Blog do Chico Maia

Acompanhe o Chico

Futebol profissional de verdade não comporta gordos em campo. Gordo tem que comer banco, até entrar em forma

Ribamar (esq.) e Rodolfo, quando estavam em boa forma, no campeonato mineiro, em fotos de Mourão Panda/América

A frase é a torcida Grêmio Vale Verde: “Atleta gordo tem que comer o banco até ficar em forma.”

Sempre gostei do futebol do Rodolfo, que em seus primeiros meses, demonstrou ter sido um achado do América, que o buscou no Capivariano/SP, um ano atrás, aos 28 anos de idade. Artilheiro, sempre com fome de gols, dava um excelente retorno ao time, marcando gols de todo tipo. Porém, relaxou, se descuidou da parte física e passou a exibir uma barriga incompatível com a profissão. Principalmente depois que perdeu um pênalti decisivo na final do campeonato mineiro contra o Atlético, parece que “largou”. Justamente quando o América mais precisaria dele, no retorno à Série A 2021. Uma pena. Talvez esteja precisando de apoio psicológico, porque é reconhecidamente um bom jogador. Nisso, a diretoria e comissão técnica estão falhando, pois já deveriam ter resolver isso há tempos, ajudando o Rodolfo, ou dispensando-o, caso ele não recuperasse a forma física. Não pode é ficar ocupando o lugar onde um outro jogador pudesse dar o retorno necessário ao time.

Ribamar está numa situação parecida. Não tem as qualidades técnicas do Rodolfo, mas já foi mais eficiente, quando estava magro. Os torcedores americanos estão incomodados com isso, com toda a razão. Duas torcidas se posicionaram depois do empate de ontem contra o São Paulo, quando o time poderia ter vencido, mas desperdiçou oportunidades de ouro. Twittes da Grêmio Vale Verde e Torcida Seita Verde, com cópia para o América:

@grchvaleverde “Não vamos aqui crucificar ninguém, apenas uma observação: o @AmericaMG não pode permitir que atletas profissionais que vestem sua camisa estejam acima do peso na reta final da temporada. Isso tem causado transtornos, tem causado a perda de gols que vão fazer falta lá na frente.”

“Rodolfo e Ribamar estão acima do peso e o resultado é o baixo poder de marcação na saída de bola dos adversários, impedimentos bobos e gols perdidos dentro da área. Não tem como aliviar atleta profissional gordo. Excesso de peso deixa pra gente que torce.”

“Atleta gordo tem que comer o banco até ficar em forma.”

@tsvoficial “Com um ataque de inimigos do gol fica difícil.”


Deixe uma resposta para Marcio Borges Cancelar resposta

Comentários:
5
  • Marcio Borges disse:

    Cuidado Chico Maia…….o mundo hoje tá tão, mas tão chato que vao te acusar de gordofobia….kkkkk. Este politicamente correto de hoje é de dar nó no estômago. Infelizmente.
    #tiburcioeternomito
    #naodeformataooficial

  • Rafael disse:

    Alguém, POR FAVOR, pede para o Vagner Mancini, colocar o Mauro Zárate como falso 9….
    Deixa o Ademir e o Felipe Azevedo abertos….
    No meio coloca 3 volantes que “sabem jogar” com a bola . Juninho, Ze Ricardo, Alê (melhor ainda seria o Geovane no lugar do Alê)…

    Quando precisar deixar o time mais ofensivo, Coloca o Bruno Nazário e saca um dos 3 volantes…

    Jogar com Ribamar ou Rodolfo é pior que jogar com um a menos…. Com 1 a menos todo mundo se esforça mais, e o -1 não perde gol na pequena área.

  • Clóvis Mineiro disse:

    Hoje tem gol do Ribamar… E nada de gol. O América é o 5º pior ataque do Brasileirão. É preciso encontrar alguém neste elenco que faça gols.

  • Ed Diogo disse:

    E por isto que perdeu um gol aos 39 do segundo tempo com o gol vazio. Nem nãos campeonatos antigamente no saudoso clube do América no bairro Ouro Preto não tinha peladeiros deste tamanho. Mas a culpa é da diretoria e do treinador que continua escalando eles para jogar sendo que temos para ficar em um exemplo o garoto Carlos Alberto que sumiu e não é mais relacionado.
    Acredita América