Blog do Chico Maia

Acompanhe o Chico

Pressão máxima sobre treinadores. Se em Minas é “fora  Levir”, na Bahia é “fora Enderson Moreira”. Sobrou até pro América!

Em foto da Gazeta Press, o mineiro Enderson Moreira tomando muita porrada da imprensa baiana com mais intensidade do que Levir Culpi em Minas, porém, com mais paciência e respeito nas coletivas  

Estou em Morro de São Paulo (bom demais da conta; indico 100%), acompanhando de longe a situação terrível do Atlético e a pancadaria no técnico Levir Culpi, cujas críticas são as mais pesadas, como por exemplo, essa do Antônio Sérgio Paiva, aqui no blog: “Levir, ex-técnico em atividade. Com ele no comando, nós Atleticanos ainda vamos ter muito pesadelo. Quem viver verá”.

Sempre gostei do trabalho do Levir, mas a reação dele nas entrevistas depois da derrota em casa para o Cerro e ontem para o Nacional em Montevidéu, faz com que me junte ao time de críticos. Ele não pode partir para cima da imprensa e dos críticos sem mais nem menos. Responder a perguntas, simples, sem nenhuma sacanagem implícita, é obrigação de qualquer figura pública. E que ninguém venha me dizer que técnico de futebol não é figura pública, com explicações a dar a milhares e milhões de pessoas. O que ele conseguiu nas duas últimas entrevistas coletivas foi passar insegurança pessoal e desconfiança aos que, como eu, ainda o defendiam.

Mas Levir pode se dar satisfeito, pelo menos por causa do respeito com o qual é tratado, criticado e perguntado. Nosso conterrâneo Enderson Moreira está sob fogo cerrado de toda a imprensa da Bahia, tomando um “pau da gota serena”, como eles dizem. Fazendo a mnha caminhada, ouvi o comentarista Raimundo Varela (de muita audiência no rádio e TV), chamando o Enderson de tudo. “Incompetente” é respeitoso, soa como elogio: “treinador de segunda divisão e olhe lá”. “A diretoria do Bahia arruma um treinador de verdade ou também pede o boné”; “este cara é treinador?”. Sobrou até para o América, no diálogo do Varela com o colega de bancada no programa, João Kalil:

__ Este sujeito veio de onde mesmo?

__ Do América Mineiro!

__ Aí, tá explicado!

E olhem que o Enderson deixou o América em boa situação no Brasileiro da Série A em 2018 e veio para o Bahia para salvar o time do rebaixamento, ganhando três vezes mais que ganhava no Coelho. E conseguiu!

Pacientemente (atributo que adquiriu com muito esforço) o Enderson responde a todas as perguntas, com a compreensão e educação que a função exige de toda liderança. Quando dão na canela dele, nas entrevistas, sobe um pouco a fala, porém no mesmo tom do perguntador, sem excesso de verborragia.

Não sei até que ponto as porradas são justas, já que só os baianos sabem aonde dói o calo e conhecem o dia a dia do time, mas o Bahia está em 5º lugar no campeonato local, correndo sério risco de ficar fora do quadrangular decisivo. Atrás de Bahia de Feira de Santana (15 pontos), Vitória da Conquista, Vitória e Atlético de Alagoinhas, todos com 13, em oito jogos. Falta uma rodada e o Bahia, que tem 12 pontos, além de ter de vencer o Jacupiense na casa do adversário, depende de outros resultados.

A imprensa baiana diz que ele teve os reforços que pediu ano passado, inclusive Guilherme, ex-Cruzeiro, Atlético e tantos clubes, que entrou no segundo tempo no zero a zero com o Vitória domingo, pesadão do mesmo jeito de sempre.

Guilherme (à frente, no site da FBF), pesadão como sempre.

Resumindo: futebol é resultado em campo e paciência tem limite. Quando não o treinador não consegue nem esboçar explicações por maus resultados é porque está na hora de passar o bastão.


Comentários:
26
  • Horacio Duarte disse:

    Caro Chico, o Levir está aí e é o técnico, já mostrou que tem capacidade, e é, sempre foi, muito teimoso. As vezes entesta com certas ‘soluções ‘ sem se preocupar com o tempo para o ‘ajuste’. O certo é que não dá para trocar de técnico a cada 4 meses e, ele, não vai mudar.

    É preciso lembrar que, não tem muito tempo, veio com os aplausos efusivos de quem não queria o ‘estagiário’, que convenhamos, com o que tinha e naquela situação, fez muito mais em muito menos tempo. Os argumentos contra o Largui foram do tipo ‘um time com a grandeza do Atlético não pode ter um estagiário como técnico'(pode trocar pelo nome de qualquer jogador), justificativa que nada tem a ver com o futebol em campo e que só fazia sentido porque os resultados eram ruins. Aliás, já vi isto até do pessoal do america se referindo ao Enderson, um técnico muito maior que o time que dirigia.

    Claro que faltam bons jogadores em determinados setores, mas virou um clamor, até parece que empresário de futebol está pagando bot nas redes. Só para lembrar temos na lateral esquerda o Danilo Barcelos, hoje no vaixco, empréstimo com passe fixado, acho, o Leonan e o Hulk. Na direita o Guga, que jogou pouco, não achei que tenha jogado bem, nem de longe chega perto do Emerson que demorou a se firmar, o Carlos Cezar, que, no melhor estilo Levir, andou jogando bem pela esquerda. Não dá para promover a base improvisando jogador e, agora, comprando jogador velho.

    O elenco não é pior do que o do cerro ou que o do nacional, times médios. Não dá para negar que deram foi muita sorte contra o Galo. Mas não acho que isto deva ser argumento de um técnico, o Galo deu sopa para o azar. O ataque ficou péssimo com os ‘3 volantes’ e a defesa vacila muito, acho que falta entrosamento e treino. Com este tantão de gente no meio ainda toma gol de contrataque, total falta de atenção e posicionamento péssimo. A saída de bola, que era ruim, ficou pior, agora só funciona em uma das laterais ou é só pela direita, ou é só pela esquerda. E voltamos as ligação diretas, de cada 30 chutões 1 acerto, pro véi, sempre sozinho. Para ganhar não é só não tomar gol tem que fazer pô.

  • Paulo F disse:

    Depois dessa última entrevista do Levir, joguei a toalha. Não vamos ganhar nem desse time venezuelano morto de forme. Começou a entrevista falando que torcida e imprensa não tem acesso, não sabe o que acontece la dentro, provavelmente se referindo à confusão do Fábio Santos e Chará. Ora, que treinador é esse que tem 30 anos de profissão e não consegue contornar um problema interno sem fazer o time cair de rendimento?
    Falou que tem que ter tempo para estabilizar o time. Ora, mas então por que mexeu no esquema tático que tava funcionando? A pre-temporada serviu pra que?
    Falou que se perder, cai fora, mas se cair fora aprende e não cai na próxima. Como se o Galo fosse um laboratório para que ele faça os testes que quiser. Ridícula a falta de compromisso.
    “Se a cada resultado ruim mexer em tudo, não acontece nada” – Os resultados estavam bons, por que mexeu então, totalmente contraditório.
    Falou que tem que aguentar um jogador jogando mal se é bom jogador, daqui a pouco encaixa… Pra que um elenco de 30 jogadores então! O time reserva ganhando todos os jogos, mas pra que usar reservas não é mesmo, inúteis.
    Falando que não aguenta muito ouvir críticas, mude de profissão. Ser treinador do Galo não é para covardes.
    Justificando Patric que teria produtividade e que não tem jogador na posição. UAI, O GUGA TÁ JOGANDO TÊNIS?? Produtividade pode ser analisada no numero de assistências de cada um – mais uma contradição.
    Justificando Elias com sarcasmo falando que foi horrível no Corinthians e que a mudança tática “não surtiu efeito ainda” – E nem vai surtir, o cara nunca foi ponta!!!!! No Corinthians era volante, e foi isso que foi questionado pelo repórter, mas ele se esquivou e insistiu que tem que manter o cara mesmo jogando mal porque ele é bom – ignorando a mudança tática. Nenhum técnico no mundo vai a lugar algum se não coloca os melhores pra jogar.

    Enfim, acho que o Levir ao invés de um burro com sorte é um jumento teimoso empacado no lugar, daqueles nem descendo a porrada sai do lugar, e vai ser eliminado da Libertadores na primeira fase, jogando todo o planejamento do ano no lixo, pra trazer algum treinador meia boca no meio da temporada para o time ser novamente figurante no brasileirão.
    É de lascar! Desanimador demais ver alguém insistindo nos erros sem reconhecê-los

  • Ed Diogo disse:

    Até parece que tem futebol na Bahia para falarem mal do meu Coelhão!!!!
    Aqui em Minas nos temos campeões de todos os campeonatos e copas.
    Bahia e Vitória já ganharam o que?Campeoes de que ?

    • Márcio Luiz disse:

      Respondendo:
      o Bahia já foi campeão da taça Brasil (ou Robertão, sei lá) que muita gente por aí conta como campeonato brasileiro. E foi campeão de fato e de direito do Brasileirão da série A em 1988 com Bobô e cia.

      Já o Vitória, este sim, nada de importante.

  • Rodrigo Couto disse:

    Sem delongas, #leviromito!!
    Ķkkkkkkkkkkkkkk

  • Geraldo Magalhães disse:

    Levir foi protagonista de uma das maiores aberrações e fiasco que já vi no Galo. Galo 0 x 3 Brasiliense, semi final da Copa do Brasil. Na final o Brasiliense foi garfado e perdeu para o Corinthians. Ele encheu o time de laterais direitos: Baiano(ex Santos), Bruno, Mancini e Bosco. Se Patric aí estivesse teria entrado também. Levir adorava o velho “Edegar” digo Edgar, que de vez em quando batia na direita também. O goleiro era o Milagres ex América e tínhamos no titular Wellington Amorim e Everton Maradona. Nunca vi gostar de formar times ruins assim, só ganhou a CB 2014, porque achou o time pronto, mas após isso foi brigando com as estrelas do time como sempre até sair.

  • Silvio T disse:

    Chico, acabo de ler, com a pressão sanguínea chegando perto do nível máximo, que os quadrúpedes que comandam o Atlético estão “em dúvida” sobre qual time colocar em campo contra o América!!?!!??
    Ainda bem que eu não cai no conto do vigário dessa volta ao Mineirão. Que seja mais um fiasco de público para que essas bestas comecem a tratar o torcedor com mais respeito e coloquem, á fórceps se for preciso, um pouco de inteligência e competência nessas cabeças de asnos. Desculpe o palavreado, mas tudo tem limite!

  • Antonio da Silva disse:

    Concordo que o Levir é bom técnico mas o pior dele é a pirraça. Não tira Patrik nem pede reforços, hoje olha pro banco pra colocar um time mais ofensivo e não tem ninguém. Chará foi um fiasco. O Atlético precisa de atacantes, os 3 volantes pra segurar o resultado contra o Danúbio, ainda vá lá, mas no Galo isso nunca deu certo. Cuca já está empregado e outros técnicos no galo é difícil. O problema é que o plantel é fraco e o torcedor não vê mobilização da diretoria e do técnico. Tá osso!

  • Angelo disse:

    Rogério Ceni!

    • Carlos Henrique disse:

      Prefiro que o Levir fique!
      nao tem opçao no mercado, gosto do trabalho dolevir.
      bom de vestiario.
      o problema é que é teimoso. turrao.
      mas tem qualidades.
      Rogerio Ceni, zcursos na Europa, foi fritado no Sao Paulo
      onde é o maior idolo.
      Nofortaleza ele manda em tudo, ensina jogadores a bater falta,treina goleiros.
      foi campeao da seie b.
      pelo tamanho do ex atleta, inteligente, dinamico.
      estudioso do futebol.
      esta n hora de dirigir um grande time.
      um caraque pode se tornar um grande tecnico.
      nao estou pedindo a troca do Levir por Rogerio Ceni.
      mas quem sabe mais a frente, isso seria possivel.

  • Luiz disse:

    “Sobrou até para o América, no diálogo do Varela com o colega de bancada no programa, João Kalil:
    __ Este sujeito veio de onde mesmo?
    __ Do América Mineiro!
    __ Aí, tá explicado!”
    Como se o futebol da Bahia, e próprio clube de mesmo nome tivessem alguma importância para futebol sofrido do Brasil. Se o Bahia e Vitoria fecharem as portas não farão nenhuma falta.
    Times meia -boca anos luz atrás do futebol mineiro!

  • Mauricio Souza - Serrano disse:

    O futebol no Brasil acabou há muito tempo, a pior coisa que aconteceu aqui, foi o Brasil ter ganhado a Copa de 94, com aquele futebol de resultado, que ficou implantado pós copa, a Alemanha deu um sinal 7X1, e ninguém está enxergando, agora está assim: ganhou treinador é bom, perdeu é ruim, puramente futebol de resultado. Não tem nenhum jogador brasileiro, que joga no Brasil, que é titular da seleção brasileira, e na seleção brasileira, tem uns três ou quatro jogadores que jogam lá fora, que é protagonista em seus clubes, mas o pessoal daqui finge em não perceber. Se tirar o Levy, não tem outro para colocar no seu lugar, pois todos, disse todos os treinadores do Brasil, são treinadores de resultado.

  • Márcio Teixeira disse:

    Faço tuas,as minhas palavras. Acho tbm que Levir está ultrapassado. Não precisa mais do futebol. Que a diretoria do Galo acorde enquanto é tempo. Um abraço.

  • Paulo F disse:

    E se demitirem o Levir, quem trazer?não tem ninguém. Se correr o bicho pega se ficar o bicho come

  • Carlos Henrique disse:

    Levir é boleiro. boa gente, é a quinta passagem pelo Atletico.
    mas ta ultrapassado, demos sorte com ele ganhou titulos.
    nao é a hora ainda, mas acho que no mercado, nao tem treinador.
    se tem esta empregado.
    Penso se parar com a teimosia a “birra”
    pode ate levar o time a frente.
    é bom de vestiario, mas nao é estrategista.
    éaquele treinador que vai na comversa.
    que passa confiança como fez com Cazares.
    teve um jogo que colocou o Datolo de volante deu certo
    no titulo da Copa do Brasil
    mas se desandar,pela teimosia, quem vem
    o Santos trouxe o Sampaioli deu certo
    mas quantos tecnicos da america do sul
    deram certo recentemente.
    E no Brasil, uns falam em Luxemburgo, nada haver
    relacionamento ruim com jogadores.
    se Levir nao aguentar a pressao, espero que fiue
    e pare de teimosia.
    com os tecnicos empregados.
    Cuca no Sao Paulo, gosto do Ze ricardo no Vasco
    o nao tem opçao nao
    se nao tiver opçao, e Levir nao encaixar o time
    e torço muito para ele.
    com os tecnicos empregados so vejo 2 opçoes.
    que seriam apostas neste time fraco do Galo
    para sacudir mesmo
    seja oque Deus quiser
    Rogerio Ceni do Fortaleza
    ou Lisca doido do Ceara
    ja pensou.
    saiu do hospicio tem que respeitar
    Lisca Doido é Galo
    se nao tem opçao se vire Levir
    so parar de empacar, e pegar o trote, o galope

    • Edson disse:

      Não sei oque alguns estão vendo de diferente no Cazares. Penso que ele não mudou em 2019. Continua inconstante, costuma apresentar um futebol um pouco mais consistente contra equipes e, a exemplo do Ricardo Oliveira(artilheiro dos gols perdidos), some nos “jogos maiores”.
      Continua displicente. Em momentos decisivos, quer fazer “golaços”e não faz gol nenhum…

  • Silvio T disse:

    O grande problema do Enderson Moreira foi a desclassificação na Sul-americana, competição na qual o Bahia estava apostando alto. A péssima campanha no estadual é só a cereja do bolo. Com relação ao Levir, repito que acho gigante a incompetência da diretoria do galo por não ter se prevenido contra as deficiências que ele tem e estavam todos cansados de saber. Daqui a pouco as baratas tontas vão demiti-lo e repetir o vexame de ficar mendigando com qualquer um de segundo escalão prá vir pro galo.

  • Claytinho do Nova Vista - BH ( Hexa-Campeão !!! ) disse:

    Realmente, o Levir é sim um ex-treinador em atividade. Fato !
    Quando você percebe um profissional se destacando mais nos microfones, principalmente quando começa a fazer alguma gracinha para os repórteres da sala de imprensa rirem, tipo “jogando pra galera”, pode saber que tá querendo ficar bem na fita, passar a imagem de bom moço, engraçadinho e enrolar sua Diretoria e seus Torcedores enquanto puder… E ele ainda tem um bobão chamado Cláudio Resende da Itatiaia, que é a versão do Arthur Morais, que acha tudo lindo do seu Clube, não critica seu próprio Clube, acha tudo maravilhoso…
    Eu, como Cruzeirense, faço votos que ele fique !! rsrs Mas que o Levir já tá ultrapassado, isso tá viu… rs
    Quanto ao Enderson Moreira, normal. Vive de um lampejo ou outro, mas não tem tarimba para um trabalho em Clube Grande. Se não tá conseguindo convencer nem no Bahia, quiçá estivesse num Clube maior. É treinador de Série B.

    • Waltencir Nascimento disse:

      Ahahaha! Achei que somente eu pensava isso sobre o Claudio Resende mas ele é uma versão alvinegra do Artur Morais mesmo. Abraço Clayton.

      • Claytinho do Nova Vista - BH ( Hexa-Campeão !!! ) disse:

        Caro Waltencir Nascimento,

        Mas é verdade né ?? rsrs
        Repórteres como esse Cláudio Resende e o Arthur Morais, pelamorrrrrr de Deus !!! Só sabem bajular e babar ovo do próprio time e são incapazes e cobrar ou criticar quando poderiam e até deveriam.
        O Arthur Morais, se o Cruzeiro anunciar que tá trazendo o “Zé das Couves”, ele divulga com ênfase, como se trata-se de um grande jogador e um tacada de mestre da Diretoria. E o Cláudio Resende é igualzinho !!! rsrs Tô até me lembrando dele anunciando as contratações do Alexandre Gallo… rsrs

        Abraços

  • Julio Cesar disse:

    A impressão é que Levir está fazendo experiencias. Pra quem ja escalou Patric de centro avante !!!
    O que ele deveria ter treinado ha muito tempo, não o fez. Agora, vai escalar Guga, Chara onde tem que ser. Mas os caras vão precisar de tempo para entrosar, o que teria acontecido se tivessem escalados os caras.
    E um meio campo consistente, treinado, talvez o volante do RB Brasil, sobre o qual não sei nada. Agora ja pode ir pensando em outra competição e treinando pra isso. Claro, ainda ha chance de classificação, e vamos ver se a diretoria vai investir.
    Geuvanio é rodado e só resta saber se os ares por aqui recuperam o cara.
    Romero, que não renovou com Corintians pode ser boa opção. E Maicon Bolt que estava entrando bem nos jogos mas se contundiu.

  • Marcão de Varginha disse:

    As 3 derrotas da temporada tem que ser creditadas ao não “Burro com sorte”, mas ao “teimoso” Levir: no ruralzão entrou com time C, em descarada afronta ao adversário; nas duas partidas da TLA entrou com mais volantes que as montadoras de automóveis.. ontem depois do tento uruguaio, acordou tarde e mexeu no time melhorando-o um pouco, mas ainda aquém de nossa tradição. Deveria ter mexido no time ainda no intervalo para o segundo tempo: demorou demais!
    – Levir ainda não despertou para a realidade: escalar Patric e Elias é jogar com 9, e Victor não raras vezes “caça borboletas” com extrema maestria.. Victor passou da hora de ser apresentado ao banco de reservas e para mim já deveria ter efetivado Cleiton.
    – Levir ainda não sabe que o CAM em sua história não conta com “ajuda” de arbitragem, o time verdadeiramente do povão não aceita negociatas e valoriza cada centavo vindo da arquibancada, meu caro!
    – Nas temporadas 2013 e 2014 é que jogamos de acordo com nossa tradição: para vencer, e vencemos!
    – Ontem o medo de perder foi mais forte que a vontade de ganhar!
    – Acorda, Levir: ainda dá tempo de recuperar e conseguir a classificação.. se pensa diferente peça demissão, por favor!
    – #benecyeternomito

  • PABLO DE OLIVEIRA disse:

    Por curiosidade fui olhar a eliminação do Galo nas oitavas da Copa do Brasil 2015 onde o senhor Levir Culpi era o Técnico, perdeu para o Figueirense 2×1 e o Patric foi escalado como titular na ponta esquerda, ESSE LEVIR É BURRO NÃO É DE HOJE!!!