Blog do Chico Maia

Acompanhe o Chico

América tomou conta do jogo no Beira-Rio e poderia ter saído de lá com placar mais dilatado

Foto: Estevão Germano/América

Principalmente no primeiro tempo, só deu o Coelhão contra o Internacional. Lisca mandou o time agredir os donos da casa desde o início e surpreendeu aos jogadores e comissão técnica, agora comandados por Abel Braga.

Depois de duas oportunidades desperdiçadas, Rodolfo fez 1 a 0, aos 12 minutos do primeiro tempo, depois de sequência de jogadas ensaiadas e uma troca de passes sensacionais. No segundo tempo o Inter voltou pressionando, mas depois de 10 minutos o Coelho voltou a predominar.

Grande conhecedor do futebol, dntro e fora de campo, Procópio Cardozo manifestou a empolgação dele com o futebol jogado pelo Coelho: @procopiocardozo “Impressionante como marca bem o América. Time bem treinado, sem estrelas. Sabe jogar, sabe o que faz com a bola. Não rifa uma bola no jogo. Futebol coletivo, solidário, consciente. Está dando gosto de ver o time do Lisca jogar.”

No jogo da volta, o empate basta para a classificação à semifinal. Sábado tem parada torta pela Série B, na Arena Pantanal, contra o Cuiabá, 21h30.

twitter.com/SCInternacional


A SKY informa que daqui a pouco tem, nos canais 234 e 634, Internacional x Atlético, pela Copa do Brasil. Eu hein!?

Sem comentários!


A farra dos técnicos continua: Chamusca que recusou o Cruzeiro, deixa Cuiabá e vai para o Fortaleza

Troca troca de técnicos e clubes sempre existiu, o falatório atual é porque tem o Flamengo na parada, acusado de assédio e, óbvio, a família flamenguista da imprensa, que é enorme, pauta o assunto, sempre na defesa do rubro-negro.

E cada um sabe de si e onde dói o calo. Clube tem o direito de demitir treinador e treinador tem o direito de trocar de clube.

Via twitter, Sérgio Xavier Filho, do Sportv, lembrou: @sxavierfilho “Cruzeiro assedia Chamusca: “Pretendo cumprir meu contrato e fazer história levando o Cuiabá pela primeira vez à Série A” Fortaleza assedia Chamusca: “Tchau!”

***

E o Cuiabá informou em suas redes sociais:

O Cuiabá informa que o técnico Marcelo Chamusca recebeu e aceitou uma proposta do Fortaleza, que vai pagar a multa rescisória por quebra de contrato. Desta forma, o treinador, o seu auxiliar Caio Autuori e o preparador físico Roger Gouveia não fazem mais parte do Dourado.

Na dança dos treinadores, pimenta nos olhos do outro é refresco

twitter.com/Flamengo

O que me impressiona nessa chuva anual de demissões e contratações de treinadores é o alarde feito por grande parte da imprensa, como se isso fosse alguma novidade no Brasil. Não vejo nada de anormal nessa relação patrão/empregado. Nem quando um clube demite, nem quando o treinador pede demissão para aceitar outra proposta. Principalmente nos tempos atuais, já que os contratos preveem multas pesadas, que não deixam o sujeito na mão de calango. Este Domenèc, por exemplo: embolsa R$ 13 milhões do Flamengo. Está ruim? Como disse o Procópio Cardozo, no twitter: “Feliz Natal, Domenèc”.

Rogério Ceni não pensou muito e trocou o Fortaleza pelo Cruzeiro. Quebrou a cara, mas foi aceito de volta. Como um corno manso o tricolor cearense abriu novamente seus braços e portas para o ex-goleiro do São Paulo. E agora, de novo, ele sai, para o Flamengo e o Fortaleza soltou uma nota de felicitações: “…Agradecemos o trabalho realizado e desejamos sucesso em seu próximo desafio. Os auxiliares, Charles Hembert e Nelson Simões, e o preparador físico, Danilo Augusto, também deixam o Tricolor”. Entendo que ambos estão certíssimos. Foram úteis um para o outro, foram transparentes em suas conversas e acertos e vida que segue. O resto é perfumaria e hipocrisia.

Interessante é que ontem, quando o argentino Eduardo Coudet anunciou que chutaria a lata do Internacional para aceitar convite do Celta de Vigo, o jornalista Jorge Barraza, de Buenos Aires, se espantou: @JorgeBarrazaOKIncreíble estadística: 17 técnicos sustituidos en dos meses y medio de un campeonato. Será record mundial…? A ver”

Daí a pouco, eram 18, com a saída do Ceni do Fortaleza. Acredito que ele vai se dar muito bem no Flamengo. Cheio de grandes jogadores e uma estrutura montada, além de salários em dia. Não sei se o Internacional terá o mesmo sucesso ao investir em Abel Braga. Veterano, cansado, tido por muitos como “ex-treinador em atividade”.

Os gaúchos argumentam que ele tem uma sintonia forte com o clube, com quem foi Campeão da Libertadores e Mundial em 2006. Só que o tempo passa e a fila anda. Caso ele consiga manter a ótima campanha iniciada por Coudet, os dirigentes colorados poderão bater no peito e dizer que “ressuscitaram um grande treinador.

twitter.com/SCInternacional


Contra um Guarani muito bem treinado, empate ficou de ótimo tamanho para o Cruzeiro

O Cruzeiro teve que se superar e correr dobrado para empatar três vezes essa partida, contra um Guarani surpreendente no Mineirão. A principal mudança que o técnico Luiz Felipe Scolari conseguiu até agora na Toca da Raposa foi a de mentalidade do time, que ao contrário de antes, agora joga  consciente de que está disputando a Série B. Entra em campo para o que der e vier, se não for na categoria, vai na determinação. Contra o Guarani foi assim esta noite no Mineirão, ao pegar um adversário bem treinado e também em evolução no campeonato. O time de Campinas é dirigido por Felipe Conceição, que fez excelente trabalho no América e foi contratado pelo Bragantino. Não deu certo lá, mas logo acertou com o Guarani e tirou o time das últimas posições.

E palmas para os dois times, mais a arbitragem e a Federação Mineira de Futebol pela manifestação antes do jogo, no combate à violência contra as mulheres.

Cruzeiro e @FMF_Oficial juntos no enfrentamento à violência contra a mulher!


Difícil dizer quem foi o melhor do Atlético nessa goleada sobre o Flamengo

Não é fácil explicar essa metamorfose do Galo. Quando tudo dá certo, dá nisso! O Flamengo teve quase 80% de posse de bola, mostrando mais uma vez que isso é uma grande bobagem, que só serve para os teóricos do futebol encherem a linguiça dos seus comentários enganadores.

Uma ótima partida dos comandados do Jorge Sampaoli, a bola entrou quatro vezes nas muitas oportunidades criadas e ninguém cometeu falhas grotescas como em outros jogos. Nesta noite, até Guga fez uma partida decente, Igor Rabelo ficou ligado o tempo todo, nem parecia aquela lesma de quase sempre. Savarino foi gigante, Sasha, idem; o goleiro Everson fez duas defesas espetaculares em momentos cruciais. Enfim, uma grande vitória.

Fica a pergunta: porque não jogou assim contra horrorosos como o Bahia, Fortaleza e Sport Recife? Vai entender!


O que esperar de Vargas, atacante chileno pedido por Sampaoli

Foto: Conmebol

Eduardo Vargas completará 31 anos de idade no dia 20 de novembro, mede 1,75 m, dez centímetros a mais que o Jorge Sampaoli. Não é de fazer muitos gols (média 0,21 gol por partida ou um gol a cada 4,5 jogos). Porém, segundo reportagem do Victor Martins, do Uai, jogando com o atual técnico do Galo, “a média de gols de Vargas fica três vezes maior”, indo para 0,6 por partida ou “um gol a cada um jogo e meio”.

Tem treinador que consegue  realmente tirar água de pedra ou descobre o lugar e o jeito certo  de encaixar um jogador em seu esquema de jogo. O próprio Sampaoli é um bom exemplo no próprio Atlético e queimou a língua de quase toda a imprensa esportiva de Belo Horizonte, ao apostar em Nathan e se dar  bem. Rendia nada ao Galo antes da chegada do técnico argentino.

Vargas começou no Cobreloa, seguindo depois para o Universidad de Chile, Napoli, Grêmio, Valencia/Espanha, Queens Park Rangers, Hoffenheim/Alemanha e Tigres UANL.

O Fred Ribeiro, do Globoesporte. com disse: @Fredfrm “Eduardo Vargas se despedindo do Tigres, onde chegou em 2017. Foram 106 jogos, 27 gols e 11 assistências na Liga MX (Apertura e Clausura). Chegada ao Atlético confirmada para amanhã.”

É jogador que joga aberto pela esquerda, muito raçudo, mas não tem características de “matador”. Continuo entendendo que o Galo precisa de uma opção “rompedora”, oportunista, desses que se posiciona  tão bem na área que põe a bola pra dentro em lances bizarros, de canela, de ombro, enfim. Tipo o Gilbertto do Bahia ou este Potker, que o Cruzeiro buscou no Internacional, onde estava encostado.

Mas se   prevalecer a pesquisa feita pelo jornalista Victor Martins, com o Sampaoli, Vargas aumentará em três vezes a sua média de gols. Que assim seja!


América com a faca e o queijo na mão para passar pelo internacional na Copa do Brasil

Certamente serão dois grandes jogos e acredito piamente no América contra o Internacional, cujo jogo da volta será no Independência. O Coelho é franco atirador, por isso vai para o tudo ou nada, especialmente na partida decisiva de Belo Horizonte. O Inter entrará pressionado em Porto Alegre, com a teórica obrigação de passar pelos comandados do Lisca. Primeiro jogo na próxima quarta-feira, na Capital gaúcha e o segundo em Belo Horizonte, na outra quarta .

Os demais confrontos: Flamengo x São Paulo (ida, Rio); Cuiabá x Grêmio (ida, Cuiabá); Palmeiras x Ceará (ida, São Paulo).

Por falar em queijo, recebi esta charge que conta a história da bandeira do nosso querido e belo estado.


Com quase os mesmos jogadores, Cruzeiro de Felipão vence mais uma e vai se ajeitando

E o técnico continua continua com o discusso pé no chão, dizendo que o objetivo é se afastar da degola e só depois pensar em briga por acesso. Disse também que este 1 a 0 sobre o Botafogo de Ribeirão Preto foi o pior jogo sob seu comando. Não sei se foi o pior mesmo, mas que foi  ruim, foi. Enquanto isso o Airton faz mais um gol e vai ganhando a confiança geral.

Os detalhes da vitória em Ribeirão no SupeFC, na reportagem do Josias Pereira:

*  “Cruzeiro encarna Série B e vence apesar de ‘pior jogo’ na avaliação de Felipão”

Treinador atentou, mais uma vez, para o objetivo do time, que é se ter tranquilidade na disputa longe do Z-4

O Cruzeiro parece que, enfim, encarnou e entendeu o que é a Série B. Luiz Felipe Scolari vem destacando em seu discurso que o objetivo inicial do time é respirar em relação ao Z-4. Não importa como. Nesta sexta-feira, contra o Botafogo-SP, o time deu um exemplo disso. Felipão admitiu que o time teve o pior jogo desde que chegou ao Cruzeiro, mas a vitória veio e isso era o que mais importava.  (mais…)


O América fez um jogo consciente e consistente, embolsou mais R$ 3,3 milhões e despachou o Corínthians.

Foto: twitter.com/AmericaMG

Em momento algum passou insegurança e mesmo depois que tomou o gol manteve p ritmo. Um time bem treinado, com alguns jogadores que se destacam, como o Messias, Zé Ricardo, Ademir e Rodolfo, que começou no banco, mas entrou e bateu muito bem o pênalti que garantiu o empate e a classificação. Não tive usado a força que usou, Cássio teria defendido. O árbitro Wagner do Nascimento Magalhães teve  atuação.

Os pênaltis existiram, mas nunca vou concordar com a regra idiota que manda apitar pênalti quando a bola bate na mão ou no braço de um jogador que não tem a menor intenção de cometer a infração, como foi o caso do Piton, do Corinthians. Bom para o Coelho, que não tem nada com a formulação das normas da FIFA e demais entidades donas do futebol.

O clube embolsa mais R$ 3,3 milhões, merecidamente, e aguarda o sorteio na CBF, sexta-feira, às 11h30, para saber quem será o adversário das quartas de final.

Parabéns, Coelhão!


Página 3 de 1.17112345...102030...Última »