Blog do Chico Maia

Acompanhe o Chico

Galo vivo na briga pela vaga na Libertadores, e concordo 100% com o Héverton Guimarães: “Puta que pariu! Que golaço do Otero!”

OTERO1

Este será um “troféu” do qual o Daniel Nepomuceno poderá se gabar da sua passagem como presidente do Galo: uma aquisição fantástica; melhor relação custo/benefício na contratação de um estrangeiro nesta temporada. Venezuelano danado de bom!

A imagem do gol está rodando o mundo e direto de Londres o correspondente do SBT na Europa, o mineiro Sérgio Utsch twittou: Sérgio Utsch‏ @utsch “O gol que o Pelé não fez, o Otero faz aqui no Independência”. O @mariocaixa exagerou ou foi obra de arte mesmo?”

E eu respondo, caro Utsch: o Caixa não exagerou!

Valeu o ingresso, valeu o outro gol que o Otero fez, que inclusive arrancou o comentário justo do Walter Romano‏ @walteen “Otero, quando você se lembra que existe chute além da bola parada a gente fica bem feliz.”

E valeu demais o gol do Leonardo Silva, maior zagueiro artilheiro da história do Galo.

OTERO

E me impressionou também a reação do calejado Fred ao ver que a bola entrou, no incrível segundo gol do Otero (comemorando nesta foto). Pôs a mão na cabeça, tipo: “Meu Deus; não estou acreditando”… Pois é!

Com a derrota do Vasco para o Atlético-PR, 3 x 1, o time chegou ao oitavo lugar, vivo na briga pela presença na Libertadores.


» Comentar

Comentários:
51
  • José Eduardo Barata disse:

    Ao RAWS,
    pra continuar a resenha sobre Rocha e Nelinho , tive (tenho) a
    felicidade de conversar um pouco com o Manoel aqui pelas ruas
    do bairro onde fica a academia dele e da mulher .
    Ali no sacolão , na loteria , a gente vai ouvindo histórias muito
    interessantes e descobre o que se passa dentro de um.jogo e aí
    o craque se revela mais intensamente .
    Uma de suas (dele) observações é sobre a atenção que o lateral
    tem que ter quando o time é atacado , pois o seu posicionamento
    pode comprometer toda a defesa na linha do impedimento e/ou
    na cobertura .
    Então o cara tem que estar ligado todo o tempo , mesmo quando
    a jogada estiver do outro lado .
    E , convenhamos , neste aspecto o Rocha deixa muito a desejar .
    Há momentos nos jogos que ele está tão distante que parece que
    está ouvindo estrelas .
    Pela concentração , por estar sempre atento , por antever jogadas,
    por características como essas é que , entendo eu , Nelinho foi
    mais jogador que o Rocha o é nos dias de hoje.
    E a simpatia do cara , a humildade , a afabilidade com todos que o
    param pra um dedo de prosa é elogiável por demais .
    Um.abraço .

    • jorgemoreira disse:

      È Barata a idade ensina a ter humildadekkkkk que bom que ele tenha aprendido com o tempo, desde sua chegada lá naquele outro clube , eu cansei de ver o Nelinho até negar autografos, fico até alegre em saber que ele aprendeu a saber o que é humildade, o tempo ensina, legal saber

  • José Eduardo Barata disse:

    Alô JORGE ,
    sem espaço lá para responder sobre Renato ou
    Zenon o faço aqui .
    Eu gostava mais do Renato .
    Estilos diferentes , Zenon mais clássico , Renato
    mais atirado , por isso empolgava mais .

  • Horacio V Duarte disse:

    Sem dúvida, sou mais um que concorda com o comentário. Digo até que merecíamos ver um gol destes, compensa em parte o que tivemos que aturar nestes três últimos anos. O Otero que se dedicou correu e não escondeu do jogo merecia, merece muito mais, incorporou o espírito.
    Espero que no próximo ano tenhamos a volta da torcida do Galo, a verdadeira, que empurra no grito, já nos basta a imprensa especializada que chuta para trás. O clube tem que entender que dinheiro ganha-se com direitos de transmissão, a torcida, a que joga a favor, é parte da equipe.
    E vamos deixar de ilusões, a libertadores depende de outros resultados, portanto, já estamos fora. Vamos aproveitar para rejuvenescer a equipe partindo, e arrumando, o que já temos, e que não é pouco.

  • Renato César disse:

    Falando em 2018, segue uma sugestão de montagem de elenco para o Galo:
    Saídas do profissional:
    – Leo Silva (não renovar), Gabriel (venda), Erazo (empréstimo), Felipe Santana (empréstimo);
    – Alex Silva (empréstimo), Mansur (dispensa);
    – Lucas Cândido (empréstimo), Marlone (devolução), Roger Bernardo (dispensa), Valdívia (devolução), Cazares (troca);
    – Rafael Moura (não renovar), Capixaba (empréstimo), Clayton(empréstimo).

    Chegadas:
    Zagueiros: Diego Polenta (Nacional-URU) ou Lisandro López (Benfica-POR), Messias (América), Marllon Borges (Cianorte/Ponte Preta);
    Laterais: Samuel Xavier (Sport), Sidcley (Atlético-PR);
    Volantes: Wilmar Barrios (Boca Juniors-ARG);
    Armador: Juan Quintero (Porto-POR), Jesús Medina (Libertad-PAR);
    Meia atacante: Artur Victor (Palmeiras-SP)

    Retorno de Empréstimo a serem aproveitados:
    – Carlos, Hyuri

    Efetivação da base / aspirantes:
    – Natan, Leonan, Matheus Roldan, Marco Túlio

    Elenco ficaria:
    Goleiro: Victor, Giovanni, Uilson, Cleiton.
    Zagueiro: Diego Polenta / Lisandro López, Marllon, Messias, Jesiel, Matheus Mancini, Bremer, Natan;
    Lateral direito: Marcos Rocha, Samuel Xavier, Carlos César;
    Lateral esquerdo: Fábio Santos, Sidcley, Leonan;
    Volante: Wilmar Barrios, Elias, Gustavo Blanco, Adilson, Yago, Matheus Roldan;
    Armador: Juan Quintero, Jesús Medina;
    Meia atacante: Luan, Robinho, Otero, Hyuri, Artur Victor, Marco Túlio;
    Centroavante: Fred, Carlos.

    Sabendo negociar, gastaria entre 4 e 5 Milhões Euros (entre R$ 15 e R$ 19 Milhões). Lembrando que o mercado começa a agitar agora, então, muitos jogadores bons podem ser disponibilizados a custo reduzido ainda.

    • Raws disse:

      Renato, você não confundiu um aí nao? Hyuri? Tem certeza?

    • Victor Maia disse:

      Renato, boas opções. só que Hyuri já teve chances demais, rodou e não produziu só joga no Botafogo.
      Foi o ano todo a torcida pedindo um velocista que caia pelas pontas. Aqui temos David (Vitória), Keno (Palmeiras) Edgar Júnior (Bahia) e outros. Também não ficaria com Robinho e Fred, acho que já deu. Gostaria de ver o centroavante Túlio de Melo da Chapecoense, que é de Montes Claros, foi da base do Galo, fez sucesso na França jogando lá por mais de 10 anos e faz muitos gols. Penso que 2018 o Galo não pode errar tanto assim nas contratações. Necessitamos de um time mais jovem. Abraços.

      • Renato César disse:

        Quando o Hyuri jogou no Botafogo, quem era o técnico? Por acaso, quem é o técnico atual do Galo e provável técnico de 2018?

        Lembro que ele teve “oportunidades” com Diego Aguirre, Marcelo Oliveira, Diogo Giacomini e Roger Machado. Será que ele realmente não é uma opção para compor elenco?

        Sobre o velocista, Hyuri joga aberto pelas pontas. Mas veja que na minha lista existem mais quatro ou cinco que podem fazer esta função.

        Túlio de Melo é outro Rafael Moura. Não precisamos de mais um jogador em fim de carreira que se diz torcedor. Manteria o Fred só porque ele sabe fazer gols e sua rescisão custaria caro. Com o time ajustado ele tende a melhorar sua média de novo. Mas seria o último ano dele no Galo. Ficaria atento aos pré-contratos que já poderiam ser assinados a partir da janela do meio do ano.

  • Rodrigo Matias disse:

    Escanda-lo Globo-CBF-FIFA !!!
    https://www.youtube.com/watch?v=UXN9qzXeIN4

    E quanto a fonte do patrocínio da Globo secar ?!?
    Como o futebol brasileiro será financiado ?!?
    Um escanda-lo desse tamanho deveria ter uma repercussão maior…

  • Raws disse:

    Muitos jogadores do passado que atingiram status de craque, alguns na MINHA opinião, supervalorizados como, Zenon, Neto, Marcelinho carioca e outros, foram pelo dom de bater bem na bola. Sem esse talento seriam jogadores comuns. Otero revive um estilo de chutar que estava desaparecido faz tempo. Tomara que tanto ele como o treinador explorem mais esse potencial.

    • Roger Campos disse:

      Raws, com todo respeito, mas eu vi Zenon jogar. Tanto pelo Corinthians quanto pelo Galo. Se Cazares jogasse a bola dele, estaríamos no topo este ano. Esse Lucas Lima do Santos, por exemplo, joga meno bola do que ele. Hernanes do SP, também.
      Respeito, todavia, sua opinião.

      • Raws disse:

        Roger, realmente é questão de opinião. Vou dar-lhe um exemplo, pelo tempo que está no Atlético, Marcos Rocha no meu modo de analisar, é o melhor lateral direito que vi jogar. Muitos vou lembrar de Nelinho ou Mancini, só que foram passagens rápidas. Por outro lado grande parte da nossa torcida quer ver o Rocha longe. É por aí…

        • José Eduardo Barata disse:

          RAWS , ROGER ,
          se me permitem , o que gosto é de falar de futebol .
          E uma discussão sobre jogadores é saudável .
          Apenas para dar um “pitaco” :
          Zenon , ótimo jogador , o 10 que tantos falam .
          Mas sem o perfil do Atlético ( insisto em defender
          essa postura ) que gosta de mais “ânimo” dentro
          de campo .
          Marcos Rocha , “o melhor lateral que VI jogar ” .
          Pois é ! Todos VIMOS , mas hoje em dia ….
          Eu assistia jogos do América só pra ver o Rocha ,
          quando emprestado pro Coelhão .
          Agora , NELINHO foi de outra esfera .
          O poder de decisão do cara não dá pra comparar
          com o Marcos Rocha .
          Opiniões : cada qual com a sua , não é mesmo ?

          • jorgemoreira disse:

            Barata quem jogou mais na sua opnião Zenon ou o Renato Morungaba,(pé mucho era o apelido dele)? eu sinderamente acho que o Renato jogou mais do que o Zenon gostaria da sua opnião

          • Raws disse:

            José Eduardo, ressaltando que com relação a Nelinho x Rocha, não foi uma direta des Atletas e sim de tempo útil. Nelinho foi muito mais “jogador”, porém Rocha pelo tempo deu mais retorno. Ambos deficientes na marcação, só que o mais velho era beneficiado com um esquema de cobertura que o atual até hoje não teve. Em se tratando de apoio ao ataque ambos excelentes, lembrando ainda que, se um tinha uma “patada”, o outro tem um arremesso de lateral único.

    • Stefano Venuto Barbosa disse:

      Seu comentário foi extremamente infeliz, todos aí jogaram muita bola.

      • Raws disse:

        Vou tentar explicar, hoje todos que citei seriam craques mesmo sem o talento de “bater na bola”, porém naquela época sem esse quesito seriam jogadores normais pela qualidade da época. Cerezo, Reinaldo, Joãozinho, Zé Carlos e tantos eram craques sem serem grandes chutadores, se também fossem, seriam super craques.

        • jorgemoreira disse:

          Quanto a Reinaldo e Joãozinho com certeza a prateleira destes dois esta MUITO acima dos demais, e comparando Nelinho e o Marcos Rocha uma pequena pergunta, o Nelinho tinha dois pontas que o ajudaram demais(Catatau e o Sergio Araujo) certo imaginemos que o Marcos Rocha tivesse os dois como seus secretarios, com certeza ele apesar de não ter a força do chute do nelinho poderia apoiar muito mais (na minha opnião) e colocar os jogadores medianos atuais ainda mais na cara do gol o que acha?

        • José Eduardo Barata disse:

          RAWS ,
          olha eu aí de novo para incomodá-lo com minhas
          “observações” , às vezes despropositadas .
          Mas ao relacionar jogadores para comparações
          eu uso de uma graduação .
          Sendo assim , na sua relação , há dois nomes
          que , na minha opinião ,estão em escalas acima ,
          diferentes , quer seja pelo raciocínio , quer seja
          pela imprevisibilidade de suas jogadas :
          Reinaldo e Joãozinho .

          • Renato César disse:

            Posso dar o meu pitaco também? Nesta de graduação, o Reinaldo é grão-mestre, hors-concours. Talento deste jogador era incomparável.

            Graças a Deus vivemos para ver os dois maiores gênios que o Galo já teve em campo: Reinaldo e Ronaldinho. Acho que não estarei aqui daqui a 40 anos para ver outro gênio deste nível.

          • Raws disse:

            Reinaldo o maior centroavante que vi. Joãozinho o maior ponta esquerda que vi. Ambos seriam eternizados se jogassem no RJ na época. Só que é muito difícil comparar jogadores de posições diferentes, ex, Cerezo e Reinaldo. Só citei os quatro por pensar que eles eram craques sem a qualidade do chute, que outros precisaram para serem considerados também. Se Reinaldo era um talento anos luz a frente do Neto, imagina se batesse na bola igual?

  • Lucas H. Nobre disse:

    Alguns raros momentos bons deste Brasileirão, como ai no gol do Otero, mas é um campeonato fraquíssimo tecnicamente e pior de tudo, muitos erros de arbitragens. Muitos 7 x 1 ainda virão.
    No jogo Inter x Goiás o árbitro fez de tudo pro Inter ganhar…
    O Grêmio usou demais seu time misto, mas só mesclou em jogos do “grupinho”.
    O gol de mão do Jô a dois metros do árbitro de linha, ofusca os momentos bons do futebol.
    Corinthians entrou com os reservas contra o Flamengo um desrespeito aos outros participantes.
    Os dois atletas brigões do Flamengo se quer levaram cartões amarelos, quando houve agressões e revide, pior de tudo, o cara faz um gol e emite um gesto pornográfico e aos berros manda seu companheiro tomar naquele lugar. Pode isso Arnaldo?
    Pra acabar de piorar tudo, a Band mostrou, Anderson Daronco aparece na foto de campeão do Curingão… Kkkk!!!!!!
    Falar nisso, o Ricardo Teixeira parece que fez acordo de delação premiada, a toda poderosa está se borrando, a Record mostrou reportagem imensa sobre o assunto.

  • Silvio T disse:

    Ah, sim, acabei de ler sobre o post do Thiago Neves debochando do Otero. Se eu fosse o venezuelano, responderia: “Isso é coisa de preto. Um branquinho de um falso time do povo não vai entender”.

  • Silvio T disse:

    Livre do rebaixamento, acho pouco provável o Atlético conseguir a vaga na Libertadores. Duvido que ganhe do Corinthians no Itaquerão. Pode beliscar, no máximo, um empate. E acho que ganha do Grêmio na rodada final por causa do envolvimento do time gaúcho na final da Libertadores. Ou seja, com 54 pontos vai depender demais de vários outros resultados. Mas eu e os amigos do grupo do zap mantemos nossa promessa de pé: se vier a Libertadores, todo mundo vai entrar no Galo Na Veia Black.

  • Julio Cesar disse:

    Mesmo um golaço ! Chuta muito mesmo esse Venezuelano ! Se continuar os treinamentos vai se aperfeiçorar mais !
    Mequinha é como diz um amigo: “é como um elefante que foi parar em cima de um poste! Ninguem sabe como, mas que vai cair é certo”. Fizeram daquilo (arquibancadas moveis) um “cavalo de batalha” ja que era pra aumento de publico nos jogos do Atletico (porque pro Mequinha não faz diferença mesmo). Ou melhor, faria diferença ja que recebe porcentagem sobre a renda. Ou não ? Agora quem vai pagar a conta ?

  • Pedro Vítor disse:

    Depois da substituição ontem do Robinho a torcida gritou o nome dele em coro e alto bom som, eu acho que o Robinho renova recebendo menos e vai jogar mais ano que vem com o Oswaldo no comando.

    Deste time atual tem que melhorar o banco arrumar um jogador de velocidade pro time titular e um zagueiro pra formar dupla com o Gabriel.

    No meio de Campo um volante de pegada e jovem. Com três ou quatro reforços o Galo dá um salto em qualidade e bica um título em 2018

    Jogadores como, Erazo e Felipe Santana são totalmente descartáveis salário alto, futebol mediano pra fraco, dois jogadores novos e mediano pra bons e que podem crescer com sequência de jogos como Matheus Mancini e Bremer.

    Na lateral manteria os reservas Carlos César e Alex Silva na direita e na esquerda o Leonan, Mansur dispensa.

    No meio campo, Acho que o Elias pode ser uma moeda de troca não deu certo e fica pensando no Corinthians não foca no trabalho no Atlético que pagou caro nele, mais ou menos a situação do André Bebesao quando o Kalil trouxe, pagou caro e jogador não fez por.onde pra não repetir a mesma situação de cinco anos atrás eu trocaria o Elias no Rever, o Flamengo aceitaria rindo e achando que fez o melhor negócio e a gente ganharia o substituto do Leonardo Silva que com seus 38 anos já não consegue manter o nível de cinco anos atrás, bom reserva apenas!

    Já no ataque temos basear no Robinho e Fred, arrumar o meio-campo pra eles brilharem. Hoje o Valdivia é o titular ali na esquerda, jogador novo e tecnicamente deixa a desejar, mas tem raça e isso compensa a técnica, tanto que Casares já rodou, pois tem muita qualidade mas é preguiçoso e além disso gosta da noite, este Casares eu venderia e investia a grana toda no Bernard.

    Na direita, Otero, Luan, e se possível tentaria o Fernandinho que um dia foi do Galo e hoje está no Grêmio ficará sem contrato e poderia vir de graça

    Volta do Carlos pra reserva de Fred, dispensa de Rafael Moura, Marlone.

    Clayton é outro que tentaria vendê lo ou troca lo em um bom jogador por exemplo no Everton do Flamengo ou no Mancuello também do Flamengo.

    Vamos aguardar mas Bernard daria a este time a velocidade que falta!

    • Renato César disse:

      Meu caro, sinto informá-lo, mas não estamos na condição de 3 ou 4 reforços para salto de qualidade. Infelizmente teremos que reformular bem mais o elenco.

      Acho que Gabriel (venda), Cazares (venda) e Clayton (empréstimo), poderão ser as grandes moedas de troca do Galo.

      Erazo e Felipe Santana podem sair por empréstimo também, porém, sem grande valor de mercado. Leo Silva, em que pese sua história, acho que não renova. Réver tem muitos problemas com bebida e de contusão, eu não traria.

      Na minha reformulação, o Elias por enquanto ficaria. Assim como Robinho e Fred. Valdívia não é do Galo e vai voltar ao Inter em Maio. Eu já anteciparia a volta do Carlos e a ida do Valdívia, para que eles não percam as pré-temporadas dos seus clubes.

      Fernandinho é um jogador mais velho. Eu tentaria envolver o Clayton em negócio mais interessante: Artur Victor (19 anos), meia atacante do Palmeiras que está emprestado ao Londrina e fazendo excelente temporada. Este menino tem futuro certo, é um Bernard muito melhorado. Aliás, aproveitando o gancho, Bernard hoje custa caro para comprar e para manter, tanto que o Palmeiras desistiu na primeira consulta que fez.

      Sobre os jogadores do urubu, Éverton é o melhorzinho e até queria vê-lo no Galo, mas não deve sair de lá.

      • Pedro Vítor disse:

        Renato, talvez eu tenha exagerado um pouco citando o Bernard mas é uma referência em termo de reforço que o Atlético necessita neste momento.

        Você diz que o clube não tem condições de trazer reforços mas que faria uma reformulação. Reformulação custa muito mais dinheiro que reforços pontuais. É só pegarmos de exemplo o nosso eterno freguês que resolveu desmanchar um elenco consolidado que chegou nas primeiras colocações do Brasileiro em 2013 e 14, vem descendo a ladeira desde então com dívidas e mais dívidas, orçamento diminuindo ano após ano, queda bruta nos sócios, queda também na arrecadação, na bilheteria enfim, só não caiu pra segunda divisão mas frequentou por dois anos a zona de baixo e este ano continua aos trancos e barrancos, e a perspetiva pro próximo ano é de vender o almoço pra comprar a janta.

        O Atlético tem uma política que o Maluf trouxe ao Clube quando da sua contratação pelo Kalil em 2010. Mudou a forma do Atleticano pensar, deu vida ao torcedor o fez acreditar que o Atlético ainda estava vivo. Política essa que deveria ser mantida. Sou contra reformulação!

        Este negócio de parte da torcida e parte de imprensa dizerem que time sem medalhões ganha títulos é a maior furada, dizerem que o Botafogo deu certo, que o Corinthians não tem jogador de grife e que as Marias tem um time barato é uma grande mentira. Botafogo morreu na praia, Desde de quando Cássio, Jo, Fagner, Jadson, são jogadores sem grife, e lá na Toca se torra a mesma grana que se gasta no Atlético, só que lá a diretoria peita imprensa, peita torcida não fica trocando técnico a cada 6 meses, isso faz uma diferença grande.

        Mas concordo contigo em alguns pontos e discordo em outros

        Os jogadores citados por você devem ser analisados.

        Quanto ao Rever, penso no lado técnico é um jogador se identifica com o clube, não é fácil vestir essa camisa!

        • Renato César disse:

          Reformulação bem feita não custa mais dinheiro. Mas precisa saber vender, comprar e trocar.

          No caso dos nossos fregueses, a coisa não deu certo porque não tinham direito a praticamente nada dos jogadores vendidos. E também precisaram usar o dinheiro para pagar as contas que o Benecy fez.

          No exemplo de montagem de elenco que eu dei, existem dispensas, empréstimos e vendas. Alguns jogadores estão sendo disponibilizados no mercado. Outros ninguém nem sabe que existem.

          Cabe à diretoria ficar atenta a estas coisas e trabalhar com inteligência.

          Sobre Réver, insisto que tem muitos problemas fora de campo. Existem opções melhores no mercado. Podemos inovar, não precisamos ficar revivendo passado.

          Quanto ao Bernard, veja que minha lista tem jogadores com estas características. Só não foram comentados pela mídia ainda.

          • Renato César disse:

            Pedro Vítor, tanto Diego Polenta quanto Lisandro López, que citei no meu exemplo, são opções melhores. Poderia ser também Sergio Vittor, do Racing. Em todos os casos talvez caberia o Erazo na troca (principalmente na América do Sul).

            Diego Polenta joga no Nacional do Uruguai, não deve ser difícil seduzi-lo. Já Lisandro López está sem espaço no Benfica e os portugueses devem colocá-lo em algum clube na próxima temporada. Existe a possibilidade até de um empréstimo barato ou mesmo de graça. Já Sergio Vittor é do Racing e fez boas temporadas seguidas, estando em ascensão.

            Pessoal que vai definir o elenco, tem que começar a fazer igual muitos torcedores fazem: assistir jogos, analisar elencos e ler notícias de clubes do mundo inteiro. Achou jogador que estava procurando? Vai atrás de notícias dele, para saber questões contratuais, valores e tudo mais.

            Se eu fosse remunerado para fazer isto que faço de graça, teria uma cobertura maior e dificilmente erraria.

          • Pedro Vítor disse:

            Cite as melhores opções do mercado

            A última reformulação que vi o Galo fazer foi com o Luxemburgo gerenciando o futebol do Galo e o Kalil bancando quase deu um rebaixamento

            Não acho que temos essa competência pra vender, trocar e comprar pode dar certo ou errado, não correria o risco.

            Eu apostaria até no Valdivia, é um jogador de muita entrega física e que não vive bom momento tem finalizado mal, mas é novo e sempre regulou contra o Galo.

            Este Artur eu dei uma olhada ele pertence ao Palmeiras realmente fala se bem dele, outro que pertence ao Palmeiras e poderia é o Hyoran pertenceu e foi revelado na Chapecoense

  • Alexandre Magno disse:

    Assim como o gol do Cazares na final da copa do Brasil do ano passado, este gol do Otero representa o que o Atlético poderia ter sido durante o ano e não foi. Se a classificação para a libertadores vier será um prêmio que não sei se merecemos.

  • Valdemar Marcelo disse:

    E o Fred pode falar que deu uma assistência do meio campo pra gol, pois foi dele o passe para o Otero chutar 🙂

  • Carlos Almeida disse:

    Golaço!!

    Como foi tbm aquele do Cazares na final contra o Grêmio.

    O Atlético só perde essa vaga pra ele msm.
    Como foi em todo o campeonato, tropeçando nas próprias pernas.

  • Guilherme Gonçalves Costa disse:

    Grande vitória do Galo!!! Grande partida do Rômulo!!! Mais uns 2 com essa raça e ninguém aguentaria o Galão da Massa!!! Faço apenas ao Senhor Jorge Moreira: Segundo palavras do próprio Rômulo Otero, o pai dele tinha uma escolinha de futebol na Venezuela, e percebendo a qualidade do moleque, o fazia treinar muitas cobranças de falta, sozinho, após os treinos dos meninos. Ou seja: Não faltou treinamento a ele. Talvez tenha faltado um treinador como o Mestre Telê. Hehehe. Curiosamente, em 2016, numa das últimas partidas do ano, Cazares também fez um gol espetacular, contra o Grêmio, antes da linha que divide o meio campo. Eu ainda acredito na classificação à Libertadores. Teremos o curintia de ressaca e provavelmente os reservas do Grêmio pela frente. Bica eles, Galo!!! Bica todo mundo.

  • Pedro Vítor disse:

    Fica Oswaldão da Massa

    Olha independente se o Galo do Oswaldo vai ou não ir pra Libertadores o trabalho dele recuperou o time do Galo no Brasileiro.

    Era inimaginável o time alcançar a oitava posição e fazer número alto de pontos com Roger e Micale no comando do time. Só falácias!

    Pegar o Corinthians lá é sempre muito complicado a forma de eles jogarem contra o Atlético é o que mais envolve e trás dificuldades ao nosso sistema de jogo.

    Mas temos que vencer, este jogo é vencer ou vencer, mais importante jogo do ano é este, mais que Jorge Wilsterman e Botafogo nas disputas de Libertadores e Copa do br, pois deixará o Galão em ótimas condições de consolidar sua vaga na próxima Libertadores!

    Grande atuação do Otero e do time do Galo

  • Luiz ibirite disse:

    Pode renovar com todos, eles merecem uma “segunda” chance, foi somente um ano ruim, a classificação está logo ali, nopumuceno é mito!

  • Renato César disse:

    O Otero realmente foi um achado se pensarmos na relação custo/benefício. Mas acho que ele poderia melhorar esta relação se tivesse um técnico bom.

    É um cara que tem bom comportamento fora de campo. Não aparece em confusões, sempre aparece nos treinos, se cuida fisicamente. Falta a ele um treinador que o peça para fazer 70 cobranças de falta todos os dias. Só isto.

  • Márcio Luiz disse:

    Pois é.
    Como eu escrevi em post anterior o GALO tá vivo e só de PENSAR nesta possibilidade já começa a trëmëdëirä do tímido povo do lado de lá.

  • Eduardo - BH disse:

    O gol do Otero valeu meu gnv black este ano.
    Lance q marcará 2017. O resto é para esquecer!!

  • José Eduardo Barata disse:

    Excelente partida do Atlético .
    Primeiro tempo primoroso .
    Show de bola do “Oxsvaldo” na coletiva .
    Roger Machado e Micale têm que pedir uma
    gravação nas rádios e ficar um ano inteiro a
    ouvi-la pra ver se aprendem e parem de falar
    aquele monte de bobagens que derramavam
    nos microfones .
    E vamos ver a repercussão das palavras do
    Osvaldo que , depois do Alex , detonou com o
    atual estado de coisas no futebol brasileiro ,
    sob o comando dessa gente nefasta e sem o
    menor escrúpulo em buscar o atingimento de
    suas metas financeiras.
    Pusilânime e desqualificada , salvo poucos e
    abnegados quadros , nossa brava imprensa,
    no entanto, seguirá sua marcha batida a nos
    brindar com sua insignificância até que tudo
    esteja consumado : a falência total de nosso
    outrora maior futebol do mundo .

  • Carlos Henrique disse:

    Esse baixinho venezuelano, joga muito, nao é craque
    mas se enrtega no campo as vezes tenta driblar na direita e nao consegue
    as vezes passa seu marcador e cruza
    nao esconde do jogo
    é o melhor chutador do Brasil e talvez do mundo atualmente
    já fez gol de escanteio um Golaço
    e fez essa pintura do meio de campo
    todo grande batedor de falta manda no gol raramente ela si muito por cima
    suas bolas sao veneno puro
    tem que cavar mais faltas na entrada da area Robinho e Fred
    para ele bater as faltas é uma arma
    e deixar ou os caras ajeitarem para ele bater de fora da area
    chuta de qualquer lugar
    nao é somente isso
    corre muito tambem
    as vezes pela a direita abaixa a cabeça um defeito , etenta passar o lateral
    nada é perfeito compensa isso com entrega
    tem raça e um chute forte
    muita direçao
    o goleiro do Coritiba vai custar a pegar no sono
    ESSA PINTURA DE GOL VAI CORRER O MUNDO
    e quem vê um dvd do Otero com esses gols
    fora do País vai ficar louco
    grande Otero, um grande jogador
    saber bater tao bem na bola, é talento

  • jorgemoreira disse:

    Coisas de antigamente, quando era criança e aparecia nos campos de terra pra tentar jogar em times as primeiras coisas que os treinadores faziam era, rolar uma bola e dependendo do jeito de bater na bola ou ficava para treinar ou já de cara mandavam embora, assim como dominar a bola, dominava a bola errada tava fora, falo isto pra justificar o Otero tem um jeito deferente de bater na bola(nem sempre ele acerta) mas o jeito dele bater é de quem sabe talvez falte, treinamento) o que o Tele,Zé das Camisas, Wilson de Oliveira, Barbatana. Bijú, Crispim , treinadores e formadores de jogadores faziam quando aparecia um menino com alguma qualidade,dominio toque na bola, eles fazaim o que todo mundo elogia o Telê, repetição, sequencia de bater na bola, hoje infelismente nem sei se existe treinadores(só vejo os caras chamarem de professor , como professor se os meninos sobem da base sem nenhum fundamento, até lateral os sub 20 erram, , eu vejo que o Otero caso tivese tido um treinador que o fizese repetir, passe, lançamentos, cobrança de escanteio com certeza ele seria um bom jogador, porque bater na bola com certeza ele sabe e muito, eu mesmo quando jovem cansei de enganar simplesmente por ter dominio de bola e saber bater bem na bola além de chutar forte

    • Carlos Henrique disse:

      Segundo o goleiro Victor ele fica após os treinos horas treinando chutes de longa e media distancia, meu caro
      Marcelinho Carioca batia bem na bola pé pequeno e estatura do Otero
      o cara ja nasce com talento
      que faça inumeros gols de chutes de fora da area e de falta
      bom menino, um cara simples
      que merece ficar no topo

    • J.B.CRUZ disse:

      CARO JORGE MOREIRA:
      Tenho que Parabenizá-lo por Tão sublime Comentário….Não assisti o Jogo, mas, vi no Fantástico…Gol Só Comparado aos Golaços de Jogadores Gênios e Craques do Passado..Mais Especificamente das Décadas de 60,70….Eu vi…..Parabéns !!!..

      • jorgemoreira disse:

        Este é um dos bonus que a longevidade proporciona a quem chegou antes e teve o privilégio de ver
        alguns fantasticos jogadoreskkkkkkkkk, vez ou outra aparece coisa parecida pra fazer lembrar ainda bem né

    • Renato César disse:

      Toda esta turma que está aí hoje trabalhando sabe quem foi Telê Santana. Não consigo entender como que deixam de fazer a coisa mais óbvia e mais comentada sobre o trabalho do Mestre: treinamento.

      Um cara igual ao Otero, que tem um jeito diferenciado e fatal de bater bola, o Telê colocaria para cobrar 70 faltas todo dia. E ele não passaria mais que dois jogos sem fazer gol de falta.

      Os times do Telê jogavam bola porque ele treinava. Tinha o treino individual, para aprimorar as habilidades específicas: centroavante treinava finalização; ponta treinava infiltrações em velocidade e cruzamentos; goleiro treinava reflexo; quem chutava forte ou batia muito bem na bola, treinava cobrança de falta e escanteio.

      E todo dia de treinamento tinha um treino especial, que dividia os atletas em grupos de 11. Era o chamado treinamento COLETIVO. Aí seus times sempre mostravam futebol de qualidade.

      Hoje é proibido treinar. O Galo vai ter dois jogos decisivos nos dois próximos finais de semana. Serão 7 dias para se preparar para cada jogo. E aposto o que quiserem que faremos, no máximo, um treinamento físico, um tático e um técnico para cada jogo. Aí os resultados não aparecem e a gente não entende porque o time não deu “liga”.