Blog do Chico Maia

Acompanhe o Chico

Ufa! A sexta vaga é do Galo. Agora é montar time e deixar o Levir Culpi trabalhar

O suado sexto lugar do Atlético foi de tensão o tempo todo durante os dois jogos decisivos e nas últimas rodadas. Os adversários ajudando, o próprio Galo não fazendo a parte dele e este sufoco de ter de torcer pelo Flamengo contra time misto do Atlético-PR, que fez uma partida fantástica e mereceu a virada no Maracanã, diante de 62 mil 964 pagantes.

Felizmente nestes jogos finais Cazares resolveu justificar o salário que recebe e a esperança que a torcida tem nele. Foi fundamental pela bola que jogou e por gols como o de hoje. Apesar da queda no returno o ataque atleticano é o terceiro mais eficiente do campeonato com 56 gols marcados, perdendo para o Palmeiras, 61 e Flamengo 59. Em compensação a defesa é uma peneira. Tomou 43 gols e por isso, caso o Botafogo empatasse, a vaga na Libertadores estaria perdida, porque o xará paranaense tem quatro gols a mais de salddo.

Essa zaga com Leonardo Silva de quase 40 anos e Maidana, ruim demais, não tem a menor condição de ser a titular de time nenhum que sonhe vôos mais altos. Leonardo ainda pode ser útil para uma meia hora final, quando igual a hoje, o time estiver precisando segurar um resultados. Ele tem fôlego para 30 minutos de alto rendimento. Maidana tem fôlego para correr duas maratonas seguidas, mas não tem futebol; aí não tem jeito.

Fala-se na manutenção do Marques como diretor de futebol. Que assim seja. Com Levir Culpi monitorando as contratações e dispensas o diretor pode ser qualquer um, basta não atrapalhar. Levir não o deixará gastar fortunas com pernas de pau ou ex-jogadores em atividade.

Acredito na competência e bons relacionamentos do Levir país afora para conseguir montar um time competitivo para 2019. É disso que o Galo está precisando. Com um time confiável a torcida empurra, como empurrou Thiago Larghi e essa turma aí, que a duras penas conseguiu chegar em sexto.

Aliás, virou mania dizer que “pro Galo tudo é mais difícil”. Nada a ver. Não há nada fácil para ninguém e nenhum time. Fica difícil desse jeito quando a diretoria contrata as pessoas erradas. Contrate certo e as dificuldades serão menores.


Deixe uma resposta para Horacio Duarte Cancelar resposta

Comentários:
13
  • Flaviano disse:

    Olá caro Chico Maia

    Vc diz:” Maidana tem fôlego para correr duas maratonas seguidas, mas não tem futebol; aí não tem jeito.”

    Eu não assisti o jogo do Galo contra o Bota Fogo,mas ouvi comentaristas dizendo que ele,Maidana , jogou muito bem.
    Mesmo que você ache ele ruim, não diga nada,porque esse jovem defensor já é monitorado pela Roma. Não podemos atrapalhar a negociação.

  • Paulo Cesar disse:

    Eu só queria entender uma coisa a respeito do assunto “saída do Marcos Rocha para o Palmeiras”: quando ele foi para SP, o que nós ouvimos até de gente do clube era de que o desejo de sair partiu DELE, que queria “respirar novos ares”.

    Hoje, no UOL, MR afirma querer ficar no Palmeiras (direito dele) e categoricamente fala em fim do ciclo no Galo por ter sido emprestado. Fala que tinha planos no Galo, mas “ninguém respeitou”.

    Só uma vez na vida: quem fala a verdade? A diretoria, que afirmava que o desejo de saída era do jogador, ou o próprio jogador? Não vai mudar a cotação do dólar, mas fica uma situação (mais uma…) chata para o Presidente e seus diretores, sendo desmentidos assim por um (ex?) jogador.

  • Herminio disse:

    Atlético com Marques,que nunca foi diretor de futebol,Leonardo Silva e Ricardo Oliveira em 2019. É muito amadorismo!
    Sem contar Patrick, Maidana, e muitos outros.

  • Guilherme Gonçalves Costa disse:

    Ufa!!! Acabou o ano. Que 2019 seja melhor pro nosso Galo. Bom final de ano a todos, um feliz natal e um próspero ano novo. Saudações Atleticanas!

  • Horacio Duarte disse:

    É seu Chico, teve muita coisa neste ano, tem muita discussão que precisa ser feita.
    Ontem o Galo dominou completamente o primeiro tempo, perdeu muito gol que poderia ter definido o jogo. No segundo, deu muito espaço pro botafogo, e por incrível que pareça tomou contrataques. Mas jogou pelo resultado, tinha tempo que não via o Galo jogar, com estratégia, pelo resultado.
    Quanto ao diretor de futebol, o que tem que mudar é a forma de atuar dos departamentos de futebol. Levou tempo para a parte física dos atletas ser gerida por um corpo de preparadores físicos, médicos, fisioterapeutas, nutricionistas e dezenas de outros profissionais. Não dá mais para contratar jogadores sem um banco de dados de desempenho esportivo, físico e disciplinar de todas as categorias. Tem que avaliar o atleta pelo quadro de atletas de mesma idade e desempenho e pelo histórico, se machuca muito, se pipoca em dividida, se joga mal em decisão etc. Não há espaço para chute, tentativa e erro envolvendo milhões como ocorre. Não dá para contratar 5 atletas de uma vez para uma mesma posição, não há como testa-los. Não dá para aceitar, como ainda é feito, jogador ser avaliado por sequencias de jogadas gravadas pelo empresário. Não dá para ficar fazendo marketing milionário como foi feito nas contratações do Robinho e Fred, isto não traz resultado: futebol é no campo e sempre vai ser. Não dá para deixar atleta sair no meio do campeonato quando está desequilibrando o jogo!!!
    Nenhum diretor de futebol, sozinho, tem capacidade de avaliar todos os aspectos de uma contratação. Neste balaio de palhaços que é o mundo obscuro da cartolagem do futebol brasileiro, não dá para dar carta branca, as dívidas ficam impagáveis. A dívida do Galo é alta, mas de onde veio esta dívida? Tem que profissionalizar, vai dar mais transparência. Grêmio, corintias são exemplos nesta área de garimpo de atletas. Dinheiro compra muita coisa boa, normalmente compra também muita porcaria, muito time gastou fortunas para conseguir um único título, quando conseguiu.

  • Bernardo Montalvão disse:

    O futebol brasileiro não está muito diferente da Argentina. Tem muita corrupção e porque não dizer violência também. Muitos cartolas usando as instituições para se locupletar, outros pra lavar dinheiro. O fim do jogo de ontem foi bastante tumultuado o povo não aguenta mais.Quem viu Fla x Crucru não admite a atuação rubro negra ontem. Ainda bem que o atacante botafoguense imitou aquele outro do Olímpia. A delegação do Vaxco saiu as escondidas do Rio e sem anúncio de chegada para o jogo no Ceará temendo reações das torcidas. A desclassificação do Flu na Sul americana, “que não vale nada”, gerou bastante protesto. No Curingão a coisa tá feia também, os corôas Danilo e Sheik já se despediram. Esperem mais protestos dos rebaixados hoje. A situação está mais feia no Rio de Janeiro, que inexplicavelmente abriga a sede da cbf que deveria ser em Brasília. A reação do povo foi mostrada nas últimas eleições, quando grandes caciques fracassaram. Atletas e cartolas abram os olhos!

  • Rodrigo Assis disse:

    Meu sonho é um dia ver em campo um Atlético ambicioso, um time que pense grande, tanto elenco como treinador. Sinceramente não há prazer em ver a falta de ambição desse grupo e comissão técnica. Pura sorte essa vaga. Um dia esse clube ainda vai pensar grande, tenho fé em Deus.

  • Marcão de Varginha disse:

    Lei Silva deveria aproveitar o fim de temporada e de contrato e sair pela porta da frente do clube.. Maidana não é nem banco pro Galo.. Patric e Luan são esforçados, Victor já passou do momento de ser apresentado ao banco.. sim, um dos melhores investimentos do ano foi em Levir, experiente e atento ao mercado e sabe tirar do atleta o melhor de si, um olheiro e observador em potencial..
    – Para o desespero e tremedeira dos deles e de parte da mídia protetora desses, o Galo estará na pré-Libertadores e se classificar para a fase de grupos, o desespero aumentará.. que venha 2019 com um planejamento mais inteligente, com investimentos que dará o devido retorno em campo, no cofre e na sala de troféus, e dentro da sina de não manipular arbitragens, entenderam?
    – #benecyeternomito

  • Carlos Henrique disse:

    Por que tem que ser sofrido assim meus Deus do ceu.
    dizem que se nao tiver sofrimento, emoçao pura nao é Atletico
    e é verdade,mesmo aquele time campeao da libertadores.
    teve emoçao pura , sofrimento.
    e olha que era um timaço.
    o time campeao, da copa do Brasil
    foi a copa do Brasil mais emocionante.
    perder dois jogos, de 2×0
    contra os times de maior torcida do Brasil.
    e virar 4×1 no mineirao
    foi emoçao , dificil.
    sao coisas como diz Levir, que o o Atletico
    é capaz de fazer.
    ver o time do Atletico pr, time reserva.
    ganhar, do Flamengo
    com o Maracanan lotado
    e aqui no Horto, 1×0 , contra o Botafogo.
    foi duro,
    no finalzinho aos 48 o atacante do Botafogo,
    cabeceia para fora sozinho
    Isso é o Clube Atletico mineiro.
    mesmo montando time bom.
    sempre será assim, sofrimento, emoçao pura.
    so o Atletico consegue esse feito no futebol
    nada é facil para o Atletico.
    e o torcedor atleticano sabe disso.
    desejo aos amigos aqui, um ótimo final de ano.
    ao Chico Maia, felicidades
    e que estejamos , juntos em 2019
    para comemorar titulos
    e eu acredito, numa boa performace,
    do time , do Levir, e a diretoria
    vai contratar e acertar esse time

  • Igor Mendes disse:

    No Maracanã o que era festa virou protestos e muita confusão. Maior público do Brasileirão, o Fla mandava no jogo, houve 3 expulsões, inclusive do técnico Dorival Júnior e o teatrinho terminou com baita confusão entre diretoria e torcedores, dizem que vai parar nos tribunais. Temia pelo Galo afinal era o Botafogo, aquele de 71, se não me engano é raro o Galo ganhar na ida e volta do Bota em brasileiros, o penal não marcado no Tchô doi até hoje, mas fato é que entre tapas e beijos o Galo está na pré libertas. Gostei das críticas à zaga e da má formação do plantel, ano que vem tem que melhorar e fazer um time mais competitivo, o “bota fora” ai tem que ser grande.

  • Guilherme Leôncio disse:

    Quer queiram, quer não; a frase do Levir é verdadeira sim e pro Galo é sempre mais difícil mesmo, porque é o time a ser detonado na cbf e a imprensa, que jura dizer a verdade somente a verdade na hora da formatura, se omite. Essa do CAP com time misto vencer o Flamengo no Maracanã e a pressão pelo empate do Botafogo, times com suas posições definidas tem o “hôme” da mala sim. Quanto ao tudo é difícil, lembram daquele penal esquisito na semi da Libertadores contra o Tijuana? Viram a declaração do Luizão na final de 1999 entre Galo e Coringão? Na semi, Luizão recebeu o 3º amarelo, foi orientado a provocar a expulsão, o resto a diretoria do timão garantiria na cbf. Pra não estender muito se não gastaria as verdadeiras páginas heroicas, Lembram das declarações do Chicão na final contra o São Paulo, o recadinho do presidente da FPF se não me engano ao Aragão? Pois é amigos, até isso acontece com o Galo, os árbitros deixam de ser caseiros. Hoje tem mais emoções na “grobo” e duvido se a poderosa já não tem a listinha dos que vão cair.
    A lamentar o porquê do Cazares não jogar assim o ano todo!

    • Silvio T disse:

      Concordo com você quanto à inexplicável voracidade do Botafogo em conseguir o empate ontem. Na partida em que se despediu da chance de chegar à Libertadores, contra o Santos, o time não mostrou metade dessa vontade! Os jogadores e o técnico Zé Ricardo faltaram agredir o juiz em muitos momentos do jogo. Quando é contra o galo é tudo muito estranho..

  • Bruno Silva disse:

    A coluna estava legal até “O diretor pode ser qualquer um…” Mesma opinião do Lázaro Cunha (A Dilma do Galo, de tanta besteira que fala).

    É só ver os principais times do país hoje, e ver os profissionais que estão a frente do futebol.
    Levir é técnico, e deve dar suas indicações. Negociação de salário, tempo de contrato, comissões, é com o Diretor, e este não pode ser Marques. Nem de longe tem perfil para esta função!!!!