Blog do Chico Maia

Acompanhe o Chico

Gol de Alisson e “muita calma nessa hora”: as fórmulas do Grêmio para espantar crise e fantasmas

Em foto do Zero Hora, Alisson, cujos 40% dos direitos pertencem ao Cruzeiro na troca pelo Edilson, foi o autor do gol de empate do Grêmio na virada contra o Brasil de Pelotas, pelo gauchão.

O Grêmio começou usando o time B no Campeonato Gaúcho e somou derrotas. Depois da quarta, Renato Gaúcho escalou o time titular, que também perdeu e foi parar na lanterna. Mas enquanto a imprensa e a torcida se agitavam o ambiente interno foi preservado e bastou a primeira vitória para a calma voltar a reinar no mundo tricolor gaúcho.

Uma manchete incômoda e outra tranquilizadora da imprensa do Rio Grande do Sul:

* “Pedra no sapato”, Cruzeiro-RS vence e carimba estreia do time principal do Grêmio

Tricampeões da América dominam a partida, mas pecam nas finalizações; derrota vem com gol de pênalti de Kayron, cometido por Madson

– – –

* Grêmio vence a primeira no Gauchão

De virada, tricolor venceu a primeira no campeonato e deixou a lanterna da competição.

Jogadores do Grêmio comemoram primeira vitória no Gauchão

Atletas gremistas reconheceram, no entanto, que a equipe ainda precisará evoluir para enfrentar competições ao longo do ano.


Deixe uma resposta para jorgemoreira Cancelar resposta

Comentários:
5
  • Rafael disse:

    Oswaldo já é passado agora.

    Que tragam o Cuca e não o Abel.

    E que escalem os que podem dar algum sangue no momento:

    Victor
    Blanco
    Bremer
    Maidana
    Fabio Santos
    Adilson
    Bruno Roberto
    Luan
    Otero
    Roger Guedes
    Erik

  • jorgemoreira disse:

    Acabo de ver no Globo que o oxvaldo não é mais treinador, que pena eu sinceramente gostaria de ve-lo no indepa e ser vaiado por parte da torcida, e ver tambem o diretorkkkkkk poibri as vaias e impedir os torcedores de vaiar, assim como o Domenico chamar os torcedores de babacas por iram contra a mordaça e censura instalada no clube ai EU QUERIA VERKKKK, mas infelisnmente o treinador que tem prazo de validade curta nos clubes por onde passou caiu antes, que venha o Cuca a acabe de vez com o carma de só ele conseguir fazer o time jogar, a sorte é que estamos em fevereiro, é agora vou guardar temporariamente(espero) a minha cartela de isordil, força GALO

  • jorgemoreira disse:

    Quem tinha obrigação jogou fogo, o chefe de comunicação, por dever profissional colocou fogo, este cara de bonzinho por corporativismo ficou do lado do treinador, ele sim teria que ter cabeça fria e apartar o mal entendido entre os dois, vergonha Domenico , eu se fosse o Leo Gomide exigiria explicações do Domenico porque babaca, olha estes caras gostam é de uns vasilinas que só fazem perguntas bestas e repetidas, existem reporteres que me parece andar com manual de perguntas e respostas, o Leo é o unico que faz perguntas diferentes, quanto ao velho Abras nunca faz perguntas do interece dos torcedores, parabens corporativistas, o time ontem jogou bem claro que não, e o dodoi do treinador se contentando em classificar o time milhonario contra o famoso Atlético do Acre, vergonha eu não torço contra o meu Atlético mas como seria bom ter levado o segundo gol com aquela bola na trave ai sim seria a prova do futebol ridiculo que este treinador esta implantando no clube, falta o que seu oxvaldo, voçê tem o samuel,o erick, o roger guedes,o arouca, desculpem o oxvaldo teve o mesmo tempo dos outros times pra treinar e só tem o melhor CT pra trabalhar e o resultado, nos classificamos empatando e tomando sufoco do Atlético do Acre vergonha sim, este treinador tem prazo de validade e pra mim ja esgotou

  • Stefano Venuto Barbosa disse:

    Olha aqui Chico, depois de ver a cena toda do barraco dos Oswaldo e do Leo Gomide, eu não tiro muito a razão do treinador não. Aqui em Sete Lagoas tinha um advogado famoso por desestabilizar o advogado contrário, falando na audiência sobre os erros do advogado da parte contrária na frende do cliente deste. Isso era constrangedor, porque criava uma situação difícil entre o advogado e seu cliente. Um dia ele foi fazer isso comigo e quase que a coisa fedeu porque ele era até bom advogado, mas falava “menas”. Lógico que joguei na cara dele. Ninguém tem sangue de barata. O que o Gomide fez foi querer ensinar ao Oswaldo o trabalho dele, que pode ser ruim, mas não é da alçada do repórter derrubar treinador, ele poderia ter perguntado ” Porque seu time não conseguiu atacar com qualidade”, mas não, teve que fazer todo um discurso tático, uma aula, antes de perguntar, primeiro desqualificando o treinador, pra depois chegar a pergunta. E no final, segundo os próprios colegas ainda soltou um palavrão. A reação foi exagerada, agressão física nunca se justifica, mas não é a primeira vez que a gente vê isso no futebol, achei muito choro pra pouco defunto. A imprensa aqui sempre teve uma proximidade grande com os clubes, um compadrio, não chega junto mesmo, mas se estão querendo derrubar o treinador derrubem pelo mau trabalho, nunca por uma reação humana, de quem vive sob pressão.

    • José Eduardo Barata disse:

      STEFANO ,
      é isso !
      Podem falar o que quiserem falar , mas o
      Velho Abras ainda é professor , sabe como
      cobrar , como fazer o treinador se explicar ,
      ou não .
      Essa “meninada” que chegou é um horror !!