Blog do Chico Maia

Acompanhe o Chico

Gaúchos juntam os cacos

Ruy Carlos Ostermann é o mais famoso comentarista esportivo do Rio Grande do Sul. Veja a opinião dele sobre o fracasso da dupla Gre-Nal, dentro de casa, na quarta e na quinta:

Repensar
E repetiu-se a quarta-feira, agora no Olímpico, e com o Grêmio. O indesejável escore do Cruzeiro foi bem semelhante aos gols do Corinthians. Com algumas diferenças: o Cruzeiro só fez duas jogadas de ataque no primeiro tempo e fez dois gols; o Grêmio fez cinco e não marcou nenhum. Mas, no segundo tempo, a exemplo do que havia acontecido com o Internacional, o Grêmio reagiu, empatou o jogo e, ao menos com esta decepção não voltou para casa. A impressão que todos tiveram é que o Grêmio poderia ganhar até com facilidade o jogo. Até 35 minutos, só ele jogava, o Cruzeiro estava em posição defensiva, e seus grandes jogadores, Ramires e Wagner, não jogavam. Mas o efeito dos gols acabou determinando uma situação inteiramente nova, o Grêmio foi eliminado e agora vai ter que, como o Internacional, repensar tudo.”

No caderno de esportes do Jornal Zero Hora, de hoje.


Opinião gaúcha

Sobre o triunfo do Cruzeiro no Estádio Olímpico ontem, confira o que disse o comentarista Paulo Roberto Falcão em sua coluna no Jornal Zero Hora, de Porto Alegre, hoje:

“Tropeço na qualidade

Como ocorreu na decisão da Copa do Brasil, também a semifinal brasileira da Libertadores foi resolvida no primeiro jogo. O Grêmio entrou disposto a desfazer a vantagem mineira, na base da pressão, da vontade e da garra. O Cruzeiro esperou com inteligência e utilizou sua maior qualidade – principalmente dos homens de frente – para ampliar a vantagem. Ao marcar o primeiro gol, matou o Grêmio. Foi justo: o time de Adílson Batista é mesmo melhor.”

Falou e disse.


Os premiados

Ubiraney Figueiredo (Itabirito), Érica Drumond (Setur-MG), Gigi Belizário (Serra do Cipó) e Baques Sanna (Instituto Estrada Real), recebendo quatro dos oito troféus de exemplos nacionais de competência na implantação do turismo no país

Ubiraney Figueiredo (Itabirito), Érica Drumond (Setur-MG), Gigi Belizário (Serra do Cipó) e Baques Sanna (Instituto Estrada Real), recebendo quatro dos oito troféus de exemplos nacionais de competência na implantação do turismo no país


Sucesso nacional

 Minas Gerais  recebeu quatro dos oito troféus conferidos aos “exemplos de sucessos” do Programa Nacional de Regionalização do Turismo, promovido pelo Ministério do Turismo. A entrega foi ontem, em São Paulo, durante o Salão Nacional do Turismo, com a presença da secretária Érica Drumond, uma das responsáveis diretas pelo sucesso do desenvolvimento do turismo em nosso Estado.

Fiquei feliz de ver amigos como o Gesner Gigi Belizário, secretário municipal de Santana do Riacho (Serra do Cipó), Baques Vladimir Sanna (Estrada Real) e Ubiraney Figueiredo (secretário de turismo e meio ambiente de Itabirito), recebendo o reconhecimento nacional pelo trabalho deles e respectivas equipes.


De tirar o chapéu

O Cruzeiro passou por cima de alguns dos clubes mais ricos do futebol sul-americano, como o São Paulo, por exemplo, para chegar a mais uma final de Libertadores. Competência da diretoria em saber contratar montar um grupo com recursos muito inferiores aos dos rivais.

E no embalo que está o time do Adilson Batista, o tri está muito próximo!


Situação delicada

A Confederação Sul-americana de futebol está numa situação delicada agora: praticamente enxotou os mexicanos da Libertadores da América por causa da gripe suína, e agora tem um clube argentino na final.


Seção cornetagem

   Prezado Chico Maia, bom dia!

   E o nosso Galo, hein?! Vejo que ainda temos a carência no meio campo e no gol.
   O Aranha veio, não tomou gol nos primeiros jogos, mas é do mesmo nível de Juninho e Édson. Quarta-feira um jogador passou a ser opção de contratação: Muñoz, do Nacional do Uruguai. Assisti às partidas dele pela Libertadores contra Palmeiras e Estudiantes e vi que é um goleiro diferenciado. O que poderia pesar contra ele seria altura (1,81m), mas o talento supera isto. Seria uma outra ótima opção.
   Já para o meio, continuo sem outros nomes para indicar. Fico ainda apenas com o Danilo, ex-São Paulo. Não vi nenhum jogador se destacando em outras equipes por enquanto.
   E estes jogadores estarão disponíveis para a janela de agora, é bom o Galo dar uma olhada logo.

   Abraços!

   Renato César
   Padre Eustáquio – BH – MG
   Acesse: http://rcgalo.blogspot.com/

 

Obs: essa é a opinião do Renato César. Quem quiser se manifestar que fique a vontade.

Chico Maia


Jornal Turismo de Minas

O fotógrafo Valdez Maranhão enviou-nos esta foto, de sua autoria, que marca o momento em que o governador Aécio Neves recebia a edição de junho do nosso Jornal Turismo de Minas

O fotógrafo Valdez Maranhão enviou-nos esta foto, de sua autoria, que marca o momento em que o governador Aécio Neves recebia a edição de junho do nosso Jornal Turismo de Minas


Cabeção esquentado

Esta saiu na coluna do Flávio Anselmo:

No Grêmio, além da chumbada que levou no Mineirão e que o obriga sair atrás de um placar de 2 a 0, o ambiente esquentou: Rui Cabeção, ex-Cruzeiro, teve entrevero com Paulo Autuori, também ex-Cruzeiro. Vazou que até porradas os dois trocaram. Aos amigos de Beagá, Rui confirmou que não joga mais no Grêmio. Pelo menos enquanto Autuori estiver no Olímpico.”


Banco e patrocínio

Sobre uma das notas de ontem desse blog, o leitor Mauricio José de Souza, Bairro Serrano-BH, escreveu o seguinte:

“…o Ricardo Pentagna Guimarães, aparece na diretoria do Banco Bonsucesso em uma ATA publicada no jornal o Tempo do dia 23/06/2009, portanto ele também faz parte do patrocinio ao rival. 
Pitaco: bem que ele poderia ir para a presidência da Raposa, vc não acha!?”


Página 1.006 de 1.012« Primeira...102030...1.0041.0051.0061.0071.008...Última »