Warning: "continue" targeting switch is equivalent to "break". Did you mean to use "continue 2"? in /home/blog/www/wordpress/wp-includes/pomo/plural-forms.php on line 210
Paralisação de campeonatos interrompe boa sequência do América e vários times | Blog do Chico Maia

Blog do Chico Maia

Acompanhe o Chico

Paralisação de campeonatos interrompe boa sequência do América e vários times

Foto/Montagem: AméricaFC

No Brasil inteiro campeonatos estaduais estão sendo paralisados por causa do coronavirus. Uma pena para alguns times que estão embalados e terão a sequência de boas vitórias interrompida. O América é um desses casos. Ontem mais uma vitória, fora de casa e sobre adversário que está na briga por vaga na fase decisiva. A Avacoelhada avaliou Patrocinense 0 x 1 América, considerando que “Apesar do baixo desempenho, o resultado foi excelente”. Muito interessante a utilização de tantos jogadores jovens, feitos em casa.

Confira o texto do Marco Antônio:
* “Sem demonstrar futebol convincente, o time americano venceu, manteve a liderança invicta da competição e conquistou antecipadamente a classificação para a semifinal do Mineiro.
Flávio, no lugar do Zé Ricardo, suspenso, foi uma alteração obrigatória….
Rickson, no lugar do Diego Ferreira, e Leo Passos, no lugar do Ademir, possivelmente foram mudanças mais necessárias, devido ao desgaste físico dos considerados titulares, do que opcionais.
Vale repetir, que o desgaste provocado pela sequência de jogos e viagens seria menor, e as opções de substituição, com ritmo de jogo, seriam maiores, se houvesse pelo menos uma mudança opcional entre os titulares e uma entre os substitutos, em cada jogo do Mineiro.

Flávio, sub-20 em fase de evolução de oscilação, sem ritmo de jogo, rendeu menos do que pode render na posição de primeiro volante.

Rickson, sub-23 improvisado na lateral, pouco acrescentou.

Talvez tivesse sido mais interessante a utilização do Thalys, sub-20. que por enquanto foi promovido para não jogar, na lateral.

Leo Passos, também sub-23, se destacou pelo poder de decisão.

Aliás, Leo Passos, embora esteja na fase de evolução e oscilação, e Matheusinho são os que mais se aproximam da necessidade de um meia-centralizado, embora também sejam opções para os lados, com poder de criação, decisão e finalização.

Ainda o sub-20 João Gabriel, com menos rodagem.

Com Felipe Conceição, o time americano utilizou dois volantes mais avançados, Juninho e Maranhão, praticamente na função de meias atacantes, a fim de fazer a marcação alta e forçar o erro do adversário na saída de bola.

No jogo contra o São Bento, Flávio, que tem mais potencial de primeiro volante, foi utilizado mais avançado na função de meia atacante, e foi improdutivo nas assistências e nas finalizações.

Este ano, Alê e Juninho são os meios-campistas mais avançados.

Alê tem mais qualidade na bola longa, através de lançamentos.

Juninho força o erro do adversário na saída de bola.

Mas Alê e Juninho são pouco assistentes e finalizadores.

Alê fez três gols, mas finalizou pouco.

No gol contra o Patrocinense, Juninho e Leo Passos marcaram a saída de bola, o que evidenciou a marcação alta feita pelo Juninho, no campo do adversário.

Praticamente só o Zé Ricardo, jogou de primeiro volante nos outros jogos, o que aumentou os espaços para jogadas de contra-ataque.

Esse engrenagem defensiva-ofensiva do meio-de-campo é uma das necessidades de melhoria durante a paralisação das competições.

A maior utilização do Leo Passos e/ou Matheusinho no lugar do Alê ou Juninho deveria ser experimentada.

Zé Ricardo, um pouco mais avançado na função de segundo volante, igual se destacou na base, e Juninho, mas recuado, na cobertura dos laterais e proteção aos zagueiros, é outra opção.

Uma mudança tática, que bem trabalhada, futuramente poderá ser bastante interessante foi a entrada do Joseph, para formar uma linha defensiva com Lucas Kal e Eduardo Bauerman.

A utilização de três zagueiros poderá transformar os laterais em alas, a fim de diminuir a fragilidade defensiva pelos lados e aproveitar o potencial ofensivo do Diego Ferreira, Leandro Silva, Ronaldo e Thalys, pela direita, e principalmente do João Paulo, Lucas Luan e Sávio, pela esquerda.

Luisão, que também subiu para não ser aproveitado, é opção para formar o trio defensivo.

Embora a movimentação ofensiva com troca constante de posição seja interessante, ainda existe a necessidade de utilizar um centroavante, com mais presença de área, entre os titulares ou durante os jogos, de acordo com as circunstâncias da partida, a fim de aumentar a vantagem competitiva do time americano sobre o adversário.
Vitão, outro sub-20 promovido para não jogar, deveria ser mais utilizado.
O DNA deve ser aproveitado entre os titulares.
Patrocinense:
Luiz Miguel;
Marcelo, Alisson, Felipe Gregory e Pedro Rosa;
Léo Costa (Jayme), Alemão, Diego Luís (Daniel Menezes) e Giba (Rafael Gladiador);
Rodney e Paulo Renê
Técnico: Thiago Oliveira
América na distribuição básica 4-1-2-3 com variação para 4-1-4-1.
Airton;
Rickson, Lucas Kal, Eduardo Bauermann, Sávio;
Flávio;
Juninho e Alê (Joseph);
Rodolfo, Léo Passos (Lucas Luan), Felipe Augusto (Ademir)
Técnico: Lisca
Gol: Léo Passos
www.facebook.com/avacoelhada
twitter.com/Avacoelhada
www.instagram.com/avacoelhada

Postado por Marco Antônio


» Comentar

Comentários:
2