Blog do Chico Maia

Acompanhe o Chico

São Paulo demora dispensar seu técnico/estagiário e dança na pré-Libertadores

O volante Guiñazu, 40 anos, capitão e exemplo de determinação do Talleres

O futebol argentino mais uma vez mostrou o seu toque de bola perfeito, tranquilidade nos momentos adversos e envolvimento do adversário. Por meio do Talleres, mostrou como se joga serenamente e segura um adversário poderoso, na briga por espaço na maior competição do continente.

Volta para casa classificado e com o dever cumprido, graças também à inexperiência do treinador do São Paulo, André Jardine. Em 2017 o então auxiliar técnico Fábio Carille foi mantido pelo Corinthians e deu certo, sendo campeão brasileiro. A partir daí vários grandes clubes brasileiros também apostaram em jovens “estagiários” e se deram mal. O Atlético foi um deles, com Thiago Larghi. Esta noite o foi a vez do São Paulo amargar uma eliminação em casa, pelo Talleres, de Córdoba em pleno Morumbi. Perdeu lá, 2 a 0, e ficou no 0 a 0 hoje.

Dois comentários de jornalistas no twitter refletem o clima entre os sãopaulinos:

Carlos Cereto‏ do Sport @carloscereto: “É líquido e certo que Jardine vai pagar o pato, mas não deveria sair sozinho. Raí e Leco também precisam ser responsabilizados. Raí deveria ter a hombridade de pedir demissão. Demitiu Aguirre e efetivou Jardine. É o principal responsável pelo fracasso são-paulino.”

Luiz Megale‏ da Rede Band TV @lmegale: “É oficial. Jardine é o pior técnico da história do SPFC. Talvez o pior de todos os times grandes do Brasil. Talvez o pior do mundo para toda a eternidade”.


Deixe uma resposta para Victor Maia Cancelar resposta

Comentários:
16
  • Horacio Duarte disse:

    Caro Chico, vi os dois jogos do são paulo. No primeiro jogo esteve muito bem armado em campo, amassou o talleres no primeiro tempo, teve mais chances, foi muito superior. Mas futebol é assim, uma jogada isolada e meteram um golaço. Depois o time caiu, não vi a expulsão nem o segundo gol.
    No jogo de volta o time do s.p. estava horroso, violento, pelo menos 2 deveriam ter sido expulosos no primeiro tempo, totalmente desorientado, diria desesperado, em campo.
    Acho que o técnico tem culpa parcial, mas jogadores rodados não poderiam atuar daquela forma, esperava mais personalidade, tinham que liderar.
    Fora isto, é o terceiro elenco mais caro do Brasil, cheio de estrelas e cracks, que prova mais uma vez que ‘investimentos’ e outras balelas é um bom assunto para os spikes mas não ganham jogo. O bom do futebol é que sempre se decide no campo e para isto é preciso correr, suar a camisa, disputar a bola.
    Quanto ao Tiago Largui, tinha lá seus problemas, mas o time que ele montou, do nada, é este atual com algumas mudanças. O problema é que alguns jogadores oscilaram muito e as idas e vindas só atrapalham.

  • Flávio Azevedo disse:

    Inves de aproveitarem o estadual como pre temporada, escalam times reservas..vai entender…

  • Rafael disse:

    Impressiona e desanima a cada dia o baixo nível técnico dos principais times do Brasil. E só piora.
    E os times ficam apostando em medalhões. Uns 3 por time, ainda vai, mas alguns… Como pode o SP apostar em Diego Souza? O time já tem Nenê e trouxe Hernanes, que jogam muito mais que o Diego Souza, um enganador, enganou Galo e Cruzeiro… e hoje com aquela barriga. O cara começou a carreira como volante… a falta de meias criativos foi tanta que ele virou armador… depois inventaram (Tite) que ele poderia jogar de centroavante!

    Como disse o Kaká em uma entrevista recente. O Palmeiras, campeão brasileiro e com o melhor (pode falar menos pior?) elenco do país, ficaria no meio da tabela um pouco pra cima no campeonato inglês… e acho que também no espanhol e no alemão. E olha que não jogaria fácil na Itália.

    Time do SP totalmente inoperante. Dependem de jogador médio como lateral Reinaldo… Apostam em Éverton, que só sabe correr e olhe lá. Dali salvam Hudson, Hernanes e Nenê – esses sabem alguma coisa de jogar bola em suas funções.

    Anos 80 e 90 o Brasil tinha tantos jogadores de talento do meio pra frente que ótimos jogadores como Claudio Adão com uns 33, 34 anos eram considerados velhos em final de carreira Hoje se paga milhões para um veterano mais habilidoso que tenha essa idade ou mais.

  • Paulo F disse:

    Não acho que Larghi foi um fracasso, um ótimo treinador, ruim de jogo e de vestiario, mas bastante promissor. Os resultados dele foram muito bons diante do cenário, era pra ter sido bem pior.
    O São Paulo quando ficou com o Jardine fiquei sem entender nada, ele não fez nada pra merecer isso! Não montou um time que jogue bem, não conseguiu resultados significantes…Mas bem feito também… agora paguem o pato.

  • Eduardo Silva disse:

    Chico, boa tarde,

    Eu até concordo com a inexperiência do técnico para comandar o São Paulo em uma competição pegada como a Copa Libertadores.
    Mas, eu fico vendo os jogadores em campo também, dá calo nos zóios.
    Esse Diego Souza mesmo, o cara rodado no futebol, jogou em vários clubes da série A e até no exterior e joga uma bolinha que dá dó de ver… o cara come, bebe e dorme com os outros jogadores diariamente e não consegue concatenar nenhuma jogada mais perigosa? vai lá ver quanto um cara desse ganha por mês pra jogar pedra em campo! Poderiam ficar dois dias e duas noites e não fariam nenhum gol no time do garfo e faca.
    Depois entra Nenê parecendo uma enceradeira ambulante, completamente desorientado.

    Os técnicos tbém quando o time tá no sufoco, precisando de um gol urgente, colocam mais atacante e na verdade, na minha opinião, tinha colocar mais um armador no meio de campo.
    Ai fica a bola fazendo ligação direta da zaga pros atacantes disputarem com os zagueiros que estão de frente pro lance, ou seja, não vão ganhar uma bola, fica um bate rebate danado.
    O certo é ganhar o meio de campo e adiantar as linhas de marcação, sufocando o time em seu campo de defesa.

    O S.Paulo que antes era exemplo de clube organizado, ganhador de títulos, virou uma casa de mãe Joana, com esse tal de Leco como presidente e o Rai coitadim de ídolo do clube vai se queimando com a torcida pelas decisões erradas e morre abraçado com o estagiário.
    Agora vão mandar o Jardine embora ou voltá-lo pra base e vão contratar quem mesmo?

    Tem um time aqui de Minas que passou também na bacia das almas e os torcedores já estão todos empolgados…
    Menas…bem menas…

  • edson dias disse:

    Concordo em boa parte mas dizer que o Larghi foi um exemplo de treinador fraco que fracassou é engenharia de obra pronta. Quem fracassou foi OSWALDO DE OLIVEIRA, o experiente treinador que aceitou a montagem de um time de aluguel. Larghi pode não estar pronto, mas com uma base meia boca levou o time ao segundo lugar do brasileiro no fim do primeiro turno. Aí me emprestam Otero e o Roger Guedes é vendido. O bom zagueiro da base Bremer também vendido. E surge uma barca de jogadores contratados sem o menor critério, exceção aos critérios de enriquecimento do sr. Alexandre Gallo, montador de esquemas desde sua passagem pela seleção sub-20. Chegam Nathan, Leandrinho, Terans (este até mostrou alguma coisa), Martin Rea – que estreou ESTE ANO NO TIME C do Atlético, Edinho do Fortaleza, fora a lesão grave do Gustavo Blanco que vinha jogando muita bola. Nos bastidores conta-se que Larghi chegou no Éder Aleixo e afirmou peremptoriamente que Nathan, Leandrinho e Rea não tinham a menor condição de vestirem a camisa do Atlético. Os mesmos bastidores contam que o empresário do Nathan tinha livre entrada com o GaLLo, e exigia a escalação do meia. E a culpa foi do inexperiente Larghi, Chico Maia?? Culpa foi do PÉSSIMO PLANEJAMENTO da diretoria no ano passado, provocado por afobação, burrice e falta de grana. O sexto lugar com o time horroroso do ano passado não foi prêmio de consolação e sim um título. E o Larghi ajudou muito nisso.

  • Silvio T disse:

    A piada é velha mas verdadeira. Dizem que o olheiro do galo é o Magela Ceguinho. Digo isso porque fiquei de queixo caído com o Tomás Pochettino ontem no Morumbi. O cara tem só 23 anos e deu uma aula de como deve ser um volante moderno: na técnica, no posicionamento defensivo e ofensivo e nas porradas, quando preciso. Fiquei rezando pro Adílson tá assistindo o jogo…rs

  • Pedro Vítor disse:

    Na verdade são duas coisas, primeiro que não há um planejamento pra lançar estes treinadores novos, por exemplo o Atlético, trouxe Diego Aguirre, retranqueiro, mandou embora, depois Marcelo Oliveira, ofensivo, mandou embora, Roger Machado, homem da lua, mandou embora, Micale, homem de marte, mandou embora, Oswaldo doidão, mandou embora, ficou com a folha de pagamento lotada somente pra pagar os “ex”, e dái que surgiu o Thiago Larghi, que foi mais organizado e equilibrado que “os cinco”, e saiu mais por ser “virgem”, no vestiário, do que propriamente ter feito uma má campanha.

    No caso do Fabio Carille, ele era auxiliar do Tite e do Mano Menezes, que implantaram um esquema desde de 2008 numa repetição de treinamentos e formação de elenco, daí depois de lá passar no Corinthians, Oswaldo Doidão, Cristovão experientão, Adilson Pardal, é que veio o Carille com a mesma proposta de Tite e Mano e acabou dando certo ate por ser azarão da vez, o time deu liga e enfim.

    Nos outros casos, a situação é parecida, porém, há algumas diferenças, pois mudam muito o time, querem ser top 3 em vendas, como por exemplo o São Paulo, que era lider do Brasileiro, saiu vendendo todo mundo, e depois quase que perdeu essa vaga que foi perdida ontem na 2º fase da Libertadores.

    Mesma situação quase aconteceu no Atlético, e o Levir teve competência pra manter o time na sexta posição.

    Bom as surpresas são gerais:

    Corinthians perdeu pra Novorinzontino
    Palmeiras perdeu pra Corinthians
    Santos tomou de 5 pro Ituano
    Tombense enfiou 3 no Sport
    Marias empatou com o Boa Esporte
    Vasco empate com Juazeirense
    Botafogo perdeu pra Cabofriense
    Flamengo ganha com ajuda de juiz de time do interior
    São Paulo eliminado por Talheres

    enfim é o futebol brasileiro e a mídia menosprezando a todos, e torcedores caindo no papo!

    • Julio César disse:

      Faltou vc colocar: Tombense 1 x 0 Alt Mineiro e os jogos contra o poderoso Danubio…

      completa ai…

      • Pedro Vítor disse:

        Faltou completar que estes resultados aconteceram com equipes titulares, esta derrota do Atlético contra a Tombense, de fato não citei, porque o Levir decidiu colocar apenas as sobras do elenco e estreia de alguns jogadores de base, acho normal o resultado, surpreenderia neste caso pra mim se o time atuasse acima da média levando em conta tudo isso

      • Paulo F disse:

        Uai, Tombense com time C mesclado com D é normal, afinal eles ganharam do Sport, não é zebra.
        Uai, nos perdemos do Danubio e não to sabendo!
        LARGA O GALO MARIA

  • Marcos disse:

    Qualquer semelhança entre o São Paulo atual e a Itália que não foi pra Copa de 2018 é mera coincidência…

  • Gabriel Júnior disse:

    É este tipo de economia que não compensa mais. Outra coisa, cadê o Pablo? Parece a diretoria do Galo, paga uma fortuna só porque o cara é novo. Prefiro um atacante mais experiente, pontual e que já mostrou futebol; que promessas.