Warning: "continue" targeting switch is equivalent to "break". Did you mean to use "continue 2"? in /home/blog/www/wordpress/wp-includes/pomo/plural-forms.php on line 210
Mais um beicinho do Neymar para as críticas | Blog do Chico Maia

Blog do Chico Maia

Acompanhe o Chico

Mais um beicinho do Neymar para as críticas

Imagem: Rede Globo

Estava gordo, lento, jogando menos que o que se espera dele e ficou puto porque as imagens mostraram sua barriga de chope em jogos anteriores.

Ontem, o repórter foi bajulá-lo, imediatamente após os 2 a 0 sobre o Peru, exaltando que ele se tornou o maior artilheiro brasileiro na história das eliminatórias, como se isso valesse alguma coisa para a seleção. Ele, com cara de quem comeu e não gostou, começou dizendo que se preocupa é com o “coletivo”, mas emendou exaltando este e outros feitos pessoais dele: “Óbvio que o coletivo é o mais importante. Fico muito contente de ser goleador máximo de Eliminatórias, maior assistente pela Seleção e logo menos, se tudo caminhar bem, vai ser uma honra passar o Pelé. Estou muito feliz….”

E disse também que não liga para os críticos, mas, não perdeu a oportunidade de choramingar: “… Não sei mais o que faço com essa camisa para a galera respeitar. . . Isso é normal, vem há muito tempo. Repórteres, comentaristas, outros também. Às vezes eu nem gosto mais de falar em entrevista, mas em momento importante eu venho aparecer”.

Aos 29 anos de idade, continua o mesmo mimado de sempre.


Deixe uma resposta para Eduardo Silva Cancelar resposta

Comentários:
7
  • Geraldo Lopes disse:

    Sem querer defender Neymar, mas, brasileiro não costuma, ler, ver e entender; é sempre uma olhadela e já tira suas conclusões. Acho estranho Neymar perder a barriga em menos de uma semana. Tem muito fotoshop na internet. Mas tem muito boleiro comentarista, que derruba o cara e faz marketing de sua época e sua pessoa. Acho bom esses entreveros com a imprensa do eixo, é muito “babação” em cima de uma pessoa arrogante e impopular. Ambos se merecem!

  • Julio Cesar disse:

    Jovem, que blá blá blá desnecessário esse que não dá norte algum !!
    Não sei pra que tentar explicar o “fenômeno” Neimar.
    Messi sempre recebeu os passes e tocou de primeira. Só vai pro drible ou avança individualmente quando tem a clarividência do lance. A possibilidade de conclusão.
    Neimar recebe a bola e acha de ter que passar por 2 as vezes 3 marcadores e ficar rolando no gramado reclamando de “perseguição”. Como o “craque do jogo” entre solteiros X casados.
    Então 6 premios bola de ouro pro Messi e nenhuma pra Neimar. Que agora junto com Messi vai tentar ganhar uma no PSG.
    Fora de campo “cada um é cada um”. Mas as experiências e noticiários contemporâneas aínda dão muito mais vantagem pro estilo Messi.

  • Silvio Torres disse:

    Fui conhecer a Arena MRV. Aposto que a maioria que vive de detonar por aqui nem passou perto ainda. Lá descobri porque a minha cisma com o tal “puxadinho” não tem razão de ser. Depois da obra pronta, ele vai sumir, ficará “submerso”. Em cima dele será uma boa parte da esplanada. Como ali estão as vagas de garagem, o acesso a elas se dará direto vindo da via expressa, por baixo. Gostei: recepção e atendimento VIP na visita e espetacular a viagem virtual pelo estádio. Não gostei: preços dos sourvenirs fora da realidade, especialmente a da miniatura de plástico duro da Arena. Pedem 140,00!! Na minha opinião, cinquentinha tava muito bem pago. E achei o camarote pequeno, mas como não é pro meu bico, deixa pra lá. Vai ser mesmo uma nova era, pro Atlético, pra Belo Horizonte e para a região.

  • Jerônimo disse:

    Não que essa informação tenha importância alguma, mas eu só volto a torcer e pensar em seleção brasileira o dia que esse Neychato não jogar mais. Quanto à amarelinha…essa não visto há muito tempo. Medo de parecer retarGADO.

  • Alisson Sol disse:

    É preciso uma reflexão de cada um em relação às expectativas que criam em relação a outras pessoas e a si mesmos.

    Sinceramente, acho que a cobrança atual em relação a jogadores como Neymar é exagerada. A maioria destes esportistas, principalmente no Brasil, não seguiu um caminho de praticar esporte na escola, ir para uma liga universitária, e depois entrar no esporte profissional dentro de um processo estruturado. Alguns deste indivíduos, às vezes aos 12 anos, já são arrimos de família. Teriam enorme potencial caso tivessem mais educação. Mas, para cada jogador com formação universitária, como tivemos o Sócrates, quando mais mal sabem ler?

    Eu pratico e acompanho futebol porque gosto do esporte. Tive realmente dois grandes jogadores que me “inpiravam” na infância: Guarrincha e Jorge Mendonça. Um, de ver filmes do passado, e outro por estar em campos quando começei a acompanhar futebol. Na época, nada ou pouco se publicava sobre a vida pessoal de jogadores. Mesmo que se publicasse algo em algum noticiário local, o público esportivo, lendo Placar ou assistindo programas esportivos, como o Minas Esporte, não ia ver tal conteúdo naqueles meios. De qualquer forma, jamais me importei muito com o que tais jogadores faziam fora de campo. Soubesse o que faziam, certamente também não seguiria o comportamento que tiveram, o que fez ambos falecerem mais cedo do que o esperado, com péssima situação financeira, e deixando famílias sem estrutura.

    Enquanto esportista, tenho expectativas em relação a Neymar e outros esportistas e, sinceramente, acho que Neymar até já saiu “melhor que o esperado”. Foi o grande líder do time de futebol na Olimpíada do Rio, conseguindo um título que o país buscou por décadas. No nível pessoal, tem mais títulos que grandes jogadores de passado, e isto em Ligas realmente importantes na Europa. Foi mediano em Copas da FIFA. Mas estava cercado de times absolutamente medíocres, devido a uma CBF que hoje escolhe técnicos e jogadores não por serem os melhores em campo em sua posição, mas por compromissos políticos e econômicos. Assim sendo, minha expectativa e interesse na vida pessoal de Neymar é a mesma que tenho em relação à vida pessoal de Tite: nenhuma!

  • Humberto disse:

    Ele disse passar o PELÉ, só se for em gandaia. Disse não saber o que fazer com a camisa, pois eu lhe digo, começe respeitando a ela e ao torcedor brasileiro.