Blog do Chico Maia

Acompanhe o Chico

Com tantos secadores ligados, sério risco de “apagão”, domingo, durante América x Flamengo

Bruno Henrique fez o primeiro gol do Flamengo no jogo do turno, no Maracanã, nos 2 x 0 dos cariocas sobre o América. Foto: Alexandre Vidal/Flamengo

***

Este e outros assuntos na coluna do Fernando Rocha neste fim de semana no Diário do Aço de Ipatinga:

·                   Risco sério de apagão neste domingo, a partir das 11hs, pois os secadores dos atleticanos estarão todos ligados, torcendo  para o América tirar pontos do Flamengo, no Independência. E não vai ser surpresa se vier acontecer, pois o  Coelho vem de dois empates seguidos em território paulista, contra Corínthians e São Paulo, que o tiraram momentaneamente da zona de rebaixamento. Com 23 pontos, o América chega a quatro partidas consecutivas de invencibilidade.

·                   Na sexta-feira, antes do recente Vasco 1 x 1 Cruzeiro pela Série B, disputado em São Januário, o programa “Seleção Sportv” apresentado pelo jornalista André Rizek, exibiu no quadro “Baú do Esporte” um compacto da decisão do Brasileirão de 1974 entre as duas equipes,  conquistado pelo time carioca com uma vitória “Mandrake” de 2 x 1, graças à atuação tendenciosa do ex-árbitro, Armando Marques, já falecido. Foi dado grande destaque ao ex-artilheiro e ídolo cruzmaltino, Roberto Dinamite, mas em nenhum momento se mostrou ou foi citado o legítimo gol de empate do Cruzeiro, marcado por Zé Carlos, anulado de forma absurda pelo árbitro, que teria dado o título ao Cruzeiro, pois o time celeste, muito superior ao Vasco, jogava pelo empate.

·                   Na ultima semana, outro episódio envolvendo um jornalista do grupo Globo, Paulo Vinicius Coelho-PVC, causou indignação desta vez dos atleticanos. PVC, inegavelmente um dos melhores jornalistas esportivos do país, deu uma escorregada ao rasgar elogios à torcida do Flamengo, no jogo contra o Barcelona do Equador, se esquecendo de que na mesma toada havia desancado a do Galo, pelo mesmo comportamento inadequado em relação às normas de prevenção à Covid-19. Usou dois pesos e duas medidas ou  interpretações diferentes para fatos iguais nos seus comentários.

Mandou mal

O Cruzeiro receberá cerca de 8 mil torcedores no  Independência, onde joga diante do CSA iniciando a série de 13 partidas que he restam na Série B, com a responsabilidade de vencer 11, para buscar o acesso ainda nesta temporada.

A situação financeira caótica, com salários de jogadores e funcionários atrasados há cerca de dois meses, ações de ex-colaboradores pipocando a todo instante atingindo incríveis 213 processos na Justiça do Trabalho, – o último de iniciativa do ex-técnico, Rogério Ceni -, tomaram conta do noticiário na última semana.

Então, pegou muito mal a ida do presidente Sérgio Santos Rodrigues à Espanha, onde sob pretexto de participar de um curso na Fifa, apareceu nas redes sociais trocando camisas com um  dirigente do Real Madrid, enquanto aqui o circo pega fogo.

Mesmo que esta viagem seja por sua conta e sem gastos para o clube,  o momento é totalmente inadequado, pois deveria isto sim estar presente no clube, neste momento difícil onde as questões emergenciais  do ponto de vista financeiro, deveriam merecer prioridade absoluta.

Foco na decisão

O foco do Atlético está voltado exclusivamente para a  semi-final da Libertadores nesta terça-feira, quando recebe o Palmeiras, no Mineirão, precisando unicamente da vitória.

O técnico Cuca decidiu criar suspense sobre Diego Costa, que sentiu uma contusão muscular no jogo de ida em São Paulo, mas acho que tudo não passa de uma cortina de fumaça para confundir o adversário.

O primeiro jogo foi muito ruim tecnicamente, mas como disse o técnico Cuca podemos esperar “fortes emoções” neste jogo de volta, pois ao Galo  além de atacar muito o Palmeiras, vai também contar com o apoio de 18 mil fanáticos torcedores no Mineirão.

De fato, este jogo tem tudo para ser um verdadeiro teste para cardíacos, não só dos jogadores, comissões técnicas, mas sobretudo dos torcedores dos dois times.

FIM DE PAPO

·                   Os torcedores do Cruzeiro com ingresso e exame negativo para Covid, só poderão entrar no Independência até 15hs, uma hora antes do início da partida. Quem se atrasar vai ficar do lado de fora. Com esta medida e a liberação da venda de bebidas dentro do estádio, as autoridades sanitárias esperam  acabar com as aglomerações no entorno do estádio. Tenho cá minhas dúvidas se esta medida vai funcionar ou só irá antecipar o horário das aglomerações.

(Fecha o pano!)

Por Fernando Rocha – Diário do Aço – Ipatinga


Deixe uma resposta para Luiz Cancelar resposta

Comentários:
6
  • Antonio da Silva disse:

    Os times de Sampa respeitando muito o Galo, jogando fechadinho e esperando por uma bola. Já somos praticamente campeões de São Paulo, me parece que só perdemos uma para o Santos. Impossível jogar bem às vésperas de uma decisão. Se pouparam… Palmeiras perdeu e o Galo ainda permanece com a gordurinha.Torci muito para o Galo vender Keno para o Grêmio e pegar Róger Guedes. O sonho de Guedes era voltar para o Galo. O cara tem intimidade com as redes

  • Luiz disse:

    Jogo preguiçoso do Galo.
    O São Paulo conseguiu equilibrar um pouco a partida. Faltou chutar mais a gol e pressionar a defesa.
    No final o Galo apertou mais e o Volpi salvou. O empate foi razoável, mas com um gostinho que poderíamos ter feito um gol. A diferença técnica é muito grande entre o Atlético e o SP .
    Vamos ver se o Coelho dá uma mãozinha amanhã.

  • Raul Pereira disse:

    É Chico;

    Talvez no dia em que você se aposentar possa nos contar bastidores de sua vivência como jornalista esportivo. Sei que tem muita sujeira, e você já viu todas.

    Me lembro muito bem dessa final Cruzeiro x Vasco em 1974. Quando Zé Carlos fez o gol, saí comemorando como um louco pela rua – era o título para o Cruzeiro, mesmo depois da falha clamorosa do Vítor em um dos gols que o Vasco fez.

    Até que alguém gritou da janela (eu morava no Alto Barroca, em Belo Horizonte) : “foi anulado, babaca !”. Voltei prá casa com o rabo entre as pernas.

    Só mesmo muita paixão para continuar gostando de futebol.
    Se não bastassem dois anos (quase com certeza três) na Série B, ainda somos obrigados a engolir o gol anulado do Marcelo Moreno contra o Operário, e os três (repito, três) pênaltis não marcados a favor do Cruzeiro contra o Vasco (agarra-agarra com Adriano, cruzamento do Rômulo e empurrão no Rafael Sóbis). Seriam quatro pontos a mais, mas ninguém fala disso (tá certo, o Cruzeiro atualmente só aparece nos boletins da justiça…)

    Time fraco; diretoria fraca. Nem salário paga, não tem força e nem moral nos bastidores – merece ficar na série B mesmo, e “pegando o boi”.

    Mas tudo bem. É nosso calvário depois de tantas vitórias e títulos. Vai demorar ainda, mas voltaremos um dia. Mesmo que demore, sou (somos) cruzeirense (s). Não abandonaremos o time.

  • Renato César disse:

    Dentro da Cidade do Galo não existe espaço para isto não. Todos estão focados nos jogos do próprio time. Zaracho até meio que apelou na coletiva porque perguntaram muito sobre Libertadores e pouco sobre o São Paulo.

    Já temos boa vantagem. Precisamos fazer nossos pontos e o resto que se dane. Secadores estarão ligados pelo resto do país.

    Nós podemos nos ocupar somente do Galo mesmo. Este é o nosso pensamento. Tal do Fernando Rocha é torcedor de outro time, não sabe o que passa na Cidade do Galo

  • Horacio disse:

    Hoje o Galo tem que respeitar o sampaulo e matar o jogo se a oportunidade aparecer, não pode perder chances. Espero que o Givanildo volte a jogar para o time, é assim que ele é decisivo.

    Com o técnico perigando, time perto da zona e precisando desesperadamente da vitória para se reequilibrar, o jogo de hoje é jogo difícil e perigoso. Time não se acertou mas tem jogadores de excelente qualidade técnica.

    Quando é jogo que não prejudica o Galo, sempre torço pelo américa. A segunda força de Minas precisa ganhar mais corpo e se firmar na série A. Por favor, jogue a responsabilidade pelo apagão na conta do preguiçoso do bozo que até hoje não desceu do palanque. Quem paga a conta, que não é barata, seca quem quiser.

  • Silvio Torres disse:

    Chico, você falou do “porco magro” na rodada passada. E nesta, em que o galo pega um porco que já foi muito gordo?