Blog do Chico Maia

Acompanhe o Chico

Dica para o fim de semana III: Bienal Mineira do Livro, com lançamento do livro “Vencer, vencer, vencer”, hoje

A Bienal começou hoje e vai até o domingo da semana que vem, 22. Um evento sensacional, realizado pelo Grupo Asas, que retorna depois de seis anos. Toda a programação está aqui: https://bienalmineiradolivro.com.br/programacao/

Eu e o Alexandre Simões, da Itatiaia, teremos o prazer de bater um papo com o jornalista Fred Jota, sobre o livro “Vencer, vencer, vencer – a jornada do Clube Atlético Mineiro em 2021”, de autoria dele.

Um livro que conta em detalhes toda a caminhada do Galo em 2021, desde a montagem do elenco até a festa com as conquistas. Além dos textos sobre os títulos, Fred presenteia os atleticanos e amantes do futebol com estatísticas, fichas dos campeões e de todos os jogos, os destaques do elenco, as partidas mais importantes e tudo o que aconteceu na temporada, incluindo as despedidas dos ídolos Victor e Diego Tardelli.

É um livro completo para ler, reler e guardar para as próximas gerações se orgulharem de um time que entrou para a história.

As belas fotos são da experiente e competente fotógrafa esportiva Cristiane Mattos, que acompanhou a trajetória do time ao longo do ano.

A capa é do artista mineiro conhecido internacionalmente Eduardo Recife, que teve trabalhos publicados no New York Times e fez o cartaz oficial da Copa do Mundo de 2014, entre outras obras de destaque. (mais…)


Dica para o fim de semana II: diamantinenses Rafael Timão e Renan Veloso no Dinda´s Pub, no Prado

A dupla é boa demais e costuma tocar no Dinda´s na quarta-feira. Esta semana, será neste sábado.

Vale muito a pena.

Na Rua Oeste, 598 – Prado


Dica para o fim de semana I: Zé Ramalho em Fortuna de Minas

Fortuna de Minas é uma agradabilíssima cidade, menos de 5 mil habitantes, distante apenas 100 Km de Belo Horizonte, saindo pela BR-040/sentido Brasília, entrada pelo trevo de Sete Lagoas. Boas pousadas, ótimos bares e restaurantes. Vale passar o fim de semana.

Como bem definiu a Folha de Fortuna , no Facebook, “Vem aí o maior show que Fortuna de Minas já viu! @zeramalho na turnê show dos sucessos! Não perca o privilégio de assistir um dos maiores artistas do país na nossa cidade!”

#zeramalho #fortunademinas #fortunapark

Sem dúvida. E só mesmo um empreendedor arrojado como o Vitor Braga para nos brindar com um evento desses. Há 20 anos o Zé Ramalho não se apresenta em nossa. Atualmente, um dos shows mais concorridos do país, apresentando as músicas do último DVD com a banda Z.

Além do Zé Ramalho, mais duas atrações que todos da região gostamos:  a Banda Séculos (com a Manu Rosa) e Canto Livre, do Luciano, Andrea, Tavinho, com um convidado especial, o Maestro André (eleito pelo programa Luciano Huck como o melhor do país) e orquestra.

Uma noite imperdível. Informações e reservas pelos (31) 97154 7872 e 99916 2783.


Rafael Cabral supera as desconfianças até nos pênaltis e sela o fim da era Fábio. Cruzeiro classificado e mais R$ 3 milhões na conta

Grande jogo, com direito a suspense e emoções no brilhantismo dos goleiros., especialmente do Rafael Cabral

Típica partida dessas que se pode dizer “valeu o ingresso”. Alguém que não esteja por dentro do futebol brasileiro e visse o Clube do Remo esta noite e lá em Belém do primeiro jogo, imaginaria que trata-se de um time que ficou em terceiro no Campeonato Paraense de 2021 e pertence à Série C do Brasileiro?

Vitória simples do Cruzeiro e decisão nas penalidades. Edu bate primeiro e o goleiro Vinícius defende. Justamente ele, o artilheiro e grande nome da Raposa nessa temporada. E bateu muito bem, no canto esquerdo, rasteiro, quase rente ao poste, mas o “quase” foi a chance do ótimo goleiro que se esticou e defendeu. Na sequência o próprio Cruzeiro e o Remo tiveram a chance de matar a decisão, mas erraram. Numa dessas, Rafael Cabral defendeu outra e garantiu a classificação cruzeirense.

Bem definido pelo Héverton Guimarães, da Band: @hevertonfutebol “Rafael Cabral chegou e não se fala mais de Fábio desde então. Tomou conta do gol cruzeirense. Seguro, muito seguro!!”.

Não se sabe ainda quem será o próximo adversáerio, já que a CBF ainda não marcou a data do sorteio dos jogos das oitavas de final.

Vinícius, em foto de Samara Miranda/Remo


Com Independência lotado, Cruzeiro busca classificação sobre o Remo e mais R$ 3 milhões para seguir na Copa do Brasil

Foto: uol.com.br/esporte/futebol/ultimas-noticias

O Cruzeiro perdeu o jogo da ida por 2 x 1 e precisa vencer, hoje, 19h30, no Independência para embolsar mais R$ 3 milhões e prosseguir na Copa do Brasil. Terá estádio lotado, presença do Ronaldo e o time embalado pela melhor campanha até agora nos três anos de Série B do Brasileiro.

Remo não terá o atacante Rodrigo Pimpão 9jogou pelo Operário nesta Copa do Brasil) e o lateral-direito Ricardo Luz, machucado. Time é dirigido pelo ex-meia do Grêmio, nos anos 1980, Paulo Bonamigo.

Os prováveis times:

Cruzeiro

Rafael Cabral, Zé Ivaldo, Oliveira e Eduardo Brock; Geovane, Willian Oliveira, Adriano (Fernando Canesin) e Matheus; Jajá, Luvannor e Edu. Técnico: Paulo Pezzolano.

Remo

Vinícius, Kevem, Daniel Felipe, Marlon e Leonan; Anderson Uchôa, Paulinho Curuá e Albano (Erick Flores); Bruno Alves, Fernandinho e Brenner. Técnico: Bonamigo.

Arbitragem paulista com selo FIFA: Raphael Claus, assistido por Danilo Ricardo Simon Manis e Rodrigo Figueiredo Henrique Correa.

Transmissão: Amazon Prime Vídeo


O Atlético em discussão: teve erro de arbitragem sim, mas que está faltando futebol, está!

Pelas circunstâncias o empate em Bragança Paulista foi bom, mas entre a fala do técnico do Atlético (dizendo que o time melhorou) e a de torcedores mais lúcidos, fico com a do Renato Braga, que escreveu em minha página no Facebook:

“Time não ganha há 5 jogos… jogando mal. E o problema é a arbitragem! Agora cadê a imprensa para criticar decisões erradas desse treinador fraco? Pq o time não marca a saída de bola do adversário ,pq o meio campo está uma mãe para os outros times??? Time totalmente desligado,desconcentrado,nervoso,sem marcação! E aí focam na arbitragem!”


Disputa por duas vagas na primeira divisão mineira é a mais difícil das últimas décadas

Nosso Democrata Jacaré conseguiu um empate heroico em Uberaba ontem: 2 x 2 com o Zebu. Fará sua segunda partida em casa, neste domingo, 15h30, contra o Nacional de Muriaé, e precisa muito da torcida presente na Arena. O time tem boas perspectivas de conseguir uma das duas vagas do acesso à primeira divisão estadual, mas vai ser na garra, no empenho do grupo montado, e muito bem dirigido pelo Paulinho Guará. A concorrência é fortíssima, contra clubes adotados por empresários e políticos, que estão despejando dinheiro neles. Contrataram comissões técnicas e jogadores caros, enquanto o Democrata trabalha dentro do seu orçamento “conta do chá”, porém, sem atrasar salários, cumprindo rigorosamente com os seus compromissos.

Ilustrações: Globoesporte.com

Para que tenham ideia do nível de dificuldade do campeonato, o time empatou com o Betim (líder com 8 pontos), no campo deles, venceu o Varginha na Arena do Jacaré, perdeu para o Boa, fora de casa, e empatou com o Uberaba, também fora. E mesmo assim está na oitava posição, com 5 pontos, mesma pontuação do Tupynambás de Juiz de Fora, que está em quarto, além do Uberaba, Nacional e Luziense, também 5.

Ou seja, domingo, este jogo vale seis pontos, já que o Nacional é concorrente direto. Em casa, o Jacaré não pode perder pontos, e a torcida é fundamental para motivar e ajudar a empurrar o time.

Próxima rodada:

Só pedreiras


Mais um empate do Atlético, porém, hoje com participação da arbitragem, de muitas lambanças na partida

Foto: twitter.com/RedBullBraga

O técnico Mohamed disse que ficou satisfeito porque o time reagiu bem à derrota para o América e jogou com mais comprometimento neste empate com o Bragantino, lá. Mais ou menos isso, mas nem tanto. O primeiro tempo do Galo foi fraco e no segundo, realmente merecia vencer. Sem Hulk e com a arbitragem claramente com má vontade, a ponto de influenciar no placar, é preciso valorizar o empate desta noite.

Até os analistas da imprensa fora de Minas estão dizendo que a campanha sacana e mentirosa para jogar os árbitros contra o Atlético está surtindo efeito. Na dúvida, a cambada que conduziu a partida marcava contra o Galo. Quando o time está afiado, isso passa batido, mas quando a bola está a conta do chá ou nem isso, caso atual, aí dana tudo.

O miolo de zaga continua vacilando e o gol saiu ali, na falta de marcação, posicionamento errado. De novo, sem Mariano, é como se jogasse com um a menos, já que Guga é fraco demais. Nacho tem sido o melhor do time e mais uma vez, fez um belo gol, que contou com a ajuda do goleiro Cleiton. Barreira mal feita e ficou atrás dela, abrindo um canto inteiro para o argentino chutar.

Mas, a arbitragem foi mais assunto que o futebol praticado pelos dois times. Henrique André, da Itatiaia, escreveu:

@ohenriqueandre “Só não entendi porque o árbitro estava analisando o toque, se já havia observado o impedimento.”

Cândido Henrique, de O Tempo:

@candidoh “Tá muito clara qual a orientação da arbitragem.”

Fernando Martins

@martinsymiguel: “Árbitro e VAR marcam a única coisa que não houve no lance, que foi o impedimento. O ataque do Hurtado à bola habilita o Arana. Atlético prejudicado em Bragança Paulista.”

Héverton Guimarães, da Band:

@hevertonfutebol “Atlético prejudicado pela interpretação arbitragem no lance do penal anulado. Houve desvio e a ação aponta pra desconsiderar o impedimento de Arana. Pq o árbitro seguiu observando o lance no VAR se deu impedimento? Não entendi. Em tempo: Atlético não ganha duelos individuais.”

Fred Ribeiro, do Globoesporte.com

@fredfrm “Lance bem confuso e com dúvidas. O gestual do árbitro foi impedimento de Arana. Mas, então, qual o motivo para ele rever o toque do Ortiz? No replay, Hurtado eleva a perna em direção da bola, o que anularia o impedimento. Agora é ver o áudio a ser liberado pela CBF #trnabi

Murilo Rocha, da Band News FM

@EuMuriloRocha: “O VAR é completamente imprevisível. A única coisa que funciona é a Janete Mara Arcanjo. Geralmente, a avaliação dela do lance é o que será marcado ao contrário.”

Nacho comemora mais um gol


Pressão pra todo lado no Bragantino x Atlético, daqui a pouco. Na seleção de Tite, Arana e só mais um, em ação no Brasil

Não convocar Hulk é uma burrice tremenda do técnico da seleção e dos dirigentes que palpitam nessas convocações, mas para a torcida do Atlético, ótimo, já que não perde o seu artilheiro no Brasileiro. Já sofre desfalque absurdo pela convocação do Arana, para estes amistosos de datas FIFA, que pouco ou nada acrescentam. Na lista, que atuam no Brasil, só o lateral esquerdo do Galo e Danilo, do Palmeiras.

Arte: Globoesporte.com

Importante mesmo é o jogo desta noite, 20h30, em Bragança, contra o Bragantino, osso duro de roer.

Pressão da torcida sobre o técnico Mohamed, sobre a diretoria e sobre os jogadores para que o time volte a vencer e convencer.

Curiosidade total sobre o comportamento do Turco, dentro e fora das quatro linhas. Quando esteve pressionado assim, ano passado, Cuca pediu 10 dias para ajeitar as coisas. Conseguiu em quase 30 e o time deslanchou. Acertou a escalação inicial correta, a fórmula tática para cada jogo e terminou a temporada bem demais. Só faltou a Libertadores. Grudou até nas tradicionais crendices dele, medalhinha de Nossa Senhora Aparecida, principalmente, mas deu tudo certo. Vamos ver o que o comandante argentino arruma.


Com dois belos gols, sem dificuldades, América vence novamente o CSA e segue na Copa do Brasil

O Thiago Reis, que acompanha de muito perto o América, destacou virtudes do time sob o comando do Wagner Mancini:

“@thiagoreisbh

Incrível a maturidade que o Mancini trouxe ao jogo do @AmericaMG

Antes o time igualava a preguiça do adversário. Hoje contra um time mais fraco como o CSA, América consegue controlar a partida totalmente. Quando o adversário é melhor, ele ganha na disposição, tipo o fds!”
O Thiago Prata contou no Hoje em Dia, como foi a vitória do Coelhão:

“América volta a vencer o CSA e se classifica às oitavas de final da Copa do Brasil”

Thiago Prata – @ThiagoPrata7

Sem sustos e promovendo mudanças em sua equipe titular, como o retorno de Marlon na ala esquerda e o ingresso de Cáceres na lateral direita, o América venceu o CSA por 2 a 0, com gols de Índio Ramírez e Rodriguinho, no Independência, nesta terça-feira (10), pela partida de volta da terceira fase da Copa do Brasil, e avançou às oitavas de final. O Coelho já havia ganhado o duelo de ida por 3 a 0, em Maceió.

Além da vaga na próxima etapa do torneio, o Alviverde garantiu mais R$ 3 milhões aos seus cofres, por conta da classificação.

Agora, o time comandado pelo técnico Vagner Mancini passa a pensar no Campeonato Brasileiro. Neste domingo (15), às 17h30, o América visita o Coritiba, no Couto Pereira. Atualmente, o Coelho ocupa o quarto lugar da competição por pontos corridos, com nove pontos.

O jogo

O América demorou apenas três minutos para abrir o placar e aumentar sua vantagem contra o CSA. Índio Ramírez arriscou da entrada da área e contou com um desvio da defesa adversária para mandar a bola no ângulo direito do goleiro Marcelo Carné.

O time mineiro chegou a estufar as redes ainda na etapa inicial com Felipe Azevedo. No entanto, a arbitragem assinalou falta de Conti em cima de Lucas Marques no lance e anulou o gol.

A vantagem foi ampliada no segundo tempo, com Rodriguinho anotando um golaço, aos 38 minutos. E olha que poderia ter sido mais, já que o Alviverde criou outras boas oportunidades. No placar agregado: 5 a 0. Classificação incontestável.

FICHA TÉCNICA

AMÉRICA 2 X 0 CSA

América
Jailson, Cáceres, Maidana, Conti e Marlon; Lucas Kal, Juninho Valoura (Rodriguinho) e Índio Ramírez (Arthur); Gustavo (Kawê), Felipe Azevedo (Pedrinho) e Henrique Almeida (Aloísio)
Técnico: Vagner Mancini

CSA

Marcelo Carné; Lucas Marques, Werley, Douglas Nascimento (Igor) e Ernandes (Marcel); Giva (Yann Rolim), Gabriel e Felipe Augusto (Diego Renan); Osvaldo (Luiz Henrique), Dalberto e Bruno Mezenga
Técnico: Mozart

Motivo: jogo de volta da terceira fase da Copa do Brasil
Data: 10 de maio de 2022 (terça-feira)
Local: Independência
Cidade: Belo Horizonte
Arbitragem: Rafael Traci, auxiliado por Henrique Neu Ribeiro e Jonny Barros de Oliveira, todos catarinenses
Cartões amarelos: Rodriguinho (América); Douglas Nascimento, Bruno Mezenga e Igor (CSA)
Gols: Índio Ramírez aos 3 minutos do primeiro tempo; Rodriguinho aos 38 do segundo tempo.


Página 2 de 1.25812345...102030...Última »