Blog do Chico Maia

Acompanhe o Chico

América sorteia a bela camisa 3 entre os que se inscreverem na TV Coelho

A diretoria de comunicação e marketing do América continua fazendo ótimo trabalho. Esta semana iniciou campanha de incentivo ao acesso maciço à TV Coelho:

América MG‏ @americamg:

Vocês amam sorteio de camisa, einh? E nós também! Então, quando a TV Coelho chegar a 4 mil inscritos no YouTube, vamos sortear a nova camisa 3 para quem der RT neste tweet. Inscreva-se!:

https://www.youtube.com/user/americadecacampeao/


Virada em Curitiba reafirma a competência e importância do trabalho do Mano Menezes

Em fotos do Vinnicius Silva / Cruzeiro, Henrique comemora o gol de empate no mesmo dia em que completou 33 anos de idade.

Diz o ditado que “manda quem pode; obedece quem tem conta pra pagar”. Mano Menezes conseguiu montar um grupo e uma forma de jogar muito consistentes. Os jogadores sentem confiança no que fazem dentro de campo e obedecem o que é determinado pelo treinador. Um trabalho que leva tempo, além de competência para tal, dentro e fora das quatro linhas. Para mim o momento decisivo para que tudo começasse funcionar deste jeito foi aquela goleada na estréia da Libertadores sofrida para o Racing em Buenos Aires. Em conversas fechadas com os jogadores ele deu uma sacudida no grupo, na base do “quem não quiser jogar aqui que caia fora”. Nessa virada contra o Atlético-PR, concordo com este ótimo comentário do Alex Souza, a quem o blog agradece:

* “Bom jogo do Cruzeiro em Curitiba. Marcou forte a saída de bola, propôs o jogo de modo a fazer o resultado, jogou de igual para igual sem se preocupar com o fetiche contemporâneo de se fechar por jogar na casa do adversário. É assim que tem de ser: intensidade, competitividade, busca da vitória… Sem essa bobagem de ficar só na defesa, o que só acaba com a qualidade do jogo e, na maioria das vezes, leva a lugar ruim na pontuação.
Foi um grande passo a obtenção desse resultado (Atlético/PR 1 x 2 Cruzeiro) para a conquista de uma vaga na próxima fase, ressaltando que faltam mais 90 minutos em novo confronto que deve ter bom futebol em Belo Horizonte, onde o Cruzeiro vai precisar manter o foco no objetivo e jogar com seriedade, raça e inteligência. É buscar cumprir o que se espera do time sem alarde, conversa fiada ou sem oba-oba. Ser Cruzeiro é saber como o clube tem buscado construir sua história, sobretudo na Copa do Brasil.
O time, no jogo em Curitiba, quando foi atacado, se comportou bem defensivamente. Ser atacado durante uma partida faz parte do futebol e da dinâmica natural de jogo. O time atacou muito e foi o dono das principais chances de gol. Arrascaeta, Lucas Silva e Rafinha foram muito participativos e chamaram o jogo, se apresentando para as jogadas. Atacar o adversário também faz parte do futebol e da dinâmica natural do jogo.
Em desvantagem no placar, depois de lance infeliz do goleiro Fábio, o Cruzeiro foi à luta, produziu chances, foi à frente com muitos jogadores e venceu com grande colaboração do sistema de contenção nos dois gols: um chutaço de Henrique, que desviou na defesa, e um lançamento perfeito de Dedé para finalização de Raniel.”

Alex Souza


De limitações em limitações o Atlético é eliminado de mais uma competição

Segunda eliminação em duas semanas consecutivas. Em casa, para o San Lorenzo e fora para a Chapecoense. Depois dos jogos as mesmas falas, de que “jogamos bem”, “a bola não quis entrar”, “o adversário veio para empatar, não quis jogo”, bla, bla, bla…

Contra os argentinos, time reserva na segunda partida, para privilegiar a Copa do Brasil e o Brasileiro. Mas no mesmo Independência não conseguiu fazer um gol sequer na Chapecoense, um time razoável, individualmente muito inferior. Novamente nenhum gol em Chapecó, em estádio quase vazio, sem a propalada pressão que a torcida deles faria.

Primeiro tempo fraco, medo dos dois times de tomar gols; de doer as vistas. Uma defesa sensacional do Victor, de uma cabeçada. No segundo, um pouco mais de correria dos dois lados, duas belas defesas do Jandrei, outra grande defesa do Victor.

Otero sumido em campo. Thiago Larghi escalou Erik no lugar. Pensei que o Luan fosse voltar no lugar dele depois do intervalo, mas só entrou para bater pênalti, após a expulsão do Fábio Santos. Novamente Gustavo Blanco foi sacado. Não merecia, apesar de não ter feito uma grande partida. Entrou Elias, que dessa vez voltou a ser o Elias preguiçoso.

Nos pênaltis, Victor pegou uma cobrança, mas o Galo perdeu duas, com o experiente Ricardo Oliveira e Roger Guedes. Milagre também tem limite.

Agora é concentrar no Brasileiro, só! Não tem nenhuma mais desculpa a ser dada.


Jogos difíceis no Sul e desfalques lamentáveis para Atlético e Cruzeiro no clássico de sábado

Em foto do Bruno Cantini, a renovação “sustentável” no Atlético, representada por Gabriel, Gustavo Blanco e Bremer

A Copa do Brasil está no caminho de Atlético e Cruzeiro antes do jogão entre eles, sábado, no Independência. Aliás, obrigado ao Claytinho Nova Vista e ao Osvaldo Gandini, que me corrigiram; já que escrevi inicialmente que o jogo seria no domingo. O Galo contra a motivadíssima Chapecoense que venceu o Flamengo pelo Brasileiro, e a Raposa contra o Atlético-PR, pressionado, em função da derrota de virada para o Atlético.

Uma pena que os cartões amarelos tenham tirado dois dos principais atores do espetáculo. Gustavo Blanco, que sobre de produção a cada jogo e Dedé (foto, twitter.com/Cruzeiro), idem, que além disso voltou a marcar gols decisivos.  Impossível dizer qual time sofrerá mais com o seus desfalque.


CBF gastará mais de R$ 2 milhões para levar presidentes de clubes e federações à Copa. Atlético agradeceu, e não mandará ninguém

E você que gosta de futebol continua pagando a conta para os manda-chuvas usufruam de muita mordomia e se perpetuem no poder. O Ricardo Teixeira é um dos pioneiros na prática de escancarar os cofres do mundo da bola para fazer loby. Bancava cartolas e principalmente gente influente na política e na justiça que no futuro defenderia os seus interesses. Lembro-me da Copa da França quando vários desembargadores do Rio de Janeiro foram ao Mundial como “convidados” de honra. De lá pra cá a prática só cresceu, mas nesta Copa o número de presidentes de clubes diminuiu e a CBF promoveu um sorteio, para levar “apenas” dez. Sérgio Sette Câmara, do Atlético, foi um dos sorteados, mas agradeceu. Além de não ser muito chegado na Copa, estará com o filho em corridas de Fórmula 3 na Europa. O convite caiu no colo do vice-presidente, Lásaro Cunha, que deu uma banana para o assunto: “não quero este tipo de relação”, afirmou.

O “Estadão” também fez reportagem contando mais detalhes sobre o assunto:

* ‘Voo da alegria’ à Rússia custará até R$ 2,5 milhões

Presidentes de federações e de clubes das Séries A e B vão acompanhar a Copa de graça, a convite da CBF

Por Almir Leite e Raphael Ramos, O Estado de S.Paulo

CBF não confirma os valores, mas a estimativa é que a entidade gastará entre R$ 2 milhões e R$ 2,5 milhões para levar presidentes de federações e de dez clubes das Séries A e B do Campeonato Brasileiro para acompanhar in loco na Rússia os três jogos da seleção na primeira fase da Copa do Mundo em Rostov, São Petersburgo e Moscou. Como justificativa para levar os cartolas ao Mundial, a CBF alega que também promoverá uma agenda de trabalho com reuniões e visitas técnicas às instalações que serão utilizadas no evento. Todos os gastos de passagem aérea e hospedagem serão bancados pela entidade. (mais…)


Milagres, ex-América e Bentinho, ex-atacante do Cruzeiro vão comandar o Montes Claros na luta pelo acesso no Mineiro

A informação é do Christiano Jilvan, do blog De Veneta, uma das maiores referências do jornalismo do Norte de Minas. Confira:

Bentinho de auxiliar e Milagres de técnico: nomes do comando do Montes Claros Esporte”

O COMANDO do Montes Claros Esporte quer anunciar os primeiros nomes entre jogadores e comissão técnica somente após oficializar a inscrição do clube para a disputa do Campeonato Mineiro da Segunda Divisão, cujo prazo vence nesta quarta-feira (16/5). Mas como é “um caminho sem volta”, aos poucos, vazam as informações de bastidores do projeto que recolocará a cidade de volta ao futebol profissional depois de três anos de jejum.

DENTRE AS contratações que serão anunciadas nos próximos dias está a do ex-atacante Bentinho, que será o auxiliar técnico. Jogador com boas passagens pelo Botafogo, São Paulo e Cruzeiro, além de clubes do Japão, ele reside em Montes Claros desde o final da carreira e foi o primeiro nome apalavrado para integrar a comissão técnica.

NUMA CONVERSA formal e sem pedir sigilo, o gestor do MCEC, Andrey Souza, confirmou há alguns dias, o nome de Bentinho para os planos do clube. (mais…)


Dinheiro do consumidor do futebol continua bancando a farra dos cartolas da CBF e federações

O “Estadão”, de S. Paulo fez uma boa reportagem sobre o círculo do poder do futebol brasileiro, que poderia ser chamado também de “circo”. Enquanto clubes pequenos, porém tradicionais agonizam e desaparecem do cenário, médios e grandes vivem de pires na mão, a cartolagem que administra federações e a confederação deitam e rolam. Entidades que nem deveriam existir, já que o correto seria a existência das ligas dos clubes para cuidar dos interesses dele, razão de ser do futebol. Mas, não. E quem gosta de futebol banca tudo, seja pagando ingresso, comprando produtos dos clubes, pacotes de TV, enfim. As  entidades levam percentual de quase tudo, além de cobrar inúmeras taxas para os clubes fazerem qualquer coisa.

O jornal paulista fez um resumo de como funciona a engrenagem:

* “CBF e federações estaduais têm parceria pelo poder”

Com agrados como mensalinho e viagens à Copa, entidade nacional tem apoio total das estaduais e ajuda seus cartolas a se ‘eternizarem’ nos cargos

Por Almir Leite e Raphael Ramos, O Estado de S.Paulo

Em abril de 2014, Marco Polo Del Nero foi eleito presidente da CBF, para assumir um ano depois, com votos de 26 das 27 federações estaduais. No mês passado, Rogério Caboclo foi eleito presidente da CBF, a partir de abril de 2019, com votos das 27 federações. Isso porque, o presidente da Federação Gaúcha, Francisco Novelletto, que se abstivera no pleito anterior, desta vez votou no candidato único. Desde 1989 tem sido assim. O indicado da situação é eleito, ou reeleito, com apoio maciço dos presidentes de federações estaduais.

Esse apoio não é de graça. A CBF trata os presidentes de federações com muitos mimos. Convites para chefiar delegações da seleção em amistosos e torneios oficiais, criação de competições regionais e mesadas. Este ano, eles terão um bônus: ida à Copa do Mundo da Rússia, com todas as despesas pagas.

O “voo da alegria’’ levará os presidentes de federações – e de dez clubes das Séries A e B, definidos por sorteio – para assistir aos jogos do Brasil na primeira fase. Os convites foram feitos em fevereiro, mas a CBF nega que tiveram cunho eleitoral em favorecimento a Caboclo. Alega a entidade que a viagem tem como objetivo o aprimoramento dos dirigentes em nível administrativo. (mais…)


Apito amigo tira vitória do América em Fortaleza, mas diretoria do Coelho ainda não disse que se trata do “velho futebol brasileiro”.

Foto do Daniel Hott/AFC

A arbitragem comandada pelo senhor Eduardo Tomaz de Aquino Valadão, de Goiás foi muito amiga do Ceará e aos 47 do segundo tempo enxergou um pênalti para que o jogo terminasse 2 a 2. Mais um erro absurdo desses sopradores de apito que volta e meia infernizam a vida de algum time em Minas, no Brasil e no mundo. Mas, diferentemente do que ocorre no Campeonato Mineiro a diretoria do Coelhão não foi para os microfones depois do jogo dizer que há “esquema” e que este é o “velho futebol brasileiro”.

Que o Coelho, que ruge forte em nossas montanhas não se comporte como um hamster ou camundongo pelas bandas cariocas, onde se encontra a sede da CBF, batizada agora como “Casa do Futebol Brasileiro”, tirando o nome do José Maria Marin, hoje presidiário em Nova York.

O time fez um belo primeiro tempo, se impôs, fez 2 a 0, mas voltou do intervalo como se tivesse comido uma feijoada no vestiário. Se encolheu, esperou o Ceará reagir e cedeu o empate aos 47. No último lance, com a ajuda vergonhosa da arbitragem ao dono da casa.

Mais detalhes no site do América:

* “… Com o empate, o América fica na décima posição, com sete pontos conquistados. O próximo compromisso da equipe americana, pelo Campeonato Brasileiro da Série A, será no dia 20 de maio, contra o Botafogo-RJ, às 16h, no Independência. (mais…)


As contestações e aprovações das supostas surpresas e injustiças do Tite na convocação para a Copa

Os 23 convocados para a Copa 2018: Alisson, Casemiro, Cassio, Coutinho, Danilo, Douglas Costa, Ederson, Fagner, Fernandinho, Filipe Luís, Firmino, Fred, Gabriel Jesus, Marcelo, Marquinhos, Miranda, Neymar, Paulinho, Pedro Geromel, Renato Augusto, Taison, Thiago Silva e Willian.

Iniciando a seção cornetagem, é importante lembrar que unanimidade nunca existiu e nem existirá, nunca. Tite sabe o motivo da convocação ou não de cada um. Fosse eu, teria convocado Marcos Rocha (Palmeiras), Luan e Arthur (Grêmio).

Vamos a opiniões de alguns companheiros jornalistas, começando pelo paulista @juliogomesfilho: “Fred dentro, Arthur fora. Taison dentro, sem camisa 9 ou Giuliano. Geromel dentro, Rodrigo Caio fora. Filipe Luís dentro, Alex Sandro fora. Tite será cornetado pelos dois do Shakhtar, Fred e Taison”. O mesmo Julio Gomes emendou: “Caramba! O Dedé, do Cruzeiro, está na lista dos 35!”

Da Band e 98FM o Héverton Guimarães@hevertonfutebol mandou bala: “Depois que Kléberson foi convocado, também contestado e campeão mundial, não vou esculachar convocações de Taison e Fred. Até pq o Brasil vai ganhar essa porra!” E também emendou: “Dedé na lista dos 35 e a turma falando que eu tava exagerando.”

Do Hoje em Dia, o HENRIQUE ANDRÉ‏ @ohenriqueandre resolveu arriscar: “Fagner e Taison, os mais questionados na lista, serão os heróis do hexa.”

Informação inbteressante Fred Ribeiro, também do Hoje em Dia: “Convocação de Tite pra Copa tem 2 mineiros: Danilo, de Bicas, e o volante Fred, de Belo Horizonte. Ambos campeões nacionais (Liga e Copa) por Man City e Shakhtar. Há 9 paulistas, 4 cariocas, 4 gaúchos, 2 paranaenses, 1 catarinense, e 1 do nordeste – Roberto Firmino (Alagoas).”

O repórter e deputado João Vítor Xavier @joaovitorxavier: “Convocar sempre é muito complicado. Cada um tem uma preferência. Mudaria algumas poucas coisas na seleção. Provavelmente não levaria Fred, Taison, Cássio e Fagner. No mais, está perto do que acho ideal.”

Milton Neves‏ @Miltonneves:Arthur do Grêmio: o sacaneado da vez!”

OMundo ESPN‏ @ESPNagora faz uma pergunta muito interessante: “2014 ou 2018? Qual seleção estava melhor servida de “9”?

Samuel Venâncio @samuelvenancio: “Arthur fora da Copa deveria ser crime!”

Galvão Bueno, viaSporTV@SporTV: “Eu nunca me furtei a dar opinião. Se eu tivesse o direito de convocar, teria levado o Arthur e o Luan nos lugares do Fred e do Taison, com todo respeito ao bom futebol dos dois.”

Juca Kfouri@BlogdoJuca: “Tite convocou sem surpresas. Teria cometido erro grave se em vez de Geromel chamasse Rodrigo Caio. Mas não vejo em que Taison possa fazer diferença, quando é óbvia a diferença que Arthur faria. Tomara que ainda dê tempo…”


Alencarzinho aproveita encontro legislativo no Rio Grande do Sul para prospectar negócios para o América

Não faltaram futebol e possibilidades de parcerias na 22ª Conferência Nacional dos Legisladores e Legislativos Estaduais, realizada de sexta a sábado em Gramado-RS. Alencar da Silveira Jr. (direita) com o filho Arthur e o presidente do Grêmio, Romildo Bolzan, neste evento realizado pela União Nacional dos Legisladores e Legislativos Estaduais – Unale.

Bolzan foi prefeito da cidade de Osório (a 100 Km de Porto Alegre) e deputado estadual. Estava curioso para saber da fórmula da diretoria do América, do qual Alencar foi presidente até o ano passado, para recolocar o Coelho na prateleira de cima do futebol brasileiro.


Página 19 de 1.058« Primeira...10...1718192021...304050...Última »