Blog do Chico Maia

Acompanhe o Chico

O show de Liverpool e Barcelona e a demonstração de profissionalismo impressionante do Messi

É até arriscado ficar assistindo demais a jogos da Champions League. Às vezes ficamos pensando que se trata de outro esporte e não a mesma modalidade de futebol que vemos no Brasil. Velocidade, tática, qualidade técnica de lances geniais. O time que mais gostei até agora foi o Ajax que pensava que fosse enfrentar o Liverpool na final. E que jogo o time inglês e o Barcelona fizeram hoje: sensacional.

Lionel Messi saiu eliminado de campo mas o seu profissionalismo e respeito à camisa do Barcelona foram muito bem definidos pelo jornalista Jorge Luiz Rodrigues, do Sportv‏ @jorgeluizrod: “Cena emblemática de um jogo extraordinário: um atônito Messi correndo atrás de Fabinho, para pará-lo com falta, aos 48 do segundo tempo, quando o Barcelona perdia de 4 a 0 do Liverpool. Vitória épica do clube inglês”.

Quando foi a última vez que vimos um jogador brasileiro com uma atitude dessas?


Deixe uma resposta para Julio Cesar Cancelar resposta

Comentários:
6
  • Julio Cesar disse:

    Por falar em campeonato venezuelano, Deportivo Lara é 14º por lá. Huracan é 10º na Argentina. Emelec 9º no Equador.
    Nacional é 1º no Uruguai. Cerro é 2º no Paraguai.
    E falando em elenco tem muito “inhos” e “inhas” por aí que não dão copo meio cheio.
    Mas, como escreveu alguem outro dia, “estão de ferias”.

  • Alisson Sol disse:

    É quase outro jogo porque é outra organização. O Liverpool não trocou de técnico ano passado após a derrota na final. Aceitou a derrota, continuou o trabalho, e está de novo na final. Não se fazem gastos e loucuras na Premier League. Não se ganha sempre, mas os times sempre estão chegando.

    • Alisson Sol disse:

      E chegaram… A final da Champions League é uma final com dois times da Premier League… Organização não garante resultados no esporte, mas ajuda!

  • Eduardo Silva disse:

    Olha, Chico e atleticanos,
    Sinceramente eu não consigo enxergar o copo meio cheio desse elenco do time de Vespasiano.
    Nesse jogo contra o Zamora, 7o. lugar no camp. venezuelano, tomou um sufoco danado no segundo tempo e o técnico teve até que colocar tres zagueiros pra aguentar o sufoco lá atrás, foi por pouco.

    Volto a repetir que se não contratar uns 5 a 6 jogadores pra ser titular, não vai ganhar nada esse ano e ainda vai passar muita vergonha! E a má notícia é que não tem dinheiro e tbém vão contratar quem mesmo? estamos em maio e falando em contratações??? tá osso!

    O engraçado é que ganharam e vão disputar a Sulamericana que o “presidente” desdenhou o ano passado, falando que é a SEGUNDONA das competições no continente, e que não tem importância nenhuma!. Será que ele agora vai mudar de opinião?

    O Diretor de Futebol foi pra Colombia pra tentar contratar o técnico Osório, aquele que deixou o são Paulo na mão pra ir pra seleção mexicana. Acho que vão tomar mais um toco!

    E a sequência no Brasileirão tem Palmeiras, Flamengo e Grêmio…
    Será que o jabuti vai descer da árvore mais rápido do que subiu?

    • Guilherme Gonçalves Costa disse:

      Quem viver verá. Já estavam dizendo alguns dias atrás que o outro time de Minas Gerais era imbatível, que era uma máquina de jogar futebol, e aos poucos a mediocridade vai ficando evidente. Quem viver verá

      • JOAO CHIABI DUARTE disse:

        Ora Guilherme não seja tonto.
        O Cruzeiro a rigor não fez futebol de encantar a ninguém este ano, apesar de ter um bom elenco.
        O futebol apresentado é PRAGMÁTICO, sofre pouco, mas, também não chegou a produzir abalos como poderia citar aquele 1º tempo avassalador contra o Palmeiras em São Paulo, quando ganhou de 3 x 0 fora o baile (no 2º tempo, tentou administrar a vantagem e com 20′ já tinha devolvido a vantagem).
        O elenco cruzeirense é homogêneo, mas, o desempenho está longe de ser uniforme.
        E este papo de IMBATÍVEL não foi cunhado pelos cruzeirenses, mas, por quem quer ver o Cruzeiro na lama, porque no Brasil isto não existe, nem com o Palmeiras, que pode tranquilamente ser derrotado pelo Atlético no domingo e perder sua invencibilidade.
        SALUTI CELESTI – João Chiabi