Blog do Chico Maia

Acompanhe o Chico

A supremacia europeia no futebol mundial e a decadência óbvia da América do Sul

Boa parte da imprensa está “alarmada” com o fato de os europeus dominarem completamente a cena das últimas Copas e que pela quarta vez consecutiva uma seleção do velho continente ser campeão. Ora, ora. queriam o quê? Eles, cada vez mais organizados e por consequência endinheirados. A América do Sul com a esculhambação costumeira, cheia de ladrões e incompetentes no comando das entidades nacionais e Conmebol. Um punhado  na cadeia, outros que não podem pisar num aeroporto internacional, outros eliminados do esporte e por aí vai.

Lamentei a eliminação da Rússia, mas há de se reconhecer que a Croácia é melhor e que era esperada a classificação dela no tempo normal e não na prorrogação ou pênaltis. O time russo cresceu com a força da torcida durante a competição e ontem fez uma belíssima partida neste 1 a 1 com os croatas, que têm mais talentos individuais.

No outro jogo das quartas, gostei do retorno da Inglaterra à prateleira de cima do futebol mundial. Demorou. Time muito bem treinado e se jogar contra a Croácia o que vem jogando deverá decidir o título contra a França ou Bélgica. Aí será uma parada torta. Não sei quem é melhor. Certamente será um jogão.

A Croácia em ótimo momento.


Deixe uma resposta para Julio Cesar Cancelar resposta

Comentários:
12
  • Antonio da Silva disse:

    Me esqueci de mencionar no texto anterior: o técnico da Bélgica é o que se pode chamar de estrategista de verdade. Ele pegou o atleta de menos movimentação da frente, Fellaine, o “poste”, o “cone”, e colocou para marcar o Neymar. Colocou o Lukaku pela direita e deixou o De Bruyne entrando pelo espaço vazio no meio. No 1º tempo a defesa brasileira bateu cabeça, só melhorou depois que Tite apertou a marcação, ainda assim, quase tomamos gols de contra ataques. Antes já tinha visto na Juve, o Mandzukic deixar de ser o “poste” para defender e atacar e continua fazendo isso na Croácia.

  • jorgemoreira disse:

    A idade é engraçado nos jogos Olimpicos eu tive oportunidade de ver uma rodada dupla no mineirão e um dos jogos foi exatamente a seleção da Belgica seleção de jogadas em velocidade, toques rapidos, e tambem jogadores com muita conciencia e aplicação tatica, e comentando com pessoas ao meu lado sobre a maneira de jogar da seleção houve uma quase unanimidade entre nós de que aqueles jogadores eram amadores e que provavelmente não daria resultado(ps quem se lembra dos meninos do Galo categorias de base que ganharam alguns campeonatos inclusive internacionais, onde estão aqueles meninos que imaginava mos seriam a verdadeira renovação do time SUMIRAM TODOS) isto pra dizer da seleção Belga muitos destes jogadores que me encantaram estão nesta copa do mundo assim com a seleção de Portugal que fez um jogaço de futebol exatamente contra a Belgica, e claro o apitador prejudicou a seleção da Belgica, bemisto tudo pra dizer que, seleção e politica neste lugar é igual, sempre as mesmas pessoas os mesmos amiguinhos juntos(panela) eu não entendo o tal de Edú Gaspar, jogou onde(pô voçe é desatualizado jogou no curintia, que era presidido pelos Andrês que é o maior influenciador da cbf) e só o mesmo foi vendido pro Arsenal ficou la na reserva do Gilberto Silva, e voltou ao curintia aposentou-se virou cartola e agora é baba do neymala, caramba não pode um negocio deste e com estas pessoas dá certo, os caras inclusive o Tite não tem rodagem, não tem bagagem assim como o Dunga tambem não teve, eles acham que ir ver jogos no exterior aprende alguma coisa , nada não aprenderam nada, o futebol jogado pela Belgica aqui no mineirão taticamente foi o mesmo, é como dizia o mestre Têle futebol é treinamento e repetição, tem que haver planejamento e estes dono do futebol brasileiro desaprenderam, de nada adianta dizer que a camisa Brasileira é pesada, ela foi pesada quando haviam jogadores treinadores com esta geração ela é do mesmo nivél das outras seleções medianas, vendo alguns jogos(menos da sleção do neymala fiquei pensando o futebol praticado por Belgica.França,Portugal,Russia,é Russia, e outras que foram eliminadas é muito diferente do futebol desta seleção, eu sou Atléticano e gostaria que alguem do clube do meu Coração reveja a maneira de jogar de algumas destas seleções e se atualizem no jeito e tambem na organização interna do clube

    • Renato César disse:

      Se viu uma rodada dupla no Mineirão nos Jogos Olímpicos de Verão 2016, acredito que tenha se confundido em relação à seleção que te encantou. A Bélgica não se classificou para esta competição.

      A rodada dupla que aconteceu, talvez tenha sido Portugal 1 x 1 Argélia e Alemanha 10 x 0 Fiji. De repente, esta Alemanha que pegou a praticamente convidada Seleção Fijiana de Futebol e goleou é que o tenha encantado.

      Mesmo assim, parece que só dois jogadores estiveram na Copa 2018: Julian Brandt e Leon Goretzka. O Julian Brandt, que é um meia atacante que joga mais pelo lado esquerdo, entrou em todos os jogos.

      A Bélgica jogou no Mineirão na Copa do Mundo 2014, vencendo a Argélia por 2×1. Os convocados eram praticamente os mesmos desta Copa de 2018. Mas não chegou a ser um grande jogo. Quem fez uma ótima apresentação no Mineirão foi a Colômbia, quando venceu a Grécia por 3×0. Claro, teve também uma ótima apresentação daquela seleção que fez 7 nos donos da casa.

      • jorgemoreira disse:

        Agradecido pela observação realmente fui traido pela memoria, do que voçês não tem culpa alguma pelos meus equivocos, eu realmente me lembrava de ter visto a seleção Belga jogar, principalmente por gostar de ver bons jogos, agradecido e continue com as suas observações sempre precisas

  • Raul Otávio da Silva Pereira disse:

    Penso que o êxodo de craques latino americanos e africanos para a Europa está sendo visto apenas por um lado – a conquista de títulos e formação grandes esquadrões dos clubes – espanhóis e ingleses principalmente.
    Mas talvez o que esteja sendo relegado a segundo plano é que a chegada desse contingente estrangeiro também provoca uma melhoria na qualidade do futebol jogado pelos “nativos” europeus. A influência de outros estilos enriquece e qualifica o futebol desses países.
    Nesse sentido, não há como negar que a América do Sul não é mais a fonte principal de talentos – os africanos aparecem e se destacam aos montes e em maior quantidade. Tanto aqueles jogadores que são comprados de clubes africanos como também os descendentes de africanos que nasceram na Europa (como Lukaku, por exemplo).
    Efeito inverso se observa na América do Sul. Ficamos sem os craques, que migram sempre, e também sem a boa influência da qualidade técnica deles.

  • Carlos Henrique disse:

    Endeusaram o TiTe, para min e para todos
    o melhor tecnico do BrASIL
    Mas errou,seleçao é a convocaçao dos melhores
    e Tite convocou os de sua confiança
    Fagner nao é jogador de seleçao, Fernandinho
    nao deveria ter sido convocado
    e Paulinho é o homem de confiança
    deu certo no Corinthians de Tite
    mas é melhor que Artur do Gremio
    Renato Augusto é melhor que Luan do Gremio
    Philipe coutinho nao poderia revezar
    e disputa a posiçao com Luan
    Ha esses jogadores jogam ainda no BrASIL
    TEM QUE IR PARA O EXTERIOR E SE FIRMAREM PRIMEIRO
    Ja foi o tempo que os jogadores
    da seleçao jogavam aqui
    que consigamos fazer a renovaçao
    Arthur, Luan, Paulinho ex Vasco
    Vinicius Jr serao os protagonistas
    da proxima copa.
    A Argentina tambem fara uma renovaçao
    e se consiguir o tecnico Simeone
    vai recuperar o seu futebol
    como O Brasil é um celeiro
    de craques

  • Julio Cesar disse:

    Fiz questão de ouvir Tite em sua coletiva. Mencionou tanto o Courtois que parece que a seleção brasileira só foi eliminada por causa dele. Estava tudo certo com a seleção ! Esqueceu o que o mundo inteiro viu ? Lukaku lembra uma locomotiva acelerada, nada de desgovernada. Com força e habiidade jogou em “outra” posição, buscando bola e armando. Hazard e De Bruyne habilidosos e “escondendo” a bola (como mencionou Jose Eduardo Barata). Chadli em função tatica quase impecavel.
    Fernandinho, aquele mesmo que estava em campo nos 7X1. Paulinho perdido. Gabriel Jesus idem. E Neymar ! Agora ja estão justificando, que jogou lesionado. Ouvi comentaristas reclamar da arbitragem. Mas ouvi tambem algum bom senso. O treinador da seleção Belga variou seu esquema após quase “dançar” contra Coreia. Enquanto Tite ficou no mais do mesmo, trocando “seis por meia duzia”.
    E pra completar ontem no Sportv na copa (assisti 5 minutos suficientes), os participantes ja estavam escalando a seleção para 2022. Disseram que era apenas um exercicio. Mas, é sério ? E ja escalaram Jemerson, Arana, Arthur e Paquetá !!! Me desculpem mas mesmo que seja um “exercicio”, transparece soberba que mesmo diante dos fatos que demonstram superioridae europeia, continuam tratando como se fosse o acaso. Ah, e na hiotese do Tite não querer ficar, ja escolheram Renato Gaucho como treinador. É demais !
    Fatos como destacou Chico, “esculhambação costumeira”, e etc, clubes cada vez e federações cada vez mais ricas e dirigentes se locupletando ilicitamente nem são citados. Mas pertencem a Globo. E mesmo aquelas que não pertencem a Globo, tratam o tema com muita discrição.
    Tite não viu, mas saiu no lucro no primeiro tempo ! Cabia um placar maior para Belgica. Que tambem se precipitou em conclusões de jogadas. Aquele 7X1 passou na cabeça de muita gente.

  • Silvio T disse:

    Comentário numa roda de cerveja entre amigos atleticanos ontem. Neymar, meia boca. Douglas Costa, Renato Augusto, Fred, Danilo e Marcelo lesionados. Isso é a seleção ou o galo? Bom, pelo menos uma coisa têm em comum..rs

  • José Eduardo Barata disse:

    ANTÔNIO DA SILVA ,
    não posso deixar passar duas observações
    suas que nossos “profissionais” da imprensa
    jamais mencionaram em suas “análises” tão
    criteriosas :
    a ) a capacidade do lançamento longo que o
    futebol europeu demonstra (ah! Nelinho …..)
    b ) a categoria que tanto o Hazard quanto o
    De Bruyne têm de “esconder” a bola ; são
    magistrais !!!
    A gente só ouve m…..desses caras , aquela
    coisa repetitiva e enfadonha, sempre o mais
    do mesmo .
    Só vim a saber da Bélgica porque meu filho
    e o RENATO CÉSAR , que acompanham o
    futebol europeu , me alertaram .
    E tomei o maior susto com os citados acima
    além de Witsel , Lukaku , Fellaini , Meunier
    e companhia .
    Pelo visto , o 7 a 1 não foi suficiente , essa
    coisa horrorosa da Rússia não vai adiantar
    nada e vamos seguindo com a seleção da
    CBF/GLOBO e seu guru Tite .
    p.s.
    E a gente é obrigado a ouvir que o Tite fez
    um belo trabalho em dois anos de seleção.
    O Thiago Larghi em quatro meses à frente
    do Atlético mostrou muito mais serviço que
    ele , que jamais conseguiu dar um padrão
    de jogo ao time .

    • Alisson Sol disse:

      Barata,

      Uma lista que você deve acompanhar é a lista anual dos 100 melhores jogadores do “The Guardian” (link para lista 2017).

      Fica claro na lista que a Bélgica tinha grandes jogadores no meio-de-campo. E o Brasil sentiu a falta de Daniel Alves e Casemiro, também muito bem locados nesta lista.

  • Alisson Sol disse:

    Eu tenho lido reportagens sobre como vai estar o “Menino Neymar” em 2022 (o “menino” vai estar com 30 anos!). Quer dizer que, se não estiver com alguma perna quebrada, a convocação dele está garantida? Nem adianta um novo atacante ser artilheiro do Brasileiro e Copa do Brasil pelos próximos 4 anos: vai ficar sentando esperando o Neymar se aposentar!

    Fica realmente difícil para o torcedor brasileiro, que vê jogadores em torneios locais com fantástica performance, se identificar com uma seleção onde o “Menino Neymar” e outros tem cadeira cativa. E não é pelo fato de estarem no exterior, mas principlamente pela postura. Teve jogador da Inglaterra que chegou para a apresentação com as roupas em sacos de lixo, o que virou notícia porque parou para tirar inúmeras fotos com fãs jovens. Enquanto isto, é meio estranho ver estes jogadores chegando e saindo de hotéis e jogos com bolsas de marca, fones anti-ruído, e roupas que parecem vestimenta de palhaço (de vez em quando, alguém os obriga a usar ternos). Não querem falar com ninguém, e alguns apenas assinam autógrafos em eventos de seus patrocinadores.

    Talvez a idéia seja de difícil execução, mas seria interessante ver um torneio de seleções dos jogadores que jogam nos países, contra as seleções dos jogadores que “tem certa nacionalidade”. Assim, seria mais fácil evitar estar “cartas marcadas” tanto na administração quanto nas assessorias e suas implicações na convocação da Seleção.

    • César disse:

      Alisson,
      Se fizer convocação apenas de jogadores que jogam no País, na primeira janela de transferência vão todos embora, nesta situação teria que revelar uma seleção por ano. O Futebol brasileiro ainda é uma grande vitrine por isso que o tempo todo vemos convocação de jogadores estranhos e se desconfia que jogada de empresário para vendê-los ao futebol internacional. Essa ideia nunca daria certo aqui no Brasil.