Warning: "continue" targeting switch is equivalent to "break". Did you mean to use "continue 2"? in /home/blog/www/wordpress/wp-includes/pomo/plural-forms.php on line 210
Em crise, Fortaleza quer iniciar reação contra o América, que por sua vez, tenta repetir as boas atuações contra Flu e SP, mas com vitória | Blog do Chico Maia

Blog do Chico Maia

Acompanhe o Chico

Em crise, Fortaleza quer iniciar reação contra o América, que por sua vez, tenta repetir as boas atuações contra Flu e SP, mas com vitória

Na lanterna e em crise dentro e fora de campo, o Fortaleza, sete pontos ganhos, recebe o Coelho, 15 pontos, 14º colocado, às 18 horas no Castelão. O @goleada_info noticiou: “Fortaleza afasta Lucas Crispim após festa de aniversário em casa de praia no dia seguinte da derrota para o Avaí “Os atletas, obviamente, têm direito ao lazer. No entanto, devem saber que há momentos e formas adequadas para isso”, publicou o Leão em nota oficial”

Foto: Pedro Vilela

O tricolor cearense está desse jeito.

 

No diálogo entre dois americanos que acompanham muito de perto o dia a dia do clube, a situação do time comandado por Wagner Mancini neste Brasileiro:

Ed Diogo

“O meu Coelhão ontem (contra o Fluminense) foi um time de guerreiros, que estão de parabéns pela entrega no jogo e obediência tática no momento de adversidade numérica que por detalhes não foram transformados em vitória, que seria justa e merecida . Com um a menos fomos melhores em campo e tivemos mais chances reais de gol. Espero que para o próximo jogo esta fase de perdermos pontos bobos termine e que os jogadores consigam transformar o bom futebol com gols para nos colocarmos na real posição da tabela, almejando outra Libertadores.
Acredita Coelhão”

 

Marcio Amorim

“Caro Ed Diogo!
Aguardei os comentários, como sempre, da imprensa nacional. A local, liderada pela Itatiaia, no momento está ocupada em destituir o técnico do Atlético. A imprensa “de fora” rasgou elogios à atuação do América contra o Flu, repetindo o que já havia feito após o jogo contra o São Paulo.
Não vimos somente um time guerreiro. Vimos um time que agrediu o adversário, durante os dez minutos de igualdade numérica, dando a entender que o o pó-de-arroz ia penar. Alê construíra duas boas jogadas e deve ter sido escolhido para ser expulso por isto.
Definitivamente, não houve agressão. Houve uma disputa no alto e os dois subiram de olhos fechados e os braços para o alto. Algum jogador sobe com os braços colados ao corpo? A fatalidade foi o Alê ter subido mais alto. Fosse o contrário, seria o contrário?
Eu havia comentado com amigos que o Botafogo, o Flamengo e o Fluminense estavam na zona da degola e que o Flu “manda” escandalosamente no Departamento de Árbitros da CBF. Lances duvidosos na área deles, o Dá Ronco resolveu acordar e decidir sem VAR: um carrinho temeroso e criminoso no Everaldo, um empurrão que deslocou o C. Alberto no momento de um chute, cara a cara com o Fábio e um lance claro no Conti. Todos dentro da área. Muito estranho, muito esquisito, mas previsível por se tratar do pó-de-arroz, que, em passado não muito distante, foi catapultado da Série C para a Série A, naquela saga de incríveis vexames.
De bom, a atuação dos garotos. C. Alberto (aquele que recebeu uma bola fora da nossa área contra o Santos – 2 x 0 – ano passado e a levou até ela beijar as redes adversárias), procurem esta pintura de lance e vejam. Pedrinho, um gigante de excelente técnica e velocíssimo. E o Mancini ainda teve medo de lançar também o Gustavinho que vinha jogando e com ritmo de jogo.
Resumindo; Botafogo, Corínthians, S. Paulo e Fluminense escaparam como que por milagre. Está na imprensa nacional.
Abraços!”


» Comentar

Comentários:
0