Blog do Chico Maia

Acompanhe o Chico

Com este time inconfiável, não existe adversário “menos difícil” para o Atlético

CAM (1)

Os jogadores do Atlético não deram entrevistas na chegada a Confins depois da eliminação da Copa do Brasil. Melhor assim do que falar o que não deve. A situação é complicada dentro e fora de campo. Soa estranho alguém falar em sequência de jogos “dificílimos” no Brasileiro. Afinal, qual jogo é fácil no Brasileiro ou quem tem sido “fácil” para este time que conseguiu perder ou empatar em casa com times teoricamente muito inferiores, como Vasco, Bahia, Atlético-PR, Sport e Ponte Preta?.

Não adianta entrevista coletiva do presidente porque a conversa precisa ser interna neste momento. Vi no jornal O Tempo hoje a notícia de que o Galo pode contratar o rodado diretor Paulo Angioni, ex-Vasco e Flamengo. Para quê? A esta altura da temporada? Além do mais ele seria a melhor figura para o cargo?

O jogo de domingo em Curitiba, contra o Coxa, pode acalmar os ânimos e se tornar mais lenha na fogueira em caso de vitória ou derrota. Ainda sobre a derrota para o Botafogo pela Copa do Brasil, continuo sem entender aquela do Luan com a missão de dar cobertura ao Marcos Rocha. Se fosse tempos atrás, com o atacante inteiro fisicamente, tudo bem, mas todo mundo sabe (inclusive o Micale) que o Luan atua com limitações enormes. A aquele drible que tomou no segundo gol do Botafogo mostrou bem isso.


» Comentar

Comentários:
30
  • Carlos Henrique disse:

    Se ganhar la em Coritiba amanha, o Galo sobe na tabela, ai entra com moral contra o lider, espero ir nesse jogo.
    o bom é que o jogo é fora de casa, onde o Galo esta regulando no campeonato.
    O problema é em casa, o bom disso tudo, é que a diretoria
    viu que precisa jogar no mineirao, se a massa comprar a ideia,
    o Galo vencer o Coritiba, e ir com moral pra cima do Corinthians
    pode até ganhar o jogo, ja vi tudo no futebol.
    quantos times la embaixo ganham dos lideres, todo ano é assim.
    como tambem o Vitoria pode arrancar um empate aqui contra o Enseada.
    O cruzeiro, pega o Gremio, na copa do Brasil, vamos ver
    so estao a 2 pontos do Galo, nos vencendo o time, do Marcelo
    vamos com moral, pra cima do Corinthians, e se nao sairmos no desespero
    podemos ate ganhar.
    vou falar uma coisa, Leo Silva neste momento será fundamental
    ainda tem bola, como dizia Luizinho, quando estava encerrando a carreira
    e perguntado pela idade e boa atuaçao falava.
    ” nois ataia”, assim como joga Zé Roberto do Palmeiras
    exemplo de profissional
    Agora Nepomuceno, falando que esta a 15 anos no Atletico
    que conviveu com Kalil, mas é outro estilo, nao conhece futebol
    paga em dia, tem boas ideias, mas teria que admitir
    que esta errado, nao sabe montar times.
    nao tem vivencia no futebol, é verde ainda, e se ‘acha’
    falta humildade a ele.Kalil muleque estava ao lado do pai
    e Nepomuceno talvez nem tivesse nascido. Quanto ao Micale
    torço pra que dê certo
    Aminha vontade como torcedor, é que no proximo ano
    Cuca voltasse ao Galo, fizesse junto com a diretoria um novo
    planejamento, a formataçao de um novo time
    e um contrato de 2 anos, iniciando um trabalho novo.
    Magoa, se algum dirigente tiver, por que ele no mundial aceitou a prosposta chinesa
    é uma coisa pequena, que nao cabe no futebol, nem na politica
    se for pensar pequeno, e nao lidar com certas coisas
    é melhor nem entrar no futebol

    • Regi.Galo/BH disse:

      Caro Carlos Henrique,

      Repercutindo essas questões ainda sobre a entrevista do Nepomuceno, você acompanhou a análise do Bertozzi, no Linha de Passe da ESPN??
      Ele praticamente sintetiza a minha, a sua, as nossas muitas opiniões sobre o momento do Galo.
      Além do que, ainda ‘manda um recado’ ao Nepomuceno, do jeito que muitos de nós gostaríamos.

      Vou deixar o link abaixo.

      Na minha opinião, o rumo que o Galo tomou na era Pós-Kalil foi só o de fazer experiências mirabolantes.
      Na Presidência, fomos induzidos ao pior erro, por apostar num sujeito que não sabe nada de futebol. Nem conversar sabe.
      No comando do time, o Aguirre (estrangeiro), o Roger (inexperiente) e agora o Micale (?) são ou foram apostas. Até um pouco lógicas, mas apostas.
      Na coordenação, foi o Carlinhos Neves na parte física/fisiológica e, agora, o André Figueiredo na de futebol.
      E no campo, foram apostas em vários medalhões e ex-jogadores, sendo que quem sintetizou melhor o coletivo das contratações foi o caro Leandro Fábricio, quando disse algo tipo: jogadores sem alma ou espírito compatíveis com o que o Galo implantou de 2013/14 para cá.

      Em resumo, pegamos gente boa numa coisa e promovemos ela para pior.

      Um bom ex-Presidente virou um péssimo Presidente.
      Um bom profissional de fisiologia virou um péssimo coordenador de departamento.
      Treinadores com certas perspectivas, ou sei lá, viraram fantoche nas mãos de medalhões.

      A coordenação de futebol entrou na UTI, ficou o tempo todo e ninguém pôde fazer nada para tratar.
      Isto tudo levou ao câncer, que veio se instalando de cima pra baixo.
      Um levou o Maluf. E o outro estraçalhou com a gestão do futebol do Galo.

      É contra esse último câncer que nós temos que apostar agora.
      Abraço!

      http://espn.uol.com.br/noticia/714432_com-deficiencias-atletico-mg-vai-ao-mercado-por-atacante-veja-estilo-que-a-diretoria-procura

  • Carlos Henrique disse:

    Vi A entrevista do Nepomuceno, elogios a Andre figueiredo, foi bom diretor da base
    mas verde, falar com” juvenil” na lingua dos boleiros é uma coisa
    cobrar jogadores badalados en fin de carreira ou proximo do fim, já consagrados é outra
    mas vou torcer muito, mas muito sou atleticano de berço
    vi na radio agora, que Micale, deu oportunidade ao Gustavo Blanco
    é uma boa acho que vai ser titular nesse time.
    mas eu nao o colocaria agora, colocaria, Roger Bernardo que foi bem contra a Enseada Adilson e Roger bernardo, volantes mais marcadores e experientes.
    depois aos poucos colocaria Gustavo Blanco
    a hora é de apoio, estou até pensando em ir com amigos em B.h.
    sair do sul de minas e ir ver o jogo contra o lider do campeonato.
    quem sabe será a naossa segunda vitoria nessa sequencia
    Vamos apoiar o Galo, nepomuceno , tem que ter mais humildade
    admitir o erro e fazer uma reflexao, nos 3 anos de mandato.
    e saber que é normal , a cobrança, pois demitiu um tecnico
    e o outro so esta começando, o trabalho

  • Valmar Azevêdo disse:

    É incrível como o time do Galo não consegue perder uma partida só. Perde uma vem a imprensa maioria azul e os atleticanos inexperientes que entram na pilha dos azulados e começam a vaiar no estádio e nas redes sociais e desestabiliza o time e lá vem crise. Só me falta agora no estádio, porque nas redes sociais estão infestadas de Cru crus se passando por atleticanos e os ingênuos caem na lábia.
    Fred é centroavante e depende dos garçons para atuar bem. Marcos Rocha é ala e precisa de alguém para auxiliá-lo na marcação. Elias é bom de bola, mas caiu de produção com o time e no Curingão jogava ao lado de Ralf. Jadson e Renato Augusto. Luan está retornando de contusão. A torcida pode e deve vaiar, mas ao fim dos jogos O técnico tem que rever a situação, no jogo passado Fred veio defender fez um penal, Luan estava no lugar onde um volante teria que estar.
    Quando o Cru cru perde um jogo é tudo maravilha e no próximo jogo recupera, no Galo a própria torcida empurra o time pro abismo. Parece que só o Atlético tem que ganhar competições o outro já ganhou tudo, não precisa ganhar mais nada. Tudo que o Galo precisa neste momento é da força da massa como já foi dito aqui.

  • marcelo araujo disse:

    Mas é nessas horas que o time tem a chance de reverter o quadro tenebroso e ressuscitar a confiança. Pelo menos um empate com o Coxa… e contra o curintia aqui vai ser pedreira, mas acredito na vitória do Galão! A torcida tem que ir em peso apoiar o time!!! A Massa é a única coisa que pode ajudar esse time frankstein na prática.

  • Thales Rosa disse:

    tem gente desesperada por 45 pontos logo…

  • Márcio Luiz disse:

    Sobre esse mulambo que virou o time do Galo, ele só prestará para uma coisa:
    tirar a invencibilidade do curíntia na próxima quarta-feira, pois o flamerda não o fará.

  • Márcio Luiz disse:

    Imagine uma firma onde cerca de 30 funcionários tenham o mesmo cargo e o maior salário entre eles é justamente o daquele que não faz absolutamente nada a não ser bater o ponto. Porém, o dono da firma faz vistas grossas para a situação.
    Qual a motivação que os demais funcionários teriam em produzir?

    Na minha opinião é o que acontece no Atlético em relação ao Robinho e ao presidente.

  • Gustavo Adolfo disse:

    Só estamos esperando que o ano acabe!
    Pelo visto, até o tal estádio do Galo foi “pras cucuia”!

  • Julio Avila (Mariana) disse:

    Faltou as pipocas e notas de 2! menos mal,deixa do jeito que está,ainda tem uma luz no fim do túnel,a lanterna dos desesperados! para os que gostam de falar que ronho e o cone não recebem de 800 mil pra cima eu aconselho a ler o jornal o Tempo!

    • marcelo araujo disse:

      É muita dor de CRUtovelo hein, Mariana. vc gosta mesmo do Galo. Vocês não ganharam nada ainda esse ano e você aí desfilando sua soberba nesse tamanquinho de piriguete. Tomaram 2 sapecas iaiá do Galo e taí ruminando a mesma balela de sempre. Abre o olho do seu cru, viu?

  • Roger Campos disse:

    Vi a entrevista do Micale e do Nepomuceno nessa sexta-feira (28.7). Em um primeiro momento pensei que o presidente estivesse jogando panos quentes, mas depois percebi que por trás da blindagem há uma estratégia. Daí que não vou colocar expectativa alguma sobre o Galo até o jogo contra J.Wilsterman. Perdendo ou ganhando até lá, para mim não será motivo de elogio, nem de críticas. Não acredito que o Galo vá prosperar na Libertadores até a final (claro que vou torcer, sou atleticano, pô!), mas a pegada que o time mostrar na próxima partida desse torneio vai definir se vamos ficar na segunda página da tabela do Brasileiro ou beliscar uma vaga na Libertadores em 2018.

    A torcida tem que tomar cuidado para não começar a queimar jogadores. Já estão metendo a lenha no Luan. Pelo amor de Deus, o cara praticamente não participou da campanha. Seguramente está no sacrifício e não está se poupando em nada. A continuar assim, daqui a pouco vamos ter a base toda queimada.

    Outra coisa, ameaçar a integridade física de jogador, família e bens patrimoniais é coisa de bandido, marginal e para mim tem que ir para cadeia.

    Mais uma coisa, a torcida do Galo atende por apenas um nome: A MASSA. Nenhum outro nome representa a torcida.

    • Regi.Galo/BH disse:

      Caro Roger Campos,

      Estava eu indo escrever sobre isto agora.
      Acabei de assistir na íntegra a coletiva de ambos, pois não confio em notícias repassadas por sites. E, se permite, queria acrescentar algo aos seus comentários.

      Quanto ao Nepomuceno, você foi perfeito quanto ao ‘panos quentes’ estratégico. Realmente não está sendo fácil lidar com as redes sociais e todo cuidado é pouco. Também critiquei-o desde o primeiro momento, quando ainda lá no Rio ele foi aos microfones falar coisas que deveriam já estarem sendo faladas apenas internamente há tempos. Contudo, apesar desta boa reflexão por parte dele, pude notar nitidamente quando ele divagou de questionamentos mais contundentes, principalmente como quanto ás faltas de atitude dele em relação ao cargo de diretor de futebol e quanto aos reflexos causados pelas tomadas de decisão equivocadas. No mais, nem sei se poderia esperar alguma resposta convincente desse sujeito. Não me passa mais qualquer imagem de credibilidade. E também não espero que resolva em meses o que não conseguiu fazer em anos.

      Quanto ao Micale, estou procurando escutá-lo positivamente e, paralelamente, vou torcendo para que encontre meios de realizar o milagre da salvação. Assim, na coletiva achei que ele agiu muito bem, ponderou as suas respostas de uma forma equilibrada e não fugiu das questões. Até elogio o fato de ele não discutir a parte técnica com os repórteres. Coisa que eu critiquei bastante no Roger por várias vezes, pois isso só alimenta a imprensa e os adversários. Agora é esperar, pelo menos, que ele nos tire da Série B.

      Enfim, quanto ao Micale, espero que me surpreenda e até desejo que seja a esperança de uma grata renovação do futebol.
      Quanto ao Presidente, eu desejo ele fora o quanto antes. Para o Galo ele já provou que não serve!
      Abraço!

      • Roger Campos disse:

        Eu comentei acima que não iria criticar, nem elogiar até o jogo do J.Wilsterman mas, quando eu olhei a tabela hoje (30.7) e vi o Santos do LEVIR em 3º lugar, eu me lembrei do Nepomuceno com “carinho” (se é que me entendem).

  • Renato César disse:

    Sobre o departamento de futebol, eu sugeri aqui outro dia Procópio Cardoso e Parreira. Este para diretor de futebol aquele para gerente de futebol.

    Procópio poderia fazer esta função de “super técnico”, ou seja, o cara que vai ficar acima do técnico para dar murro na mesa quando tiver jogador preguiçoso em campo. É um cara que tem conhecimento sobre o clube e um certo carisma com a torcida.

    Quanto ao Parreira, o digníssimo Regi.Galo disse que ele teria problemas tanto com o Galo quanto com a Prefeitura. Bom, pelo que consegui achar na internet, quando ele saiu do Galo em 2000, restou uma pendência financeira que acabou indo para na justiça. Mas acho que isto se resolveu. Já na Prefeitura, se ainda houver algum problema, ele faz um acordo na justiça bem simples.

    Por isto, ainda acho um nome interessante para ensinar para o André Figueiredo o caminho das pedras que ainda não está totalmente preparado para o futebol profissional. Mas só a presença de um interlocutor entre jogadores, técnico e diretoria (papel que sugeri o Procópio), acho que já aliviaria o André Figueiredo.

    Nas próximas temporadas, todas as contratações já terão passado por ele e o controle sobre o elenco virá naturalmente, facilitando seu trabalho.

    Fica a dica para o Nepomuceno. Pelo menos este gerente para fazer a orientação e proteção ao técnico, cobrança aos jogadores e diálogo com a diretoria. Além do Procópio, outro que poderia fazer esta função é o Emerson Leão. Na minha opinião, seria outro ótimo nome.

    • marcelo araujo disse:

      Parreira foi embora sem pagar o IPTU do triplex do amigo?? rsrs

    • Regi.Galo/BH disse:

      Caro Renato César,

      Eu realmente li em algum lugar, em meados da Copa de 2014, que ele não seria tão quisto aqui pelas nossas bandas. Prometeu coisas, recebeu e não cumpriu, algo do tipo. E também teve algumas outras pendências com o Galo.

      Acho até que a vinda da Argentina para a Cidade do Galo teve dedo dele.
      Mas, confesso que não me lembro exatamente de todas as nuances. Porém, eu quis mesmo foi ressaltar que o Parreira não se envolve mais no Futebol como você sugere e gostaria. O nível dele agora é outros quinhento$.

      Já quanto ao Procópio, entregaria pra ele até a Presidência do clube, fosse o caso.
      Lamento que ninguém lá dentro não tenha pensado nesta sua sugestão antes.
      Tenho a plena certeza de que estaríamos muito melhores com ele na coordenação do futebol.

      Abraço!
      Ps.: Em tempo, estão muito interessantes os seus pontos de vista.

      • Renato César disse:

        Parece que os problemas foram resolvidos. Mas sei que ele tem características, digamos, um tanto quanto desanimadoras.

        A ideia não é “empurrar” um nome, mas discutir uma ideia. Existem muitos outros nomes para fazerem a função.

        Sobre o elogio, muito obrigado! O espaço favorece o amadurecimento e incentiva boas discussões.

        Abraço!

  • Renato César disse:

    Micale terá quase todos os jogadores à disposição contra o Coritiba. Acho que contra o Corinthians, só Fred, Carlos César e Lucas Cândido devem estar vetados.

    Contra o Coxa, time melhor seria: Victor; Marcos Rocha, Gabriel, Leo Silva (Matheus Mancini), Fábio Santos; Roger Bernardo, Adilson; Gustavo Blanco, Cazares, Valdívia; Rafael Moura. Banco poderia ser Giovani, Alex Silva, Bremer, Jesiel, Leonan, Ralph, Yago, Marquinhos, Capixaba, Flávio. Luan, Otero, Marlone, Elias e Robinho, poderiam ficar em BH buscando melhor preparação física e técnica. Repete este time contra Corinthians só estudando a entrada dos jogadores que ficaram em BH.

  • Luciano disse:

    Porque o roger bernado nao joga?
    Fez um partidaco contra o cru cru.
    Nao entendo.

  • Gustavo Motta disse:

    Verdade absoluta sobre Luan na cobertura do Marcos Rocha. Erro que nós torcedores não podemos aceitar de um profissional. E pior ainda é quem já está a mais tempo aqui e conhece as limitações do Luan aceitar. O próprio Micale ficou o jogo inteiro reclamando da cobertura na direita com o banco e não corrigiu. Era só colocar um volante ali e liberar o Luan para atacar, afinal dependíamos somente de 1 gol. Sinceramente, não entendo como esses “técnicos” estão profissionalmente no futebol… prefiro a visão de jogo dos meus colegas do Galo Punk.

  • Regi.Galo/BH disse:

    E as limitações do Luan só pioram com o D.N.A. (Daniel Nepomuceno no Atlético).

    Abraço!
    E Fora Nepomuceno!!!

  • Regi.Galo/BH disse:

    Vai vendo!
    Contra o Galo, será a hora e a vez de o M.O. dar aquela ‘no pé da orelha” do Nepomuceno.
    Pergunto: Fosse eu, iria perder a oportunidade!??
    Respondo: Jamais..

    Abraço!
    E Fora Nepomuceno!!!