Blog do Chico Maia

Acompanhe o Chico

  Cazares: prós e contras. Deve ir ou deve ficar? Opine

Drible antológico no lateral Egídio, em foto de Denis Dias, transformada em “quadro” pelo Cazares e postada pelo jogador no twitter.com/juanicazares  
Já escrevi várias vezes o que penso do equatoriano. Um craque, mas inconfiável, já que nunca o treinador terá certeza se poderá contar com ele ou não no próximo jogo. Por outro lado o Atlético não tem grana para buscar um substituto e talvez seja bem mais interessante chamá-lo para uma conversa franca e tentar mais uma vez. Vale um novo investimento. Melhor aumentar consideravelmente o salário dele do que ficar com outros que ganham muito e não rendem nada, como Bolt e Ricardo Oliveira, por exemplo. Dinheiro é a fórmula para “motivar” e “disciplinar” a maioria dos jogadores de futebol.

Gostei demais da opinião do Mário Marra, bem mais ponderado que eu nos comentários dele. Confira a argumentação apresentada pelo Marra no blog dele, no portal Uai:

* “Com ou sem Cazares?”

POR MÁRIO MARRA EM 24 DE JANEIRO DE 2020

As impressões iniciais que os estaduais trazem e trarão não devem ser tratadas com ares alarmantes e nem eufóricos. São impressões iniciais. Os primeiros jogos servem muito mais para assimilação de ideias e ganho de confiança para passos mais importantes.

O momento também envolve montagem de elenco. Rafael Dudamel já recebeu alguns reforços e o noticiário ainda trata de possíveis chegadas e da partida do meia Cazares. O equatoriano sempre passou a sensação de que pode mais, e, mesmo não conseguindo mostrar todo o potencial que tem, foi quase sempre o titular e grande responsável por algum sopro ou outro de talento e inventividade no setor ofensivo. Se não foi maravilhoso o desempenho com ele, é preciso pensar que sem ele pode ser pior.

É possível imaginar Hyoran na função de meia central. O treinador pode também optar por uma formação de meio diferente e até mesmo a solução pode estar com Bruninho ou com Borrero, mas Dudamel deixou claro que conta com um substituto de peso para uma eventual saída do meia.

A produção de Cazares com a camisa do Atlético não foi regular. Diego Aguirre chegou a abrir mão do jogador, já Roger Machado viu o seu meia brilhar e fazer a melhor campanha da Libertadores.

Cazares talvez não tenha tido a maturidade necessária para ser o que parecia que ele seria. O inegável talento não foi o suficiente para que ele permanecesse como titular na seleção de seu país e nem para que uma bela proposta de transferência internacional chegasse ao Atlético.

Mudando a ótica, vale sempre lembrar que Cazares é jogador do Atlético desde 2016 e mesmo com quatro anos de casa, o Galo também não foi competente para extrair o que ele tem de melhor e não conseguiu até hoje achar um outro meia para ao menos fazer sombra para ele.

É no colo de Dudamel que a bomba vai cair. Será ele o técnico que vai convencer Cazares a ficar e a render ou será ele o treinador que vai achar soluções que seus antecessores não conseguiram.

https://bolaprafrente.uai.com.br/2020/01/24/com-ou-sem-cazares/


Pelo andar da carruagem o Atlético está é procurando substituto para o Cazares

Foto: twitter.com/juanicazares

Já acertou a vida dele para ganhar mais no exterior, faltando um detalhe ou outro para o acerto com o Atlético. A questão é quem será o sucessor já que o time não tem ninguém que resolva o problema da posição. Aliás, na posição dele, no ataque e laterais. Sem jogadores à altura nestes lugares o técnico Dudamel terá apenas um time “guerreiro” em campo, para fazer uma campanha  razoável no campeonato brasileiro.


Na arrancada do Mineiro, o América ficou devendo, salvo aos 49 do segundo tempo

O América teve ótimo desempenho no fim da temporada de 2019, manteve a comissão técnica, a base do time e se reforçou. Começou mais cedo a temporada 2020 e criou uma expectativa de que teria o melhor início de campeonato entre todos no Mineiro. Mas não foi isso que se viu no Independência, no sofrido empate com a Caldense, num gol salvador aos 49 do segundo tempo. Saiu na frente, aos 29 (Rodolfo, de pênalti) minutos de jogo, tomou o empate aos 43 (Lucas Veloso), levou a virada aos 34 (Mandi) e quando tudo parecia perdido, Geovane empatou aos 49. Menos mal. Os erros da defesa foram o destaque do jogo.

O Coelho volta a campo sábado, 16 horas, em Nova Lima, contra o Villa Nova.


Quarta feliz do Cruzeiro: estreia tranquila em campo e ação da justiça na apuração de crimes contra o clube

À tarde a manchete do portal O Tempo deu uma rara alegria aos cruzeirenses nos últimos meses: “Justiça quebra sigilo bancário de ex-diretores do Cruzeiro e mira jogadores – Entre os que terão as contas vasculhadas estão Itair Machado, Sérgio Nonato, Wagner Pires e Zezé Perrella; atletas e empresários teriam feito ‘rachadinhas’ com ex-dirigentes”.

https://www.otempo.com.br/superfc/cruzeiro/justica-quebra-sigilo-bancario-de-ex-diretores-do-cruzeiro-e-mira-jogadores-1.2287623

Quem sabe o futebol brasileiro toma um novo rumo em termos de transparência e fiscalização das contas a partir de agora? A maioria dos clubes e entidades desportivas do país é gerida do jeito que o Cruzeiro era, mas a bomba só explode quando há guerras das facções internas, como ocorreu na Raposa e a situação foge do controle.

À noite uma estreia tranquila no campeonato mineiro do time formado pela maioria da base, com alguns jogadores chamando a atenção de forma especial, como destacaram companheiros da imprensa que estiveram no Mineirão:

Samuel Venâncio™ – @samuelvenancio, da Itatiaia:

“Adriano deu 40 passes no jogo – 39 certos. Qual o que ele errou? Tentei lembrar aqui e não consegui. Garoto fez o primeiro jogo no profissional do Cruzeiro. Chegou em agosto de 2018, vindo do Resende/RJ. Tem 20 anos.”

Adroaldo Leal – @AdroaldoLeal, 98FM:

“O atacante Welinton (Torrão), autor do segundo gol, mostrou o que o torcedor espera de um velocista. Além da velocidade, é claro, o jogador teve a calma e técnica para finalizar…”

O Luciano Dias, do Hoje em Dia, escreveu:

@jornlucianodias: “Muitos torcedores do Cruzeiro que compareceram ao Mineirão, não conheciam nomes como Adriano, Alexandre Jesus e Thiago. Os três garotos, todos com 18 anos, estrearam no time principal celeste e, ao lado de vários outros jovens, ajudaram a Raposa na vitória sobre o Boa Esporte, por 1 a 0, na primeira partida do Campeonato Mineiro. A média de idade dos titulares do Cruzeiro contra a equipe de Varginha foi de 22 anos. O goleiro Fábio, o lateral-direito Edilson, o zagueiro Léo e o meia Rodriguinho, todos com mais de 30 anos, deram o toque de experiência em um time formado, em sua maioria, por garotos recém-promovidos das categorias de base…”

Realmente um time bem diferente daquele cheio de medalhões do ano passado: Fábio, Edilson, Leo, Cacá e Rafael Santos; Jadsom (Edu) e Adriano; Maurício, Rodriguinho (Welinton) e Alexandre Jesus; Thiago (Judivan).

Gols de Thiago, aos 18 minutos do primeiro tempo e Welinton, aos 41 do segundo. Próximo jogo, sábado, 19h30, contra o Tombense, em Tombos.

No twitter oficial do Cruzeiro uma criativa e justa homenagem à Salomé, torcedora símbolo, que infelizmente nos deixou ano passado.


Mesmo em ritmo de treino o Atlético mostrou muita coisa interessante na vitória sobre o Uberlândia

Fotos: Bruno Cantini/Atlético

Como bem disse o Victor Martins o “Atlético em ritmo de jogo-treino. A diferença é que não podia trocar os 11 no intervalo…” Mas valeu a pena grudar na TV nesta terça-feira à noite para assistir a estreia do Galo no campeonato estadual. Apesar de ter que aguentar ainda Di Santo e Maicon Bolt, fazendo nada em campo, como sempre. Fábio Santos também andou revivendo seus piores momentos de 2019, mas ainda tem lugar no grupo. Não como titular absoluto, mas compõe bem o grupo.

Gostei da forma do time jogar. Ligado o tempo todo, atacando e defendendo em bloco, apesar da falta de atacantes de qualidade. Um bom cartão de visitas do técnico Dudamel.

O goleiro Michael confirmou que a diretoria gastou dinheiro à toa ano passado trazendo o veterano Wilson, reserva do Coritiba. Além de pegar o pênalti que seria o empate do Uberlândia, fez boas defesas e mostrou segurança e personalidade. Gabriel fez ótima partida. Allan e Hyoran também foram bem e certamente renderão mais quando estiverem em melhores condições físicas. Eu esperava mais do Uberlândia. Apenas correu muito; sem um jogador que se destacasse para fazer diferença e dar mais trabalho ao Galo.

Pra concluir, valeu demais essa observação feita pelo

Custodio Pereira Neto da Cariogalo: “E o técnico reuniu os jogadores no final do jogo e mandou cumprimentar a torcida, uma simples e antiga reivindicação nossa, nas partidas fora de BH, que não era feito. Pequeno detalhe, mas significativo. Valeu, @rafaeldudamel

Respeito e consideração com a torcida. Bom demais da conta!

 


Decisão do Mineiro 2020: Atlético, Cruzeiro, América e quatro do interior brigando por uma vaga

Roberto Tibúrcio (esq.) com o autor do livro “Almanaque do Leão do Bonfim”, jornalista Wagner Augusto Álvares de Freitas

Para escrever sobre as possibilidades do campeonato que começa hoje conversei com o maior conhecedor do futebol do interior de Minas, que é o Roberto Tibúrcio. Agente FIFA dos mais respeitados do país, Tibúrcio conhece dirigentes, treinadores, preparadores físicos, médicos, jogadores, roupeiros, massagistas, jornalistas, radialistas, torcedores, enfim, o mundo do futebol, principalmente do nosso Estado. Frequenta as cidades, assiste treinos e jogos na capital e interior. Todo ano, antes da primeira rodada, passo uns bons minutos e até horas com ele ao telefone. Raramente erra alguma das suas projeções. E raramente discordo dele.

Roberto Tibúrcio não tem dúvida que mais uma vez o trio da capital não terá maiores dificuldades em se classificar para as semifinais. A quarta vaga será disputa por quatro clubes, numa disputa acirrada entre Boa, Coimbra, Tombense e o Uberlândia, que correrá por fora, já que tem um time mais “rodado” em termos de idade e isso deverá pesar contra na reta final. Ou seja, um time mais velho. Segundo ele o Coimbra fez uma mescla boa de “rodados” com jovens; o Tombense continua com o apoio fundamental do Eduardo Uran, dono dos direitos de muitos jogadores, que ele disponibiliza ao time de Tombos neste momento. E o Boa tem, possivelmente, o time mais jovens do campeonato, que deverá dar um trabalho danado. Os demais terão muitas dificuldades na opinião do Tibúrcio, que tem uma preocupação especial com a Caldense, clube que ele gosta muito, mas que não montou bom time para este campeonato. Ele falou isso pessoalmente com o presidenteRovilson Ribeiro, com o ex-presidente Antônio Bento Gonçalves e com o deputado Mauro Tramonte (o mais votado de Minas), que é de Poços de Caldas e ligadíssimo nas coisas da “Veterana”.

O Villa Nova é outro que terá grandes dificuldades principalmente nas primeiras rodadas, já que ainda está montando o time, repetindo os anos anteriores. Junto com a URT, Patrocinense e Tupynambás, deverá integrar a turma do “vamos que vamos” para fugir da degola e quem sabe, beliscar uma posição melhor na disputa. Os dois últimos são rebaixados.

Homenagem

camisa principal do Boa Esporte tem o nome do Roberto Tibúrcio no ombro, pela amizade com a diretoria do clube.


Finalmente um campeonato mineiro que sai da mesmice, pelo menos nas expectativas

Imagem: www.g37.com.br

O Campeonato Mineiro começa nesta terça-feira com alguns ingredientes diferentes daquela mesmice de todo estadual. Começando pela fórmula, a volta dos pontos corridos em turno único, com os quatro primeiros classificados para o mata-mata decisivo. Como será o “novo” Cruzeiro, cheio de jogadores da base, apenas com os medalhões que não atraíram o interesse de outros clubes? O América confirmará o crescimento apresentado no returno da Série B do ano passado? Como será o Atlético de Dudamel? Um treinador venezuelano, exigente e disciplinador.

O que esperar do Coimbra? Time do Banco BMG, pela primeira vez na elite. O que esperar do Uberlândia? De volta à primeira divisão, para o bem do nosso futebol. O Tupynambás de Juiz de Fora repetirá o bom campeonato do ano passado e permanecerá na primeira divisão? O Villa Nova correrá risco de rebaixamento novamente ou voltará a ser pedra no sapato dos concorrentes da capital?

A primeira rodada:

Cruzeiro x Boa, às 21h30, no Mineirão – quarta-feira/22

Uberlândia x Atlético, às 21h30, no Parque do Sabiá – terça-feira/21

Tupynambás x Tombense, às 20h, Radialista Mário Helênio – quarta-feira/22

Coimbra x URT, Independência, 20 horas – terça-feira/21

América x Caldense, às 20h30, Independência – quarta-feira/22

Patrocinense x Villa Nova, às 21h, Pedro Alves do Nascimento – quarta-feira/22


Atlético e Cruzeiro recebem 14,3 milhões cada um pelo Campeonato Mineiro; América 4; os clubes do interior R$ 1 milhão, cada

Nascido em Guaxupé, forte cidade cafeeira do Sul de Minas, Luiz Antônio Prósperi é um dos mais conceituados jornalistas do Brasil. Durante décadas foi um dos principais repórteres do Grupo Estado (Jornal da Tarde e Estadão), de São Paulo. Atualmente tem um ótimo site de informações e análise do futebol, o Chuteira F.C. (www.chuteirafc.cartacapital.com.br), onde detalhou números da distribuição de verba pela Globo e pela internet para a transmissão dos campeonatos estaduais 2020.

Algumas coisas chamam a atenção de forma especial: o futebol mineiro teve a sua cota aumentada substancialmente, mais que o Rio Grande do Sul. O futebol paranaense não tem boas relações com a Globo e seu campeonato será transmitido pela internet, DAZN. A verba dos campeonatos do Nordeste é ínfima, em relação a dos mineiros e gaúchos, que por sua vez, lambem os beiços quando vêem a diferença gigantesca a favor de cariocas e principalmente paulistas na distribuição do dinheiro Global. O Cruzeiro já pegou a verba dele, ano passado, e o dinheiro sumiu ou foi pessimamente usado, já que o clube continua de pires mão, vendendo almoço para comprar o jantar. O Flamengo quer mais grana e não assinou com a Globo pelos direitos do campeonato do Rio. Os clubes do interior mineiro foram de R$ 300 mil para R$ 1 milhão.

Confira:

* “Estaduais 2020: confira cotas de transmissão da TV e premiação aos clubes”

Campeonatos estaduais de 2020 começam nesta penúltima semana de janeiro com redução nas cotas de transmissão da TV em relação ao que se pagou até temporada passada. Maioria dos clubes, mesmo com dinheiro de menos a receber em 2020, tem contrato assinado com a TV Globo – detentora exclusiva dos direitos de exibição dos estaduais. Apenas o Flamengo briga com a emissora em busca de uma cota maior da emissora na transmissão do Campeonato Carioca.

MINEIRO 2020

Em baixa com o rebaixamento do Cruzeiro à Série B e acesso à Série A que o América deixou escapar na última rodada do Brasileiro de 2019, o futebol mineiro terá apenas o Atlético (13º colocado do Brasileirão) no grupo de elite. Mesmo em baixa, os clubes foram brindados com um aumento substancial nas cotas de transmissão da TV no Campeonato Mineiro 2020 – o mais rentável dos últimos anos.

De acordo com o contrato assinado em 2017, a cada temporada as cotas teriam um aumento. De 2019 para 2020 o aumento foi de R$ 5,1 milhões – 13,9% a mais. Cruzeiro e Atlético vão receber R$ 28,6 milhões –  68,7% do total da receita de transmissão da TV Globo. Detalhe: Cruzeiro antecipou sua cota de 2020 na temporada passada e mesmo assim não conseguiu equacionar suas dívidas.

Mineiro de 2020

contrato exclusivo: Globo (2017-2021)

onde ver: Globo Minas (tevê aberta), SporTV (tevê fechada) e Premiere (pay-per-view)

clubes: 12 times (de 11 a 16 jogos para qualquer participante)

cota total de TV: R$ 41,6 milhões*

cota 1 TV: R$ 14,3 milhões – Atlético-MG e Cruzeiro

Cota 2 TV: R$ 4 milhões – América-MG

Cota 3 TV: R$ 1 milhão – Boa Esporte, Caldense, Coimbra, Patrocinense, Tombense, Tupynambás, Uberlândia, URT e Villa Nova

premiação: zero

programado o valor tende a seguir superior à receita total do Pernambucano, por exemplo.

Flamengo não assinou a renovação do contrato com a Globo para 2020.

Clube reivindica aumento na sua cota por ser líder de audiência na transmissão dos jogos no estadual e o interesse deve subir após as conquistas do Brasileirão e da Libertadores em 2019. De acordo com a emissora de TV, o campeonato do Rio é transmitido para 15 estados – potencial para 58 milhões de telespectadores em todo país.

Contrato em vigor entre clubes, federação carioca e Globo foi assinado em 2017 com validade até 2024. Flamengo, porém, assinou até 2019. Por isso pede um aumento substancial na sua cota.

 Nota oficial do Flamengo:

“O Clube de Regatas do Flamengo informa que, em razão do término de seu contrato com o Grupo Globo de Televisão para a transmissão do Campeonato Carioca de Futebol e a posição da emissora em só renová-lo mantendo exatamente as mesmas condições comerciais acertadas em 2016, não levando em conta a nova fase do Flamengo e nenhum dos pontos sugeridos pelo clube para uma possível renovação, os jogos de nosso time de futebol profissional no Carioca 2020 não serão transmitidos nos canais abertos da Rede Globo de Televisão, no SportTV em TV Paga e no Canal Premiere em sistema pay-per-view.”

Carioca de 2020

contrato exclusivo: Globo (de 2017 a 2024)

onde ver: Globo (tevê aberta), SporTV (tevê fechada) e Premiere (pay-per-view)

clubes: 16 times (de 11 a 18 jogos para os grandes)

cota total: R$ 120 milhões

cota de TV: indefinida

cota 1 TV: R$ 18 milhões (Botafogo, Fluminense e Vasco)
sem cota: Flamengo

cota 2 TV: Bangu, Volta Redonda, Cabofriense e Boavista
cota 3 TV: Resende e Madureira
cota 4 TV: Portuguesa e Macaé
cota 5 TV: Americano, Nova Iguaçu, América e Friburguense (eliminados na preliminar)

Originalmente, a verba da “Cota 2” era de R$ 4,0 milhões, por clube. Para 2020 o valor seria de R$ 6,5 milhões, mas considerando a presença do Flamengo. De toda forma, mesmo com o desconto

Premiação do Carioca 2020:*
premiação total: R$ 7,9 milhões
Campeão – R$ 3,5 milhões
Vice-campeão – R$ 1,5 milhão
1º na Taça Guanabara – R$ 1 milhão
2º na Taça Guanabara – R$ 150 mil
3º na Taça Guanabara – R$ 150 mil
4º na Taça Guanabara – R$ 150 mil
1º na Taça Rio – R$ 1 milhão
2º na Taça Rio – R$ 150 mil
3º na Taça Rio – R$ 150 mil
4º na Taça Rio – R$ 150 mil
*mesmo valores pagos no campeonato de 2019, sem reajuste

PAULISTÃO 2020

Contrato entre Federação Paulista e TV Globo assinado em 2016 tem validade até 2022. De acordo com cláusulas contratuais, a receita oriunda da TV sobe de temporada à temporada. De 2019 para 2020, o crescimento é de 12,9% – R$ 21,6 milhões. A cota total chega a R$ 187,7 milhões, a mais alta entre todos os campeonatos estaduais do país. Corinthians, Palmeiras, Santos e São Paulo vão receber R$ 26 milhões cada um – em 2016, primeiro ano do contrato com a Globo – receberam R$ 17 milhões cada.

Bom lembrar que o Paulistão 2020 dividirá atenção com a Libertadores, com a participação dos quatro grandes do estado na competição continental. A fase de grupos do torneio sul-americano começa em março a fase pré, de classificação, em fevereiro. Palmeiras, Santos e São Paulo entraram direto na fase de grupos e o Corinthians vai disputar a pré-Libertadores.

Paulistão de 2020

contrato exclusivo: Globo (2016-2022)

onde ver: Globo (tevê aberta), SporTV (tevê fechada) e Premiere (pay-per-view)

clubes: 16 times (de 12 a 16 jogos para qualquer participante)

cota total: R$ 187,79 milhões

cota total de TV: R$ 176 milhões

cota 1TV: R$ 26 milhões – Corinthians, Palmeiras, Santos e São Paulo.

cota 2 TV: R$ 6 milhões – Água Santa, Botafogo, Bragantino, Ferroviária, Guarani, Inter de Limeira, Ituano, Mirassol, Novorizontino, Oeste, Ponte Preta e Santo André.

Premiação do Paulistão 2020*
premiação total:
 R$ 11,79 milhões
Campeão – R$ 5 milhões
Vice-campeão – R$ 1,650 milhão
3º lugar – R$ 1,080 milhão
4º lugar – R$ 850 mil
5º lugar – R$ 500 mil
6º lugar – R$ 450 mil
7º lugar – R$ 420 mil
8º lugar – R$ 400 mil
9º lugar – R$ 220 mil
10º lugar – R$ 200 mil
11º lugar – R$ 180 mil
12º lugar – R$ 150 mil
13º lugar – R$ 130 mil
14º lugar – R$ 100 mil
Campeão do interior – R$ 360 mil
Vice do interior – R$ 100 mil
* mesmos valores pagos no campeonato de 2019, sem reajustes.

GAUCHÃO 2020

Grêmio e Internacional estão na Libertadores e vivem bom momento no grupo de elite do futebol brasileiro. Mesmo assim, a edição estadual 2020 terá um aumento de apenas R$ 1 milhão na cota de TV em relação ao Gauchão 2019 terá o acréscimo de apenas R$ 1 milhão. O contrato com a RBS (Globo) foi renovado por apenas mais duas temporadas. A dupla Grenal teve um aumento de R$ 500 mil para cada um. A cota do Juventude foi de R$ 1 milhão para R$ 1,5 milhão, bônus pelo acesso do clube à Série B do Brasileirão

Gauchão de 2020

contrato exclusivo: Globo (2020-2021)

onde ver: RBS (Globo),  SporTV (fechada) e Premiere (pay-per-view)

clubes: 12 times (de 11 a 17 jogos para qualquer participante)

cota total de TV: R$ 37 milhões

cota 1 TV: R$ 13 milhões – Grêmio e Internacional.

cota 2  TV: R$ 1,5 milhão – Brasil de Pelotas e Juventude.

cota 3 TV: R$ 1 milhão – Aimoré, Caxias, Esportivo, Novo Hamburgo, Pelotas, São Luiz, São José e Ypiranga.

premiação: zero 

PARANAENSE 2020

Campeonato Paranaense é o estadual que sofreu a maior redução de cotas de transmissão da TV, entrando no quinto ano com diferentes parâmetros contratuais. Em 2016, a Globo pagou R$ 8 milhões pelo campeonato. Nesta temporada de 2020, com 12 clubes e 80 partidas previstas, a cota total é de R$ 4,44 milhões – redução nominal de 44,5%. Sem a concorrência da Globo, que parece desinteressada em exibir o campeonato ao oferecer uma cota muito baixa, a DAZN (canal streaming na internet) vai transmitir 54 jogos do Paranaense.

Paranaense de 2020

contrato exclusivo: DAZN (até 2020)

onde ver: streaming (dazn.com)

clubes: 12 times (de 11 a 17 jogos para qualquer participante*)

cota total de TV: R$ 4,44 milhões

cota 1 TV: R$ 370 mil – Athletico, Cascavel Recreativo, Cascavel, Cianorte, Coritiba, Londrina, Operário, Paraná Clube, PSTC, Rio Branco, Toledo e União.

premiação: zero 

BAIANO 2020

Campeonato Baiano será transmitido pela Rede Bahia, a afiliada da Globo, pelo décimo ano consecutivo. Entre 2011 e 2020, cotas pagas a Bahia e Vitória tiveram um aumento ridículo de $ 162 mil  – de R$ 750 mil em 2011 a R$ 912 mil em 2020. A cota total da Tv será de R$ 2,8 milhões.

Baiano de 2020

 contrato exclusivo: Globo (2016-2020)

onde ver: Rede Bahia (Globo) e Premiere (pay-per-view)

clubes: 10 times (de 9 a 13 jogos para qualquer participante)

cota total de TV: R$ 2,795 milhões

cota 1 TV:  R$ 912,5 mil – Bahia e Vitória

cota 2 TV: R$ 121,3 mil – Atlético de Alagoinhas, Bahia de Feira, Doce Mel, Fluminense de Feira, Jacobina, Jacuipense, Juazeirense e Vitória da Conquista.

premiação: zero 

CEARENSE 2020

Campeonato Cearense também não acompanha bom desempenho de Ceará e Fortaleza na Série A do Brasileirão. Os dois clubes permaneceram na Série A e o Fortaleza vai disputar a Copa Sul-Americana. A cota de transmissão do estadual é de R$ 600 mil para cada um.

Cearense de 2020

contrato exclusivo: Globo (2020)

onde ver: TV Verdes Mares (Globo) – tv aberta

clubes: 10 times (de 7 a 17 jogos para os oito intermediários e de 7 a 10 para os dois grandes)

cota total TV: R$ 2 milhões (cota + premiação)

cota 1 TV: R$ 600 mil – Ceará e Fortaleza.

cota 3 TV: R$ 60 mil – Atlético-CE, Barbalha, Caucaia, Ferroviário, Floresta, Guarany de Sobral, Horizonte e Pacajus. 

PERNAMBUCANO 2020

Campeonato Pernambucano 2020 vai ter a mesma conta de 2019, ano de assinatura do novo contrato com a TV Globo. Serão distribuídos R$ 4 milhões a dez clubes, mas Sport, Náutico e Santa Cruz vão levar R$ 3 milhões – 75% da receita total.

Pernambucano de 2020

contrato exclusivo: Globo (2019-2022)

onde ver: Globo Nordeste(tv aberta) e Premiere (pay-per-view)

clubes: 10 times (de 9 a 13 jogos para qualquer participante)

cota total TV: R$ 4 milhões

cota 1 TV:  R$ 1 milhão – Náutico, Santa Cruz e Sport.

cota 2 TV: R$ 143 mil – Afogados, Central, Decisão, Petrolina, Retrô, Salgueiro e Vitória.

premiação: zero 

CONFIRA ESTADUAIS COM TRANSMISSÃO NA INTERNET

Campeonatos estaduais terão menos visibilidade na TV aberta em 2020, mas este fato abriu caminho para que várias Federações Estaduais encontrassem na internet a solução para a falta de transmissão dos jogos.

Paranaense
O Campeonato Paranaense será o único estadual a ser transmitido pelo serviço de streaming DAZN. O acordo foi feito após o Athletico aceitar a proposta da empresa, impondo alguns termos exclusivos, como a possibilidade de transmissão em seus canais próprios. O DAZN transmitirá todos os jogos do campeonato. Quem quiser acompanhar terá que pagar a mensalidade de R$19,90, valor que entra em vigor no dia 28 de janeiro.

Catarinense
O campeonato catarinense terá um dos sistemas de transmissão mais inovadores entre os estaduais. Sem depender de outro serviço, como o paranaense, a Federação anunciou o FC Play, uma plataforma própria que transmitirá toda a competição. Os torcedores que quiserem assistir, não pagam o serviço mensalmente, mas sim uma única vez, comprando todo o campeonato. Atualmente o valor é R$79,90.

Sul-mato-grossense
Assim como no ano passado, o estadual do Mato Grosso do Sul será transmitido através do canal da Federação estadual através da plataforma MyCujoo. Alguns dos jogos já estão disponíveis na área de programação da plataforma. Todas as partidas serão gratuitas, como uma forma de alavancar a visibilidade da competição.

Goiano
A Federação Goiana de Futebol transmitirá um jogo por rodada em seu canal, a FGF TV. Além disso, alguns jogos também deverão ser transmitidos gratuitamente pelo Globoesporte.

Paulista A2
A série A2 do campeonato paulista será transmitida integralmente pela FPF TV, também através da plataforma MyCujoo. A FPF já realiza diversas transmissões há um bom tempo, sendo uma das federações pioneiras neste serviço. A tendência é que as séries inferiores também tenham transmissão em 2020.

Sergipano
Mesmo que não tenha tido nenhum anúncio oficial por parte da Federação Sergipana de Futebol, o Campeonato Sergipano já começou e alguns jogos foram transmitidos pela FSF TV, também no MyCujoo. O espectador atento, então, conseguirá acompanhar algumas partidas gratuitamente.

Outros estaduais
Campeonato Acreano começa apenas em fevereiro, e provavelmente contará com transmissão gratuita pelo FFACTV, através do MyCujoo. A Federação ainda não se pronunciou, mas em 2019 todos os torneios do estado foram transmitidos pelo canal, atingindo mais de 1,7 milhão de espectadores, levando a crer que o mesmo será feito em 2020.

Além desses estaduais que citamos, será possível acompanhar gratuitamente alguns jogos isolados em alguns campeonatos, tendo em vista que alguns times farão transmissões independentes em suas redes sociais. É o caso, por exemplo, do Mixto, do Mato Grosso e do ABC, do Rio Grande do Norte. (do esporteemidia.com)

https://chuteirafc.cartacapital.com.br/estaduais-2020-confira-cotas-de-transmissao-da-tv-e-premiacao-aos-clubes/

Sobre o Autor: Luiz Antonio Prosperi

Luiz Antônio Prósperi @Luizprosperi Jornalista com carreira dedicada ao esporte. Cobriu 8 Copas do Mundo in loco, 1990 na Itália, 1994 nos EUA, 1998 na França, 2002 na Coreia do Sul e Japão, 2006 na Alemanha, 2010 na África do Sul, 2014 no Brasil e 2018 na Rússia. Eurocopas, 1992 na Suécia e 1996 na Inglaterra. Copa das Confederações de 2005 na Alemanha e 2009 na África do Sul. Repórter e Editor, trabalhou no Jornal da Tarde e Estadão, de 1984 a fevereiro de 2016. Colunista, blogueiro. E comentarista de futebol na Rádio Estadão, de 2013 a fevereiro de 2016 Autor do Blog do Prósperi (blogdoprosperi.com)

https://www.facebook.com/pg/blogdochicomaia/reviews/?ref=page_internal


Quem poderá ser reforço e quem é aposta no novo time do Galo

Fotos: twitter @Atletico

Feijão sem bicho: Allan, segundo o comentarista Lélio Gustavo, é reforço; “uma ótima contratação”. 

Estamos no período da alta temporada de indução a erros e falsas expectativas ao torcedor por parte da imprensa. É bravo! Chutes e mais chutes. Já foi pior. Com o tsunami provocado nas comunicações com a chegada das redes sociais está havendo um “enquadramento” na turma. Por essas e outras é que a credibilidade da mídia, em todas as instâncias, anda em baixa. Para qualquer exagero ou mentira deslavada, prontamente surge um questionamento ou desmentido de algum internauta que surge “do nada” de alguma parte do planeta. Como diz o mestre Rogério Perez: um espanto! Às vezes o sujeito nunca viu o fulano de tal jogar, ou viu um jogo ou outro, e decreta que é bom ou ruim; presta ou não presta. Só considero reforço aquele que chega, joga no mínimo cinco partidas e mostra serviço. É comum desconhecido que chega como aposta dar certo e medalhão de muita fama não dar em nada. O futebol mineiro anda cheio de exemplos. Deixar o Fred ir para o Cruzeiro foi um dos melhores negócios que o Sérgio Sette Câmara fez como presidente do Atlético. Na época os cruzeirenses comemoraram. A ala cruzeirense da imprensa soltou foguetes e chamou Itair Machado de “gênio”. Pois é, né? Deu no que deu. Hoje não sabem o que fazer com ele e nem quem vai pagar os mais de R$ 10 milhões de multa ao Galo.

Gostei do retorno do Gabriel (foto). Muitos torcedores que o criticavam, duramente, sentiram falta dele ano passado, quando foi emprestado ao Botafogo. Além de eficiente é desses que “come grama” em campo pelo Galo, quando necessário.

Antes de escrever estas “mal traçadas” linhas liguei pro Lélio Gustavo, que continua mandando muitíssimo bem seus comentários na Rádio SuperFM 91,7. Dos poucos comentaristas da atualidade que vivem exclusivamente do seu trabalho de analista de um veículo de comunicação. Assiste, lê e ouve tudo sobre esportes, futebol, especialmente. Fica o dia e a noite inteiros por conta. Só dá uma pausa nas noites de segunda-feira para ensaiar com a sua banda de rock. Figuraça!

Dos contratados do Galo até agora ele não pensou duas vezes para falar sobre o Allan: “Joga muito. Este pode ser chamado de reforço. Bom mesmo”.

O jovem colombiano Dylan Borrero vale como uma boa aposta, já que é jovem, 18 anos, e o investimento não é alto.

Lélio diz que assistiu, pela TV, poucos jogos do lateral-direito Mailton pelo Operário-PR. No estádio, viu apenas contra o América, no Independência, ano passado. “Um jogo muito ruim, 0 a 0, ninguém queria nada com a dureza, nem ele, que até tomou um cartão amarelo”. Disse o Lélio, que entretanto, também entende como uma boa aquisição, que poderá ser muito útil ao Galo, carente nessa posição.

Lélio Gustavo também acha que Hyoran é muito boa aposta do Atlético. “Surgiu jogando muito, mas não deu certo no Palmeiras, talvez ainda traumatizado pela tragédia da delegação da Chapecoense, da qual ele escapou por estar machucado”.

Sobre Diego Tardelli, que fez sete gols em 47 jogos pelo Grêmio ano passado, a opinião é minha. Seria uma boa aposta. Além da sintonia com a torcida, com 34 anos, é um “menino” perto do Ricardo Oliveira, que ganha uma fortuna para se arrastar em campo com os seus 40 anos de idade. Nem falo nada a respeito de Bolt. Ou seja: do jeito que o Atlético está no ataque, Tardelli seria um reforço e tanto, desde que não queira ganhar o que ganhava quando ainda era um jogador de alto rendimento.


América faz jogo treino contra o Democrata Jacaré visando estreia no Mineiro

Será hoje às 15h30 no Lanna Drumond nos últimos preparativos para a arrancada no Campeonato Mineiro, quarta-feira, 20h30 no Independência contra a Caldense. Tudo indica que o Coelho entra forte na disputa já que manteve a comissão técnica comandada por Felipe Conceição e conseguiu contratações pontuais para melhorar o time que foi muito bem na Série B 2019.

O atacante Felipe Augusto, apresentado quarta-feira.

Enquanto isso o Democrata vai se preparando para a estreia no Módulo II do Mineiro, dia 8 de fevereiro em São João Del Rey, contra o Athletic e aumentando o quadro de sócios-torcedores.

SEJA SÓCIO JACARÉ 2020
http://www.sociojacare2020.com

Democrata Futebol Clube


Página 28 de 1.161« Primeira...1020...2627282930...405060...Última »