Blog do Chico Maia

Acompanhe o Chico

Campeonato começa mostrar quem é quem nas partes de cima e de baixo da classificação

Para ilustrar este post, o encontro do Thadeu, de Conceição do Mato Dentro, com o maior ídolo dele, Alberto Rodrigues, domingo, antes do jogo contra o Santos. Foi no camarote da Kater, do também conceicionense Cristiano Lages. Thadeu realizou o sonho dele de conhecer pessoalmente o Albertinho, com quem já tinha batido um papo por telefone.

***

Quem levanta o tema do “quem é quem no Brasileiro” é o Fernando Rocha, na coluna dele no Diário do Aço, de Ipatinga, desta terça-feira. Previsões neste brasileiro costumam falhar feio, tanto em relação à briga pelo título e vagas na Libertadores quanto na luta contra o rebaixamento. Já se viu de tudo na história da competição, num equilíbrio impressionante. Com a crescente diferença financeira dos últimos anos a tendência é que favoritos iniciais passem a se confirmar, já que seus elencos têm titulares e reservas em nível semelhante e isso pesa muito. Guilherme Barcelos, o “Papagaio”, um dos goleiros mais famosos da Copa Itatiaia, acha que Palmeiras, Flamengo e São Paulo brigarão pelo título, por terem mais peças de reposição. Pode ser. O Santos já começou sentir seus desfalques e perdeu dois jogos consecutivos. Prever rebaixados está menos difícil, já que Avaí, Chapecoense e CSA são candidatíssimos a três vagas. A outra poderá ficar com um dos mais famosos. Hoje, Fluminense, Botafogo e Vasco estão na parada. Aguardemos. Enquanto isso, vejamos o que pensa o Fernando Rocha sobre isso e outros temas, na coluna do Diário do Aço:

* “Para uma competição que, antes da Copa América, muitos apontavam como decidida – embora só tivessem sido disputadas as nove primeiras rodadas -, o Campeonato Brasileiro apresenta um quadro dinamicamente oposto, apenas seis rodadas depois, onde se vê que os seis primeiros colocados podem se considerar na disputa pelo caneco.

O Palmeiras, incensado pela imprensa paulista  como “virtual campeão”, até a paralisação para o torneio continental, perdeu até a condição de vice-líder para o Flamengo, se bem que ambos com a mesma pontuação,  estão distantes apenas dois pontos do líder, Santos, estacionado com 32 pontos, após perder nas duas últimas rodadas. Menos mal que, mesmo derrotado na Arena da Baixada, o Galo permaneça em 4º lugar, com 27 pontos, mas agora empatado com o São Paulo e Corínthians, sendo que o tricolor do Morumbí tem um jogo a menos.  O que faltou de gols na 15ª rodada do Brasileirão, apenas 18 em dez jogos, sobrou de gente nos estádios, média de 31 mil torcedores por jogo, a melhor até agora, superando com sobras o recorde anterior de  24 mil, na 10a. rodada.

Na parte de baixo da tabela, a luta contra o rebaixamento também ficou mais acirrada, após os resultados  do fim de semana. O Cruzeiro saiu e o Fluminense entrou na zona da “confusão”, ao ser derrotado pelo CSA, em pleno Maracanã. A diferença do Gremio, 13º com 18 pg, para  a Chapecoense, o 17º e o primeiro clube da zona de rebaixamento, é de apenas 5 pontos. Não há dúvida que o Campeonato Brasileiro deste ano,  se comparado a alguns dos principais certames de pontos corridos disputados no mundo, ganha disparado em equilíbrio, devido à quantidade de reais postulantes ao título.

Aqui não se pode fazer previsões tão cedo, pois está longe de ser fato raro ou uma zebra gigantesca, a vitória de um time que está nas últimas posições, sobre um dos primeiros colocados. O que deve ser também considerado é que  Palmeiras e Flamengo, reconhecidamente, os elencos mais ricos e, na teoria, mais fortes dos seis primeiros, juntamente com a dupla Gre-Nal, Corínthians, o Galo, estão envolvidos em competições continentais ou Copa do Brasil, o que, obviamente, é uma desvantagem para todos eles. O Santos, apesar das duas últimas derrotas consecutivas, só tem o foco no Brasileiro, por isso tem mais chances de se manter na ponta, o que no fim das contas não lhe traz um grande favoritismo sobre os demais.

Bom começo

Tinha tudo para ser um jogo igual, disputado palmo a palmo, mas logo aos 2 minutos no primeiro ataque do Cruzeiro, o zagueiro santista Gustavo Henrique derrubou Pedro Rocha na entrada da área e, por intervenção do VAR, o  assoprador de apito que nada havia marcado,  além de dar a falta, expulsou acertadamente o jogador do Peixe, alterando completamente o panorama da partida.

No duelo do aluno Rogério Ceni contra o professor, Jorge Sampaoli, com quem estagiou quando o argentino estava no Sevilha da Espanha, o primeiro venceu, mas é preciso que algumas ressalvas sejam feitas.

Houve de fato uma mudança de atitude no comportamento da equipe, algo normal quando há uma troca do treinador, além de ter ficado visível, a capacidade de liderança de Rogério Ceni, impondo logo de cara suas idéias, o que obrigou algumas “madonas” do elenco, por exemplo Thiago Neves, deixar a zona de conforto, onde prejudicavam a equipe.

Mas a prudência manda aguardar, mas é certo que Rogério Ceni terá mais tranqüilidade devido à boa estréia, e tempo para treinar, o que aumenta as chances de reverter o quadro desfavorável  na disputa com o Internacional, dentro de alguns dias, para buscar o hepta na Copa do Brasil, que se tornou o maior objetivo do clube na temporada.

Olho na Sula

Seis jogos de invencibilidade no Brasileirão foram perdidos pelo Galo, ao ser derrotado por 1 x 0 pelo Athlético Paranaense, sábado, numa falha do jovem goleiro Cleiton, além das várias chances de gol desperdiçadas,sobretudo por Chará e Papagaio, que não soube aproveitar a chance de substituir o veterano Ricardo Oliveira.

Mas, o pensamento de todos no Galo está mesmo voltado é para a Copa Sul-Americana, hoje, no Independência, onde fará um jogo importantíssimo contra o desconhecido La Equidad, da Colômbia,  em busca de um placar mais dilatado, para que possa ter tranqüilidade no jogo de volta, que será na casa do adversário.

O Galo é superior ao La Equidad em tudo o que é possível  comparar, mas todo cuidado ainda é pouco, pois se existe um ditado popular, que cabe direitinho para este tipo de situação  é o tradicional  ”porco magro é que suja água”.”


Deixe uma resposta para Guilherme Gonçalves Cancelar resposta

Comentários:
7
  • Jeremias disse:

    O Calote Voltou, semana passada o Mena cobrou 10 milhões, ontem, novamente a dívida do Arrascaeta. O crucru não nega, mas também não paga.

  • Eduardo Silva disse:

    Chico, bom dia,

    Está despontando uma diferença técnica/tática dos novos ricos do futebol brasileiro! Hoje temos o Palmeiras e Flamengo em um patamar financeiro acima dos demais clubes e vão ser ameaçados por clubes copeiros e acostumados a ganhar títulos como Cruzeiro, Grêmio, S.Paulo e agora o Inter voltando seu protagonismo.

    O Santos também sempre formou bons elencos, revelando jogadores de sua base e hoje tem o diferencial do Sampaoli que o credencia a brigar na parte de cima da tabela. O Alt Mineiro é o figurante que destoa, porque continua com técnico interino e um elenco bastante irregular, que no máximo belisca uma vaga da Copa Libertadores pra participar no próximo ano e saindo tem a segunda divisão que é a Sulamericana.

    Seguindo essa tendência daqui a pouco quem ganhou Brasileiro na década passada ganhou, quem não ganhou, num ganha mais! Times que tem no uniforme UMA estrela solitária a torcida pode se conformar que vai continuar sozinha! isso é fato!

    Vamos aguardaaaarr…

  • Marcão de Varginha disse:

    Se o adversário é “desconhecido” o Galo não pode ser considerado favorito.. com humildade e respeito ao clube Colombiano e todos os demais adversários, que o Galo vença mais essa, é o que esperamos.
    -#benecyeternomito

  • J.B.CRUZ disse:

    Um Salve para o ALBERTO RODRIGUES: Um dos Três Maiores Narradores Esportivos do BRASIL;
    e de MINAS GERAIS…
    Quanto a CAMPEÃO BRASILEIRO, Vejo o FLAMENGO Seguido de CORINTHIANS com mais Possibilidades de Chegar ao Título…PALMEIRAS na LIBERTADORES e CRUZEIRO na COPA BRASIL, Fecham meus Prognósticos para esse Ano…
    CRUZEIRO SEMPRE !!!..!!!
    OBS: Na Sul-Amercana há um Cheirinho de pó-de-Arroz no Ar…

  • Guilherme Gonçalves disse:

    Bom dia, Chico Maia! Hoje o nosso Galão da Massa precisa fazer valer o fator “caldeirão” pra amassar literalmente o La Equidad desde o primeiro minuto. O Galo está a 5 partidas de mais um título Continental, que além de render uma vaga na fase de grupos da Libertadores 2020, vai render um prêmio de 12 milhões de dólares ao campeão. Vai pra cima deles, Galo!!! Sem dó nem piedade. A CBF anunciou mudanças no VAR a partir do segundo turno. Eu não consigo entender porque esperar mais 4 rodadas ainda. Já poderiam começar agora na rodada 16. Mais lisura e agilidade é a promessa. Passou da hora de resolverem isso. Essa rodada foi trágica. Ceará, Fluminense, Palmeiras e Santos que o digam.