Blog do Chico Maia

Acompanhe o Chico

O Atlético em discussão: teve erro de arbitragem sim, mas que está faltando futebol, está!

Pelas circunstâncias o empate em Bragança Paulista foi bom, mas entre a fala do técnico do Atlético (dizendo que o time melhorou) e a de torcedores mais lúcidos, fico com a do Renato Braga, que escreveu em minha página no Facebook:

“Time não ganha há 5 jogos… jogando mal. E o problema é a arbitragem! Agora cadê a imprensa para criticar decisões erradas desse treinador fraco? Pq o time não marca a saída de bola do adversário ,pq o meio campo está uma mãe para os outros times??? Time totalmente desligado,desconcentrado,nervoso,sem marcação! E aí focam na arbitragem!”


Disputa por duas vagas na primeira divisão mineira é a mais difícil das últimas décadas

Nosso Democrata Jacaré conseguiu um empate heroico em Uberaba ontem: 2 x 2 com o Zebu. Fará sua segunda partida em casa, neste domingo, 15h30, contra o Nacional de Muriaé, e precisa muito da torcida presente na Arena. O time tem boas perspectivas de conseguir uma das duas vagas do acesso à primeira divisão estadual, mas vai ser na garra, no empenho do grupo montado, e muito bem dirigido pelo Paulinho Guará. A concorrência é fortíssima, contra clubes adotados por empresários e políticos, que estão despejando dinheiro neles. Contrataram comissões técnicas e jogadores caros, enquanto o Democrata trabalha dentro do seu orçamento “conta do chá”, porém, sem atrasar salários, cumprindo rigorosamente com os seus compromissos.

Ilustrações: Globoesporte.com

Para que tenham ideia do nível de dificuldade do campeonato, o time empatou com o Betim (líder com 8 pontos), no campo deles, venceu o Varginha na Arena do Jacaré, perdeu para o Boa, fora de casa, e empatou com o Uberaba, também fora. E mesmo assim está na oitava posição, com 5 pontos, mesma pontuação do Tupynambás de Juiz de Fora, que está em quarto, além do Uberaba, Nacional e Luziense, também 5.

Ou seja, domingo, este jogo vale seis pontos, já que o Nacional é concorrente direto. Em casa, o Jacaré não pode perder pontos, e a torcida é fundamental para motivar e ajudar a empurrar o time.

Próxima rodada:

Só pedreiras


Mais um empate do Atlético, porém, hoje com participação da arbitragem, de muitas lambanças na partida

Foto: twitter.com/RedBullBraga

O técnico Mohamed disse que ficou satisfeito porque o time reagiu bem à derrota para o América e jogou com mais comprometimento neste empate com o Bragantino, lá. Mais ou menos isso, mas nem tanto. O primeiro tempo do Galo foi fraco e no segundo, realmente merecia vencer. Sem Hulk e com a arbitragem claramente com má vontade, a ponto de influenciar no placar, é preciso valorizar o empate desta noite.

Até os analistas da imprensa fora de Minas estão dizendo que a campanha sacana e mentirosa para jogar os árbitros contra o Atlético está surtindo efeito. Na dúvida, a cambada que conduziu a partida marcava contra o Galo. Quando o time está afiado, isso passa batido, mas quando a bola está a conta do chá ou nem isso, caso atual, aí dana tudo.

O miolo de zaga continua vacilando e o gol saiu ali, na falta de marcação, posicionamento errado. De novo, sem Mariano, é como se jogasse com um a menos, já que Guga é fraco demais. Nacho tem sido o melhor do time e mais uma vez, fez um belo gol, que contou com a ajuda do goleiro Cleiton. Barreira mal feita e ficou atrás dela, abrindo um canto inteiro para o argentino chutar.

Mas, a arbitragem foi mais assunto que o futebol praticado pelos dois times. Henrique André, da Itatiaia, escreveu:

@ohenriqueandre “Só não entendi porque o árbitro estava analisando o toque, se já havia observado o impedimento.”

Cândido Henrique, de O Tempo:

@candidoh “Tá muito clara qual a orientação da arbitragem.”

Fernando Martins

@martinsymiguel: “Árbitro e VAR marcam a única coisa que não houve no lance, que foi o impedimento. O ataque do Hurtado à bola habilita o Arana. Atlético prejudicado em Bragança Paulista.”

Héverton Guimarães, da Band:

@hevertonfutebol “Atlético prejudicado pela interpretação arbitragem no lance do penal anulado. Houve desvio e a ação aponta pra desconsiderar o impedimento de Arana. Pq o árbitro seguiu observando o lance no VAR se deu impedimento? Não entendi. Em tempo: Atlético não ganha duelos individuais.”

Fred Ribeiro, do Globoesporte.com

@fredfrm “Lance bem confuso e com dúvidas. O gestual do árbitro foi impedimento de Arana. Mas, então, qual o motivo para ele rever o toque do Ortiz? No replay, Hurtado eleva a perna em direção da bola, o que anularia o impedimento. Agora é ver o áudio a ser liberado pela CBF #trnabi

Murilo Rocha, da Band News FM

@EuMuriloRocha: “O VAR é completamente imprevisível. A única coisa que funciona é a Janete Mara Arcanjo. Geralmente, a avaliação dela do lance é o que será marcado ao contrário.”

Nacho comemora mais um gol


Pressão pra todo lado no Bragantino x Atlético, daqui a pouco. Na seleção de Tite, Arana e só mais um, em ação no Brasil

Não convocar Hulk é uma burrice tremenda do técnico da seleção e dos dirigentes que palpitam nessas convocações, mas para a torcida do Atlético, ótimo, já que não perde o seu artilheiro no Brasileiro. Já sofre desfalque absurdo pela convocação do Arana, para estes amistosos de datas FIFA, que pouco ou nada acrescentam. Na lista, que atuam no Brasil, só o lateral esquerdo do Galo e Danilo, do Palmeiras.

Arte: Globoesporte.com

Importante mesmo é o jogo desta noite, 20h30, em Bragança, contra o Bragantino, osso duro de roer.

Pressão da torcida sobre o técnico Mohamed, sobre a diretoria e sobre os jogadores para que o time volte a vencer e convencer.

Curiosidade total sobre o comportamento do Turco, dentro e fora das quatro linhas. Quando esteve pressionado assim, ano passado, Cuca pediu 10 dias para ajeitar as coisas. Conseguiu em quase 30 e o time deslanchou. Acertou a escalação inicial correta, a fórmula tática para cada jogo e terminou a temporada bem demais. Só faltou a Libertadores. Grudou até nas tradicionais crendices dele, medalhinha de Nossa Senhora Aparecida, principalmente, mas deu tudo certo. Vamos ver o que o comandante argentino arruma.


Com dois belos gols, sem dificuldades, América vence novamente o CSA e segue na Copa do Brasil

O Thiago Reis, que acompanha de muito perto o América, destacou virtudes do time sob o comando do Wagner Mancini:

“@thiagoreisbh

Incrível a maturidade que o Mancini trouxe ao jogo do @AmericaMG

Antes o time igualava a preguiça do adversário. Hoje contra um time mais fraco como o CSA, América consegue controlar a partida totalmente. Quando o adversário é melhor, ele ganha na disposição, tipo o fds!”
O Thiago Prata contou no Hoje em Dia, como foi a vitória do Coelhão:

“América volta a vencer o CSA e se classifica às oitavas de final da Copa do Brasil”

Thiago Prata – @ThiagoPrata7

Sem sustos e promovendo mudanças em sua equipe titular, como o retorno de Marlon na ala esquerda e o ingresso de Cáceres na lateral direita, o América venceu o CSA por 2 a 0, com gols de Índio Ramírez e Rodriguinho, no Independência, nesta terça-feira (10), pela partida de volta da terceira fase da Copa do Brasil, e avançou às oitavas de final. O Coelho já havia ganhado o duelo de ida por 3 a 0, em Maceió.

Além da vaga na próxima etapa do torneio, o Alviverde garantiu mais R$ 3 milhões aos seus cofres, por conta da classificação.

Agora, o time comandado pelo técnico Vagner Mancini passa a pensar no Campeonato Brasileiro. Neste domingo (15), às 17h30, o América visita o Coritiba, no Couto Pereira. Atualmente, o Coelho ocupa o quarto lugar da competição por pontos corridos, com nove pontos.

O jogo

O América demorou apenas três minutos para abrir o placar e aumentar sua vantagem contra o CSA. Índio Ramírez arriscou da entrada da área e contou com um desvio da defesa adversária para mandar a bola no ângulo direito do goleiro Marcelo Carné.

O time mineiro chegou a estufar as redes ainda na etapa inicial com Felipe Azevedo. No entanto, a arbitragem assinalou falta de Conti em cima de Lucas Marques no lance e anulou o gol.

A vantagem foi ampliada no segundo tempo, com Rodriguinho anotando um golaço, aos 38 minutos. E olha que poderia ter sido mais, já que o Alviverde criou outras boas oportunidades. No placar agregado: 5 a 0. Classificação incontestável.

FICHA TÉCNICA

AMÉRICA 2 X 0 CSA

América
Jailson, Cáceres, Maidana, Conti e Marlon; Lucas Kal, Juninho Valoura (Rodriguinho) e Índio Ramírez (Arthur); Gustavo (Kawê), Felipe Azevedo (Pedrinho) e Henrique Almeida (Aloísio)
Técnico: Vagner Mancini

CSA

Marcelo Carné; Lucas Marques, Werley, Douglas Nascimento (Igor) e Ernandes (Marcel); Giva (Yann Rolim), Gabriel e Felipe Augusto (Diego Renan); Osvaldo (Luiz Henrique), Dalberto e Bruno Mezenga
Técnico: Mozart

Motivo: jogo de volta da terceira fase da Copa do Brasil
Data: 10 de maio de 2022 (terça-feira)
Local: Independência
Cidade: Belo Horizonte
Arbitragem: Rafael Traci, auxiliado por Henrique Neu Ribeiro e Jonny Barros de Oliveira, todos catarinenses
Cartões amarelos: Rodriguinho (América); Douglas Nascimento, Bruno Mezenga e Igor (CSA)
Gols: Índio Ramírez aos 3 minutos do primeiro tempo; Rodriguinho aos 38 do segundo tempo.


Ônibus e torcedores do Grêmio atacados a pedradas nas imediações do Independência. Polícia só deu conta de prender um criminoso

Enquanto este tipo de crime tiver o tratamento manso que tem, das polícias e da justiça, essas gangues vão continuar agredindo e matando, nos estádios, nas imediações e nos bairros aonde eles acertam as brigas. Ontem, novamente perto do estádio Independência e as vítimas foram os torcedores do Grêmio.

O mais impressionante nessa reportagem do Estado de Minas é a demonstração de passividade e fragilidade da Polícia Militar: “Alguns policiais que faziam a cobertura da área e depois do ataque tiveram que recuar e pedir apoio. De acordo com os agentes, o tumulto era muito grande e eles não conseguiam conter os vândalos…”

E “Além do veículo, torcedores agrediram militares que estavam no local e o motorista do ônibus”.

Que coisa!

***

Em tempos não muito distantes o porrete descia e essa cambada temia tanto a PM que uma dupla de policiais teria posto este marginais para correr.

* “Homem suspeito de apedrejar ônibus da torcida do Grêmio é preso”

Vídeo mostra diversos ataques conta coletivo de torcedores do Grêmio, após jogo nesse domingo, em BH

Um homem de 32 anos foi preso suspeito de apedrejar o ônibus da torcida do Grêmio e de agredir policiais em Belo Horizonte, na noite desse domingo (8/5). O vandalismo foi nas imediações da Arena Independência, no Bairro Horto, Região Leste da capital mineira.

Na ocasião, torcedores utilizaram pedras, bastões e porretes para danificar a estrutura do veículo que estava estacionado próximo ao estádio. O ataque foi após o jogo do Cruzeiro contra o Grêmio nesse domingo, pela 6ª rodada da Série B.

De acordo com a Polícia Militar (PM), o ônibus estava estacionado em uma área isolada por militares quando um grupo de pessoas com roupas do Cruzeiro começou os atos de depredação.

Além do veículo, os criminosos apedrejaram os militares que estavam no local, e agrediram os agentes com barras de ferro e porretes de madeira. O motorista do veículo também foi agredido.

Alguns policiais que faziam a cobertura da área e depois do ataque tiveram que recuar e pedir apoio. De acordo com os agentes, o tumulto era muito grande e eles não conseguiam conter os vândalos.

Apenas uma pessoa foi presa. De acordo com a corporação, o suspeito participava ativamente do tumulto.

Os militares ficaram feridos mas recusaram atendimento médico.

https://www.em.com.br/app/noticia/gerais/2022/05/09/interna_gerais,1365191/homem-suspeito-de-apedrejar-onibus-da-torcida-do-gremio-e-preso.shtml


Em sexto lugar no campeonato, o time do Atlético em discussão: de salto alto à falta de preparo físico e capacidade do treinador

Não sou desses que pedem a cabeça do treinador nos primeiros tropeços. De tudo que tenho visto, lido e ouvido sobre o Antônio Mohamed, uma conclusão: diferentemente de antecessores, como Cuca e Levir Culpi, as mexidas dele durante a partida não surtem os efeitos desejados.

E um alerta que precisa ficar no radar: perdeu pontos preciosíssimos para Coritiba, Goiás e América.

Lendo os comentaristas aqui do blog, na maioria, opiniões contrárias ao trabalho do Turco, mas há também que defenda e aqueles que acham está tudo normal, por enquanto. Selecionei alguns, para a apreciação das senhoras e senhores.

O primeiro, precisa ser refletido por todos os alvinegros, já que trata de uma suspeita perigosa: o “já ganhou”! Será que está havendo “salto alto”, do time e da torcida?

Quem deu este cutucão foi o americano Flávio Azevedo, que escreveu depois da vitória do Coelho:

“Procurando a turminha dos 6 pontos garantidos…chorem nas linhas abaixo…”

 

Tem comentário vindo até da Suíça, que agradeço, e o que nos honra muito, como o do Ney Silva:

“É nítido que o Atlético está mal fisicamente, o time está morto e também não joga mais compacto como ano passado. Existe um buraco entre defesa, meio e ataque. Podem mim cobrar, o problema está no preparo físico , quem é o preparador físico do Atlético? Saudações alvinegro aqui da Suíça.”

 

Raws Miranda

Passada a raiva pela péssima atuação, deixo meu ponto de vista.
Concordo com o colega aqui que exalta a boa atuação do América, aliás, os outros adversários também correram mais que o normal contra o Galo. Só que isso não apaga nossos erros e também queda de rendimento.
Jair e Zaracho não estão jogando 40% do que jogaram no ano anterior e isso sobrecarrega Alan e nossa defesa.
O Turco pode até ter sua parcela de culpa, mas eu temia uma certa soberba depois de ganhar tanto. Quem garante que se Cuca estivesse nesse ano aqui, não enfrentaria certas dificuldades? As coisas vão melhorar.

 

Ed Diogo

Chico foi simples assim, não foi o galo que jogou mal ou foi mal escalada ou o Turco não é bom treinador, foi o Mancini que teve méritos e coragem de ir para cima e encarar o Atlético de estudar como o Galo joga de arrumar um esquema tático diferente dos outros jogos. O América jogou muito queiram vocês aceitem ou não, e o Atlético também não jogou mal os dois goleiros excelentes por sinal jogaram muito tiveram muito trabalho e na minha opinião o melhor em campo foi o Jailson seguido de perto pelo Everson. Os jogadores entenderem o que o Mancini queria e deram a vida pelos três pontos. Jogo bonito de se ver , bem disputado onde qualquer um poderia vencer , porém como já disse foi um ótimo jogo do América, este foi o problema.
Acredita Coelhão

 

Antônio Silva

Vacilada do Allan, um dia o Galo ia perder para o América; embora não goste das escalações e mexidas do Turco. Parmêra empatou com o Flu dentro de casa e o Flamengo perdeu para o Botafogo. Não é só o Galo que está vacilando.

 

Paulo F

Eu vejo futebol de uma forma mais simples… A escolha dos jogadores titulares é a parte mais importante do trabalho do técnico. Vendemos Savarino, então só temos Keno, Ademir e Savinho de jogadores que atuam pelas pontas e possuem velocidade… muito pouco. Ele escalou 4 no meio campo, então acaba que Nacho e Zaracho tem que atacar, mas não são atacantes, o time perde criação e o meio fica embolado. Não concordo com 4 no meio campo contra times pequenos…

 

Horário Duarte

Perder é muito ruim, mas acontece e podia ter sido pior. O cuei vei para definir o campeonato e jogou para ganhar. Ainda bem que o Galo foi melhor na libertas.

Na minha opinião a defesa do Galo é lenta e joga muito recuada, dá muito espaço, mas os meias e os pontas conseguiam segurar, suprir a falta de velocidade no reposicionamento. Agora não estão conseguindo. Este ano estamos com muita gente machucada, ou que já foi embora e o meio tem errando bastante. Jogadores importantes estão muito abaixo do que jogaram ano passado.

Na frente temos criado bastante, com muitas finalizações, mas errando muito, muita afobação, azar em algumas e o goleiro do cuei pegou muito, só ele evitou uns 2 ou 3 gols. Acho que o Ulk depois do nascimento da filha não jogou após 20 do segundo tempo, parece cansado, não deve estar dormindo. Espero que não sejam as “propostas” de outros times.

O Galo tem oscilado, não está em sua melhor fase, muitos jogadores estão devendo, mas não vamos ficar desmerecendo a vitória do cuei jogando a culpa nos erros individuais ou do técnico. Tivemos muitas chances e muitos erros, o adversário ganhou por seus próprios méritos.

Futebol é no campo.

 

Gilberto Costa

Atualmente temos o Galo SAMPAMEL. Leva gols como o time do Sampaoli, e não os faz, como o time do Dudamel. Talvez em Junho, o Turco não seja mais o treinador do Galo. Mas aí já estaremos na parte de baixo no brasileiro e fora da libertadores.

 

Fred Bhte

Sem querer parecer profeta do acontecido, era provável que Mancini vencesse essa partida. Ele soube ler os confrontos que se repetiram nas ultimas semanas, enquanto o treinador alvinegro bagunçou um elenco que já estava encaixado. Fez um time encaixado (principalmente na defesa) virar time de junta-junta de fim de ano da firma. Mérito do América, que não tem nada com isso e foi competente no que se propôs.

 

Jesum Luciano da Silva

Mandaram Nathan, hyoran, dentre outros para escanteio e para piorar as peças de reposição que trouxeram piorou o time, ainda inventaram um turco_ argentino que pode entender de tudo menos de gerenciamento de grupo, cada dia que passa o time vai caindo de produção, frouxo na marcação e bola no Hulk para resolver sozinho, que continuem passando pano para ver o tamanho do prejuízo, não tenho nada pessoal contra ele mas para treinar o galo tem que ser mais efetivo, ou vão esperar distanciar da ponta da tabela para correr atrás do prejuízo, com ele vai é colecionar mais derrotas, ganhar supercopa, Rural não serve de parâmetros para ficar nesta babação e esconder o péssimo futebol apresentado número de vitórias do campeonato rural.

 

Carlos Antonio Brito Brito

Chico Maia, para os cornetas, nada de drama

Uma derrota natural de jogo.

Arana e Mariano fizeram falta, fato!

Esse negócio que temos 22 titulares caiu por terra nesse jogo.

Ademir é fumaça, mostra que é jogador para os 15 últimos minutos!

Falha técnica do espetacular Alan teve peso.


Vitória sobre o Grêmio leva o Cruzeiro à melhor campanha dos três anos na Série B, com 13 pontos em 18 disputados

Foto: twitter.com/Cruzeiro

Grande jogo no Independência, principalmente no segundo tempo. Outra vez Edu fez a diferença, num time bem treinado, cheio de vontade e que erra poucos passes.

O Victor Martins, no Uol, lembrou números animadores dessa campanha do Cruzeiro em relação às anteriores na luta pelo retorno à Série A:

*  “A boa temporada do Cruzeiro em 2022 faz com que o time quebre marcas negativas registradas nas suas duas primeiras participações na Série B. Hoje (8), foi a vez de voltar a vencer três partidas consecutivas na competição após 79 rodadas. Ao bater o Grêmio por 1 a 0, na Arena Independência, a Raposa repetiu um feito que não conseguia desde a terceira rodada da Segunda Divisão de 2020.

Os triunfos sobre Londrina, Chapecoense e Grêmio repetem a série alcançada quando o Cruzeiro bateu Botafogo-SP, Guarani e Figueirense, nas três primeiras rodadas daquele ano. À época, sob o comando de Enderson Moreira, a sequência de vitórias não significou um grande avança na classificação, já que o clube estava punido pela Fifa, com a perda de seis pontos, pela dívida com o Al Wahda, dos Emirados Árabes, pelo empréstimo do volante Denilson.

Agora, a situação é completamente diferente, tanto que o Cruzeiro chegou aos 13 pontos, em 18 possíveis. A Raposa tem a mesma pontuação do líder Bahia, mas perde nos critérios de desempate. O Tricolor baiano tem sete gols de saldo, contra apenas três dos mineiros.” www.uol.com.br/esporte/futebol/ultimas-noticias/2022/05/08/apos-79-rodadas-cruzeiro-volta-a-vencer-tres-partidas-seguidas-na-serie-b

No Hoje em Dia, o Thiago Prata destacou a satisfação do técnico Paulo Pezzolano:

* “Pezzolano parabeniza jogadores e torcida da Raposa e admite alívio: ‘precisava ganhar um clássico’”

Thiago Prata – @ThiagoPrata7

Staff Images/Cruzeiro

O técnico Paulo Pezzolano parabenizou os jogadores pelo triunfo por 1 a 0 sobre o Grêmio neste domingo (8), no Independência, pela sexta rodada da Série B do Campeonato Brasileiro, e à China Azul pelo apoio dado durante todo o duelo.

“Necessitava ganhar um clássico. E para mim foi um clássico. (…) O torcedor está 100% com a gente. Não ficou desesperado. Está entendendo (a Série B) e ajudando muito a gente. Muito obrigado a todos que estão nos apoiando. E parabéns a todos os jogadores”, comentou o treinador, que prometeu uma evolução de sua equipe.

“Esqueçam 2020 e 2021. Não dá para ficar pensando no passado. (…) O Cruzeiro agora não pode estar 99,9% em campo. Tem que estar 100%”, comentou.

E viu com naturalidade a pressão sofrida em parte do segundo tempo. “Sempre vai aparecer alguma coisa nova. Fizemos o gol rapidamente. Quero que joguem como atuaram no primeiro tempo. Às vezes não dá para fazer o mesmo no segundo. Mas o time está evoluindo. E por mais que a gente ganhe, a equipe vai oscilar”, afirmou.

Os azuis se preparam para encarar o Remo na quinta-feira (12), às 19h30, no Independência, pelo duelo de volta da terceira fase da Copa do Brasil – o confronto de ida terminou com triunfo dos paraenses, por 2 a 1.

Pela Série B, a Raposa terá o Náutico como próximo oponente, no domingo que vem (15), às 16h, nos Aflitos, em jogo válido da sétima rodada do torneio.

https://www.hojeemdia.com.br/esportes/cruzeiro/pezzolano-parabeniza-jogadores-e-torcida-da-raposa-e-admite-alivio-precisava-ganhar-um-classico-1.898348


O América venceu porque foi melhor, e vira a noite como vice líder do Brasileirão

De forma surpreendente o América foi pra cima e encurralou do Atlético que não conseguia sair do seu campo de defesa. Aos oito minutos o Allan colaborou para que o Coelho abrisse o placar. Tentou sair da área driblando, perdeu a bola para o Henrique Almeida, que tocou para o Juninho que sofreu pênalti. Maidana bateu muito bem, e fez 1 a 0.

Antes, Juninho perdeu uma grande oportunidade. Minutos depois do gol, Gustavinho desperdiçou outra. Até os 25 o América continuou mandando na partida, quando o Atlético começou a se encontrar. A partir dos 35 o Galo conseguiu dominar e obrigar o Jaílson a fazer grandes defesas.

Hulk muito bem marcado, reclamava demais da arbitragem e não conseguia achar espaço para jogar. Ademir se mexia, mas conseguia levar vantagem sobre a defesa americana. Nacho, sem inspiração, inexistia.

O Atlético sem os seus laterais teve enorme dificuldade para criar e predominar no campo ofensivo. Mariano e Arana fazem falta demais. Guga é um enganador contumaz. Muito bom de marketing pessoal, ataca mal, defende pior ainda. Neste jogo, Rubens apenas marcou, estava inseguro para atacar.

No segundo tempo, o time retornou com mais intensidade mas esbarrou na ótima atuação da defesa do América. Até Maidana esteve impecável. Aos 10 minutos a torcida pediu Keno e o técnico Mohamed atendeu. Retornava de contusão, fora de sua melhor condição, mas teve alguns lampejos do ótimo jogador que é. Aos 24, Hulk recebeu quase na marca do pênalti, de costas, deu uma bicicleta, a bola pegou na trave e Nacho, de cabeça, empatou. A arbitragem deu impedimento, mas o VAR validou. O jogo melhorou, os dois times continuaram buscando o gol e aos 35, Cáceres deu um chutaço, depois de um grande contra ataque americano. Era o gol da vitória americana, que mereceu o placar.

Éverson ainda fez grandes defesas, o mesmo ocorreu com o Jaílson, atestando que o segundo tempo foi muito bom.

Wagner Mancini brilhando em seu retorno ao América. Antônio Mohamed sofre a maior pressão desde que chegou ao Atlético, com razão. Apenas dois pontos conquistados em nove disputados, contra o Coritiba, Goiás e América. Como ele mesmo disse depois do jogo passado, “há algo errado” e caso ele mesmo não dê um jeito, a diretoria terá que dar.

A arbitragem também foi muito boa. O goiano Wilton Pereira Sampaio, auxiliado por Bruno Raphael Pires e Fábio Pereira. O VAR foi comando por Pablo Ramon Goncalves Pinheiro.

O Coelho entrou na briga dos quatro primeiros, ocupando a vice liderança com nove pontos, mesma pontuação do líder, Corinthians, ultrapassando o Galo, que agora está em quarto lugar, com oito, atrás do Bragantino, que também tem oito.


Atlético x América, 16h30; agora pelo Brasileiro: Galo em terceiro, Coelho em décimo lugar

Foto: @Atletico

Em terceiro, com oito pontos, mesma pontuação do vice líder, Bragantino e um a menos que o líder, Corinthians.so vença, o Galo poderá chegar à liderança, já que os dois times paulistas se enfrentam na rodada, amanhã, 18 horas, em Bragança.

O América é o 10º  colocado, com seis pontos e deverá partir com tudo pra cima, já que não tem nada a perder, pois trata-se de um clássico e se vencer, passa a brigar pelas primeiras posições do Campeonato.

Os prováveis  times:

Atlético

Everson, Guga, Alonso, Réver (Igor Rabello) e Rubens; Allan, Jair, Zaracho e Nacho; Ademir (Keno) e Hulk. Técnico: Turco Mohamed

América

Jailson, Patric, Maidana Éder e João Paulo; Lucas Kal, Juninho e Índio Ramírez; Matheusinho, Pedrinho e Felipe Azevedo. Técnico: Vagner Mancini

Arbitragem goiana e tocantinense:

Árbitro: Wilton Pereira Sampaio (FIFA/GO), auxiliado por Bruno Raphael Pires (FIFA/GO) e Fábio Pereira (TO) VAR: Pablo Ramon Goncalves Pinheiro/RN.

O confronto na história – Rodolfo Rodrigues – @rodolfo1975


Página 4 de 1.260« Primeira...23456...102030...Última »