Warning: "continue" targeting switch is equivalent to "break". Did you mean to use "continue 2"? in /home/blog/www/wordpress/wp-includes/pomo/plural-forms.php on line 210
Jogo amarrado como era de se esperar e vitória do Galo, na melhor qualidade, raça, e inteligência | Blog do Chico Maia

Blog do Chico Maia

Acompanhe o Chico

Jogo amarrado como era de se esperar e vitória do Galo, na melhor qualidade, raça, e inteligência

Em imagem extraida do twitter.com/Atletico, Zaracho, autor do gol do Galo, depois de belíssima jogada iniciada pelo Keno, que tabelou com Hulk e cruzou para o argentino marcar.

Um aperitivo do que será a final da Copa do Brasil entre os dois. O Athletico paranaense, em casa, precisando de pontos para não correr risco de rebaixamento nesta reta final de campeonato. O Galo tentando chegar mais perto do título. Jogo tenso, nervos à flor da pele.

E duas cenas marcantes e contraditórias nas arquibancadas da Arena da Baixada. Renaldo, centroavante artilheiro do Galo no Brasileiro de 1996, queridíssimo da torcida exatamente pelas muitas demonstrações de carinho pelo clube, dentro e fora de campo. Como nesta foto, publicada pelo Fred Ribeiro no twitter. @fredfrm

Vestido como um autêntico torcedor. Grande figura humana o Renaldo, que se tornou um grande atleticano.

Por outro lado, cabeças cozidas, aceitando provocação de um único imbecil paranaense. Por causa dessas cenas ridículas, o jogo foi paralisado por dois minutos. Tudo que o Atlético não quer, não pode e não precisa neste momento é confusão, que dê qualquer margem para alguma manobra de cartolagens que possam prejudicar o que o que vem sendo feito dentro de campo.

E impressionante como os seguranças privados do estádio e depois a Polícia Militar foram lerdos para agirem.

Ainda sobre Renaldo, ele está com 51 anos. Foi campeão mineiro com o Galo e artilheiro em 1995 com 13 gols. Em 1996 fez ótimo Brasileiro pelo Atlético e dividiu a artilharia com Paulo Nunes (na época no Grêmio), marcando 16 gols. Teve um começo difícil em Belo Horizonte, mas logo emplacou e conquistou a torcida. Jogou no Ahletico-PR em 1991 e 1992. Depois que parou com a bola voltou a morar em Curitiba.


Deixe uma resposta para Silvio Torres Cancelar resposta

Comentários:
33
  • Pedro Vitor disse:

    Não vi, o Atlético, ontem, infelizmente, mas, acho tô secando Palmeiras e Flamengo.

    É Galo na cabeça, chupa Maria série BBB

  • Paulo F disse:

    O gol do Galo ontem mostrou a importância de se ter pontas rápidos e habilidosos pra furar retrancas! Espero não ver mais o Galo no 4.4.2, todos irão se defender contra a gente até a última a rodada

  • Fernando Chaves disse:

    A torcida quer pressa, é ansiosa, mas como é legal ver as jogadas trabalhadas do Galo, procurando espaço e seu coletivo permite uma tabela mum espaço minúsculo. Assim foi o gol de ontem… Enquanto isso, do outro lado, só gol esquisito na base da canelada.

  • Julio Cesar disse:

    Sim. Só você vê que o Galo não joga 30% do que poderia!
    Digamos que jogou hoje só 30% o que já é suficiente pra faturar +3 pontos contra o paranaense .
    Que tal começar a perceber que do outro lado tem uma equipe cuja composição
    disputa duas finais: copa do Brasil e sulamericana.
    Agremiação que faz alguns anos disputa campeonato paranaense com reservas.
    Estamos em fim de campeonato , todos jogadores de todos times desgastados por COVID, muscular.
    “Vocês verão contra o Inter; não, é contra o Grêmio, não, é contra o poderoso ataque do Corinthians (Gustavo Silva, Jô); não , é contra Atlético Paranaense; não, agora é contra Juventude. Até que aconteça um tropeço (o que é natural pra vir dizer: “não avisei?”.
    Considerado melhor elenco do futebol brasileiro, Flamengo tropeçou (dois treinadores).
    Palmeiras.
    “Não precisa explicar, eu só queria entender”.
    Putz!!

  • Jerônimo disse:

    A PM do Paraná é uma vergonha…aliás, sempre foi.
    Na confusão entre as torcidas via-se, claramente, que de um lado tinha 6 torcedores do Paraná buscando o confronto e do outro lado 50 torcedores de Minas Gerais.
    O quê os 5 policiais que foram apartar a briga decidiram fazer?
    Tentaram silenciar os 50 torcedores do Galo, quando era mais fácil e lógico, pelo quantitativo de torcedores x policiais eles afastarem os torcedores do Paraná, do alambrado.
    A burrice da PM é risível…em todo canto do Brasil.

  • JESUM LUCIANO DA SILVA disse:

    Este comportamento de torcida tinha que ser punido severamente mas não sei porque quanto mais fazem mais são bajulados, hoje mesmo no são Paulo foi uns e outros lá tirar satisfação com diretoria e jogadores, e olha que estamos ganhando os jogos próximos de ser campeões, é de uma imbecilidade sem fim, vão acabar prejudicando o galo, pois a certeza de impunidade fazem praticarem estes atos, não é necessário arrumar confusão para se acharem superiores aos outros, isto só acarreta antipatia, tudo que abominavamos nós outros não poderemos começar a fazer.futebol é lazer não guerra, eu que sou da sua época do Minas esporte que sei o tanto que sofri com o galo para hoje tão próximo de ganhar o brasileiro novamente fica alguns aprontando estas imagens lamentáveis.

  • Raws disse:

    Pessoal, devo frisar a palavra muito em moda no momento no país, para remetê-la ao fato de hoje. HIPOCRISIA!
    Eu como um grande saudosista das torcidas organizadas, Dragões da FAO, Galo Prates, Força Viva e tantas outras, percebi no “advento” da Galoucura, um monopólio e extinção das outras.
    Se existiu uma passividade das citadas em permitir, também existiu e existe um apoio maciço dos torcedores “comuns”, que inclusive cantam o hino da Galoucura.
    Quando ocorrem os excessos(verdadeiros crimes), todos jogam pedras. Pera aí, mas você cantou ontem, “a Galoucura canta…”
    Fato é que eu jamais quis só uma grande torcida organizada, porém como aconteceu, antes uma do que nenhuma. A Galoucura é um show a parte. Só que assim como nós, o poder público tem de tomar providências com os marginais infiltrados.
    Só que, sem essa de jogar pedras no todo e depois repetir os cânticos. Me ajudem aí…

    • Renato César disse:

      Da minha parte posso afirmar categoricamente que não há hipocrisia. Frequento estádios desde o início da década de 80 e jamais me juntei a torcidas organizadas, especialmente à Galoucura.

      É bem verdade que, principalmente nos anos 90, o barulho nos estádios era comandado por esta torcida organizada. Mas sempre os vi mais como quadrilha do que como torcida.

      Não tem nada melhor para cantar na arquibancada do que o próprio hino. As canções das organizadas são carregadas de ódio e preconceito.

      Eu torço e sempre torci pelo Galo. Camisa que sempre usei na arquibancada era do Galo. Hino que me interessa cantar é do Galo. Por mim podem acabar com todas as organizadas do Brasil. Hino do Galo a gente canta a capela e o time é contagiado dentro de campo!

      • Raws disse:

        Não generalizei. Só alertei que quem assim como eu admira o lado bom da Galoucura, inclusive cantando junto com ela, não pode só jogar pedras no todo e sim nos desvios de alguns membros.

  • Fred disse:

    Tem uma postura que me irrita muito nos jogadores de futebol em geral, que é reclamarem ostensivamente de qualquer marcação do árbitro. Qualquer lateral ou falta marcada, vão lá os brutamontes peitarem o juiz, fazerem aquela rodinha. Muitas vezes chegando ao desrespeito, quando não ameaça. Em qualquer outro esporte seriam punidos exemplarmente.
    No jogo de hoje, o Hulk recebeu uma bola em impedimento (por centímetros), chegou a fazer o gol, imediatamente anulado. Fez aquela cara de “o que aconteceu?” e quando o juiz explicou que ele estava à frente do zagueiro, concordou na hora e voltou pro seu campo sem dar mais um pio. Só por isso, pra mim, merece ser campeão brasileiro, de preferência como artilheiro do campeonato.

  • Eduardo Silva disse:

    Chico, boa noite,

    Tem um velho deitado que fala que a “língua é o chicote do corpo” e quem conversa demais dá bom dia a cavalo e outro que diz “Xingue-os do que você é, acuse-os do que você faz”.

    Digo isso porque tem uns e outros aqui que diuturnamente apontam o dedo para o Cruzeiro falando da sua torcida que é baderneira, que quebra e briga em estádios e agora? Parece castigo mas nesse mês dois casos de assédio a mulheres, um de racismo e agora o de torcida atleticana jogando cadeiras na torcida adversária em Curitiba.

    O que tenho repetido é que não tem santo em torcida organizada alguma e dá mesma forma que falam de calotes e dívidas do Cruzeiro e ESQUECEM de seu clube, é ser muito sem noção, são os torcedores/comentaristas de finanças…kkk novos tempos… .

    Mas, PARABÉNS a primeira força de minas que goleou os reservas do Alt Paranaense e anda em busca de seu BI-Campeonato brasileiro.

    Será que o Alt Mineiro vai cruzeirar?

  • Renato César disse:

    Falando em torcedor, é preciso separar torcedor de bandido organizado. Esta meia dúzia de cabeça cozida que reagiu lá em Curitiba tinha que ser proibida de frequentar estádio.

    Uma vez eu presenciei isto na arquibancada. Jogo do Galo no campeonato mineiro, um senhor estava sozinho com a camisa dos falsos. Parecia um turista aproveitando para ir ao estádio.

    Saiu um imbecil da Galoucura e ameaçou o senhor até ele tirar a camisa e sair da arquibancada. Se fosse uma camisa do coxa podia. Bandido organizado é fiscal de arquibancada? Tem que prender todos eles.

    • Alexandre (de Curitiba) disse:

      Estava na Arena da Baixada hoje com meu filho e infelizmente não foram só meia dúzia de cabeças cozinhas. Eram muito mais idiotas envolvidos na provocação da torcida do Furacão. Impressionante como o ambiente na torcida mudou radicalmente com a chegada da torcida organizada (não vou ficar citando o nome para não dar ainda mais audiência pra esses imbecis). Acredito que passado esse momento de comoção nacional com a volta das torcidas aos estádios e tantos outros esforços para retomarmos nossas vidas, voltemos a discutir seriamente a razão de ser e a necessidade desses bandos criminosos que assaltam nossas arquibancada há tento tempo. A pandemia mostrou que temos de valorizar cada momento que temos para celebrar a vida. E uma partida de futebol em companhia dos amigos, familiares e irmãos de camisa, é uma oportunidade valiosa para exercermos nossa humanidade e civilidade.
      No mais, O GALO GANHOU!!!

      • Renato César disse:

        Meia dúzia claro que foi força de expressão. A ideia é central é esta imbecilidade de bandidos organizados que frequentam arquibancadas, principalmente em jogos com presença de gangues rivais.

  • Renato César disse:

    O baiano que veio do Paraná representa demais a massa! Galo doido ele. Chegou jogador, saiu torcedor. Redes sociais dele provam isto

  • Renato César disse:

    0 x 1 = +3! Esta é a conta. Torcedor precisa largar o medo e comemorar este caneco. Campeonato de pontos corridos não tem mágica. O que define é regularidade.

    Há tempos apresentei a conta. Atualizando, aproveitamento do Galo precisa cair para 20% nos últimos jogos e o do 2⁰ colocado subir para 80%. Quem acredita nisto?

    Relaxa e curta o momento! Galo é o campeão brasileiro de 2021, só resta saber a rodada para confirmação matemática.

  • Jerônimo disse:

    Repetindo pela trigésim vez: Hulk e Diego Costa não produzem nada jogando juntos. Infelizmente o temioso do Cuca insiste nessa formação com dois centroavantes. Isso fragiliza o meio de campo, deixa lento o ataque e expõe a zaga.

    Enquanto TODOS os outros times colocam jogadores da base para pegarem rítmo e confiança, o Galo, mesmo tendo excelentes jogadores da base no banco…não dá espaço para eles. A insistencia do Cuca com o Dylan Borrero é para ser estudada…

    O time paranaense de hoje não é nem sombra do time que enfrentaremos na final da CdB 2021. Temos que melhorar muito para pegarmos o time titular deles.

    Como já disse antes, seremos campeões contra o Palmeiras….apesar do Cuca.

  • Jeremias disse:

    Chico e amigos do blog boa noite. Vamos aos fatos da semana: O GALO GANHOU!

  • Paulo F disse:

    Não tem nada ganho e já vimos o Gslo perder os 5 últimos jogos do campeonato, saindo do primeiro lugar pra fora da classificação da libertadores. Mas que esse time joga igual campeão, isso joga! Foco, seriedade, determinação, pegada e união. Nessaa dez rodadas finais sabia que não ia ter jogo fácil, e mesmo assim o time vence y vence!
    O varmengo tenta mas não consegue diminuir a diferença, é impressionante. Keno vem senso decisivo na reta final, D. Costa apavora as defesas, Hulk nem se fala. Zaracho oportunista elemento surpresa, também decisivo. Contagem regressiva

    • Renato César disse:

      Relaxa! Desenhando de outra forma para vocês entenderem o tamanho desta campanha e a real situação, o Galo já garantiu MATEMATICAMENTE, na pior das hipóteses, a terceira colocação. E faltam 6 rodadas ainda.

      O time de hoje não tem Carlos Alberto, Jonílson, Thiago Feltri, Serginho, Renteria e nem é comandado pelo Celso Roth. Galo campeão!

      O que está em aberto é a copa do Brasil. Esta aí vão tentar nos tirar mesmo

  • Márcio Luiz disse:

    E O GALO?

  • Horacio disse:

    Só comecei a ver o jogo, por sorte, no segundo tempo, achei que o jogo era a noite. Achei que o Galo não jogou como tem jogado, mas nesta altura do campeonato o que interessa são os 3 pontos. Grande jogo.

  • Silvio Torres disse:

    Será que só eu que vejo o quanto esse time do Atlético não joga trinta por cento do que poderia? Eu fico pasmo com a facilidade com que os adversários criam chances de gol nesse “esquema Cuca”. Pra vencer os reservas do paranaense, MAIS UMA VEZ, foi a individualidade que decidiu. Nesse momento, pra aumentar minha certeza da mediocridade do Levir 2, o Grêmio, o segundo pior time do campeonato, massacra os reservas do Bragantino. Já tô vendo o que vai acontecer contra o Juventude, que vem de quatro jogos de invencibilidade e duas vitórias seguidas.

    • STEFANO VENUTO BARBOSA disse:

      Eu vi outro jogo, o próprio gol foi uma linda troca de passes, mas concordo que o Galo poderia render mais, mas é questão de alguns jogadores se adaptarem melhor.

  • Edson Dias disse:

    Prezado Chico

    Renaldo não emplacou “logo” não, viu?? Demorou, e muito… e ainda bem que por mais que tentaram queimá-lo, ele foi resiliente, segurou a onda e foi um grande centroavante do Atlético. Renaldo chegou no Galo em 1993, naquele time horroroso onde o craque e “cérebro” do time era o Valdir Toddinho… Em 94, amargou a reserva o ano inteiro, e só foi começar a estourar no Galo em um clássico contra o Cruzeiro, em outubro daquele ano, pela “repescagem” valendo vaga nas quartas de final do Brasileirão. Como o Reinaldo Rosa estava em fase muito boa, ainda amargou banco até o fim do ano, e só assumiu a função de centroavante do time em 95, aí sim jogando muita bola até sair no fim de 96. Poucos vão se lembrar, mas ele retornou ao Galo em 2002, onde até fez gols importantes, mas já começava o declínio na carreira.

  • Luiz disse:

    Ufa!
    Que jogo suado! Vitória ótima essa goleada de 1×0 ! Hoje não foi um bom jogo do Galo, principalmente no primeiro tempo. Aquele gol maravilhoso no finalzinho do primeiro tempo foi determinante para mudar o ritmo no segundo tempo. Toda vez que o adversário vem com um time “reserva”, sempre é mais pegado, por isso as coisas foram mais difíceis. Esse Alan é muito bom e jogou demais. O Keno, nem se fala. Mais um jogo, três pontos a mais e menos uma rodada! É jogo a jogo. Vamos Galo!

  • stefano venuto barbosa disse:

    Galo tá com um time muito maduro, joga mal, ganha, joga bem, ganha. Acho que mais uma vitória já dá pra comprar o chope.

  • Pedro Ernesto disse:

    Primeiro tempo fiquei preocupado o CAP entrou em campo só para parar o jogo e provocar os atletas do Galo. Rever ficando no mano a mano com Pedro Rocha. Rever tem que jogar na sobra ou ter mais cobertura. Vitória importantíssima, se tropeçasse o Fla se aproximaria muito. Galo, o arrombador de insones. Galôôôôôô!

  • Renan Rodrigues disse:

    O Galo Ganhou! O Galo Ganhou!