Blog do Chico Maia

Acompanhe o Chico

Galo x Sport hoje, no reencontro com Thiago Neves; amanhã o Coelhão contra o Corinthians, no Itaquerão

Em foto da Gazeta Press, Thiago Neves, que chegou a acertar com o Atlético ano passado, mas a torcida não o aceitou. A ESPN lembrou o fato.

A frase é antiga, mas sempre verdadeira: é porco magro que suja a água, e o Atlético tem que jogar com a mesma intensidade que tem jogado para se manter com alguma gordura na liderança do Brasileiro, 19 horas no Mineirão. O Sport Recife é o vice lanterna, com 17 pontos, à frente apenas da Chapecoense, que tem 10, na prática, já rebaixada.

O América pega o Corinthians, na capital paulista, amanhã, 18h15, precisando vencer para sair da zona da degola. Com 21 pontos, é o primeiro do grupo dos rebaixados, atrás do São Paulo e Bahia (22), Juventude e Santos (23), Ceará e Athletico/PR (24). O Corinthians está em sexto lugar com 29 pontos.

O portal da ESPN lembrou que Thiago Neves chegou a fechar com o Atlético, um ano atrás, mas a torcida pressionou e fez a diretoria cancelar a contratação: 

* “Atlético-MG reencontra Thiago Neves um ano após quase acerto: veja o que cada um fez desde negociação frustrada”

Há praticamente um ano, em 14 de setembro de 2020, Thiago Neves esteve perto de reforçar o Atlético-MG. Porém, por conta da reação negativa da torcida, o clube desistiu de contratar o meia-atacante, que tem mais de 150 jogos pelo rival Cruzeiro.

Neste sábado (18), Atlético e Thiago Neves se encontram em lados opostos. Pela 21ª rodada do Campeonato Brasileiro, o Galo recebe o Sport tentando abrir vantagem na liderança da tabela.

Desde que desistiu da contratação de Thiago Neves, o Atlético se firmou como uma das grandes potências do futebol brasileiro. A equipe mineira se reforçou em praticamente todos os setores do campo e também passou por mudanças fora das quatro linhas.

Dentre os reforços do Galo, o principal destaque é o atacante Hulk, artilheiro do time na temporada com 20 gols e líder de assistências com 11. Também foram contratados os meias Zaracho e Nacho Fernandez e os atacantes Eduardo Vargas e Diego Costa.

Além disso, o técnico Cuca assumiu o comando da equipe após a saída de Jorge Sampaoli, que aceitou proposta do Olympique de Marselha, da França, e deixou o Galo em fevereiro.

Os resultados da temporada até agora estão animadores. O Atlético conquistou o Campeonato Mineiro em maio, lidera o Brasileirão com sete pontos de vantagem sobre o vice-líder Palmeiras e está nas semifinais da Conmebol Libertadores.

Do outro lado, Thiago Neves se tornou peça importante no Sport, que tenta novamente se manter na Série A. O meia-atacante foi contratado pelo Leão da Ilha em setembro, pouco depois da desistência do Atlético, e completou um ano de clube nesta sexta-feira (17).

Em Recife, o veterano de 36 anos se tornou titular e às vezes é escalado como o capitão. São 45 jogos e oito gols marcados pela equipe somando todas as competições.

O momento do time esse ano, porém, não é bom. Tentando seguir na elite do Brasileirão, o Sport é apenas o vice-lanterna da tabela, com 17 pontos conquistados em 20 partidas. Bahia e São Paulo, os primeiros times fora da zona de rebaixamento, somam 22 pontos.

https://www.espn.com.br/futebol/artigo/_/id/9218339/atletico-mg-reencontra-thiago-neves-um-ano-apos-quase-acerto-veja-o-que-cada-um-fez-desde-negociacao-frustrada


Deixe uma resposta para Luís Cláudio Cancelar resposta

Comentários:
12
  • Juliano Salvador disse:

    Jogo da SEGUNDONA na TV aberta no domingo, dia da bola sair quadrada. Da última vez, revoltada, minha televisão caiu e danificou. Melhor ir pedalar!

  • Jeremias disse:

    Galôôôôôôôôôôôôôôô!!!!!!!!

  • Pedro Vitor disse:

    Sport, não viu e nem sentiu, a cor e o cheiro da pelota!

    Time bem fraco, apesar de alguns jogadores que já deram o que tinha que dar, como, André Baladeiro e Thiago Neves.

    E tem uma das melhores defesas do Campeonato brasileiro, é difícil até de acreditar numa coisa dessas.

    Galo poderia ter feito uma goleada histórica, mas perdeu muitos gols, e no final, os 3 gols ficaram de bom tamanho, pois o Cuca conseguiu poupar vários jogadores no segundo tempo, já pensando no jogo contra o Palmeiras, semi final da Copa Libertadores, obsessão maior do Galo.

    Gostei do Diego Costa. Fez gol, jogou bem, foi importante. Gostei do Vargas mais uma vez, foi muito legal, ter feito gol de pênalti, pra dar moral. E Hulk fechando com chave de ouro, ele é nosso melhor jogador.

    Palmeiras passou o trator na Chapecoense, normal, agora é secar o Flamengo, sou Grêmio desde de criancinha!

  • Raws disse:

    Que pena que Zaracho é Arana não ficarão muito tempo, MONTROS!

  • Luís Cláudio disse:

    Thiago Neves só veio a BH fazer cobrança. Fala Zezé!

  • Antonio da Silva disse:

    Preocupa trio paulista para apitar jogo do Galo. Palmeiras está na cola!

  • Zé Carlos disse:

    Mas que conversinha cansativa ficar lembrando das mancadas de diretor antigo, gosto muito mais de lembrar do “fala zezé, paga agente aí que agente ganha o jogo” e depois chutou o penalty pra fora. E lá se foi o cruzeiro botar a nódoa da segundona em sua estória… e a nódoa parece que pegou mesmo, já se encaminha pro terceiro ano… que coisa triste, quá quá quá

  • Horacio disse:

    Caro Chico, este “reforço”, que não veio, não tem nada a ver com o Galo, é jogador do sport, é reforço deles, são eles que devem analisar o desempenho do cara.

    O importante é lembrar que posição na tabela não ganha jogo, elenco também não. É matemática futebolesca achar que pode ganhar jogo sem jogar. Futebol é no campo, não pode deixar os caras jogar, tem que respeitar e meter gol. E terça tem jogo pedreira, perdeu tá quase fora.

  • Silvio Torres disse:

    Você tem TODA a razão, Chico! É por isso que meu porrete em cima das falhas, deficiências e burrices do Atlético só vai parar de cantar quando levantar uma taça. Essa história de boa campanha, favorito, grandes resultados já me encheram o saco. Pra ser campeão, tem que ficar LIGADO durante 38 rodadas. E o galo sempre relaxa antes da hora. Sempre sobe no salto alto com os elogios enganadores de gente sórdida, tipo os Milton Neves da vida.