Warning: "continue" targeting switch is equivalent to "break". Did you mean to use "continue 2"? in /home/blog/www/wordpress/wp-includes/pomo/plural-forms.php on line 210
Ex-presidente do Conselho Gestor do Cruzeiro responde a Fábio: “Ele se omitiu e agora quer dar uma de santo”. | Blog do Chico Maia

Blog do Chico Maia

Acompanhe o Chico

Ex-presidente do Conselho Gestor do Cruzeiro responde a Fábio: “Ele se omitiu e agora quer dar uma de santo”.

Sempre vale lembrar aquele velho ditado para situações como essa que o Cruzeiro vive atualmente: “Em casa em que falta pão, todo grita e ninguém tem razão”. O goleiro Fábio nunca exerceu papel de líder no time e depois da derrota para o Sampaio Correia resolveu sair do seu casulo e deitou falação contra ex-dirigentes. Pra variar, sem citar nomes, mas o Saulo Froes, integrante do Conselho de “Notáveis”, não gostou, e respondeu, em entrevista ao Hoje em Dia:

* “Ex-membro do Conselho Gestor detona Fábio após críticas: ‘se omitiu e agora quer dar uma de santo’”

O ex-presidente do Conselho Gestor, que esteve à frente do Cruzeiro entre dezembro de 2019 e maio deste ano, Saulo Fróes rebateu veementemente as críticas feitas pelo goleiro Fábio, após a derrota por 2 a 1 para o Sampaio Corrêa, nessa quinta-feira (8), no Mineirão, pela 14ª rodada da Série B do Campeonato Brasileiro.

Sem citar diretamente a quem se referia, o camisa 1 da Raposa condicionou o grave momento pelo qual o clube atravessa dentro e fora de campo, aos antigos gestores da instituição.

Em uma das falas, inclusive, o jogador disse que quem perdeu os seis pontos na Fifa não estava mais no Cruzeiro. A declaração deixou em dúvida a quem o goleiro culpava. Isso, porque a dívida, correspondente ao não pagamento do empréstimo do volante Denílson junto ao Al-Whada, dos Emirados Árabes, foi contraída pela gestão de Gilvan de Pinho Tavares (2012-2017).

O débito não foi pago pela administração de Wagner Pires de Sá (2018 a 2019) e foi executado quando a Raposa estava sendo dirigida pelo Conselho Gestor.

Sobre as declarações de Fábio, Saulo Fróes respondeu duramente, em entrevista ao Hoje em Dia, afirmando que o goleiro não se manifestou antes de o clube entrar nessa grave crise.

“Ele se omitiu e agora quer dar uma de santo. A culpa é das outras administrações anteriores, mas ele querer jogar todo mundo no mesmo balaio? Então, pera aí. O Conselho Gestor foi formado por pessoas sérias, dignas. Ele tem que agradecer muito ao Conselho Gestor. Não falo nem a mim, mas por todos do Conselho Gestor”, completou Fróes.

Com o mesmo tom, o ex-dirigente da Raposa voltou a questionar Fábio, afirmando que o atleta não fez nada para ajudar o clube fora de campo. “Ele era o porta-voz das reclamações, solicitando mais bicho (premiação por vitórias). Ele teve a oportunidade que nós não tivemos (de se posicionar contra as antigas gestões). Nós ficamos lá (no Cruzeiro) cinco meses, sendo dois meses e meio de pandemia. O que nós fizemos em cinco meses, ele não fez nada pelo Cruzeiro. Quanto ao que fez pelo Cruzeiro (em campo), foi muito bem pago para isso. É o jogador mais bem pago do Cruzeiro. O salário do Fábio é R$ 700 mil. Hoje não tem segredo, ele ganha R$ 200 mil, e os outros R$ 500 mil nós fizemos um parcelamento. Como fizemos também com outros. É um direito dele (Fábio) assinar o contrato, ele está certo. Talvez tenha sido o goleiro que mais tenha ganhado dinheiro no Brasil”, disse Fróes.

“Ele não tirou nenhum centavo”

Em relação à dificuldade em arcar com os salários dos funcionários, Saulo Fróes afirma que o Conselho Gestor assumiu o Cruzeiro em situação pior do a que está agora e alfinetou novamente Fábio.

“Quando nós entramos lá, não tinha dinheiro para comida na Toca. Pusemos os salários dos funcionários em dia, inclusive dos jogadores. Inclusive do próprio Fábio, que é quem mais ganha lá, mesmo reduzindo o salário; apesar do crédito dele (pagamento da diferença do que é pago em 2020) é para frente. Deixando bem claro que o Fábio, assim como qualquer jogador, não tirou um centavo. Ele deveria agradecer, porque pagamos ele em dia. O que aconteceu depois, que nós deixamos de pagar, é porque veio a pandemia. O Cruzeiro não tem caixa. É o que está acontecendo hoje e vai continuar acontecendo. Porque o Cruzeiro, infelizmente, não tem recursos. Não quero fazer nenhuma crítica ao Serginho (Santos Rodrigues, presidente), que entrou em uma situação delicada. Agora, ele pegou o Cruzeiro em uma situação muito melhor do que a que nós pegamos”.

Por fim, o ex-dirigente da Raposa, voltou a criticar seus antecessores no comando do clube estrelado.

“Falar das gestões anteriores é bater no mesmo teclado de novo. Não precisamos nem falar quem acabou com o Cruzeiro. As gestões de vaidade, a troco de títulos. E principalmente a última, que além de vaidade e de incompetência, ainda teve fraude e roubo. Isso aí já está mais do que provado. A anterior (de Gilvan de Pinho) eu acredito muito mais em vaidade e incompetência, mas as última (Wagner Pires e Itair Machado) que houveram os desfalques”.

A reportagem tentou contato com Gilvan de Pinho Tavares e Wagner Pires de Sá, mas não obteve retorno de ambos até o momento.

Em relação a Fábio, a assessoria de comunicação do Cruzeiro afirmou que o goleiro está em viagem com a delegação e que vai consultá-lo se ele deseja se manifestar sobre as declarações de Saulo Fróes. O espaço está aberto, caso o jogador queira se posicionar.

https://www.hojeemdia.com.br/esportes/ex-membro-do-conselho-gestor-detona-f%C3%A1bio-ap%C3%B3s-cr%C3%ADticas-se-omitiu-e-agora-quer-dar-uma-de-santo-1.807298


» Comentar

Comentários:
14
  • Alisson Sol disse:

    Acabei de assistir um dos piores festivais de passe errado que presenciei na vida. O técnico tem de ser substituído urgentemente. Não é possível que se escale um time tão ruim. Não há uma jogada ensaiada. Os jogadores não estão nem aí.

    Vamos declarar falência logo e recomeçar. Fazendo isto, há uma boa chance de voltar à Série A em 3 anos. Do jeito que estão administrando, vai levar uns 5 anos!

  • Horacio disse:

    Não pude deixar de ver seu post onde este zé ninguém do conselho do cruzeiro acusa o Fábio de ‘omisso’. Omisso é quem contrata o Fábio e aquele bando de velho que só jogava com o nome. É irritante ver estas subcelebridades da bunda caída tentando empurrar a responsabilidade do que acontecia, e sabiam muito bem o que ocorria, para os jogadores. É o padrão cartolagem, esta coisa obsoleta do futebol independente do clube.

    O caso thiago neves no Galo é um exemplo. Qual critério técnico justificaria a contrataçaõ? È só dividir o número de passes a gol mais os gols feitos pelo salário, declarado, que vai dar uma fortuna para cada gol. Não joga absolutamente nada a uns 2 anos, não apresenta qualquer parâmetro técnico, qual a velocidade dele no campo? qual a distância que percorre por jogo? Quantos jogos por temporada? Qual o valor de revenda? Ainda com os problemas que o Cazares criou, desvalorizando o próprio jogador ao se expondor nas redes de fofocas, querem contratar um sujeito ainda pior do que ele. Fala zezé!!

    Nada justifica esta contratação além das forças obscuras do submundo do futebol que destroi os clubes. Enquanto não houver um departamento técnico para avaliar as contratações os clubes vão continuar a fazer apostas de milhões em tranqueiras e perder sempre. Torrar dinheiro dos clubes é a função mais nobre da cartolagem, além de dar vida as federações parasitas, desvalorizar as competições e vender os jogos baratinhos para a televisão. A medida provisória do flamerda é o exemplo perfeito dessa modalidade de picaretas no execício da boçalidade do cargo.

    No caso do thiago a torcida reagiu, mas reagiu porque o sujeito provocava nas redes de fofocas. Na realidade a torcida do Galo não pode ver um velho decadente que se enche de alegria, o mesmo que foi dito para o thiago neves pode ser dito para o Tardeli, grande ídolo, mas Reinaldo também é e jogou muito, mas muito mais mesmo.

  • Fabiano Filho disse:

    Vou comemorar se forem rebaixados para a série C .kkkkl Toda arrogância foi castigada.

  • Pedro Vitor disse:

    Atlético fez sua obrigação, Sampaioli armou o time como vinha fazendo e o Goiás não consegui controlar nossas ações, enfim, 3 a 0, sem sustos, o jovem Sávio, entrou em campo de cara, não sentiu o jogo, uma grata surpresa

  • Pedro Vitor disse:

    Que sentada no colo!

  • Claudio disse:

    Boa noite Chico.
    Depois de conhecer o Albanos, estou vendo o lance de Vasco e Flamengo.
    Estão comparando com um lance de São Paulo e Atlético e tentando justificar.
    Coisa simples de resolver: todos os jogadores hoje usam GPS para ver quanto correram durante os jogos.
    Já é usado para ver quanto, como e pra onde o gado foi.
    Será que é tão difícil assim usar esta tecnologia para ver quem estava à frente?
    Enfim (usando um meme do momento), a hipocrisia!

  • Marcio Borges disse:

    Eu continuo com a opinião de que os dirigentes são os responsáveis pelo momento do time. Faltou comando, faltou honestidade principalmente. Acho que se os dirigentes fossem melhores os jogadores não iriam tomar conta do clube como tomaram. O “fala zeze” foi o exemplo maior desta falta de comando. Fábio, podia se envolver dentro do que acontecia dentro do campo. Fora não. Quem tinha que chamar jogadores na responsabilidade por ir em show enquanto se recuperava de contusão, ou de jogador dando pulo em festa depois de passar por cirurgia era os dirigentes. Mandassem embora.
    Fábio tem sua culpa assim como todos que ficaram no time. Mas ele é funcionário e não manda.

  • Luiz Ibirité disse:

    Eu sempre vou respeitar a historia de um grande jogador, em qq clube, mas o fabio foi um dos principais jogadores no descenso do clube ano passado, confirmou em entrevista recente ao Joao canalha no canal do youtube acusando o rogerio ceni de nao saber lhe dar com os “medalhoes” na época, se posicionou a favor de quem pediu sua cabeça a diretoria e agora vem falar q os culpados estao em casa, vc tb teve a oportunidade de sair, alias ainda tem, mas quer encerrar a carreira de forma “digna” levando o clube ao acesso, esta afundando ainda mais, o tempo passa pra todos, nao esta bem fisicamente, nao é mais um lider dentro de campo, tem tomado gols que ha muito nao tomava, continuo respeitando, e o clube pior, nao contrata um treinador q tente algo nv, so o mais dos mesmo (entregador de camisa), o alisson sol descreve muito bem sobre os numeros fora de campo, o Cruzeiro esta sendo cobrado e punido em todas as esferas, que assim seja feito, o dirigente q ai está sabia das dificuldades, brigou pra ser eleito e reeleito, q faça algo diferente dos antecessores, mas mantendo os conselheiros, acho q nao muda nada e pior tem gente ainda fazendo conta pra subir nesta temporada.

  • Márcio Luiz disse:

    A palavra VAIDADE é citada várias vezes pelo furibundo conselheiro, kkk.
    Mas,… NORMAL. Afinal, ela está citada no próprio hino do clube, não?

  • Alisson Sol disse:

    Em verdade, depois da “perda dos 6 pontos” por um valor que certamente o Cruzeiro poderia arrecadar rapidamente, sabemos que “há muito mais lama neste poço” do que podemos vir a saber…

    A realidade do Cruzeiro hoje, se eu fosse perguntando sobre como “arrumar”, é simples:
    – Declarar falência. Seria o que toda empresa faria. Vamos para a terceira divisão com condições de arrumar o clube para o futuro. A atual pretensão de continuar enrolando vai fazer o clube ir de qualquer modo para uma divisão inferior, mas ainda com todas as dívidas a pagar.
    – Processar administrações prévias. É preciso o exemplo que gestões que cometem crimes serão punidas.
    – Criar um clube-empresa. Vende-se ações na bolsa, e tem-se uma administração profissional. Ano passado, em matéria sobre o “dirigente do ano” anterior, eu comentava sobre o absurdo irreal dos balanços do Cruzeiro (link). Há muito dinheiro no mundo em busca de investimento. Mas ninguém vai investir sem transparência financira.
    – Depois de resolver o problema financeiro, usar o marketing eficientemente. Vamos explorar a “rivalidade”, e marcar um jogo contra o Íbis. Reerguer o clube começa por ir galgando de volta os passos de maneira segura. O rival atual do Cruzeiro é o Íbis. E o Íbis está explorando a rivalidade. Parabéns ao departamento de Marketing deles, que deve ser bem mais barato que o do Cruzeiro!

  • LEONARDO PIRES disse:

    Pois é. Vejo o cruzeiro perdido em campo e fora dele. Isso aqui é Brasil, dirigente não vai pagar por nada. Quem vai pagar é a torcida, tendo ataques de nervos, dando dinheiro pra salvar o clube, tentando carregar o clube. O Galo é a mesma coisa e cá pra nós a situação dele é um pouco diferente pois o dirigente teve que aceitar as condições para ser ajudado. Então cabide de empregos foram desmontados em parte, desagradando pessoas que sempre estiveram ali na diretoria ou ao arredores se beneficiando de alguma forma dos recursos do clube. Repito, isso aqui é Brasil.Acordem! Sei que o Galo pode ter um período bom , mas não me iludo os mesmo de sempre voltaram a ter o poder e tudo vai ser como dantes no quartel de Abrantes. Cruzeiro passará por essa fase, demandará algum tempo para se recuperar financeiramente, mas precisa de afastar a turminha de saqueadores durante um bom tempo. Mas não se enganem , um dia eles voltam. Com certeza!

  • Ed Diogo disse:

    Ao invés de ser líder e tomar a frente e se posicionar como tal foi fazer críticas aos dirigentes que é mais fácil .Nao estou dizendo que os diretores não erraram, mas primeiro ele tem 15 anos e 900 jogos pelo Cruzeiro está rico e perto do final da carreira então porque não fez uma crítica ao Thiago Neves ao Dedé e outros mais?????Ou para encerrar por que não se pronunciou antes?????

  • Raws disse:

    Repetindo uma frase conhecida em comentário ao Márcio Borges,
    “Quando chega reclamando do que está feito, deveria estar aqui na hora de fazê-lo”. Fábio sempre esteve.
    Apesar de não ter nada haver com o tema, reclamar do Brasil de hoje com nossa afonia por décadas é hipocrisia explícita.
    É só um paralelo.