Blog do Chico Maia

Acompanhe o Chico

A torcida foi um espetáculo à parte nesta grande vitória do Atlético sobre o América

Hulk e Arana comemoram o gol da suada vitória do Galo sobre o Coelho, em foto do @Mineirao 

Foram 60.142 pessoas em festa, antes, durante e depois da partida. Renda: R$ 2.377.732,00, num dos jogos mais difíceis para o Galo este ano.

Foto: @Atletico

O América tem um grande time, fez uma boa partida, mas seu poder ofensivo é o ponto fraco do time. Ao não conseguir dar tanto trabalho à defesa atleticana seu sistema defensiv0 também não suportou a força dos comandados do Cuca.

E que partida do Vargas.

@Mineirao

Possivelmente a melhor dele desde que chegou ao Atlético. Armou, atacou, defendeu e acertou passe milimétrico para o Mariano iniciar a jogada que originou o gol do Arana. E que frieza e categoria do lateral atleticano, que tinha um punhado de gente na frente do gol, companheiros prontos para receber o passe e ele acertou justamente onde tinha que acertar: na rede pelo lado de dentro.

Um elenco cheio de grandes jogadores faz diferença demais numa disputa longa como o Brasileiro. Quando estrelas fundamentais não estão em campo ou jogam abaixo do normal, surgem outros que conduzem o time às vitórias. Nesta tarde sem Nacho Fernandez, suspenso, Vargas supriu bem demais a ausência. Com Hulk muito marcado, Arana garantiu o gol que mantém a gordura do Atlético na liderança do campeonato.

E concordo 100% com o Héverton Guimarães, da Band e 98FM: @hevertonfutebol “Allan e a aula de futebol que deu hoje no Mineirão. É uma indecência o que joga.”

Também com o Fred Ribeiro do Globoesporte.com: @fredfrm “Um dos grandes prazeres desse Brasileiro é ver o Allan jogar. Que senhor volante. Joga por dois, três. Mas, hoje, elogios especiais ao Eduardo Vargas. O nome do clássico até aqui.”


Mineirão está bonito para o clássico e torcida do América leva apoio ao time no hotel

Obrigado ao Leonardo Silva, colaborador do blog, pelo envio dessa bela imagem da massa do Galo chegando ao Mineirão para o jogo que começa às 16 horas.

A torcida do América, impedida de ir ao estádio por causa dos protocolos da Covid-19, fez a parte dela e foi para a porta do hotel do time levar o apoio e o otimismo aos jogadores e comissão técnica, conforme mostra o twitter da @Avacoelhada.

Bonito demais ver isso. O Coelhão vive um promissor novo tempo, dentro e fora de campo.

Relacionados do América

O Mineirão dá as boas vindas à torcida atleticana

Deverá ser um grande jogo!


Torcedores têm o direito de zoar os maiores rivais; profissionais, nem tanto, como fez o Patrick, do Internacional

Foto: www.90min.com/pt

Havia um monte de “caixões” do Grêmio, com a letra B, espalhados por torcedores do Inter nas arquibancadas do Beira-Rio, no clássico de ontem. Terminado o jogo, 1 a 0, para o Colorado, Patrick, do Inter, pegou dois e iniciou uma volta olímpica no gramado. O pau cantou, obrigando o árbitro a expulsar o provocador e Cortês, do Grêmio, que foi o primeiro a partir pra cima dele. O tricolor gaúcho, comandado por Vagner Mancini, é o 19º colocado com 26 pontos, a sete do Bahia, o primeiro fora da zona da degola.

Discordo desse tipo de provocação por parte de jogadores. Eles são transitórios nos clubes em que jogam e este mundo dá muitas voltas. Um dia esta instituição provocada por ele pode pensar em contratá-lo e e isso vai pesar, já que os torcedores não o aceitarão. Ou, num pior cenário, ele pode precisar da solidariedade desse clube humilhado por ele, para um jogo ou promoção para arrecadar fundos. Ninguém sabe o dia de amanhã. Thiago Neves esteve com um pé no Atlético, mas a reação da torcida foi tão forte que a diretoria desistiu.


Jogo decisivo para ambos: o melhor América que já vi, contra um dos melhores times que o Atlético já teve

Otávio Di Toledo (de boné), do Viação Cipó e do Alterosa Esporte, é um dos meus grandes companheiros de profissão. O pai dele, Toledo, que não tive o prazer de ver jogar, pertence à história do América. “Toledinho” pertence à história do futebol de salão de Minas e do país. Jogou muito também.

Os filhos, à direita dele, são americanos, como ele e o avô, de verdade. Essa foto foi feita no Maracanã, antes do jogo contra o Fluminense. Eles estão mais otimistas do que nunca para o clássico contra o Galo nesta reta decisiva do campeonato.

Será um grande jogo, em que os treinadores terão papel fundamental. Em todas as minhas décadas de jornalismo nunca vi um América tão forte para enfrentar o Atlético, especialmente no Campeonato Brasileiro. A única deficiência que vejo no time é no ataque, já que o excesso de peso dos finalizadores comprometeu e compromete em jogos cujos pontos perdidos fazem falta. Apesar disso, briga por vaga inédita na Libertadores ou na Sul-americana. Claro que se vacilar a Série B voltará bater a porta. Mas, os indicativos mostram que a briga é pela prateleira de cima.

Outro grande americano, que conheço pessoalmente e de quem gosto muito, é o Márcio Amorim, que me pediu um comentário sobre um tema importante: “Caro Chico!
Gostaria que você se manifestasse sobre a decisão de setores extrafutebolísticos sobre torcida única no domingo quando inclusive a diretoria do Atlético se posicionou a favor. A partir do momento em que foi liberada a lotação total do estádio, não está cheirando a algo ligado à incompetência, má vontade contra o América ou má fé?”.

Não, caro Márcio, os protocolos da Prefeitura, estabelecidos pelo Comitê Covid-19, composto por especialistas reconhecidos nacional e mundialmente, são “imexíveis”. O Imperial College, de Londres, foi quem disse que, se as demais capitais do Brasil tivessem seguido o modelo adotado por Belo Horizonte, teríamos quase 400 mil mortes a menos no país.

Aproveito para repetir comentário do Márcio, feito após a vitória do Coelho sobre o Fortaleza, que mostra que o América está no caminho certo: “Caros amigos, caro Chico e caro Marcão!
Eu, de novo! Sempre que por aqui passar, devo meus respeitos a este Atletimericano do Blog, o Marcão de Varginha. Trata o meu América com muito respeito e admiração e merece os respeitos e admiração de todos americanos.

Penso que estamos naquele ponto em que é necessário refletir, sonhando e com pés no chão.
Em primeiro lugar, quero atribuir os resultados positivos do Coelhão a duas pessoas: primeiramente ao competente Lisca. Creio que a sua herança maior, além de ter dado ao time um esquema tático – poucos técnicos no Brasil conseguem isto, incluindo os que passam pela Seleção – mostrou ao Brasil que o América pode enfrentar times grandes, sem o complexo de vira-latas. Desde a sua passagem pelo clube, o América tem vencido equipes poderosas como nunca fizera antes dele.

Entendi perfeitamente o seu pedido de demissão. Perdeu os três primeiros jogos da Série A e preferiu deixar a diretoria à vontade, inclusive para contratar, o que seria complicado se ele fosse demitido.

A segunda pessoa é o Vagner Mancini. Mexeu em algumas peças e mesclou o time da Série B e da Copa do Brasil de 2020. Mudou radicalmente a maneira de jogar e deu sequência ao belo trabalho do Lisca. Infelizmente, se este agiu com lisura ao sair, aquele deixou-se vencer pelo canto da sereia. Entretanto, não é motivo suficiente para execrá-lo. Dinheiro sempre será dinheiro.

Este é o América de hoje. Um time que deixou de ser motivo de gozação nacional e pré-derrotado frente a times grandes. Tirou pontos importantes (o maior beneficiário foi o Atlético Mineiro), tanto no primeiro quanto no segundo turnos, de times de ponta: Flamengo, Fluminense, Palmeiras, Santos, Inter, Grêmio. Athlético PR, Corínthians. Coisa impensável há pouco tempo atrás.

Bastaram as entradas no time do Lucas Kal, do Fabrício, do Zárate e, principalmente a recuperação do Alê. Falta ainda encaixar o Zé Ricardo, devidamente recuperado. Hoje, time que vai jogar com o América pensa duas vezes antes de se sentir vencedor antes do final dos jogos. Ao Marcão, pode crer que o seu Atlético vai levar este jogo muito a sério. Sabe o que terá pela frente.

Espero que este grupo invicto do Mineiro Sub-20 satisfaça à diretoria e que ela devolva aos profissionais jogadores como C. Alberto e Gustavo e que inclua também no grupo o Rodriguinho.”


Cruzeiro volta de Londrina com três pontos e começa comemorar a permanência na Série B 2022

Ufa!

Foto: @Cruzeiro

O próprio Cruzeiro postou  em suas redes sociais, com letras garrafais: @Cruzeiro “ACABOU, NAÇÃO AZUL!!!!!!!! VITÓRIA CELESTE!!!!! AGORA É NO MINEIRÃO!!!!! #LONxCRU | 0x1 #TuaImagemResplandece

***

Quando faltavam sete minutos para acabar o jogo, direto de Brasília, o jornalista Ricardo Corrêa, especializado em política, d’O Tempo, retwittou o pertinente comentário do Thales Machado, editor de esportes d’O Globo, direto do Rio: @thalescmachado “Rapaz, assistir Londrina x Cruzeiro deveria pelo menos valer um lanche grátis no final. Como pode dois times precisando tanto de resultado fazerem um jogo tão chato e sem tesão?”

Aos 40 minutos do segundo tempo, Thiago faz 1 a 0 e garantiu a vitória no Estádio do Café. Valeu essa chamada de alívio d’O Tempo no twitter: @otempo “Cruzeiro vence o Londrina fora de casa e praticamente afasta fantasma do Z-4”.

O jornalista Pablo Pacheco, cruzeirense, que é adepto da frase do Fernando Henrique Cardoso: “perde-se o amigo, mas não se perde a piada”, mandou bala: @pabloapacheco “Parece que o @Cruzeiro vai abrir mão do título de campeão da Série C de 2022.”

A cidade de Tombos também está feliz, já que deverá receber a Raposa lá, já que o Tombense garantiu vaga na B, sábado passado.


Carisma de Marília Mendonça fazia com que sentíssemos que ela era uma pessoa muito próxima de cada um de nós

Que tristeza!

Uma guerreira, tão jovem . . .

. . . no auge da carreira . . .

Descanse em paz, Marília Mendonça!


Empresário detalha o “Cruzeiro Novo” e o “Cruzeiro Velho”. E Fred aciona o clube na justiça para que acerte os R$ 23 milhões com o Atlético

Foto: 98live.com.br/esporte/cruzeiro/empresario-regis-campos-detalha-transicao-do-cruzeiro-para-a-saf

Li ontem no Globoesporte.com:

Foto: Cruzeiro/divulgação

“Fred aciona Cruzeiro na Justiça para clube assumir dívida de R$23 milhões com o Atlético-MG”

Advogado do jogador alega que tem provas que Raposa havia garantido responsabilidade pela multa

Por Roberto Maleson — Rio de Janeiro

Novo capítulo da novela envolvendo o atacante Fred, o Atlético-MG e o Cruzeiro. Após Fred ser intimado a pagar R$ 23 milhões pela saída do Galo para a Raposa no fim de 2017, o jogador ajuizou ação nesta quarta-feira em busca de uma transferência de responsabilidade do débito para o Cruzeiro. O processo corre em segredo de justiça na 2ª Vara do Trabalho, do TRT-3, de Minas. Procurado pela reportagem, o Cruzeiro informou que não comenta processos em andamento.

Aí me lembrei da entrevista feita pelo Heverton Guimarães e equipe no programa 98 Esportes, sexta-feira passada, 29, sobre o futuro do Cruzeiro, que poderá se tornar empresa. Falou de “Cruzeiro Velho” que terá prazo de 10 anos para pagar as dívidas e o “Cruzeiro Novo”, que vai começar sem dívidas mas que terá que destinar 10% de tudo que o clube arrecadar para quitar os débitos do “velho”. Está tudo neste link: https://98live.com.br/programas/98-esportes/98-esportes-29-10-21 e aqui um resumo, publicado no portal da Rede 98:

* “Empresário Régis Campos detalha transição do Cruzeiro para a SAF”

Em entrevista ao 98 Esportes, Régis Campos detalhou como as dívidas do Cruzeiro serão pagas após a transição para a SAF.

O empresário Régis Campos concedeu entrevista ao programa 98 Esportes, da Rede 98, nesta sexta-feira (29) e abordou aspectos importantes com relação à transição do Cruzeiro para Sociedade Anônima do Futebol. Régis detalhou o faturamento do Cruzeiro com o projeto e a expectativa para reerguer o clube nos próximos dois anos:

“Se vender 49% do Cruzeiro novo, vamos assim dizer, por R$ 300 milhões, R$ 350 milhões. Então esse dinheiro é para que? É para sustentar o futebol, pra gente ir para a Série A, onde você passa a ter receita né? De várias fontes. O projeto é esse, ano que vem subir para a Série A para disputar 2023 na Série A e já vem um monte de outras receitas. O orçamento para o ano que vem de R$ 70, 80 milhões ainda está sendo feito, mas não vai passar disso aí, com jogadores de Série A e vários jogadores do elenco atual não vão compor. Aí não tem problema porque se você arrecada R$ 300 milhões… Quem tem que pagar esse Transfer Ban é o Cruzeiro velho, pode antecipar a parte que o Cruzeiro tem nas arrecadações de 20%, paga isso aí, isso não é problema, R$ 13 milhões para pagar, aí você pode contratar jogador.”

Régis Campos também explicou como será feito o pagamento das dívidas antigas do clube e como acontecerá a transição dos contratos vigentes de jogadores e funcionários:

“ Os jogadores que estão no Cruzeiro hoje com contrato vigente, esses jogadores que forem transferidos para a SAF à partir de dezembro, é um novo contrato, um contrato novo com a SAF que é um novo CNPJ, então toda a base vai vir, com todos os funcionários da Toca I, Toca II e os jogadores que não mostrarem um bom rendimento vão ficar no Cruzeiro velho que vai fazer a dispensa deles. As dívidas de Edilson, de Fred estão lá no Cruzeiro velho que deve R$ 860 milhões. Então, essa dívida vai ficar lá, se você ler a lei que foi aprovada, não se misturam as dívidas do Cruzeiro velho com a SAF nova, a SAF é zero dívidas.”

Ainda sobre as dívidas em aberto, Régis explicou que o Cruzeiro “velho” não terá como quitar os débitos em 2022, já que não haverá recursos. À partir de 2023, o clube ficará com 20% da arrecadação da SAF, receita que será utilizada para abater as dívidas.  O empresário ainda revelou que o presidente da Raposa, Sérgio Santos Rodrigues, segue se movimentando nos bastidores , buscando um empreendimento que pode render até R$ 300 milhões para os cofres do Cruzeiro:

“ O Sérgio Rodrigues está se movimentando, ele pretende fazer um shopping no Barro Preto, é um quarteirão inteiro, estilo Cidade Jardim, aqui em São Paulo, embaixo o Shopping com prédios em cima, isso é um empreendimento que pode gerar R$ 200 milhões para o Cruzeiro, R$ 300 milhões, depende do estilo que eles forem fazer aquilo ali. O Cruzeiro continua com o patrimônio dele inteiro, o Cruzeiro velho, então isso aí vai ajudar a pagar essas dívidas mais a receita, mas o Cruzeiro terá um prazo por lei de 10 anos para pagar essas dívidas.” 

https://98live.com.br/esporte/cruzeiro/empresario-regis-campos-detalha-transicao-do-cruzeiro-para-a-saf


Itatiaia contrata Henrique André e Guilherme Piu para reforçar a equipe de esportes

Dois dos melhores e mais respeitados nomes do jornalismo mineiro agora são da Rádio Itatiaia: Henrique André (direita) e Guilherme Piu, que eram do Uol, foram contratados para reforçar o time comandado pelo Michel Ângelo e coordenado pelo Alexandre Simões. Ambos trabalharam também no Hoje em Dia, outra escola importante do nosso jornalismo. Vão se dedicar bastante também às redes sociais da rádio, que está investindo muito no mundo digital.

Tive o prazer de trabalhar de trabalhar com o Henrique André, quando ele estava começando, na BH News TV.

O Leo Figueiredo, comentarista já consagrado da Itatiaia, deu as boas vindas a eles via twitter:

“@leofigueiredomg Bem-vindos!! Craques!!! @radioitatiaia @ohenriqueandre @guilhermepiu”

O Flávio Anselmo Jr., fez um comentário muito legal, com o qual concordo plenamente:

@FlavioAnselmoJr “Renova-se a minha esperança do jornalismo esportivo mineiro dar mais importância ao jornalista e menos aos personagens. Sucesso pra vc @ohenriqueandre e o Guilherme. Abs.”
***
Assino embaixo!

Com nervos à flor da pele, Galo faz o dever de casa, mantém diferença e empurra o Grêmio, que fez ótima partida

O que é o futebol. Parecia que era o Grêmio que liderava o campeonato com larga vantagem em relação ao segundo colocado. Em 10 minutos de partida desperdiçou várias oportunidades, com direito a duas bolas na trave. O Atlético encolhido e não se encontrava. Mas, aos 12, em contra ataque, Zaracho abre o placar. Mesmo assim o time gaúcho continuou em cima, jogando melhor.

No segundo tempo, Cuca resolve fazer o que deveria ter feito desde o começo: Jair no time, no lugar do Tchê Tchê. Era de se imaginar que o meio campo atleticano estaria arrumado e que o Grêmio fosse “amansado”. Nada disso. Aos 10 minutos Arana entrega uma bola para que Campaz empatasse o jogo.

Aos 24 outra mexida do Cuca para consertar o time: Mariano no lugar do Guga, que não tem bola para jogar no Atlético. Titular então, jamais. Aos 25 novas mudanças, saindo Hulk, que foi mal esta noite, dando lugar para Vargas; Savarino no lugar de Zaracho, que correu demais e fez muito boa partida, Aos 29, Nacho cobra falta, Campaz corta a trajetória da bola com o cotovelo e o árbitro Luiz Flávio Oliveira marca pênalti, depois de consultar o VAR. Vargas bateu com perfeição, forte no canto esquerdo, rasteiro. Não fosse perfeito o goleiro Gabriel, com seu 1,92 de altura teria defendido. Quase tocou na bola.

O time fez um jogo ruim, mesmo empurrado por 56.624 pagantes, com renda de 1.775.474,50. É isso mesmo. Reta final de competição, pressão por vitórias, principalmente dentro de casa e adversários cada vez mais desesperados, como o Grêmio, e seu elenco dos mais caros do futebol brasileiro.

E o repórter da TV que perguntou aos jogadores do Atlético se jogar com o Mineirão cheio “dá mais motivação”? Impressionante.

Grêmio, vice lanterna, apenas 26 pontos, em situação delicadíssima.


Atlético x Grêmio, na luta pelo título e pela permanência na Série A.

Grande clássico e grande tensão em função do que está em disputa por cada time. O Galo precisa fazer o “dever de casa” para continuar líder com folga; o Grêmio luta desde o início do campeonato contra mais um rebaixamento, apesar de ter um dos elencos mais caros do país. Os times prováveis:

Atlético
Everson, Mariano, Réver, Junior Alonso e Arana; Allan, Jair, Zaracho e Nacho Fernandez; Hulk e Diego Costa.
Técnico: Cuca

Grêmio
Breno, Vanderson, Geromel, Ruan e Cortez; Thiago Santos, Lucas Silva e Villasanti; Ferreira, Douglas Costa e Borja
Técnico: Vagner Mancini

Às 21 horas, no Mineirão, com arbitragem de Luiz Flávio de Oliveira – FIFA/SP, auxiliado pelos também paulistas Alex Ang Ribeiro e Miguel Cataneo Ribeiro.

Comandando o VAR: José Cláudio Rocha Filho (FIFA/SP


Página 4 de 1.230« Primeira...23456...102030...Última »