Blog do Chico Maia

Acompanhe o Chico

Entre virtudes e defeitos, as opções de Mano Menezes e Roger Machado, que terão disputa à parte no clássico

MANOROGER

Em foto/montagem do Zero Hora, os gaúchos Roger e Mano, que terão duelo à parte no domingo

Bobagens da cartolagem à parte, dentro de campo, ainda vale a pena curtir este grande jogo e esta rivalidade fantástica. Nos tempos de Ronaldinho Gaúcho, ele estaria dizendo que “agora está valendo”, mas o craque que deu seus últimos suspiros nesta condição com a camisa alvinegra não está mais aqui e nem teve um sucessor à altura. Exatamente ali onde ele atuava é que está faltando alguém para arrumar a casa, ainda que precariamente. Liderar o time, mexer com a torcida, chamar o jogo para si. As tradicionais falhas do sistema defensivo eram superadas pela quantidade de gols que o Atlético marcava, embalado pela torcida que não parava, sabedora que era, que, aquele coro empurrava o time, além de intimidar o adversário. A força da massa continua, mas dentro de campo falta uma liderança, que arme as jogadas, que entregue mais bolas na medida ao Fred, que alerte aos volantes quando a zaga ou o Marcos Rocha estiverem foram de suas posições, enfim. Só o treinador não consegue deixar o time bem estruturado taticamente. Ele precisa de um “adjunto” dentro das quatro linhas. Roger Machado está penando por isso.

Com a entrada em forma do Thiago Neves, e com o Arrascaeta jogando muito, Mano Menezes passou a ter jogadores assim, que fazem diferença, principalmente em jogos em que a qualidade técnica superior costuma decidir. O Cruzeiro fez outra aquisição que está se mostrando excelente, que é este Hudson, vindo do São Paulo. Com ele o meio campo cruzeirense ficou fortíssimo, tanto na marcação quanto na ofensividade.

A disputa dos bancos será um espetáculo à parte, com as opções que serão adotadas pelo emergente Roger e o consagrado Mano, ambos da mesma escola gaúcha, mas de perfis distintos. Com o ingrediente mais apimentado que são duas derrotas do Galo para a Raposa em 2017, o que mexe com os brios e os nervos de todo mundo, o que pode ser positivo ou negativo para qualquer um, dependendo das situações que surgirem nos primeiros minutos do confronto.


» Comentar

Comentários:
6
  • Pedro Vítor disse:

    E o Anão de Jardim conversando moda em Twitter

    …. depois do episódio do Helicóptero da Cocaína

    Na época dele mandava e demandava na Federação e aí era tudo bem né

  • J.B.CRUZ disse:

    S..C..V..A..

  • Pedro Vítor disse:

    Mano Menezes é consagrado aonde o Chico

    Ganhou uma Copa do Brasil pelo Corinthians roubada ainda por cima. Teve um péssimo desempenho pela seleção.

    Marcelo Oliveira, Levir Culpi, Não tem essa pompa toda e já foram muito mais importantes que o Mano, a diferença dele pro Net Franco é só essa tal de escola Gaúcha de Futebol que já lançou vários técnicos pro cenário Brasileiro já o futebol Mineiro continua discriminado pelos jornalistas do eixo Rio São Paulo ninguém pode implacar nem ganhando títulos

  • Renato César disse:

    Sobre o camisa 10, o Nenê parece que pode sair do Vasco. De repente encaixa neste time do Galo.

  • luiz ibirite disse:

    E o Castelar Neto, vem demonstrando o despreparo para gerir uma cargo muito importante no futebol mineiro.

  • Jorge moreira disse:

    Porque é que o senador dono do helicoptero não sai de cara limpa do senado e abri mão da imunidade parlamentar, e peça para desarquivar o caso do seu helicoptero hem, isto sim é importante, ou ele tem certeza que jamais se reelegera pra qualquer cargo politico, ou tem medo da quebra da imunidade parlamentar?O mais engraçado é que este tipo de… ainda tem espaço nesta imprensa mineira, não basta o deputado do poste conversador fiado