Blog do Chico Maia

Acompanhe o Chico

Descendo a Serra, ouvindo genéricos sobre o duvidoso futebol do Atlético

Foto: @Atletico

Retornando de Conceição, descendo a Serra do Cipó, bem em frente ao Juquinha e ouvindo o comentarista de uma rádio de rede nacional. Desses generalistas, convidados pelo âncora do programa para falar sobre os jogos da rodada e sobre cada time. O moço falava com uma desenvoltura sobre vários times que dava gosto. Se até sobre os clubes e coisas domésticas é difícil ter tanta certeza, como este “especialista” consegue ter tanta certeza sobre tudo e todos?

Até que chegou o momento de ele falar sobre Atlético x Avaí, jogo da noite, no Mineirão. Em determinado momento, disse que o Galo acertou em contratar o Turco, que manteve e mantém o sistema de jogo do Cuca, que tem escalado os mesmos jogadores, que tem certeza que o Atlético disputará, na cabeça, todos os títulos pelos quais briga atualmente, e etecetera, etecetera  etecetera e tal…

A bola rolou, o Galo começou perdendo, passou aperto, empatou, virou e continuou passando aperto, até que melhorou de novo, contra um dos candidatos ao rebaixamento da temporada.

Como diria aquele ex-treinador, que me parece continua em atividade: “Vamos aguardaaarrr”


Cruzeiro com mais uma vitória fora e início da contagem regressiva para sair da Série B

Como disse aqui no blog o Luiz Ibirité: agora vai:

“Este time não tem muita técnica, mas tem vontade, vitória suada e o negócio é ir acumulando gordura, já com 1/3 dos pontos “necessários” pra voltar pra série A o Cruzeiro vai subindo degrau por degrau, q fique o alerta sobre a janela em julho, o time ainda precise reforçar pra não perder as forças quando vier a dificuldade, pq pode esperar, ela virá!”

O Thiago Prata, do Hoje em Dia, descreveu a vitória em Criciúma:

* “Com gol no ‘último lance’, Cruzeiro vence o Criciúma e segue disparado na ponta da Série B”

Thiago Prata – @ThiagoPrata7

Quando tudo parecia indicar um empate sem gols no Heriberto Hülse, nesta sexta-feira (27), eis que emerge um chutaço de Jajá para emplacar a sexta vitória seguida do Cruzeiro na Série B do Campeonato Brasileiro: 1 a 0 em cima do Criciúma. Um belo gol, sinônimo de persistência e que aumenta para cinco pontos a vantagem do líder sobre o vice, que agora é o Vasco. Com 22 pontos, o time celeste segue disparado na ponta da competição nacional.

Agora, os azuis focam na preparação para o jogo contra o Operário-PR, a ser realizado na próxima sexta-feira (3), às 21h30, no Germano Krüger, pela décima rodada.

O jogo

O Cruzeiro deixou muito a desejar no primeiro tempo. Sobretudo depois da expulsão de Léo Costa, aos 27 minutos. O volante do Criciúma havia cometido uma falta duríssima em Jajá, em lance revisado pelo VAR. (mais…)


Mineiro da 2ª divisão é mais acirrado que o da primeira; Valério vira SAF e está de volta; Guarani de Divinópolis sai de cena

Comemoração do Democrata de Sete Lagoas, após os 3 a 0 sobre o Tupi, na Arena do Jacaré, em foto do twitter.com/democratajacare

***

O chamado Módulo II do Campeonato Mineiro é na verdade a segunda divisão e a segunda é a terceira. Idiotices da nomenclatura adotada no futebol mineiro há muitos anos.

E é um campeonato muito mais interessante que a primeira divisão, já que antes da primeira rodada, todo mundo sabe que o campeão será o Atlético, o Cruzeiro ou América. E quem for vice vai culpar a FMF e a arbitragem.

Já na segunda divisão (Módulo II) é totalmente diferente. A briga pelas duas vagas do acesso e contra o rebaixamento vai da primeira à última rodada. Este ano, por exemplo, a diferença de pontuação é muito pequena do primeiro para o último colocado.

Particularmente estou satisfeito demais porque o nosso Democrata de Sete Lagoas está verdadeiramente na briga pra retornar à primeirona, apesar da concorrência dificílima. Quarta-feira venceu o Tupi de Juiz de Fora, 3 a 0, na Arena do Jacaré. Amanhã vai a Nova Lima, enfrentar o Coimbra, às 15 horas, no Castor Cifuentes.

Notícia muito triste esta semana foi o pedido de licença junto à FMF, do Guarani de Divinópolis, que assim, retorna ao futebol amador. Depois de 46 anos consecutivos, disputando a primeira ou segunda divisão, o Bugre, lamentavelmente sucumbiu.

Uma pena.

Por outro lado, a ótima notícia foi a do retorno do Valeriodoce Esporte Clube, de Itabira, confirmado na disputa da terceira divisão, depois de se tornar Sociedade Anônima de Futebol, incentivado pelo prefeito Marco Antônio Lage, que está empenhando o seu prestígio pessoal para atrair empresas que apoiem o clube.

A notícia está na imprensa itabirana, como o Trem, do Marcos Caldeira; Notícia Seca, do José Sana e DeFato Online:

* “ÓTIMA, EXCELENTE NOTÍCIA: VALÉRIO VOLTARÁ A DISPUTAR O CAMPEONATO MINEIRO DE FUTEBOL”

O Valério, que completará 80 anos de fundação em novembro, deu hoje aos itabiranos a boa notícia de que voltará a disputar o Campeonato Mineiro de Futebol em 2023, na terceira divisão. O presidente do clube, João Mário de Brito, informou ao prefeito Marco Antônio Lage que decidiu pela volta antes mesmo da transformação do Valério em Sociedade Anônima do Futebol.

“Queremos voltar. Temos o apoio institucional do município e esperamos que essa nossa decisão estimule empresários e a comunidade a seguirem com o Valério”, disse João Mário de Brito. Ao lado do vice-presidente Edson do Carmo (Edinho Caratê), ele entregou a Marco Lage uma camisa em que se lê “Todos Juntos”, da campanha promocional de apoio à nova fase do clube. Uma das metas é lançar um programa de sócio torcedor.

O prefeito de Itabira elogiou a disposição do clube de voltar ao profissionalismo e resgatar sua tradição em Minas. “A transformação em SAF é o caminho para formação da base necessária à sobrevivência e ao crescimento dos clubes de futebol. Essa retomada com as próprias pernas nos deixa ainda mais otimistas de que não faltarão investidores para o Valério”, comentou Marco Lage.

O TREM ITABIRANO

https://www.facebook.com/story.php?story_fbid=pfbid094vBGVGnA71Zc3QT87wBtCU67pwJb1GykYfkQaZnvWkPVa4TZpKCTwQzRUW1xs8hl&id=100010370226740&scmts=scwspsdd

“Após assembleia, Valério se torna, oficialmente, Sociedade Anônima de Futebol (SAF)”

Decisão foi tomada na noite desta terça-feira (mais…)


Além da certeza da impunidade, o que mais leva uma autoridade policial a matar alguém asfixiado, sem chance de defesa?

Inacreditável.

É sabido que o Brasil é o país dos horrores impunes. Mas quando você vê agentes de uma instituição séria como a Polícia Rodoviária Federal cometendo uma atrocidade dessas, é mais desanimador ainda.

Na mesma semana em que a Chacina de Unaí, de 2004, é julgada novamente, outro crime bárbaro chocou o país, em Sergipe, cometido por agentes da Polícia Rodoviária Federal.

“Chacina de Unaí: ex-prefeito Antério Mânica é ouvido em julgamento – Ele é acusado de ser um dos mandantes de quatro assassinatos registrados em 2004.”

https://g1.globo.com/mg/minas-gerais/noticia/2022/05/26/chacina-de-unai-ex-prefeito-anterio-manica-e-ouvido-em-julgamento.ghtml

Nas redes sociais, pedidos por justiça para os assassinos covardes do Genivaldo:

Genesio Fernandes

Procedimentos que lembram as câmaras de gás de Hitler? Que loucura. Não tem nada de profissionalismo nisso. E isso acontece por incentivo á matança.

Angelo Goncalves

Genesio Fernandes, tem profissionalismo, sim. São profissionais do crime, da covardia, do preconceito, da idiotice, do ódio.

 

@crisvector

Ontem, 25 de maio, mesma dia que, em 2020, George Floyd foi sufocado até a morte por policiais numa abordagem, Genivaldo Santos foi asfixiado até a morte, em uma câmara de gás, improvisada no porta malas da viatura da Polícia Rodoviária Federal de Sergipe.

Reportagem do Intercept:

* “AQUI ESTÃO OS NOMES DOS AGENTES DA PRF QUE ADMITEM TER DETIDO GENIVALDO, ASFIXIADO EM VIATURA”

Clenilson, Paulo, Adeilton, William e Kleber assinam o boletim de ocorrência em que a morte de Genivaldo de Jesus Santos é tratada como ‘fatalidade desvinculada da ação policial’.

As imagens disponíveis na internet são repugnantes e não devem ser vistas por pessoas sensíveis. Não há resistência por parte da vítima, cujo crime foi dirigir uma motocicleta sem capacete – algo que o presidente da República fez há dois meses no Ceará.

OS CINCO AGENTES que registraram boletim de ocorrência policial pela detenção que resultou na morte de Genivaldo de Jesus Santos numa viatura da Polícia Rodoviária Federal são Clenilson José dos Santos, Paulo Rodolpho Lima Nascimento, Adeilton dos Santos Nunes, William de Barros Noia e Kleber Nascimento Freitas.

Todos são agentes do Comando de Operações Especiais da Polícia Rodoviária Federal no Sergipe e assumem, em documento oficial, compor a “equipe de motopoliciamento tático [que] efetuava policiamento e fiscalização” responsável pela detenção que terminou com a morte de Genivaldo. O caso ocorreu às margens da BR-101 em Umbaúba, Sergipe.

Como todo o Brasil pôde ver, três agentes colocaram Genivaldo na cela localizada na traseira de uma viatura da PRF, e um deles parece atirar uma bomba de gás no compartimento, o que faz surgir uma nuvem de fumaça. Em seguida, seguraram a porta quase que inteiramente fechada para que a vítima – e o gás – permanecesse dentro do veículo. É possível ver as pernas de Genivaldo para fora, se debatendo, e ouvir seus gritos de desespero. (mais…)


O Galo na opinião de torcedores: vai ou não vai? Com o Turco ou sem o Turco?

Fotos: @Atletico

Opiniões muito interessantes e diferentes manifestadas de ontem para hoje aqui no blog, no twitter e facebook chicomaiablog.

No fim, tem até cruzeirense comentando.

Comecemos pelo grande professor, conceicionense, morador de Pedro Leopoldo Carlos Rajão:

 

“Equipe titular: Alonso, Arana, Alan ,Rúbens,Nacho,Ademir, Hulk, todos canhotos, depois entrou Savinho que é um Ademir mais encorpado, mas também canhoto. Quando estes jogadores estão ocupando a faixa mais à direta do campo, precisam ajeitar o corpo para controlar a bola.Isto atrasa a jogada e tira a profundidade da mesma já que a tendência deles é cortar para o meio.”

 

Luiz Claudio

Melhores técnicos para o Galo: Cuca ou Renato Gaúcho. Ou vão esperar sair da Libertas para demitir o Turco.

 

Pedro Ernesto

Impressionante como se desaprende a jogar futebol em tão pouco tempo.

 

Marco BH

Para os iludidos do blog, o técnico é muito “bão”! Melhor ainda é o empresário dele.

 

Fred Bhte

Algumas considerações:
1) na minha opinião 3 jogadores estão abaixo do que jogaram em 2021, interferindo no desempenho do time todo: Alonso, Jair e Zaracho. A dúvida é, eles estão tecnicamente piores que ano passado ou estão jogando em posicionamento e esquema tático errados? Aposto na segunda explicação.
2) vê-se claramente que virou um time sem planos: todo mundo no ataque, porém um tocando pro outro sem saber o que fazer (já que ninguém treinou nada) esperando Arana, Nacho ou Hulk tentarem uma jogada individual.
3) Fumacinha fez muita falta no América, mas não faz nenhuma falta no Galo.
4) se for pra trazer o Cuca, tem que colocar no contrato uma multa milionária pro caso de ele ficar cansadinho e pedir pra ir embora.

Fernando Diniz é mais um daqueles técnicos que acertou um trabalho no início e vive durante anos os louros disso, trocando de time a cada temporada. Tá no mesmo grupo de Tiago Nunes, Roger Machado, Jair Ventura…

 

Jesum Luciano da Silva

Esta onda de técnico estrangeiro dá nisto, ou alguém em sã consciência acha que este turco, dudamel 2, está se lixando para o trabalho que esta desenvolvendo na performance do time, ele tá de olho é na multa e ir curtir com o nosso didin uma praia no caribe.venderam um tanto de jogador a preço baixo com as premiações e bilheterias do ano passado, este ano pelo andar da carruagem o aperto vai ser bem maior, no rural que era para usar jogadores jovens não usou agora todo dia coloca um. A mamata de times de menor expressão para enfrentar termina na próxima rodada, agora é mata mata e os grandes do Brasil, quem tá satisfeito com este pseudo técnico não pode ser atleticano, diante de tudo isto só digo uma coisa, FORA TURCO.

 

Jerônimo10

Guga na lateral
Rubens na ponta esquerda
Ademir na ponta direita
Nacho recuado
Turco na área técnica

O Galo piorou demais de 2021 para 2022.

Quem será o técnico que substituirá o Turco Pardal ?
– Juan Pablo Vojvoda
– Dorival Júnior
– Lisca Doido
– Marcelo Oliveira
– Fábio Carille

Eu queria que fosse o Fernando Diniz, mas como ele foi contratado recentemente a melhor escolha, nesse momento, seria o Marcelo Oliveira, pois ele conhece de Copa do Brasil…o único torneio que ainda temos alguma chance esse ano.

Brasileirão e Libertadores já eram… 2022.

Que o novo técnico foque, então, na Copa do Brasil (que é o torneio mais fácil de ser vencido) e possa fazer 4 vitórias casa e 4 empates na casa do adversário…para levantar esse título.

 

Raws Miranda

Realmente, com a performance desses primeiros meses não fatura algo.
Cadê aquele time coeso, que não deixava o adversário ter muitas chances e amassava no ataque.
Culpa do técnico?
Culpa da queda de rendimento de alguns e os desfalques?
Culpa do salto alto?
Ninguém pode afirmar com certeza. Eu acho que um pouco de cada.
Prefiro ver a metade cheia do copo e ter a convicção de que certos tropeços as vezes são benéficos para evitar tombos futuros. Mas que tem de melhorar muito, isso tem.

 

Andreoni Brandão

Acho que já não existe mais a desculpa que ainda é cedo para criticar, afinal, já estamos no meio da temporada. Se não acertou o time até agora…

 

Benício Antônio

Respeitando a opinião do jornalista citado, cabe algumas ressalvas. O time evidentemente está rendendo menos, porém não é o mesmo elenco, o galo perdeu muitos jogadores , e os que chegaram, só Otávio tem rendido com condições de acrescentar algo no time, Godin ainda não se firmou e tenho minhas dúvidas se vai acontecer, e o Fábio , não acrescenta nada ao elenco. Ontem no banco não tinha opção alguma pra mudar o estilo de jogo do time..hyoram , Nathan, savarino, Diego Costa, franco eram jogadores que davam muito mais opção ao cuca. A culpa do turco talvez seja a dificuldade em encontrar um esquema que o galo consiga render mais com um elenco mais fraco. E a questão do cuca, nuca é demais lembrar que ele pediu pra sair, e o turco não foi primeira opção, foi o que aceitou.

 

Felix Batista

A derrota é amenizada pelos poucos fracassos. Quase um ano sem perder no Mineirão, 18 jogos invictos na Libertadores; pior de tudo é a falta de expectativas. Os jogadores preteridos pela diretoria e o turco estão fazendo falta, o time descansa e não se encontra no próximo jogo. Tem que por pra jogar quarta e domingo como no ano passado. As competições de agora não são pra fazer testes.

 

E pra finalizar, um cruzeirense; o Juca da Floresta:

Bom dia Chico Dudamel II em ação.. Cuca vai pedir o que arrecadarem com a venda do shopping para voltar . Quem contratou esse turco portenho deve ser cruzeirense.


A todos que amam a Serra do Cipó, oportunidade de conhecer a história dessa região fantástica, neste livro que será lançado sábado, em Belo Horizonte

Antes que alguma mineradora e o governo do estado acabem com mais este paraíso

E no dia 4 de junho, sábado que vem, na tradicionalíssima Venda do Zeca, lá na Serra. Autoria do grande jornalista e escritor Sérgio Lacerda, cujo contato é: jornalistasergiolacerda@gmail.com

Foto: Nina Campos

* “Nova leitura historiográfica do  surgimento da Serra do Cipó”

Serra do Cipó – Origens. Este é o título do novo livro do jornalista e escritor Sérgio Lacerda que será apresentado aos leitores no próximo sábado (28/05/22), na Livraria Da Rua. A publicação reúne ampla bibliografia de estudos clássicos e atuais de pesquisadores sobre a serra, que integra a cadeia montanhosa conhecida como Cordilheira do Espinhaço com mais de mil quilômetros de extensão, ligando Minas Gerais ao estado da Bahia.

Foto: CM/Jornal Sete Dias

O autor traz informações desconhecidas por grande parte do público, fruto de um esforço de pesquisa profundo em acervos diversos sobre a Serra do Cipó com sua geografia que atrai inúmeros turistas pela beleza natural, a riqueza que pela fauna, flora e mananciais que a Serra resguarda. Sérgio Lacerda aprofundou na leitura de estudos de pesquisadores estrangeiros que por aqui passaram durante o período colonial no Brasil Império. Mergulhou em narrativas e dados coletados, bem como em memoriais e documentos identificados em embaixadas, arquivos públicos, além de conversas com poetas, escritores e moradores antigos da Serra, para a construção desse livro.

Sérgio Lacerda, de acordo com o jornalista e autor do prefácio do livro, Mauro Werkema, “enriquece a historiografia mineira com um abrangente e preciso estudo sobre a Serra do Cipó, em livro destinado a tornar-se fonte segura, atraente e atualizada de conhecimentos sobre a Serra e a Cordilheira do Espinhaço”. O livro Serra do Cipó-Origens traz, em suas 220 páginas, informações surpreendentes em narrativa leve, atrativa e polifônica, para resgatar a história de uma localidade que teria sido abrigo de grupamentos humanos no início da civilização.

Foto: portalserradocipo.com.br

O escritor mineiro Sérgio Lacerda, natural de Belo Horizonte, atuou como jornalista nas últimas décadas nos principais veículos de imprensa mineiros. É autor e editor de Conceição do Mato Dentro História Viva, em parceria com outros autores, Uma História Feita por Você relativa ao Hospital Mário Penna de Belo Horizonte, Conexão Colômbia, o primeiro romance. Serra do Cipó Origens foi publicado pela Sled Editora.

Lançamento: 28 de Maio/2022 (Sábado)

Horário – De 11 às 14 horas.

Local – Livraria Da Rua –

Endereço: Rua Antônio de Albuquerque, 913 – Savassi – BH (mais…)


Na despedida da Libertadores, América faz seu pior jogo sob comando do Wagner Mancini

Foto: twitter.com/LibertadoresBR

O jornalista Felipe Minto, da Hora do Coelho,  resumiu os 3 a 0 do Independiente Del Valle, em casa, sobre o América:

@felipeminto1

“Partida para se esquecer a despedida do @AmericaMG na LibertadoresPior jogo da equipe desde a volta de Mancini. So a altitude não justifica um time entregue desde o início,e abusando dos erros.Faltou qualidade e sobretudo vontade de um time q ainda tinha objetivos na competição”


Desorganizado e sem inspiração, Atlético perde em casa para o Tolima

Foto: twitter.com/LibertadoresBR

Minutos depois do primeiro gol dos colombianos, aos nove do segundo tempo, o conceituado jornalista paulista, Júlio Gomes Filho, escreveu duas frases em seu twitter, que são para os atleticanos refletirem:

* @juliogomesfilho

“Posso errar redondamente. Pode ganhar tudo, tem jogadores para isso. Mas o Galo do Turco não me inspira NENHUMA confiança. Nessa toada, não ganhará um título sequer dos três que importam. É que acho que se seguir nessa toada ele mesmo não dura (com Cuca aí livre)

Pode até virar hoje, não mudo de opinião. Que aliás já tenho há umas semanas. É um time que ficou mais frágil atrás e menos agudo na frente. E com os mesmo jogadores, que é o que mais me impressiona.”

***

Difícil encontrar argumentos para contestá-lo. É o que pensa também a maioria dos atleticanos com quem converso.

Com o Turco, normalmente o setor defensivo é que mostrava mais desorganização e fragilidade. Hoje, no Mineirão, o meio e o ataque também não se entenderam.

No primeiro tempo o time mostrou uma certa soberba, como se a bola fosse entrar a qualquer momento, sem tanto esforço. O tempo foi passando, o gol não saiu e veio o segundo tempo. Aos nove, Rangel se aproveitou do posicionamento errado da defesa e abriu o placar. O Galo partiu com tudo em busca do empate, porém, desorganizado e sem nenhum jogador para mostrar diferença individualmente ou chamar o jogo para si.

Sasha entrou no lugar do Ademir e aos 42, num chutaço de fora da área, aproveitou rebote do goleiro e empatou. Mas, já nos acréscimos, em contra ataque e pegando a defesa novamente numa bagunça total, o Tolima chegou ao gol da vitória, por meio de Lucumi.

O Atlético terminou em primeiro do Grupo D, com 11 pontos, mesma pontuação do Tolima, porém, três gols a mais de saldo.

E tão ruim quanto a derrota foram as tentativas de explicação nas entrevistas depois do jogo: Sasha disse que o time está de parabéns pelo “esforço”. Hulk afirmou que o placar foi injusto e defendeu a “vontade de vencer” do técnico Mohamed. Jr. Alonso embromou, com aquelas frases de sempre quando se perde. Pelo menos respeitou a torcida quando foi perguntado sobre as vaias depois da partida. Disse que é normal e um direito de todo torcedor, especialmente quando se perde e jogando mal.

O Turco repetiu as palavras dos jogos anteriores. De diferente, ele afirmou que o time não pode repetir os erros de hoje nos jogos o mata-mata.

Pois é!


Atlético x Tolima, às 21h; mais um ano de contrato para Rever e Mariano; aniversário do Éder, hoje

Fotos: @Atletico

Eder e Joãozinho, cada um a seu estilo, foram os dois maiores pontas esquerdas que vi jogar. Além de gente boa demais da conta, ambos. Éder foi um dos maiores cobradores de faltas e pênaltis do futebol mundial e mais no fim da carreira, fazia lançamentos como os maiores experts do país.

Parabéns a ele, o “bomba de Vespasiano”, como dizia o saudoso Willy Fritz Gonser, pelos 65 anos, hoje.

Réver, 37 anos de idade,  renovou com o Atlético, até dezembro de 2023. Pensei que fosse encerrar para valer no fim da atual temporada. Mariano, também renovou por mais uma temporada. Vai fazer 36 anos dia 23 de junho.

O Atlético está precisando demais baixar a idade da sua defesa, ponto fraco do time, principalmente por causa deste fator!

O provável time para esta noite no Mineirão, para vencer o Tolima e ficar com a terceira melhor campanha até agora dessa Libertadores e levar vantagem do mando de campo nas fases seguintes:

Everson, Guga (Mariano), Nathan, Junior Alonso e Arana; Allan, Jair e Nacho; Sasha (Sávio), Ademir e Hulk.


América sem 10 jogadores importantes para o jogo desta noite no Equador, e precisa vencer para ter vaga na Sul-Americana

Além destes 10, maioria absoluta por contusões, tem também dois que não disputaram a Libertadores: o goleiro reserva Jori e o atacante Berrío, cuja contratação, cara, não se justificou em momento algum.

Estão fora do jogo desta noite, 21 horas, contra o Del Valle: Índio Ramirez, Conti, João Paulo, Pedrinho, Juninho, Matheusinho, Paulinho Bóia, Wellington Paulista, Everaldo e Eduardo.

O time mais provável do Wagner Mancini: Jailson, Patric, Éder e Maidana; Marlon, Lucas Kal, Alê (Rodriguinho), Gustavinho, Felipe Azevedo, Aloísio e Henrique Almeida.

Precisa vencer por diferença de dois gols para ficar em terceiro no grupo e conseguir vaga na Copa Sul-Americana.


Página 16 de 1.276« Primeira...10...1415161718...304050...Última »