Warning: "continue" targeting switch is equivalent to "break". Did you mean to use "continue 2"? in /home/blog/www/wordpress/wp-includes/pomo/plural-forms.php on line 210
Galo com Sampaoli, “é muita alegoria com pouca comissão de frente” | Blog do Chico Maia

Blog do Chico Maia

Acompanhe o Chico

Galo com Sampaoli, “é muita alegoria com pouca comissão de frente”

Que honra ter a visita e, melhor ainda, um comentário do grande jornalista e músico, Sílvio Scalioni em nossa página do Facebook, que faço questão de trazer para as senhoras e senhores do blog. E ele cita uma frase de outro monstro do nosso jornalismo, Daniel Gomes, ex-editor de Esportes do Estado de Minas. Também lembra a “boca” do ex-jogador Casagrande, que “previu” que o Galo já era o campeão de 2020. Depois disso, a coisa desandou.

Obrigado ao Sílvio, e confiram a opinião dele sobre o momento vivido pelo Atlético:

* “Caro Chico Maia, o futebol que o Atlético vem apresentando é de “enganar trouxa”, que somos nós, torcedores. Posse excessiva de bola jamais vai significar competência. Pelo contrário. Time bom mata jogo. Não o faz, deixa os adversários jogarem no seu erro. Foi assim contra o Botafogo, contra o Santos, contra o Inter, contra o Fortaleza, contra o Fluminense, quando mereceu perder, e agora, contra o Bahia. Sampaoli teve até agora tudo que pediu – foram 10 contratações caras -, mas continuamos sem um centroavante, para fazer os gols que precisamos, e perdendo fora para as equipes de sempre. Podem me crucificar, mas esse técnico ainda não me convenceu. Como diria o grande jornalista Daniel Gomes, que foi editor de Esportes do Estado de Minas por muitos anos e que você conhece bem, com Sampaoli, “é muita alegoria com pouca comissão de frente”. Se deu para entender…. Até quando vamos ficar só no “quase”? Alguém no Galo, no caso, o presidente, está precisando mostrar quem manda, tem de cobrar e não ficar apenas passando a mão na cabeça do treinador, dizendo “amém”. Se continuar perdendo fora para equipes medíocres como o Bahia, quando acordarmos, o Galo nem vaga pra Libertadores vai conseguir. Depois, não adianta ser profeta do acontecido.

Para amenizar um pouco a decepção pela vergonhosa derrota do Atlético, ontem à noite: que língua tem o comentarista Casagrande! Foi só ele dizer, no “Bem Amigos”, após vencermos o Vasco por 4 a 1, que o Galo já era o campeão brasileiro desse ano – chegou, inclusive, a ter uma discussão áspera com o dono do programa, Galvão Bueno -, para a coisa desandar. Dos 12 pontos disputados desde então, o alvinegro só ganhou 4, jogando 8 pelo ralo, contra times fracos. Nesse período, venceu apenas o lanterna Goiás. Performance que custou a liderança e a pouca “gordura” que a equipe tinha em relação a Inter e Flamengo. Vira essa boca pra lá, Casão!”

https://www.facebook.com/silvio.scalioni.7?comment_id=Y29tbWVudDoyNjIwNTg4MjMxMzk5MTc5XzI2MjA3ODg5NzgwNDU3NzE%3D


» Comentar

Comentários:
13
  • Márcio Luiz disse:

    Uma deficiência que talvez pouca gente note neste time armado pelo Sampaoli:

    reparem nos gols da rodada meio de semana (quando há) e fim de semana do Brasileirão. São vários, vários gols de fora da área; uns golaços, outros, frango dos goleiros, mas acontecem a rodo.
    MENOS com o nosso time que só quer fazer gols “de futsal”, “de almanaque” (arrrgh), como se valesse gol somente de dentro da área no futebol profissional.

    Mas aí de vez em quando aparece por aqui um “arauto” da diretoria e treinador defendendo que ainda temos o melhor ataque (o flamerda só está a um gol nosso), mas se esquece de olhar o saldo de gols que em caso de igualdade em nº de pts e vitórias é o 1º critério de desempate em caso de título na última rodada.

  • Raws disse:

    Independente dos erros vistos pela maioria, ainda estamos no páreo.
    Independente de Sampaoli errar(todos erram), ele é diferenciado.
    Independente de faltar “peças”, melhoramos 99%.
    Independente de ainda termos a possibilidade do título, o campeonato brasileiro é dificílimo.
    Independente de sermos uma torcida diferenciada, somos “malas” na mesma proporção.
    Por fim acontecem derrotas que tiram o título, porém certas derrotas ajudam a ganhar. Vamos ver a derrota de ontem no que resultará.
    Pelo menos para para baixar a bola de maneira geral deveria servir.

    • Luiz disse:

      Prezado Raws
      Que bom ler suas colocações.
      Gostaria muito de ter minhas esperanças renovadas, porém ontem foi de desanimar!
      Por mais que eu seja otimista não vejo o Galo com aquele ímpeto dos primeiros jogos.
      Os pontos perdidos até aqui, exceto para o Santos, foram para equipes muito inferiores tecnicamente.
      Ficou mais do que provado que “posse de bola” não significa nada.
      O problema agora é recuperá-los, mesmo tendo um segundo turno inteiro. Espero, enfim, que as coisas voltem a engrenar.

      Abraços

      • Raws disse:

        Luiz, eu sou otimista por herança paterna.
        No caso do Galo, nunca foi ou será fácil. É nosso histórico.
        Mas nossas conquistas são realçadas por isso.
        Lembra do Tijuana? Tenha fé. Se não der esse ano(continuo acreditando), dará no próximo ou no outro. O bom da vida é estar “vivendo”…
        Curtir o trajeto até chegar ao fim da viagem, é ser sábio. As vezes um prego no pneu salva sua chegada.
        Grande abraço.

  • Julio Cesar disse:

    E se as principais peças do elenco ou todos dão sinal de impaciência com o que diz e como diz Sampaoli no vestiário ? Essa de gritaria e murro na mesa tem limite. Uns não suportam de primeira! Porque Sampaoli não aproveita o número de substituições ?
    Ontem demorou a substituir mais uma vez.
    Ontem assim como em outros jogos, jogadores concluindo a gol quando tinham opção com outro em melhor condição.
    E falta o matador.
    E a maioria defendeu permanência de Rafael !
    Essa de goleiro dar passe com pé como se fosse essencial é lero-lero.
    Isso nas invenções que costuma fazer.
    Coisa que nunca vi no Barcelona, Real Madrid, Bayern, etc.
    Cada um na sua. Titulares e reservas, lateral é lateral e etc.
    Claro, durante a partida um aparecer como opção.
    Como o inesquecível carrossel holandês.

  • Juca da Floresta disse:

    Bom dia Chico e pessoal,

    Aqui, o comandante do voo para Salvador já se manifestou após o jogo: https://www.otempo.com.br/superfc/atletico/galo-ganha-pronunciamento-motivacional-de-piloto-atleticano-em-voo-para-salvador-1.2400978

  • Júlio Soares disse:

    Se o Galo perdeu, mais tarde “nóis diverte”. Kkk!

  • Antonio da Silva disse:

    Concordo também, ficar pedindo jogador da Argentina ou do Santos não cola mais. Precisa sim de um matador, detectado ainda no início do campeonato, porque Marrony é jogador de toquinho e firula. O Flamengo vez por outra tem uma ajudinha sim do VAR, mas é inegável a objetividade de Gérson, E. Ribeiro, Arrascaeta, Vitinho, B. Henrique.(Nenhum deles tem 19 ou 20 anos e promessa). O Galo é muita correria e cansaço em algum dos tempos de jogo, defesa aberta e atletas que se revezam quanto as falhas. Tem que treinar posse de bola e finalizações em vez de só pedir reforços.

  • Mauricio Souza - Serrano disse:

    Gostaria de saber, se algum time já ganhou o campeonato de pontos corridos na 17ª rodada, acho que não. Dito isto agora vamos aos fatos, com os laterais direitos (Guga e Mariano) somados com os zagueiros (Igor Rabelo e Gabriel) + falta de centro avante que coloque a bola pra dentro, não vamos ganhar nem com 38 rodadas. Agora uma coisa seja dita, com este plantel aí na mao de qualquer outro treinador brasileiro em atividade, estaríamos no Z4. Queira ou não queira o Sampaoli é disparada o melhor treinador do Brasil. Minha opinião.

  • Pedro Vitor disse:

    O esquema do Sampaioli é suicida, ontem, no primeiro tempo, Atlético 1 a 0, com posse de bola 80%, ele tirou o Rever machucado, põe o Igor Rabello, e o deixa sem cobertura de meio-campo, isso é o “b aba do futebol”.

    Quem não faz? Toma!

    Tirou Jair da contenção, pôs o Júnior Alonso no meio esquerda, fazendo ultrapassagens, num esquema ousado com apenas 2 atrás e o goleiro como líbero, sinceramente nunca vi isso no futebol, apenas no futsal.

    ——Everson———
    Guga———Rabello

    Alonso, Jair, Arana, Nathan, Keno, Savarino, e Franco na criação de jogadas, eu acho até viável em determinado momento, mas é ter um volante na contenção, como o Allan estava suspenso e ele faz bem este papel, o Sampaioli não podia de forma alguma, adiantar o Alonso.

    E Sasha tá mal, o Marrone perdendo gols incríveis é muito melhor, mas o ideal é um centro avante de ofício.

    Botafogo, Fortaleza e Bahia, tiram o Atlético da liderança do campeonato brasileiro, Mas para o Atlético é melhor ir comendo pelas beiradas.

    Everson tem mais habilidades com os pés, porém o Rafael estava melhor momento debaixo das traves, nisso o Sampaioli errou ao meu ver.

    Gilberto do Bahia acho que seria uma boa contratação sem Tardelli machucado!

    • Fred disse:

      O esquema é ousado, mas só é criticado porque os atacantes não são eficientes. Caso tivessem feito mais gols (chances houve), o Galo teria vencido o jogo com Réver jogando quase como um meia, e que seja. Como os atacantes ficam com grande posse de bola, mas não resolvem, uma hora a bola volta e pega a defesa avançada, vai acontecer. Mas só vai acontecer se o ataque não resolver.
      Sampaoli deixa claro que futebol é ataque, a bola deve sempre estar na parte mais importante do campo, que pra ele é o ataque (Bielsa também fazia isso). Sempre. Se um time quer “volante na contenção”, que contrate o Mano ou o Tite.
      E vou te falar, capaz que se o time jogasse no modo “Tite”, com Igor Rabelo e Guga, teria é perdido mais jogos no campeonato.

      • Pedro Vitor disse:

        Ousado e sendo montado em pleno brasileiro. Tudo se resume na falta de eficiência do Atlético em marcar gols.

        Contenção meu caro Fred, não me interprete mal, é Jair por exemplo neste jogo específico, estar posicionado ali.

        Achei suicídio independente dos erros defensivos.

        Espero que tenha servido de grande aprendizagem ao elenco!