Blog do Chico Maia

Acompanhe o Chico

Carnaval fantástico, com Telê Santana, Drumond e Nava na área, e a terra do Juarez Moreira mudando de nome!

Telê Santana - Zé Pereira

Vinícius Dias destacou no blog dele a homenagem de Itabirito ao seu filho mais ilustre, Telê Santana, que virou boneco gigante no ótimo Carnaval da cidade (htt/bit.ly/2mvnYns ).

Quarta-feira de cinzas chuvosa, assisto o Bom Dia Brasil e apesar de não ter tomado quase nada ontem, pensei que estivesse ainda tonto, de ressaca do Carnaval ao ver o apresentador da previsão do tempo, Tiago Scheuer, dizer que chove muito na cidade de “Guaranhães”no Nordeste de Minas.

Uai, que cidade é essa? No meu estado, que eu pensava que conhecia muito bem? Pensei: não seria Guanhães? Cidade ótima, no perímetro da “Grande Conceição do Mato Dentro?

JUAREZ

Terra natal do grande compositor, violonista, guitarrista, produtor e arranjador Juarez Moreira (foto) e irmãos Celso, Riva e Hallison Moreira?

Pedi socorro ao “São Google e, nenhum sinal de “Guaranhães”. De nome parecido, só mesmo a querida Guanhães. Com essa crise que assola os meios de comunicação, há redatores muito jovens (pra não culpar nenhum estagiário) e revisores de menos. A não ser que exista mesmo Guaranhães em Minas e eu esteja desinformado, mas bêbado não estou, seguramente.

Deu até vontade, porque o Carnaval de Belo Horizonte foi bom demais.

DRUMONDCMNAVA

Comecei curti-lo na quinta feira, cumprimentando grandes mineiros, que já estavam no clima, ali na Rua Goiás, quase esquina com Bahia, perto da sede da PBH, os imortais Carlos Drumond de Andrade e Pedro Nava, a quem fiz questão de pedir uma foto.

BLOCO1

Nos dias seguintes fui atrás de blocos, percorrendo o Centro, bairros e bares da Capital, todos da melhor qualidade, espetaculares em alegria, beleza e alto astral. Como em Santa Tereza, no “Volta Belchior”, desta imagem acima.

Só não entendo o motivo de grande parte dos colegas da imprensa chamarem multidões como dessa da foto abaixo, de “bloquinhos”.

BLOCO

Se isso é “bloquinho”, o que seria um bloco?

BLOCO2

Bloquinhos!?


» Comentar

Comentários:
20
  • Marcão de Varginha disse:

    Uma pena que parte desses brasileiros foliões não tem essa mesma disposição para sair pacificamente às ruas exigindo mudanças nas leis e na política. É uma alegria momentânea que contagia até chegar a dura realidade do cotidiano em detrimento de alguns que se sentem intocáveis nos cargos eletivos que ocupam… isso é Brasil, infelizmente!
    – #benecyeternomito

  • Jorge moreira disse:

    Desperdicio de dinheiro publico, praque gastar dinheiro com escolaskkkkkkkkkkkkkkkkkkde samba que pobreza,que coisa feia, assim como os outrora blocos caricatos meu Deus que coisa horrorosa, eu sou de um tempo que só no bairro da floresta haviam mais de 12 blocos caricatos(estes sim eram tradição de BH) e hoje sinceramente sinto vergonha pela pobreza, falta criatividade, falta tudo quando adolescente pariticipei do unico bloco caricato ainda desfilando e fico absurdado com tanta falta de criatividade e na epóca que eu desfilava nós mesmo pagavamos fantasias, vendiamos rifas para as despesas de caminhão,as alegorias eram sempre renovadas, hoje eles aproveitam tudo dos anos anteriores, as camisas (que vergonha) os tenis(que vergonha) saudades dos tempos das camisas amarelas de cetim(todas no mesmo tom de amarelo, assim como os tenis eram todos brancos, luvas pretas, pelo que vi até a pintura no rosto esta muito feia, acabem com isto, invistam em estrutura para os blocos de rua, sem contar as escolaskkkkkkkkkkkk de samba só salvou a grande cidade jardim o resto nem vale a pena comentar nem tocar os instrumentos eles sabem, (coitados os instrumentos hoje apanham dos tocadores ) gastem dinheiro com coisas uteis, chega de gastar com blocos caricatos e estas escolinhas de samba, que nada representam dos antigos e tradicionais carnavais

    • José Eduardo Barata disse:

      Lembra da Batalha Real , às quintas-feiras antes
      do período momesco , a desfilarem na Afonso Pena ?

      • Jorge moreira disse:

        Saudosas pra este Atléticano e antigo carnavalesco as batalhas de confetes na Afonso Pena sem contar os desfiles dos blocos Caricatos no Bairro Floresta, É muita saudade, dos tempos em que o bairro Floresta era chamado de capital do samba e dos blocos Caricatos

  • Raul Otávio da Silva Pereira disse:

    Complexo de vira-lata, Chico.
    Para alguns, nada que não for transmitido pela Globo presta.
    Acho que BH – e não foi o poder público, foram as pessoas – deu uma virada espetacular nos últimos 5 ou 6 anos.
    Acabou aquele negócio de “prá onde você vai no Carnaval ?”, que era comum na minha juventude. Ainda bem que acabou.
    Pena que agora estou em outra faixa etária, e já não tenho mais pique prá isso. Mas que eu gosto de ver e saber que tá rolando, isso gosto.E muito.
    Só espero que nosso novo prefeito não atrapalhe. Algumas pequenas e simples melhorias tem que ser implementadas, mas não se pode, de forma nenhuma, reprimir a participação e a alegria das pessoas. Nesse ponto acho que o Khalil não vai “pisar” na bola – mesmo enquanto presidente “daquele povo”, eu já o admirava, como um cara “prá frente”. Torço para não queimar a língua.

  • Marcos disse:

    Belo Horizonte ressuscitou com maestria seu carnaval. Blocos seguem aumentando de tamanho e a adesâo às folias da cidade vem aumentando a cada ano. A cidade nesse época do ano passou a ganhar mais espaço nas grandes mídias, coisa que não se via até mais ou menos 2012. A cidade vivia vazia pq quase todos viajavam ou descansavam em seus lares.
    A capital mineira foi capaz de ressuscitar seu carnaval mas é incapaz de conseguir a expansâo do seu metrô e a reforma do seu anel rodoviário. Nossa capital agora tem um bom carnaval mas continua parada e sem perigo de melhorias essenciais. Enquanto isso a cidade vai perdendo espaço até pra capitais menores, que vão modernizando e passando a ter melhorias que jamais serão cogitadas por aqui. Nossa capital já perdeu lugar pras capitais do Nordeste e brevemente será ultrapassada também por capitais amazônicas.
    A aristocracia mineira nunca teve e nunca terá o interesse de modernizar BH.

  • José Eduardo Barata disse:

    Comprovado !!!
    O Tostão tem problemas sérios com o Reinaldo .
    Na coluna de hoje , ao falar de centroavantes ,
    mais uma vez não citou o Rei .
    Qual será o trauma do velho e bom Tusta ?

    • Carlos Almeida disse:

      As evidências tbm me levam a crer que o Tostão tem uma dor de cotovelo com o Rei.

      Primeiramente pq Reinaldo foi sem dúvida, o mais genial jogador a atuar em Minas.

      Tostão talvez não seja nem o maior jogador da história do Cruzeiro.
      Uns dizem que Dirceu Lopes jogou mais.

      Tostão jogou em 70 jogando o “arroz com feijão” e não entrou na seleção dos melhores da Copa.

      Reinaldo é sempre lembrado e referência de ex-craques, Zico, Romário, Neto e etc.

      E mesmo com a carreira encurtada pelo infortuno e por uma medicina esportiva que estava mais na idade média que na contemporânea…

      Mas principalmente pela maldade e a covardia dos zagueiros rivais (principalmente Moraes Paulada e Fontana), que quebraram um jogador ainda adolescente e já lesionado.

      • Frederico Dantas disse:

        Carlos.

        Na sua opinião, qual o jogador mais importante da história do atlético?
        Reinaldo ou Ronaldo Gaúcho?

        • Carlos Almeida disse:

          Boa pergunta Frederico!

          Ronaldinho Gaúcho inevitavelmente foi mais importante.
          É o jogador brasileiro mais venerado no mundo dps do Pelé e colocou o Atlético em outro patamar.
          O mundo inteiro conheceu o Atlético.

          Foi a maior jogada de marketing de um clube que eu pude testemunhar, além claro, do retorno técnico excepcional.

          Mas embora não tenha conquistado um grande título, (lamentavelmente os de 77 e 80 em que literalmente não o deixaram jogar), o Reinaldo jogou mto mais do que o Ronaldo no Atlético.

          R10 jogou mto no primeiro ano e foi peça-chave no título da Libertadores, principalmente pelo fascínio que exercia nos adversários.

          Mas o Rei desequilibrava… bichado ele desequilibrava… com uma perna ele desequilibrava…

          Ou seja, em se tratando de Atlético, um foi mais importante e o outro foi melhor.

    • Frederico Dantas disse:

      Prezado Barata.

      Apenas complementando a outra resposta, abaixo entre aspas é o primeiro parágrafo da coluna do Tostão do dia 21/12/2016. O que tem de errado no que ele disse? Falou alguma bobagem sobre Reinaldo?

      “Não disse que Reinaldo foi um dos maiores centroavantes do mundo de todos os tempos, como estava na chamada do “Bola da Vez”, da ESPN Brasil, com o craque. Escrevi, várias vezes, que Reinaldo, se tivesse tido uma carreira longa, sem graves contusões, teria chance, pelos momentos espetaculares que teve no Atlético e também na seleção, de se tornar um dos maiores centroavantes da história. Não chegou a ser.”

      • José Eduardo Barata disse:

        Apenas complementado minha réplica , o Tostão
        deveria ter continuado na medicina .
        Quer dizer que “não chegou a ser” porque teve
        carreira curta ?
        O verdadeiro gênio O É desde sempre .
        O não “chegou a ser” é uma das piores coisas
        que já pude ler .
        Obrigado por me passar esta informação , que
        mostra a pouca qualidade do Tostão com suas
        teorias futebolísticas .

        • Frederico Dantas disse:

          Barata.

          Eu concordo com Tostão.
          Por ter tido carreira curta, Reinaldo nunca chegou a ser o que poderia ter sido.
          Poderia ter sido, por exemplo, o maior atacante da história do futebol.
          Mas não foi.
          Infelizmente.

    • Frederico Dantas disse:

      Prezado Barata.

      Por que você acha isso?
      Só por que o Reinaldo não foi citado tostão teria sérios problemas com ele?
      Na coluna de hoje ele fala muito mais de centroavantes do presente do que do passado. Aliás, os únicos fora de atividade citados foram Ronaldo e Romário que, convenhamos, foram muito mais jogadores e importantes para a história da futebol do que Reinaldo.
      Muitos outros grandes, maiores que Reinaldo, com certeza, também não foram citados e nem por isso devemos concluir que Tostão tem problema com eles.

      Em minha opinião, Reinaldo foi um dos melhores em sua posição. Mas teve carreira curta, foi um ídolo local (nem nacional, quanto mais mundial), não ganhou nenhum título de expressão e ainda teve uma turbulenta vida pós-futebol envolvendo até drogas. É normal que muitos não o tenham como referência.

      • José Eduardo Barata disse:

        Meu Deus !, estamos a falar de futebol.
        A vida privada do atleta é dele, e a mim
        não diz respeito .
        A seguir sua tese Ronaldo também não
        poderia estar aí , não é mesmo ?
        Ou suas atitudes extra-campo podem e
        devem servir de referência ?
        Reinaldo foi ídolo para … Romário !!!!
        E outros grandes centroavantes jamais
        jogaram o que Reinaldo jogou .
        Mas , ‘tá bom . É a sua opinião .

  • José Eduardo Barata disse:

    Chico Maia , passou um “bloquinho” na Pium-í
    quetomou a rua desde a Bandeirantes até o bar
    do Paulinho , coisa aí de uns cinco quarteirões .
    E esse “bloquinho” foi se juntar aos foliões no
    “circuito” de bares , entre Rio Verde e Montes
    Claros .
    Ah , por falar no bar do Paulinho , vale a pena um
    registro : em todo jogo do América , estende as
    bandeiras do Mecão e liga a televisão para os
    torcedores do Deca .
    E recebe gente ….

  • José Eduardo Barata disse:

    Não nos esqueçamos que Guanhães acolheu também
    Drumond , o Roberto , que lá viveu .