Blog do Chico Maia

Acompanhe o Chico

Mais selvageria entre marginais com camisas de Atlético e Cruzeiro e novas perspectivas de impunidade

Foto Hoje em Dia

Somos um país violento, perigoso e no futebol o instinto marginal costuma aflorar, fazendo vítimas que na maioria dos casos não têm nada a ver com as brigas entre bandidos de um lado e outro. Se estes marginais morressem em decorrência destes combates combinados entre eles, seria menos mal. O problema é que sobra principalmente para pessoas de bem, que nada têm a ver com estas gangs.

A Polícia Militar está dizendo que finalmente vai fazer prevalecer lei já antiga, que prevê o recolhimento de brigões identificados em disputas anteriores. Durante os jogos do time do sujeito ele terá de se apresentar a uma delegacia de polícia ou unidade militar para tomar aulas de civilidade e comportamento humano durante o jogo.

Tomara que dessa vez seja verdade, pois até agora o que temos visto é jogo de cena. Há exatos três anos, em nove de março de 2015, vejam o que escrevi, aqui mesmo no blog:

* “Impunes, marginais espalham a violência, zombam das vítimas e da polícia!

Tão revoltante quanto aos crimes cometidos por estes indivíduos é que eles escondem os rostos, não pagam pelo que fazem e continuam aprontando e zombando das vítimas e da polícia.

08/03/2015. Credito:Leandro Couri/EM/D.A Press. Brasil.Belo Horizonte – MG. Jogo entre Cruzeiro e Atletico pela sexta rodada do Campeonato Mineiro.

Ano passado o repórter Guto Rabelo fez ótima reportagem mostrando que os torcedores violentos, condenados a se apresentar à polícia nos dias dos jogos dos seus times, dão uma banana para a punição que lhes foi aplicada e não aparecem para cumprir a pena.

No segundo tempo do clássico de domingo um marginal jogou uma bomba no gramado que levou a nocaute um colega nosso, o radialista Christian Mascary, da Rádio Sucesso, de Divinópolis. Espantoso é que mesmo identificado e preso em flagrante, as primeiras informações dão conta de que ele não não teria sido indiciado por tentativa de homicídio ou, no mínimo, crime doloso. Segundo consta o Ministério Público teria pedido uma pena comunitária para o sujeito. Tomara que esteja havendo um engano nessa informação.

Se for verdade, mais um incentivo para que os marginais continuem agindo na certeza da impunidade. E tantos filósofos, sociólogos e pseudos intelectuais tentando explicar os motivos da violência no futebol e afastamento do público.

Por essas e outras é que os estádios estão cada vez mais vazios, principalmente nos grandes clássicos nacionais. Eu não recomendo mais a ninguém que vá a um estádio de futebol. O risco à integridade física de qualquer um de nós é enorme, nas ruas, perto do estádio e lá dentro.

Os bandidos sempre vão aprontar porque têm a presunção de que não serão punidos. Depois vão se reunir em suas facções para dar risadas às custas das tragédias alheias.

http://blog.chicomaia.com.br/2015/03/09/impunes-marginais-espalham-a-violencia-zombam-das-vitimas-e-da-policia/


» Comentar

Comentários:
35
  • humberto disse:

    Torcidas organizadas para matar. Estamos vivendo o fim da sociedade. O pior de tudo é que as pessoas de bem estão caladas, com medo, enquanto isso esses monstros estão a solta. O povo brasileiro ao invés de ir as ruas comemorar jogos do brasil na copa, deveria sim ir a Brasília e exigir penas mais duras, segurança, reforma total do código penal que é de 1940, só assim eu acho que as coisas vão começar a melhorar, mas sera um trabalho a longo prazo, talvez as próximas gerações vão tirar algum proveito, mas o que dificulta tudo isso é o lixo que temos na nossa política.

  • Tonho ( Mineiro ) disse:

    Manda pra cadeia e joga a chave fora !!!

  • Alisson Sol disse:

    Enquanto fica cada vez mais difícil ir aos estádios, ao menos a TV oferece boas opções. Não sei se já está disponível no Brasil a série da Netlix sobre a Juventus (link). Excelente exemplo da administração do time sobre como “manter as raízes”.

  • Rafael disse:

    Ministério Público e governos já deveriam ter providenciado o fim de “torcidas” organizadas como Galoucura e Máfial Azul. Tem pelo menos uns 30 anos que viraram sinônimo de violência, não só entre elas, mas entre elas e torcedores dos mesmos times. Eu mesmo já sofri com arrastão e violência da Galoucura voltando de jogos do meu Galo.

  • jorgemoreira disse:

    Perguntas que eu sempre me fiz e nunca encontrei respostas Porque torcidas organizadas?
    Porque estas ditas torcidas não usam o Manto Sagrado? Estas torcidas pagam alguma coisa ao Clube por usarem o nome assim como o que as indentifica como sendo o Escudo? Porque elas dão prioridade em cantar os seus hinos e raramente cantam o Hino Mais lindo do Mundo,Qual o motivo do clube facilitar a venda de ingressos a estas torcidas? Haviam presidentes que pagavam onibús e até mesmo doavam ingressos no jogos pra elas , nós torcedores somos diferentes em que? o CLUBE ATLÈTICO MINEIRO FOI FUNDADO ANTES OU DEPOIS DESTAS TORCIDAS? Porque os presidentes e diretores do clube invariavélmente tem medo destes torcedores organizados:?Porque estas torcidas escolhem os lugares nos estadios enquanto nós torcedores nem sempre conseguimos sentar no lugar onde queremos?(e se pelo menos sentar-mos proximos normalmente somos escurraçados e até mesmo agredidos? Gostaria que os catedraticos e filosofos aqui deste blog me respondecem o por que de tantas interrogações que eu tenho, vejam bem estas e outras perguntas eu me faço desde os lonjinguos anos da charanga do Vitor Bastos, o primeiro chefe da saudosa charanga do Boróró(depois veio o Julio mais amigo e com mais dinheiro e apoio do Osvaldo Faria e tomou conta da charanga)

    • José Eduardo Barata disse:

      JORGE MOREIRA ,
      verdadeira identificação entre torcedores e
      sua “charanga” , que conduzia os cantos e
      os “gritos de guerra”, era isto que tínhamos
      com o Vítor Bastos e depois o Júlio .
      Alegria pura , contagiante , agregadora .
      Músicas do repertório popular tornaram-se
      sinônimos de Atlético , como ” Se a canoa
      não virar …” e aquela que veio a ser marca
      registrada mundo afora, pois ao ouvir cinco
      acordes dela todo mundo grita GALÔ,que é
      a Pergunte ao João , imortalizada por nada
      mais nada menos que Clementina de Jesus
      E hoje é essa palhaçada de “organizada” a
      se querer melhor que todos .
      Por certo tínhamos outrora turmas que se
      reuniam e produziam faixas , como a FAO ,
      que o Fábio Fonseca adorava , e a GALO
      PRATES , para citar algumas delas .
      Mas era coisa sadia , “bacana” de se ver.
      Hoje em dia ????

      • jorgemoreira disse:

        Olha Barata era das coisas mais emocionates ficar proximo aos bares, e ver a charanga do Vitor e até mesmo do Júlio esquentando enquanto as bandeiras entravam pelo túnel, eu mesmo quando quase adolescente, as vezes não tinha dinheiro pra ir aos jogos(tinha que ajudar em casa sem reclamar eu e minha irmã sempre participamos nas divisões de despezas de casa) cansei de ir ao café palhares esperar e pegar os bandeirões da charanga do Vitor e ir ao campo as músicas ainda me emocionam e me fazem reviver as saudades desculpe se me alongueikkkk a Lucy vai ficar brava á são historias né

  • Luiz disse:

    PENA QUE NÃO MORREU NINGUÉM!
    Deveriam ter morrido pelo menos uns dez de cada lado.
    Não tenho pena da violência contra o torcedor do celeste. Da mesma forma que apanhou ele foi até lá para bater. Aposto que ao sair do hospital vai a revanche. Já se discutiu muito sobre essa questão de torcidas e parece que não se chega a conclusão nenhuma nesse país de impunes.Me desculpem os teóricos, os sociólogos,etc etc, mas bandido trata-se como bandido…cadeia, trabalho forçado e disciplina rigorosa. Tem um monte de coisas que esses vagabundos podem fazer..capinar beira de estrada, construir muro de arrimo…

    • Helio Antonio Corrêa disse:

      LUIZ
      Sabe, ontem ao ler isso que escreveste, fiquei chocado com a dureza das palavras.
      Aí fomos discutir entre vários amigos (havia cruzeirenses e atleticanos) e chegamos a um consenso que vc. está é certo.
      Ninguem foi lá no Prado rezar, foram para brigar, até o que apanhou não estava com o terço nem biblia na mao.
      Portanto, olha a que ponto chegamos, mas acho que na dureza das palavras vc. está certo. Deveria ter morrido uns 10 de cada lado, a lamentar somente pela maes, que iriam chorar por esses marginais.

      • Luiz disse:

        Pois é prezado Hélio.
        Obrigado pela consideração acerca do meu comentário.
        Esses marginais travestidos de torcedores! Bando de canalhas.
        Como atleticano, eles não me representam em nada nessa vida. pelo contrário!
        Atrás de algumas torcidas organizadas tem muitos interesses ( tráfico de drogas, armas, assaltos e todo tipo de bandidagem) que associados aos militantes formam verdadeiros exércitos. Nesse embalo de “galo” ou “raposa” adolescentes inocentes são arregimentados e vão para as primeiras fileiras de combate enquanto os “comandantes” ficam na retaguarda só colhendo os frutos advindos dessa associação do mal . Como você disse pobres maes, pobres pais
        que não conseguem colocar rédeas curtas nesses animais .
        Agora eu lhe pergunto, o que um homem de 30 anos (idade do torcedor celeste agredido)estava fazendo alí??? TRINTA ANOS…Pode ?Falta de coro ( ou uns tapas na bunda, para ser um pouco mais brando) , como dizia minha avó.
        Lá na minha querida São Brás do Suaçuí alguém logo diria…”arrumar uma enxada para capinar a roça de milho”
        Time de futebol para esses vagabundos é um mero pretexto para que gangues sejam formadas entorno de um escudo.
        Enquanto isso as pessoas de bem fogem do estádio.Olha nem adianta colocar ingressos a 1 mil reais que eles não desaparecem do mapa. Triste, mas é a pura verdade. Infelizmente temos que conviver com essa tralha.
        Abraços

        • Helio Antonio Corrêa disse:

          LUIZ
          O duro caro amigo, é que como pai que sou, fico a imaginar, onde erramos? lógico que os pais desses marginais não os criaram para isso, em algum lugar, algum momento, este elo do respeito,do amor até, se perdeu.Foi liberdade demais? foi ter que correr atras do dinheiro via nosso trabalho e deixamos nossos filhos sendo criado pela babá eletronica (tv)? mas se assim fosse, nao seria justo pensar que estes marginais é apenas uma parcela ínfima da sociedade e não o todo.? Veja, quando se lê o seu primeiro pitaco, a gente assusta pela brutalidade da fala.
          Mas quando vamos analisar a vida dos individuos, vemos que deles nada se pode esperar a nao ser isso que mostraram e que vimos pela TV. Quantos ja são fichados na policica? a maioria.
          A pergunta que não quer calar, será que terá jeito? Claro que não , é só esperar o proximo clássico que veremos toda esta selvageria novamente, talvez mude só o local.
          Ja ouvi de tudo, que a policia tem fazer isso e aquilo, mas de concreto mesmo nobre amigo, é que sabemos que no proximo, estaremos aqui a falar do mesmo assunto, espere e verá.
          Um abraço cara.

  • Horacio V Duarte disse:

    Vou dar o meu palpite, torcidas organizadas existem em todos os países. A diferença entre elas é cultural, espelham com maior ou menor intensidade a cultura local.
    No Brasil somos muito auto-centrados, sempre queremos impor aos outros o que achamos correto, inclusive pela força. É a nossa herança escravista autoritária que se impôs pela força.
    E organizadas ou grupos de torcedores são assim, são hostis porque se consideram do lado certo, influenciam o melhor time, portanto, os outros estão errados, tem que ser doutrinados pela força, e podem ser agredidos, principalmente se estiverem em minoria.
    Não acredito que o que motiva esta violência seja apenas futebol, a imaturidade, a falta de perspectivas e a impunidade são sim outros aspectos, mas existem outros fatores locais como guerra de turmas. Desde que eu era jovem(isto tem muito, mas muito tempo) tinha estas brigas. Em são paulo o pcc já está entrando nas organizadas.
    Mas concordo que o problema é recorrente, concordo também que é recorrente porque as medidas disciplinares não são aplicadas. E aí chega a um ponto que um jovem de 15 anos mata um outro de mesma idade, e aí?
    Preferem aquele aparato militar excessivo caro e ridículo, que importuna quem quer apenas assistir e participar do jogo. E todo este excesso sem se preocupar em aplicar as punições aos torcedores sabidamente violentos e condenados ou acompanhar de perto as organizadas que já deram problema. Estes sim precisariam de atenção especial, não precisa ser de helicóptero nem carro com jato d’agua.
    Quando eu tenho que dar aquela volta imensa, já não estou tão novo assim, para chegar no portão 3 do indepa vindo de santa tereza eu sinto que estou pagando por erro dos outros, e de maneira inútil.
    Pelo jeito segurança pública corre o risto de perder a eficiẽncia e virar espetáculo.

  • Alisson Sol disse:

    O Brasileiro não é melhor nem pior que nenhum outro povo. A notícia anterior não era sobre comportamentos ridículos de torcedores… na França?

    É preciso repensar prioridades. Feliz ou infelizmente vou escrever isto em um dia em que um cruzeirense apanhou, pois do contrário iria parecer hipocrisia: estava fazendo o que ali? Era um pai de família indo trabalhar? Não. Estava passando ali por acidente? Não. Se agora temos imagens, isto apenas mostra algo que as pessoas sabem muito bem que acontece o tempo todo.

    Isto aí não são torcedores de futebol. Acho também que não é caso de “segurança pública”, no sentido geral da palavra. Será que a polícia tem de prover “segurança” para grupos privados que decidem brigar? Será que achamos mesmo que a polícia deve investir em software para ficar monitorando a Internet para antecipar estas “brigas com hora marcada”? E se a polícia aparece e “evita uma briga”, ainda alguém vai dizer que houve invasão de privacidade! É isto a prioridade no Brasil hoje?

  • José Eduardo Barata disse:

    Ô REGI.GALO ,
    vamos atualizar ?
    Você disse lá atrás sobre a DITADURA da
    INFORMAÇÃO e o que se deve fazer para
    romper os grilhões que nos são impostos .
    Não tenho nenhuma facilidade para lidar
    com as novas ferramentas de acesso às
    notícias , mas aos trancos e barrancos
    eu consegui me livrar dessa praga que é
    a Grande Mídia , totalmente entregue ao
    capital , se é me faço entender .
    Ela está carcomida , já não tem mais
    credibilidade alguma .
    As redes sociais detonaram essa gente
    de maneira definitiva .
    Só para dar um exemplo , conseguiram
    tirar do ar o “chat” da Jovem Pan , que
    não aguentou a pressão .
    Você tem notícia sobre o que acontece
    com esse veículo de informação ?
    Pois é !!!
    Ainda resta um sopro de esperança !!!!

    • Renato César disse:

      Vou dar sequência ao assunto aqui.

      Respondendo ao Regi.Galo, sobre a descaracterização de algumas coisa que propôs em outra resposta, nem sempre onde há fumaça há fogo, assim como nem sempre onde o fogo aparecerá tinha fumaça.

      Qualquer uma das “notícias” dadas pelo setorista, pode se confirmar e virar informação. Mas note o modus operandi do sujeito: todos os jogos importantes ele solta alguma notícia de elenco na véspera. Seja uma venda, uma troca, uma rescisão, uma insatisfação com salário atrasado, insatisfação com departamento técnico. Sempre tem alguma coisa.

      Será que a intenção dele é “dar o furo”? Ou será que ele quer informar coisas que tumultuam mas sem a intenção de tumultuar o clube?

      Penso como o (“Graças a Deus finado”) Oswaldo: para cima de mim não! Setorista maldoso que se diz atleticano é o que não falta. Temos que tomar muito cuidado com estes.

      Defendo também a mídia independente. As redes sociais e a velocidade da informação hoje, abriram espaço enorme para que qualquer um trabalhe. Mas que seja com honestidade e decência. Sem estrelinha querendo ser maior que o clube.

  • José Eduardo Barata disse:

    O Brasil acabou !!!
    A sociedade está moribunda .
    Não há “resgate” possível .
    Vivemos um eterno pesadelo .
    Só se ouve discurso , nada mais .
    Instituições falidas , agentes públicos
    corruptos e corruptores em sua grande
    maioria .
    Só existe UMA ÚNICA SAÍDA , e todos
    sabemos qual seja .
    Para quem não viu , não conhece , não
    teve interesse em saber por questão de
    ideologia , não importa , mas tudo que
    acontece hoje foi predito por quem deu
    curso a essa ” democracia de araque ”
    para atender ao ” clamor do povo ” que
    se sentia “oprimido” : Gal Figueiredo !!!
    Tenhamos a sensatez em admitir que
    ele não errou em nenhuma vírgula ,
    quer gostemos dele ou não .
    Procurem no YouTube .
    p.s
    Aconteceu esta semana :
    a Ministra Carmem Lúcia não tinha em
    sua agenda horário disponível para
    atender parlamentares da esquerda , e
    quaisquer outros .
    Fizeram o quê ?
    Foram ao gabinete do Lewandowisk e
    por ele foram conduzidos ao gabinete
    da Presidente , sem cerimônia , sem
    nem mesmo nenhuma solicitação .
    Um grave , insultuoso comportamento
    de um magistrado na mais Alta Corte
    do país .
    Aquilo ali é terra de ninguém !!!!

    • Tonho ( Mineiro ) disse:

      Sou obrigado a discordar Jose Eduardo, nao acho que fizeram o certo os parlamentares de esquerda, so que tambem temos que lembrar que nos anos dourados do Genreal Figueiredo seria impossivel saber das falcatruas uma vez que matavam quem nao ficasse de boca calada, seria impossivel ser atendido por um Juiz se voce nao conhecesse alguem ( if you know what i meam ? ), se voce procurar vai ver que organizacoes criminosas como PCC ja esxixtiam na epoca do falado General com nomes diferente. Democracia e muito bom e esta mais que provado mundo afora, aqui nao esta dando pq nao temos uma democracia, oq ue temos e o que nos enfiado ” guela abaixo ” por um sistema, que quase foi batido, quase, so que se provou ser mais forte que nossa capacidade de aceitarmos uma vida sem empregadas domesticas !

      • José Eduardo Barata disse:

        TONHO ,
        sem querelas .
        É a sua opinião .
        Fico com a minha .
        Apenas para registro , e usando as suas
        assertivas , “…..democracia que nos foi
        enfiada goela abaixo ….” , saibamos que
        ela foi produzida por essa classe ignóbil
        de agentes públicos como os Tancredos,
        Sarneys , Barbalhos , ACMs , Collors ,
        Fernandos Henriques , Lulas , Dirceus ,
        Aécios , Pimentéis ,Jucás e mais e mais
        pilantras e vagabundos que assaltaram
        a Nação e usaram o discurso ideológico
        para seus próprios proveitos , porque é
        gente que nem ideologia têm .
        E que atinge o ápice da desmoralização
        com os (des)arranjos desse governo do
        Temer e seus asseclas .
        Fico por aqui , pois já comecei a sentir
        náuseas só de pensar nessa escória .
        Ah ! , e sem falar no judiciário …..

        • Claytinho do Nova Vista - BH disse:

          Caro José Eduardo Barata,

          O senhor simplesmente dissecou toda a verdade nua e crua dos fatos. Sem passar a mão na cabeça de nenhum desses salafrários citados, independente do viés político. Parabéns !!
          Não aceita ou não enxerga essa verdade, quem realmente não quer.

          Abraços

    • J.B.CRUZ disse:

      CARO JOSÉ EDUARDO BARATA:
      Penso que 2.018 será o Ano da Purificação… E que o ano de 2.019 será o início de UMA VERDADEIRA NOVA REPÚBLICA…
      Falta-nos Lideranças Políticas, Empresariais e até Sindicais com CAPACIDADE para Despertar o PAÍS para seus Problemas REAIS…
      Quem com Absoluta Certeza, pode dizer o que Acontecerá ao BRASIL no Campo Político nas Próximas 2 ou 4 Semanas?/.
      A HONESTIDADE de há muito, abandonou o Brasileiro em nome de uma Artificial malandragem Arquitetada pela Governo com o Nome de ”politicamente correto”…A SOLIDARIEDADE Resiste em Algumas Famílias e Raríssimas Relações de amizade..
      Somos, de modo Geral Mal-educados..E não se diga que tais Comportamentos são Característicos das Grandes Cidades..NÃO!! ,. Os Pequenos Municípios já são Palcos dessas tristes Demonstrações de Desapreço aos Princípios de OUTRORA..
      A Contaminação é Generalizada..Com um Contingente de 12 Milhões de Desempregados, o BRASIL Está sentado em cima de um ”barril de pólvora”..Apeamos um Governo Comunista, mas, os Escaninhos e os Corredores dos Palácios do Poder, estão todos infestados…
      Após a ANISTIA: AMPLA GERAL E IRRESTRITA, que veio como um Bálsamo para as Famílias de ambos os Lados( Guerrilheiros e militares); Assinada pelo o Último do Generais: JOÃO BATISTA DE OLIVEIRA FIGUEIREDO e o Advento da ”nova república”, o BRASIL SÓ vem Retrocedendo no Trato da política de boa Vizinhança, na degradação dos BONS COSTUMES,DA RELIGIOSIDADE E DA TOLERÂNCIA..
      Os Integrantes da Esquerda, passaram a atuar nos meios Acadêmicos,NAS UNIVERSIDADES, nas Escolas, Nas Redações de Jornais, nas Novelas e Mini-séries de T.V.; trazendo para a geração pós REGIME MILITAR mais Mitologia Induzida, que a HISTÓRIA OCORRIDA…
      Mas o BRASIL é um PAÍS ABENÇOADO; Vai sair mais uma vez desse Pesadelo..
      DEUS É BRASILEIRO !!..
      PRÁ FRENTE BRASIL !!..

      • José Eduardo Barata disse:

        J.B.CRUZ ,
        o estrago já foi feito .
        O tecido está esgarçado .
        As instituições e seus agentes
        estão falidos , corrompidos , e
        à deriva .
        Lei e Ordem deixaram de ter
        qualquer significado .
        Você disse existir um número
        de desempregados que , na
        verdade , representa um 1/4
        da realidade absoluta no país ,
        com escandalosos 50 milhões
        sem carteira assinada .
        Não estamos sentados em um
        barril de pólvora , estamos em
        cima de um reator nuclear .
        Como deixamos tudo isso que
        aí está acontecer ?
        Acabaram conosco , meu caro.
        Tudo o que temos é um fio de
        esperança a nos mover e nesta
        hora teremos que ser guerreiros
        altivos e patriotas como foram
        os últimos de Álamo, que deram
        a sua própria vida para a defesa
        de um ideal .

        • J.B.CRUZ disse:

          CARO JOSÉ EDUARDO BARATA:
          ÁLAMO: PÁGINA IMORTAL NA HISTÓRIA DOS ESTADOS UNIDOS:
          185 Homens ESPECIAIS fizeram um pacto Sagrado Resistir a um Exército de 7.000 mil Homens; e VOLUNTARIAMENTE dar suas Vidas em Defesa da LIBERDADE !!!….
          O ÁLAMO é um dos Acontecimentos mais marcantes da HISTÓRIA dos E.U.A…
          Mas, temo que, nem de ‘longe’ podemos exercer esse tipo de Ação Aqui No BRASIL…Devemos Apoiar o Máximo Possível Agentes da JUSTIÇA Como: JUIZ SÉRGIO MORO, PROCURADOR DA JUSTIÇA DELTAN DALAGNOLL, E Alguns Membros do T.R.F.4….Por que a Corte Maior (S.T.F.) , tem agido de modo ”estranho” em Resistir CHANCELAR OU DEFERIR Julgamentos de Instâncias Inferiores…
          Será Medo ou Gratidão ???…

  • Pedro Vítor disse:

    Passei a semana toda pensando (sonhando) em tomar uma cerveja as 9hs e 30 minutos, no domingo, lá no Veredas Bar, na Rua Pitangui com General Carneiro, eu iria de ônibus, pegaria o metro na estação Vilarinho ate o Horto, como muitos fazem, porem repensei no domingo pela manhã quando acordei numa ressaca das boas, fruto dos comes e bebes da noite anterior, resumindo:

    “Eu fui de carro, não bebi uma gota de cerveja”

    Mas, é uma segurança a mais, porque se você chega numa rua, e sem querer topa com um grupo de 20 ou 30 torcedores do time adversário, você só tem uma alternativa, ou reza pra eles só lhe roubarem, ou se prepare para o pior de sua vida, isso quando o próprio torcedor do Galo vestido de Galoucura também o rouba. Lamentável!

  • Victor Maia disse:

    Os estádios estão vazios e a diretoria azul bancando ingressos pra colocar o time com recordes de rendas.
    Neste vídeo mostra a violência e também a covardia, como no outro crime do Chevrolet Hall, a torcida azul inflama, quando os atleticanos vão pra cima eles abandonam um colega que caiu e ficou sozinho. Quando os atleticanos vão embora eles retornam. Será que compensa este tipo de confusão? Só um paga o pato. E que graça tem bater num camarada deitado ou desacordado? Apesar de arcaicas, as leis brasileiras poderiam ser melhores se fossem cumpridas. A impunidade faz a reincidência!

  • Regi.Galo/BH disse:

    Nesta semana tivemos a oportunidade de discutir o quanto significa a perda de um pai. E agora, aproveitando o tema relacionado ao post, ao nos referirmos à esses vândalos disfarçados de torcedores, posso também complementar com o exemplo do quanto significa a perda dupla de um pai, em tempos distintos.

    Foi exatamente num clássico, e tudo por causa de uma pedrada desferida por alguém que estava na própria torcida, que pude sofrer uma das primeiras derrotas trágicas na vida: a de vivenciar a perda da companhia de um pai aos jogos do próprio time, infelizmente, por motivos da mais pura ignorância descabida.

    Por causa de uma atitude totalmente irresponsável, neste dia, tive que aceitar perder, mesmo com o time mandando ver dentro de campo. Sim, perder, um cara que estava sempre presente na vida dos filhos e do Galo. Um pessoa que se fazia torcedor ao extremo, esteve no Maracanã em 1971; esteve nos memoráveis confrontos contra o Flamengo; fazia questão de estar, sempre que possível, marcando presença nos jogos do time pelo interior de Minas; e que, praticamente, não media esforços para se fazer estar no meio da massa, seja onde estivesse, pois era o seu habitat natural. Então, foi assim, ainda dentro do hospital, que tive que aceitar perder a sua companhia, devido á sua triste promessa de que não queria mais voltar a pisar dentro de um estádio de futebol.

    Nas suas próprias palavras, dizia nunca ter aceitado ou entendido aquele fatídico episódio. Que havia aprendido, ao servir o exército, que a violência jamais tem justificativa plausível. Confesso que até consegui convencê-lo, com certo terrorismo psicológico, a voltar em alguns poucos jogos menos movimentados. A desculpa era que precisava de motorista. Mas, em dia de clássicos ou jogos tumultuados, jamais. E assim foi até a sua partida.

    Eu sei que é SOMENTE mais uma estória entre tantas estórias tristes ou até trágicas. Por isso faço uso da oportunidade também para mandar um recado à toda a sociedade civil, à Polícia Militar, à todos os frequentadores de ambientes públicos, à todos aqueles que precisam se conscientizar que somos nós os principais responsáveis pelas eventual contenção de males maiores:

    – Nós precisamos resgatar urgentemente a credibilidade do ser humano. Não podemos mais aceitar os bandidos disfarçados de tudo quanto é tipo de outras figuras da sociedade. Está impossível conseguirmos ser, estar, ou nos sentirmos no direito de curtir a plenitude de viver. Não há mais onde se esconder ou o quê fazer para garantir o mínimo de liberdades ou privilégios. Já está mais que passando da hora de repensarmos os modelos atuais das coisas do nosso cotidiano. Ou começamos a exterminar a proliferação das ‘sementinhas do mal’ juntos, agora, antes destas germinarem; ou teremos que aceitar passivamente morrermos sufocados, desoxigenados, depois.

    • Tonho ( Mineiro ) disse:

      Eu tinha uns 16 anos e apanhei de um policial despreparado no mineirao e nao sei ate hoje o pq, nunca mais voltei. Tenho 2 filhos passamos uma temporada no Brasil a uns 2 anos, paguei Galo na Veia e nunca os levei ao estadio, era um sonho ver um jogo do galo com meus filhos no mineirao, nao tive coragem.

  • Raws disse:

    Ainda sobre o clássico, como já disse antes futebol não me faz mais sofrer. Assisti p primeiro tempo com amigos atleticanos e cruzeirenses e fui embora no intervalo, o futebol do Galo estava sofrível. Do segundo tempo só vi via Twitter o lance desleal e covarde do zagueiro que a partir de agora recuso a pronunciar o nome. Não creio que RO seja o típico jogador provocativo, mas mesmo que fosse aquela agressão foi deplorável. Se eu fosse colega de grupo desse sujeito (graças a Deus não), eu conversaria sério com ele. Isso não é atitude de pessoa do bem. Não reclamo da arbitragem pois clássico é muito difícil de trabalhar e também não parte.

  • Claytinho do Nova Vista - BH disse:

    Caro Chico Maia,

    Ao mesmo tempo que acho muito pertinente essa sua publicação, fico me perguntando até quando vamos lidar com isso ??
    E principalmente nós, que amamos o futebol, sentimos mais ainda. Porque toda carga negativa desse tipo de notícia recai sobre o futebol, que na verdade é o menor culpado e mais uma cortina para o que de fato está por trás de tudo isso. Que são a frustração pessoal, mal criação, falta de berço, impunidade e a ausência do Estado em sua mínima obrigação. Isso tudo coopera pra formação desses “gladiadores” que precisam tentar se auto-afirmar de alguma forma e encontram principalmente no futebol a sua válvula de escape. Totalmente mal criados e incapazes de conviver com as diferenças. Alguns, incapazes até de conviver em sociedade.
    Já debatemos aqui inclusive, sobre esse tipo vândalo torcedor da rua, fazendo até uma alusão aos vândalos virtuais. Sendo que cada um expõe o que é e tenta se auto-afirmar da maneira que pode. Os das ruas, atacam com porretes, pedras, barras de ferro e até tiros. Os virtuais geralmente se escondem num pseudo-anonimato e acham que são livres para atacarem e ofenderem livre e gratuitamente quem eles querem. Simplesmente por serem incapazes de conviver ou respeitar as diferenças.

    Tem um vídeo que tem circulando aí nas Redes Sociais, da Dra. Filó, parece que numa palestra no Colégio Santo Antônio, que é longo, mas eu indico e recomendo aos participantes do Blog que têm filhos, que assistam.
    É justamente a falta dos pais aplicarem os ensinamentos que a Dra. Filó destaca, que vem cooperando para que tenhamos essa geração que aí está.
    Só não coloquei o link, porque tô digitando do celular e confesso não saber como fazer pra colocar o link, estando no celular.

    Nós somos e refletimos, aquilo que procuramos alimentar no nosso coração. E a palavra fala, aquilo que no coração tá cheio !!

    • Carlos Henrique disse:

      Asvezes vejo a dra Filo na tv horizonte boa recomendaçao Clayton
      se as pessoaslevessem futebol a serio
      essas gangs de marginais, infiltram nas torcidas
      é outro motivo nao o futebol
      tem trafico envolvido e outras coisas
      nao é por causa da cor de camisa
      sao gangs do trafico infiltradas, penso eu
      nao acredito que alguem vai matar outra so por estar vestindo outra camisa

      • Claytinho do Nova Vista - BH disse:

        Grande Carlos Henrique,

        Concordo contigo. As razões principais são outras.
        A Dra. Filó é demaissssss !!!
        Tem hora que vejo uns pais passando a mão na cabeça de filho, indo em escola reclamar porque o filho ficou de castigo ou porque a professora chamou sua atenção, que tenho de me conter pra não falar pra esses pais tomarem vergonha na cara e assistirem a essa palestra da Dra. Filó.

        Abraços

        • Raws disse:

          Claytinho, bom demais amigo? A Dr. Filó mais que pediatra é “paisdiatra”. O que ela ensina acerta todos os pais, cada um com seu percentual. Fato é que todos que tem filhos deveriam assistir suas palestras, até a maioria de outros pediatras.

          • Claytinho do Nova Vista - BH disse:

            Grande Raws,

            Exatamente !
            Tenho 02 meninos, um de 07 e outro de 05 anos. E por mais que achava que vinha passando pra eles os ensinamentos que recebi do meu pai, através da Dra. Filó percebi que em algumas coisas eu deveria me reciclar. Amo meus filhos, dou a vida por eles se preciso for, brinco, passeio, presenteio, mas sou linha dura com eles também. Não flexibilizo. O que é certo, é certo. O que é errado, é errado. E não passo a mão na cabeça mesmo !!

            Abraços

  • Raws disse:

    Também continuo com minha velha opinião, a culpa toda é de falta de segurança pública. Se o sujeito sai com uma barra de ferro em qualquer dia e agride alguém, ele é pelo menos preso e processado, se for em dias de jogos e em gangues aí ele se torna inimputável. Hoje vejo no jornal os dados sobre roubo de cabos da rede elétrica em 2017, um número expressivo e absurdo, sabe o porquê? Não tem ronda noturna. Se tivesse o policiamento veria esse tipo de roubo, a quantidade absurda de estabelecimentos arrombados e outros delitos. Estamos lascados.