Blog do Chico Maia

Acompanhe o Chico

Invasão da Toca da Raposa é apenas mais um capítulo na vida de um grande clube brasileiro

No Brasil as histórias se repetem e apesar de tudo continuam se repetindo porque os exemplos não são assimilados pelas pessoas para que os problemas não se repitam no futuro. No futebol, então, é impressionante. Quando criticamos ou denunciamos abusos e ou erros de dirigentes e jogadores, grande parte dos torcedores, seja de qual clube for, nos ataca e diz que estamos a serviço do clube rival ou em defesa de algum interesse inconfessável. O analfabetismo funcional de muitos prefere que o seu clube do coração seja cercado só de bajuladores e elogios. Os problemas que sejam varridos pra debaixo do tapete.

O Cruzeiro está vivendo os piores momentos da sua história recente, dentro e fora de campo, não por falta de alertas e denúncias. A verdade é que o acúmulo de problemas se juntou, como se fosse uma represa e pode-se dizer que, agora, ela está se rompendo; a conta chegou, dentro e fora das quatro linhas. Mas ao longo dos anos muitas reportagens foram feitas em vários veículos denunciando fatos que eram rechaçados pelas sucessivas diretorias, que contavam com o respaldo de torcedores, encomendados ou não, que pressionavam jornalistas na tentativa de intimidá-los. Como os resultados dentro de campo sempre falam mais alto, essas reportagens, por mais sérias que fossem, eram esquecidas ou desacreditadas pelos dirigentes e a vida seguia.

Se o clube se endivida, mas ganha títulos, os dirigentes são tratados como “deuses”, acima do bem e do mal, intocáveis. Mesmo que a capacidade de endividamento tenha ultrapassado todos os limites. Se os cartolas estiverem enfiando o dinheiro no próprio bolso e enchendo o clube de funcionários em todos os departamentos, nenhum problema, desde que o time esteja vencendo ou disputando títulos. A verdade é que o Cruzeiro e grande parte dos grandes clubes brasileiros são administrados como as maiores estatais da nossa história. Só que um dia a “casa cai”. Aí vem outro problema: quem é que vai pagar por isso? Qual diretoria? A atual ou uma das antecessoras? Quem foi o maior culpado? O presidente, o responsável pelo futebol ou o homem das finanças? E assim como nas estatais, a legislação nacional facilita a vida dos (ir) responsáveis e no frigir dos ovos, aqueles que provocaram os rombos e caos vão-se embora, cuidar das suas vidas e as instituições que se virem. O torcedor fica com a sua dor e a sua raiva.

Essa reportagem do Superesportes mostra a cronologia da atual crise cruzeirense:

https://www.mg.superesportes.com.br/app/noticias/futebol/cruzeiro/2019/10/01/noticia_cruzeiro,2476400/perrella-convocara-reuniao-para-tentar-afastar-wagner-do-cruzeiro.shtml


Deixe uma resposta para Germano Brás Cancelar resposta

Comentários:
16
  • Claytinho do Nova Vista - BH ( Hexa-Campeão !!! ) disse:

    Agora é tarde…
    Ão…Ão…Ão…

  • Luiz Rossi Filho (Rossinho) disse:

    Posso concordar com você, porém isto não é normal em uma sociedade civilizada e antes de um acontecimento destes, os responsáveis pelo desfecho deveriam ter sido afastados dos seus cargos, para o bem do clube. Acontece que todo o conselho do clube é corrupto e pilantra como a diretoria, que é composta por um presidente que não sabe se expressar, um diretor geral que foi demitido da Tv Alterosa por brigas de rua e outras coisas mais, e um Itair que tem dezessete processos na justiça (não por boas ações) que o Ipatinga cobra R$ 650,00 na justiça que não foi presente que não foi presente do clube, e que o mandou para a terceira divisão. Esta justiça nossa é devagar demais, e ainda aparece um magistrado que o manda reassumir o cargo, após seu afastamento com todas as provas existentes. O Brasil tem ou não tem que estar vivendo este caos? Viva a justiça brasileira, onde os bandidos deitam e rolam., ,

  • Alisson Sol disse:

    O problema é o que escrevi aqui em Janeiro: jogador de futebol não é vinho, e não fica melhor quando envelhece. Fosse assim, era melhor colocarmos o Raul e Tostão em campo. Como escrevi ontem: tem jogador e diretor perdendo a chance de sair de fininho… Tem jogador aí que tem só de cair entortando a perna e ficar o resto do ano no DM. Nos faça este favor… Já tem diretor que tem uma desculpa mais fácil ainda: cansou…

    O que fica impossível de entender é: será que vão esperar até o último minuto para colocar os jovens para jogar? Aí, vão dizer que “não demonstraram maturidade”.

  • Jeremias disse:

    Eu ouvi dizer, que o movimento seria bem pior, mas ai, Benecy recolheu os líderes num canto do muro da Toca e lhes deu um cala a boca e o motim foi esvaziado. Itair sartou de banda dizendo que não foi ele que contratou T. Neves e Dedé. Wagner disse que só se pronuncia depois que a banda parar de tocar.

  • José Antonio disse:

    Um time que chega ao ponto de “dar o cano” em patrocinador é porque chegou ao fundo do poço…. Não tem salvação…. É ser muito mau caráter… Patrocinador é um parceiro do clube e não pode ser tratado com um credor qualquer… Aliás toda dívida assumida deve ser paga…. Essa história de “devo… não nego…. mas também não pago… recorro enquanto puder… só pago em última instância” já não cola mais…. E o pior ainda está por vir, podem esperar….

  • antonio disse:

    Endeusar ex jogadores em atividade que so enchem o bolso de dinheiro e não produzem nada da isso. Ser artilheiro de campeonato mineiro contra esses times fracos do interior ate eu sou. Agora que deixaram esses ex jogadores em atividade mandarem no grupo a vaca ja foi pro brejo.

  • Germano Brás disse:

    Kkkk, o cara passou recibo na hora. Tá vendo ai Chico? Não se pode publicar nada desfavorável ao Crucru o cara muda o tom da conversa se passando por atleticano. Em anos passados o time azulino era todo blindado e jornalista que falasse mal de lá era demitido inclusive com a aquiescência da torcida. Como você mesmo frisou no texto um dia acontece o gargalo como consequência de tudo que foi praticado. Ai entra um de Costa no blog praticando as mesmas ações do passado na maior cara de pau.

  • Guilherme Leôncio disse:

    Atleticano? Muda de assunto não Maria. Mesmo estilo daquele Fake que adora usar um monte de posts pra não explicar nada. Tá vendo ai Queiroz? Pega fogo Bagaço, digo Cabaré.

    • Queiroz disse:

      To vendo sim sr Guilherme. Ha ha ha.Eu já sabia que ele apareceria com outros nomes. O problema é que o intelecto dele não ajuda.Todo mundo percebe que é ele.Alô sr Fake, aceita u s conselhos aí. Que tal o sr montar uma lojinha de artesanato ou de temperos pra acabar com o estresse?Se não der certo ,arruma uns gatinhos pro sr cuidar. Dizem que gatos são bem meigos.Ha ha ha

  • Silvio T disse:

    Chico, infelizmente não sou funcionário da estatal Clube Atlético Mineiro, pois tenho certeza que alguma coisa de útil e produtiva eu faria naquele antro de incompetência. Por exemplo, fiz ontem um levantamento de todos os jogos do galo até o fim do brasileiro. Levando em conta as probabilidades de resultados em cima do que o time tem feito em campo minha conclusão é que o Atlético consegue, no máximo, mais 16 pontos. E darei Graças a Deus se isso se confirmar!

  • Reinaldo Botelho Costa disse:

    Acho que o galo deve repensar seu modo de trabalhar.Aproveitar o que serve para o ano que vem e contar como contratação jogadores promissores da base ou contratar jogadores de 21 a 24 anos que tem potencial,pois se não der certo perde-se pouco.Se der certo amém e se der certo e vender aposte em outro de mesma média de idade.Hoje no Brasil,acho que time que investir em Ricardo Oliveira,Gred,Tiago Neves,Wagner Love,Ganso,Rafael Sobis,Pato e vários outros é diretoria louca e irresponsavel.

  • Reinaldo Botelho Costa disse:

    Absurdo como time como o galo e outros gastam fortunas com base e lançam por ano 1 ou 2 ou até nenhum jogador com capacidade para ser titular ou até reserva imediato no time principal.O galo tem uma estrutura nível Europa para categorias de base mas acredito que o profissionalismo esteja bem aquem do necessário.Muitas vezes o caro foi um grande ídolo do clube ou um antigo grande profissional do clube mas a base deve ser formada por profissionais.Uma grande carreira como jogador não qualifica ninguém como olheiro ou treinador de base.Sou contra essa de colocar ídolos passados como profissional em clubes.Cada macaco no seu galho.

  • Reinaldo Botelho Costa disse:

    Um problema do futebol é que sempre alguém impõe um ritimo e outros dançam juntos.O exemplo atual é Palmeiras e Flamengo que estão sapecando porco com nota de R$ e forçando então seus concorrentes a montarem times caríssimos acima sua realidade.O problema é que se um time esbanja dinheiro o torcedor do rival quer a todo custo que seu time faça o mesmo e se a diretoria for responsável com os pés no chao ela fica consoderada como incompetente. Acho que nos proximos anos a conta virá pesada para Flamengo e Palmeiras.Eu por exemplo,como Atleticano fanático sou a favor que o galo durante 4 ou 5 anos trabalhasse com times mais baratos tendo como base jogadores jovens baratos seja da nossa base ou comprados de outros times e com isso quitaria suas dividas privadas.Daqui a 5 anos teriamos estádio e saúde financeira invejável. Só que pra isso poderiamos estar abrindo mão de títulos mas infelismente a maior parte dos torcedores não entendem e não concordam com isso

  • Reinaldo Botelho Costa disse:

    Boa reportagem. Um grande problema da administração pública e futibolistica. Na época do presidente FHC foi criada a Lei de Responsabilidade Fiscal mas que sempre não foi respeitada por políticos irresponsáveis e populistas que sempre usaram pedaladas e manobras.No futebol a mesma coisa.Acho que já deveria partir da FIFA uma severa punição a dirigentes que fechasse o ano com deficit.Acho que no Brasil deveria conceder Concordata a todos os clubes e em troca uma severa Lei de gastos com no máximo 90% da receita.Isso daria 10% de superávit que poderia ser abatido na dívida do clube ao longo dos anos até o clube quitar tudo.

  • Carlos Henrique disse:

    A sorte do Cruzeiro é que tem , muitos times ruins.
    o Botafogo descendo ladeira abaixo
    Vasco e Fluminense descendo , a ladeira.
    Se perder para o Inter, e o Fluminense
    ganhar do Botafogo.
    abre seis pontos
    situaçao dificil
    é dentro de campo, e dentro de campo
    a sequência é ruim
    mesmo jogadores experientes, mau na parte fisica
    o psicologico atua, a bola nao entra
    a ansiedade, chega,
    jogadas faceis se tornan dificies.
    isso aconteceu recentemente com o Internacional.
    e Abel vai ter que ser mais boleiro.
    Dedè Thiago Neves e outros
    vao jogar com a camisa pesada.
    um peso que pode leva los para a segunda divisao