Warning: "continue" targeting switch is equivalent to "break". Did you mean to use "continue 2"? in /home/blog/www/wordpress/wp-includes/pomo/plural-forms.php on line 210
Vantagens e desvantagens da pausa no Brasileiro para o Atlético | Blog do Chico Maia

Blog do Chico Maia

Acompanhe o Chico

Vantagens e desvantagens da pausa no Brasileiro para o Atlético

Fotos: Pedro Souza/Atlético

Perguntado sobre isso, o técnico Cuca ficou no muro, citando exemplos do lado bom e do lado ruim da paralisação por causa das datas Fifa e os jogos da seleção pelas eliminatórias. E ele está certo. O Galo ganha tempo para recuperar jogadores fisicamente, treinar e não jogar tão desfalcado, já que tem atletas servindo a várias seleções do continente. Em compensação corre o risco de perder o embalo, que diminuiu de intensidade nas duas últimas rodadas, com os empates com Fluminense e Bragantino.

O jornalista/radialista Fernando Rocha escreveu sobre isso e outros assuntos envolvendo Atlético, Cruzeiro e seleção brasileira, na coluna Bola na Área, no Diário do Aço, de Ipatinga:

* “Nível baixo”

Depois de derrotar o Chile fora de casa, a Seleção da CBF encara neste domingo a Argentina de Messí, no Itaquerão, em São Paulo, buscando manter 100% de aproveitamento, e a liderança absoluta nessas Eliminatórias para a Copa do Qatar, em 2022.

A nossa superioridade, inclusive sobre a Argentina, que está 6 pontos atrás dos 21 somados em 7 jogos pela equipe comandada por Tite, nos credencia para conquistar o próximo Mundial?

Acho que não, pois também salta aos olhos como nossos adversários são ruins, pois se já tínhamos aqui no continente patropí um futebol de baixa qualidade técnica, com a pandemia piorou ainda mais.

Faltam cerca de 14 meses para o Mundial e contar apenas com o o talento individual de Neymar e mais alguns, não nos fará voltar a  ser protagonistas, diante do poderio das principais seleções europeias.

***

Muitos leitores cruzeirenses, que guardam boas lembranças dos grandes momentos do time celeste, em partidas até internacionais disputadas no Ipatingão, sobretudo no fim dos anos 90 e início da década passada, não escondem que gostariam de ver o  seu time do coração jogando novamente no “Gigante do Parque Ipanema”.

Acho pesou na escolha de Sete Lagoas,  além do fato de ser uma bela e acolhedora cidade, a sua proximidade da capital, apenas 74Km pela Br-040, rodovia duplicada e muito mais segura que os  200Km de sofrências, insegurança, que teria de enfrentar na BR-381 até o Vale do Aço.

Na época das vacas gordas, o Cruzeiro se deslocava até aqui em vôos fretados, chegava horas antes das partidas e regressava logo após, levando na bagagem além de vitórias, uma boa grana gerado pelo Ipatingão sempre lotado pela sua enorme torcida na região.

Hoje, sem torcida nos estádios devido à pandemia da Covid-19,o custo do fretamento de aeronaves superaria o aluguel até mesmo do Mineirão, o que inviabiliza a transferência de jogos para o Ipatingão.

FIM DE PAPO

·        Segundo apurou a coluna, por força de contrato com a Minas Arena, o Cruzeiro paga cerca de R$ 55 mil pelo aluguel do  Mineirão, valor este que cai para R$ 35 mil, quando o palco escolhido é o Independência. Na “Arena do Jacaré”, que pertence ao Democrata de Sete Lagoas, os custos são reduzidos em menos da metade do menor valor cobrado pelo  Independência.

·        A crise financeira é tão grande no Cruzeiro que chega a assustar, como foi na última semana o caso da citação feita pela Justiça, dando prazo de 15 dias  para o clube efetuar o pagamento de R$ 330 milhões, por uma ação movida pelo Grupo D.I.S e a GT Sports, pela contratação do zagueiro Dedé, em 2013. Este caso ainda terá muitos desdobramentos e vai demorar anos para que se chegue a uma solução.

·        Mas, há outras dívidas de menor vulto, que desgastam cada vez mais a imagem do clube, como por exemplo,  a cobrança judicial feita pela Supermix, que forneceu  concreto para uma obra na Toca da Raposa, em 2019. Segundo despacho do juiz Henrique Mendonça Schvartzman, o Cruzeiro teria três dias para pagar a dívida, que hoje está na casa de R$ 36 mil, mais custos processuais e honorários advocatícios.

·        O Atlético vive neste momento outra realidade e sua diretoria não abre mão de jogar dia 28 próximo com o Palmeiras, pela semi-final da Libertadores, com torcida presente no Mineirão, ou em outra praça, que pode ser Brasília, Sete Lagoas, até mesmo o Ipatingão. Com os números da pandemia da Covid-19 estáveis na nossa capital, também não será surpresa se até o dia 14 deste mês, data máxima permitida pela Conmebol para que o Atlético indique o local da partida, os jogos no Mineirão e Independência já estejam  liberados para receber público. (Fecha o pano!)

* Por Fernando Rocha – Diário do Aço – Ipatinga


Deixe uma resposta para Fred Cancelar resposta

Comentários:
5
  • Horacio disse:

    Pois é seu Chico, para o Galo, o cabra faz um balanço ‘neutro’ na parada para a cbf encher os cofrinhos em cima dos clubes. Já dá pra ter ideia do time do coração do sujeito, já que isto afeta muito a série A.

    E eu volto a insistir. O Galo deveria cobrar pela parada. Li esses dias que a folha anual está perto de 180 milhões!! Isto dá 490 mil por dia!!(quantos ganham isto por ano?) O Galo está parado, volto a insistir, treinando parte do elenco, por 12 13 dias, isto vai dar cerca 6,0 milhões de prejuízo com o clube pagando salários e encargos sem jogar.

    Se você faz serviço de terraplanagem e suas máquinas são requisitadas por força de lei, por força de lei você tem que ser ressarcido. Profissionalização é isto, despesas tem que ser contabilizadas e cobradas, porque arcar com o prejuízo sozinho? Tem que parar com esta palhaçada.

    O Galo é de longe o mais prejudicado, mas todos estão parados pagando os elencos, e vão enfrentar uma escala de jogos absurda, que vai demolir os elencos menores. Estimo em 30 milhões o prejuízo dos clubes com esta parada.

    Outros clubes estão parados, mas treinando. Quantos jogadores o fluminense liberou? é o próximo adversário, e o parmera? é o próximo na libertadores. E o fortaleza? É isto que está sendo discutido, prejuízo financeiro e técnico na retomada.

    Se for mal nos próximos jogos está fora e perde milhões em premiação. A cbf não perde nada, estes caras nunca estiveram em um clube de futebol, não sei de que esquema eles brotam. Enquanto não houver obrigatoriedade da cbf ressarcir financeiramente isto vai continuar, lucro pra cbf, prejuízo financeiro e técnico para o futebol.

  • Silvio Torres disse:

    Como eu disse aqui, não tem a menor lógica convocar um jogador como Hulk, de 34 anos e que já viveu seu ciclo na seleção há muito tempo. Ao não colocá-lo em campo contra o Chile, Tite escancara que não conta com ele. E mostra também o quanto é fraco e covarde. Nao resistiu à pressão da “imprensa atleticana” que praticamente o obrigou a convocar o atacante. Isso foi só um artifício para abrir a porteira e desfalcar o Atlético em momentos decisivos daqui pra frente. E Hulk precisa descer do salto e voltar a se concentrar em quem o colocou de novo na prateleira de cima do futebol e da mídia. E ter consciência de que NUNCA irá à Copa do mundo.

  • Júlio Soares disse:

    Sabemos que essas convocações são cheias de más intenções, pura sacanagem de Tite, já tem seus “peixinhos”, os atletas do Galo não vão jogar e só Arana tem chances de ir à Copa. O problema é que todo atleta quer ir a seleção e não adianta ter no elenco atleta insatisfeito. Pedro do Flamengo não foi às Olimpíadas, caiu de produção. Uma perguntinha que não quer se calar: quando Kéké, Joseph e Fábio serão convocados?

  • Fred disse:

    A selecinha brasileira disputando eliminatórias~copa do mundo é tipo clube brasileiro disputando libertadores~mundial. Sobra no campeonato sulamericano e passa vergonha quando encontra os europeus.

  • Nivaldo Alves disse:

    Estas paradas nunca foram boas para o Galo, espero que este ano seja diferente. O time estava embalado!