Blog do Chico Maia

Acompanhe o Chico

Sette Câmara já assumiu as funções de comandante do Galo

Eleito ontem com uma votação impressionante (266 a 41) sobre Fabiano Ferreira, Sérgio Sette Câmara teve hoje o seu primeiro dia de trabalho como presidente do Atlético. Nesta foto ele está à direita do vice-presidente Lásaro Cunha. Uma dupla que conhece muito bem o Atlético e de gestão administrativa e futebol. Acredito no sucesso deles.
O novo presidente manifestou o seu otimismo ao Globoesporte.com:

“ Novo presidente do Atlético-MG diz ser obstinado pela conquista do Brasileiro”
Eleito na segunda-feira, Sérgio Sette Câmara terá três anos para conseguir o segundo título do Campeonato Brasileiro do clube

“O homem é do tamanho do seu sonho”. A frase do poeta português Fernando Pessoa fez parte do discurso de posse do novo presidente do Atlético-MG, Sérgio Sette Câmara. E o sonho do presidente já tem nome: Campeonato Brasileiro. Questionado pelo GloboEsporte.com sobre o maior anseio já para 2018, o mandatário não teve dúvidas ao apontar a taça nacional como foco principal.

– O grande sonho de todo atleticano que tem mais ou menos a minha idade – são 52 anos, eu nasci atleticano e vou morrer atleticano, agora com a honra de ser presidente – é o Campeonato Brasileiro. Sem dúvida nenhuma, uma das grandes frustrações que tenho é não ter ganho mais de um Campeonato Brasileiro. Essa é uma obstinação que eu tenho e vou buscar com todas as forças. Claro, Libertadores e Copa do Brasil são importantes e vamos tentar buscar. O Atlético-MG não entra em um campeonato se não for para ganhar. Mas eu tenho esse sonho.

+ Organizado, estrategista e firme: conheça Sette Câmara
+ Preocupação com finanças, Kalil e pouco de futebol: o 1º ato do presidente

Sette Câmara já vivenciou in loco algumas oportunidades em que o sonho esteve próximo de ser realizado, muito antes mesmo de prestar serviços ao clube. O novo presidente passou 20 anos nos bastidores em funções variadas até assumir o principal posto do Galo, confirmado na eleição desta segunda-feira.

– Estava lá em 1977 no fatídico jogo contra o São Paulo, quando fomos vice-campeões invictos, perdendo nos pênaltis. O Atlético-MG é um dos times mais injustiçados que já teve no futebol brasileiro. Deixaram para suspender o Reinaldo na véspera do jogo. Eu estive com ele outro dia e conversamos bastante. Para mim, ele é o maior ídolo do Atlético-MG de todos os tempos. Teve também a final contra o Flamengo em 1980 e aquela final com o Corinthians em que não deram pênalti para a gente quando estava 0 a 0, poderíamos ter sido campeões. Foram várias situações que a gente bateu na trave e não conseguiu. Sou obstinado em ganhar um Campeonato Brasileiro. Como disse, obviamente, sem deixar de lutar muito pelos outros títulos de outros campeonatos.

O novo presidente terá três anos para conquistar o objetivo. Ele fica no comando do Atlético-MG no triênio 2018/2020. A única taça do Campeonato Brasileiro na sede do Galo foi alcançada em 1971.

https://globoesporte.globo.com/futebol/times/atletico-mg/noticia/novo-presidente-do-atletico-mg-diz-ser-obstinado-pela-conquista-do-brasileiro.ghtml


Comentários:
14
  • João Chiabi Duarte disse:

    Prezado Força Eternamente Jovem Chico Maia,
    O futebol está perdendo a graça, com o excesso derivado do tal “politicamente correto”.
    Tudo o que se diz e se fala, vira MEME, vira ato de MIMIMI.
    Eu sou do tempo em que se provocava o adversário, mas, se jogava bola.
    Sou fã do Dadá, do Túlio Maravilha, do Vampeta, do Souza, de Dé o Aranha, do Paulo César cajú, do Mário Sérgio Pontes de Paiva e de outros boquirrotos dos tempos antigos… Gente que falava e jogava.
    Pior são os boquirrotos dos dias atuais que tem mais teoria que Einstein conseguiu imaginar, mas, na hora de botar em prática, os resultados não aparecem.
    Li nos comentários que o Alexandre Gallo é um cara autoritário porque não admite brinco, miçangas, fone de ouvido o tempo inteiro e fazia isto com os meninos da base da seleção brasileira. Ele está corretíssimo se adota este comportamento. Hoje, o futebol está muito mudado, com o excesso de proteção e de mamadores que cercam os atletas. Há uns 12 anos, um jovem jogador que ganhava R$ 1500 por mês tinha 4-5 procuradores, cada um falava no ouvido dele, o cara que era bom jogador se perdeu ao sair do Ipatinga e vir para o Cruzeiro (Léo Silva). E de lá para cá a coisa só piora. Se você criticar a performance de um atleta dentro ou fora de campo, logo vira desafeto.
    Se perdeu o direito à crítica… E haja MIMIMI.
    Felizmente, surgem os espaços onde se pode expor as opiniões, sem medo de sermos felizes.
    A este espaço e a todos os que nele comentam quero desejar os votos de melhores festas.
    E que o Dudú GaloMaio hoje morra de torcer pelo Flamengo.
    Um grande abraço – João Chiabi Duarte

    • José Eduardo Barata disse:

      JOÃO CHIABI ,
      você rolou um bolão neste comentário .
      Falei a mesma coisa sobre o Gallo no outro post .
      Muito bom !!!

      • DUDU GALOMAIO BH disse:

        Caro Chiabi, torcer pelo Flamengo jamais! Sobre seu comentário, dos jogadores que falam muito e jogam pouco, o que me diz desses vários atletas que chegam no seu clube e, mesmo não tendo a mínima identidade até então com sua torcida, orientados que são, já chegam provocando o rival pra ganhar aplausos?
        Lembro bem de Roger FLORES e Fabrício “bichado” mamando salários do time azul, mesmo estando ambos um tempão no estaleiro, porquê sempre provocavam o rival e por isso eram tidos como ídolos, ainda que para isso nem precisassem jogar. Além de vários outros cabeças-de-bagre que se utilizam até hoje da mesma artimanha.

  • Rafael disse:

    Que Sette Câmara tenha êxito em seus planos para o Galo, como ser Campeão Brasileiro novamente.

    Começou bem, tirando esse André Figueiredo. Tomara que traga alguém que entenda de futebol e seja ídolo, da massa e dos garotos da base, que seja alguém já respeitado.

    Faz bem em manter Oswaldo e em trazer um substituto à altura para o lugar do Carlinhos Neves.

  • Carlos Henrique disse:

    Nada contra ninguem do Atletico, mas a diretoria agiu certo
    Andre Figueiredo foi demitido.
    De longe , oque penso é o seguinte
    Se Marques for efetivado para o seu lugar , o Galo ganha muito
    essa coisa do cara ser formado,pos graduado,, ótimo curriculo, no futebol ajuda
    vejam bem o filho do Socrates é preparado, curriculo na area de futebol varios cursos
    mas quem o Sao Paulo contratou, para mandar no futebol
    Ray
    Entao tenho certeza , que se Marques for diretor da base
    ele nao vai mandar um Bernerd embora so por que é fraquinho fisicamente quando chegou
    Mateuzinho do America entao nao teria espaço
    futebol nao é assim
    Lembro do Minelli, ex tecnico que passou pelo Galo
    que so gostava de jogadores altos e fortes
    a diretoria começou bem
    se for efetivado mesmo
    Marques que jogou muita bola
    parece ser muito bom carater, vai garimpar de verdade
    futuros craques para o Galo
    Acho que esta nova diretoria aos poucos vai colocar sangue novo no elenco
    você nao pode contratar um zagueiro de idade avançada
    de quase 2 mts de altura para o Atletico.
    ou um jogador que passou dos 30 que ninguem conhecia
    que estva na segunda divisao da Alemanha
    com Alexandre Gallo e com Marques as contrataçoes da base
    e profissional serao mais coerentes é o que espero

  • Horacio V Duarte disse:

    Caro Chico, espero que o Sette Câmara não seja mais um pexinho de panelas políticas que vivem dos clubes. No vizinho podemos ver o que dá estas práticas interioranas de clube pequeno.
    Sim, 1971, já faz tempo, fui no jogo Galo e são paulo em que o, falecido, Odair meteu aquele canudo, depois pegamos o bota, se não me engano, 3×1 no rio, foi o primeiro, eu achava que vinha mais. Tinha técnico, Telê, o time em si não era grande coisa, mas tinha conjunto e Dadá estava em grande momento horrorizando aquelas defesas plantadas. Era muito novo, mas nunca pensei que um outro título fosse demorar tanto, já estou na terceira dentição.
    Nossa chance é que os 9 melhores times vão disputar a libertadores, vão jogar com times B, com este elenco velho e sem conjunto, só dá para disputar um campeonato, tem que abandonar a libertadores e a copa Brasil.
    Boa oportunidade de armar um bom time B com jogadores jovens e mais baratos, se for o caso, pegar ritmo e experiência para ir substituindo o atual. Só quem nunca teve um time de pelada pode achar que trocar todo mundo é solução, nem em várzea.
    Espero que a experiência Nepô tenha mostrado que quem nunca jogou bola e não entende nada de futebol tem que deixar com quem sabe, se possível uma equipe experiente e não apenas nas mãos do diretor de futebol, o nosso morreu… Profissionalismo não é bater cartão.

  • Renato César disse:

    Sette Câmara está trabalhando a todo vapor: Pedro Tavares (Diretor de Planejamento e Marketing), João Gomide (Superintendente Comercial) e André Figueiredo (Diretor da Base) estão saindo do Galo.

    Fora isto, o Diretor de Futebol já estava trabalhando desde antes da eleição (lembrando que o Nepomuceno ficou quase dois anos sem diretor de futebol).

    Trabalho dele tem tudo para dar certo no Galo mesmo. Vamos ver as pessoas que vão chegar agora e as outras que ainda vão sair.

  • Julio Cesar disse:

    Torcer pra funcionar. Tenho receio quanto a Alexandre Gallo. Parece ter perfil demasiadamente autoritario. Noticiaram que o staff do Robinho teria enviado um documento formalizando a saida dele porque não gostaram como a questão foi tratada, pedindo data e hora pra resposta dele. Ora, se a direção do Atletico ja fechou questão quanto a Robinho, então exigiu prazo pra resposta porque terá que contratar para o lugar dele.
    Cosme Rimoli escreveu que o Gallo dirigia a seleção brasileira de base como um “sargento na epoca da ditadura militar”.
    Proibiu brinco, “cabelo”, fone de ouvido e outras miçangas. Ele não sera treinador nem auxiliar. Mas conduzira contratações e reuniões para cobrança. Aí pode entornar o caldo por despreparo.
    Tomara tenha participado de treinamento sobre relacionamento interpessoal e aprendido sobre abordagem, empatia, etc.

  • Carlos Henrique disse:

    KALIL demorou 3 anos para arrumar a casa.
    predestinado, inteligentissimo, uma visao a frente dos outros.
    faz falta ao futebol brasileiro e muito.
    Como prefeito nao vou opinar nao vivo mais em B.H.
    Agora o Sergio, gostei da entrevista dele apòs a eleiçao
    Parece seguro , firme e determinado
    Começou bem trazendo um ex jogador que foi capitao do Atletico
    nao por ter sido capitao, mas por ter virado tecnico
    nao emplacou como tecnico de futebol ,profissao dificil
    mas por ter comandado as seleçoes de base do Brasil
    conhece jogadores jovens
    tinha o monitoramento dos jovens atletasdo País inteiro.
    conhece empresarios e gente do meio
    Acho que vai acrescenatar muito
    O Atletico Ganha com a eliçao do Sergio
    e do seu vice: quem acompanha o dia a adia do Galo
    sobretudo na internet
    sabe que o Lazaro Cunha , tem bons serviços prestados ao Atletico
    Deus ABENÇOE Sette Camara e a nova diretoria
    UM CONSELHO DE UM MODESTO TORCEDOR
    calma e aos poucos vá rejuvenescendo o time
    pela estrututa que temos podemos
    revelar como o Santos
    até o Vasco esta revelando
    e o Atletico so revelou Bernard e Jemerson
    Para conseguir brigar com o Corinthians e Flamengo
    que tem cotas de tv maiorese patrocinios
    nao basta ter somente estadio
    tem que revelar jogadores e vender
    o ex presidente do Cruzeiro dizia isso
    e vendia

  • Pedro Vítor disse:

    Parece que o Sérgio Sette Câmara chegou botando pra Fuder excluiu o time b, que só gerou despesas em 2017, além do mais, não há porque manter tantos jogadores após não terem aproveitado todas as grandes chances dadas, caso de Mansur, Elder Santana por exemplo.

    Eu desejo ao Sérgio Sette Câmara muito sucesso, que Deus abençoe seus passos no Atlético.

    Acho que manter o Oswaldo foi um acerto. Agora eu renovaria com o Robinho que foi peça fundamental para o Oswaldo na reta final, claro reduzindo seu imenso salário pela metade

  • Herminio disse:

    Pior que tava não fica! Espero!

  • Renato César disse:

    Já comentei em outras postagens que estou absolutamente confiante nesta diretoria. Finalmente voltamos a ter pessoas extremamente competentes no comando.

    Sérgio Sette Câmara e Lásaro Cunha são pessoas que respiram o Galo integralmente, como fez Alexandre Kalil em sua gestão. Este dedicação não teve o Nepomuceno. Também, eles não têm viés político e certamente não terão o clube como veículo para negociação de favores e cargos. A estrutura administrativa voltará ser mais enxuta.

    Só peço a eles para que entendam o seguinte: para conquistar o Campeonato Brasileiro, é preciso cuidar do fluxo de caixa. O grande segredo não é ter uma equipe com jogadores excepcionais mas, sim, manter os salários (incluindo premiações, bichos, luvas, etc) deles em dia. E ainda ter uma folga para poder prometer um “extra” no momento certo, para motivá-los ainda mais na busca pelo título.

    Eles terão o apoio no Conselho Deliberativo do também muito competente Rodolfo Gropen. Esta gestão do Galo vai produzir mais resultados do que todos esperam.

  • Guilherme Gonçalves Costa disse:

    Deus abençoe Sergio 7 Câmara. Que Deus o proteja, o ilumine, e guie os passos dele pra fazer o Galão da Massa, o clube mais querido de Minas Gerais, campeão novamente. Tamo junto, Serjão!!!

  • Filipe disse:

    Boa noite chico maia,
    Sou leitor do seu blog a vários anos…Espero que esta gestão possa fazer uma limpeza na sede administrativa e na cidade do galo.O atlético não pode ser cabide de emprego.A nova administração precisa enxugar a folha e investir ainda mais no futebol (carro chefe do clube).Parece que já estão indo nessa direção pois estão rolando comentários nas redes sociais que hoje já houveram demissões em vários setores do clube.