Blog do Chico Maia

Acompanhe o Chico

Com as novidades, “El Turco” (possivelmente), treinador argentino, e Godin, zagueiro uruguaio, o Atlético inicia segunda-feira a sua caminhada 2022

Foto: Andrés Jiménez/Monterrey/México

Gostei de ambas as novidades anunciadas pelo Atlético na tarde/noite dessa quarta-feira.

O zagueiro Godin, 35 anos, além de muito bom jogador é raça pura, do jeito que a torcida gosta. Já falei sobre ele aqui, no dia 3 de janeiro: http://blog.chicomaia.com.br/2022/01/03/godin-ainda-tem-bola-e-folego-para-substituir-muito-bem-a-junior-alonso/

O nome do treinador foi novidade para todo, mas é uma aposta interessante, que pode dar certo, pela trajetória dele. Ex-jogador, argentino, consagrado como treinador no México, onde trabalhou em pequenos e grandes clubes, e o mais importante: conquistou títulos. Se não é famoso como outros nomes estrangeiros que vinham sendo falados, vem numa situação parecida com a do português Abel Ferreira, que chegou ao Palmeiras como um ilustre desconhecido e tem sido um sucesso, um vencedor.

O jornal Hoje em Dia publicou o histórico dele: “O argentino “El Turco” Mohamed, de 51 anos, será o técnico do Galo na temporada 2022”

“El Turco” esteve presente em um dos momentos mais marcantes da história do Atlético. Ele foi o comandante do Tijuana na Copa Libertadores de 2013. Nas quartas de final, o time mexicano foi eliminado pelo Atlético, depois de Victor defender, com o pé esquerdo, um pênalti cobrado por Riascos nos minutos finais.

A presença do Tijuana naquela edição da Libertadores foi confirmada graças ao título do Torneio Apertura em 2012. Aquele foi um dos cinco títulos nacionais da carreira de “Ele Turco” como treinador.

Títulos na Argentina e no México

Antes de ser campeão mexicano pelo Tijuana, Mohamed conquistou o título da Segunda Divisão do Campeonato Argentino, pelo Huracán, em 2007.

Porém, foi no futebol mexicano onde o treinador mais se destacou. Em 2014, ele voltou a ser campeão nacional, mas à frente do América.

Como técnico do Monterrey, em duas passagens, foram três títulos. Em 2017 e 2020, levou a Copa Mexicana. Já em 2019, foi a vez de ser campeão da Liga Mexicana.

Além dos cinco títulos nacionais, “El Turco” Mohamed tem uma conquista internacional como treinador. Em 2010, venceu a Copa Sul-Americana com o Independiente, ao superar o Goiás na final.

Em competições internacionais, o técnico argentino tem ainda um terceiro lugar no Mundial de Clubes da Fifa de 2019. Na semifinal, o Monterrey, sob seu comando, caiu diante do Liverpool, por 2 a 1, ao sofrer um gol de Roberto Firmino aos 46 minutos do segundo tempo.

Mohamed estava livre no mercado desde 25 de novembro de 2020, quando pediu demissão do Monterrey após eliminação na repescagem do Torneio Apertura.

https://www.hojeemdia.com.br/esportes/antonio-el-turco-mohamed-ser%C3%A1-o-t%C3%A9cnico-do-atl%C3%A9tico-em-2022-1.871974


» Comentar

Comentários:
25
  • Renato César disse:

    Preciso confessar que não tinha muito conhecimento sobre este treinador. Só comecei a estudá-lo, quando o Fred Augusto lançou no seu twitter que poderia ser um nome para o Galo avaliar. Minha avaliação é que este Fred Augusto é um cara que foi lançado pela diretoria para ser um digital influencer da torcida do Galo: sempre antecipando notícias, trabalha para formar a opinião do torcedor. Acho que esta sacada da diretoria até é muito válida.

    Voltando ao treinador, o Tijuana de 2013 foi o time mais difícil que o Galo enfrentou. Inclusive foi o único que não vencemos. E, para falar a verdade, foi melhor nos dois jogos até. Os mexicanos, naquela edição, fizeram 10 jogos e perderam apenas 1. Mesmo assim, acho que ninguém voltou os olhos para o treinador deles.

    “El Turco” recentemente comandou o Monterrey que encarou o poderoso Liverpool no mundial de clubes.E foi de igual para igual. Apesar de menor posse de bola, teve mais finalizações, alto aproveitamento nos passes. O jogo acabou sendo desequilibrado por outro Mohamed mais famoso, o Salah. Os ingleses então venceram por 2×1 e se classificaram para a final.

    Não tendo muito conhecimento de fato sobre o treinador, resta-me acreditar no trabalho da diretoria que ganhou credibilidade ao longo do ano passado.

    Sobre as contratações, acho que Godín, mesmo considerando sua idade, acrescenta muito a qualquer zaga do futebol sulamericano. Elogiar é chover no molhado. Sobre as demais, vejo que as reposições estão sendo feitas a altura, caso se confirmem: Edenílson e Otávio para o meio de campo, além de Fábio Gomes como oportunidade de mercado. Lembrando que estamos falando de construção de elenco, ou seja, não necessariamente vamos contratar titulares absolutos, mas peças que serão opções de banco ou variações táticas ao longo da temporada.

  • Cláudio Brito disse:

    A diferença entre técnico brasileiro e estrangeiro é que, o segundo é trabalhador, estuda o adversário, líder e incentivador e o primeiro é preguiçoso, acomodado e paisão. Ultimamente colhem inúmeros fracassos. Ano passado Cuca foi um contra ponto!

  • Fernando Chaves disse:

    Torcedor quando está na lama só diz merda. Antes de virem para cá, ninguém conhecia J. Jesus e Abel, muito menos o técnico do Fortaleza. Outro dia o Fla foi a Portugal com três planos e voltou com o terceiro, uma tremenda aposta. O mesmo Fla contratou o badalado Renato Gaúcho e ficou só no cheirinho. O Galo ganhou quase tudo que disputou com o questionado Cuca. É torcedor ex rival fracassado e em coma, sentando no próprio rabo, pra falar de um multi campeão.

  • Humberto disse:

    Torcida do Galo tem hora que é bem chata. Queriam quem? Guardiola. Klop, ancelloti, zidane? Quem conhecia JJ antes da passagem dele por aqui? Ninguém tem certeza de nada. Vamos deixar o cara trabalhar e depois a gente avalia. Pelo amor de Deus vamos apoiar, lembrando sempre que essa mesma torcida na sua maioria não queria o cuca.

  • Márcio Luiz disse:

    Enquanto isso, um repórter perguntou ao Ronaldo Gordômeno:

    _ Sr. proprietário, o sr acha q o criseiro SOBE?

    Resposta do rechonchudo:

    _ É CLORO que não.

    Qua quá quá!!!

  • Jeremias disse:

    Cru cru continua contratando refugo de times sem expressão do futebol brasileiro. A barca tá virando arca… Pior de tudo, assina contrato sem poder inscrever o atleta. Vai dar merda!

  • Guilherme Leôncio disse:

    Melhor CT do mundo, melhor elenco do Brasil, salários em dias, dinheiro em caixa, melhores Investidores administradores do mundo; Toninho tem tudo para fazer um bom trabalho. Só depende dele!

  • Wallison disse:

    Bom dia, Chico!

    De Jesus a Mohamed, ninguém explica o Galo!rs
    Que colha bons frutos nas Gerais. Torço muito para que dê certo.
    É uma aposta, como o Abel foi no Palmerias.
    Serve de alerta aos técnicos brasileiros: atulizar é preciso, ser soberbos não!

  • Victor Maia disse:

    Técnico novo, xerifão chegando e a única previsão de títulos para Minas. O resto só vexame, não pagam sal grosso e ainda superfaturaram o cloro que ia limpar a lama da Toca. Anunciaram, Felipe Melo, Willian do Bigode, Ricardo Goulart, Jailson e trouxeram o Passoquinha. Anunciaram Luxemburgo, Mano Meneses e trouxeram Pazuelo. Ê time que só me dá alegria!

  • Juliano Salvador disse:

    O Mohamed era uma das 6 opções do Galo, infelizmente os outros não aceitaram a Comissão Técnica Permanente do Galo, ele aceitou. Foi campeão várias vezes e currículo bom, com certeza com um excelente material humano que tem, fará mais sucesso ainda. O 4Rs estudam direitinho e tem acertado muito e de mais a mais sabe onde está colocando sua grana e não SUPERFATURAM o CLORO das PISCININHAS. O Galo Ganhô!!

  • Juca da Floresta disse:

    Finalmente Bom dia Chico Maia,
    Aqui, agora eu li direitinho…. o técnico Mohamed está parado desde novembro de 2020? Contusão?

    • Edson Dias disse:

      Não. Tirou um ano sabático para estudar e se aprimorar. Ao contrário de treinadores brasileiros, como o garoto de Ipanema que comandava o Flamengo, que disse: “quem não sabe vai pra Europa estudar. Quem sabe vai à praia.”.

      Pode dar errado?? Evidente que sim. Mas qual técnico é certeza da garantia de bom trabalho? Certo é treinador que fará trabalho medíocre ou ruim.

      Como diria certo filósofo azul, “vamos aguardar!”, mas eu acho um nome muito bom.

  • JESUM LUCIANO DA SILVA disse:

    E o time da copa são Paulo, meu Deus, queria entender o critério para ser jogador da base do galo.

  • Clóvis Mineiro disse:

    Os tempos mudam, enquanto o Galo contrata um argentino que já foi campeão do México; o cru cru contrata um uruguaio da SEGUNDONA do México.

  • Juca da Floresta disse:

    Sonha com Jesus e acorda com Alá!!!!
    Que fase!!!

  • Edson Dias disse:

    Chico Maia, se puder e tiver interesse, sugiro esse vídeo para você e outros atleticanos que acompanham o blog: https://www.youtube.com/watch?v=2_ZeNYO7I3E. Para quem não conhece, o Joza Novalis é um dos maiores especialistas brasileiros em futebol sul-americano. O cara manja, e MUITO. Aliás, a vinda do Mohamed para o Galo começa a ganhar corpo a partir do último sábado, após uma live da qual o Joza Novalis participou junto a dois canais que cobrem o Galo: O @Galotube e o @Euacredito. Antes disso? Rodrigo Caetano só pensava em treinadores portugueses, unicamente porque Flamengo e Palmeiras têm técnicos de Portugal. Incapaz de olhar para o mercado sul-americano e enxergar que há boas, ótimas opções de treinadores aqui mesmo na América do Sul.

  • Edson Dias disse:

    Chico Maia, meu caro, além disso, é ídolo também como jogador no México. Ídolo da torcida do Necaxa, onde atuou durante muitos anos. Pra mim foi uma ótima opção. Aposta? É… assim como Jorge Jesus seria, como Carvalhal seria, como Eduardo Berizzo seria. Com uma vantagem: conhece o mercado latino-americano para a diretoria buscar reforços, visando vendas, e portanto dinheiro para os caixas do clube.