Blog do Chico Maia

Acompanhe o Chico

Na queda de braço com Alexandre Mattos, Cuca levou a pior no Palmeiras, mas não fazia tanta questão de continuar

CUCAMATTOS

Colegas de São Paulo estranharam a naturalidade com que o treinador aceitou a demissão. Acham que ele já estaria com o destino acertado para 2018, possivelmente em Belo Horizonte.

Detalhes da saída dele na Folha de S. Paulo: * “Resultados e queda de braço com diretor tiram Cuca do Palmeiras”

No futebol, o confronto entre técnico e diretor costuma ser um duelo em que o primeiro leva a melhor. Não no caso do Palmeiras.

Cuca deixou de ser treinador do Palmeiras após queda de braço com o diretor de futebol Alexandre Mattos e por não conseguir bons resultados em cinco meses no comando da equipe.

Mattos é homem de confiança da Crefisa, patrocinadora que investe em contratações. Apenas em 2017, colocou R$ 120 milhões no clube.

A atitude de Cuca com Borja irritou parte da diretoria e, principalmente, a empresa. O colombiano custou R$ 33 milhões, pagos pela Crefisa, que ainda deposita R$ 200 mil mensais para ajudar a pagar o salário do centroavante, melhor jogador da América do Sul em 2016.

A contratação foi uma vitória de Alexandre Mattos, que tomou conta das negociações e fez o Palmeiras vencer concorrência de clubes do exterior, que ofereciam mais do que o time paulista.

Borja não teve o desempenho esperado até agora. Fez sete gols em 36 jogos. Mas diretores, Mattos e a patrocinadora queriam que Cuca desse oportunidades para o colombiano se recuperar por ser “patrimônio” do Palmeiras.

Uma das queixas era que Cuca não apenas o colocava no banco, mas em conversas com jornalistas deixava claro não acreditar que o atacante tenha condições técnicas para jogar na equipe.

No segundo tempo da partida contra o Bahia, nesta quinta (12), assim que a torcida se irritou com o desempenho de Deyverson e pediu a entrada de Borja, Cuca o colocou em campo. O colombiano teve desempenho ruim.

Deyverson foi outro ponto de atrito. Depois de reclamar publicamente que o elenco, apesar do investimento de reforços, não tinha peças de reposição, o técnico sugeriu a aquisição do atacante que estava no Alavés (ESP).

INSISTÊNCIA

Duas vezes Cuca pediu a chegada do jogador e a diretoria ignorou. Até o momento em que resolveu concordar. O centroavante foi comprado por R$ 18 milhões. A conta foi para a Crefisa. Em 13 jogos até o momento, marcou três gols.

confusão envolvendo Felipe Melo também não agradou outros jogadores do elenco, até porque a maior desavença do volante era com Róger Guedes, que está longe de ser campeão de popularidade.

Melo também reclamou que era “queimado” por Cuca em conversas particulares deste com jornalistas.

“Eu vim para o Palmeiras, mesmo abortando meu projeto de priorizar outras coisas na minha vida, no afã de ajudar ao [presidente] Maurício [Galiotte] e ao torcedor, mas não foi possível”, disse o técnico, em rápido pronunciamento para os jornalistas.

Após o fracasso no Campeonato Paulista com Eduardo Baptista (o Palmeiras foi eliminado pela Ponte Preta na semifinal), Cuca foi contratado como salvador, em maio. Deveria repetir a mágica do ano passado, quando foi campeão brasileiro.

Tudo poderia ser mais fácil para o treinador se os resultados tivessem acontecido. Depois de ser eliminado na Copa do Brasil e Libertadores, o máximo que o time pode esperar no atual Campeonato Brasileiro é terminar entre os seis melhores e se classificar para o torneio sul-americano de 2018.

O sonho de vencer a Copa Libertadores, torneio que era considerado a prioridade da temporada, acabou em casa, nas oitavas de final, diante do Barcelona (EQU), na disputa de pênaltis.

A campanha de 2017 com Cuca foi de 34 jogos, 16 vitórias, 7 empates e 11 derrotas. O aproveitamento foi de 54% dos pontos disputados. A principal avaliação é que ele não conseguiu dar uma identidade de jogo à equipe.
“Quem sabe possa voltar e fazer um trabalho tão bom quanto o do ano passado, fazer montagem de uma equipe, que é o que gosto”, disse Cuca, antes de ir embora da sala de imprensa.

http://www1.folha.uol.com.br/esporte/2017/10/1926964-resultados-e-queda-de-braco-com-diretor-tiram-cuca-do-palmeiras.shtml


» Comentar

Comentários:
16
  • Marcão de Varginha disse:

    Com todo respeito à pessoa, mas sou absolutamente contra o retorno do profissional Cuca… que seja muito feliz longe do Galo!
    – #benecyeternomito

  • Claytinho do Nova Vista - BH disse:

    Só sei que, quanto mais eu assisto aos programas esportivos do eixo Rio-Sampa, Fox, ESPN, Band, SPORTV e etc, mais eu valorizo as conquistas do Cruzeiro. Porque, conquistar uma Copa do Brasil ou um Brasileirão, para um time fora desse eixo, sem o lobby da mídia Nacional e sem os patrocínios e verbas da TV que eles têm, é para poucos…
    Assistindo ontem e hoje alguns programas da FOX, eu cheguei a rir num certo momento, em perceber como eles não têm nem vergonha de defender o bairrismo e não escondem a arrogância de se acharem acima dos demais times fora do eixo, única e exclusivamente por uma questão comercial. Sem perceberem que quanto mais eles ostentam essa superioridade comercial, que é até uma coisa lógica considerando o PIB proporcional do eixo, mais feio fica para eles mesmos terem que engolir um Cruzeiro por exemplo, que não tem todo aporte financeiro dos times do eixo, mas que só nos últimos 04 anos, conquistou 02 Brasileiros e 01 Copa do Brasil !!!
    Além de estar torcendo para o Mano Menezes renovar com o Cruzeiro por ser atualmente o melhor treinador em atividade no Brasil, também iria sentir um gostinho especial ao ver as caras de tacho principalmente dos comentaristas da FOX…

    • Guaraci Lima disse:

      Bom dia Claytinho,

      Perfeito seu comentário, concordo plenamente. Um time fora do eixo ganhar título é muito difícil. A imprensa paulista está fazendo a maior força para o Mano assinar com o palmeiras, veja só algumas manchetes que selecionei: “Mano Menezes só não será o técnico do Palmeiras se não quiser”, diz Cereto / Pascoal revela única coisa que pode melar acerto do Palmeiras com Mano Menezes / PONTOS POSITIVOS E NEGATIVOS DE MANO MENEZES NO PALMEIRAS / Nome favorito no Palmeiras, Mano convive com incertezas no Cruzeiro / Palmeiras negocia com Tinga, braço direito de Mano Menezes no Cruzeiro / Mano Menezes quer voltar a morar em São Paulo / Mano será o novo técnico do Palmeiras, diz Neto – Apresentador da Band ressaltou que ele fica com a vaga de Cuca em 2018.

      • Claytinho do Nova Vista - BH disse:

        Caro Guaraci Lima,

        As manchetes estão todas deste tipo mesmo. O que mais tem por lá é Jornalista cravando que o Mano será técnico do Palmeiras. E alguns, chegam a colocar como se fosse um absurdo ele não preferir trocar o Cruzeiro pelo Palmeiras. Ou esses caras são muito barristas, soberbos e caras-de-pau mesmo, ou realmente têm informações privilegiadas que nem nós nem nenhum outro Jornalista aqui de MG tem.

        Abraços

  • Carlos Henrique disse:

    Esse Mattos de bobo nao tem nada, so vai onde tem muito dinheiro
    o Cuca eu gosto, acompanho antes de vir para o Galo.
    mas a imprensa detonava o cara
    fez ótimos trabalhos, sobretudo no time limitado do Botafogo
    e quando perdeu uma semi- final chorou na entrevista
    ai pegaram no pé dele e começaram a chama-lo de chorao
    montou um time no Sao paulo e outro treinador foi campeao da libertadores
    Foi bem mesmo no Galo, nao esqueço da sua entrevista pós titulo
    O Cuca é azarado o Atletico é azarado e tai somos campeoes
    num desabafo, é uma figura
    queria ele de volta, apesar do Osvaldo,estar começando bem um trabalho
    Vou ser criticado, se o Roger Bernardo, jogar no lugar do Adilson já era
    entrou bem no ultimo jogo, sabe jogar passar, marca bem, tem um poco de intimidade
    Já o Elias faz gols, como fazia,em outros times
    mas nao marca tao bem, e nao cobre bem os laterais
    nao sei, mas acho que ele, ta meio distante, sem tesao de jogar no Galo
    Gremio campeao da libertadores, Fla da sul americana
    fica mais facil para o Atletico, ganhar a vaga na libertadores

  • Alisson Sol disse:

    Esta Crefisa vai deixar o Palmeiras em uma situação de fazer o drama que foi o clube se recuperar da Parmalat parecer dor de injeção de vacina…

    Clube de futebol parece que não aprende: basear suas finanças em “Mecenas” não é planejamento. E o “Mecenas”, no Brasil, dificilmente está realmente pensando no benefício do clube. Esta máquina de lavar dinheiro nas transações de jogador de futebol ainda quebra…

  • Raul Pereira disse:

    Alexandre Mattos.
    Fez um belíssimo trabalho no Cruzeiro, mas até agora, no Palmeiras, só gastou dinheiro. E muito.
    O Brasileirão do ano passado foi resultado de um time já armado e que teve algumas “cerejas no bolo”, aproveitando a mediocridade dos demais 19 clubes. Não fez nenhuma vantagem, na minha opinião.
    Como explicar essa força que ele tem ? Até derrubando técnicos agora está !
    Mistério.

  • J.B.CRUZ disse:

    Futebol Sempre foi Entrosamento, Motivação e Amor a Camisa no Passado; e Depois de Profissionalizado: Entrosamento, Motivação e Mercantilizado…

  • João Reis disse:

    Oswaldo de Oliveira está muito longe de estar dando certo.O time continua com um buraco no meio,e sem nenhuma jogada ensaiada…O Galo venceu duas partidas contra times muito piores que ele,lutando para não cair.empatou com o esporte na ilha do retiro,por um milagre, time este luta e lutará para não cair até o fim do campeonato,perdeu o título da copa sul-minas-rio para um time da segunda divisão…Galo precisa sim de alguém que intenda de futebol,que saiba fazer uma reformulação…Owado de Oliveira é um Dorival Junior piorado…Cuca não precisa provar que irá dar certo,ele já deu certo,montou o Galo campeão da libertadores,2013,vice brasileiro 2012,e copa do Brasil 2014.è o melhor nome para o Galo…lembrando que Nepomuceno ouvindo torcedor com o “Calo” doendo não voltou com Cuca quando teve a chance,hoje estamos lutando para não cair,não vamos cometer o mesmo erro novamente.

    • Tonho ( Mineiro ) disse:

      O time continua sem posicionamento sem marcacao e uma avenida so, e o pior e pensar em Cuca ajoelhado reznado pra dar certo, antes ainda tinha Ronaldinho, e agora ???

  • Amir Mattos disse:

    Aprendemos uma lição muito importante nesta vida: nunca trocar o certo pelo duvidoso.
    Oswaldo de Oliveira está dando certo e o Cuca será uma dúvida!
    Espero que o novo presidente não comece com o pé esquerdo…

  • Regi.Galo/BH disse:

    O Cuca e as suas eternas polêmicas saideiras.
    Acredito na sua busca incessante por apelos e sentidos motivacionais dos atletas, mas nem todo mundo compra a ideia quando o dinheiro fala mais alto.
    Foi um gênio com o Dudu e foi ao limite da loucura com o Roger Guedes.

    E o time da Crefisa não está ali para brincar com o dinheiro. E o Cuca, acostumado à tirar o leite de pedra, se encontrou perdido, fracassado, frente ao verdadeiro motivacional do ‘nobre metal’.

    Errou ao tentar montar um time para ganhar o campeonato.
    Tinha que montar era um time que desse resultados positivos na conta bancária.
    Enfim, no balanço final, a Crefisa mandou um: Seu Cuca que acha!

    • Paulo César disse:

      E aí, Regi Galo, como fica eventual, hipotético trabalho do Cuca em 2018 com este grupo do Galo?

      a) haverá reformulação aguda no elenco?

      b) se sim, haverá verba e, principalmente, jogador disponível para o perfil idealizado por Cuca em eventual volta ao Galo?

      c) caso seja “não”, Cuca terá saco, paciência para lidar com o desinteresse do senhor Elias? Com a falta de condições (pleonasmo, na minha opinião, para falta de preparo físico) do Fred? As atuações seletivas de um Robinho? E terá autonomia para resolver problemas?

      Não basta eventualmente trazer Cuca. Precisa-se trabalhar outros aspectos para que o “salvador da pátria” não vire mais um vilão. E este trabalho, na minha opinião, tem que ser feito com o mínimo de seriedade e maturidade (o que, eu acho, faltou neste ano de 2017, atrelado a uma série de erros grosseiros desta diretoria).

      • Regi.Galo/BH disse:

        Caro Paulo César,
        Muito salutares os seus questionamentos.
        Confesso que as minhas temerosidades se iniciam já na preocupação com o futuro da Presidência e das Diretorias. Em primeira instância, estou deveras atônito com os eventuais rumos daqui em diante e rezando para que alguém em sã consciência possa abraçar o Galo e a torcida como merecemos.
        No entanto, não posso me furtar de arriscar o palpitômetro em relação às suas indagações, mesmo fazendo uma singela observação: o Cuca não seria o meu técnico preferido!
        Antes até, preferiria sinceramente ouvir a sua/vossa opinião!!!!

        Mas, vamos lá…
        a) Penso que precisa haver uma reformulação no elenco sim. Neste ponto, montando um time, confio no Cuca. Isto se houver recursos disponíveis, é claro! Mas vale ressaltar a postura recente dos dirigentes atleticanos de 2013 para cá: a falácia para boi dormir das eternas contratações pontuais. Chega, né!?

        b) Quanto à verba será uma verdadeira incógnita para nós. Creio que não haverá, pela postura recente da Presidência, como frisei. Quanto ao perfil dos jogadores, tentando ser bonzinho, creio que no plantel inteiro se salve uns 20%, na minha exclusiva opinião, seja para qual técnico for. Mas, você bem sabe que ninguém se desfazerá de 80% de um plantel só porque eu penso que não serve, não é!?

        c) Esse pitaco é o mais fácil: ninguém terá (têm; teria) ‘saco’ para aguentar essa moçada. A não ser que seja só para vir passear em BH; só apenas para receber o contracheque no final do mês e que o resto se exploda, como já vimos. O tempo passou e ninguém conseguiu fazer essa curriola jogar em um nível satisfatório, quanto mais estável. Estes já não são mais apostas; são ‘mambaias’ na mão de dez!

        Por fim, também para mim, o cerne do problema você próprio quem levantou: hoje, na atual circunstância, os problemas do Galo são o próprio corpo diretivo e as suas prioridades.

        A convicção que fica é que o Kalil tentou algo contrário às normas vigentes, visto que antes a especialidade dos gestores era apenas o de mamar na vaca. Pois então, ele foi e investiu suas energias em algo surreal: determinado, empurrou a (antiga) vaca no precipício, comprou um cavalo, tratou, domou, selou, preparou, treinou, conseguiu o pódio, e foi até onde pôde, entregando-o em condições totalmente favoráveis de competir mais uma vez. Mas ‘a turma’, que antes mamava na antiga vaca, queria mesmo era outra vaca; logicamente, com quanto mais tetas melhor. Assim, preferiram/optaram por trocar o cavalo por outra vaca. Tá! O que se pode esperar daqui em diante se ninguém quiser mais largar as tetas desta nova vaca?

        Dias cinzentos, meu caro!
        Abraço!

  • Horacio V Duarte disse:

    Desculpem mas vou insistir. Elenco milionário é isto mesmo: milionário e é só, não tem nada a ver com futebol. Quem contrata estas estrelas, em geral decadentes, é o diretor de futebol, que normalmente não entende nada de nada. Estes diretores são, vamos ser generosos, a alegria de ‘empresário’ inescrupuloso, desculpem o pleonasmo. Aí surgem estes times com jogadores que quebram o conjunto, o time fica sem 3 ou 4 jogadores, fora do esquema não contribuem em nada, não dá para ganhar. O resultado prático é que estas bestas da diretoria de futebol do clube passam a escalar o time.
    Elenco milinário é só um argumento para os comentaristas, torcedores de times rivais, decerem a lenha no técnico que de tanto troca-troca na maioria das vezes só herda as tranqueiras e não tem tempo para nada. Pior quando a sequência infindável de técnicos têm métodos e esquemas totalmente diversos. Nós já vimo isto por aqui.
    Não é atoa que nestes times de ‘grandes’ elencos há uma grande troca de técnicos e nenhuma evolução. Nenhum deles ganhou nada, do jeito que se faz nunca vão ganhar. Vamos começar a trocar de diretor de futebol que dá mais resultado, vamos colocar pelo menos um técnico aposentado. Chega de amador.