Blog do Chico Maia

Acompanhe o Chico

Até que ponto Heber Roberto Lopes teve influência na derrota do América

Foto do Mourão Panda/Assessoria do América

Heber Roberto Lopes é um velho conhecido de atleticanos e cruzeirenses, principalmente em jogos contra paulistas e cariocas. Na dúvida, normalmente apita contra o Galo e a Raposa. No clássico desta tarde no Independência, na dúvida, não apitou pênalti do Dedé no Matheuzinho, empurrado dentro da área. Faz lembrar o campeonato mineiro quando, na dúvida, os árbitros da FMF apitam a favor de Atlético, Cruzeiro e do próprio América, contra os clubes do interior. A maioria dos homens do apito é assim, já que enfrentar a ira dos menos famosos (para não dizer menores) dá menos problemas. A chiadeira repercute pouco e o assunto morre logo.

Mas não foi o Heber Roberto o grande responsável pela derrota do Coelho. O Cruzeiro mandou na partida até fazer o segundo gol, no início do segundo tempo. Aí o América acordou, viu que estava entrando na faixa dos rebaixados e partiu pra cima. Deveria ter sido corajoso e aguerrido assim contra os adversários de porte semelhante ao seu, concorrentes diretos à permanência na Série A. Perder para o Cruzeiro não é anormal, assim como não será contra o Palmeiras, Internacional na casa deles, nessa reta final. O Próximo jogo será contra o Paraná, sábado que vem no Horto. Aí sim, tem que demolir este lanterna do campeonato, de preferência por goleada, já que é grande a chance de uma dessas vagas indesejadas da degola ser decidida no saldo de gols ou número de vitórias. Num jogo contra Paranás da vida, dificilmente um atacante deles aproveita falha como a do Mateus hoje, que furou o chute que “oportunizou” ao Arrascaeta fazer 1 a 0. Detalhes como este é que diferenciam os times que brigam nas partes de cima e de baixo da tabela. Os comandados do Adilson Batista terão que se desdobrar ainda contra o Santos e Bahia, em casa. Isso ocorrendo, e beliscando uns outros três pontos, escapará.

O resto é perfumaria!


Deixe uma resposta para J.B.CRUZ Cancelar resposta

Comentários:
22
  • Ed diog disse:

    O Salum deveria ter feito com o Adilson o mesmo que fez com o Drubwisk dispensado com 3 jogos. Treinador covarde medroso sem vontade de vencer,agora eu sei porque ele ficou 3 anos sem trabalho.Alem de varios jogadores ainda deveria ser dispensados o técnico diretor de futebol o presidente por ser omisso e alguns da diretoria que aceitam tudo isto sem fazer nada.

  • Marcão de Varginha disse:

    O que um prêmio de consolo faz, né? Chega a deletar uma eliminação da Libertadores no eterno salão alvinegro.. falar que a arbitragem prejudicou os celestes contra o seu terrível Boca, é desmerecer a merecida classificação dos hermanos.. uai, mas “aquele dirigente” foi a CONMEBOL e conseguiu recolocar o trapalhão no jogo de volta, é esse conseguiu a façanha inédita de ser expulso duas vezes seguidas no mesmo campeonato.. como disse um já saudoso árbitro “no futebol tem coisas que a gente vê e coisas que a gente não vê”… Bem que a CONMEBOL deu uma força contra os hermanos, mas o Boca estava com muito apetite e jantou os celestrs?!
    – #benecyeternomito

    • Eduardo Silva disse:

      ET de Vaginha, vc ficou sabendo que seu time Mineiro de Vespasiano contratou o Nem?
      NEM Libertadores, NEM Brasileiro, NEM Sulamericana, NEM Copa do Brasil, NEM Ruralito e NEM vaga pra Libertas/19… haha chola mais que tá pouco… hahaha

      • Marcão de Varginha disse:

        O que fiquei sabendo numa reportagem no início de 2016, foi que tem um time por aí que vivia cheio de vaidade até ser desmascarado por ninguém menos que seu próprio dirigente: e NEM o assunto honestidade com arbitragens pode ser abordado na margem mais fétida da lagoa sentido barro preto!
        – #benecyeternomito

  • Marcão de Varginha disse:

    Dificilmente a arbitragem “ajuda” os celestes.. que o diga “aquele dirigente”!
    – Alguém aí sabe o paradeiro do sempre educado Hélio Corrêa? Tô sentindo muita falta dele que levou uma grande sumida.. reapareça, Hélio, vc é um que defende o citado dirigente com muita galhardia!
    – #benecyeternomito

    • Helio Antonio Corrêa disse:

      BOCÓ DE VARGINHA
      PQP. nao acredito, passo um montao de tempo sem aparecer, e na primeira vez, dou de cara com vc. falando o mesmo assunto? oh disco arranhado!!!.
      Cara, pra seu governo , eu não sou homofóbico, aliás nao tenho preconceito a nada, mas pessoas como vc. eu corro as léguas,vá procurar sua turma , procure nos classificados quem possa lhe consolar à noite, nao é a minha praia não tá.?
      O pior , é que depois ainda tenho que ler de pessoas tipo Jorjao, um analfabeto, que eu é que só mal educado com vc. veja se pode uma coisa dessas?
      Sobre defender o MORTO VIVO, pra mim ja deu, pq. daqui a pouco os JORJOES da vida, voltará dizendo que eu extrapolo, que vc. é um coitado que precisa ser protegido.
      Nao se esqueça, nos classificados deve haver alguem disposto a te consolar, vc. realmente anda precisando de aconchego.

      • Marcão de Varginha disse:

        Caro conivente, aloprado e deseducado Hélio, bom dia! Não entendi seu tradicional destempero: minha humilde pessoa, pertencente a mais da metade da verdadeira e unica torcida de MG, fiz questão de lembrar de sua pessoa que tinha levado uma grande sumida, e qdo resolve dar o ar da graça envia um texto recheados de palavras ofensivas, sem necessidade.. saiba vc que faço questão de sua presença neste espaço é que nunca demonstrarem misoginia para com sua turma.. tem culpa eu se foi alguém de sua diretoria que confessou ter comprado arbitragem? Compare o lapso de tempo que esse dirigente presta serviço ao seu clube: poderão ser quase meio-seculo envolvido nesse esquema, em cujos anos seu clube foi campeão em diversos torneios.. ou é só “coincidência”?
        – Forte abraço, Hélio, não suma: vc faz muita falta nesse espaço, tal qual seu dirigente em seu clube, nos bastidores!
        – #benecyeternomito

        • Helio Antonio Corrêa disse:

          BOCO DE VARGINHA
          Ja disse e repito, vc. está precisando é de achar um consolo, alguem que te aconchegue noturnamente e esta não é a minha praia.
          Você me provoca, depois o analfabeto do JORJAO, vem com aquela historia que sou mau educado com vc. como se um bocó feito vc. precisasse de proteção
          Repito, sobre o MORTO VIVO, vai você e ele a PQP. pra mim este assunto ja deu, se você gosta tanto dele assim, sirva-se, de repente, vocês se merecem.
          Outro assunto; e eu lá quero saber se você pertence a alguma torcida verdadeira ou falsa? me erra cara, você anda mesmo precisando é de buscar um amante nos classificados, você anda muito carente e um consolo robusto lhe fará bem, te deixará menos chato com certeza..

          • Marcão de Varginha disse:

            Hélio, o conivente, o destemperado, o boca-suja: há tempos vc falou sua idade, e pela sua “experiência” de vida, com certeza sua receita foi muito boa pra vc e lhe fez muito bem.. obrigado pela indicação, mas vou deixar que vc continue apreciando o uso da mesma.. não conheço seus valiosos pais, mas eles esqueceram de dar-lhe boas maneiras para não xingar a genitora do próximo: isso é muito feio e desnecessário pra quem já beira à terceira idade.. falando em idade, vc e o seu dirigente predileto devem ser contemporâneos e com certeza vc acompanhou as ações dele envolvendo arbitragens, daí sua falta de argumento em explicar com provas o que ele próprio afirmou, manchando ainda mais a camisola celeste.. para sua alegria e de sua turma, não sou misógino, por isso sinto muito quando vc se ausenta destas páginas, meu caro conivente!
            – Grande abraço, Hélio.. não tome outra sumida grande, apesar que vc é bem adepto, não?
            – #benecyeternomito

  • flavio braga de azevedo disse:

    agora vcs cao comentar fingindo que nao sabvia que com elste elenco, o time não ia aguentar…a midia como sempre se cala e fazem chacotas…tenho nojo de quem apoia o salum…tem mais de 10 rodadas que estamos torcedno contra os adversarios, porque ja tinhamos visto que com adilson, o COELHÃO não ia aguentar…COM SALUM, NEM DEUS SALVA O AMÉRICA! nem vou perder tempo falando da turma perna de pau, ferraz, luan, juninho, wesleys, aderlan, david, ruym…sexta falei na cara do drubsky que ele era o principal responsavel da armação desta barca…e ele veio com mimimi com resposta, DRUBSCKY, vc é um brincalhão…SUMA DO COELHO COM O ADILSON! não foi por falta d e aviso…sou masoquista e sabado estarei la e nao acredito em vitoria com o pessimo parana…com vc nao da mais adilson…

  • Luís Cláudio disse:

    O Cru cru foi melhor na partida, mas o árbitro prejudicou sim. Discordo quando tentam colocar o Cru cru no mesmo patamar de Atlético e América, quanto as arbitragens nacionais, senão não viriam tantos títulos, alguns até com os paulistas chorando barbaridade. O Cru cru é o único time mineiro que consegue efeito suspensivo e revogar expulsão. Faz parte da “panelinha”. Ano que vem o Curingão ganha qualquer uma das competições.

  • Claytinho do Nova Vista - BH disse:

    Bom, alcançado os 46 pontos, Feliz Ano Novo pra todos !!! rs
    Agora é só cumprir tabela e depois as merecidas férias, mas já planejando 2019.

    O ano futebolístico do Cruzeiro foi positivo e produtivo.

  • Márcio Amorim disse:

    Caros Chico e amigos!
    Por medo de tumultuar, tenho evitado comentários que poderiam transformar-se em crítica agressiva e prejudicial.

    Vamos ao principal: o tempo do Adilson Batista, muito conhecido como Professor Pardal, está vencido desde o primeiro jogo. É bem verdade que conquistou uns pontos quase inimagináveis, como nos jogos contra o Santos e contra o Inter. Não digo isto pelos adversários. Digo pelo time escalado.

    O Enderson Moreira estava afundando o América e acovardou-se em um momento difícil. Estava levando o time para o buraco e afundando junto. Fugiu. A diretoria perdeu o tempo da parada para a Copa do Mundo, colocando em seu lugar o inexpressivo Drubscky. Veio o Adilson e mostrou que não tinha condições assim que começou a priorizar os atletas medíocres que estavam afundando o América. Eu e vários americanos cansamos de tecer críticas à capacidade, tão duvidosa quanto inexistente de alguns atletas.

    Cansei de falar de Juninho, de Magrão, de Luan, de Giovanni (apenas sofrível como lateral), de Aderlan (muito sofrível como lateral). Cansei de pedir a titularidade para o Zé Ricardo e para o Cristhian. Em um belo dia, fiquei sabendo que ambos tinham sido exilados no Aspirante. Veio a contusão do Leandro Donizete e o Zé voltou. E ficou. Faltava o Cristhian, mas quem tem peito de tirar o ridículo Juninho, titular, sem título, sem nada, há mais de quatro anos?

    Tentou ressuscitar o Magrão, que agoniza faz tempo. Agora já são 9/10 jogos sem vitória. A diretoria assistiu a tudo isto, impassível. Só aparece para reclamar de juiz, embora tenha razão na maioria das vezes. Não há ninguém que decida dar um murro na mesa quando percebe o time que o Pardal escala como ontem.

    O comentário geral era de que o banco era melhor do que o titular. Sem um atacante – Luan não conta – contra simplesmente um Cruzeiro. Antecipei, com tristeza, que os zagueiros do Cruzeiro seriam atacantes, para não morrerem de tédio na zaga.

    Perderam o bonde da história. Agora é tarde. Bom mesmo é ficar na ZR4 e sair na última rodada. Entrar agora é aceitar a condenação à Série B.

    Sobre o jogo: o time ridículo escalado para começar o jogo teve uma atuação normal e esperada, ridícula. Quando colocou os atacantes que deveriam ter entrado (Mateusinhos joga mais do que todos até contundido) o time acordou. Entretanto, o Pardal inventou um jeito de não tirar os protegidos Juninho e Giovanni, deslocando-os para as laterais, mexendo no time todo.

    Menos mal que Mateusinhos e Robinho puseram ordem e fogo no ataque. Mateusinhos só foi parado com a mão pesada do Dedé no pescoço: pênalti e expulsão. Foi a opinião geral da imprensa escrita, falada e televisada.

    Não gosto de falar disto porque, certa vez, em um jogo contra o Atlético, o zagueiro segurou o China pela camisa dentro da área, e o comentário aqui foi o seguinte: “foi pênalti, mas o juiz não deu porque o China simulou”. Aí, eu saio de campo. Agora o comentário que já ouvi é que o “Dedé é mais forte do que o Mateusinhos”. Só que ele passou por ele, liso, ensaboado, tomou a frente e foi parado com o braço.

    Não estou aqui para falar disto. Quero só pedir ao Adilson: SAIA!

  • Huener disse:

    Pessoal, bom dia.

    Diante do cenário atual do América, busquei os vários porquês para entendê-lo, vamos lá:
    1. Jogadores contratados. Venho falando desde o inicio: precisamos de um camisa 10 para suprir a ausência do Serginho, caso ele se machucasse. Mas, foi pior que a encomenda: o cara se fori, e me trouxeram um Lincoln, menino da base do Grêmio. Penso que o robinho foi até acertado, mas, ele não é camisa 10. Cansei de sugerir o Mazinho, do Oeste, e Gedoz, Atlético PR, aqui nesta coluna. Enviei e-mail para Diretoria em 26/08, e esta foi a resposta que recebi em 12/09, após o término da janela de contratações:

    Huener, tudo bem?
    Primeiramente, obrigado por sua mensagem!

    O Departamento de Futebol do América está atento à movimentação do mercado de atletas e monitora constantemente as possibilidades que se encaixam no perfil desejado pelo Clube.
    Tenha certeza de que os profissionais trabalham com o intuito de qualificar cada vez mais nosso grupo de atletas.

    Um abraço!

    Assim, fica difícil. A Diretoria deveria escutar mais a torcida. A torcida americana acompanha outros campeonatos, como a Série B e regionais. Sabemos das dificuldades no orçamento do clube. Ninguém aqui está pedindo um Messi. Temos em mentes que a missão era a permanência na série A. E digo, mais, fiquei sabendo que o Atlético do PR ofereceu o Felipe Gedoz para empréstimo, e a Diretoria não quis. Assim, fica difícil. Deveria vir a público e dizer porque não tentou esses jogadores.

    2. Escalação do time. concordo com o pessoal da Itatiaia e de outros canais esportivos sobre os constantes erros de escalação. Time muito burocrático. O que faz no banco Matheusinho, Marquinhos e Robinho, Leandro Donizetti? Aylon é entendivel, pois está voltando de cirurgia… tem que parar de inventar e escalar um time mais veloz e criativo. No ano passado, Enderson escalava Ruy, Mateusinho, Luan e Bill, e funcionava. Numa boa, gostaria de ver essa formação, com o Robinho ou o Marquinhos no lugar do Luan e o He-man ou o Aylon no lugar ocupado pelo Bill. Zé Ricardo e Donizetti deveriam jogar no meio, com o Juninho entrando no segundo tempo por motivo de cartão amarelo ou cansaço. Giovane voltando para a lateral esquerda, com o Carlinhos na reserva. Aderlan na reserva de Norberto. Enfim, tá na hora de armar o time no esquema do ano passado e pagar para ver: João Ricardo, Norberto, Messias, Matheus, Giovane, Leandro Donizetti, Zé Ricardo, Ruy, Matheusinho,Robinho (Marquinhos) e Aylon (He-man). Adilson, se tiver lendo, ou alguém próximo dele, leva essa sugestão.
    3. Torcida. A Diretoria deveria ter criado um plano de 100 mensais tendo como meta 10 mil torcedores. com esse dinheiro, poderia ter contratado jogadores diferenciados.
    4. Mídia: Para boa parte da mídia, com exceção do Chico e da Itatiaia e outros, só existe Atlético e Cruzeiro. Assim fica difícil. Chega a ser hipocrisia pedir a existência de um terceiro time na série A desse jeito.

    enfim, se não ganhar o Paraná, já pode começar a pensar na série B do ano que vem, trazendo um treinador como o Leo Condé ou o Tencati, e reavaliar o elenco, dando oportunidades para os jogadores com contratos mais longos e da base. Fica aí o desabafo e a sugestão.

    Saudações americanas

    • Márcio Amorim disse:

      Caros amigos!
      Gostaria de acrescentar algo a respeito de torcedor.
      Os torcedores circulavam pela Pitangui, misturando camisas azuis e verde na maior civilidade possível, como, aliás, deve ser.

      Fui questionado por três rapazes cruzeirenses sobre onde poderiam comprar ingressos para a torcida do Cruzeiro. Dei-lhes a péssima notícia que ouvira na Itatiaia: acabaram-se os ingressos para a torcida cruzeirense. Eles agradeceram educadamente e devem ter voltado para casa. Um absurdo!

      Quero deixar bem claro que considero isto uma medida irresponsável. Venha de onde vier: de diretoria americana, atleticana ou cruzeirense. Foram nove mil e pouco pagantes e o estádio comporta até vinte e três mil.

      Como acabaram os ingressos? O estádio em jogos do América sempre fica vazio na parte baixa da Ismênia. Torcida só faz barulho e enfeita o estádio. Não ganha jogo. Um desrespeito e uma brincadeira com torcedores que têm de voltar para casa com o estádio vazio. De qualquer time, entenda-se!

  • J.B.CRUZ disse:

    DEU A LÓGICA !!….Encostamos no Rival….
    Salvem-se quem Puder !!.
    CRUZEIRO SEMPRE !!!…

  • Julio Cesar disse:

    Não se trata se o arbitro foi o responsavel pela derrota. Ele viu o penalti e não quis marcar. Esse é ponto. Se o penalti seria convertido ou não é outra conversa.
    Mas se fosse pela Libertadores com arbitro uruguaio, paraguaio ou argentino o penalti seria assinalado. E ainda diriam que o Dede estava sendo “perseguido”. Ele que conseguiu ser expulso, ter a expulsão anulada (numa das maiores c*#&das que a Conmebol ja fez) e ser expulso no jogo seguinte.

  • Thales Rosa disse:

    Quando o Cruzeiro tem que perder ele não perde..
    Temos q ajudar o America.. Hoje nenhum ceuzeirense iria reclamar, tenho certeza…

  • Ed diogo disse:

    Depois de 2×0 o Coelhao resolveu jogar,mas aí já era tarde.Porque não tenta jogar assim contra todos os times antes de tomar gol . com vontade de ganhar sem medo de perder?