Blog do Chico Maia

Acompanhe o Chico

Dirceu Lopes autografa livro e lança camisa retrô em Funilândia neste domingo

Para quem sabe pouco sobre Dirceu Lopes, coincidentemente o Milton Neves publicou hoje em seu twitter essa foto da seleção brasileira: @Miltonneves “Veja em 1969 e durma bem com Carlos Alberto Torres, Piazza, Djalma Dias, Brito, Félix e Rildo. Jairzinho, monstro Dirceu Lopes, ELE, Gérson e Tostão. Essa nunca tinha visto!”

A convite de amigos e fãs em todo o estado, o Dirceu está autografando o livro sobre a vida dele, de autoria do jornalista Pedro Blanc, “O Príncipe – A real história de Dirceu Lopes”, que li e recomendo. Um pedaço importante da história também do futebol brasileiro.

Foto: #dirceulopesemubá

Domingo, a partir das 10 horas, será em Funilândia, bela e agradabilíssima cidade a 78 km de Belo Horizonte e a 21 km de Sete Lagoas, pela MG-424, a convite do Paulinho Maciel, amigo de longa data de um dos maiores camisas 10 do futebol mundial. No Pesque e Pague do Zé Luiz, quase no centro da cidade.


» Comentar

Comentários:
4
  • Marcão de Varginha disse:

    Um exemplo raríssimo de se encontrar dentre os celestes: Dirceu Lopes é a humildade e educação em pessoa!
    – Já assisti e ouvi várias entrevistas dele, e sempre respeitou o Galo.. não o vi jogar, mas todos sabemos que foi um exímio atleta.
    – #benecyeternomito

  • Claytinho do Nova Vista - BH ( Hexa-Campeão !!! ) disse:

    Infelizmente não tive o privilégio de ver o Dirceu Lopes jogar, mas pelo já me falaram, parece que camisa 10 igual a ele, em MG nunca mais existiu e pelo visto nem existirá.

  • J.B.CRUZ disse:

    Um dos GÊNIOS DO FUTEBOL, INJUSTIÇADO na Seleção Brasileira…Mas com Certeza, Jogador Diferenciado por sua postura em campo..
    Com DIRCEU LOPES em Campo, independente do Resultado do jogo, a GARANTIA de BONS ESPETÁCULOS era Esperada…. Seu Nome está Gravado na HISTÓRIA do CRUZEIRO ESPORTE CLUBE; e na MEMÓRIA dos Torcedores..
    Valeu 10 de OURO do Futebol Mineiro e Brasileiro…
    CRUZEIRO SEMPRE !!,,

  • Silvio T disse:

    Nessa época goleiro ainda podia ser baixinho. Félix menor ou do mesmo tamanho do que toda a defesa. Dessa turma aí, apenas o Brito e o Dirceu Lopes escaparam da sapecada do galo no Mineirão nesse mesmo ano…rs.