Blog do Chico Maia

Acompanhe o Chico

Mico do ano! Arquibancada móvel do Independência: não usada, gerou desgaste e vai custar R$ 600 mil para ser retirada

ARQUIB

Do outro lado do mundo a Galo Australia‏ @GaloAustralia twittou, “Sei nem o que falar…”. E indicou o link. Fiquei curioso e fui ler. Muito interessante essa reportagem do Henrique André e Frederico Ribeiro para o Hoje em Dia: 

* “Custo de R$ 600 mil é entrave pra arquibancada modular ser retirada do Estádio Independência”

Sete meses e meio se passaram e a paisagem do Estádio Independência ainda não voltou ao que era antes da instalação de arquibancadas móveis. Com a desistência de prosseguir com a obra, a retirada do equipamento ficou travada na Justiça. E segundo o Hoje em Dia apurou, o custo de R$ 600 mil para a desmontagem é que impede as ferragens de irem embora do Horto.

O América entrou com processo judicial contra a LuArenas para inviabilizar a continuidade da ampliação do Independência, mesmo de maneira provisória. O Coelho venceu a disputa, mas o processo ainda corre na 2ª Vara da Fazenda Pública e Autarquias da Comarca de Belo Horizonte.

O último despacho publicado no sistema eletrônico do TJMG, em 9 de outubro, assim dizia: “Intime-se a ré, conforme o requerido pelo América Futebol Clube em manifestação retro, para que comprove o devido cumprimento da obrigação de fazer constante no acordo firmado entre as partes, sob as penas elencadas em já mencionado acordo. Fixo o prazo de 30 dias para comprovação de que foi devidamente cumprida a obrigação de fazer”.

A LuArenas alegou no processo de que a responsável pela desinstalação das arquibancadas seria a empresa Stick’s Eventos S/S LTDA, ocasionando maior discussão no processo sob de quem seria a responsabilidade financeira para a retirada dos materiais. (mais…)


Papa Francisco presenteado com camisa do América por um dos americanos mais ilustres de Minas

2017-11-15-PHOTO-00000141

Das mãos do Alberto Salum (irmão do Marcus), ex-presidente do Sindicato da Indústria da Construção Pesada no Estado de Minas Gerais – SICEPOT-MG, possível próximo presidente da Fiemg – Federação das Indústrias do Estado de Minas Gerais, em audiência devidamente agendada.

2017-11-15-PHOTO-00000138

Americano tradicionalíssimo, gente boa demais da conta.


Galo empata mais uma, agora com o Vasco e Corinthians comemora título

fred

Fred empatou para o Atlético em mais um jogo que teve o goleiro Victor como o melhor do time

A briga por vaga na Libertadores continua, mas não foram tantos pontos “bobos” perdidos, que este empate na casa do adversário teve sabor de derrota, especialmente porque o Vasco tem elenco limitadíssimo e está à frente do Atlético na classificação.

jo

Enquanto isso o Corinthians virou em cima do Fluminense, 3 a 1, e confirmou o título em casa, com todos os méritos. Jô marcou a sua volta por cima nesta temporada com o campeão.


A esta altura do campeonato, empate com Avaí foi o menor dos problemas do Cruzeiro

JUDIVAAN

Em foto do Super FC, Judvan, que retornou depois de mais de dois anos em recuperação e marcou o gol do Cruzeiro

Uma troca de laterais nada interessante para a Raposa está na pauta. Diogo Barbosa no Palmeiras e Egídio de volta, conforme mostra reportagem do SuperFC:

* Por Thiago Nogueira e Wallace Graciano

“O presidente do Cruzeiro, Gilvan de Pinho Tavares, explicou, antes do jogo entre Cruzeiro e Avaí, no Mineirão, a negociação do lateral-esquerdo Diogo Barbosa com o Palmeiras. Segundo o dirigente, ele não teve alternativa diante do prazo dado pelo Coimbra, clube do Banco BMG, detentor da maior parte dos diretos dos atleta.

“O Diogo foi emprestado ao Cruzeiro, mas constava que 75% dos direitos continuavam com o Coimbra. O contrato consta que, se chegasse uma proposta pelo valor acima de 2,8 milhões de euros, o Cruzeiro era obrigado a fazer a negociação. Não tivemos condições de comprar 50% dos direitos do atleta neste período”, afirmou o mandatário celeste, cuja presidência termina no fim de 2017.

Problemas financeiros vividos pelo clube contribuíram para que a Raposa resolvesse tocar o negócio. Em documento, o Coimbra exigia que o Cruzeiro se decidisse pela opção de ficar ou não com o jogador em até 48 horas, caso contrário, o atleta seria negociado como Palmeiras. Segundo o atual mandatário estrelado, a próxima diretoria tentou prorrogar o prazo para conseguir exercer o direito de compra. Porém, as tentativas foram em vão.”


Retorno de Bebeto de Freitas seria excelente para o Galo; mudança de treinador, uma nova aposta bem arriscada

BEBETO

Bebeto de Freitas foi um dos melhores dirigentes que já passaram pelo Atlético. Nas duas oportunidades em que esteve no clube foi bem demais. O tempo passou e ele adquiriu mais conhecimentos e experiência. Fala-se que ele está de malas prontas pra voltar, a convite do Sette Câmara, futuro presidente.

Ontem os jornais também falaram que o nome de treinador do momento nos bastidores alvinegros seria do Jair Ventura, do Botafogo. Apesar do sucesso que vem fazendo, não sei se seria uma boa para o Atlético no momento. Em função das limitações de elenco que tem, o estilo de jogo dele é na base de esperar o adversário e partir para o contra ataque. O tal “aguardar” um erro e “golear” por 1 a 0, jogando fora ou em casa. A torcida atleticana não tem paciência pra aguentar o time atuando em casa neste estilo. Nos primeiros empates ou vitórias apertadas, tome vaias. Aí ninguém aguenta!

Além do mais, interromper o trabalho recentemente iniciado pelo Oswaldo Oliveira, seria outro risco de passar 2018 trocando de treinadores.

Sobre o elenco, falei que sou favorável à manutenção de dois veteranos: Lenardo Silva, para compor grupo, e Robinho. Pra goleiro, Victor anão é veterano e é claro que deve ficar. Me esqueci foi do Fábio Santos, ótimo ainda, técnica e fisicamente. Com estes três “velhos”, mais Victor, algumas aquisições e muitos do atual elenco, dá pra montar um time competitivo.


Até parece que foi a oposição foi vitoriosa: política interna do Cruzeiro continua fazendo estragos e agora envolve Diogo Barbosa

diogob

Enquanto tiver o poder da caneta o Dr. Gilvan vai mandando bala, deixando o sucessor Wagner Pires, apoiado por ele, em situação delicada. O time que já não tem lateral direito à altura, põe na roda o bom lateral esquerdo que descobriu. Algumas twittadas, hoje, de bons jornalistas resumem bem a situação:

Vinícius Dias‏ @dias_vinicius “Criticar antecessor por dívidas, aumentá-las, fazer sucessor, enfraquecer elenco antes da posse. Prazer, política de clube.”

Samuel Venâncio™‏Conta verificada @samuelvenancio “Informação que eu recebi: presidente atual Gilvan de Pinho Tavares vai fazer a venda do Diogo Barbosa para o Palmeiras.”

João Vítor Xavier‏Conta verificada @joaovitorxavier  “Se a venda do lateral Diogo Barbosa for confirmada, será um dos piores negócios da história do @Cruzeiro. O clube receberá menos de R$ 5 milhões por um jogador elogiado, recentemente, pelo técnico da Seleção Brasileira. Quase uma promoção de Black Friday.

Gilvan vende Diogo Barbosa, pra pagar quase 400 mil por mês pro Rafael Marques. Alguém entende esse “planejamento”?”


Alencarzinho diz que Atlético ficará livre da “Maldição das arquibancadas”, e América não teme prejuízos com surgimento da Arena do Galo

ARQUIHORTO

O presidente americano, Alencarzinho, foi abordado por uma senhora na Igreja do Jardim Canadá, em Nova Lima, depois da Missa de São Judas Tadeu. Ela disse a ele que o Atlético está passando no Horto a “maldição das arquibancadas”, já que desde que tentou instalá-las nunca mais obteve sucesso por lá, como antes. Mas esta “Maldição está acabando”, diz Alencar, já que a estrutura que não chegou a ser usada já está sendo retirada.

Sobre o futuro, segundo ele, América tem tempo para se preocupar pra valer, no mínimo 5 anos, que é o prazo para sair o Estádio Elias Kalil, mesmo assim se não houver nenhum problema no caminho. Preocupação mesmo seria só a partir de 2029, ano em que termina o contrato protecionista que o Coelhão assinou com Estado para que o Independência ficasse por conta dele no pré-Copa e durante o Mundial de 2014.

Não é nada, não é nada, mas este é o Brasil, não é? O Estado não tem dinheiro para pagar salários em dia, nem pra hospitais, escolas, estradas e etecetera e tal, mas continua pagando contas da Copa, cujos então governantes tiraram proveito político e outras coisas mais. Sem falar que o contrato do Estado com o consórcio Minas Arena/Mineirão é mais penoso ainda para os cofres públicos.

E, como diz a música do Lobão: “quem é vai pagar por isso!?”


Perto do título e com apoio da torcida, América vai confirmando o excelente trabalho da comissão técnica, diretoria e jogadores

AFC

Foto: Fred Magno – O Tempo

Com orçamento absurdamente inferior ao do Internacional o América está a três pontos de conquistar o título da Série B do Brasileiro, depois da vitória de 1 a 0 ontem no Independência sobre o Juventude. Com direito a recorde de público em seus jogos este ano: 10.024 pagantes, superando os 7.889 do jogo contra o Oeste, naquela derrota que chegou a assustar a muita gente.


Lamentável Itália e Holanda fora da Copa, mas, como diz o Muricy, “a bola pune”, e ensina!

DERROSSSI

Uma pena que a Itália não tenha conseguido a classificação para a Copa do Mundo da Rússia, na repescagem contraa a Suécia. Mas o futebol e a vida são assim. Não fez por merecer, dançou! Como diz o ex-técnico Muricy Ramalho, “a bola pune”, e ensina.

Essas duas imagens rodam o mundo e ficarão marcadas como as emblemáticas deste fracasso de uma das mais poderosas seleções do futebol mundial.

BUFON

O lendário goleiro Buffon, chorando, e o De Rossi batendo boca com a comissão técnica, se recusando a entrar, sugerindo que o treinador Ventura colocasse o atacante Insigne em campo, e não ele, defensor; já que o time precisava era fazer gols.

Mesmo sem a Holanda e agora a Itália, a Copa 2018 deverá ser uma das melhores da história. Única apreensão é em relação à segurança, já que o país sede vive e participa de tensões de toda ordem política, interna e externa.


Antes tarde do nunca? A aparição da bola e dos gols do Robinho no fim do contrato

ROBINHO

Muita gente na dúvida, se a ótima performance do Robinho neste fim de temporada é porque ele quer renovar o contrato com o Atlético ou se finalmente apareceu um técnico que sabe onde escalá-lo, para que o futebol dele renda o que se espera.

Estou entre aqueles que seguem essa segunda alternativa. Rogério Micale chegou a colocá-lo em campo quando faltavam três minutos para o fim do jogo. Oswaldo Oliveira chegou e o reconduziu à condição de titular, além de dizer que o time dele seria “Robinho e mais dez”.

Qualquer pessoa motivada e incentivada produz mais, em qualquer profissão.

O Galo está pensando como será a vida em 2018. Com quem ficar e quem dispensar, desse time fracassado de 2017. Fosse eu treinador ou diretor com poder de decisão, ficaria com o Robinho. Dos veteranos, o único. Talvez também o Leonardo Silva, para ser um substituto de luxo, em jogos chaves, para um momento da partida exige alguém com a experiência e frieza dele. Para 90 minutos, com 38 anos, infelizmente, não dá mais!


Página 2 de 1.01212345...102030...Última »