Warning: "continue" targeting switch is equivalent to "break". Did you mean to use "continue 2"? in /home/blog/www/wordpress/wp-includes/pomo/plural-forms.php on line 210
Blog do Chico Maia | O seu espaço interativo | Página2

Blog do Chico Maia

Acompanhe o Chico

O mesmo América que costuma decepcionar em casa, surpreende e mata a torcida de alegria fora

A Avacoelhada comemorou: @Avacoelhada “Fim de jogo: Botafogo-SP 1 x 2 América-MG. Toscano. Leo Passos. Coelhão avacoelhando no Brasileirão. Manutenção da resistência, da regularidade e mais três pontos.”

Depois de um primeiro tempo fraco, mas uma grande partida no segundo, o Coelho cumpriu com o papel de quem quer subir. Vitória fora de casa, sobre um adversário que luta contra o rebaixamento. Mesmo com a vitória, continua em terceiro lugar, o que mostra o quanto é dificil da disputa da Série B. Próximo jogo, terça-feira, no Independência, contra o Brasil de Pelotas.

Nas redes sociais do próprio clube, a homenagem americana ao Léo Passos: @AmericaMG “Aquela explosão de felicidade do Léo Passos, no modo Super Sayajin, ao marcar o primeiro gol pelo #Coelhão no @BrasileiraoB__

Boa, garoto! Gol merecidíssimo!


E lá se foi Marquinhos, de Uberaba, ex-zagueiro do Cruzeiro nos anos 1980, vítima da Covid-19

Da esquerda para a direita, Luiz Antônio, Nelinho, Nélio, Zezinho Figueroa, Marquinhos e Mariano; Eduardo Amorim, Mauro Madureira, Roberto César, Alexandre e Joãozinho.

Que triste notícia me enviou o Alex Elian, da morte do Marquinhos, que se revelou no grande time do Uberaba dos anos 1970 e foi contratado pelo Felício Brandi, para o Cruzeiro, em 1980. Cobri a Raposa por uns seis meses e tive o prazer de conviver com ele, uma grande figura humana, querido pelos colegas de time, funcionários da Toca da Raposa, imprensa, enfim…

Contraiu a Covid e lamentavelmente não conseguiu escapar, aos 65 anos de idade. Mais detalhes no portal Terceiro Tempo, do Milton Neves: * “Marquinhos, o Marcos José Ferreira, quarto-zagueiro do Uberaba Esporte, Cruzeiro e Palmeiras durante os anos 70 e 80, morreu aos 65 anos, vítima de covid-19, em 16 de outubro de 2020, em Uberaba, no Triângulo Mineiro, cidade em que residia e trabalhava revelando garotos para o futebol. Nascido em 5 de junho de 1955, em Uberaba (MG).

Marquinhos vivia feliz em sua Uberaba e dizia que jamais se esqueceria de Darinta, seu companheiro de zaga no Palmeiras, em 1981: “Ele me deu tanto susto que até hoje sonho que ainda estamos em campo”, brincava, às gargalhadas…

No Cruzeiro, onde atuou entre 1978 e 1980, transferindo-se para o Palmeiras em 1981. Neste mesmo ano defendeu o Bahia e novamente o Cruzeiro. Em seguida atuou pelo Mixto (MT) e Orlândia (SP), este o seu último clube, em 1986.

 

O Uberaba prestou essa homenagem ao Marquinhos em seu site

Da esquerda para a direita, em Uberaba-MG, no dia 11 de novembro de 2005, quando Milton Neves recebeu o Título de Cidadão Uberabense: Djalma Santos, Zandonaide, Diron, Milton Neves, Marquinhos e Toinzinho

Marquinhos atuou em oito partidas como titular do Palmeiras (três vitórias, um empate, quatro derrotas), e não marcou nenhum gol, segundo o Almanaque do Palmeira, de Mário Sérgio Venditti e Celso Unzelte.

Em pé, da esquerda para a direita, estão Benazzi, Vitor Hugo, Jaime Boni, Marquinhos, Darinta e o goleiro João Marcos; Osni, Paulinho, Sena, Celio e Baroninho. A foto foi tirada no dia 25 de fevereiro de 1981, quando o Verdão bateu o Guarani por 2 a 0 pela Taça de Prata e conquistou o direito de disputar, no mesmo ano, a Taça de Ouro. O jogo foi disputado no Parque Antárctica e acompanhado por mais de 33 mil pagantes. O atacante Sena marcou os dois gols do encontro

https://terceirotempo.uol.com.br/que-fim-levou/marquinhos-2850


Felipão se mostra animado para uma das missões mais difíceis da carreira dele

Depois de tantas idas e vindas, finalmente o Cruzeiro contratou o substituto de Ney Franco. Luiz Felipe Scolari assinou contrato até o fim de 2022. Disse que está animado e otimista e que vai dar o melhor que ele tem para ajudar na recuperação do time e do clube. Vamos ver o que ele conseguirá com este elenco. Motivar o grupo, certamente ele conseguirá. Os jogadores vão ter que se superar para melhorar a pontuação na tabela e brigar na cabeça do Campeonato.


Um tempo para cada. Placar de 1 a 1 ficou de bom tamanho no jogão entre Atlético e Fluminense

Um grande jogo, com uma grande surpresa aprontada pelo técnico Odair Hellmann do Fluminense para cima do Jorge Sampaoli. Mandou seu time atacar o Galo desde o início e dominou totalmente a partida no primeiro tempo. O tricolor carioca veio reforçado pela ausência do Fred, fazendo com que fossem 11 contra 11 em campo. E de cara, aos 4 minutos, perdeu um jogador importante, Fernando Pacheco, que entretanto, foi muitíssimo bem substituído pelo Caio Paulista, que marcou o golaço de abertura do placar, aos 19. Mesmo vencendo, o Fluminense não parou de atacar e marcou a saída de bola do Galo sob pressão, não deixando o time sair para o jogo em velocidade.

No segundo tempo a situação se inverteu. Finalmente entrou em campo o time intenso e veloz montado do Sampaoli. Aí foi a vez de o Fluminense tomar sufoco e não conseguir sair para o ataque, nem nos contra golpes. O empate saiu aos 6 minutos, numa deixada de bola do Marrony para o Arana, que acertou um chute de fora da área, impecável. Daí para frente foi um bombardeio impressionante do Galo, mas a defesa do Fluminense não cometeu falhas e o goleiro Muriel pegou tudo, melhor em campo, sem dúvidas.

Allan não fez uma boa partida. Displicente, errou passes e passou longe do grande futebol que sabe jogar. Sávio teve pouco espaço pra jogar, não conseguia sair da marcação e foi bem substituído pelo Marrony. O goleiro Everson é manjado por jogar adiantado, e o Caio Paulista se aproveitou disso para fazer o gol tricolor.

A defesa atleticana sem Junior Alonso fica capenga e não passa confiança. Réver e Igor Rabelo são lentos demais. Na lateral direita, outro problema. Com Guga fica mais difícil. Erra passes, defende mal e é fraco no apoio.

Com Internacional e Flamengo fungando no cangote, o Galo precisa corrigir estes defeitos na defesa, já que o meio e o ataque têm funcionado satisfatoriamente.


Treinador recua e fica na Chapecoense. Que situação a do Cruzeiro!

Foto: divulgação/Chapecoense

O presidente Sérgio Santos Rodrigues fala em jogar com o Real Madri no centenário do clube, mas não consegue contratar um treinador neste momento crucial da vida da Raposa. Demitiu Ricardo Drubsky, que cuidava do futebol profissional, mas os substitutos dele não se explicaram até hoje. Recebe “não” de Lisca e depois outro “não”, do Felipão, que até se ofereceu para vir e ajudar, mas ficou irritado quando soube que ele não era a primeira opção. Agora, depois de “tudo certo” com o “famoso quem?” Louzer, recebe outro não, como mostra o Alexandre Simões no do Hoje em Dia:

* “Umberto Louzer desiste do Cruzeiro e clube, vice-lanterna da Série B, segue sem treinador”

Alexandre Simões

@oalexsimoes

A desastrosa gestão do futebol do Cruzeiro coleciona mais um triste capítulo. E o técnico Umberto Louzer, que na manhã desta quarta-feira (14), tinha garantido a amigos pessoais que assumiria a Raposa a partir desta quinta-feira (15) desistiu de trabalhar na Toca da Raposa II. Em reunião durante a madrugada desta quarta-feira, em Maceió, com vice-presidente da Chapecoense, Mano Dal Piva, ele foi convencido a dirigir a equipe na partida desta noite, contra o CRB, jogo adiado da 9ª rodada da Série B do Campeonato Brasileiro. Isso porque o clube não teria quem estivesse no banco de reservas como treinador.

Na hora do almoço, Louzer mudou de ideia. E já comunicou isso inclusive a pessoas ligadas a ele, que já trabalhavam com a chegada do treinador a Belo Horizonte nesta quinta-feira.

https://www.hojeemdia.com.br/esportes/umberto-louzer-desiste-do-cruzeiro-e-clube-vice-lanterna-da-s%C3%A9rie-b-segue-sem-treinador-1.807773 (mais…)


Cruzeiro investe no capixaba, de Vila Velha, Umberto Louzer, que faz muito boa campanha com a Chapecoense

Foto: Divulgação/Coritiba

Logo que saiu o nome dele como provável técnico do Cruzeiro, liguei para o amigo jornalista Renan Koerich, que já foi editor do Globoesporte.com de Santa Catarina, para saber mais a respeito do atual comandante da Chapecoense. Renan não soube dizer muita coisa. Apenas que que o Louzer chegou à Chape em fevereiro e que tem bons números como credenciais: em 24 jogos venceu 14, empatou oito e perdeu dois. Faz campanha promissora na Série B, ocupando atualmente o terceiro lugar, com 26 pontos.

Foi auxiliar do Lisca no Guarani de Campinas em 2018 (e depois dirigiu o time), Villa Nova e Coritiba em 2019. Também foi auxiliar-técnico no Paulista de Jundiaí.

Pode-se dizer que é desses que confia no próprio taco e não tem medo de desafios. Sabe que se tirar o Cruzeiro do atoleiro, com este elenco que a Raposa tem, seu nome entrará para a galeria dos treinadores da prateleira de cima. Tem 40 anos de idade.


Os tempos realmente mudaram: Globo não vai transmitir jogo da seleção brasileira pelas eliminatórias

Imagem: sitesdeapostas.bet

Se o torcedor já andava perdendo o interesse pela seleção brasileira, agora a tendência é piorar. Sexta-feira, goleou o time sub-23 da Bolívia, na estreia das Eliminatórias da Copa do Qatar 2022. Foi aquele oba-oba de sempre de alguns segmentos da imprensa. Mas, a situação da maioria dos veículos de comunicação, que já não era boa, aliada à falta de patrocinadores, especialmente estatais, federais, vai deixar o time do Tite órfão. A Globo, por exemplo, não transmite o jogo contra o Peru esta noite, como mostra essa reportagem do Uol:

* “Globo “joga a toalha” e desiste de transmissão de Peru x Brasil nesta terça”

Gabriel Vaquer

Colaboração para o UOL

A Globo comunicou internamente nesta segunda-feira (12) para editores e repórteres que não vai transmitir, mesmo com esforços para concluir negociações, o jogo entre Peru e Brasil, válido pela 2ª rodada das eliminatórias da Copa de 2022, às 21h (horário de Brasília). Com isso, a partida ficará restrita no país ao serviço de streaming EI Plus, da Turner, que está disponível para assinantes do UOL Esporte Clube, e para a página do YouTube “El Canal Del Futbol”, produzida desde o Equador.

No informe sobre o assunto, ao qual o UOL Esporte teve acesso, a emissora carioca confirma que não fechou os direitos de transmissão do jogo para amanhã. Com isso, a Globo fará apenas a cobertura jornalística com equipe em território brasileiro, sem enviar profissionais para o Peru, por causa da pandemia do novo coronavírus.

Para montar as reportagens, a Globo vai usar material enviado pela CBF TV, a TV oficial da entidade máxima do futebol brasileiro. Além disso, a emissora está fechando acordo para adquirir os melhores momentos do jogo em alta definição com a Mediapro, agência detentora dos direitos das partidas de oito federações nacionais das eliminatórias sul-americanas, incluindo a entidade peruana. Esse acordo ainda não está fechado, mas a perspectiva é que até amanhã isto esteja resolvido. A Globo também alertou as produções de seus programas que elas só podem usar três minutos de imagens das partidas, regra praxe para eventos em que uma empresa não possui os direitos.  Na TV aberta, em vez do jogo da seleção, a Globo vai exibir capítulo normal da novela “A Força do Querer” e a série “Sob Pressão: Plantão Covid”. Por sua vez, o Sportv vai mostrar partidas da Série B do Brasileiro. Vale ressaltar que, para os próximos jogos das eliminatórias, a Globo ainda mantém negociações ativas. Por enquanto, o grupo de comunicação detém direitos apenas dos jogos como mandante do Brasil. (mais…)


Sávio, a promessa do Galo, de 16 anos de idade

Fotos: Agência Galo

Ele jogou 14 minutos contra o Atlético-GO, mas foi contra o Goiás que ele começou jogando e foi muito bem. Natural de São Mateus-ES, Sávio Moreira Oliveira, está no Atlético desde os 11 anos de idade e entrou para a história como o mais jovem a vestir a camisa do Galo no Brasileiro, aos 16 anos e cinco meses. Reinaldo também tinha 16 quando foi lançado no profissional, porém em um amistoso. Interessante é que recordista mesmo nessa história é o Marcelo Oliveira, atual técnico da Ponte Preta, que tinha 15, em 1970, quando foi lançado também em um amistoso.

Reinaldo falou a respito do potencial da nova promessa atleticana: “O Sávio é um excelente jogador, um garoto de muito boa qualidade técnica, muito versátil, rápido, leve. Ele vai dar muita alegria para a gente e também vai dar muito dinheiro para o Galo”.

Célio, que também jogou no Galo, atacante muito bom, no deu a honra de comentar no www.facebook.com/blogdochicomaia:

Célio Batista Chico, com 16 anos, jogou com experiência e personalidade de 30 anos. É habilidoso, inteligente e tem presença na área. Enquanto um ex clube grande clube da cidade está secando a fonte. Ops! Já secou, este moleque vai encher os cofres do Galo. 

Outras opiniões no facebook e aqui no blog sobre ele:

Vitor Figueiredo Assustador esse menino.

Otacilio Dee Paula Me lembra o Assis do Grêmio com essa mesma idade e canhotinho!

Reginaldo de Jesus Tem futuro

George Souza Menino tem personalidade. Não fez aquela partida brilhante, mas quem entende um pouco de futebol, olha pra idade dele, vê que é o primeiro jogo, e ainda observa a sua movimentação e o jeito como se posiciona, domina a bola, sabe que o esse moleque tem futuro. Podemos estar diante de uma grata revelação do nosso futebol

Sérgio Ricardo A Cassiano Além de habilidoso pelas pontas, tem visão de jogo e fez lançamentos de camisa 10
Realmente é uma jóia que será potencializado pelo Sampa.


Ney Franco bate recorde de Dudamel: demitido depois de 7 jogos em 32 dias; o venezuelano fez 10 jogos em quase dois meses

__ Olá e tchau! Ney Franco e o presidente Sérgio Santos Rodrigues na apresentação, 32 dias atrás, em foto do Bruno Haddad/Cruzeiro

Foi o HENRIQUE ANDRÉ, do Hoje em Dia, quem lembrou este dado: @ohenriqueandre  *“Curiosidade: Dudamel ficou 52 dias no @Atletico e fez 10 partidas até ser demitido. Ney Franco bateu esse recorde da temporada entre os rivais da capital. Ficou 32 dias no @Cruzeiro, após 7 jogos no comando.

As promessas do presidente Sérgio Santos Rodrigues de um clube moderno, voltado para o futuro, inspirado nos grandes europeus foram pro espaço. Ao demitir Ney Franco ainda no vestiário depois do 0 a 0 com o Oeste, o Cruzeiro entra na mesma ciranda do ano passado e da maioria dos coirmãos brasileiros de todas as divisões. Sem jogadores à altura e pensando que vídeos e jogo de palavras em redes sociais, vai caminhando para o atoleiro, se mostrando completamente sem rumo.

Há alguns dias circula uma conversa de que o Felipão, sinceramente preocupado com os destinos do Cruzeiro, teria se oferecido para ajudar a sair desta situação. Talvez, só alguém da estatura dele, que mesmo sem elenco, para fazer este time “pegar no tranco”. Na Série B, gritos e discursos motivacionais costumam dar certo.


Na disputa do lanterna contra vice lanterna, futebol correspondente

A cada rodada as esperanças da torcida azul de retornar à Série A vão sendo refeitas visando escapar do rebaixamento para a C. Que algum dia imaginaria que o Cruzeiro fosse ocupar a essa posição numa Série B?

Tão logo saiu a escalação do Cruzeiro, muito antes de a bola rolar em Barueri, o  Paulo Galvão, do Estado de Minas, twittou: @paulogalvaobh: “Curioso para saber quem vai pensar o jogo neste time do Cruzeiro que Ney Franco manda a campo daqui à pouco para pegar o Oeste.”.

Certamente só o Ney Franco teria essa resposta, mas pelo que o time mostrou em campo, Um dos piores jogos que vi este ano. Parecia que o Oeste estava satisfeito em conquistar um ponto em casa e o Cruzeiro, idem, na casa do adversário. Lanterna contra vice lanterna, futebol correspondente.

O lance de maior perigo no primeiro tempo foi do Oeste, no segundo também, com Fábio fazendo lembrar o Fábio de uns dois anos atrás.

Direto dos Estados Unidos, o Alisson Sol foi o primeiro a comentar aqui no blog e defende medidas duras para uma reconstrução de verdade do clube:

* “Acabei de assistir um dos piores festivais de passe errado que presenciei na vida. O técnico tem de ser substituído urgentemente. Não é possível que se escale um time tão ruim. Não há uma jogada ensaiada. Os jogadores não estão nem aí.

Vamos declarar falência logo e recomeçar. Fazendo isto, há uma boa chance de voltar à Série A em 3 anos. Do jeito que estão administrando, vai levar uns 5 anos!”.


Página 2 de 1.16612345...102030...Última »