Warning: "continue" targeting switch is equivalent to "break". Did you mean to use "continue 2"? in /home/blog/www/wordpress/wp-includes/pomo/plural-forms.php on line 210
Lisca, Sampaoli e Ney Franco: a realidade de cada um nas respectivas missões | Blog do Chico Maia

Blog do Chico Maia

Acompanhe o Chico

Lisca, Sampaoli e Ney Franco: a realidade de cada um nas respectivas missões

Foto/montagem Super Notícia

No momento, Lisca é o menos cobrado. O time está na zona de classificação e tem atuado bem. O campeonato é longo, mas neste ritmo, tem tudo para ficar com uma das quatro vagas da Série A 2021.

A simples vitória na estreia deu a Ney Franco sossego para iniciar o seu trabalho à frente do Cruzeiro. Só de se distanciar da zona da degola para a Série C já foi um alívio. Agora é pegar um rumo para entrar na briga pelas primeiras posições.

Jorge Sampaoli foge do convencional, tanto no comportamento pessoal, quanto nos treinos e jogos. Faz o trabalho dele, cumpre o que está escrito no contrato, não dá entrevistas fora do script oficial, não faz média com ninguém e mantém o seu estilo de confundir o adversário, mudando o time e a forma de jogar, permanentemente. Está dando certo, e isso é o que importa. Enfrenta a má vontade de uma parte da imprensa, mas e daí? Nada interfere no trabalho dele.

O jornalista Fernando Rocha, de Ipatinga, conhece muito bem Ney Franco, que ficou conhecido nacionalmente a partir da trajetória iniciada no “Tigre”.  De lá, para a prateleira de cima do futebol brasileiro. Na coluna de hoje, no Diário do Aço, Fernando fala sobre Ney e Jorge Sampaoli.

Vale a pena ler:

* “Ney Franco chegou ao Cruzeiro debaixo de muita desconfiança da torcida e imprensa azul da capital, cuja ficha ainda não caiu. Pensam ainda que o clube tem bala na agulha para gastar fortunas pagando salários milionários a treinadores. Ney Franco é vargealegrense, mineiro aqui dos nossos grotões, e sabe como ser humilde e assertivo ao mesmo tempo. Chegou dando logo um recado direto aos medalhões do grupo,  que não vinham jogando nada: “Só com o nome não se joga a Série B”, disse na entrevista de apresentação.

Foto: Gustavo Aleixo/Cruzeiro

O resultado foi um time diferente em campo, mais aguerrido, aplicado, que  fez um segundo tempo muito bom. O resultado positivo de 1 x 0 sobre o Vitória-BA foi importantíssimo para o Cruzeiro,  na medida em que tirou a equipe da proximidade com a zona de rebaixamento à Série C,  e interrompeu uma sequência de seis jogos sem vencer. Agora,  com mais tempo para treinar, mas sobretudo conversar com o grupo,  espera-se que o rendimento evolua ainda mais nas próximas rodadas.

 

Sampaoli

Alguns colegas da crônica, sobretudo no rádio, têm demonstrado muita má vontade com o trabalho de Jorge Sampaoli e sua comissão técnica no Galo. No entanto, os números são amplamente favoráveis ao argentino e sua equipe, confirmando o acerto do trabalho até aqui. Em 16 jogos venceu 12, empatou um e perdeu três partidas. No Campeonato Mineiro foram sete partidas do Galo sob seu comando, com seis vitórias e um empate. No Brasileiro, em nove jogos, venceu seis e perdeu três vezes. Aproveitamento geral de 77%, a nível estadual 90%, nacional   67%. Neste Brasileirão, onde o time tem figurado sempre na parte de cima da tabela, foram quatro partidas dentro de casa e cinco fora de Belo Horizonte.

Sampaoli vai errar, como ocorreu na escalação do time contra o Bragantino, mas tem inteligência, capacidade, além de  um plantel com qualidade, suficientes  para mexer na equipe  e mudar resultados desfavoráveis. Melhor que só fale depois dos jogos, esconda os treinos, seja cobrado pelo rendimento do time em campo, sem crises xenofóbicas e mimimis de repórteres dinossauros, mal acostumados que ficaram , em anos e anos  de janela obtendo informações privilegiadas nos bastidores. Trata-se de uma nova mentalidade e quem não se adaptar à este novo tempo periga cair no velho ditado: “camarão que dorme a onda leva”.(Fecha o pano!).


» Comentar

Comentários:
12
  • Renato César disse:

    Só para registrar, perfeito o comentário sobre Sampaoli. Que a torcida entenda, lendo isto, o que está acontecendo.

  • Fernando Chaves disse:

    O Galo não precisa ter pressa nenhuma para ganhar título nenhum, o CRU CRU demorou 80 anos para ganhar o Brasileiro e nem por isso; e se esses mercenários continuarem fazendo bobagens no Galo, RUA.

  • Amauri Martins Cunha disse:

    adorei … em anos e anos de janela obtendo informações privilegiadas nos bastidores. Trata-se de uma nova mentalidade e quem não se adaptar à este novo tempo periga cair no velho ditado: “camarão que dorme a onda leva .. Afonso Alberto anda bravo com com o Sampa ..Gostei demais um pouco chateado você não comentou nada á respeito da Morte do Parrerito do Trio Parada Dura você sempre lamenta quando morre alguma artista O Trio Parada Dura é Nosso de Minas Para O Mundo ..abço Amauri de Caratinga

  • Eduardo Silva disse:

    Chico, boa noite,

    Dez conclusões e verdades sobre a contratação do Thiago Neves que vieram a tona:

    1) 7Camara é apenas um passageiro do ônibus, quem dirige, traça as rotas e o destino são outras pessoas… Eu até digo a ordem de comando: Menin —- Mattos —- Sampaoli —- 7Camara.

    2) O clube está com dois meses de salários atrasados, isso na carteira, porque nos direitos de imagem ficou acertado que pagarão ano que vem… só Deus sabe quando…

    3) 7Camara disse novamente, com cara de surpresa, que Sampaoli cobra muito os reforços da diretoria e tem o objetivo de ser campeão e que acha muito bom ter um técnico que busca títulos.

    4) Sampoli pediu demissão, pela segunda vez, desde quando chegou em março ao clube e dessa vez ele falou que vai embora se o clube não colocar os salários em dia conforme combinado com ele.

    5) Muitos torcedores queimaram camisas, outros quebraram os cartões do Plano de Sócio Torcedor quando contrataram o T.Neves… Será que vai vender mais camisas após a demissão do jogador?

    6) Essa mania de contratar jogadores do Cruzeiro é uma boa idéia, quero dizer, excelente idéia, só que tem que pesquisar primeiro quais deles não fizeram os 6a1 eterno com as mãos… Roger Flores mesmo nem tentem contratar que vai dar BO, o pessoal vai magoar…

    7) Sampaoli é igual aquele menino birrento que quer um brinquedo novo quando vai passear no shopping e deita no chão e começa a dar maior escândalo se não for atendido: alô pessoal da imprensa, deixem os microfones sempre ligados perto do carecone, vem mais xilique ai…

    8) O Ronaldo Giovanelli da BAND disse que a torcida de Vespasiano foi precipitada em rejeitar o T.Neves porque ele faria uma boa dupla com Anelka…

    9) Muita gente até foi mais além e sugeriu um trio no ataque: T.Neves, Anelka e D.Tardelli, esse último ainda deve jogar muito pois ainda não atingiu sua independência financeira…

    10) No meu modo de vista a dupla ideal seria Cachares e T.Neves, dentro e fora de campo os dois são bons de gogó e de gorós…

    Continuamos na torcida…

    Se acalmem que vai dar tudo errado!

  • Horacio disse:

    Caro Chico, é isso aí. Vi alguns comentários sobre a vitória sobre o bragantino, nenhum time vai jogar bem em todas as partidas, isto não existe. Eu não conheço pessoalmente tio Paoli, não entendo nada do que ele fala e não me parece uma pessoa fácil. Pior gosta de jogador pronto, fominha que quer ganhar tudo e só a vitória interessa. É o resumo vivo de tudo que os spikes pregam.
    Pois eu já tenho muita boa vontade com ele, mas eu sou atleticano, pode ser que isto explique alguma coisa.
    Uma coisa é detonar técnico desconhecido outra é querer dar pitaco em trabalho de quem ganhou prestígio internacional no campo. É, tem que falar de alguma coisa, já não poderem nem mesmo pedir o arroz com feijão em outros clubes, podem ser mandados embora por fazer gracinha com coisa séria.

  • Silvio T disse:

    Engraçado que eu voltei a falar da Casa da Mãe Joana chamada Atlético pensando simplesmente na acomodação, boa vida e semi profissionalismo que notei nos jogos contra o Santos e o Red Bull. E em poucas horas dois terremotos típicos de uma estrutura podre explodem prá me dar razão. Primeiro essa coisa indizível de querer contratar uma das figuras mais escrotas da história do futebol. E há pouco ouço que o Sampaoli escancarou os salários atrasados e ameaçou ir embora no fim do ano. Que beleza! Parabéns aos quadrúpedes que se dizem diretoria do Atlético e vêm enterrando o time e humilhando a torcida desde 2016. Vou dar um palpitezinho do que acho que vai acontecer. Vão entregar de vez o que resta do Diamond Mall, aumentar a dívida para mais de um bilhão, prá não ficar atrás do rival, e chamar a torcida para aumentar os pagamentos de juros para mais de 200 milhões ao ano. E viva a estatal CAM.

  • jeremias disse:

    Os textões é emblemático aos infiltrados. Como gostam!
    Os técnicos mineiros deram sorte, os adversários perderam muitos gols. Principalmente o Ney Franco, que chegou ontem!

  • Alexandre (de Curitiba) disse:

    Caro Chico e demais leitores do Blog!
    Esse episódio do TN foi a cereja do bolo. Há algum tempo venho analisando a situação do Atlético e cheguei a algumas conclusões nada animadoras. Permitam-me, contudo, voltar só um pouquinho no tempo antes de entrar no assunto dessa (quase)contratação bizarra.
    No jogo contra o Santos, quando o Victor precisou entrar no lugar do Rafael, apesar dos vários problemas que muita gente relatou por aqui e em outros espaços, eu particularmente vi uma coisa boa naquele nervosismo todo do Victor. Pensem bem. Um goleiro dessa envergadura, com o passado que ele tem no Clube e a influência que exerce sobre os companheiros, estava ali feito um jogador recém promovido aos profissionais, inseguro e totalmente fora das características exigidas pelo treinador da equipe. Poucas vezes na história recente do futebol brasileiro vi um jogador considerado medalhão com um “background” do Victor ficar nervoso com um treinador praticamente recém-contratado por não se ver encaixado no esquema. Naquele jogo, assim que ele entrou já deu para perceber a sua limitação de jogar com os pés e os improdutivos chutões voltaram.
    Ficou muito claro pra mim que o nosso treinador não é mais um qualquer. É um profissional que sabe muito bem o que quer e tem a personalidade para impor isso ao seu grupo de jogadores e… à direção do Clube onde trabalha! E no meu entendimento é exatamente aí que mora o perigo.
    No episódio de ontem, sinceramente eu não acho que o Sampaoli tenha de ficar escolhendo jogador pensando no que ele tenha feito de ruim ao clube lá atrás. Nesse ponto ele está corretíssimo em tentar buscar um jogador que tenha o perfil que ele deseja. Ponto. Só que nesse caso não era um jogador qualquer. A história recente do TN é escandalosa. Ele demonstrou não apenas uma falta terrível de educação para o Atlético, mas gratuitamente e sem nenhum motivo quis humilhar nossa torcida justamente para se dar bem com a torcida rival, e isso chegou ao cúmulo de até tripudiar com uma tragédia no ano passado.
    Sampaoli chega para a direção e pede a contratação do TN. É nessa hora que o presidente deveria chegar e dar uma porrada na mesa, olhar bem nos olhos dele e dizer algo assim: “Você pode ser tudo isso que falam mundo afora, mas aqui neste Clube quem manda sou eu. Aqui tem comando!”. Infelizmente parece que não foi isso que aconteceu.
    Aí vem as perguntas. E quando a fonte financeira secar e não puder mais contratar com a intensidade que o treinador quer? E quando suas exigências não puderem mais ser atendidas? E se isso culminar com uma provável queda de rendimento e os resultados dentro de campo já não mais vierem? Quem vai chegar junto do treinador e baixar um pouco a sua bola?
    Apesar desse início de brasileirão promissor do Galo, fico sim muito preocupado com o que talvez seja a nossa maior fraqueza: a falta de pulso realmente forte para conter as personalidades pra lá de problemáticas do nosso treinador e de um bom número de jogadores do nosso elenco…
    Espero sinceramente poder chegar aqui e assumir que queimei a língua!

    • Raws disse:

      Alexandre, dá-nos a impressão que Sampaoli fez acerto com Menin, que é que paga. Só que em reunião deveria ser exposto para ele o seguinte, Menin é seu padrinho, mas o pai sou eu, Sete Câmara, à quem você pede bênção primeiro. O problema é que o perfil do presidente não parece ser assim. Com a carência de bons técnicos no Brasil, com os bons resultados que Sampaoli tem conseguido desde o Santos e com os holofotes da imprensa nacional sobre ele, corre-se o risco de querer mandar fora do Campo. Se sentir esse terreno fértil para isso, tudo pode se perder.