Blog do Chico Maia

Acompanhe o Chico

Ônibus e torcedores do Grêmio atacados a pedradas nas imediações do Independência. Polícia só deu conta de prender um criminoso

Enquanto este tipo de crime tiver o tratamento manso que tem, das polícias e da justiça, essas gangues vão continuar agredindo e matando, nos estádios, nas imediações e nos bairros aonde eles acertam as brigas. Ontem, novamente perto do estádio Independência e as vítimas foram os torcedores do Grêmio.

O mais impressionante nessa reportagem do Estado de Minas é a demonstração de passividade e fragilidade da Polícia Militar: “Alguns policiais que faziam a cobertura da área e depois do ataque tiveram que recuar e pedir apoio. De acordo com os agentes, o tumulto era muito grande e eles não conseguiam conter os vândalos…”

E “Além do veículo, torcedores agrediram militares que estavam no local e o motorista do ônibus”.

Que coisa!

***

Em tempos não muito distantes o porrete descia e essa cambada temia tanto a PM que uma dupla de policiais teria posto este marginais para correr.

* “Homem suspeito de apedrejar ônibus da torcida do Grêmio é preso”

Vídeo mostra diversos ataques conta coletivo de torcedores do Grêmio, após jogo nesse domingo, em BH

Um homem de 32 anos foi preso suspeito de apedrejar o ônibus da torcida do Grêmio e de agredir policiais em Belo Horizonte, na noite desse domingo (8/5). O vandalismo foi nas imediações da Arena Independência, no Bairro Horto, Região Leste da capital mineira.

Na ocasião, torcedores utilizaram pedras, bastões e porretes para danificar a estrutura do veículo que estava estacionado próximo ao estádio. O ataque foi após o jogo do Cruzeiro contra o Grêmio nesse domingo, pela 6ª rodada da Série B.

De acordo com a Polícia Militar (PM), o ônibus estava estacionado em uma área isolada por militares quando um grupo de pessoas com roupas do Cruzeiro começou os atos de depredação.

Além do veículo, os criminosos apedrejaram os militares que estavam no local, e agrediram os agentes com barras de ferro e porretes de madeira. O motorista do veículo também foi agredido.

Alguns policiais que faziam a cobertura da área e depois do ataque tiveram que recuar e pedir apoio. De acordo com os agentes, o tumulto era muito grande e eles não conseguiam conter os vândalos.

Apenas uma pessoa foi presa. De acordo com a corporação, o suspeito participava ativamente do tumulto.

Os militares ficaram feridos mas recusaram atendimento médico.

https://www.em.com.br/app/noticia/gerais/2022/05/09/interna_gerais,1365191/homem-suspeito-de-apedrejar-onibus-da-torcida-do-gremio-e-preso.shtml


Deixe uma resposta para Horacio Cancelar resposta

Comentários:
15
  • Horacio disse:

    Quando eu ia ao independência o policiamento sempre foi ostensivo e suficiente, as vezes até demais. Quando ocorria algum caso apareciam os helicópteros, a situação sempre estava controlada, independente do jogo. Porque com essa torcida aí as coisas são tão diferentes? Tem gente passando paninho, porque só contra as organizadas do Galo o pau come?

    Estou achando que enquanto o clube não perder os pontos do jogo esta palhaçada continua. Já quebraram estádio, assassinaram, promoveram quebra-quebra nas ruas, no transporte público, etc. Antes as quadrilhas encobriam, continuam? Se tudo que se faz não funciona, tem que punir o clube.

    Se uma Liga tivesse um time desses, deveria ser expulso. Em hipótese alguma um clube com esse histórico de violência pode ser admitido em uma liga que está sendo formada, ganhar na porrada é outro esporte. Galo e cuei deveriam se manifestar contra a entrada desse entulho em qualquer liga que estiverem.

    Essa torcida aí agora tem dono, a compra foi de porteira fechada, está na hora do dono pagar pelos prejuízos que eles causam. Falar nisto, cadê o dono? Tomou alguma atitude? Pelo menos condenou a estupidez?

    Cria corvos que eles vão te furar os olhos. Se ganhando já está assim…

  • Alisson Sol disse:

    É preciso separar duas coisas diferentes.
    1) Torcedores tendo cantos homofóbicos durante o jogo, incitados por um pequeno grupo.
    2) Alguém jogar pedras em um ônibus de torcedores adversários que vieram de longe assistir uma partida em sua cidade.
    São duas coisas erradas. Mas são coisas diferentes.

    E tais coisas ocorrem em todo o mundo. O que ocorreu no exterior é que os estádios de grandes clubes, na Inglaterra, Espanha, etc., que antes eram um “Independência pouco melhorado”, hoje são arenas multi-uso utilizadas em shows quase toda semana. Com isto, se um pequeno grupo começa a incitar a torcida com cantos homofóbicos, a administração do estádio joga em cima alguma música ou mensagem e abafa o grupo rapidamente.

  • Raws disse:

    Sou da parcela da sociedade que admira a polícia militar.
    Nos meus tempos de escola municipal, lembro de ter sido presenteado com a carteirinha da campanha, PM um amigo legal. Os tempos foram passando, a democracia chegou e com ela uma execração aos militares.
    Sei do excesso de muitos, principalmente nas vilas. Só que nossos militares são verdadeiros sofredores nessa profissão que os mesmos sempre são a parte “culpada”.
    Frequentei os estádios por décadas e nunca tomei uma borrachada e se tivesse tomado, aposta que não seria por estar rezando. Hoje no primeiro sossega leão que um militar der em um vândalo desses, terão 50 celulares filmando, a mídia toda seletivamente editando e repassando e pronto. A sociedade criou as cobras então reclamar de quem?

  • Ed Diogo disse:

    Eu penso que faltou um pouco de atenção da nossa eficiente PM na proteção do ônibus. Isto de torcidas serem inimigos mortais não tem nada haver , todo torcedor de fora tem que ser protegido pela PM. Nos fomos ao Paraguai e recebemos uma proteção que pelo menos eu não esperava. O que faltou para a proteção eu não sei só os Comandantes da PM podem dizer mas temos a obrigação de tratar bem nossos visitantes.

    • Marcão de Varginha disse:

      Entendo que ônibus é de propriedade particular, dos clubes; portanto, “proteger” ônibus é responsabilidade de seus donos. Sabemos que o papel da PM é segurança pública, e se for “proteger” bens particulares pode caracterizar desvio de função, e alguém poderia ser responsabilizado. O “bem” prioritário dos servidores de segurança pública é proteger vidas. Proteger bens físicos particulares são papéis de outros profissionais.
      – #jacompraramarbitragens

    • Eduardo Silva disse:

      Como exemplo a torcida do Cruzeiro é amiga da torcida do Flamengo e me lembro em um jogo no Mineirão o pessoal estava fazendo churrasco e bebendo todos juntos…

      Nesse caso não precisaria uma proteção da PM, seria um efetivo desnecessário.

  • Eduardo Silva disse:

    Chico, boa noite,

    E esses fatos se repetem esse ano, ano que vem e no outro ano e no outro e no outro… São acontecimentos das chamadas “Torcidas Organizadas” que as otoridades NÃO conseguem por fim!

    Mas uma coisa se chama “previsibilidade”, previsão de fatos, ou seja, desde que o ludopédico começou no país, existem as torcidas amigas e as inimigas de cada clube, isso até as arquibancadas e cadeiras dos estádios sabem quais são.

    Então a Polícia e demais “autoridades” envolvidas nessa partida, TINHAM que prever que as torcidas organizadas do Grêmio são INIMIGAS MORTAIS das torcidas organizadas do Cruzeiro! Então nesses casos há um protocolo dos ônibus chegarem na entrada da cidade e serem recebidos por carros da PM sendo escoltados até o estádio.

    Termina o jogo, eles esperam um tempo até as torcidas do Cruzeiro saírem e depois são escoltados até a saída da cidade e seguem viagem, SEMPRE teve esse tipo de prevenção em todos os estádios do país onde as torcidas são inimigas.

    Pode parecer um absurdo mas sempre teve esse tipo de conduta por parte da PM. Agora não resta dúvida que vai ter o troco no jogo de volta em Porto Alegre, alguém quer apostar uma grana comigo? E lá vai acontecer a MESMA COISA! Vão atacar os ônibus dos torcedores e até da delegação cruzeirense SE não houver esse tipo de segurança da brigada militar gaúcha.

    E o pior de tudo é o clube ser penalizado por alguns MALANDROS, travestidos de torcedores que ficam entoando cantos homofóbicos durante os jogos, (antes podia fazer isso, mas estamos em novos tempos) e também brigando na rua, atacando ônibus.

    Mas tem idiota pra tudo nesse mundo! Tem que moer esses bobocas na borracha!

    A PM de Minas tem que usar sua força total contra esses boçais!

    É o que penso!

  • Fernando Chaves disse:

    Ainda bem que ganharam o jogo e não quebraram o Indepas. Esse que foi preso é apenas para o time não levar pumições como sempre.

  • Rafael Simião disse:

    Chico, vi esse vídeo antigo do Galo x PSV e você foi registrado fazendo reportagens na beira do campo. Não sei se já viu mas achei legal. Segue o link: https://youtu.be/fjSbTr06tGA
    Você está a partir do minuto 08:30.

    • Chico Maia disse:

      Obrigado Rafael,

      imagens sensacionais. Escreverei breve sobre essa partida, pelo Torneio de Manchester em 1987.

      Eu era da Rádio Inconfidência na época.

      Grande abraço.

      • Rafael Simião disse:

        Muito legal Chico que bom que gostou. Espero pela reportagens e eventuais curiosidades da época desse time que depois seria dirigido por Telê.

  • Marcão de Varginha disse:

    Como a PM vai “descer o porrete” nesses criminosos, se as polícias estão de mais atadas pelas próprias leis e os incansáveis representantes dos “direitos humanos” sempre aparecem para defender esses bandidos? Além disso sempre há a mídia que vai chamar nossas polícias de truculentas, violentas, covardes… Tenho vários amigos policiais que se queixam da lei da tortura tão bem empregada pelo “quarto poder” que os deixam de mãos atadas? Não sou especialista em segurança pública mas não sou ingênuo em criticar esses policiais que ali estavam e recuaram para pedir reforço de mais seus companheiros. Qual de nós tem duas vidas? Policiais sai humanos, e não são imunes às agressões físicas diversas. O que precisa são de leis rígidas específicas que acabe com essa impunidade.. que nossa justiça descruze os braços e puna esses marginais travestidos de torcedores, e chamar esses bandidos de “torcedores” é ofender o verdadeiro torcedor que paga ingresso e se comporta com civilidade respeitando as demais pessoas.
    – Se não houver um combate efetivo com participações de TODAS autoridades para combater esses bandidos, os cofres públicos pagarão os servidores de segurança pública para literalmente enfeitar a rua.. e para desandar tudo de vez em quando aparece alguns personagens do Legislativo propondo o desarmamento da polícia: quanta irracionalidade!

  • Silvio Torres disse:

    E os Rizeks e Kfouris, hein? Caladinhos, caladinhos. Ahh se fosse a torcida do Atlético.

  • Marcio Borges disse:

    E chover no molhado falar de torcida organizada. Seja de qualquer time. Enquanto não tomarem medidas duras e eficazes, prendendo estes bandidos e os julgando como criminosos que são, tudo ficará igual. E repito!!! Todas as torcidas organizadas tem bandidos infiltrados.
    Domingo mesmo vi uma bandeira no meio da torcida do Cruzeiro com o lema do PCC. Todas tem bandidos infiltrados.

  • Luiz disse:

    Não é torcida organizada! É a torcida mesmo. Tempos de intolerância de todos os tipos! Racistas fdp , Cantaram músicas racistas o tempo todo contra os gremistas. E que a imprensa mineira não venha esconder esses atos!