Warning: "continue" targeting switch is equivalent to "break". Did you mean to use "continue 2"? in /home/blog/www/wordpress/wp-includes/pomo/plural-forms.php on line 210
Blog do Chico Maia | O seu espaço interativo | Página28

Blog do Chico Maia

Acompanhe o Chico

Quatro treinadores uruguaios já foram campeões com o Atlético em Minas. Sampaoli poderá ser o primeiro argentino

Em imagem da TV Galo, Walter Oliveira, entre Éder e Belmiro, foi o xerife da zaga do Atlético, até 1984. Em 1985 foi campeão mineiro como treinador. Em 2019 visitou o Atlético, no hotel em Montevidéu, antes do jogo contra o Nacional pela Libertadores da América.

Tudo bem que o “jogo é jogado, lambari é pescado” e toda a arrogância será castigada”, mas de sã consciência, em “condições normais de temperatura e pressão” é difícil imaginar o Tombense campeão em cima do Galo, mesmo tendo a vantagem dos empates. Pelo menos se um dos jogos fosse em Tombos, as chances seriam maiores, mas no Mineirão e Independência, complicado demais para o time comandado pelo Eugênio Souza. Mesmo sem a torcida alvinegra fungando cangote do adversário. Há de ser considerado que o Tombense é um clube bem organizado, tem bons jogadores e é tutelado por um dos empresários mais poderosos do futebol brasileiro, que é o Eduardo Uran. Mas, as zebras andam cada dia mais escassas no futebol.

Também vale lembrar que o técnico Eugênio é dos melhores do interior mineiro. Foi um bom zagueiro do Cruzeiro nos anos 1980. Jogou no time que quebrou a sequência de seis títulos estaduais seguidos do Galo, em 1984. Na batalha das estratégias ele vai enfrentar o argentino Jorge Sampaoli.

Cruzeiro em 1984, em dia de clássico contra o Atlético. A partir da esquerda, Ailton, Eugênio, Ademar, Joãozinho, Douglas e Vitor; Quirino, Eduardo Lobinho, Tostão II, Carlos Alberto Seixas e Luiz Cosme.

Alexandre Simões (Hoje em Dia), o jornalista que mais valoriza a história do nosso futebol, buscou nos arquivos dele o histórico dos técnicos que já conquistaram o título mineiro. Só uruguaios até hoje. Confira:

* “Jorge Sampaoli busca lugar na lista dos treinadores estrangeiros campeões mineiros pelo Atlético”

@oalexsimoes

A decisão do Campeonato Mineiro entre Atlético e Tombense começa nesta quarta-feira (26), às 21h30, no Mineirão, com os dois treinadores buscando fazer história coletiva e individualmente. E isso transforma o argentino Jorge Sampaoli e o mineiro Eugênio Souza em personagens da final do Módulo I.

Na Era Mineirão, apenas dois técnicos estrangeiros venceram o Estadual, ambos pelo Galo. A última vez foi em 1999, com o time do uruguaio Darío Pereyra superando o América na final. Antes, o ex-zagueiro Olivera tinha levantado a taça em 1985, em cima do Cruzeiro, logo depois de abandonar a carreira de atleta.

Antes, nos anos 1940 e 1950, o Atlético já tinha vencido o Estadual sob a direção de gringos. Félix Magno comandou o time no bicampeonato de 1946 e 1947. Ricardo Díez, o maior treinador estrangeiro da história alvinegra, ganhou o Estadual em 1950, 1954 e 1955. Os dois eram uruguaios.

Não é só a escrita dos gringos campeões mineiros que Sampaoli pode quebrar. Depois de assumir o Atlético apenas na nona rodada da fase classificatória, o argentino pode fazer com que o Estadual seja vencido por um clube que trocou de comando durante a competição depois de 16 anos.

Desde 2004, quando Paulo César Gusmão assumiu a vaga de Vanderlei Luxemburgo no Cruzeiro, o campeão mineiro não tinha troca de treinador durante a campanha. (mais…)


A glândula pituitária de Messi, os movimentos “fora Bartomeu”, “fica Cazares” e “fora Cazares”!

Carlos Drummond de Andrade disse em “Confidência do Itabirano”, sobre a terra natal dele: “… Tive ouro, tive gado, tive fazendas. Hoje sou funcionário público.
Itabira é apenas uma fotografia na parede.
Mas como dói!”.

Esta foto do Cazares deixando o Egídio deitado me faz lembrar este trecho da poesia. Aliás, o autor da foto, Denis Dias, está à disposição de quem quiser ter um quadro como este, que o próprio Cazares encomendou e pôs na sala do apartamento dele. Só entrar em contato por meio do denispd05@gmail.com

*** 

O título do post faz lembrar o “Samba do crioulo doido”, do Sérgio Porto “Stanislaw Ponte Preta”, mas não é. Apenas pra lembrar que nenhum jogador de futebol, por melhor, mais famoso e mais importante que seja, é ou será mais importante que o clube. Um clube se torna gigante graças a seus jogadores. Quanto melhores, mais ajudarão nessa grandeza, porém, o futebol é coletivo. E sem o clube o jogador não existiria. Trata-se de uma via de mão dupla, de gratidão recíproca. Ninguém faz nada sozinho e as pessoas passam. O clube fica e a história continua.

O apelo e pressão populares para que Lionel Messi fique no Barcelona são tão fortes que o presidente do clube está quase caindo e desmentiu ontem que vá renunciar ao cargo.

Aqui, desde a contusão do Nathan, muitos atleticanos têm feito apelos para que o Atlético reincorpore o Cazares. Mas uma quantidade maior, pelo menos que me chega e com quem converso, quer ver o meia longe do Galo. Já escrevi aqui, há bastante tempo, que jogadores como Cazares se equivalem a um estepe com vazamento. Quando você mais precisa dele, te deixa na mão. Um craque, mas nada profissional. Inconfiável, testado e reprovado por vários treinadores e dirigentes, nos requisitos básicos para servir a um clube que almeja grandes conquistas. Mas, algumas jogadas e gols inesquecíveis, iludem até hoje a alvinegros mais apaixonados, que sonham que o equatoriano tenha conserto. Que ele seja feliz em qualquer outro clube, em qualquer outra cidade!

Nada a ver com Messi, fantástico dentro e fora de campo. Mas até ele, deve gratidão ao Barcelona, numa história muito bem lembrada pelo jornalista mexicano Pepe Del Bosque, que foi retwittado pelo colega gaúcho Gustavo Fogaça Guffo: @PepedelBosque “Messi es el mejor jugador en la historia del Barça, sin discusión. Pero Messi no sería lo que es sin el Barça. Cuando Newell’s no podía pagar (y River no quiso) el tratamiento de la Glándula Pituitaria, apareció Rexach. Esta Directiva patética no es el Barça, es solo una parte.”

Para saber mais sobre esta glândula, e o grave problema de saúde que atacava o Messi quando criança, recorri a endereços sérios do Google, que dão detalhes: “… é dividida em duas partes: a anterior e a posterior, cada uma com funções diferentes. A maioria dos tumores da hipófise se inicia na parte anterior da glândula pituitária. Ela produz vários hormônios que controlam outras glândulas endócrinas. Hormônio do Crescimento

http://www.oncoguia.org.br/conteudo/a-glandula-pituitaria/3977/564/

“Hipófise (pituitária)”

A hipófise é conhecida como “glândula mestre”, por ser  responsável pelo funcionamento de outras glândulas do corpo.  (mais…)


Vitória épica do América e classificação sem precisar dos pênaltis na Copa do Brasil

O time jogou bem o tempo todo, com destaque para o segundo tempo. Pressionou a Ferroviária de Araraquara de todas as formas, de todos os lados, mas a bola não entrava, as finalizações davam certo. E quando parecia que a decisão seria nos pênaltis, Rodolfo fez a torcida explodir de alegria, marcando o gol da vitória aos 49 minutos. Em Araraquara o placar foi 0 a 0.

Vinicius Grissi, da 98 FM, comentou: @ViniciusGrissi “Belo gol do América. Construiu invertendo de um lado pro outro até achar o espaço mesmo nos acréscimos do segundo tempo. Em nenhum momento atacou de qualquer jeito. Vitória justa, superando seus próprios erros e os da arbitragem também.

Em tempo: Rodolfo foi um enorme achado do América. Centroavante de mobilidade, velocidade e muito faro de gol. 17 jogos, 8 gols e 3 assistências em 2020.”

Thiago Nogueira, d’O Tempo, lembrou que está sendo a melhor performance do Coelho na história da competição:

@thiagonoggueira “Com exceção de 2018, quando entrou direito nas oitavas de final por causa do título da Série B, em 2017, está é a 1ª vez que o América consegue chegar até a 4ª fase da Copa do Brasil no atual formato do torneio. Coelhão nunca tinha passado de tantas fases até a edição deste ano.”

No fim, a torcida AVACOELHADA desabafou contra quem ela achava que estava “secando” o time @Avacoelhada: “Fim de jogo: América-MG 1 x 0 Ferroviária-SP. Rodolfo. Coelhão avacoelhando geral classificado para a próxima fase. Jaime Júnior e Henrique torceram muito, mas ficaram sem ver a decisão em cobrança de pênaltis.”


Que Guilherme seja utilíssimo ao América e faça os incrédulos queimarem a língua

Guilherme foi apresentado oficialmente hoje pelo diretor Paulo Bracks – Foto: Mourão Panda/América

Depois de longa negociação o América fechou com Guilherme e o apresentou no CT Lanna Drumond. A conversa esfriou e voltou a esquentar depois da derrota para o Cuiabá, no Independência. Certamente a diretoria estava na dúvida se contratava ou não por causa de tantos “cornetas” buzinando contra na cabeça. Afinal, o meia-atacante já jogou nos dois rivais da cidade e não deixou tanta saudade. Nem tanto por falta de futebol, que ele tem, mas de falta de efetividade. Machuca muito, entra em campo desligado, demora se ligar ou nem liga e assim ia até acabar o contrato. Com a camisa do Galo ele fez aquele gol em 2013, aos 50 minutos do segundo tempo, contra o Newll’s Old Boys, que levou o jogo para os pênaltis e colocou o time na final da Libertadores. Disso todo atleticano tem saudade e ele justificou o investimento feito, sete anos atrás, quando ele estava com 24 anos de idade. Aliás, o site da revista Trivella, listou este gol como um dos momentos mais importantes de toda a Libertadores daquele ano e vale a pena ler de novo. ** https://trivela.com.br/dez-momentos-marcantes-da-copa-libertadores-2013/

* “Guilherme é apresentado e comemora a oportunidade de atuar pelo América”

  • Estevão Germano

Na tarde desta segunda-feira, o meia Guilherme foi apresentado no CT Lanna Drumond. Anunciado pelo América no último sábado, o experiente atleta vestiu o manto do Coelhão antes do treinamento e concedeu sua primeira entrevista à TV Coelho. Feliz com a concretização da vinda para o América, Guilherme respondeu às perguntas enviadas pela imprensa à assessoria de comunicação do Clube.

Multicampeão e marcado por ser um jogador técnico, Guilherme poderá fortalecer o setor de criação ofensiva do América. O meia também buscará seu primeiro acesso à Série A na carreira. Ele fez seu primeiro treino no CT Lanna Drumond no domingo e já se adaptando ao padrão de jogo da equipe americana. (mais…)


Derrota e empate esquentam debate sobre a situação do Cruzeiro na Série B

O Amaury Alkimim, participante tradicional do blog, escreveu ontem após o jogo ruim e empate do Cruzeiro em Aracaju contra o Confiança: “… meu Cruzeiro não sobe! Com esses jogadores e técnico mediano, sem nenhuma criatividade (um Manno piorado) não tem como. Com 4 meses de treinamentos e jogos ele não conseguiu montar um time. O meio de campo inexiste. Que vexame! O próximo jogo é contra o Ameriquinha que, via de regra, não ganha do Atlético e não perde para o Cruzeiro. Nosso presidente é bom de papo, gogó, mas estou com os pés no chão. Nosso time é fraquíssimo. Outra coisa, que lateral esquerdo horroroso!

O também cruzeirense Rodrigo Pablo discorda e questionou essas cobranças ao técnico Enderson Moreira. Considera exageradas, e pediu ao Lélio Gustavo para comentar na Rádio Super 91,7: @rodrigopablo27Ei @LelioMetralha . Comenta aí? Nenhum outro time caiu como o Cruzeiro “foi assaltado ano passado” e teve a cota reduzida esse ano, fora que de 15 pontos disputados ganhou 10; sem querer passar pano. Será que não está muito cedo para torcida questionar tanto o trabalho do Enderson?”

O Lélio comentou: @LelioMetralhaEu falei justamente isso.. muito cedo pra se desesperar”.

No que concordo com ambos.

Aí entrou o Dr. Stefano Venuto Barbosa e contestou: @StefanoVBComo ninguém vê a série B mesmo, vou informar que o Cruzeiro sofreu uma pressão pesada do Confiança, confiança gente! Como o trabalho pode ser bom?”

Pois é, mas o Enderson está tirando água em pedra, já que o elenco que tem é este e não há nenhum mecenas azul disposto a colocar mais dinheiro na contratação de jogadores. Sábado tem clássico contra o América, que por sua vez, também está precisando se firmar na competição. Um jogo que promete.


As perspectivas do Galo com Jorge Sampaoli neste Brasileiro

Assim como quase todo atleticano fiquei muito irritado com o jogo de ontem, o pior do Atlético sob o comando do Sampaoli. Mas longe de mim qualquer pessimismo em relação ao trabalho que está apenas começando ou quanto às possibilidades do time neste Brasileiro. Trata-se do melhor técnico que o Galo contratou, depois da “Era Cuca”. Ele é da prateleira de cima, dos melhores do futebol mundial. Mas a cobrança por resultados é imediata, proporcional ao perfil dele e ao prestígio de que desfruta. Está iniciando o trabalho, fazendo testes dos mais variados possíveis, na escalação e táticos, jogo a jogo, com carências no elenco em várias posições. Falta um criador no meio e um comandante de ataque. Para furar bloqueios como o do Botafogo, por exemplo, só com alguma assistência genial ou um gol com a ação do “Sobrenatural de Almeida”, só possíveis, quando há jogadores em campo, nessas posições, acima da média.

Também na lateral direita ele tem problema. Guga é fraco e ainda não se sabe como o Mariano retornou do futebol turco, já que ainda está em recuperação física. Na esquerda, Arana é excelente, mas não tem um reserva à altura.

Sampaoli cobra reforços semanalmente. Alexandre Mattos é um diretor de futebol competente e bem relacionado, corre atrás para atendê-lo. O temperamento do treinador é difícil e ao contrário de seus colegas brasileiros, não dá a mínima para o que a imprensa, dirigentes ou torcedores falam ou pensam sobre ele. Sampaoli deixa claro isso no livro dele, publicado no Chile, em 2015, durante a Copa América daquele ano. O titulo da obra (foto que ilustra este post) já diz tudo: “No escucho y sigo” (Eu não escuto e eu vou em frente).

Que os atleticanos mais apaixonados tenham consciência disso e não caiam nessa, de “teorias conspiratórias”, de que o comentarista fulano ou beltrano está criticando o argentino para “desestabilizar” o trabalho dele e prejudicar o Atlético. Se ele tiver que chutar o balde e “cascar fora” quando lhe der na telha, não precisa de nenhum argumento infantil desse tipo.

Concordo com o que escreveu o jornalista Martins y Miguel, retwittado pelo Custodio Pereira Neto, da Cariogalo, depois do jogo horroroso contra o Inter: @CustodioTodinho “Eu diria que o desafio é Sampaoli começar e terminar 2021, o que apenas Cuca conseguiu nos últimos 30 anos. Isso mostrará que, FINALMENTE, entendeu-se a lógica do futebol, como diria Jürgen Kloop: – Esteja certo sobre o cara que você está contratando e dê a ele (reforços e) tempo twitter.com/martinsymiguel…”.

Nessa mesma toada, concordo também com o que escreveu o Dr. Lásaro Cândido da Cunha, vice-presidente do Galo, sobre a grita geral alvinegra por um “10”: @lasaroccunha “Desculpe-me a franqueza: em 112 anos tivemos um camisa 10 clássico e espetacular (R10-R49).Tivemos outros ótimos, mas não propriamente um “10”. No modelo de jogo proposto, há q se ter calma e tempo. Ontem foi doído, mas ruim mesmo foi o resultado de 4a feira. Vida q segue..GALO!”.

Sampaoli corre atrás de uma uma solução. Descobriu o lugar certo do Nathan jogar, e estava dando certo. Um jogador que muitos atleticanos (eu inclusive), achava que deveria ter sido incluido na mesma barca de dispensas do Di Santo, Ricardo Oliveira e etecetera. Mas Nathan se machucou e agora o Galo busca outras opções. Treinadores acima da média conseguem encontrar, caso do Sampaoli, e com o dinheiro que o Rubens Menin está colocando, já já encontrarão o nome certo.


Melhor jogador de futebol do mundo, hoje. Façamos nossas apostas

Imagem: Globoesporte.com

Na votação da equipe da ESPN, o polonês Lewandowski é melhor e Neymar fica em terceiro lugar, mesmo se vencer a Champions, hoje,a partir das 16 horas. Outros craques estão no páreo como Mbappé,  Messi, Cristiano Ronaldo, De Bruyne, estes, mesmo fora da final. Eu votaria no Lewandowski.

E você?

Vejo os palpites da ESPN, inclusive do nosso conterrâneo Mário Marra, um dos melhores comentaristas do país:

* “Comentaristas da ESPN analisaram e escolheram os melhores do mundo na atual temporada”

https://www.espn.com.br/video/clipe/_/id/7329444


Atlético de hoje fez lembrar o do Dudamel, do Rodrigo Santana, Thiago Larghi…

Foto: Pedro Souza/Agência Galo

Até as desculpas esfarrapadas depois da derrota foram semelhantes. O atual treinador disse que o time é “muito novo”. A diferença é que as comissões técnicas desses antecessores do Sampaoli custavam uma merreca em relação à atual.

Jogo feio, dos dois times, ao contrário dos sorrisos e abraços dos dois treinadores, argentinos, que se confraternizaram efusivamente à beira do gramado antes da bola rolar . . .

. . . como mostra essa foto do Globoesporte.com. Fiquei absolutamente frustrado ao ver uma partida parecida com jogo de “compadres”, como se o empate fosse bom para ambos, ou que a derrota não representasse nada de ruim para um dos dois. Assim como contra o Botafogo, o Atlético teve mais posse de bola, mas isso não vale nada, quando a bola não entra no gol adversário. Além do mais, contra os cariocas, o goleiro do outro lado teve que trabalhar demais, e contra o Inter, nada disso.

Os gaúchos fizeram 1 a 0 numa displicência inadmissível da defesa atleticana, aos 9 minutos. Pensei que o Galo fosse para cima, na forma camicase de jogar do Sampaoli, mas, nem isso. Continuou com mais posse de bola, sem agredir efetivamente, sem levar perigo ao Internacional, que por sua vez, passou a respeitar demais o Galo e também não se arriscava muito ao ataque. Placar mínimo, para futebol de ambos abaixo disso.

Do outro lado do mundo, já com o sol ao alto, a

Galo Australia definiu de forma irônica, com precisão: @GaloAustralia “Juiz deu amarelo pro Sampaolli e na linguagem labial ali eu entendi que o motivo foi pela escalação do Hyoran”.

Mas, o Atlético de hoje foi todo de “Hyorans”.


Ufa! América finalmente vence em casa, e de virada

E não foi fácil. Enfrentando o Oeste/SP, um candidato ao rebaixamento, pressionado por três jogos sem vencer, começou tomando gol dos 21 minutos. Empatou aos 29, gol do Rodolfo e só virou aos 43 do segundo tempo, quando muita gente achava que seria uma nova frustração dentro do Independência. Toscano, que acabara de entrar, marcou em cobrança de falta, fazendo a alegria da torcida americana. Chegou aos oito pontos e entrou para o grupo dos quatro primeiros, mas amanhã, com o complemento da rodada, poderá perder essa condição.

Não foi um grande jogo nem uma grande partida do Coelho, mas como disse o técnico Lisca depois do jogo: “venceu”. E isso levanta o astral, espanta qualquer indício de crise e da ânimo para a sequência. Não há nada fácil para nenhum dos concorrentes.


Deu no rádio: Serra do Cipó está reaberta aos visitantes. Ô vontade!

Desde hoje bem cedo, por volta das 6h50, estava querendo dar essa dica aqui. Ouvi no “Jornal da Itatiaia” que a partir deste fim de semana as pousadas, hotéis, bares e restaurantes da Serra do Cipó (Cardeal Mota), em Santana do Riacho, estão recebendo novamente, de braços abertos, os visitantes.

Ouvi inclusive uma entrevista do prefeito André Ferreira Torres, fazendo o convite, com a recomendação de que não viaje sem antes reservar a hospedagem, já que todas têm número limitados de apartamentos, em cumprimento às normas das autoridades sanitárias. Muitos atrativos ainda não estão liberados, mas com este friozinho, só de ver as cachoeiras, de longe, já está bom demais. E lugar pra correr, caminhar e contemplar não falta. Além, óbvio da receptividade espetacular das pessoas e as comidas e bebidas da melhor qualidade.

Pena que neste fim de semana eu não posso. Tanto serviço que só agora tive tempo para escrever o que eu gostaria de ter escrito aqui pela manhã. Mas fica a sugestão.

Vá curtir este que um dos mais belos e agradáveis lugares que conheço no mundo. E tão perto! A apenas uma hora e alguns minutos da Capital da nossa Minas Gerais!

Só entrar no Google e escolher uma das ótimas pousadas. Indico sempre a Chão da Serra, do Taquinho e Graça . . .

… este casal queridíssimo do lugar. Se lá já estiver lotado eles e a equipe da pousada terão o maior prazer em indicar outras, de acordo com a preferência do cliente.

Só ligar 31 3718 7040 ou acessar www.chaodaserra.com.br

Passei pela Serra no início da pandemia e até o Juquinha já estava se cuidando, usando máscara.


Página 28 de 1.184« Primeira...1020...2627282930...405060...Última »