Blog do Chico Maia

Acompanhe o Chico

Jornalista que chamou o Atlético de “time de marrecas”, xinga colega morto e é demitido depois de 22 anos no Grupo RBS

WIANEY

Ele também disse que Taison (quem se lembra?) era melhor que Neymar, e que no futuro o mundo do futebol confirmaria isso. Conheço o Wianey Carlet há muitos anos e lamento o que está se passando com ele em Porto Alegre. Ano passado foi assunto em Minas antes dos jogos do Atlético contra o Grêmio, na final da Copa do Brasil, por chamar o Galo de time de “marrecas”. Tem o estilo gozador, faz tipo “fanfarrão” no microfone, mas é muito bom jornalista. Li agora, no portal do Zero Hora, que ele fez um comentário infeliz, pensando estar fora do ar, e foi demitido. Confira:

* “Jornalista que comparou Messi e Taison insulta colega morto” 

Wianey Carlet estava há 22 anos no Grupo RBS e foi demitido após proferir insultos à Paulo Sant’Ana

O jornalista Wianey Carlet foi demitido do ‘Grupo RBS’ após proferir insultos à Paulo Sant’Ana, que faleceu no último mês de julho. Ao vivo na Rádio Gaúcha, o jornalista disse não sentir a morte do companheiro de profissão e o xingou, logo em seguida: — Eu confesso que não senti (a morte de Paulo Sant’Ana). Achava o Sant’Ana muito filho da p**a. — disparou o jornalista que não sabia que estava ao vivo — Meu Deus eu estava fazendo uma piada e boto no ar, tudo. — finalizou Wianey Carlet, após ser reprimido pela declaração.

A ‘RBS’ divulgou uma nota oficial comunicando a demissão do jornalista, que segundo eles, não está mais alinhado ao posicionamento da empresa. Wianey tinha uma coluna diária, no ‘Jornal Zero Hora’, que agora será assinada por Pedro Ernesto Denardin. No programa ‘Super Sábado’, da Rádio Gaúcha, Fernando Zanuzo ocupará o lugar de Wianey, ao lado de Andressa Xavier e o elenco de ‘Sala de Redação’ não será modificado.

Há 22 anos no Grupo RBS, Wianey publicou um famoso artigo, em seu blog, comparando Messi ao jovem jogador Taison Freda, em 2009. No texto, o jornalista sugeria que em 10 anos o questionamento “quem foi melhor, Messi ou Taison?”, seria possível.
Relembre o artigo de Wianey! (mais…)


Felipe Melo diz que o Atlético é um dos interessados nele; xinga Cuca e diz que vai “rasgá-lo no meio”

FM

O meio campista, considerado uma “granada sem pino”, foi afastado do elenco do Palmeiras por Cuca, que o considera um desagregador. Noticia do canal ESPN:

* “Afastado, Felipe Melo xinga Cuca e revela interesse de clubes brasileiros: ‘Covarde. Vou rasgar ele no meio’”

Afastado do elenco do Palmeiras por Cuca, Felipe Melo mostrou sua insatisfação através de um áudio que está circulando na internet.

Segundo apurou a reportagem dos canais ESPN, o áudio é verídico e atual. Nele, Felipe Melo xinga o técnico do Palmeiras de “covarde”, “mau caráter” e “mentiroso” e diz que quando falar vai “rasgar ele (Cuca) no meio”.

Felipe Melo, de 34 anos, também revela sondagens de clubes brasileiros. Entre eles o Corinthians, São Paulo, Atlético-MG, Internacional, Grêmio e o Flamengo.

Ouça abaixo o áudio:

http://espn.uol.com.br/noticia/715038_afastado-felipe-melo-xinga-cuca-e-revela-interesse-de-clubes-brasileiros-covarde-vou-rasgar-ele-no-meio?utm_content=buffer2cc1c&utm_medium=social&utm_source=twitter.com&utm_campaign=buffer


No Brasil futebol feminino luta para sobreviver; na Inglaterra, clube iguala salários de homens e mulheres

CLUBEINGLES

Entendo que no Brasil o futebol feminino precisa ser incentivado de forma decisiva nas escolas. Assim terá chance de progredir de forma sustentável. A ideia da CBF de querer obrigar os clubes a disputarem campeonatos da modalidade é uma interferência indevida na gestão deles, que caso sejam levados a isso, vão criar fórmulas para apenas maquiar o problema.
O Lewes, um clube da prateleira de baixo da Inglaterra, está inovando, em função de ações de marketing. Vai igualar os salários do time feminino, que disputa a terceira divisão, com o masculino, que está na equivalente à oitava divisão inglesa.
Reportagem do Uol, que vale para levantar essa discussão, em torno da viabilidade do profissionalismo do futebol feminino no Brasil:

*“Clube inglês vai pagar o mesmo salário para times masculino e feminino”
Alex Sabino
Em dezembro de 1921, a Federação Inglesa proibiu o futebol feminino. Segundo a entidade, o esporte “não era adequado e não deveria ser incentivado”. Dias antes, jogo no estádio de Goodison Park, em Liverpool havia atraído 53 mil pessoas. Outras 14 mil compareceram, mas não conseguiram entrar.
Noventa e seis anos depois, o Lewes FC tomou a decisão de igualar os salários das equipes masculina e feminina. É o primeiro clube do futebol europeu a fazer isso.

“Já tivemos momento em que o futebol feminino foi bem sucedido no Reino Unido. Por causa da proibição da federação, praticamente desapareceu. Temos de ajudar no que for possível”, diz à Folha o administrador do clube, Stuart Fuller.

Não será uma fortuna. O Lewes é semiprofissional. O seu estádio, The Dripping Pan (A Panela Gotejando, em inglês), pode receber três mil pessoas. A decisão de distribuir o dinheiro de maneira igual, sem distinguir gênero, deu ao clube uma fama que nunca havia recebido em 132 anos de existência.

O objetivo é gerar discussão. Tal qual no Brasil, a diferença entre o que os homens e as mulheres recebem é colossal no Reino Unido.

“Nós adoraríamos se começasse um debate sobre esse assunto. Tomamos iniciativas para que as pessoas saibam a necessidade de melhorar as condições das equipes femininas”, completa Fuller.

O time feminino do Lewes tem mais sucesso do que o masculino. Elas estão na terceira divisão nacional. Eles, no equivalente à oitava.

A reação do público, no entanto, não tem correlação com os resultados. Os jogos do time masculino costumam atrair mais torcedores. Esse é outro aspecto que os dirigentes gostariam de mudar. Um dos clubes mais populares da sua liga, o Lewes chega a atrair mil pagantes em jogos masculinos. “No feminino, em média, temos 400 pessoas”, diz Fuller. (mais…)


As lambanças da arbitragem no fim de semana, medalhões sacados e cobrança ao Departamento Médico

CORFLA

Milton Neves disse hoje na Band News FM que quando Flamengo e Corinthians se enfrentam o “apito amigo fica desnorteado, sem saber para onde ir”. Neste jogo no Itaquerão o dono da casa se ferrou. Foi o assunto do dia na imprensa, inclusive na coluna do Fernando Rocha, em primeira mão para todos do blog. Vai circular no Diário do Aço, de Ipatinga, amanhã:

* Como foi ruim a arbitragem carioca no jogo do Galo com o Coritiba. Começou por permitir o uso de uniformes semelhantes pelas duas equipes, o que dificultou o trabalho deles próprios, imprensa e a visão do jogo pela torcida. O assoprador de apito, Wagner do Nascimento Magalhães, atendeu uma marcação equivocada de seu auxiliar e anulou um  gol do Adilson aos 5 minutos do primeiro tempo; para compensar adotou um rigor excessivo na marcação de dois pênaltis contra o Coritiba; deixou de marcar outro pênalti a favor do Côxa, em jogada semelhante aos outros dois que marcou a favor do alvinegro; inverteu faltas, enfim, foi um desastre a atuação de todos da arbitragem, que deveria ser afastada imediatamente, mas a CBF prefere deixar como está prá ver como é que fica.

  • E as lambanças da arbitragem no fim de semana não pararam por aí. Em outra atuação horrorosa, o péssimo Ricardo Marques Ribeiro e sua turma da Federação Mineira, interferiram diretamente no resultado da partida que terminou empatada em 1 x 1 entre Corinthians e Flamengo. O artilheiro Jô fez um gol legítimo, mas que acabou anulado por impedimento apesar de estar não só atrás da linha da bola, o que bastaria, mas atrás também de dois zagueiros rubro-negros. Uma vergonha!

Novo astral

O torcedor do Galo com toda razão estava apreensivo, pois a equipe muito próxima da zona de rebaixamento vinha de duas derrotas seguidas em casa, – Bahia e Vasco da Gama -, adversários mais fracos, o que foi determinante para a queda do técnico Roger Machado, além da eliminação com goleada para o Botafogo na Copa do Brasil.

Certamente a preocupação aumentou ao saber a escalação do time titular que começaria a partida. O técnico estreante, Rogério Micale, ao ousar e sacar dois medalhões, Elias e Robinho, para pôr em seus lugares Gustavo Blanco e Pablo, deu um recado direto às “madonas” do grupo, ou seja, “bateu na cangalha  para o burro entender”.

Certo é  que os jogadores em  campo tiveram outro comportamento, bem diferente de jogos anteriores, disputando todas as divididas como se fosse uma decisão, o que resultou na vitória de 2 x 0 até com certa facilidade, com direito a um pênalti perdido e ainda um gol anulado injustamente.

E assim é o futebol que imita a vida: um dia você está por cima, no outro por baixo. Se não fez uma partida exuberante, pelo menos o resultado favorável espanta a crise, dá moral ao grupo, ao novo técnico Rogério Micale, devolve o otimismo à sua fanática torcida, que deverá lotar o Mineirão nesta quarta-feira para o confronto contra Corínthians, líder  invicto e virtual campeão, cujo resultado sempre é imprevisível.

Outra draga

Mais uma atuação ruim do Cruzeiro resultou neste empate (0 x 0) com outro freqüentador da zona de rebaixamento, Vitória da Bahia, penúltimo colocado com apenas 13 pontos ganhos, candidatíssimo à Série B em 2017.

Além do goleiro baiano, Fernando Miguel, autor de algumas defesas difíceis, o Cruzeiro esbarrou mais uma vez na falta de definição dos seus atacantes, que desperdiçaram inúmeras chances claras de gol.

A situação só não é igual ou mais turbulenta até do que foi a de seu maior rival, Atlético, por conta da classificação obtida semana passada para a semifinal da Copa do Brasil em cima do Palmeiras.

Os números demonstram este atual momento ruim vivido pelo time celeste no Brasileiro: não vence há quatro rodadas, sendo a última vitória na 13ª rodada em 12 de julho, 2 x 0 em cima do Atlético/PR fora de casa.

Desde então foram três empates: 1 x 1 com o Flamengo, no Mineirão; 1 x 1 com o Fluminense, no Rio de Janeiro; empate de 0 x 0 com o Vitória em casa; e derrota para o Avaí, 2 x 0, em  Floripa.

Não aprovo opiniões do tipo “profetas do acontecido”, mas não há dúvida de que Ábila faz falta neste time, e que a diretoria errou ao liberá-lo para retornar à Argentina.

  • O Departamento Médico do Cruzeiro também precisa se explicar, sobretudo quanto aos mais casos recentes do uruguaio Arrascaeta e do zagueiro Manoel, que retornaram ao time depois de longo período afastados, mas após alguns minutos em campo voltaram a sentir lesões e vão ficar  fora da equipe por muito tempo. Além disso, o zagueiro Dedé e o lateral Ezequiel contrariam todos os protocolos conhecidos de recuperação dos atletas e ninguém sabe ao certo quando poderão voltar à equipe.
  • Não poderia ter sido melhor o retorno do Ipatinga às disputas oficiais, ao golear o Bétis, de Betim, por 7 x 0, no último sábado. Independente da fragilidade do adversário, o time dirigido por Wantuil Rodrigues foi soberano, mostrou organização tática, muita intensidade mesmo quando já tinha o resultado nas mãos. A torcida compareceu, deu um show à parte nas arquibancadas e na chegada dos jogadores ao estádio, enfim, fez novamente do Ipatingão a casa do “Tigrão de Aço”.  (Fecha o pano!)
  • * Por Fernando Rocha

Cruzeiro e Flamengo decidirão em casa vaga na final da Copa do Brasil

COPA

Sorteio esta manhã na CBF definiu. Até há pouco tempo era quase unânime que fazer o segundo jogo em casa era melhor. Hoje, há uma corrente forte, inclusive de treinadores, que prefere decidir na casa do adversário. Continuo entre aqueles que vêm mais vantagens em receber o adversário no jogo da volta, mas isso tem pouco valor quando um time está melhor preparado, técnica, física e psicologicamente.

Notícia no SuperFC:

* “Cruzeiro decidirá em casa contra o Grêmio na Copa do Brasil

O Cruzeiro decidirá em casa contra o Grêmio quem vai disputar a final da Copa do Brasil 2017. O sorteio que definiu os mandos de campo da semi-final foi realizado na manhã desta segunda-feira (31) na sede da CBF, no Rio de Janeiro.

A equipe celeste vai a Porto Alegre encarar a equipe tricolor no dia 16 de agosto e o jogo de volta será no Mineirão no dia 23 de agosto. Já no clássico carioca, Flamengo e Botafogo fazem o primeiro jogo no Estádio Nilton Santos, com a partida de volta na Ilha do Urubu.

As finais serão disputadas entre os dias 7 e 27 de setembro.

http://www.otempo.com.br/superfc/cbf-sorteia-mandos-e-cruzeiro-decidir%C3%A1-em-casa-contra-o-gr%C3%AAmio-1.1503483


As limitações do Cruzeiro voltaram a falar mais alto neste empate com o Vitória

cruvit

Em foto da Minas Arena, Sassá, que tentou, perdeu chance clara e o placar ficou em branco contra o Vitória no Mineirão

Alisson, poupado hoje, faz muita falta ao time do Cruzeiro, que esbarrou no goleiro Fernando Miguel e na falta de um artilheiro eficaz. Dois analistas de credibilidade twitaram após uma das muitas chances desperdiçadas. João Vitor Xavier escreveu: “Respeito quem discorda… mas acho pouco inteligente abrir mão do Ábila, pra contar no ataque com Rafinha, Rafael Marques e Élber no banco”.

Vinicius Grissi, da Rádio Transamérica: “Talvez o Cruzeiro não precisasse mesmo de um atacante que faz gols como o Abila…”.

Mas o clube até que tentou ficar com o argentino, mas faltou grana para isso. Sendo assim, o problema desta noite no Mineirão, que vem se repetindo, vai continuar, já que os definidores que o Mano Menezes tem à disposição são bem limitados.

O Vitória fez um jogo inteligente. Se fechou e levou perigo ao gol do Fábio em rápidas estocadas, em contra ataques. Ainda no primeiro tempo o técnico cruzeirense foi obrigado a mexer duas vezes, por contusão: Rafinha no lugar de Elber e Murilo no de Manoel, que estava voltando de contusão.


Foi um Atlético bem diferente nesta partida em Curitiba

CAM

Começando pela disposição dos jogadores. Rafael Carioca jogou do jeito que deveria ser sempre, com garra e correndo muito. Fábio Santos voltou a jogar muito; Adilson retornou bem, o recém contratado Gustavo Blanco fez uma bela partida e Pablo foi outra boa novidade. Mais um pênalti desperdiçado, dessa vez pelo Cazares. O time está precisando treinar mais isso. Rafael Moura marcou em lance muito mais difícil do que perdera o gol momentos antes.

Vitória que espanta a crise, dá moral ao grupo e ao técnico Rogério Micale, além de motivar a torcida a encher o Mineirão, quarta-feira, contra o líder e invicto Corinthians.

O Coritiba jogou mal e mesmo estreando o técnico Marcelo Oliveira parecia um time desmotivado. Em momento algum esboçou reação depois de cada gol que tomou. Mal também foi o árbitro Wagner do Nascimento Magalhães, da Federação do Rio. Anulou erradamente gol do Adilson e adotou um rigor impressionante nos pênaltis contra o Coritiba.


Com a presença do Atlético, começa hoje a terceira divisão do Campeonato Mineiro. Que o nosso Democrata Jacaré suba!

SEGUNDONA1

A nomenclatura oficial, idiota, chama a competição de “Segunda Divisão”, e trata a verdadeira Segunda Divisão como “Módulo II”. Coisas do Brasil!

O fato é que este ano a nossa terceirona terá atenção especial da imprensa da capital porque o Atlético resolveu se envolver diretamente com ela, entrando como Atlético B, para utilizar os seus jogadores abaixo de 23 anos e os que não estão sendo aproveitados no time principal. Ao invés de entrar indiretamente, como fez em 2009, quando fez parceria com o nosso Democrata Jacaré e resgatou jogadores como Bernard e Jemerson, por exemplo, que estavam na marca do pênalti para serem dispensados. E quem duvida disso é só perguntar ao senhor Délio, pai do Bernard. O Democrata bateu na trave, quase subiu. Num jogo em Varginha o craque do time não foi bem e perdemos. Precisava ao menos empatar. Tenho uma entrevista com o Bernard em que ele pede desculpas à torcida democratense porque estava num dia ruim e não jogou o que sabia e sabe.

O Atlético com a camisa do Atlético torna qualquer disputa diferente. Um grande patrocinador desistiu de fechar parceria com o Democrata quando ficou sabendo que o Galo entraria de cabeça no campeonato. O argumento: ao invés de duas vagas de acesso, só haverá uma, já que o Atlético é dono da outra. Verdade. Além da força natural, desproporcional, do Galo em relação aos demais concorrentes, alguém duvida que a arbitragem sempre tende a apitar a favor dos grandes em casos de dúvidas? Mas, vida que segue, e torço para que o Democrata Jacaré seja o dono da vaga restante. Estreia hoje, em casa, contra o União Luziense, mas não poderei ir, já que estou a caminho de Diamantina neste momento, para as comemorações de aniversário da Batcaverna, a tradicional banda que agita o carnaval diamantinense e tantas cidades mineiras e do Brasil.

É certo que a imprensa de Belo Horizonte dará maior cobertura este ano, porém, tenho que certeza que a melhor fonte e todos os detalhes continuarão a cargo do Victor Lima Gualberto, gente ótima de Juiz de Fora, desses tarados por futebol, que criou há quase dez anos o site Segundona Mineira, simplesmente sensacional.

segundona

A bússola da competição. Se você não conhece, veja aí:

* “SAIU DO FORNO! Confira o Guia da Segundona Mineira 2017 contendo todas as informações das nove equipes”

Lançamos, em primeira mão, o Guia da Segundona Mineira, contendo todas as informações sobre as nove equipes que disputarão, a partir de amanhã, a competição!

Clique aqui: https://goo.gl/fyJVKL

#SegundonaMineira — com Amigosdo Democrata,Asscrata DemocrataDemocrata Futebol Clube,Ponte Nova Futebol ClubeIpatinga Futebol Clube,BETIS Futebol CLUBEUnião LuziensePoços de Caldas Futebol Clube e A. D. Internacional de Minasem  Minas Gerais.

DFC

Campanha de motivação à torcida democratense nas redes sociais


Vitória no Rio Grande do Sul é emblemática para o América

AFC

Em todos os aspectos uma vitória sensacional sobre o Juventude, concorrente direto; lá, o que torna as coisas mais difíceis ainda. O Coelhão no caminho certo. Detalhes no site da Itatiaia:

* “América vence Juventude, no Sul, amplia série invicta e mantém liderança isolada da Série B”

O América conseguiu um resultado importantíssimo para as pretensões do clube em obter o acesso à Elite do Brasileirão em 2018. Jogando em Caxias do Sul (RS), o Coelho soube aproveitar o mau momento do Juventude e venceu por 1 a 0, na noite desta sexta-feira, em duelo válido pela 17ª rodada da Série B.

Bill, em cobrança de pênalti aos 11 minutos de jogo, marcou o gol da vitória do América, que levou um susto na etapa final ao ver uma bola do Juventude explodir na trave.

Com o resultado, o América ampliou a invencibilidade na temporada para 11 partidas e manteve a liderança isolada da Série B, com 33 pontos, cinco a mais que o Guarani, que joga neste sábado.

Por outro lado, o Juventude completou o quinto jogo sem vitória na competição e começa a se complicar. A equipe gaúcha, que chegou a liderar até a 13ª rodada, caiu para o quarto lugar, com 27 pontos, e poderá deixar o G4 no complemento da rodada, neste sábado.

Na próxima rodada, o Coelho enfrenta o Londrina-PR, terça-feira, às 20h30, no Independência. Já o Juventude visita o Figueirense, também na terça, mas às 19h15, no Orlando Scarpelli.

Juventude 0 x 1 América

Juventude: Oliveira; Tinga, Domingues, Micael e Bruno Collaço; Wanderson, Lucas (Ramon), Wallacer (Caprini) e Leílson; Tiago Marques e Caion (Juninho Silva). Técnico: Gilmar Dal Pozzo

América: João Ricardo; Juninho, Rafael Lima, Messias e Giovanni; Ernandes, Zé Ricardo, Neto Moura (David) e Matheusinho (Hugo Cabral); Luan e Bill (Hugo Almeida). Técnico: Enderson Moreira

Motivo: 17ª rodada – Série B do Campeonato Brasileiro
Data: 28 de julho de 2017, sexta-feira, às 19h15
Local: Estádio Alfredo Jaconi, em Caxias do Sul (RS)

Gol: Bill (pênalti – 11’/1º)

Cartão Amarelo: Lucas, Caion, Domingues (Juventude); Rafael Lima, Zé Ricardo, João Ricardo (América)

Árbitro: Leandro Bizzio Marinho (SP)
Auxiliares: Miguel Cataneo Ribeiro da Costa (SP) e Daniel Paulo Ziolli (SP)

http://www.itatiaia.com.br/noticia/america-vence-juventude-no-sul-amplia-serie-i


Grêmio, Vitória e disputa eleitoral na pauta do Cruzeiro

CRUZERIO

Antigos aliados, Dr. Gilvan de Pinho Tavares e os irmãos Alvimar e Zezé Perrela estão em lados opostos na atual corrida eleitoral do clube.

O Cruzeiro terá o Grêmio pela frente nas semifinais da Copa do Brasil e certamente teremos novos jogos memoráveis entre eles. Impossível arriscar que seguirá na disputa.

Pelo Brasileiro, na teoria, domingo tem um filet, o Vitória, no Mineirão às 19 horas, mas não é bom relaxar, pois costuma valer o velho ditado: é porco magro que suja a água!

O diretor Bruno Vincitin pôs política interna na fala dele na entrevista de ontem na Toca da Raposa. Disse que tinha conselheiro da oposição torcendo pelo Palmeiras quarta-feira. Assunto inoportuno, já que o time não tem nada a ver com política e a campanha está rolando pra valer é nos bastidores, sem envolver o futebol. Aliás, outra incógnita, resultado imprevisível. Os dois lados garantem que têm votos “sobrando” para vencer.

RAPOSAO

Jornal de campanha da chapa da oposição.

Como diria o Adilson, “vamos aguardaaaar”!


Página 20 de 1.011« Primeira...10...1819202122...304050...Última »