disse:

    Prezado Chico Maia, o mais interesante da foto e ver de novo meu pai, que era jornalista político na época e está bem aí eheheheheh, valeu a foto. abraços

  • geovany disse:

    Essa foto é espetacular. Quando o Brasil “ganhou” o direito de fazer a copa do mundo achava que alguns da imprensa estavam exagerando nas criticas e tudo nao passava de um grande pessimismo, grande engano meu, o Brasil nao tem a minima condição de realizar um evento desse porte, muito pela corrupção de assola esse pais. Depois que esse circo acabar é que vamos compreender o tamanho da irresponsabilidade que deixamos acontecer.

  • thales rosa disse:

    Disse no post anterior que gostaria de ver o Brasil punir os militares que cometeram crimes na ditura assim como a Argentina puniu, com prisao perpetua. Mas a ditadura brasileira trouxe coisas boas tambem, toda a “infraestrutura” que temos hoje foi herdada do planejamento do periodo militar, foi entre 1965 e 1980 que nasceram as estradas, os grandes aeroportos, os portos a estrutura das cidades.. sem falar que a violencia era quase 0 (lendo relatos).

    Volto a afirmar aqueles militares que cometeram crimes contra inocentes deveriam ser punidos exemplarmente.

    Discordo do Rodrigo que diz que os militares estao morrendo e deixando heranças compativeis com seu soldo, muitos militares ganharam cargos em federacões de futebol e ademgs da vida e ficaram ricos com essas atividades….

  • EDUARDO - BH disse:

    A Ditatura militar deixou muitas seguelas no nosso país. Até hoje sofremos com o seu desdobramento :
    – escolas e educaçao esfaceladas.
    – impunidade
    – politicos ruins e sem escrupulos .
    – congresso nacional podre
    – passividade por grande parte da populaçao, por falta de acesso a boa educaçao e consientizaçao cidadã.
    – partidos politicos, tanto de direita qto de esquerda, se comportando como balcao de negocios para atender interesses escussos.
    -etc…etc…etc…

  • Ricardo Pinto disse:

    ¨E antes, que os xiitas de plantão venham dizer que sou contra o atual governo, adianto que considero quase todos os atuais políticos, farinha do mesmo saco. ¨ Chico, isso que você escreveu, foi o que o Joaquim Barbosa disse ontem, mas com outras palavras. hehe. E os políticos ficaram revoltados. O único e exclusivo objetivo deles é ficar babando ovo de quem está no poder, para tentar pegar o seu lugar ao sol. Uma pena.