Warning: "continue" targeting switch is equivalent to "break". Did you mean to use "continue 2"? in /home/blog/www/wordpress/wp-includes/pomo/plural-forms.php on line 210
O zero a zero entre Atlético e Corinthians: ruim para os dois, mas nem tanto | Blog do Chico Maia

Blog do Chico Maia

Acompanhe o Chico

O zero a zero entre Atlético e Corinthians: ruim para os dois, mas nem tanto

A análise do jogo e circunstâncias na visão de um dos grandes jornalistas de São Paulo, o mineiro de Guaxupé, Luiz Antônio Prósperi, do “Estadão”:

* “Corinthians esbarra no seu fraco futebol e deve fechar para balanço da temporada”

Corinthians já deve antecipar o fim do expediente e fechar para balanço nesta temporada. Sem recursos técnicos e comandado por um treinador interino, decepcionou mais uma vez no Itaquerão e chegou a seis jogos sem vencer no Brasileirão ao empatar por 0 x 0 com o Atlético-MG, desfalcado de dez jogadores importantes. Bom para o time de Minas, que só se defendeu e saiu feliz com um ponto fora de casa.

A vitória seria importantíssima para tirar o Corinthians da letargia e ajudar na briga por uma das seis vagas da Copa Libertadores. Mas, nem com essa generosidade de última hora da Conmebol a aumentar o número de representantes do Brasil na competição, levou o time paulista e se virar para vencer o Atlético. Faltou talento.

Corinthians passou boa parte do primeiro tempo com o controle do jogo. Tirou proveito da postura defensiva do Atlético. Avançou com boa troca de passes, sem ligação direta, e construiu dois lances claros de gol. O primeiro, com um gol anulado de Gustavo, e outro com Rodriguinho, que chutou de chapa por cima do travessão.

Tudo o que o Corinthians fez foi jogar  muito simples, sem criatividade, apenas com excessiva força de vontade, entrega, bem característica de um time sem recursos técnicos.

Atlético também não inventou nada, acusando o sacrifício de jogar sem pelo menos seis titulares – desfalques por serviços às seleções nacionais e lesões. Recuado e sempre à procura de Robinho para resolver seu problemas, apostou nos contra-ataques com a velocidade dos extremos Clayton na direita e Hyuri na esquerda. Em um desses contragolpes, teve o gol nos pés de Clayton, mas Walter evitou o pior.

Nada de muito relevante a um time que briga pelo título e não poderia desgrudar dos calcanhares do Flamengo e se distanciar do Palmeiras. Quis ser frio, calculista e cirúrgico na tacada final. Não conseguiu.

No segundo tempo, o Corinthians viveu dentro do campo do Atlético. Foram 20 minutos intensos, sem negociar a bola. De novo, muita vontade e nenhum talento. Da direita para esquerda, cruzamentos e algumas trombadas e quase nenhum perigo ao goleiro Victor.

Diante da extrema dedicação dos donos da casa, o time de Minas pouco reagiu. Marcelo Oliveira tentou dar mais qualidade técnica com Dátalo. Robinho já não era o centro da órbita. Nada feito. E complicou ainda mais com a expulsão de Leandro Donizete, aos 34.

Seria complicado ao Galo se o o Corinthians tivesse recursos para tirar proveito de jogar com um mais por mais 15 minutos. Era esperar muito de Rildo, Gustavo, Marquinhos Gabriel e companhia.

No fim o empate sem gols premiou a incompetência do time paulista e fez o Atlético subir um degrau na classificação.

Nos segundo tempo, o Corinthians viveu dentro do campo do Atlético. Foram 20 minutos intensos, sem negociar a bola. De novo, muita vontade e nenhum talento. Da direita para esquerda, cruzamentos e algumas trombadas e quase nenhum perigo ao goleiro Victor.

Diante da extrema dedicação dos donos da casa, o time de Minas pouco reagiu. Marcelo Oliveira tentou dar mais qualidade técnica com Dátalo. Robinho já não era o centro da órbita. Nada feito. E complicou ainda mais com a expulsão de Leandro Donizete, aos 34.

Seria complicado ao Galo se o o Corinthians tivesse recursos para tirar proveito de jogar com um mais por mais 15 minutos. Era esperar muito de Rildo, Gustavo, Marquinhos Gabriel e companhia.

No fim o empate sem gols premiou a incompetência do time paulista e fez o Atlético subir um degrau na classificação.

FICHA DO JOGO

Corinthians 0 x 0 Atlético-MG

Corinthians: Walter, Leo Príncipe (Lucca), Yago (Pedro Henrique), Valbuena e Arana; Camacho; Giovanni Augusto, Rodriguinho, Marquinhos Gabriel e Marlone (Rildo); Gustavo. Técnico: Fabio Carille.

Atlético-MG: Victor, Carlos Cesar, Leonardo Silva, Gabriel e Fabio Santos; Leandro Donizete, Lucas Cândido e Hauri (Patrik); Clayton (Dátalo), Fred e Robinho (Yago).Técnico: Marcelo Oliveira.

Juiz:Rodolpho Marques
Cartões amarelos: Leandro Donizete, Lucas Cândido
Cartão vermelho: Leandro Donizete
Renda: R$ 760.443,00
Público: 17.135 pagantes
Local: Itaquerão

https://blogdoprosperi.com/2016/10/05/corinthians-esbarra-no-seu-fraco-futebol-e-deve-fechar-para-balanco-da-temporada/


Deixe uma resposta para Marcão de Varginha Cancelar resposta

Comentários:
31
  • André Corrêa disse:

    Pra mim, mais uma análise bairrista. Igual à do UOL, que xingou os tubos alegando que o gol que os caras fizeram foi legal.

    Ademais, torcedor que chama o meia argentino de Dátalo a gente até irreleva, mas jornalista fazer isso…

    Sabe muito mesmo de futebol mineiro esse moço aí.

  • joao disse:

    Eu escalaria o Dátolo. Mas o tal de Hyuri nem pensar. É um tremendo enganador e ficou mais uma vez comprovado. Como diz o Lélio Gustavo: Péssimo dos Péssimos….
    OK! E tenho dito.

  • Dimas Eustaquio de Souza Godinho disse:

    Se algum tecnico inteligente perceber que pra ganhar do Galo é só explorar o jogo aéreo em cima do Gabriel, teremos uma tragédia anunciada.E a culpa é dessa imprensa Atleticana e do Marcelo que não enxergam o obvio Ululante.Baixinho não pode ser Zagueiro!!

    • Alex disse:

      …Dimas, vc é alto?….se for, que tal vc entrar no lugar dele?…por que vc sabia que o reserva dele é o Edcarlos?…acho que não sabe né…..vc já ouviu falar em um tal Luizinho que jogou no Galo?…vc já ouviu falar em um tal Canavarro?….pois é, eram baixinhos mas 2 dos melhores do mundo que eu já vi jogar……me ajuda aí….o cara é bom, só que novo, precisa de maturidade e isso só com os jogos….

      • José Eduardo Barata disse:

        Você se esqueceu do Otamendi, Alex. Essa turma do comentário “padrão” é complicada. Alguém fala alguma coisa em algum lugar, outro alguém repete, um “comentarista” pós jogo repercute e pronto : eis aí mais uma bobagem difundida. Quantos gols mesmo no campeonato foram feitos de cruzamento em cima de grandalhões? Noventa e nove por cento deles. E os teóricos caem de críticas pra cima do Gabriel. São patéticos!

  • Dimas Eustaquio de Souza Godinho disse:

    Gol anulado do Corintians:
    Bola alçada em cima do zagueiro baixinho, Gabriel, que subiu não alcançou a bola mais uma vez.Gol mal anulado!!Não houve falta.O Gabriel alem de baixinho, está marcando a bola.É fundamento pra jogar de Zagueiro:Ter impulsão no mínimo.O Gabriel seria o melhor lateral direito do Galo.Ele é muito bom no chão…..rápido.Mas pra zagueiro ele é NANICO!

  • Julio Avila (Mariana) disse:

    o atletico esta forte nos “Bastidores” hein? para um juiz operar o curintia dentro do itaquerão a coisa esta feia viu,mas hoje não vai ter nem choro nem mimimi,todo mundo caladinho,rs.pimenta nos zoios dos outros é refresco!

    • Marcão de Varginha disse:

      Procure ser razoável e racional, apesar que pra vc isso é impossível… além do mais, quando a arbitragem “erra” contra o time que compra arbitragem, Flamengo, Corinthians, são acerto de contas!
      – #benecyeternomito

  • Pedro Vítor disse:

    A situação ficou complicada neste momento porque Palmeiras e Flamengo tem jogos fáceis dentro de casa enquanto o Galo teve buscar pontos fora de casa provavelmente irão abrir pontos que podem ser recuperados na sequência do campeonato Brasileiro

    Galo de 6 pontos disputados fora de casa somou 4, e continua numa crescente em relação ao primeiro turno são 18 pontos no segundo turno e no primeiro turno tinha somado 13.

    Agora temos uma sequência de jogos contra equipes que brigam pra não cair, é hora de pontuar pesado
    ..

    Não dá pra jogar a toalha ainda pelo título.

    Tanto Palmeiras como o Flamengo vão pegar Santos e Atlético fora de casa, no caso na Vila Belmiro e Horto, na minha conta serão duas vitórias dos mandantes equilibrando o campeonato

    Negócio é aguardar e ir fazendo a nossa parte.

    Contra o América volta quase um time de desfalques. Casares que ontem fez muita falta na armação do time, Otero que não perderia um gol como o Hyuri perdeu frente a frente com o goleiro, Lucas Pratto, Rafael Carioca e Júnior Urso, Erazo deve voltar a fazer dupla com Leonardo Silva apesar de que o Gabriel foi bem, além de todos estes o Luan está em fase final de recuperação e é um jogador fundamental para um time como o Atlético e também Marcos Rocha e Maicossuel…

    Acredito também na Copa Do Brasil

  • Stefano Venuto disse:

    Eu também não contava com esses 3 pontos diante das circunstâncias. Um empate com 6 titulares a menos foi um bom resultado, resultado ruim foi empatar com o cruzeiro e outras bobeiras do Galo. Não culpo Marcelo pelo conjunto da obra, mas o culpo por insistir com Lucas Cândido, mais um subproduto da base, supervalorizado por alguns golzinhos que andou fazer, este é o maior cerca Lourenço da história do Galo, ganhando até mesmo do Xodó da vovó.

  • kafé são gotardo disse:

    ”saudações alvinegras”
    Pelas circunstâncias até que não foi de todo mal,mas esperar qu ,CLAYTON ,hiury,resolva nossos problemas é demais.
    O time completo é muito forte,mas para o ano que vem ,tem que contratar,um zagueiro,um ou dois volantes,de preferência um argentino(da prateleira de cima)não iguais a esses do outro time.
    Que pena que o ”LÈO”j´tá velho ,pois dento da área ,não tem zagueiro igual a ele.(jogo aéreo)

    Esse cabeça de bagre do DONIZETE ,também tem que vazar,além de velho é burro demais,jogador com experiência dele tem que evitar o segundo cartão,seu prazo já está vencido.

    ”sou mais galo que a seleção brasileira”

  • joao disse:

    Técnico fraquíssimo! Medroso! Sem Alma!
    É um absurdo manter essa coisa chamada Yuri no plantel.

    • Alex disse:

      …e vc colocaria quem no lugar do Hyuri?…..a torcida do Galo tá ficando meio parecida com os simpatias……que m.i.&.r.D.@ hein?…..

      • JOSE ALVES disse:

        Tinha o Dátolo (mil vezes melhor), precisa mais?

        • Alex disse:

          …José, vc fala do Dátolo que está há 3 meses sem jogar e com a cabeça na grana que a polícia prendeu?…..Dátolo se tornou ex jogador em atividade……o Marcelo não faz milagre amigo…..são 10 desfalques…..ele levou 3 meninos da base para compor o banco….

          • Marcão de Varginha disse:

            Alex, então MO deveria escalar um atacante da base no lugar do cabeça-oca do Hyuri… então pra que levar os meninos da base, né? Hyuri, Patric, Carlos César, Carlos Eduardo, Edcarlos nem deveriam ter siso contratados!
            – #benecyeternomito

          • Alex disse:

            …e José Alves, o que são 50 anos se seu time demorou 83 anos pra ganhar o primeiro brasileiro sem a ajuda do Fax?…o que são 50 anos se seu time já tem quase 100, mudou de nome e de cores várias vezes e ainda assim não ganhou uma final nacional do Galo?…o que são 50 anos não é mesmo….pra cima de mim não…aqui é aroeira…..

          • Alex disse:

            …demorei um pouco a descobrir que vc é simpatia José Alves, vc engana bem….mas….no final se entrega….kkkkk…..deve ser mais uma viúva do Fred….atleticano não fala e não age assim…..

          • JOSE ALVES disse:

            Dátolo algemado, joga mais que Hyuri, que é jogador de time pequeno. Não enxerga quem não quer ver. Por isso ficaremos na fila mais esse ano e estamos chegando aos 50 anos. Estaremos vibrando apenas com vitórias e nada de títulos deixados para os azulados.

  • Osvaldo Gandini disse:

    Precisamos entender e aceitar o seguinte, o resultado ontem foi bom, demérito nenhum empatar com o Corinthians fora de casa.
    Demérito foi, empatar com o Vitória, Atlético PR, Sport, Figueirense, não conseguir vencer nosso maior rival (fizemos 1 ponto de 6), perder pro Grêmio dentro de casa, perder vexatoriamente pro Fluminense, aí sim, jogamos o título no lixo.
    Apesar dos revezes, ainda acredito em uma recuperação nesta reta final.

    • Dimas Eustaquio de Souza Godinho disse:

      E com esse zagueiro baixinho, Gabriel, teremos uma tragédia anunciada.Se o técnico adversário perceber que se explorar o jogo aéreo em cima dele, sofreremos gols evitáveis
      É fundamento para a posição de Zagueiro ter impulsão.O Gol do Corintians foi mal anulado.Ele subiu e não alcançou a bola.Contra a Ponte Preta foi a mesma coisa.

  • Julio Avila (Mariana) disse:

    eu não estou entendendo mais nada,o atletico esta a 4 pontos do Palmeiras que pega o lanterna e pode e vai abrir 7 pontos faltando 9 rodadas e o atletico saiu comemorando empate?alguém me explica?

    • Alex disse:

      …explico sim….em uma linha….Galo terceiro com 53 pontos e crucru em 16° com 33….tá explicado?….estamos lutando pelo título e jogamos desfalcados contra o time que semana passada e.s.t.a.p.i.o.u sua cara e é um do protegidos da CBF…tá explicado?…agora explica pra mim, como faz pra ser “animador de platéia” assim?…entendeu não?…palhaço mesmo, como faz?….kkkkk…vc tem vocação pra se bobo mesmo….bem que els falam que ninguém vem a esse mundo sem propósito….vc só precisa aprender a perdoar o atleticano que te feriu por dentro…..

  • JOSE ALVES disse:

    Marcelo Oliveira definitivamente autenticou sua incapacidade como tecnico de futebol. Se escalasse o Dátolo no lugar do Hyuri e mesmo com tantos desfalques, seria até elogiado pelo empate. Todos sabem que o time necessita de um meia camisa 10, que é a mesma posição que o tecnico exercia quando jogador. E tínhamos o Dátolo no banco. Aquele gol perdido pelo Hyuri, quando chutou o gramado, mostra o tamanho do erro do nosso técnico. Se o Hyuri soubesse chutar a gol, poderíamos vencer e até ter alguma esperança de título. Mas….. No inicio de ano que vem, o técnico pode voltar para a toca azulada e levar o Hyuri com ele.

    • JOSE ALVES disse:

      Todos que viam o jogo, ao verem o Donizeth levar o primeiro cartão amarelo, ficariam apreensivos a cada ataque do adversário, com receio de um segundo cartão do jogador, que é portador de uma garra/desorientada, além de não ter noção da importância do jogo que poderia nos tirar da fila de quase cinquenta anos. Noventa e nove porcento das faltas violentas e perto da pequena área feitas por nosso time, são praticadas pelo L. Donizeth. É só pesquisar os arquivos para constatar. Todos enxergavam isso, menos o técnico que com a lógica e inevitável expulsão do jogador, nos obrigou a desistir da vitória, ao permitir que jogássemos quase um tempo de jogo, com um jogador a menos. Poderia ter tirado o Donizeth e colocado o Yago ou o Dátolo. Com qualquer um dos dois, nunca seria pior que jogar com um jogador a menos.

      • Alex disse:

        …José Alves, se vc for atleticano(coisa que eu duvido), vc deve estar com saudades de Mexerica, catanha, wolkswagner e cia….só pode….menos amigo….menos amigo….

    • Alex disse:

      …meu amigo, Dátolo está sem ritmo de jogo e com a cabeça longe…..me ajuda aí…..Dátolo ainda não aguenta meio tempo de jogo…..

      • José Eduardo Barata disse:

        Tem torcedor, Alex, que “entra no jogo” só quando o juiz apita o início da partida. Quando acaba, emite sua opinião, no seu legítimo direito, cheia de “verdades”. Sabem tudo.

        • Alex disse:

          José Eduardo, estou desconhecendo a MASSA, ou parte dela….os caras estão chatos demais….imagina se eles fossem cruzeirenses, já teriam infartado…..kkkkk

          • JOSE ALVES disse:

            Por favor, não nos compare com os azulados. Para que se lembrar deles e de suas conquistas? Temos de reconhecer. Podemos ser fanáticos, mas cegos não. Perigo de enfartar eles não tem não. A realidade é essa. Veja bem. Eles nos humilharam com diversas goleadas (5 x 0 – 5 x 0 – 6 x 1 – 4 x 0 – 4 x 1) Ganhamos um brasileiro 50 anos atrás, uma Libertadores, uma copa do Brasil, uma recopa e duas Comebol. E os azulados? São 2 Recopas + 4 Brasileiros + 4 Copas do Brasil e duas Libertadores. É por essas, que nós os verdadeiros atleticanos nos irritamos quando um ou dois profissionais muito fracos ou incompetentes nos tira a chance de ganhar o brasileiro mais fácil dos últimos anos e assim, reduzir esse banho que levamos de nosso adversário.