Blog do Chico Maia

Acompanhe o Chico

Torcida, Messi e Rojo fizeram a diferença para a Argentina, que agora pega a França

Em foto do Eugênio Sávio, Messi comemora o primeiro gol da Argentina, que passou no sufoco e agora encara a França, sábado.

Vi de perto o sofrimento argentino para essa classificação suadíssima contra a boa e perigosa Nigéria. Estádio de São Petesburgo lotado e a apaixonada torcida empurrando este time pouco confiável do Sampaoli, mas que tem Messi. A FIFA o elegeu o melhor do jogo, mas colegas da imprensa argentina discordam e escolheram Marcos Rojo “pelo gol”.  A defesa deles continua comprometendo e vamos ver como vai se comportar contra a França, nas oitavas de final.


Deixe uma resposta para Jeferson Almeida Cancelar resposta

Comentários:
5
  • Renato César disse:

    A França tem sido uma surpresa negativa nesta Copa. Tinha time para muito mais do que tem apresentado. O episódio Benzema – Valbuena pode ter contribuído para estas apresentações. Talvez, com o atacante merengue no grupo, os resultados seriam mais fáceis.

    Mesmo assim estou acreditando que os franceses serão parados somente pelos belgas nas semifinais.

  • Horacio V Duarte disse:

    Só assisti a um jogo completo da Argentina, Messi muito marcado, meio campo ruim, defesa sempre correndo atrás. Além da ruindade os adversários sempre jogaram da mesma forma: dois muros ou duas linhas de 4 variando para uma de 4 e uma de 5. Um contra ataque rápido sempre pegava a defesa de calça na mão, sempre. Contra time um pouquinho mais organizado e paciente tomou de 3.
    Mas agora é mata-mata, não dá para os times ficarem trancados lá atrás, uma hora vão ter que sair. O problema é que jogando contra jogadores de qualidade, mesmo este amontoado, um vacilo é fim de copa.

  • Jeferson Almeida disse:

    Eu discordo tanto da Fifa quanto dos “Colegas” Jornalistas. No meu ponto de vista, o melhor do jogo foi o Banega. Ajudou na recomposição defensiva, foi quem mais se aproximou do Messi para ajudar o camisa 10, e o que mais tentou criar algo pelo lado dos Hermanos.
    O Messi foi muito bem no primeiro tempo, mas no segundo, quando a Nigéria empatou e “sentou” no resultado, aumentaram a maração sobre ele, e acabou deixando ele meio apagado.
    Se não fosse as “birras” do Sampaoli, ele poderia ter colocado o Dybala, ai sim, conseguiria tirar um pouco o foco da marcação no Messi, e deixaria a Argentina mais criativa.
    Com o futebol que apresentou na fase de grupos, Argentina para na França.

  • Pedro Vítor disse:

    Argentina no momento esta igual ao Brasil, não faz uma boa Copa, mas pode ou melhor tem potencial pra crescimento e jogadores decisivos principalmente em mata mata

  • Guilherme Gonçalves Costa disse:

    Agora a França voltará a jogar sério, porque fez uma partida ridícula hoje.