Blog do Chico Maia

Acompanhe o Chico

O América em discussão: time precisa de treinador de verdade e não diretor improvisado

Americanos convocados para o próximo jogo, nesta quinta-feira, no Independência, contra o Internacional

Excessos à parte, provocados pela raiva ou euforia pós-resultado positivo ou negativo, a maioria absoluta dos comentaristas do blog avalia bem o que ocorre em seus respectivos clubes. Neste e nos próximos dois posts destaco três representantes de cada um dos nossos times da Série A, começando pelo América:

* Rafael Santana:

Lamentável!!!!!

Equivoco da Diretoria!
O America tinha um padrão de jogo com o Enderson. Estava longe de brigar pelo título, mas tinha um time para classificar na sulamericana.
Ai colocam tudo a perder com o RD. Estamos caminhando a passos largos para a segundona.
POR VAFOR não dá para ficar sem treinador. Futebol é coisa para profissional.
Não faça isso com o AMERICA MG.
Não precisa dispensar o RD, mas treinador ele não é e nunca será!

Rafael Santana

***

Ed Diogo:

O mesmo erro contra o Cruzeiro. time com 4 volantes e perde o jogo.
Não tem como fazer gol não temos atacantes .
Vamos “aceitar” a derrota para o Cruzeiro considerado grande mas entrar com Parana no mesmo esquema fala sério.
Tem que demitir este treinador hoje antes que seja tarde

Ed Diogo

***

Márcio Amorim:

Caros Chico e amigos!
O América tem uma estrutura física de Série A; tem uma mentalidade fixa de Série B; tem uma Administração de Série C e um time de Série D. Há longos dois anos, algum diretor-empresário enfiou-nos, goela abaixo, a ideia de que Juninho seria a salvação do América e que nos levaria, com o tempo, à Libertadores, craque que é.

Para mim, ele tão somente divide, com o Willians, o título de pior jogador que já vi vestindo a camisa do América. Não vou e nem posso deixar por menos, embora tenha todo respeito pelo profissional, que, com o empresário que deve ter, poderia ser feliz longe do América.

A contribuição que ele tem dado ao América é, por vias misteriosas, ser titular há tanto tempo, em detrimento de pratas da casa como Zé Ricardo e Christian. Qualquer treinador que acredite que ele possa resolver alguma coisa, bem como Gérson Magrão, Wesley, Aderlan, Mateus Ferraz, He-Man, David, Renan Oliveira e alguns outros de Série D, tem de ser demitido ou nem ser contratado.

Quando colocaram o Ricardo Drubscky de treinador, todos sabiam que era brincadeira de mal gosto; quando ele começou a treinar com Juninho e Gérson Magrão de titulares, todos sabiam que a diretoria optara pela queda.

Há tempo, mas não há expectativas por causa de forças misteriosas, obscuras e sinistras que administram o América, dentro e fora do campo.

Márcio Amorim


Rafinha, Robinho e grande futebol do Arrascaeta viraram o jogo para o Cruzeiro

A entrada de Rafinha, quando parecia que o Cruzeiro fosse se dar mal em pleno Mineirão, mudou o panorama no jogo contra o Atlético-PR. Duas boas assistências do Robinho e grande futebol do Arrascaeta mudaram tudo, ainda mais com os zagueiros Paulo André e Wanderson, mortos de cansaço,. O uruguaio empatou e o argentino Barcos virou o jogo.


Mais uma derrota do América, 17o lugar, e a vaga na indesejada Z4

Derrota absolutamente complicadora essa do América para o Paraná, concorrente direto a uma vaga na permanência na Série A do Brasileiro 2019. Time não jogou nada no primeiro tempo, teve mais presença em campo no segundo, mas não conseguiu marcar, no mínimo, um gol para não ser derrotado mais uma vez.

O alerta que era amarelo, agora avermelhou de vez, já que com este resultado o time foi para 17º lugar e entrou na zona do rebaixamento.


De entrega em entrega o Atlético vai comprometendo a campanha no Brasileiro

“Vagabundo, ladrão e mal intencionado! Essa #CBF é um lixo! Fora com essa “comissão de arbitragem” pelo bem do futebol brasileiro!”

Esbravejou o presidente Sergio Sette Camara – @camara_sette – no twitter dele contra o árbitro carioca Péricles Bassols, por causa da falta apitada no lance que originou a vitória do Palmeiras em São Paulo. Tá!

Mas o Victor com toda a experiência que tem, jamais poderia sair catando borboleta ali perto da grande área. Aliás, o que ele foi fazer ali, naquela hora? Uma falha grotestca!

E o que dizer do que fez esse Juninho, que entregou o primeiro gol palmeirense aos dois minutos de partida? Empresário desse rapaz é ótimo de serviço. Jogava no próprio Palmeiras, que conseguiu empurrá-lo ao Galo. Faz lembrar o Felipe Santana, porém jovem, que não deixou nenhuma saudade. Nem deveria ter sido contratado. Pra completar. o Galdezani, outro jogador de futebol sofrível, ainda arruma uma expulsão no apagar das luzes, por xingar o apitador. Dureza!

Arbitragem erra mesmo. Sempre errou, a favor e contra. Resta saber se erra apenas por incompetência ou por encomenda, como antigamente. Mas ficar culpando árbitro a cada derrota é namorar com o fracasso.

Por outro lado, valeu ver a atuação do colombiano Chará. Habilidade, raça e determinação. Se repetir atuações como a de hoje poderá ser chamado realmente de “reforço”. O melhor do time nessa derrota.


Rússia recebe número recorde de visitantes na história das Copas. Só faltou a Sharapova!

Foto Getty Images/harpersbazaar.com

Antes da Copa alguns comentaristas do blog, entre eles o engenheiro Raul Otávio da Silva Pereira, pediram aqui que eu encontrasse a “Sharapova” e transmitisse o abraço dele à ela. Referiam-se a essa aí, que ilustra este post, Maria Yuryevna Sharapova, grande tenista, que já foi a número 1 do mundo. Com 1,88 de altura, completou 31 anos de idade dia 19 de abril. Digo ao Raul e demais que fizeram o pedido, que não a encontrei, mas vi muitas semelhantes.

O povo russo é muito bonito e receptivo, ao contrário da imagem que se criou mundo afora em função da Guerra Fria e os estereótipos plantados pela mídia ocidental. Em fotos que fiz de cenas do dia a dia, faço aqui a minha homenagem a essa gente ótima, que recebeu tão bem aos mais de três milhões de visitantes que foram à Rússia durante a Copa do Mundo. Especialmente às “Sharapovas” do dia a dia.

Aliás, recorde absoluto, que vai demorar pra ser batido. O Brasil recebeu perto de um milhão em 2014, a África do Sul 310 mil em 2010, e a Alemanha recebeu 2,6 milhões em 2006.

Nos ônibus, nas ruas. . .

. . . no trabalho, nas fan fest…

… no trabalho dos voluntários …

…  sempre gentis.


Vitória põe Cruzeiro em 6º e América vai para a 16ª posição

O Coelho teve um bom começo de jogo, saiu na frente, aos 31 minutos, por intermédio de Christian, mas cedeu o empate aos 32 quando Arrascaeta voltou a fazer diferença. No segundo tempo o Cruzeiro dominou amplamente, virando aos 14 com Robinho e arrematando a vitória com Raniel, aos 14. Com isso o Cruzeiro foi para a sexta colocação, com 21 pontos. O América chegou uma posição desconfortável, 16ª posição, com14 pontos, um a menos que o Bahia, o primeiro da zona do rebaixamento.

O goleiro João Ricardo se considerou fundamental pela derrota e disse à Rádio Itatiaia, que o seu erro no terceiro foi fatal:

“O lance principal foi o terceiro gol. A gente estava bem na partida, mas eu acabei cometendo um erro, achei que a bola iria passar do (Matheus) Ferraz e eu a encaixaria sozinho. Infelizmente, acabou batendo na cabeça dele, me tirou totalmente da jogada e eu fiquei no meio do caminho”, lamentou.

Na visão de João Ricardo, o erro prejudicou a equipe que não encontrou forças para tentar buscar o empate. “Fico triste por ter essa participação no terceiro gol, porque eu sabia a importância que era esse jogo pra gente. Depois que eles fizeram o terceiro, ficou muito difícil correr atrás. Uma equipe qualificada, que toca muito bem a bola. Lamento muito por ter errado nesse gol, mas é erguer a cabeça, o campeonato é longo ainda e a gente vai correr atrás”, afirmou. (mais…)


Cruzeiro e América se enfrentam em situações distintas

Cada um recomeça o Brasileirão de forma bem diferente. A Raposa manteve o que tem de melhor e buscou o atacante Barcos para tentar resolver a falta de gols. Assim como qualquer novo contratado, uma incógnita. Só depois de cinco ou seis jogos para uma “aferição” se é reforço ou não. Jogador rodado, experiente, que poderá ser bem útil.

O Coelho perdeu uma das suas peças principais, o técnico Enderson Moreira, que foi para o Bahia. E está perdendo um jogador fundamental, que é o Serginho, o melhor do time.

Ricardo Drubsky, ex-treinador que virou diretor de futebol e voltou a ser treinador já mostrou competência nas duas funções. Trata-se também de uma ótima pessoa. Tomara que consiga manter o América no bom patamar em que se encontra e que não se torne uma vítima das circunstâncias do futebol, já que voltar a ser treinador não estava em seus planos, nem do Coelho.


Placar de 2 a 0 ficou de muito bom tamanho para Thiago Larghi e cia.

Foto: SuperFC

Nenhum dos estreantes do Atlético mostrou nada de empolgante. Só depois de alguns jogos para a aferição da qualidade deles. E o placar de 2 a 0 ficou de muito bom tamanho para Thiago Larghi e cia., time desfigurado em relação à paralisação do campeonato, por causa das saídas de jogadores importantes, além dos desfalques por contusão.

No primeiro tempo, um chute a gol, ou nas nuvens, como queiram, do estreante Edinho, aos 29 minutos. E sentiu o chute. Caiu, demonstrou estar cansadíssimo e pediu pra sair, alegando uma dor em algum lugar. O Grêmio desperdiçou duas oportunidades impressionantes.

No segundo tempo, logo aos seis, os gaúchos abriram o marcador, com o zagueiro Bressan escorando de cabeça a cobrança de um corner. Fez 2 a 0 em um cruzamento do Leo Moura bem aproveitado pelo André.

As reclamações dos jogadores do Galo contra possíveis irregularidades nos gols gremistas não se justificam. No primeiro, a bola já tinha entrado quando Geromel trombou com o Victor. No segundo, nada de anormal em momento algum. E ainda houve um pênalti, corretamente apitado, do Fábio Santos segurando um adversário pela camisa. Menos mal, que o Luan bateu mal e chutou no poste esquerdo.


No recomeço do Brasileiro, expectativa quanto ao Atlético de caras novas contra o Grêmio

O colombiano Yimmi Chará, uma das novas caras do Galo na temporada.

O Brasileirão recomeça e o Atlético tem parada dura às 21h45, em Porto Alegre contra o Grêmio, que em qualquer situação é adversário complicado. Em especial neste momento, em que apresenta o melhor futebol do Brasil.

Ninguém tem a menor ideia de como se comportará o Galo desta noite. Espero que vá muito bem, mas não será tarefa fácil. Entra desfigurado em relação aos jogos antes da parada pra Copa. Sem o zagueiro Bremer, atacante e meias Róger Guedes, Otero e Cazares, que foram embora; Leonardo Silva, Adilson e Gustavo Blanco (machucados).

Os novatos, brasileiros e estrangeiros, são incógnitas, mas já poderão começar a mostrar a que vieram esta noite. Se são reforços ou apenas meras aquisições, só depois de uns cinco jogos para se aferir.

Trio paulista na arbitragem com apito para Flavio Rodrigues de Souza, auxiliado por Alex Ang Ribeiro e Tatiane Sacilotti dos Santos Camargo.

Os prováveis times:

Atlético: Victor, Patric, Juninho, Gabriel e Fábio Santos; José Wélison, Elias, Luan e Chará; Tomás Andrade e Ricardo Oliveira. Técnico: Thiago Larghi.

Grêmio: Marcelo Grohe, Léo Moura, Pedro Geromel, Bressan e Cortez; Jailson, Cícero, Ramiro e Luan; Everton e André. Técnico: Renato Gaúcho.


Deschamps: campeão da bola e da simpatia, que assim como Neymar, poderia resolver um problema pessoal em Minas

Didier Deschamps se juntou a Zagallo e Beckembauer entre os que entraram para a história do futebol ganhando a Copa do Mundo como jogador e como técnico principal da seleção do seu país.

Volante de muita raça no time campeão de 1998, tem estilo comparado ao dos treinadores “motivadores”, que sabem unir o grupo e mexer com os brios dos comandados. Uma figura simpática e teve essa característica acentuada após a decisão, quando cumprimentou, ainda no gramado, cada um dos jogadores e membros da comissão técnica da Croácia.

Gesto de grandeza que os vencedores, de caráter têm.

Agora, só falta dar uma arrumada nesses dentes dele, né? Dinheiro nunca faltou para isso; agora é que não faltará mesmo. Se Neymar veio operar o pé com o Dr. Rodrigo Lasmar, ele pode vir fazer turismo em Minas, e procurar um dos especialistas em implantes que temos em Belo Horizonte e demais das nossas montanhas. Temos feras demais no assunto, prontos para resolver com excelência este problema do bicampeão na Rússia.


Página 10 de 1.063« Primeira...89101112...203040...Última »