Blog do Chico Maia

Acompanhe o Chico

Por dentro e por fora, de dez em dez fotos, o Metrô de Moscou, inacreditavelmente bonito

Lado a lado as estações Leningradsky Vokzal (trens de longa distância e internacionais, à esquerda) e a do Metrô, Komsomolskaya.

Agradeço a todos e a todas que frequentam o blog e que estão enviando informações, sugerindo coisas pra que eu visite ou mostre de Moscou. Um aprendizado e prazer em via de mão dupla. É a segunda vez que venho aqui. A primeira foi em 2012, durante a Eurocopa da Polônia/Ucrânia. Estava em Kiev, também maravilhosa, e voei as 2,5 horas que separam estas cidades espetaculares, pela Siberyan Airlines, numa ótima viagem.

Em relação a seis anos atrás Moscou parece outra cidade. Está muito melhor. E não foi um simples “banho de loja” ou meio fios pintados. Recebeu melhorias sustentáveis, do recapeamento do asfalto à pintura dos prédios à renovação das praças e abrigos de ônibus.

Tudo continua com preços ótimos, e recomendo 100%, a quem gosta de viajar, que venha para estes lados de cá do mundo. Ao contrário do que a maioria pensa, muito fácil de se comunicar, principalmente com as modernidades tecnológicas à disposição. Por exemplo, o chip de celular que que comprei no aeroporto (5GB, da MTC a mil rublos, 59 reais), diariamente envia mensagens, como essa: “12 iyunya vo vtoroy polovine dnya ozhidayetsya dozhd’, groza, pri groze poryvy vetra do 22 m/s. Obkhodite shatkiye konstruktsii, parkuytes’ vdali ot derev’yev. Bud’te ostorozhny!”. Até outro dia seria para deixar qualquer um maluco, sem saber o que estes “garranchos” estão dizendo. Porém, jogando no tradutor do Google, russo/português, vem a informação: “no dia 12 de junho, à tarde, espera-se chover, trovão, com rajadas de vento de até 22 m / s. Evite estruturas instáveis, estacione longe das árvores. Tenha cuidado!”.

Os atrativos são milhares, a todo instante, em cada esquina, em cada lugar. As pessoas são gentis, prestativas e ávidas por estabelecer contatos e conversar, ainda que seja na base da mímica. Como a maioria dos russos não fala inglês, ou fala pessimamente (igual a mim), eles falam lenta e pacientemente, também igual a quem sabe pouco ou nada do idioma. Aí facilita tudo.

Ao chegar “em casa” aqui, a três quilômetros da Praça Vermelha, entrei nos comentários do blog e li o Alisson Sol falando da curiosidade dele sobre as tão decantadas estações de metrô.

Realmente são sensacionais e o preço do bilhete é um dos mais baratos do mundo. Enquanto em Nova Iorque a viagem custa 2,5 dólares, aqui é quase um dólar.

Coincidentemente acabei de fotografar alguns detalhes do percurso da estação Komsomolskaya, que tem conexão com os trens de longa distância (Estações Leningradsky Vokzal e Kazan), que partem para São Petesburgo e outros países, que fica a apenas a uma estação que me atende, a Krasnye Vorota (ou Bopota). No blog, postarei as fotos em seções de dez, porque serão tantas e de tantos ângulos, que fica difícil resumir. Essa é mais uma vantagem da comunicação virtual da impressa. Papel tem limites e custa caríssimo.

As escadas rolantes, em duas partes, chegam a ter quase 300 metros de altura.

 Na saída pelos fundos, à esquerda, a entrada para a estação internacional de Leningradskiy  A preocupação com praticidade, beleza e conforto está em todos os detalhes.

Os lustres e mobiliários são inacreditáveis.

Na saída pelos fundos da estação Komsomolskaya tem-se esta visão. À esquerda entrada para a estação de longa distância Leningradsky Vokza, à direita, saída para a estação de longa distância Kazan.

E essa é a fachada dos fundos da estação Komsomolskaya.

Aqui a fachada de frente da estação Komsomolskaya.


Primeira “Fan-fest” em Moscou fez lembrar as da Alemanha

Pensei que jamais fosse presenciar “Fan-fests” como as da Alemanha em 2006, mas parece que os russos vão fazer igual ou quase, se nos basearmos nesta de domingo.

Além de emendar o feriado, ontem, os russos também aproveitaram o dia pra curtir ressaca da primeira grande “Fan-fest” dessa Copa.

Lotada, num parque ao lado da Universidade de Moscou.

O local tem sido motivo de reclamação de estudantes que não gostam de agito, mas dificilmente a organização teria escolhido um lugar melhor na cidade: vista de cinema!

Uma estrutura fantástica, organização impecável e nenhum tumulto. No máximo, jovens que abusavam do álcool, como este aí, levado a um dos muitos postos de saúde instalados na área.

Marcel Desailly, ex-jogador, grande zagueiro da França que ganhou a Copa de 1998 em cima do Brasil, apresentou a taça, que atualmente pertence à Alemanha, e que será disputada a partir de quinta-feira. Ao lado do Secretário de Turismo de Moscou, que conduziu a festa.

A BudWeiser é a cerveja oficial mais uma vez, com espaço aberto para essa local, rótulo verde …

… ótima, muito mais consumida pelo público. O preço, em conta: copo de 500 ml a 200 rublos, mais ou menos 12 reais.

Banheiros à vontade. Os químicos, de todo evento como este, com as mesmas condições. Aqui, menos sujos que no Brasil, porque certamente o público por essas bandas de cá é mais educado e consciente.

Segurança absoluta: caminhões da prefeitura são atravessados nas avenidas de acesso, próximas a multidões . . .

… e soldados do exército sempre por perto.


Na Rússia também se emenda feriado

Prédio de arquitetura característica do regime soviético que ainda abriga escritórios do governo, perto do Kremlin. A maioria dos similares se tornou shoppings e enormes lojas de departamentos. 

Retornando da minha caminhada por volta das 8 da manhã me deparei com homens e mulheres saindo de uma boate, carros na porta com som característico de quem está indo embora de uma noitada. Uai, em plena segunda-feira!?

Aí lembrei-me das histórias da Rússia pós-União Soviética, em que as pessoas passaram a curtir mais os prazeres da vida com o fim da dura repressão política e social que marcavam o regime comunista.

Mais tarde, vendo bancos, grande parte do comércio e principalmente órgãos públicos fechados, fiquei sabendo que não tinha nada a ver com o que pensei incialmente. Trata-se da prática comum também no Brasil, dos “feriados emendados”. Hoje, dia 12 de junho, é comemorado o Dia da Rússia, lembrando a data em que o país se declarou “estado independente” do bloco soviético, em 1990. No ano seguinte, em 24 agosto, se desligaria completamente, o que significou o fim da União Soviética.

Moscou é belíssima. . .

e está muito vem cuidada.

Com o feriado a beleza fica mais à vista …

… sem tantos carros e tanta gente nas ruas.


Chegando a hora e a torcida do mundo chegando à Rússia, com controle e segurança

Torcedores adquiriram ingressos pelo site oficial da FIFA e passarão pelo mesmo sistema de credenciamento à imprensa. Chegam e entram num desses postos (foto acima) para retirar a credencial e andar com ela pendurada ao pescoço. Dá acesso às áreas dos estádios e fan fests, além dos trens de longa distância para as cidades sedes, de graça, mas também com os lugares devidamente marcados com antecedência, via internet.

Para entrar nos estádios o acesso será digital, com câmeras e grades que garantem o acesso individualizado e seguro de todos. Nível de tecnologia e equipamentos inédito na história do futebol. Com isso o controle é absoluto, sem cambistas e com as autoridades de segurança da Rússia sabendo quem é quem e por onde anda.

Daqui a três dias a bola começa a rolar e o movimento de estrangeiros aumenta de forma impressionante nas ruas de Moscou. Gente do mundo todo, independentemente de ser um dos 31 países visitantes que vão disputar o Mundial.


Que o América mantenha o seu rumo, não há motivo para apavorar

Duas derrotas consecutivas e vejo muita gente assustada e preocupada com o futuro do Coelhão no Brasileiro. Tá, neste campeonato todo mundo tem que se preocupar com tudo, mas não só o América. Do líder Flamengo ao lanterna Ceará, tudo pode acontecer, principalmente por causa dessa parada gigante que teremos por causa da Copa do Mundo. Amanhã e quarta-feira teremos a 12ª rodada e só veremos a bola rolar novamente dia 18 de julho. Cada clube terá sua preparação específica neste período e ninguém tem certeza de como os times voltarão, técnica e fisicamente. Muitos desfalcados de forma séria, já que vários jogadores estão se despedindo, indo jogar no futebol europeu.

Perder para o Grêmio em Porto Alegre e para o Atlético não é motivo para desespero nem marola, nem onda. Os gaúchos estão jogando o futebol mais vistoso do país. Com o Galo é clássico, e clássico é clássico! Não pode perder ou empatar em casa é com a Chapecoense, por exemplo, que além de porte semelhante, é concorrente direto na tabela. O Coelho em 13º e a Chape em 14º, ambos com 13 pontos, porém uma vitória a mais para o time do Enderson Moreira.

O Flávio Braga de Azevedo, americano dos mais críticos, comentou no blog sobre a derrota de ontem para o Grêmio:

* “Hoje no jogo do Coelho, foi determinante a falha do jovem goleiro Jori, após uma nova falha do sistema defensivo, com mais um erro de marcação do péssimo volante Juninho, nos tirou um ponto hoje. Foi um erro, aliás, mais um da defesa Americana que tem a equipe postada quase todo o jogo defensivamente e mesmo assim tomamos gols lamentáveis. (mais…)


Em dia de consagração do Roger Guedes, goleada sobre o Fluminense põe o Galo na vice-liderança e empolga a torcida

Leonardo Silva, Róger Guedes (dois), Tomás Andrade e Ricardo Oliveira marcaram os gols do Atlético. Em foto do Bruno Cantini o abraço do capitão no argentino Tomás Andrade.

Adoro o rádio, esta invenção imortal e cada vez mais forte desde que foi inventado. Gosto tanto que “vi” Atlético 5 x 2 Fluminense por meio do Caixa e equipe da Itatiaia, Roberto Abras e equipe da Super Notícia FM, via internet. Daria até pra assistir através da minha assinatura do Premiere, mas o rádio passa mais emoção e assim fiz, vendo os gols pelo twitter, no aconchego do apartamento em Moscou, onde lá fora, agora (quase meia noite) beira 10 graus.

O time foi muito bem, Tomaz Andrade e Roger Guedes foram decisivos na partida e Luan entrou no segundo tempo, no lugar do Cazares, que não queria nada com a dureza hoje . Uma pena que o Luan esteja preferindo falar mais do que jogar. O Galo está numa fase em que ele menos precisa é de gente pra agitar o ambiente. Por isso, concordo plenamente com o que escreveu aqui no blog, há quase uma semana, o José Eduardo Barata:

“Ao Luan:
respeite seus companheiros , meu caro.
Antes de aprontar escândalo no túnel ,
trate de guardar as bolas quando tiver a
oportunidade de fazê-lo , como ontem .
E ser usado taticamente , aqui ou ali , é
uma característica que poucos atletas
podem desempenhar , e você o pode .
Então , cumpra a função que lhe for
designada , você é pago pra isto .
p.s.
Nisso é que dá ouvir essa imprensa
covarde , que fala tanto no ouvido do
atleta , enaltecendo-o , em detrimento
ao coletivo , que o leva a desatinos.”

José Eduardo Barata


O Cruzeiro apresentou um futebol pobre, sem criatividade e pouco inspirado perdeu para a Chapecoense

Em foto do Vinnicius Silva/Cruzeiro, Rafael Sóbis briga pela bola.

Não vi o jogo, mas é isso o que diz o amigo e conterrâneo João Chiabi Duarte, sobre o Cruzeiro na derrota de ontem para a Chapecoense:

* “Chico Maia e amigos deste espaço, o Cruzeiro apresentou um futebol pobre, sem criatividade e pouco inspirado perdeu para a Chapecoense que fez 2 gols nos últimos 15′ de partida.
O primeiro gol nasceu de uma escapada previsível de Apodi, que não foi acompanhado por Sóbis e bateu Egídio e Henrique. O garoto da Chapecoense errou o chute, a bola ia nas nuvens mas bateu no braço dele e enganou completamente a Fábio.
O péssimo árbitro da partida e os seus auxiliares não perceberam a irregularidade e validaram o gol.
Digo péssimo árbitro porque num lance no 1º tempo Artur Kaíque deu uma entrada violenta e riscou a canela do Sóbis. O jogador cruzeirense foi mostrar a canela para o juiz e levou o amarelo.
Depois, no início do 2º tempo, repetiu a falta em Henrique e levou o amarelo.
Inverteu faltas… foi péssimo o jogo inteiro.
Mas, num dia ruim, Dedé cortou mal a bola e Eli Carlos chutou com muita felicidade e fez 2 x 0 no placar.
A vitória da Chapecoense acabou sendo justa.
O time do Cruzeiro sem opções de velocidade (Sassá saiu machucado), Arrascaeta (fora pela Copa), Rafinha (machucado), David (machucado) não conseguiu praticamente criar chances de gols claras.
O garoto Marcelo entrou no final, mas, não conseguiu fazer nada de produtivo.

Vamos ver o que o Cruzeiro arruma na partida em Curitiba, mas, não será fácil trazer pontos de lá, se não houver uma mudança de postura dos nossos jogadores.
Os nossos homens de ligação tem errado demais (Sóbis, Robinho e especialmente Thiago Neves, que parece estar jogando no sacrifício). A bola não tem chegado em boas condições de conclusão.
E sem a componente de velocidade, com infelicidade nos lances de bola parada e com os nossos laterais não produzindo bons cruzamentos, fica difícil fazer gols.
Que venha a parada da Copa para que se possa recuperar jogadores e a gente possa receber reforços para o elenco, especialmente a volta dos contundidos e melhor condicionamento de atletas importantes do grupo.

Saudações cruzeirenses,

João Chiabi Duarte”


Aquele sonho sonhado por nós até a desilusão completa de 2014

É impressionante a facilidade para se chegar ao antigo Estádio Central Lênin, atual Luzhniki, palco da abertura e encerramento da Copa 2018. A estação de metrô Khamovniki fica a 150 metros de distância das bilheterias e acesso. No meio dessa distância você olha pra trás e vê o portão do metrô:

Olha pra frente e vê um dos portões de acesso ao estádio.

Aí bate aquela preguiça de lembrar que a grande chance de Belo Horizonte conseguir um metrô decente foi a Copa de 2014. Ficou na conversa e no sonho uma linha que levasse todos nós até ao Mineirão, por exemplo.


Oficialmente credenciado para a minha 9a Copa do Mundo

E pronto para mandar novidades diariamente para V. Excias.

Este cartão vermelho no alto da credencial é um passe que dá direito a todos os transportes públicos nas cidades sedes da Rússia.


As primeiras impressões de Moscou têm sido as melhores possíveis

Tudo funcionando na mais perfeita ordem, nessa cidade gigante, limpa, bem organizada e gente educada. Os transportes fartos de opções para todos os gostos, por preços que atendem a todo tipo de bolso. Como quase sempre, as comunicações são mais acessíveis que no Brasil. Telefonia e internet da melhor qualidade por bons preços. Num dos próximos encontros nossos por aqui faremos umas comparações com os preços daí.

Do aeroporto principal até o centro são 30 Km em ótima estrada e a corrida sai a 60 reais pelo Uber. Há o serviço de outros aplicativos também, que experimentarei breve. Os táxistas daqui são muito falados, por meter a mão nos preços, enganar os clientes e serem mal educados. Tive péssima experiência com um deles aqui em 2012.

Do aeroporto até o apartamento onde estou hospedado deu uma hora. Na chegada ao centro algum gargalo no trânsito, mas nada incômodo.

Quem estiver vindo que venha preparado para baixas temperaturas e um vento cortante. Hoje, por exemplo, previsão de mínimo de 7 e máximo de 14 graus. Esta foto, mostrando 11 graus, foi feita ontem às 17 horas.


Página 3 de 1.04612345...102030...Última »