Blog do Chico Maia

Acompanhe o Chico

Ao invés de mudar para reagir na Libertadores, Levir Culpi opta pela mesmice e colhe mais uma derrota

Depois da derrota para o Cerro, Levir Culpi disse que adotaria fórmula diferente para reverter a situação “já no próximo jogo”. Pensei que ele fosse mudar muito o time tanto na escalação quanto na forma de jogar. Contra o Nacional que está com um dos times mais fracos da belíssima história dele, num gramado muito bom, estádio seguro, era noite para Levir ousar e mostrar a todos que a reação atleticana começaria.

Ledo e triste engano. O mesmo do mesmo e depois que tomou o gol, pôs o Guga em campo e começou tirar os volantes, numa tentativa dessas que raramente dá certo. E não deu, mais uma vez. Patric inteiro já é contestado e hoje estava gripado. Levir Culpi surpreende negativamente. Dois jogos, duas derrotas, sem um esboço de reação que dê qualquer esperança ao mundo alvinegro.

Na coletiva após a derrota, respostas vazias, pedido para que se reconheça o mérito do adversário e culpa da “bola que não entra”, impaciência com as perguntas desagradáveis, patadas e ou ironia pra cima do repórter que pergunta. Também é triste ver que raramente um repórter dá troco à altura neste tipo de entrevistado. São outros tempos vividos pela imprensa.

Dos jogadores a mesma coisa, óbvio. Qual subordinado tem coragem de criticar o patrão publicamente?

Frustrante.


» Comentar

Comentários:
31
  • Pedro Vítor disse:

    Tudo que sonharam ano passado que iria acontecer, se o Levir estivesse aí, ta acontecendo o contrário, não sou a favor da demissão do Levir, porém se o Levir que é o bombeiro oficial do Atlético não serve, quem irá servir?

  • Alex disse:

    Simples: salário atrasado.

  • Marcos DF disse:

    Chega!
    É muita incompetência da diretoria do Galo.
    Parece que ninguém conhece futebol.
    Com aproximadamente R$ 35.000.000,00, jogados fora com Chará e Igor Maidana Rabello, daria para contratar jogadores decentes. Tardelli seria um.
    Não adianta chora o leite derramado…

  • Marcão de Varginha disse:

    Escalar Patric e Elias é jogar com 9…
    – #benecyeternomito

  • Antonio da Silva disse:

    O Levir é sim um bom técnico, seu grande problema quando passa pelo Galo é querer pirraçar a Massa. Ele não tem ambição seu único interesse é receber em dia e não pede reforços morre abraçado com Patrik. Parece até que Levir já recebeu alguma proposta irrecusável… A diretoria é omissa no quesito contratação, só compra volantes e zagueiros a torcida vem pedindo atacantes e meias constantemente. Entra técnico e sai técnico uma coisa nunca muda, o Galo é o único time que joga com 3 volantes e dá muitos espaços ao adversários. O Igor Rabelo é o menos culpado no gol, sobe em desvantagem já que o atacante corre pra ter maior impulso do que ele que está parado. O certo era ter um volante ali pra atrapalhar a corrida e o cabeceio do centroavante. Mas é como muitos disseram, a economia que a diretoria faz se torna prejuízo, daqui a pouco Levir vai embora e vão ao mercado contratar mais foguetes molhados. Lastimável a participação do Galo na Sul americana/2018 e esta Libertadores. De que adianta um time saneado, quitando as dívidas, porém sem elenco. Sofrimento vai ser no brasileiro! Melhor dever e ter time!!!

  • Júlio Ávila disse:

    O nome certo para o altetico é Vanderlei Luxemburgo! Treinador experiente que vai sacudir o vestiário e dar liga a esse elenco! #luxanogalo

  • Audisio disse:

    Um dos maiores meritos de Levir Culpi foi ganhar o mineiro de 2005 que lhe caiu no colo depois da maior entregada da historia do campeonato pelo Procopio Cardoso, sim aquele mesmo, treinando o Atletico que estava 6 pontos na frente do Cruzeiro faltando 4 jogos. Na Rodada final o Cruzeiro ganhou do America por 1 x 0 E o Atletico de Procopio nao conseguiu vencer o Uberlandia em Uberlandia. Levir Campeão. Parabens!
    Impressionante a incopetencia dos dirigentes em definir o perfil do técnico é entao co tratar-lo. Por esses erros intermitentes e recorrentes o Atletico vive de espasmos de boas fases no meio de grandes periodos de mediocridade.

  • Audisio disse:

    Acho engraçado os que referenciam Levir como “grande treinador”. “Autor de grandes trabalhos”.
    Uma Copa do Brasil com o cruzeiro que o Dida deu de presente e uma copa do Brasil com um time e esquema herdados. Tudo prontinho.
    Campeao da segunda divisão, esse sim teve mérito.
    Caiu com o Palmeiras para segunda divisao em 96.
    Entregou uma infinidade de campeonatos ganhos como o brasileiro de 1994 quando chegou a ficar 9 pontos na frente do Santos com o Atletico paranaense e na reta final foi Levir Culp de semprei!. O que mais? Onde estao suas conquistas?
    Como Luxemburgo, Cuca, Muricy? Tecnicos formaram equipes, desenvolveram trabalhos criando equipes vitoriosas. Esta na hora dele se esconder mais cinco anos no Japão (sem ganhar nada) tempo para os dirigentes idiotas se esquecerem de como ele é e o contratarem novamente.

  • Antonio Sérgio Paiva disse:

    Levir, ex-técnico em atividade. Com ele no comando, nós Atleticanos ainda vamos ter muito pesadelo. Quem viver verá.

  • Carlos Henrique disse:

    VOU postar meu comentario, sem ler os comentarios aqui.
    Minha opiniao é.o Atletico com 3 volantes,nao fez um gol
    com 3 volantes, Elias nao marca, deveria ter saido.
    Faz gols, mas é frouxo na marcaçao.
    Ze welisson pede passagem , no lugar de Adilson
    assim como Guga, levir tenta encontrar o time ideal.
    se o Galo vem de 2 derrotas, tem que mexer.
    nao em todo time, jogar com 2 volantes
    tentar fazer algo novo.
    é bom tecnico ja foi campeao aqui.
    mas é teimoso.
    acho que agora, ele escala Guga
    volta com dois volantes.
    tem jogadores que nao estreiaram ainda.
    Papagaio, Geuvanio.
    nao vamos falar nada sem ver esses jogadores atuando.
    esta tao dificil, contratar um lateral esquerdo.
    esta dificil, mas acha sim
    ate o meio do ano, tem que contratar mais um volante,
    um lateral esquerdo
    um volante que encha o meio campo
    que chegue e tome conta da posiçao
    Elias nao é volante e de meia deixa a desejar.
    na frente, “ataque’ temos que ‘aguardar”
    Geuvanio, e papagaio.
    Levir é bom tecnico.
    mas nao sabe organizar o time.
    e Cuca vai para o Sao Paulo
    esse alem de montar bons times.
    tira leite de pedra, , arrumou o Santos, o Galo, la atras o Botafogo
    montou o Sao Paulo campeao da libertadores.
    mas nao vem,entao Levir, pense reflita.
    ve que a torcida pede e ela conhece.
    a Massa quer Guga, nao quer 3 volantes
    quer outro lateral esquerdo.
    esta tao dificil, ou tenho que desenhar.
    essa é a opiniao da maioria,
    e a a maioria nao é burra.
    pois ela acompanha futebol.. .

  • Robinho Ferreira disse:

    Quem acompanha e entende o minimo de futebol sabe que esses resultados foram mais que normais! o time do altletico é fraco desde o ano passado e a culpa vai cair no Levir que tem uma parcela também,mas com esse elenco treinador nenhum faz milagre! pode ganhar o Mineiro pois é contra o Cruzeiro a final ou semi se perder para o América,pois clássico pode acontecer de um time bem mais fraco tecnicamente vencer!

  • Horacio Duarte disse:

    Pois é, até entendo o Levir, o meio do Galo não está bem, os laterais idem, jogar com 3 ‘volantes’ é uma solução se vc tiver jogadores rápidos no ataque e no meio. Ontem, rápido mesmo só o Patrick, o Elias não dá continuidade nas jogadas de lateral, Fábio Santos desapareceu. O Luan já não tem aquela velocidade.

    Acho que deu azar sim, é a segunda bola perdida no meio que vira gol. O problema dos 3 volantes é que não tem reação, quantas chances reais de gol o Galo perdeu? e depois que tomou o gol? O véi só recebeu uma bola descente durante todo o jogo e perdeu aquele presente, se tivesse alguém acompanhando… o Alerrandro só entrou depois.

    O que me chama a atenção da formação com os 3 volantes são as poucas bolas roubadas fazendo pressão na saída do adversário. o time cerca muito mas não ataca a bola é pouco compacto com defesa e nunca encosta no ataque para fazer pressão na saída. E eles erraram muito. O Zé Welison roubou 2 bolas no meio, pegou a defesa desarrumada , ele que faz bons lançamentos longos estava sozinho. Numa das roubadas o véi abriu a defesa mas como não é do ramo ficou esperando alguém aparecer… acho que falta treinamento e os meias rápidos com capacidade de finalização. O que era difícil ficou quase impossível. Foda agora são os cornetas de cafezinho, haja.

  • Marcelo Mineiro disse:

    Um time pode jogar com 3 volantes desde que tenha 2 laterais rápidos e habilidosos,o que não é o caso do Galo,se o Levir queria povoar o meio-campo,que entrasse com 2 meias,Cazares e Terans ou Cazares e Vinícius,por exemplo.Essa formação do Levir fez o time ficar extremamente defensivo,sem criatividade e poder ofensivo,dependendo praticamente do Ricardo Oliveira.

  • Julio Cesar disse:

    Pois é ! As criticas ao Levir vem de toda imprensa. Ja que tem elenco considetado melhor que ao do Cerro e Nacional. Se fosse somente a torcida certamente diriam que é mais facil fritar um só, o treinador, do que todo elenco. Ele entende de futebol mas, tem infelizmente aquela velha teimosia. E depois que o time está perdendo, põe os suplentes na fogueira. Já que não treinou daquela forma! Pra dizer depois “viu, fiz o que voces queriam” !
    Embora o Atletico não tenha elenco pra avançar muito nesta Libertadores, o que não justifica a teimosia do Levir. Pra se ter uma ideia, Gremio, com todo o elenco e jogando junto ha muito tempo perdeu em casa pro Libertad.

  • Rodrigo Assis disse:

    A velha falta de ambição. Dessa vez não tem calendário, não tem desfalque, não teve gol ilegal, nenhuma desculpa, gramado, altitude … nada. Só falta de ambição e falta de qualidade.

  • Silvio T disse:

    Pra contextualizar, Levir só voltou para o Atlético por causa da destruição causada por Nepomuceno e continuada no primeiro ano de Sette Câmara. Depois de varias demissões, nenhum técnico convidado queria mais vir pra cá. Como é a quinta passagem dele, todo mundo tá cansado de saber como ele é. Ou seja, mais uma mostra da incompetência monstruosa do galo, que não monta uma comissão técnica capaz de ajudar a corrigir os erros que todos conhecemos de outros carnavais. Tá cheio de gente lá enchendo os bolsos a troco de quê?

  • Raws disse:

    Volto ao passado para dizer o que sempre disse aqui, técnico é uma figura supervalorizada, quando não atrapalha já está bom demais. Os “professores” deveriam ter minimamente a obrigação de: entender de futebol,ser bom de grupo (enérgico e paizão), saber para quem dar as camisas e ter visão para montar um grupo. Mais do que isso é marketing. Técnico não ganha jogo, porém perde. Nosso problema é achar que com os jogadores que temos pós 2014, algum técnico faria ou fará milagres. Patrick sempre foi fraco, mas Marcos Rocha e Mancini para muitos também não serviam. Não é um jogador é “um todo”. Vou amenizar a culpa da atual diretoria que tenta sanear as dívidas contratando jogadores baratos e medianos com as anteriores que nos deram grandes títulos porém deixou o efeito colateral dos excessos financeiros.
    Por fim, todo atleticano que conversa comigo é testemunha do que digo faz tempo, esse time não me faz sofrer, eu fico esperando é o milagre.

  • Márcio Luiz disse:

    Sobre a atuação dos “repórteres” na coletiva do Levir, eu fiquei com vergonha alheia para aquele Cláudio Rezende ontem.
    Que cara bundão, gente. Credo!

    Ou seriam ordens superiores???

  • Márcio Luiz disse:

    Além de o time estar visivelmente “abandonado” pelo Levir e vice versa,
    há jogadores no Atlético que chegam com muito cartaz pra pouco filme.
    É o caso dessa geringonça chamada Igor Rabelo, uma espécie de
    Maidana com grife. Essa merda tem quase 2 metros, mas não ganha UMA pelo alto.

    Isso sem falar do “centroavante dos gols escassos”, né.
    Aí domingo ele faz um golzinho contra o freguês número 2
    do mineiro e sai arrotando fiado nos microfones dos puxa-sacos de plantão.

    Ô Leo Silva, que saudade eterna vc nos deixará! PQP

  • Robson Jefferson disse:

    Acabou a sorte do BURRO, infelizmente para a imensa nação alvinegra. Quando a própria pessoa se autointitula devemos dar crédito. Realmente o nosso treinador é BURRO, senão vejamos:
    1- O Patrick não tem culpa, a culpa é de quem escala. Patrick apenas cumpre o que o Burro determina.
    2- Elias é improdutivo, o BURRO adora números, precisam ser revelados os números produtivos do Elias que assiste o jogo de dentro do campo.
    3- O time parece que não treina, apesar de ter o melhor CT do Brasil, o time não tem raça, pegada, triangulações e o pior, o time não chuta a gol. Então como ganhar jogos desta forma?
    4- Qualquer bola que vai no gol do GALO ultimamente entra.
    5- O time é preguiçoso em campo, não demonstrando nenhuma vontade de ganhar.
    6- O BURRO quando o time ganha faz piadinhas na entrevista coletiva. Quando perde não tem educação para responder as perguntas.
    7- Nosso Presidente acredita cegamente no Burro.
    8- Nosso diretor de futebol não questiona o BURRO, quando precisando ganhar o jogo em casa entra com três volantes, dentre eles o improdutivo camisa 7.
    9- Com essas considerações, percebe-se que a sorte do BURRO não está ajudando e assim o time vai perdendo os jogos que poderia ganhar. Pois os times que enfrentou até agora são dignos de Copa Itatiaia.
    É lamentável a situação, porque a responsabilidade de empurrar o time sobra para o torcedor.
    Continuamos confiando na mística do horto, que porém tem uma diferença, a era Ronaldinho acabou.
    Há anos o GALO vem perdendo suas características, com contratações pra lá de ridículas.Sofremos com a inércia dos dirigentes que se aproveitam e bem da paixão do torcedor. Espero que essa imensa torcida acorde e perceba que é usada por ser apaixonada. Com isso nossos dirigentes continuam montando times meia boca que dá para ganhar campeonato mineiro e passar raiva o resto do ano.
    Espero que me desculpem pois sei que muitos tem opinião diferente, mas esse texto é apenas o desabafo de um torcedor que acompanha os jogos do GALO desde 1971.
    Enfim é lamentável o que acontece no GALO. Esse time não merece a torcida que tem.

  • Eduardo Silva disse:

    Chico, sinceramente eu nunca vi um técnico tão perdido como o Levi na entrevista pós-jogo.
    O Abras perguntou a ele como faria pra reagir e ele disse: temos que ir com que a gente tem, num tem jeito… e respondia as perguntas meio nervoso, impaciente, ou seja, o cara tá com o saco cheio…

    O cara perdeu completamente a mão do time e não esboça uma reação tática, uma mudança de jogadores, nada! O elenco do AMN já é fraco e deficiente e o técnico não treina as limitações onde ele vai chegar?

    Mas a culpa dessa terra arrasada não é dos Patric da vida e sim do Presidente, da diretoria e da comissão técnica porque as lombrigas que foram contratadas não passarão muito disso não.
    Engraçado que tem muita gente aqui comemorando “liderança” no rural. sendo que esses times nem de série D participam.

    Mas essa semana vai ser osso! que comecem o chororô e o mimimi…

  • Audisio disse:

    Como sempre Levir foi Levir Culpi, em BH, o inconstante foi inconstante, o time que vinha bem ele decide segurar a classificacao cpm tres volantes e altera o sistema de jogo de lá pra cá, o time nao marcou mais nenhum gol. Porque será?
    A questão não eh mandar o treinador embora. A questão é: Quem foi o idiota que trouxe Levir Culpi de volta ja conhecendo seu perfil?
    So me falta agora trazerem o Celso Roth.
    Retranca nunca mais!

  • Luiz Ibirité disse:

    Eu só queria saber se mudou alguma coisa depois que saiu o interino, hahahahah acho que o salário é bem diferente, mas a turma pediu, então que aguente! 🙂

  • Fernando A disse:

    Chico, Levir já tinha feito um péssimo trabalho da última vez. Foi ele que pôs Patric de ponta esquerda e Carlos correndo atrás de lateral. E continua inventando. Não vale nem a pena comentar as bobagens. Mas Ricardo Oliveira, Luan, Patric, Fábio Santos e Elias, tiau, obrigado. Eles não tem a menor condição de ser titulares.
    Diretoria tem que demitir agora para dar tempo de reagir. Fora Levir.

  • Thales Rosa disse:

    Uai gente q esta acontecendo? Segundo a Itatiaia o atlético era a encarnação da seleção brasileira de 2002…

  • Matheus Zaiden disse:

    Boa noite Chico ! Esta noite nosso galo foi derrotado pela teimosia do Levir ! E não tem desculpa até porque o time do Nacional com todo respeito é muito fraco ! Presidente Sete vai ter que fazer alguma mudança de urgência para salvar 2019 ! Como pode um treinador experiente como o Levir esperar tomar gol para mudar o time !

  • Audisio disse:

    Aos defensores do burro com sorte a palavra…

  • MARLENE MARTINS disse:

    O Burro e sem sorte, apesar de seu discurso de optar por números, poderia explicar para a torcida, como ele não consegue decifrar ou entender os números simples do Patrick e do Guga. Ou então os números de Ricardo Oliveira (40 anos) e do Alerrandro (19 anos). Já já, a pressão da torcida extremamente indignada forcará a diretoria atleticana a demiti-lo novamente, com o fracasso eminente na Libertadores. Será que novamente haverá lágrimas?

  • Paulo F disse:

    Todos avisaram, cansamos de avisar na verdade. Falei no post anterior que o Galo não ganhava. Falei que não ia chutar mais do que 3 bolas no gol, dito e feito. O time tomando sufoco durante 15 minutos, ao invés de mudar ele espera tomar o gol, como sempre faz.
    Enfim, todos sabiam que a tragédia estava anunciada e o treinador continuou pirracando a torcida, mantendo formação defensiva e Patric titular… toma o gol e poe o menino Guga pra resolver. Se erra queima p menino
    Sem cabeça quente, já deu pro Levir, não dá pra vislumbrar nenhuma melhora, vendo a entrevista ele se isenta da responsabilidade e tem coragem de falar que o time foi bem e deu azar. Pode vazar do Galo que você não quer ganhar nada.
    3 primeiros jogos 7 gols. Tirou Chará colocou Elias, nunca mais fez gol. 3 jogos 0 gols. Fico imaginando que nos que somos burros