Warning: "continue" targeting switch is equivalent to "break". Did you mean to use "continue 2"? in /home/blog/www/wordpress/wp-includes/pomo/plural-forms.php on line 210
Blog do Chico Maia | O seu espaço interativo | Página2

Blog do Chico Maia

Acompanhe o Chico

A impunidade continua incentivando o racismo no Brasil e o futebol contribui, de novo, para mais um péssimo exemplo

Aquelas figuras abjetas e covardes que foram flagradas e denunciadas por agredir verbalmente ao segurança Fábio Coutinho no Mineirão, durante Atlético x Cruzeiro, em novembro de 2019 foram amaciadas pelo judiciário, que extinguiu o processo.

Como escreveu o Josias de Souza, do jornal O Tempo: “É desanimador. Injúria racial gravada e a alegação é de erro de denúncia. Enfim, todo meu apoio ao segurança Fábio Coutinho”.

Também estou com o Luciano Dias, da Band, que manifestou a indignação dele: “Injúria racial escancarada… Gravada! Mas a Justiça seletiva alegou erro na denúncia!”

E digo eu: é o Brasil e o seu ordenamento jurídico capenga. Por essas e outras a minha carteira da OAB está guardada desde o dia em que me foi entregue! Tristeza.”

Todo brasileiro deveria ler os livros do Laurentino Gomes, que dá os caminhos das pedras para entendermos o Brasil e o comportamento dos brasileiros. Os motivos de sermos o país do desprezo pelo interesse coletivo, povo que gosta de “levar vantagem em tudo”, terra do “cada um pra si e Deus pra todos”, e principalmente do racismo. A falta de leitura e de conhecimento faz com que tenhamos de conviver com aberrações como mais essa, informada pelo portal Observatório Racial do Futebol:

* “Alegando erro na denúncia, Justiça anula processo de torcedores que xingaram segurança de macaco no Mineirão”

Alegando um erro na denúncia, a Justiça decidiu extinguir um processo aberto contra torcedores que tinham xingado um segurança de macaco durante um jogo no Estádio Mineirão, em Belo Horizonte.

O caso, ocorrido em outubro de 2019, envolve dois irmãos Adrierre Siqueira da Silva, de 37 anos, e Natan Siqueira da Silva, de 28, que haviam sido denunciados pelo Ministério Público de Minas Gerais por injúria racial contra o trabalhador.

Na sentença que determina a anulação contra os acusados, a juíza Luziene Barbosa Lima diz que os crimes cometidos por eles são delitos que precisam ser processados através de queixa crime e não de denúncia, como foi feito.

A magistrada também ressalta que, na sentença, o Ministério Público de maneira lamentável, segundo ela, teria se oposto à pacificação proposta, insistindo na denúncia.

Ainda segundo a juíza, o caso deveria ter sido finalizado via Justiça restaurativa e não com punição via sentença, uma vez que os acusados se demonstraram arrependidos por suas ações e, inclusive, teriam afirmado que gostariam de pedir perdão a vítima, já que teriam agido, segundo eles, em um momento de desespero.

O Ministério Público de Minas Gerais informou que vai recorrer da decisão.

Procurado pela reportagem da Itatiaia, o Tribunal de Justiça de Minas Gerais ainda não se manifestou sobre o assunto.

https://observatorioracialfutebol.com.br/alegando-erro-na-denuncia-justica-anula-processo-de-torcedores-que-xingaram-seguranca-de-macaco-no-mineirao/

 

Para relembrar mais essa página vergonhosa verde e amarela, vale rever essa reportagem:

https://g1.globo.com/mg/minas-gerais/noticia/2019/11/11/situacao-mais-delicada-da-minha-carreira-diz-seguranca-vitima-de-injuria-racial-no-mineirao.ghtml


Torcedores do Galo reclamam: “esta foto diz tudo; cadê o nosso escudo?

Márcio Luiz Rodrigues, dos mais tradicionais comentaristas do blog, escreveu, com razão: “Ao elaborar essa camisa cinza do Galo se esqueceram do principal: o escudo! Que  pela proposta, é retrô, porém é invisível pela TV. Imagine no estádio… Que amadorismo, meu Deus!!!

Saudações Alvinegras”


O melhor de Atlético 1 x 1 Tombense foi a confirmação pelo Cuca do meio campo do Galo para o jogo contra o América de Cáli

Camisa número três do Galo, utilizada esta tarde contra o Tombense recebeu muitas críticas

De cara, concordo plenamente com o que disse o Procópio Cardoso: “… na minha opinião o Cuca perdeu uma grande oportunidade de preparar e desenvolver melhor o time principal hoje no Mineirão. E o jogo não foi nada proveitoso. A prova disso é que ninguém se destacou a ponto de merecer uma vaga entre os titulares.”

Uma partida para cumprir tabela e ratificar o Tombense como o campeão do interior novamente. Noves fora, agora é aguardar América x Cruzeiro amanhã pra saber com quem será a decisão do estadual. Na coletiva desta tarde/noite no Mineirão, Cuca disse que definiu o meio de campo titular do time que enfrentará o América de Cáli, quinta-feira, pela Libertadores: Jair, Tchê Tchê e Nacho. Muito bom, restando saber se o Jair não se machucará para atrapalhar os planos do treinador. Ele é muito bom jogador, mas se machuca demais.

Contra o Tombense, Cuca testou e viu jogar: Matheus Mendes, Mariano, Réver, Igor Rabello (Gabriel) e Dodô; Allan, Jair (Alan Franco) e Hyoran (Nathan); Savinho (Vargas), Tardelli (Marrony) e Sasha.


As negociações do Cruzeiro para receber R$ 40 milhões e ter sua sede ocupada pelo Ministério Público

Por mais absurdo que pareça, dinheiro público para socorrer clubes de futebol não é novidade nem aqui nem em lugar nenhum mundo. Em Minas, nos anos 1960/70 o Atlético negociou o seu Estádio Antônio Carlos com a prefeitura de Belo Horizonte para escapar de dívidas, mas o recuperou judicialmente nos anos 1990, sem ter que devolver nenhum tostão e transformá-lo na sua maior fonte de arrecadação permanente, que é o Shopping Diamond Mall. Nos anos 1980 os governadores Hélio Garcia e Newton Cardoso, usaram os bancos do estado na época, Bemge e Credireal, para patrocinar Atlético, Cruzeiro e América. Em 1989, depois de reformar o Independência, Newton Cardoso entregou o estádio ao América, em regime de comodato, na base do 0800. Pouco tempo depois o América comprou, por mixaria, o Independência na mão do Natinho Sampaio, herdeiro do Raimundo Sampaio e então presidente do Sete de Setembro F. Clube, que deixou de existir.

No mundo o melhor exemplo é o Real Madri, que era um clube modesto até que o General Francisco Franco venceu a guerra civil, acabou com a república na Espanha e restaurou a monarquia. A partir de 1939 a vida do time mudaria e ele passaria a ser um dos maiores do mundo. Ganhou o estádio Santiago Bernabeu, tomou Di Stéfano do Barcelona, que já estava acertado, e passou a dominar a Federação Espanhola e principalmente o seu quadro de arbitragens.

Agora, o Cruzeiro pode embolsar alguns milhões oriundos da esfera pública, graças às ótimas relações do presidente Sérgio Santos Rodrigues, advogado, cujo pai, Desembargador Joaquim Herculano Rodrigues, ex-presidente do Tribunal de Justiça de Minas Gerais, é de grande prestígio também.

A notícia continua repercutindo muito e analisada das mais diversas formas, com muitas dúvidas, desde que foi divulgada ontem pela Rádio Itatiaia:

* “Cruzeiro: sede administrativa será desapropriada para MPMG e vai render R$ 40 milhões ao clube. Prédio será, a partir de agora, uma das sedes do Ministério Público para combate à corrupção… Com a desapropriação, o prédio deixará de ser do Cruzeiro e passa a pertencer ao MPMG, que pagará a quantia milionária à Raposa. Desta forma, tudo que estiver relacionado ao clube, como os letreiros “Cruzeiro Esporte Clube” e “Sede Administrativa Presidente Zezé Perrella” afixados na fachada do edifício, serão removidos…”

O jornalista Bira Marinho, usou o twitter, hoje, para questionar: @biramarinho “:

“Eu queria entender uma coisa. O Othon Palace vale 30 milhões, na região bem valorizada, no centro de BH. Agora a sede do Cruzeiro, no Barro Preto, muito, mas muito menor será desapropriada pelo MP e no valor de 40 milhões, 10 milhões a mais. Estranho”

O prédio que abrigava o Othon Palace tem quase 300 apartamentos/Foto: Luciana Montes/DC

Essa notícia sobre o antigo Othon Palace Hotel saiu no Diário do Comércio do dia 19 de abril: “Belo Horizonte amanheceu sob a notícia da venda do prédio do Othon Palace, fechado há dois anos, para o Grupo Mário Valadares, proprietário do Shopping Oiapoque, na Capital, e do Só Marcas Outlet, em Contagem, na Região Metropolitana de Belo Horizonte (RMBH). Apesar de confirmar o interesse no imóvel e negociações em curso, o empresário Mário Valadares negou à reportagem a conclusão do negócio, estimado em R$ 30 milhões por fontes de mercado. A especulação diz respeito até a forma de pagamento, dividida em uma entrada de 50% e o restante parcelado. . .”

O assunto vai render muito. Enquanto isso, vale a pena conhecer mais a história do dinheiro público espanhol turbinando o Real Madri e mais detalhes dessas tratativas do Cruzeiro, nos portais Uol (de 28/02/2015), Itatiaia e Diário do Comércio:

* “Como a ditadura fez o modesto Real Madrid se transformar num gigante?…

General Franco (direita) e Adolf Hitler, que o ajudou a vencer a guerra civil na Espanha. Não era recomendável discordar do homem, ditador implacável, assim como Hitler.

* “Existe uma discussão sem fim no futebol espanhol: o Real Madrid só é tão grande por ter recebido ajuda da ditadura de Franco? Um documentário recente defende essa ideia e levanta a polêmica relação do ditador com o time de Cristiano Ronaldo. A influência na contratação de Di Stéfano, a construção do estádio Santiago Bernabéu, o uso do clube como propaganda internacio… O documentário se chama “O Madrid real. A lenda negra da glória branca” e é de autoria de Carles Torras….”

www.uol.com.br/esporte/futebol/ultimas-noticias/2015/02/28/como-a-ditadura-fez-o-modesto-real-madrid-se-transformar-num-gigante.htm?cmpid=copiaecola

“… Em outubro do ano passado, a rede tentou vender o imóvel em um leilão virtual sem sucesso. Sobre a notícia da venda que circula na Capital, a rede Othon negou a informação…”

www.diariodocomercio.com.br/negocios/dono-do-oiapoque-confirma-negociacao-mas-nega-compra-do-othon-palace

“… Mesmo em se tratando da venda de um patrimônio do clube, não há a necessidade de passar pela aprovação do Conselho Deliberativo do Cruzeiro, como aconteceu com a tentativa de alienação da Campestre II, na região da Pampulha, iniciada no ano passado e que ainda não foi concluída por falta de uma oferta que agrade à direção da Raposa. Como é um imóvel que interessa ao poder público, isso se sobrepõe ao interesse privado, no caso o Estatuto do clube...”

https://www.itatiaia.com.br/noticia/cruzeiro-sede-administrativa-sera-desapropriada-para-mpmg-e-vai-render-r-40-milhoes-ao-clube


As dívidas e perspectivas de Atlético, Cruzeiro e demais grandes clubes brasileiros

Ilustração: www.otempo.com.br/superfc/futebol

Boa parte dos torcedores não gosta que se fale de problemas do clube do coração, principalmente quando o assunto é dívidas. Xingar a imprensa e falar em conspirações é a saída, mas também uma grande burrice, pois quanto mais informações o torcedor tiver da realidade, mais poderá cobrar daqueles que estão à frente do clube. Ou não? Conheço centenas de cruzeirenses, gente até muito esclarecida, que culpa a Globo e o programa Fantástico pela atual situação do clube. Deveriam era agradecer, já que a sangria do clube pode ter sido estancada a tempo. Caso aquelas denúncias tivessem sido feitas anos antes, o Cruzeiro não teria chegado a este ponto. Entendo que esconder fatos é ser cúmplice de quem tem más intenções.

No dia três, o Luiz Souza postou nos comentários do blog a lista divulgada pelo canal ESPN dos 20 clubes mais endividados do futebol brasileiro. Só hoje está dando tempo para falar sobre o assunto, que é muito sério, pois os tempos estão mudando, no Brasil e no mundo. O futebol por aqui era um negócio à parte, em que a blindagem era geral, de entidades e dirigentes, que nunca arcavam com as consequências dos seus atos. Estamos na época da publicação de balanços, assunto difícil de entender. Falar sobre, sem falar besteira, mais ainda. A única certeza que tenho sobre o tema é que, quem gasta mais do que arrecada se arrebenta, mais cedo ou mais tarde, pois, “um dia a conta chega”. Chegou para clubes pequenos, médios e tem chegado para os grandes. Quem não se ajustar vai se estrepar. Muita gente fala que a lei que possibilita a transformação em “clube empresa”, vai resolver o problema. Nada disso. Pode até antecipar a falência de vários que estão agonizando; depende da gestão.

O Atlético encabeça a lista dos devedores, com R$ 1,2 bilhão de dívidas. Alguns fatos me fazem acreditar que o Galo tem solução, começando pelo atual presidente, que é uma pessoa séria e empresário bem sucedido. Sérgio Coelho sabia da situação do clube quando topou se tornar presidente. Sabia onde estava se metendo e da responsabilidade do cargo. Também sabia que podia confiar naqueles que o convidaram a sair da vida sossegada que levava, para ocupar uma cadeira das mais importantes de Minas, com tudo que a envolve, de positivo e negativo. Rubens Menin foi um destes a convencê-lo a topar, porque confia nele e sabe que pode contar com a disposição dele em encarar missões espinhosas. E Menin, hábil no mundo dos negócios, sabe do potencial do Atlético e da fidelidade dos milhões de atleticanos mundo afora.

Os números postados pelo Luiz Souza e alguns comentários logo abaixo:
1 – Atlético-MG: R$ 1,2 bilhão
2 – Cruzeiro: R$ 962,5 milhões
3 – Corinthians: R$ 949,2 milhões
4 – Botafogo: R$ 946,2 milhões
5 – Internacional: R$ 882,9 milhões
6 – Vasco: R$ 830,6 milhões
7 – Flamengo: R$ 680,8 milhões
8 – Fluminense: R$ 649,1 milhões
9 – São Paulo: R$ 575,1 milhões
10 – Palmeiras: R$ 565,2 milhões
11 – Santos: R$ 539,7 milhões
12 – Grêmio: R$ 396,1 milhões
13 – Coritiba: R$ 299,5 milhões
14 – Bahia: R$ 267,9 milhões
15 – Athletico-PR: R$ 200,3 milhões
16 – Red Bull Bragantino: R$ 144 milhões
17 – Goiás: R$ 60,4 milhões
18 – Fortaleza: R$ 38 milhões
19 – Atlético-GO: R$ 33,3 milhões
20 – Ceará: R$ 26,5 milhões

referência
https://www.espn.com.br/futebol/artigo/_/id/8575907/corinthians-pior-botafogo-atletico-mg-supera-cruzeiro-ranking-dividas-mais-r-10-bilhoes-clubes-brasileiros

Renato César comentou:

Em relação ao Galo, já foi explicado. Procure o portal da transparência e as informações passadas no “Galo Business Day” que entenderá. Se quiser entender. E procure informações mais completas sobre todos os times. Os corintianos, por exemplo, estão com dívida real na casa dos R$ 1,8 bilhões. Maquiaram o balanço e tentaram tirar a dívida do Itaquerão, mas ela existe.

O segundo da lista (sempre segundona aparecendo) também maquiou seu balanço. O balanço considerou a redução da dívida por causa da Transação Tributária, mas os pagamentos iniciais, que eram justamente os menores, não foram feitos e ainda acumularam dívida de FGTS. O acordo da Transação está em execução pela PGFN para cancelamento e a dívida real é superior a R$ 1,3 bilhões (lembrando que o patrimônio declarado no balanço foi de R$ 207 milhões, antes que algum “jênio” diga que vender bens pagaria a dívida). Haja centavo para pagar isto…

Luiz Souza

Renato,eu quero entender sim, apenas estou repassando uma notícia. Não questiono se está certo ou errado esse balanço, mas entendo que uma dívida de 1,2 bi é demais para o bolso alvinegro. Qualquer empresa já teria falido com esse montante negativo. Agora não sei como essa dívida aumentou 64% em um ano. Acho que a minha geração não verá o nosso Galo com boa saúde financeira. Vi a explanação do diretor financeiro do Atlético e, a mim, não me convenceu. Tem que estar tudo muito certinho, sem furo nenhum, para que daqui uns 5 ou 6 anos consigamos reduzir um pouco. Quem sabe um milagre ou administrações mais conscientes e honestas.

Maurício Souza – Bairro Serrano

Ô Luiz, o Chico postou na semana passada que o Athletico PR tem 7 anos de superávit nos balanços e ele está figurando aí em 15º, vai entender: se ele está no azul, como deve 200 milhões? outra coisa todo mundo fala que o framengo é um clube saneado e está devendo 680 milhões, é para a gente não entender mesmo, viu! Um abraço

Luiz responde a Maurício Serrano

Pois é Maurício.
Coloquei uma nota da ESPN. É de assustar ver nossos dois maiores times nessa situação. Não sou economista e nem administrador, mal dou conta dos meus boletos em dia, no final do mês. Agora, que é de assustar, isso é! Tanto o Galo, quanto o Cruzeiro, tem que suar muito para minimizar a situação.


Contra o Cerro, pelo futebol jogado e pelo placar, melhor partida do Galo este ano

Hulk comemora depois do segundo gol, em foto da Conmebol

Começo fazendo minhas as palavras do jornalista Sérgio Utsch, correspondente do SBT na Europa, que assistindo o jogo em Londres, escreveu: @utsch “Eu sou especialista em me deixar enganar pelo #Galo e mais especialista ainda em, ao mesmo tempo, tentar me convencer de que eu não estou me deixando enganar e que o meu otimismo é baseado em fatos. O #Galo é meu divã.”

Espero não estar contaminado pela frase, mas, o adversário desta noite é o principal concorrente no Grupo G da Libertadores e foi atropelado no Mineirão. Do princípio ao fim o time do Cuca se impôs e em momento algum passou aperto contra os paraguaios. Tchê Tchê fez uma ótima partida, Savarino e Hulk, fizeram diferença. Estes três foram especiais, mas todo o time jogou bem. Jogadores altamente concentrados e nenhuma falha individual de destaque, ao contrário de quase todos os jogos anteriores. Até defensores muito criticados sempre, dessa vez foram muito bem: Guga e Igor Rabello nem pareciam os mesmos.

Os quatro gols foram muitíssimo bem trabalhados, em belas jogadas e finalizações perfeitas de Hulk, aos oito e 46 do primeiro tempo; Savarino, aos 28 e Vargas (que entrou no lugar do Savarino), aos 47 do segundo, escorando de cabeça, um cruzamento milimétrico do Arana.

Pode ser que o dedo do Cuca esteja aparecendo neste começo de trabalho. Aguardemos. Que exibições como essa se repitam, o que não é fácil.

O árbitro argentino Nestor Pitana (em foto do Lance), foi uma atração à parte. Apitou a final da Copa da Rússia em 2018, no mesmo ano em que tentou e não conseguiu se eleger deputado federal na Argentina. Já foi jogador de basquete, professor de educação física, ator de cinema, socorrista e segurança de puteiro.

Mas o que importa mesmo é que ele é ótimo apitador e fez muito bom trabalho.


Locutor Osvaldo Reis, o “Pequitito”, se recupera bem e manda recado aos ouvintes

Em comentário aqui no blog o João Paulo Cavalieri desejou pronta recuperação ao Osvaldo Reis, o Pequitito (em foto d’O Tempo), um dos melhores narradores do nosso rádio.

Fiz contato com ele agora há pouco, um amigo de longa data, e ele disse que daqui alguns dias estará de volta “ao batente”. Para milhares de ouvintes que estranharam o sumiço dele da programação da Rádio Super FM, ele informa que teve um problema de saúde na semana passada mas está em franca recuperação. Força a ele, uma grande figura humana e ótimo profissional. O jornal O Tempo deu detalhes do ocorrido com ele:

* “Em recuperação, Osvaldo Reis, o Pequetito, manda mensagem a torcedores”

Narrador da Super 91.7 FM recebeu alta nessa quinta-feira (29) após sofrer um AVC isquêmico leve. Em breve, ele estará de volta aos microfones

Osvaldo Reis, o Pequetito, uma das mais conhecidas vozes do rádio esportivo do estado e também de todo o país, anunciou em suas redes sociais que sofreu, no último sábado (24), um AVC isquêmico leve. Ele permaneceu internado no Hospital Felício Rocha e recebeu alta nessa quinta-feira (29). Em casa e se recuperando, o poeta dos estádios mandou um recado para os torcedores e admiradores de seu trabalho. “Agradeço fortemente todas as mensagens de apoio e energias positivas que venho recebendo nas últimas horas. Estou cuidando de mim e da minha saúde para que, assim que possível, eu possa voltar 100% a fazer o que mais amo: narrar futebol. Mas, por enquanto, continuo no processo de recuperação de minha fala e dicção. Logo mais estaremos juntos, levando emoção e poesia para vocês, ouvintes da Super 91.7 FM!! Andar com fé eu vou, que a fé não costuma faiá”, escreveu o locutor esportivo.

Na Super, Pequetito Reis comanda as narrações do Cruzeiro e também comenta o cenário esportivo em geral no Super.FC 2ª edição.

Osvaldo Reis começou a carreira como narrador esportivo em 1979 e trilhou uma carreira de sucesso no interior mineiro antes de trabalhar na capital. Dentre as emissoras que trabalhou estão Progresso de Monte Santo, Difusora de São Sebastião do Paraíso, Cultura e Atenas de Alfenas. Em Belo Horizonte, o radialista atentou para os estudos, formando-se em jornalismo. (mais…)


Uma bela partida com todos os ingredientes dos grandes clássicos, com vitória brilhante do América

Determinação dos dois times, aplicação tática, belos lances, catimba, questionamentos à arbitragem, ao VAR, bate-bocas durante e depois do jogo.

O Cruzeiro bem organizado na defesa e no ataque, até que Rafael Sobis teve que sair, aos 26 minutos do segundo tempo, dando lugar a Potkker. Poucos minutos depois, aos 29, outro duro golpe, com a saída do Adriano para a entrada do Matheus Neris. O América com grande dificuldade de furar o bloqueio azul, até que Lisca promoveu três mudanças, aos 21 do segundo tempo, quando o placar era de 1 a 0 para o Cruzeiro. Entraram Leandro Carvalho, Ribamar e Gustavo, nos lugares de Bruno Nazário, Felipe Azevedo e Rodolfo. Com destaque para Leandro Carvalho, o time melhorou demais. Mas, a partir da melhor mexida do Lisca é que a virada aconteceu: aos 33 minutos ele foi para o tudo ou nada, tirando o Juninho para contar com o Ademir, que entrou bem demais. Joga muito e o banco mexeu com os brios dele. O América se transformou e tomou conta do jogo. Aos 40, Alê empatou, ao cabecear corner batido por Leandro Carvalho. Quatro minutos depois o próprio Ademir virou, aproveitando enfiada de bola magistral do Leandro Carvalho.

A vaga na final ainda está indefinida, mas o Coelho deu mais um passo importante. O segundo jogo deverá ser melhor ainda porque o Cruzeiro terá de partir para cima desde o início a fim de superar a vantagem do Coelho.

Concordo com o que escreveu o Luciano Dias, da Band, sobre os dois times: @jornlucianodias “O time titular do Cruzeiro já tem muitas limitações. Quando o treinador precisa mexer, a situação fica ainda mais complicada. Matheus Neris, Felipe Augusto e Jadson não tem condições nenhuma de estarem no elenco. Enquanto isso, as alterações do América deram certo.”
Lembrando que o América ainda luta para montar um time que não corra risco de rebaixamento no Brasileiro, que é a c0mpetição que importa de verdade.

Hulk e o goleiro Matheus Mendes, os destaques positivos do Galo; Tchê Tchê vacilou de novo

De Governador Valadares, o goleiro Matheus Mendes em foto do Pedro Souza/Atlético

Valeu pelo placar e principalmente pela determinação do começo ao fim do jogo. Cuca mesclou o time e o Atlético não teve nenhuma dificuldade para fazer 3 a 0 no Tombense, no primeiro jogo da semifinal do Mineiro. Hulk deu passe para o gol inicial, sofreu pênalti no segundo e fez um golaço no terceiro, além de ter se empenhado muito.

Outro destaque foi o goleiro Matheus Mendes, 22 anos, mineiro de Governador Valadares, 1,94 de altura e personalidade de jogador mais experiente. O período em que passou emprestado ao CSA foi muito bom para ele. Defendeu pênalti do Keké, muito bem cobrado, diga-se, em dois lances. E terá oportunidade de jogar a segunda partida, já que o Everson foi expulso e o Rafael será operado. De repente, o destino está sorrindo para essa prata da casa do Galo.

O pênalti que o Matheus defendeu começou em mais uma entrega bisonha do Tchê Tchê. Fez lembrar a mesma que ele cometeu contra o América de Cali. Cuca precisa dizer a ele para jogar o feijão com arroz que ele sabe e é da alçada dele. Está pensando que é craque e comprometendo o time.

Tardelli entrou só aos 40 do segundo tempo. Cuca poderia tê-lo feito antes. Muito pouco tempo, especialmente porque o jogo estava tranquilo.

Para saber mais sobre Matheus Mendes, vale a pena ler essa reportagem do Globoesporte.com, do dia primeiro de fevereiro deste ano, no dia em que ele se despediu da torcida do CSA:

* Goleiro Matheus Mendes retorna ao Atlético-MG e usa redes sociais para se despedir do CSA

Jogador, de 21 anos, escreveu carta de agradecimento pela passagem no clube alagoano: “Passei a entender o tamanho do Azulão e principalmente a força de sua torcida!”

O goleiro Matheus Mendes encerrou o vínculo de empréstimo com o CSA e usou as redes sociais para se despedir do clube alagoano. 

https://globoesporte.globo.com/al/futebol/times/csa/noticia/goleiro-matheus-mendes-retorna-ao-atletico-mg-e-usa-redes-sociais-para-se-despedir-do-csa.ghtml


Amanhã tem clássico, e hoje tem Galo contra o Tombense, com Tardelli no banco

Em foto do Pedro Souza/Atlético, Diego Tardelli, que pode entrar hoje contra o Tombense

Semifinais do Campeonato Mineiro neste fim de semana. Amanhã tem Cruzeiro x América, 16 horas no Mineirão. Hoje, 16h30 no Independência, Tombense x Atlético.

Como diz o filósofo diamantinense Waldívio Marcos de Almeida, “o tempo é praga, e arregaça com o sujeito”…

Dia 10 próximo o Diego Tardelli completará 36 anos de idade. Infelizmente o passar do tempo não alivia ninguém. Em forma, ele seria a solução para este ataque do Atlético. Se estivesse em condições físicas mínimas que fossem. Mas, quem sabe? Cuca o conhece bem e tem esperanças de ainda tirar água dessa pedra de preciosas histórias. Em 2019 não conseguiu jogar no Grêmio, ano passado, também não conseguiu no Atlético. Está relacionado para o jogo desta tarde contra o Tombense, como mostra o Fred Ribeiro no Globoesporte.com:

* “Diego Tardelli é relacionado para jogo do Atlético contra o Tombense neste sábado”

Atacante usou as redes sociais nesta manhã para postar arte da partida semifinal, no Independência; jogador não entra em campo desde 13 de março, quando sofreu lesão na coxa

Por Fred Ribeiro — Belo Horizonte

Diego Tardelli está relacionado para a semifinal do Campeonato Mineiro, neste sábado. O jogador, que se recuperava de uma lesão na coxa desde o dia 13 de março, volta a ter uma oportunidade entre os atletas que vão para uma partida, segundo apurou o ge. Pela primeira vez desde a chegada do técnico Cuca ao Atlético, o atacante está na lista. Nos jogos em BH, o Galo não divulga os relacionados…

Na manhã deste sábado, o atacante usou as redes sociais para publicar a arte do jogo do Galo… (mais…)


Página 2 de 1.19512345...102030...Última »