Blog do Chico Maia

Acompanhe o Chico

Empate com sabor e importância de vitória do Galo em Fortaleza

Em foto do twitter.com/Atletico, Fábio Santos ficou no banco, entrou no lugar de Guga, machucado e fez o gol de empate do Atlético

Com dez em campo durante todo o segundo tempo (Geuvânio expulso aos dois minutos), foi na raça e isso é um ótimo sintoma, porque se os jogadores utilizados neste jogo pelo menos deram todo o suor que podiam, há esperança de que sejam alcançados os seis ou sete pontos que salvam o Galo do rebaixamento. Com o apoio da torcida então, dá até para acreditar numa vitória quarta-feira sobre o Goiás, no Independência.

Wagner Mancini escalou novamente um time “Frankenstein” para enfrentar o Fortaleza. Pelo menos, não inventou, como contra a Chapecoense e voltou o Réver para a posição dele. E o velho capitão mostrou de novo que não é mais aquele zagueiro confiável. Chegou atrasado e não evitou a cabeçada do primeiro gol cearense. O mais velho ainda, Leonardo Silva, de titular, nem viajou para esta partida. O que evidencia o quanto está perdido o treinador e o quanto a diretoria errou em manter o ex-ótimo zagueiro no elenco.


Veja também: episódio n° 2 do programa Chico Fala

 

Fábio Santos começou no banco. Tão queimado que o Patric foi deslocado para a esquerda e foi até bem, além do golaço de empate que marcou. Guga teve um choque de cabeça e foi direto para um hospital. Oportunidade para o Fábio Santos entrar e mostrar que o banco lhe fez bem. Correu muito, jogou muito acima do que vinha jogando e marcou o salvador segundo gol, de empate, aos 41 do segundo tempo.

Importante lembrar que o segundo gol do Fortaleza foi muito parecido com o primeiro: bola levantada na área e tranqüilidade para o Gabriel Dias cabecear sem problemas. Dessa vez foi o atacante Di Santo, com quase dois metros de altura, que chegou atrasado. Mais uma contratação horrorosa do diretor Rui Costa, tão fraco quanto o antecessor Alexandre Galo. E imaginar que o uruguaio Lucas Hernandes e o paraguaio Ramon Martinez não conseguem ser reservas nesse time. E a torcida ainda tem que agüentar Bolt, Geuvânio, Terans, Vinícius, Ricardo Oliveira…

Irritante e enganadora a surrada frase “em má fase” para tentar justificar a campanha medonha do Atlético no Brasileiro. Tão ruim quanto a conversa mole de vários jogadores e treinadores de que a “bola teima em não entrar”, ou “é muito azar”. Se o time fosse minimamente razoável, seria aceitável uma dessas lorotas, mas a verdade é uma só: o elenco é muito ruim, o atual treinador e os antecessores, idem. E todos contratados ou mantidos pela diretoria que não demonstra ser do ramo do futebol.

Melhor teria sido investir e acreditar nos Bruninhos e Marquinhos e outros da base, aliás, estes dois entraram no decorrer do jogo contra o Fortaleza e foram muito bem, acrescentando raça e bem mais futebol que os velhos titulares.

Todavia, ufa! Um ponto preciosíssimo na luta contra a degola. Vejam o time de hoje: Cleiton; Guga (Fábio Santos), Igor Rabello, Réver, e Patric; Nathan (Bruninho), José Welison, Luan e Terans (Marquinhos) e Geuvânio; Di Santo.

Sobre as contratações para este ano, vale a pena ler essas reportagens de hoje no jornal O Tempo:

https://www.otempo.com.br/superfc/atletico/em-crise-galo-foi-muito-mal-no-mercado-e-tem-pouco-retorno-dos-reforcos-1.2257265

https://www.otempo.com.br/superfc/atletico/ultimas-opcoes-e-irregularidade-contratacoes-de-rui-costa-nao-empolgam-1.2257307


Deixe uma resposta para Marcos DF Cancelar resposta

Comentários:
24
  • Antonio da Silva disse:

    Toda véspera de clássico o crucru faz protestos na fmf ou cbf.
    Impressionante 1, no Galo, volta Jair sai Nathan por tempo indeterminado.
    Impressionante 2, a facilidade com que a zaga do galo toma gols de cabeça. A zaga só chega atrasada.
    Cleiton tem que definir nas bolas altas, ou sai da meta e vai até a bola ou fica no gol. Ficar no meio do caminho é que não dá. Tem feito boas defesas, mas peca em alguns quesitos que, se bem treinados desaparecerão.
    Quando a arbitragem toma o pirulito do Crucru, a imprensa mineira fica valente.
    Li matéria enaltecendo o ex volante Fabinho, agora gerente de futebol do Flamengo e sua atuação nas contratações rubro negra. Já ouvi comentaristas afirmarem, não basta ter dinheiro, tem que ter olho clínico. Só não entendi quando li complemento onde Fabinho afirma ter trocado ideias com Alexandre Gallo. Moral da história, Gallo também é pirracento.

  • Guilherme Leôncio disse:

    O Atlético tem que tomar cuidado, quando o Crucru vai a cbf reclamar de arbitragens que vez por outra o beneficia, a recompensa vem nos próximos jogos.
    Impressionante como tem órgão de imprensa que gosta de tumultuar e lançar crises no Atlético. A Rádia de Minas cravou Carile no Galo para 2020. Sabem a intenção né? Provocar a ira, aumentar a pirraça de quem almeja continuar ano que vem. Sinceramente, não é hora pra isso!

  • Devaneios de um homem que torce contra o vento (Roger) disse:

    “Estava com fome e entrei em uma lanchonete no centro da cidade. Pedi um sanduíche Whopper, com carne 100% bovina, grelhado no fogo igual a churrasco e mais queijo e bacon. O cara me olhou com uma cara espantada e disse: “Tamo em falta”. Fui obrigado a me contentar com um quibe suspeito que estava na estufa. Assim é o time do Galo em 2019. Não adianta pedir bom futebol. Não tem para entregar. O negócio é aceitar o que tem para hoje e torcer para não passar mal.”

  • ELY GONCALVES BORGES disse:

    kd o jAIR?

  • Julio Cesar disse:

    Talvez seja em função da falta de organização tatica, entrosamento, a razão para Marquinhos tentar resolver sozinho, prendendo a bola e sair driblando. Ja mostrou que tem habilidade e a falta de organização do time pode queima-lo.
    Goias ontem venceu Avaí no fim, num penalti que Rafael Moura bateu mal.Levou susto do time catarinense.
    Entrar com atenção redobrada e aplicação para vencer.
    Pra mim, bobagem levar o jogo pro Mineirão. Localização, transporte . Mesmo com ingresso barato vai levar 20.000 torcedores ?
    Joga no Indepa mesmo.

    • Marcão de Varginha disse:

      É fácil descobrir porque transferiram o jogo para o eterno salão de festas alvinegro: os torcedores ficam mais distantes dos camarins da diretoria.. no Independência a “cobrança” é no olho-no-olho!
      – Parafraseando Kalil: a cúpula do Galo está “borrando nas calças” de medo da verdadeira torcida mineira, é isso! Fizeram mer… e agora haja papel higiênico!
      – #benecyeternomito

  • Eduardo Sampaio Castro disse:

    Um técnico que não viu que o Geuvânio não estava jogando nada e ainda tinha cartão amarelo deixando que ele voltasse para o segundo tempo, coitado do meu Galo!!!

    • Paulo F disse:

      Pois é, só coloca os meninos na base quando o time tá perdendo, depois fala que não quer queima-los, ridículo. Bruninho e Marquinhos mereciam ter sido titulares nesse jogo

  • Horacio disse:

    Pois é seu Chico, vou lembrar, o Mancine é o terceiro técnico do ano, está no Galo a menos de 1 mes. Não acho um grande técnico, e, ao contrário do Rodrigo, não conhece os jogadores e não teve tempo de treinar.
    E, ao contrário do Levir, não pegou um time em que poderia dar sequência, os dois jogadores que garantiram muitos resultados estão machucados, e já não dá para usar o mesmo esquema.
    O time já vinha muito irregular aos trancos e barrancos, aí houve uma pressão para jogar sempre com o time ‘completo’, para garantir a vaga na libertadores. Não quer saber porque a mula tá manca quer é meter a espora. Não deu outra, perdeu um monte de jogadores, perdeu jogos importantes, perdeu a posição na tabela, perdeu a confiança e entrou em queda-livre.
    Nossos especialistas não reconhecem que o time desandou depois de uma sequência mais pesada de jogos. É a abobrinha de sempre, que fulano não tem pedigree para jogar no Galo, que faltou raça, não tem compromisso, que é feio demais etc etc. Raça pode até ganhar jogo, mas não ganha campeonato. Se os meninos não podiam jogar para segurar posição na libertas, agora são os únicos que podem nos salvar.
    Perdendo com o time totalmente desorganizado em campo o pior é ainda ter que ouvir a matemática de spike de que perdeu para o ‘pior time’ do campeonato. Futebol é no campo e perdeu porque jogou mal, simples assim. O var são outros 500.
    Depois daquele dramalhão de novela mexicana que resultou na substituição do estagiário pelo Levir, muito spike está devendo um pedido de desculpas pela solução medíocre que apoiaram para o problema que criaram. Daquela palhaçada caimos na situação atual, agora sim uma crise, com muito mérito do plantel, que é curto, selecionado de orelhada e mal utilisado. Diretoria fraca permite este tipo de interferência em trabalho profissional. E ja se consegue ouvir o samba da cartolagem evoluindo na avenida, vem elição aí.

  • Marcos DF disse:

    “Todo bom time começa com um grande goleiro”.
    Chico, acredito que a esmagadora maioria dos atleticanos pensam igual a você, porém, um cidadão parece imune a estes problemas, o imaturo e inexperiente goleiro Cleiton.
    Não o vejo em condições de ser titular do Galo no brasileirão e em nenhum outro campeonato de ponta.
    Jogar bem contra Patrocinense, Tombense, Caldense e outros enses, é muito fácil.
    É fato que a nossa zaga é fraca, mas, na minha opinião, quem deve orientar e passar confiança para ela durante o jogo é o goleiro e, infelizmente, ele não está preparado para este papel.
    Vimos bons times do Galo fracassarem devido a Pereiras, Martinellis, Romulos, Humbertos, Paulos Cesares, Emersons, Hugos, Juninhos, Carinis, Edsons, Lees, Renans, Servulos, Aranhas, Brunos Fusos, Giovannis e tanto outros.
    Será que vamos ver este filem se repetir???

  • Paulo F disse:

    Um banco pra quem não está rendendo é a coisa mais normal no futebol, menos no Galo. Exemplo disso foram os gols dos laterais. Mas precisa de 20 jogos pra constatar o óbvio

  • Paulo F disse:

    A gente pede mudanças, pra por meninos da base, o cara entra com Zé Welison e Geuvãnio kkkkkkkkkkk

  • Carlos Henrique disse:

    O que foi aquilo que o Patrik fez
    inacreditavel, mas acreditem conseguiu fazer um golaço.
    futebol é detallhe, quem diria que Guga sairia, e Patrik
    voltasse a lateral direita, e fizesse aquilo.
    e mais numa linda jogada de Marquinhos
    o lateral esquerdo, faz outro gol com a bola rolando.
    entraram bem os meninos.
    sangue novo, ate o limitado Terans nao comprometeu
    aos desavisados, que falam que Mancine
    tem 5 rebaixamentos.
    vale lembrar que ele.
    sempre foi contratado neestas circunstancias
    tirou o Cruzeiro da serie b.
    naquela goleada contra o Galo
    Pegou o Athetico ps, na zona de rebaixamento
    e levou la em cima.
    fez o mesmo com o Vitoria.
    nao é o tecnicopara o ano que vem.
    mas pode sim, salvar o Atletico.
    é boleiro e esta rodando o elenco.
    isso ganha o grupo de jogadores.
    tem que rodar sim, tem times piores que o Galo
    os dois times do Rio
    estao la embaixo, nao pontuam
    , um dos dois vai cair
    e esperar para ver, e ver no ano que vem.
    oque vai ser feito.
    se tivesse voz,pediria
    , a demissao do Rui Costa
    mas isso so seria possivel
    se o conselho pressionar.

  • Jean disse:

    Não será por acaso se o Galo visitar novamente a segunda divisão.

  • José Antonio disse:

    O time do Galo, time não!!!! aquilo é um junta junta de pereba, é o pior do campeonato…. Patric não fez um golaço, aquilo foi o maior peru… Aliás um dia gostaria de saber como esse encosto vai ficar 10 ANOS no Galo… E o jogo contra o Goiás será no Mineirão e não do Indepa…

  • Bernardo Montalvão disse:

    Se fosse dia do Galo perder o VAR teria entrado em ação, mas como não era o VAR ficou mudo. Tdos da parte de baixo da tabela empataram ou perderam… Emoção até o fim!
    Esse time do Galo é inconstante, perde para a baba da Chape dentro de casa e empata com Fortaleza jogando fora e com um homem a menos durante todo o segundo tempo. A mesma Chape que ontem perdeu em casa de 3 x 0 para o São Paulo.

  • Silvio T disse:

    Vou deixar de lado um pouco o festival de horrores do time do galo para tocar num assunto mais engraçado. O “jornalismo” do O Tempo é tão antiatleticano que o destaque do portal é um vídeo do Rogério Ceni reclamando de um pênalti não marcado! Quem tem uma imprensa como essa de Minas não precisa de inimigos…rs. Isso explica porque TODAS as denúncias das maracutaias, ilegalidades, calotes, endividamentos e brigas de foice do cabuloso partiram do globoesporte e do Uol.

    • Marcos DF disse:

      Amigão, O Tempo deveria mudar suas cores para azul e branco.
      Seu nome deveria ser Tempo/Sada.
      Há muitos anos não leio este jornal/sítio.
      Bola pra frente!

      • Silvio T disse:

        Dos jornais impressos eu não passo nem perto. Mas nos portais eu sempre dou uma olhada em todos que posso, do Brasil e exterior, por isso vi o destaque para o Ceni. E de vez em quando sintonizo a tal da rádio super para dar algumas gargalhada mas não aguento nem dois minutos. É ruim que dói.

  • Clóvis Mineiro disse:

    Na verdade, bom resultado para o Galo pela configuração da partida, mas para efeito de tabela, resultado ruim para os dois e bom pra os que estão abaixo. E Mancine continua com seu laborátório em plena reta final do Brasileirão e não aparece um dos ex boleiros auxiliares pra lhe ensinar o feijão com arroz do elenco do Galo.
    Fábio Santos tenha auto crítica, quando você jogar mal com certeza será sempre vaiado, quando você jogar bem será aplaudido. Faça sua escolha!

  • Fred disse:

    Há um tempo escrevi aqui que esse Geuvanio é um enganador, além de barbantinho, e uma meia dúzia de comentaristas do blog me criticou, falando que ele é o único que tenta resolver, criar, blá blá blá…

  • João disse:

    Se Terans nao for invenção……..

  • mauricio disse:

    Acho que não viu o jogo do goais contra o flamengo.
    Se o atlético resolver jogar de igual para igual contra o goais vai perder.
    Tem que ser humilde e saber que o elenco é fraco.

  • Marcão de Varginha disse:

    Como Mancini (sic) “… não inventou…”?, se escalou um lateral direito de ofício na esquerda? Geuvânio sequer merece ficar no banco, assim como tantos “atletas” que ora são titulares.. qual jogador profissional de futebol que não sabe que estando amarelado não deve segurar o adversário? já passou da hora de se livrar dos que ainda restam da Libertadores 2013 e de vários outros titulares e reservas que sequer deveriam ter sido contratados.. inservíveis!
    – Que a diretoria pague o salário atrasado para que essas perebas vençam as partidas em BH e procurem ao menos o empate fora.
    – Que o técnico mantenha Cleiton, Nathan, Marquinhos, Bruninho, e até mesmo dê mais oportunidades ao Alerrandro…
    – O VAR que indiscutivelmente tantas vezes “prejudicou” o Galo, PARECE que dessa vez foi omisso.
    – Galo: contra tudo e contra todos!
    – #benecyeternomito