Blog do Chico Maia

Acompanhe o Chico

Números do nosso maior clássico e curiosidades da história de Atlético x Cruzeiro no Independência

A diretoria de comunicação do Cruzeiro faz um ótimo trabalho para facilitar a vida dos jornalistas. Envia dados estatísticos referentes à história de todos os jogos que realiza. Sobre o clássico de domingo no Independência, aqui estão:

ATLÉTICO-MG X CRUZEIRO

ESTATÍSTICAS

Jogos: 484

Vitórias do Cruzeiro: 166

Empates: 129

Vitórias do Atlético-MG: 189

Gols do Cruzeiro: 624

Gols do Atlético-MG: 679

Saldo de gols do Cruzeiro: -55

CAMPEONATO MINEIRO

Foram 268 confrontos pelo Campeonato Mineiro, com 91 vitórias do Cruzeiro, 69 empates e 108 derrotas. O Cruzeiro marcou 293 gols e sofreu 340.

INDEPENDÊNCIA

As duas equipes se enfrentaram 73 vezes no estádio Independência, com 21 vitórias do Cruzeiro, 16 empates e 36 vitórias do Atlético-MG. O Cruzeiro marcou 72 gols e sofreu 100. Pelo Campeonato Mineiro, no Independência, foram 46 jogos. A Raposa venceu 12, empatou 11 e perdeu 23, com 35 gols marcados e 53 sofridos.

PRIMEIRO JOGO

17/04/1921 – Cruzeiro 3 x 0 Atlético-MG, amistoso, no estádio do Prado, em Belo Horizonte-MG

TÍTULOS DO CRUZEIRO NO CAMPEONATO MINEIRO

1926, 1928, 1929, 1930, 1940, 1943, 1944, 1945, 1956, 1959, 1960, 1961, 1965, 1966, 1967, 1968 ,1969, 1972, 1973, 1974, 1975, 1977, 1984, 1987, 1990, 1992, 1994, 1996, 1997, 1998, 2002*, 2003, 2004, 2006, 2008, 2009, 2011, 2014

* Supercampeonato Mineiro

FINAIS DO CAMPEONATO MINEIRO

Os rivais se enfrentaram em 22 decisões do Campeonato Mineiro e o Cruzeiro foi campeão em 13 ocasiões, enquanto o adversário ficou com dez títulos. Na competição de 1956, o título foi dividido entre os dois, por questões judiciais.

ANO –  CAMPEÃO – VICE – RESULTADOS

1931    Atlético-MG   Cruzeiro          (2×1 / w.o.)

1940    Cruzeiro          Atlético-MG   (3×1 / 1×2 / 2×0)

1954    Atlético-MG   Cruzeiro          (2×0 / 3×0 / 1×1 / 2×0)

1956    Cruzeiro e Atlético-MG                     (1×1 / 0x0 / 0x1)

1962    Atlético-MG   Cruzeiro          (0x1 / 2×1 / 2×1)

1967    Cruzeiro          Atlético-MG   (3×1 / 3×0)

1972    Cruzeiro          Atlético-MG   (2×1)

1976    Atlético-MG   Cruzeiro          (2×0 / 2×0)

1977    Cruzeiro          Atlético-MG   (0x1 / 3×2 / 3×1)

1985    Atlético-MG   Cruzeiro          (0x0 / 2×2 / 1×0)

1987    Cruzeiro          Atlético-MG   (2×0)

1990    Cruzeiro          Atlético-MG   (1×0)

1998    Cruzeiro          Atlético-MG   (3×2 / 0x0)

2000    Atlético-MG   Cruzeiro          (2×1 / 1×1)

2004    Cruzeiro          Atlético-MG   (3×1 / 0x1)

2007    Atlético-MG   Cruzeiro          (4×0 / 0x2)

2008    Cruzeiro          Atlético-MG   (5×0 / 1×0)

2009    Cruzeiro          Atlético-MG   (5×0 / 1×1)

2011    Cruzeiro          Atlético-MG   (1×2 / 2×0)

2013    Atlético-MG   Cruzeiro          (3×0 / 1×2)

2014    Cruzeiro          Atlético-MG   (0x0 / 0x0)

2017    Atlético-MG   Cruzeiro          (0x0 / 1×2)

E aqui os dados básicos dos jogadores do elenco cruzeirense:
Atleta / Nome completo / Posição / Cidade onde nasceu / Data de nascimento / Altura / / Jogos  / Gols  /  / Clube anterior

Ariel Cabral / Alejandro Ariel Cabral / Volante / Buenos Aires-Argentina / 11/09/1987 / 1,86 / 113 / 4 / Vélez Sarsfield-ARG

Arthur / Arthur Henrique Vieira Araújo / Zagueiro / Belo Horizonte-MG / 17/06/1999 / 1,88 / 4 / 0 / Categoria de base

Bruno Silva / Bruno César Pereira da Silva / Volante / Nova Lima-MG / 03/08/1986 / 1,82 / 8 / 0 / Botafogo

David / David Corrêa da Fonseca / Atacante / Vitória-ES / 17/10/1995 / 1,79 / 0 / 0 / Vitória

De Arrascaeta / Giorgian Daniel De Arrascaeta Benedetti / Meia / Nuevo Berlín-Uruguai / 01/06/1994 / 1,74 / 152 / 38 / Defensor-URU

Dedé / Anderson Vital da Silva / Zagueiro / Volta Redonda-RJ / 01/07/1988 / 1,92 / 103 / 9 / Vasco

Digão  / Rodrigo Junior Paula Silva / Zagueiro / Duque de Caxias-RJ / 07/05/1988 / 1,87 / 15 / 0 / Sharjah-EAU

Edílson / Edílson Mendes Guimarães / Lateral-direito / Nova Esperança-PR / 27/07/1986 / 1,77 / 6 / 0 / Grêmio

Egídio / Egídio de Araújo Pereira Júnior / Lateral-esquerdo / Rio de Janeiroi-RJ / 16/06/1986 / 1,74 / 118 / 4 / Palmeiras

Ezequiel / Ezequiel Jacinto de Biasi / Lateral-direito / Treze de Maio-SC / 22/02/1993 / 1,77 / 54 / 1 / Criciúma

Fred / Frederico Chaves Guedes / Atacante / Teófilo Otoni-MG / 03/10/1983 / 1,85 / 80 / 57 / Atlético-MG

Henrique / Henrique Pacheco Lima / Volante / Londrina-PR / 16/06/1985 / 1,80 / 418 / 25 / Santos

Judivan / Judivan Flor da Silva / Atacante / Sousa-PB / 21/05/1995 / 1,75 / 24 / 3 / Categoria de base

Léo / Leonardo Renan Simões de Lacerda / Zagueiro / Belo Horizonte-MG / 30/01/1988 / 1,86 / 283 / 18 / Palmeiras

Lucas Romero / Lucas Daniel Romero / Volante / Loma Hermosa-ARG / 18/04/1994 / 1,67 / 88 / 3 / Vélez Sarsfield-ARG

Lucas Silva / Lucas Silva Borges / Volante / Bom Jesus de Goiás-GO / 16/02/1993 / 1,81 / 135 / 5 / Olympique-FRA

Mancuello / Federico Andrés Mancuello / Volante / Reconquista-ARG / 26/03/1989 / 1,77 / 11 / 2 / Flamengo

Manoel / Manoel Messias Silva Carvalho / Zagueiro / Bacabal-MA / 26/02/1990 / 1,87 / 132 / 6 / Atlético-PR

Marcelo / Marcelo de Souza dos Santos Júnior / Atacante / Ribeirão Preto-SP / 17/01/1998 / 1,79 / 1 / 0 / Categoria de base

Marcelo Hermes / Marcelo Gazella Hermes / Lateral-esquerdo / Sarandi-RS / 01/02/1995 / 1,77 / 4 / 1 / Benfica-POR

Murilo  / Murilo Cerqueira Paim / Zagueiro / São Gonçalo dos Campos-BA / 27/03/1997 / 1,88 / 42 / 0 / Categoria de base

Nonoca / Lucas de Souza Ventura / Volante / Leopoldina-MG / 19/05/1998 / 1,80 / 10 / 0 / Categoria de base

Rafael Marques / Rafael Marques Mariano / Atacante / Araraquara-SP / 27/05/1983 / 1,90 / 21 / 2 / Palmeiras

Rafael Sobis / Rafael Augusto Sobis / Atacante / Erechim-RS / 16/07/1985 / 1,76 / 90 / 23 / Tigres-MEX

Rafinha / Rafael da Silva Francisco / Meia / Guarulhos-SP / 04/08/1983 / 1,67 / 88 / 10 / Al-Shabab-SAU

Raniel / Raniel Santana de Vasconcelos / Atacante / Recife-PE / 11/06/1996 / 1,81 / 33 / 7 / Categoria de base

Robinho / Róbson Michael Signorini / Meia / Marialva-PR / 10/11/1987 / 1,70 / 79 / 19 / Palmeiras

Sassá  / Luiz Ricardo Alves / Atacante / Rio de Janeiro-RJ / 11/01/1994 / 1,74 / 19 / 7 / Botafogo

Thiago Neves / Thiago Neves Augusto / Meia / Curitiba-PR / 27/02/1985 / 1,80 / 68 / 21 / Al-Jazira-EAU

Victor Luiz / Victor Luiz Prestes Filho / Laterral-esquerdo / Belo Horizonte-MG / 05/12/1997 / 1,77 / 0 / 0 / Categoria de base

Goleiros  /   /

Fábio / Fábio Deivson Lopes Maciel / Goleiro / Nobres-MT / 30/09/1980 / 1,89 / 756 / 792 / Vasco

Lucas França / Lucas Oliveira de França / Goleiro / Alhandra-PB / 19/01/1996 / 1,94 / 4 / 2 / Categoria de base

Rafael / Rafael Pires Monteiro / Goleiro / Coronel Fabriciano-MG / 23/06/1989 / 1,91 / 99 / 96 / Categoria de base

Vitor Eudes / Vitor Eudes de Souza Costa / Goleiro / Belo Horizonte-MG / 21/10/1998 / 1,94 / 0 / 0 / Categoria de base

Técnico / Retrospecto

Mano Menezes / Luiz Antônio Venker Menezes / Técnico / Passo do Sobrado-RS / 11/06/1962  /

2015 / 16 jogos (8 vitórias, 6 empates e 2 derrotas) /  /  / 27 gols marcados e 13 gols sofridos  /

2016 / 28 jogos (13 vitórias, 7 empates e 8 derrotas) /  /  / 40 gols marcados e 30 gols sofridos  /

2017 / 75 jogos (36 vitórias, 24 empates e 15 derrotas) /  /  / 112 gols marcados e 66 gols sofridos  /

2018 / 15 jogos (12 vitórias, 2 empates e 1 derrota) /  /  / 27 gols marcados e 7 gols sofridos  /

Total / 134 jogos (69 vitórias, 39 empates e 26 derrotas) /  /  / 206 gols marcados e 116 gols sofridos  /


» Comentar

Comentários:
68
  • Antonio da Silva disse:

    Tem um Pantaleão Azulino ai, que é de fora de BH, toma uns chazinhos com torradas e é mestre pra dizer mentiras, coisas do passado que só aconteceram em sua mente. Ignorante que é, quer impor suas sandices agredindo os outros participantes. Ninguém é proibido de discordar, mas tem que respeitar os outros caramba. Daqui a pouco aparece uma Terta Azulada pra não deixar ele mentir sozinho. Vai escrever bobagens assim lá nas Tocas. Toma Termo Hôme”!

  • Márcio Luiz disse:

    Tô começando a achar que eu sou foda mesmo.
    Criei há alguns anos o “Projeto Evaldo Braga” (“sorria meu bem , sorrrriaaa”) sem lei Rouanet sem nada, mas é um sucesso só, graças à algumas participações aqui no Blog do Chico.

    E a participação desse cidadão Thales (e de outros) é sinônimo de risada garantida.

    Sucesso!!!!!

  • DUDU GALOMAIO BH disse:

    Vocês já conhecem bem o Thales Rosa né? O “sabichão” do planeta KELT-9b.
    Ele acusou o Oscar de ser pecador por mentir dizendo que sonhava em ir jogar na China.
    Não é que dois dias depois o sabichão do Planeta KELT-9b inventou uma tal “invencibilidade de 22 jogos do cruzeiro contra o Galo”?

    Volto a perguntar: Será que essa torcida nunca se cansa de inventar mentiras, meu Deus?
    Vejam a realidade abaixo:

    Em relação às maiores sequências invictas do clássico, é possível notar uma vantagem do Atlético em relação ao Cruzeiro. Das dez principais séries, sete são favoráveis ao Galo e três à Raposa. Entretanto, o clube celeste possui duas marcas recentes na relação, entre 2000/02 e 2007/09.

    Confira abaixo a relação das maiores séries de invencibilidade do clássico

    1º – Atlético (1985/87 ) – 13 jogos: 5 vitórias, 8 empates; 15 gols pró e 7 contra
    2º – Cruzeiro (2007/09) -12 jogos: 10 vitórias, 2 empates; 32 gols pró e 10 contra
    3º – Atlético (1947/48) – 10 jogos: 9 vitórias, 1 empate; 27 gols pró e 10 contra
    4º – Atlético (1937/38) – 10 jogos: 8 vitórias, 2 empates; 23 gols pró e 8 contra
    5º – Cruzeiro (1966/68) – 10 jogos: 5 vitórias, 5 empates; 19 gols pró e 7 contra
    6º – Atlético (1970/71) – 10 jogos: 4 vitórias, 6 empates, 12 gols pró e 8 contra
    7º – Cruzeiro (2000/02) – 10 jogos: 3 vitórias, 7 empates;16 gols pró e 11 contra
    8º – Atlético (1955/56) – 9 jogos: 5 vitórias, 4 empates; 15 gols pró e 5 contra
    9º – Atlético (2013/15) – 9 jogos: 5 vitórias, 4 empates; 10 gols pró e 4 contra
    10º – Atlético (1979/81) – 9 jogos : 4 vitórias, 5 empates; 9 gols pró e 2 contra

    E mais uma vez a constatação da soberania alvinegra nos clássicos.
    A fonte: https://www.mg.superesportes.com.br/app/noticias/futebol/atletico-mg/2015/03/09/noticia_atletico_mg,305370/serie-atual-do-atletico-entra-para-top-10-das-maiores-invencibilidades-da-historia-do-classico.shtml

    Na boa, tenho pena de tanta alienação e confusão. Deve ser muito triste ser tão afora da realidade.

  • Julio Avila (Mariana) disse:

    2017 o Fred no atlético agrediu o Manoel, foi expulso e teve o ato anotado em sumula : pegou 4 jogos inicialmente e depois foi reduzido p/ 3.
    2018 Léo agrediu R. Oliveira, não foi expulso e nem foi pra sumula : pegou 2 jogos e agora pega + 2.

  • Julio Avila (Mariana) disse:

    Caro Claytinho,pode dar sua opinião sempre meu caro,você tem meu respeito e sabe disso! choro antecipado jamais até porque sempre disse que o rural é pre temporada e acho o nosso time sempre favorito contra o atletico(sem zoeira) mas fatos que vem acontecendo estão muito estranhos mesmo e no futebol não existe santinho né!?

    Auditores que reduziram pena de Fred no Atlético em 2017 votaram por aumento da suspensão de zagueiro Leo, do Cruzeiro – oque levou esses caras a mudarem de ideia de um ano para o outro?

    • Claytinho do Nova Vista - BH disse:

      Caro Júlio Ávila,

      A recíproca é verdadeira ! E vc também pode discordar de mim ou me dar algum toque, sempre que achar necessário.
      Eu só tentei te alertar, pra gente concentrar no nosso time e pelo menos nesses dias que antecedem as finais, deixarmos essas coisas pra lá, pra não soarem como desculpa. E não, que a sua intenção tenha sido essa.

      Abraços

  • SANDRO MORETTE RIBEIRO disse:

    Mostra pra nós semana que vem, os confrontos do mineirão, por favor, um abraço e fiquem com Deus!!!!!!!!

  • Carlos Henrique disse:

    O presidente esta certo, com mais umas tres contrataçoes boas,
    colocando na” Boa” os meninos da base
    vamos brigar
    tenho a convicçao que falta pouco
    pés no chao
    tem a diretoria agora
    loucuras ficam no passado
    O Atletico atual, nao é pior que Santos, Botafogo, Vasco
    Fluminense, Corinthians atual, Inter
    O Corinthians era a quarta força ano passado
    ganhou o Paulista e o campeonato Brasileiro
    Acho que alguns ,nao entendem, a formaçao do elenco
    devem querer jogadores badalados
    ano passado tivemos jogadores badalados
    e ganhamos o que
    prefiro esse time hoje em formaçao
    do que aquele com Fred Robinho, Valdivia, Marlone
    O unico jogador que faz falta
    é o Marcos Rocha
    se perdermos o campeonato mineiro
    nao tem terra arrasada
    e sim trabalho de construçao
    como disse, o Cruzeiro perdeu o titulo ano passado
    e depois foi campeao
    Vao chegar jogadores
    o time vai encorpar
    e esse ano é de ajustes, o que é certo
    ajustar a parte financeira
    dar se queência ao trabalho de Thiago Larghi
    ou outro que possa vir
    discordo veementemente do Tonho Mineiro
    o Atletico vai brigar por vaga na Libertadores
    e no proximo ano
    com as contas mais equilibradas
    ai teremos talvez um time mais forte
    O Botafogo eliminou o Flamengo ontem
    vi o jogo
    E o Flamengo tem um elenco fortissimo

  • J.B.CRUZ disse:

    Na era Independência o CRUZEIRO Conquistou um Sensacional Tricampeonato (1.959-60-61)..
    O Último Título (o de 1.961) foi o Mais Difícil, Pois o CRUZEIRO, América e Atlético ‘brigavam’ palmo a palmo por ele..
    Quando Faltavam Três (3) Rodadas Para o Encerramento do Campeonato, o CRUZEIRO Derrotou o Atlético por 2 x 0 e ficou Dependendo de Apenas 2 Pontos nas Duas Últimas Rodadas, Para ser Campeão..
    E Foi na Rodada Seguinte (a Penúltima) que o CRUZEIRO Comemorou Diante do BELA VISTA DE SETE LAGOAS..
    O Adversário Tentou Surpreender, mas, ELMO***** Aos 25 Min do Primeiro Tempo, Abriu o Marcador..
    No segundo Tempo, ELMO***** Marcou Mais um e ORLANDO Sacramento a Conquista, aos 38 min..

    Era 01 de Abril de 1.962. LOCAL: Independência…
    Juiz: Geraldo Toledo..
    CRUZEIRO:
    Mussula, Massinha e Vavá..
    Bento e Emerson..
    Amauri e Nelsinho..
    Antoninho, Rossi, Elmo***** e Orlando…
    ***** ELMO, o Canhão do Barro Preto (Melhor que Nelinho, Zico e Éder Nas Cobranças de Faltas) Só o PEPE do SANTOS Foi Melhor que ele…
    A título de Curiosidade CHICO, a Escalação do BELA VISTA de Sua Querida SETE LAGOAS.
    Joel- Amauri e Gugu..
    Fifi,Gato e Lúcio..
    Miltinho, Nenenzão, Jair, Chiquinho e Yvo….

    Obs> Um Dos Melhores Jogos que Vi no Independência….E Agora 56 Anos Depois em um 01 de abril, o galo volta a enfrentar o CRUZEIRO, mas desta vez, Disputando o Título…Vamos Aguardar …

    CRUZEIRO SEMPRE !!!…

  • DUDU GALOMAIO BH disse:

    Já que o Thales Rosa, o “sabichão” do planeta KELT-9b, visitante aqui na Terra, citou goleadas, vocês sabiam que um time aqui de BH adorava ser “sapecado” pelo Siderúrgica de Sabará?
    Vejam que interessantes partidas:

    Siderúrgica 4×0 cruzeiro – 1934
    Siderúrgica 7×5 cruzeiro – 1935
    Siderúrgica 4×1 cruzeiro – 1936
    cruzeiro 1×5 Siderúrgica – 1940
    cruzeiro 0x3 Siderúrgica – 1941
    Siderúrgica 3×0 cruzeiro – 1950
    Siderúrgica 7×3 cruzeiro – 1955
    cruzeiro 1×4 Siderúrgica – 1956
    Siderúrgica 5×2 cruzeiro – 1957
    Siderúrgica 3×0 cruzeiro – 1958
    Siderúrgica 4×2 cruzeiro – 1963

    É balaio que não acaba mais hein?
    Mas, como são o clube do asterisco*, vão inventar alguma desculpa esfarrapada, tipo… “não era cruzeiro”… “o jogo foi em horário anormal,, 3 da tarde”… “o meião do cruzeiro estava com o elástico frouxo”… e por aí vai.
    Ou então, vão atacar quem buscou essas lembranças. Simples assim…

    • Guilherme Leôncio disse:

      Nódoa azulina foi o 7 x 2 pro Palmeiras na Copa Mercosul com show do Euler. Mixto ou Operário do Mato Grosso e Remo cansou de dar cipoadas no crucru na década de 80 em pleno Mineirão.

  • João Cavalieri disse:

    Acredito que a gestão do Dr Sette Câmara seguirá a mesma linha do início do Bandeira de Melo no Fla, austeridade econômica, fechar a torneira para gastos acima da capacidade atual do clube. Temos que apoiar e ter paciência. A última gestão por tudo que tem sido dito, foi uma lástima.

  • Guilherme Leôncio disse:

    Tudo que vem do Cru Cru é Mentira!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

    • João Chiabi Duarte disse:

      Só falta você me dizer que acredita no Brasil247, no boat0s.org e que Lula é o homem mais puro que passou pela terra, mais honesto que Jesus Cristo…

  • Tonho ( Mineiro ) disse:

    Jose Eduardo Barata tentei ver a entrevista do nosso presidente, nos primeiros cinco minutos tinha 6 de comercial ( rsrsrsr ) vou ficar com o resumao do Regis BH Galo. Continuo achando que ta danado se depender desta diretoria vamos brigar muito para nao car para a segundona apesar do titulo Mineiro.

    • José Eduardo Barata disse:

      TONHO ,
      posso garantir a você que ,em função de tudo
      que já vi de futebol , em especial do Atlético ,
      se mantivermos a postura atual , no campo e
      fora dele,vamos ter uma boa participação nos
      torneios que disputarmos .
      Pode ser que não cheguemos aos títulos,mas
      este time vai ter dignidade e postura .
      Em 71 tínhamos apenas um jogador genial ,o
      Lôla , sendo todos os outros operários dentro
      de campo , com uma forte liderança , Oldair .
      E jogamos o fino da bola !!!

  • Marcos disse:

    Excelente trabalho onde? Os números estão errados.
    Time sem história tenta mudar via fax ou alterando os números.

  • Silvio T disse:

    Toda véspera de clássico, já faz parte da história, um dos lados parte para a catimba, provocações, acusações e tudo o mais que for possível usar para desestabilizar o adversário. E, historicamente, o galo costuma cair na esparrela. Dessa vez começaram hoje, orquestradamente, a usar o caso Fred para isso. Uma postagem de um “amigo” de facebook me chamou a atenção para um artigo lacrimoso, acusatório, apelativo de um “colunista” do site uai. Dei uma boas risadas com a cara de pau do dito cujo. Logo depois vi destaque no site do Tempo para uma faixa que dizia que eles comemoravam títulos e não pragas nos adversários. Tive que dar mais risadas. A cara de pau é maior do que eu pensava! Uma torcida que teve a festa do título de 2013 cancelada por causa da própria violência e transformou a derrota do galo no Mundial de Clubes em carnaval fora de época…Imaginava que a raiva com o desastre financeiro e técnico da contratação do Fred estava grande, mas o tamanho do ódio ultrapassa minha imaginação..rs. E usar isso para tentar desestabilizar as coisas na semana do clássico pode custar caro. Como diz a sabedoria popular: Deus castiga. Galo é Galo!

  • Marcão de Varginha disse:

    Em suma: eterno freguês de carteirinha, independente da decisão do Ruralzão 2018…
    – #benecyetrtnomito

  • célio alvarenga marques disse:

    alguém aí tem alguma notícia de algum torcedor atleticano comemorando a lesão do frederico?porque eu gostaria de entender aquelas faixas penduradas por alguns tolinhos na porta da enseada das garças!e com relação à comemorar títulos,posso dizer que ganhar título nacional em cima do rival e ser campeão da américa no século xx,continuam sendo prerrogativas alvinegras!#prontofalei!#euseiquevocetreme!#quandotavalendotavalendo!

  • Renato César disse:

    Título de 1956 foi decidido na “justiça”. O Galo ganhou em campo (dois empates e uma vitória), mas o título foi para o lado de lá (alegaram que em um dos empates o Galo escalou jogador que não tinha certificado de reservista).

    Não consta também o título de 1984. Este também foi decidido na justiça. Como cada time venceu uma partida, deveria ter acontecido uma quarta partida. Porém, uns 6 anos depois, novamente a “justiça” mineira decidiu dar o título para os celestes.

    • João Chiabi Duarte disse:

      Caro Renato César,
      Creio que você tenha que se despir da doença para comentar as coisas.
      Em 1984, o Cruzeiro foi campeão do turno.
      No returno, os dois times chegaram ao final, porém, o Cruzeiro com a vantagem de jogar por 2 resultados iguais. Ganhou a 1ª partida por 4 x 0 e perdeu a 2ª por 1 x 0…
      E na cara dura o seu time quis levar para o tapetão… Uma vergonha.
      Já que está conversando muito, me diga, quantos jogos e contra quem o seu time jogou para se considerar campeão nos anos de 1926, 1931 e 1932 por exemplo ?
      Em 1956, o zagueiro Laércio foi escalado de forma irregular sim, nos 2 primeiros jogos. O Cruzeiro deveria ter sido proclamado campeão, porque seu time tinha que perder os pontos. Mas, por obra do TJD ainda conseguiram dividir o título.
      Depois pergunte como vocês foram campeões de 1958, como anularam o jogo entre Cruzeiro x Uberaba (motivo alegado) e porque chegaram às finais.
      São apenas exemplos, mas, este negócio de inventar as coisas vem desde o tempo que o ESTADO DE MINAS se intitulava como o órgão ophicial de comunicação do Club Athletic Mineiro.

      • Renato César disse:

        Prezado, doente é quem parte para uma agressão gratuita. A conversa estava em alto nível até a sua manifestação.

        Porém, vou perder ainda um tempinho aqui para lhe responder. Mas este será o último tempo perdido.

        A alegação celeste antes da realização do terceiro jogo foi que no SEGUNDO jogo o atleta Laércio não teria apresentado o certificado de reservista. Porém, a denúncia foi rejeitada por 6 votos a 0, com a alegação de que erro teria sido da federação e não do clube (este entendimento inclusive hoje em dia está formalizado em função destas brigas na justiça, como a que tirou o Flamengo do descenso em 2013).

        O terceiro jogo foi realizado e o Galo venceu. O Cruzeiro recorreu então da decisão, já que havia perdido em campo. Dois anos depois conseguiu a vitória nos tribunais, sendo recomendada a realização de nova partida. Porém, ambos os elencos já haviam se modificado completamente e a decisão final foi pela divisão do título.

        Em 1984, o entendimento da época era de que não havia saldo de gols e todos que participavam do acordo das regras sabiam disto (aquela terceira partida da Libertadores do Serra Dourada, por exemplo, seguiu esta regra, já que o Flamengo tinha melhor saldo de gols). Porém, temendo o resultado dentro de campo de um terceiro jogo, o Cruzeiro se recusou a jogar e foi para os tribunais. A decisão final só saiu em 1990, declarando seu time vencedor.

        Sobre o campeonato de 1958, foi disputado em dois turnos. Galo foi campeão do primeiro e vocês empataram com o América no segundo, por isto, foi necessário disputarem uma melhor de três. Com dois empates e uma vitória, o Coelho passou e pegou o Galo na final, mas ficou com o vice campeonato.

        Fim de papo.

      • Marcos disse:

        Em 1926, o Cruzeiro disputou a Série B do Mineiro.
        Galo jogou contra o América-MG, Sete de Setembro. E o Palestra?
        Obrigado pela lembrança.

        • Claytinho do Nova Vista - BH disse:

          Caro Marcos,

          Permita-me fazer-lhe uma pergunta…

          Vc é aquele mesmo Marcos que sempre comenta por aqui, tentando dar a entender que não torce para nenhum dos Clubes de MG ?? Isso seria para ter aquela falsa sensação de neutralidade e não poder ser atingido por zoações seja do lado que for ?? Ou seria porque tem vergonha de admitir que é Atleticano ??

          Agora, se vc não for esse mesmo Marcos ao qual eu me referi, me desculpe.

          Abraços

      • claudio disse:

        muito bom ter um cara como você no blog, pois eu realmente não sabia de todos estes detalhes da história do cruzeiro.
        conte aí como foi a história do estádio governador magalhães pinto, o mineirão, para qual time na verdade ele foi construído e de qual clube o governador era torcedor.
        parabéns por defender tão bem nosso cruzeiro!

      • DUDU GALOMAIO BH disse:

        “Creio que você tenha que se despir da doença para comentar as coisas.”

        Chiabi, numa boa… me recuso a acreditar que seja você quem escreveu essa frase. Tem que rir demais disso… kkkkkkkkkkkkkkkkk

    • José Eduardo Barata disse:

      RENATO CÉSAR ,
      a dúvida surgiu com o tal “dois resultados iguais” .
      Regulamentos feitos na “tora” .

    • Alisson Sol disse:

      Mas se a “regra” definia algo, ainda que absurdo (certificado de reservistas) e não foi cumprido, qual a reclamação?

      Na liga de futebol amador em que jogo, de vez em quando há um jogo anulado porque alguém jogou sem a carteirinha. Evidentemente, há muitos jogos em que alguém chega e esqueceu a carteirinha. Mas se o time ganha, nunca leva o caso à liga. E o motivo já foi explicado umas 200 vezes: a liga tem um seguro médico para todos os jogadores, em caso estes não tenham o seu próprio. Eu mesmo já fui para hospital depois de duas partidas: braço deslocado e corte na cabeça.

      Não se pode pregar que as regras sejam seguidas apenas quando se obtém benefício. Melhor seguir e lutar por mudanças nas regras.

      • Renato César disse:

        A reclamação é que a regra foi “percebida” depois que os resultados em campo foram contrários. O título foi dado porque já havia se passado muito tempo da competição e não justificava anular aquele resultado e realizar outra partida, como era o previsto.

        Seguir a regra é o certo. Mas é sempre e não só quando convém.

        • Alisson Sol disse:

          Exatamente. O clube errou, a regra foi seguida. Fica parecendo caso de motorista dirigindo sem carteira que não quer ser multado porque “em algum lugar, em algum tempo, outrém dirigiu sem carteira e não foi multado”.

          A lei é aplicada por inspeção. A honestidade, pela consciência.

          • Renato César disse:

            Seu time alegou que o Galo teria escalado na segunda partida um atleta, Laércio, sem que o mesmo apresentasse o certificado de reservista. O TJD rejeitou por 6 votos a 0. A terceira partida foi realizada e o Galo venceu.

            Então, seu time recorreu da decisão. Dois anos depois conseguiu a vitória nos tribunais. Com o parecer do primeiro tribunal (unânime) e a forma como a coisa se desenrolou, ficamos sem poder afirmar que o Galo errou e que a regra foi seguida. Tanto que o Cruzeiro aceitou dividir o título.

    • Renato César disse:

      “deveria ter acontecido uma TERCEIRA partida.”

  • Pedro Vítor disse:

    Pois é, mas na contabilidade do Atlético esses números são diferentes por exemplo:

    O Cruzeiro que foram disputados, 268 confrontos pelo Campeonato Mineiro. Já o Atlético diz que foi disputado 275 jogos.

    O Cruzeiro diz que venceu 91 partidas, empatou 69, e perdeu 108. Já o Atlético diz que venceu 115 partidas, empatou 69 e perdeu realmente 91 clássicos no campeonato Mineiro.

    O Cruzeiro diz ter marcado 293 gols e sofrido 340. Atlético diz ter marcado 362, e sofrido 298.

    Isso só em campeonato mineiro, que é o que está valendo na questão!

    No histórico completo é este que o Atlético informa na “Galo Digital”

    Atlético x Cruzeiro 502 jogos – Vitorias do Galo 202 – Empates 133 – Vitorias do Cruzeiro 167 –

    Gols do Galo 714 – Gols do Cruzeiro 637 – Saldo de gols do Galo +77 –

    Fonte: http://www.galodigital.com.br/enciclopedia/Cruzeiro-MG

    A pergunta que eu faço é, eu quem confiar?

  • DUDU GALOMAIO BH disse:

    Caro Clayton… realmente, como você havia perguntado pelo Heitor, ele anda sumido.
    Depois daquele período não tive mais notícias.

    Sobre as finais, vamos como azarões, totalmente.
    Time ainda se ajustando. Treinador inexperiente e interino. Contra uma equipe bem treinada, pelo mesmo treinador, há bastante tempo.
    Mas… as vezes o imprevisível acontece. É isso que espero…

  • Regi.Galo/BH disse:

    Sobre a entrevista do nosso Presidente, a minha percepção está voltada para algumas considerações:

    Ao meu ver, o ‘recado’ do Presidente está muito mais para o ambiente interno do que para o externo. As questões ligadas ao temor das penhoras, e das condições financeiras em geral, refletem diretamente muito mais na essência da figura do grupo político do que propriamente na torcida.

    Todas as referências citadas sobre o esforço para a devida contenção de gastos é infundada na sua origem, pois todas as tais mazelas estão registradas desde 2008/09/10, com os relatórios de auditoria executados na ocasião, e com o evidente esforço MASSIVO, ainda na Era Kalil, para buscar viabilizar financeiramente o Clube que naquele momento já enfrentava certos fantasmas (no entanto, concordo que houve certos agravantes com as gestões posteriores, inclusive até com o Grande Kalil, porém lembremos que todas as contas, desde o R.G. até o Nepomuceno, foram aprovadas pelo Conselho sem qualquer restrição, onde o próprio atual Presidente era o Presidente do Conselho no último mandato).

    O assunto Estádio não poderia, e nem deveria, ser usado como justificativa para falta de projeção financeira, pois TEORICAMENTE não justificariam qualquer investimento por parte do CAM (Uai, não era esse o mote!!!?). Aliás, é a primeira vez em que alguém chega a citar publicamente o risco associado da não utilização do dinheiro da venda do Shopping com o as situações de penhora e ou de eventuais impedimentos na construção do Estádio, revelando já uma das incompatibilidades que estariam causando o atraso das obras;

    Portanto, na minha exclusiva opinião, uma coisa será quando o Presidente falar para a torcida nos moldes de torcedor privilegiado: e isso seria o máximo!! Outra coisa será quando ele vier a falar de um ‘case’, nos moldes que um grande gestor falaria, e discorrer da forma apropriada sobre o assunto (diga-se de passagem, coisa que evidentemente não teria qualquer necessidade nesta ocasião). Porém, essa de ficar divagando entre uma meia-coisa e outra coisa-e-meia, com mensagens subjetivas e difusas, não sei até aonde esclarece ou escurece mais, ou se diz algo que se possa considerar.

    Certo é que eu sempre considero que falar para a torcida deva ser um momento cívico, um acontecimento único, digno de horário nobre, digno de rito, pleno de objetividade. Mas que tipo de objetividade? Muitas, no entanto que sejam coerentes com o público. A TV Galo é fantástica neste quesito e está lá para isto. É o canal com a torcida.

    Não me conformo com essa atitude de tratar de assuntos financeiros ou internos, ou assuntos que necessitem ser discutidos dentro de um ambiente controlado, com a mídia em geral. Fico imaginando um Presidente de qualquer empresa (que terá sempre menor representação que o nosso Presidente) vindo à publico explicar o quanto tem disponível na carteira e que a conta não está fechando: imagina o tamanho do caos desnecessário que esse sujeito fará…

    Nossa! Se eu fizer esse tipo de discurso lá no boteco, sobre o que tenho na conta bancária e que o mês não vai fechar de novo, eu perco todos os amigos e nunca mais me deixam por o pé lá!! (ha, ha…! É melhor que não saibam..)

    – Sim, Presidente, haja vista suas qualidades, até o momento sempre um excelente advogado!

    • Alisson Sol disse:

      Toda empresa pública tem de publicar um balanço de atividades auditado de 3 em 3 meses na maioria dos locais do mundo. E, depois da publicação, que ocorre em dia pré-determinado, assim que o mercado fecha, há uma ligação em que o CEO, CFO e outros membros da administração tem de responder perguntas de analistas, jornalistas e investidores.

      Apenasno Brasil clube de futebol é de “interesse público” para receber benefícios, e vira empresa privada na hora de prestas contas… E haja “contrato de gaveta” que vai aparecer no futuro!

      • Regi.Galo/BH disse:

        Entendo perfeitamente, Alisson.

        E estou à defender, acima de tudo, é a transparência da gestão como um todo. Queria mesmo dizer o que você bem disse, que existem momentos apropriados e controlados para se tratar da questão financeira e fazer as análises gerais do balanço, da contabilidade, dos resultados, etc, etc, e inclusive até para responsabilizar os eventuais responsáveis ou irresponsáveis pelas ocorrências. Bom, até aí, este é um ponto.

        Contudo, se até neste momento onde tudo o que foi feito de certo ou de errado nas gestões anteriores, seja como queiram chamar, foi devidamente homologado, com ou sem as ressalvas necessárias, não existe nada à mais para se discutir agora, pelo menos na minha opinião. Afinal, toda a concepção da atual tragédia financeira, ou seria igualmente caso fosse um sucesso, já se encontra consolidada e aprovada entre os envolvidos. Não há mais o que explicar, ainda mais para o mero torcedor e em um programa/site/rádio de esportes.

        Da mesma forma, se precisa existir um trabalho de prestação de contas que seja para apresentar justificativas aos seus interessados sobre os emaranhamentos do processo financeiro, porque não se organiza e agenda uma ocasião específica para tal, e apenas para isto (com a mídia especializada; com relatórios, balancetes, fatos e atos especificamente técnicos)?

        Não sei se me fiz entender, mas essa é a grande parte da minha indignação: a falta de método!

        • Alisson Sol disse:

          Concordamos na essência, e os detalhes não são importantes neste caso, já que ninguém sabe detalhes de finanças de clubes mesmo!

          Eu até geralmente escrevo aqui: comentar sobre finanças de clubes é totalmente diferente de comentar sobre um “filme”. No filme, você viu, está visto. Já finanças de clube brasileiro é como… finanças das empresas brasileiras. Você olha o balanço da Petrobrás hoje, e pode emitir uma opinião. Mas, daqui um ano ou dois, a empresa pode emitir uma correção do balanço, e lá se vai a sua opinião..

          Eu geralmente me divirto anualmente com os balanços do Cruzeiro. Gostei de ver recentemente que passaram a publicar o quanto tem dos direitos econômicos de jogadores. Resta ver se vai continuar…

    • Renato César disse:

      O Estádio não é uma justificativa para falta de projeção financeira, mas para obter maior projeção financeira.

      A venda de metade do Diamond representou a viabilização para construção do Estádio porque o dinheiro seria usado lá. Porém, por ser patrimônio do clube, este dinheiro seria depositado em qual conta? E, se houver penhoras, acha que qual dinheiro será penhorado? Pensando assim, acho que compreenderá a relação “Estádio x Possíveis penhoras”.

      As empresas precisam ser sérias quanto à publicação dos seus balanços. Falar em dificuldades financeiras não é crime. E uma empresa com as características de clube de futebol, que chega quase a ser pública, tem que falar sim sobre as dificuldades, principalmente porque ela NÃO tem ações na bolsa e, consequentemente, não tem capital especulativo.

      Não há nada de errado nas declarações do Presidente. Na verdade, há coisa demais certa, isto sim.

      • Regi.Galo/BH disse:

        Bom, discordamos respeitosamente!

      • Tonho ( Mineiro ) disse:

        a possibilidade do confisco do dinheiro por credores deveria ser discutido no dia da reuniao do conselho antes da venda, acredito que foram perguntados ( nao pelo conselho ) e falaram a epoca que a possibilidade era zero ( enganacao braba ).

        • Regi.Galo/BH disse:

          Tonho, devido às minhas várias oportunidades de interação dentro do campo profissional, insistentemente tive que aprender a absorver os vários modelos e metodologias de gestão na busca da eficiência nos processos, nos recursos, nas pessoas, etc. E mesmo que esta não seja especificamente a minha área, acabo então agregando esta mesma visão para o âmbito da administração do futebol e vou assumindo aqui esta MINHA DEFICIÊNCIA de ficar projetando um pouco da minha impaciência no momento em que o Galo está vivendo, principalmente neste pesadelo pós-Kalil.

          Claro, pior ainda ficou depois de tornar a visão ainda mais crítica e afiada após o Kalil nos iluminar com um ‘belo exemplo’ (e prazer!) de conseguirmos ver as coisas serem mantidas dentro de um certo controle e com resultados.

          Portanto, considero que as críticas que faço são apenas pontos de vista pessoais e sem vínculos com quaisquer grupos sejam A ou B. Quando deixam, sou o Atleticano-Torcedor quando o time entra em campo e sou o Atleticano-Crítico-Exigente quando ele não está. Sendo assim, considere também você a coisa mais normal do mundo emitir uma opinião crítica, sempre responsável, e mesmo que eu concorde plenamente com você (e neste caso eu concordo!), ela somente pertence a você próprio.

          No momento pensamos no mesmos moldes mas cada um com a sua opinião exclusiva.

          Digo estas palavras para afirmar categoricamente que: a entrada de um grupo de pessoas, dirigentes de um mesmo grupo político, que insistem em se intitular de GRUPO KALIL, sem o Kalil, não apresenta nenhuma verdade por conta disto. No meu ponto de vista, são e serão apenas um grupo particular que só deseja se apropriar da oportunidade para atender a interesses particulares e complexos.

          Esta opinião é minha e no momento em que eu resolver mudá-la não terei vergonha nenhuma de assumir o contrário.

          Abraço!

    • jorgemoreira disse:

      Regi se me permite uma observação o conselho não tem se renovado e quando se renova e pra entrada de filhinhos de antigos conselheiros, e mais que moral este conselho tem se ja aprovou as contas até do Paulo Cury, e com certeza as do nepomusono que pagou salários astronomicos ao cone e ao Robinho(astronomicos pelo custo beneficio, pra ganhar o ruralzão não precisava gastar tanto)com estes dois jogadores, desculpe mas é o que eu penso ok

      • Regi.Galo/BH disse:

        Jorjão, a sua opinião é importantíssima, concordando ou discordando, e jamais precisará da minha permissão. Tenho muito respeito pelos seus pontos de vista e neste ponto que você disse também concordamos.

        Como disse ao Tonho, logo acima, o Kalil veio e nos ensinou o caminho pavimentado, com as rotas no GPS e tudo o mais necessário para conseguir chegar bem e aproveitando a viagem. Mas, daí vem esta turma que se intitula de Grupo Kalil (que é mentira) e vem depois dele, o Nepomuceno e o Sette Câmara, querendo voltar lá atrás e começar a ‘amassar o barro’ tudo de novo?

        Ah, tenha dó, não é!

        É isso, no meu caso também é só uma opinião e amanhã pode mudar. Por enquanto ainda não estou é satisfeito com o trabalho do Presidente. Quando estiver eu aviso.

        Valeu!

  • DUDU GALOMAIO BH disse:

    “A diretoria de comunicação do Cruzeiro faz um ótimo trabalho para facilitar a vida dos jornalistas.”

    Caro Chico, você é um exemplo de educação.
    Esses números apresentados pelo cruzeiro, são “maquiados”.
    Assim como tentar inventar baboseiras como “Era Mineirão”, “Era Disso”… “Era Daquilo outro”… também selecionam os resultados que querem apresentar.

    Em seus arquivos, não consideram o Atlético x cruzeiro do ano tal porque não teve 90 minutos completos, blá, blá, blá… não consideram o Atlético x cruzeiro do ano tal por causa disso… por causa daquilo…
    Aí fica fácil tentar diminuir a vantagem gigante do Galo.

    Futebol profissional no Brasil mesmo, pra valer, só começou por volta dos anos 50, após a Copa do Mundo aqui realizada.
    Se for questionar cada detalhes de amadorismo nas décadas anteriores para, por capricho e malandragem, não considerar este ou aquele resultado, não vai sobrar quase nada.
    É o típico “jeitinho podre” brasileiro. Ou nesse caso, ítalo-brasileiro.

  • Claytinho do Nova Vista - BH disse:

    Ahhhh…
    Parabéns para os Presidentes do Cruzeiro e do Atlético Mineiro, por chegarem a um acordo para clássico com Torcida dividida meio a meio, para os jogos do Campeonato Brasileiro. Por iniciativa do Sette Câmara, diga-se de passagem e prontamente concordado pelo Wagner Pires.

  • Claytinho do Nova Vista - BH disse:

    Interessante…
    Bom, mas como geralmente nós Torcedores vamos destacar aquilo que nos favorece ( rsrs ), essa publicação foi boa, porque comprova que quando os dois times se enfrentaram nas finais do Campeonato Mineiro, o Cruzeiro foi o Campeão na maioria das vezes. Esse dado, até hoje um ou outro Atleticano não acreditava e alguns nem se davam o trabalho de pesquisar.
    E sabem o que essa esta estatística significa para esses jogos das finais de agora ?? Absolutamente nada !! rs

  • Thales Rosa disse:

    E a argentina heim, tomou de 6×1 para a espanha…
    depois que ficou na CT do atletico durante a copa do mundo ja foi o segundo 6×1 que os hermanos levam no lombo.. é a zica..

    • Guilherme Leôncio disse:

      Ouvi de um argentino: ainda bem que não foi de 9 x 2!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!! NoVeadois eterno!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

    • Marcos disse:

      E o Atlético também tem contra si goleadas de meia duzia sem ser a aplicada pelo Cruzeiro. Seis pro Vasco, seis pro Corinthians e seis até pro Sport!(esses dois últimos no Mineirão). Todo time de futebol está sujeito a goleadas pesadas, nem a seleção brasileira escapou disso.

    • Marcos disse:

      Chile foi para a Toca e nem classificou para a Copa.
      É a zica.

      • João Chiabi Duarte disse:

        Ganhou 2 Copas América seguidas…coisa que nunca havia conquistado e quase eliminou o Brasil.
        Já a Argentina foi para o local onde reyna a alegria e de lá pra cá, só trola.

    • DUDU GALOMAIO BH disse:

      Esse resutado é mais comum do que parece… vcs mesmos anos atrás tomaram de 6 do Fluminense, 6 do Flamengo… etc
      O obsessão que vcs tem com o Galo é que sempre os faz associar os resultados. Fingem até esquecer que já tomaram de 6×1 do Galo duas vezes, sem falar nos 9×2.

      • Thales Rosa disse:

        vc viu este tal 9×2?
        Seu pai viu?
        Seu avo viu?
        Seu bisavo viu?

        Eu nao conheço ninguem que tenha visto. e nao existe nenhum registro fidedigno que comprove tal fato em uma epoca de futebol amador..

        ja os 6×1 eu vi in loco.. vi tambem dois anos de 5×0 no lombo atleticano na final do mineiro.. 2008 e 2009..
        vi tambem uma sequencia de 22 jogos sem perder para o atletico em 2008 e 2010… ja vi tanta vitoria em cima do atletico.. qualquer dia que estiver atoa vou levantar qual é o placar de vitorias e derrotas dos classicos que vi..