Blog do Chico Maia

Acompanhe o Chico

Vitória convincente do Atlético, jogando bem e sem sustos

Foto: @Mineirao

Atlético x Ceará sempre é um jogo especial para mim. Está entre as melhores lembranças da minha vida. Minha primeira partida presencial do Galo, e no Mineirão. Em 1972, levado pelo meu querido irmão mais velho, Gilmar. Calça curta,  empolgado com tudo o que via pelo caminho, na época em que o tempo de viagem de Sete Lagoas a Belo Horizonte era o dobro do que é hoje. Deu Galo, como na tarde de hoje no novo Mineirão.

Placar justo, Hulk voltou a fazer diferença. No primeiro gol, o goleiro do Ceará fechou muito bem o ângulo, dificultando as coisas, mas impressionante, como ele acertou entre o goleiro e a trave. No segundo gol, cobrança perfeita do pênalti.

Aliás, aquele pênalti anterior dado pelo árbitro e corrigido pelo VAR, também entendo que não foi. A comentarista de arbitragem da TV disse que foi. No segundo pênalti, que o árbitro não deu, mas foi chamado pelo VAR, para validar, fiquei na dúvida. A olho nu, em determinados lances, é difícil demais para o apitador.

O terceiro gol foi bem ao estilo do Diego Costa, que entrou no segundo tempo: oportunismo puro, que tranquilizou o mundo alvinegro, matando a partida ali. Depois, o Ceará fez um, porém, já estava “morto”.

O técnico Tiago Nunes foi expulso por reclamação. Um chato, que reclamou até quando o árbitro voltou atrás e desmarcou o pênalti que tinha apitado para o Atlético. Desse jeito, vai despontando “celeremente” para os times das prateleiras de baixo.

Agora é pensar no Santos, quarta-feira, novamente no Mineirão. Mais uma oportunidade de manter a boa gordura da liderança. Não pode vacilar.

O Fred Ribeiro do Globoesporte.com apresentou números interessantes: @fredfrm

“Cuca com o Atlético de mandante: – 100 jogos – 75 vitórias – 20 empates – 5 derrotas. – 81,6% de aprov. – 225 gols marcados – 72 sofridos

Números surreais.

Diego Costa no Atlético: 6 jogos 3 gols.

Que assistência de Nacho

Hulk vira artilheiro isolado do Brasileiro, com 10 gols.

Foto: @Mineirao


Deixe uma resposta para Jeremias Cancelar resposta

Comentários:
19
  • Paulo F disse:

    Antes do jogo vim expressar minha preocupação devido à escalação conservadora mas ainda bem que queimei minha língua, o time entrou com uma postura diferente do que aquela do jogo da chape. Dentro de casa realmente não tem pra ninguém quando o Cuca é o técnico, acho que ele sabe usar muito bem esse fator, especialmente pra motivar os jogadores diante da torcida, o que é fundamental, pois quando o time entende o que é a torcida do Galo, ocorre uma sinergia que dificilmente permite os adversários nos superarem. Tomara que a lotação total volte logo, já está provado que a transmissão ao ar livre praticamente não ocorre, a não ser que haja contato bem próximo das bocas. As manifestações de 7 de setembro teriam sido um surto se fosse diferente. Precisamos da torcida na reta final!

    Gato escaldado é complicado, mas a campanha e solidez do time mostram que o título está cada vez mais perto. Não podemos deixar o queridinho dos poderosos chegar perto, pois senão os esquemas podem nos complicar. Agora é a hora da verdade, não podemos perder. Se abrirmos mais 3 pontos de vantagem até o jogo do flamengo, não perdendo esse jogo, seremos campeões. E eu vou ficar muito emocionado, meu peito aperta só de pensar em todos os campeonatos em que criamos esperanças e não conseguimos, tudo que já sofremos como torcedor, será um banho na alma e uma alegria sem explicação. Hulk já é ídolo, o que esse cara representa é algo gigantesco, a postura, entrega, luta, força, além do excelente futebol, eleva também o futebol e a mentalidade dos companheiros. Eu amo esse paraíba!!

  • Raws disse:

    Percebam, nos comentários da mídia externa a fala de “obrigação” pelo jejum de décadas, de termos de ganhar esse campeonato.
    Percebam na coletiva do Cuca, a preocupação dele com a ansiedade, da torcida, dos jogadores e dele próprio.
    Não perderemos o campeonato pelo empate com a chapecoense e não ganharemos pela vitória de ontem. As etapas serão vendidas naturalmente. Temos de ter essa consciência e jogarmos juntos.
    Não podemos jogar nas costas desses jogadores, por melhor que eles sejam, uma responsabilidade de 50 anos, de roubos, de incompetência e de azar.
    Outro ponto que vejo, é a malandragem que ajuda. O presidente da Chape, falou essa semana sobre “mala branca”. Se eu pudesse provar e pela correria deles, eu apostaria que o Flamengo patrocinou aquela “raça” toda.
    Então, que joguemos o jogo. Não vejo crime em dar incentivo para um time tirar pontos do outro, deveria ser obrigação, mas sabemos que é utopia.
    Imagino que cada vitória a mais fo Galo, mais recheada será a “mala branca”. Que nossa diretoria perceba…

  • Silvio Torres disse:

    Vamos repetir a ladainha? Vitória espetacular, futebol abaixo da crítica. Everson, MAIS UMA VEZ, foi o nome do jogo. Fez, pelo menos, QUATRO defesas espetaculares. Assim como na vitória contra o Inter. Mas o que me levou a escrever nessa manhã e repetir minha ladainha da POBREZA futebolística do Atlético foi a goleada do Inter em cima do lanterna. E o Cuca quase saiu de Chapecó com uma derrota…

  • Fernando disse:

    Inter 4×0 na chapecoense….como entender? Como o Galo perde pra uma babá dessase de quebra teria 7 na frente do Flamengo. Galo tá vacilando….

  • Horacio disse:

    Este foi um bom jogo. Toda vez que o adversário vem para jogar bola o jogo fica corrido, aparecem as oportunidades, fica bonito.

    As jogadas nas costas dos laterias foram mais bem marcadas. Dois alas abertos também facilitaram com os laterais deles mais presos. Achei melhor a zaga com o Nathan pelo lado direito. Gol de bobeira no final do jogo, isto não pode acontecer. Os resultados não serão tão elásticos

    Quando o adversário vem pra jogar, dois jogadores de velocidade abertos abrem os espaços para o Givanildo. Depois da saída do Keno e Dylan e a entrada do Diego, o ataque ficou muito centralizado. Só o Nacho caia pelos lados, como o time deles foi pra cima, acabou achando a jogada do 3 gol.

    Na quarta tem o santos, espero que o Givanildo se recupere até lá. Este pessoal que espera resultado pela posição na tabela precisa combinar antes com os russos, é jogo contra o santos, na zona do desespero.

  • Raws disse:

    Há anos faço um comentário sobre o returno do campeonato.
    “É outro campeonato”! Quem está embaixo além de correr mais pelo desespero para não cair, ainda recebe “gratificações” para determinados objetivos.
    A turma de cima e do meio da tabela, também geralmente muda a postura por motivos óbvios.
    Fato é que o returno é mais difícil.
    Chapecoense e Ceará, se jogassem 2/3 das partidas como jogaram contra o Galo, no mínimo estariam no meio da tabela. Ontem foi uma mostra de como pegaremos pedreiras até o título(se Deus quiser). Assim como no sul, tropeços podem vir, o que não pode é a torcida deixar de acreditar e apoiar. Críticas nesse momento só ajudam os adversários.
    Por fim, nós torcedores entendemos do riscado, ou achamos que entendemos, só que ninguém mais do que o treinador e preparadores para saber porque o jogador entra como titular ou fica no banco. Eles possuem, conhecimento, estudos e informação. Nós o achismo.

  • JESUM LUCIANO DA SILVA disse:

    Está é a atitude que time tem para se tornar campeão, sem firulas e com muita objetividade, tropeços acontecem mas não podem perder o foco.

  • Fred disse:

    Venceu na hora que precisava ter vencido. Uma das diferenças do Atletico/2020 de Sampaoli, que poderia ter sido campeão, pro Atletico/2021 de Cuca é essa, tem vencido jogos assim pelo elenco mais qualificado.
    Mudando o assunto, que coisa irritante é esse VAR. Outros esportes possuem alguma forma de checagem, mas resolvem o lance em segundos. O VAR de hoje parou o jogo por longos minutos por lances que deveriam ser resolvidos rapidamente.

  • Jerônimo disse:

    Depois de 2 meses o Nacho voltou a jogar.
    O keno deixou o seu futebol em algum lugar desconhecido.
    Hulk foi mais participativo e tocou mais a bola.
    Jair, Zaracho e Allan estão jogando o fino da bola.
    Everson, depois do Hulk, é o responsável pela boa fase.

    Infelizmente, o beijoqueiro de medalha insiste em colocar o Hulk e o Diego Costa jogando juntos. Não dá…o time fica desequilibrado e embolado. Tem que jogar um ou outro.

  • Marcos disse:

    Atlético joga com consciência de campeão. Com postura de campeão. E com autoridade de campeão brasileiro.
    2021 é o ano em que o Atlético finalmente voltará a ganhar um campeonato brasileiro, depois que exatos cinquenta anos de espera. E essa oportunidade não pode ser perdida. Que o Galo agarre essa oportunidade com as duas mãos.

    • Marcão de Varginha disse:

      Uai… sabemos que o Galo não ergueu mais taças do Brasileirão graças a outros fatores extra-campo, e bem sei que em outras oportunidades faltou competência para tal. ambas situações são inegáveis. Fatos!
      – #benecyeternomito

  • Raws disse:

    Everson, monstro! Allan, monstro! Jair, monstro! Zaracho, mostro dos brabos! Hulk, já é monstro pelo apelido.

  • Jeremias disse:

    O Galo vai muito bem obrigado! Hulk, o melhor jogador do campeonato, fez gols, colocou Borrero na cara do gol e os enrustidos o chamando de fominha. Nacho entrou muito bem e calou a boca de muitos cornetas. Bica eles Galo! Cadê o rapaz do textão?

  • Antonio da Silva disse:

    Nos primeiros 25 minutos de jogo fiquei preocupado, jogo de abafa, todos jogando em função do Keno, que mata contra ataques com seu barbantinho. Parecia o estilo Sampaoli, com posse de bole, jogando no ataque, porém infrutífero. Quando o Ceará deu o contra ataque Hulk em seu melhor estilo foi lá e marcou. Gostava mais daqueles jogos iniciais, que o Galo dava a bola ao adversário, depois Hulk e Savarino matava o jogo. Impressionante como o Galo pede para tomar gols, 3 x 0, saída de bola pelo meio na fogueira em vez de toques conscientes. Apesar de tudo, boa vitória, gostei da entrada do Nacho, Borrero tem que jogar sério. Galôôôô!