Blog do Chico Maia

Acompanhe o Chico

América não venceu o Flamengo mas o futebol praticado continua convencendo

Os comentaristas de América 2 x 2 Flamengo foram unânimes em dizer que a partida foi ótima de se ver e muito equilibrada. Pelo que vi nos melhores momentos foi mesmo e o Coelho criou tantas oportunidades quanto o Flamengo e desperdiçou a maioria. Quatro gols de cabeça e Everton Ribeiro fazendo a diferença. Jogou demais.

O comentarista político do O Globo, Bernardo Mello Franco‏, flamenguista fervoroso culpou o técnico pelo empate: @BernardoMF “A bola pune a covardia. Aos 38 do segundo tempo, Barbieri tirou o Diego para retrancar com mais um zagueiro. Quatro minutos depois, gol do América (que quase virou no fim)”


Limitações do Atlético se evidenciam mais uma vez na derrota para um dos piores times do campeonato

Jogo do melhor ataque do campeonato contra a pior defesa. Mas os atacantes do Galo perderam a fórmula dos gols e a defesa, que é uma das mais vazadas, continua tomando. Na metade do primeiro tempo o atleticano Alessandro Luiz‏ @alessandroK7 twittou com cópia para mim e para o Lélio Gustavo @chicomaiablog @LelioMetralha: “alguém tem que falar pra esse Elias que ele não é meia atacante, está deixando a defesa na mão, depois a culpa é dos zagueiros …”.

O Atlético fez um péssimo primeiro tempo, contra um Vitória horroroso. No segundo houve uma considerável melhora, mas num contra ataque, o Vitória fez 1 a 0 e o Galo não teve forças para reagir. O jornalista Vitor Martins resumiu bem mais esssa derrota @victmartins: “Atlético teve 20 bons minutos, mas perdeu chances claras. Time morreu depois do gol. Jogos como esse do Barradão mostram a diferença de quem vai chegar para quem não vai. O sexto lugar é título para esse time do Atlético.”


Na vitória do Cruzeiro sobre o Fluminense o melhor foi o desabafo do Thiago Reis

Foto do Eugênio Sávio, para matar saudade da Copa da África do Sul’2010 e homenagear a esta grande figura humana e excelente repórter Thiago Reis, em frente ao Soccer City, em Joanesburgo, na paz, entre cruzeirenses e atleticanos.

Valeu pela vitória, mas o jogo foi ruim, e o Thiago Reis depois de ouvir os cruzeirenses no “Seu nome, seu bairro”, mandou essa no @thiagoreisb:

“O “cara” que inventou jogo do Brasileiro no sábado às 21:00hs não tem mãe, namorada, amigo e nunca foi em um boteco!!! Ahhhhh paputaquepariuuuu…”

Os detalhes da partida no Superesportes:

“Cruzeiro 2 x 1 Fluminense: Mano explica bate-boca com Marcelo Oliveira no Mineirão”

Discussão ocorreu no segundo tempo, depois de Cruzeiro marcar segundo

Os minutos finais do duelo entre Cruzeiro e Fluminense, nesse sábado, no Mineirão, reservaram uma discussão entre os técnicos Mano Menezes e Marcelo Oliveira na área técnica. Parte do bate-boca foi flagrado pelas imagens de televisão quando o placar já apontada a vitória cruzeirense por 2 a 1. Passado o calor do jogo, Mano explicou as razões do estranhamento com Oliveira na beira do campo. Segundo ele, logo depois de Raniel abrir o placar para o Cruzeiro, no primeiro tempo, o comandante tricolor pediu aos gandulas que acelerassem a reposição de bolas. Em seguida, com o empate, graças ao gol contra de Henrique, o Fluminense abusou da lentidão e de paralisações para fazer o tempo passar. A conhecida cera teria entrado em cena. (mais…)


Na hora do acerto de contas, aqui se faz, aqui se paga? ou vale a Lei do Retorno?

No post anterior falamos do drama vivido pelo Eurico Miranda, que sempre gera polêmicas, por causa do seu estilo e forma de atuar como dirigente. Em dois comentários na postagem isso ficou evidenciado mais uma vez. Inclusive acatei a sugestão de um dos comentaristas, o Raul Otávio Pereira, que sugeriu a palavra “polêmico”, além da palavra “marcante”. Preferi “controverso” e acrescentei lá.

Partindo para este lado, muita gente acredita no ditado “aqui se faz, aqui se paga”, outros  na “lei do retorno”, que pagaremos os males que praticamos no presente, no futuro, em outras vidas. A humanidade está cheia de exemplos, tanto de uma, como de outra situação, perto do nosso convívio ou de gente muito famosa, Brasil e mundo afora. Uma discussão infinita que entra pelo campo religioso, fé, crença e não crença de cada um.

Um ano atrás passei em frente ao Trump Tower em Nova York, que estranhamente deu a impressão, naquele momento, que ali se tratava de uma região costumeira para mim. Aí me lembrei que era naquele prédio, num dos metros quadrados mais caros do mundo, o outrora poderoso José Maria Marin, ex-governador de São Paulo, ex-presidente da CBF, tinha um apartamento. E que ali ele estava preso pela justiça dos Estados Unidos, aguardando julgamento pelas tramóias na CBF/FIFA e etecetera e tal.

De tanto ver fotos nos jornais e reportagens nas TVs envolvendo este prédio, ele me parecia familiar, mesmo sendo a primeira vez em que eu passava perto dele. Pois é!

E o Marin mudou de endereço. Saiu do suntuoso endereço e agora está numa penitenciária novaiorquina. No julgamento, esta semana, ele fez um apelo dramático à juíza que lhe aplicou a sentença. Chorou, falou do sofrimento pelo qual a família está passando e bla, bla, bla… Deveria ter pensado nisso tudo antes de aprontar, não é?

Mas lá a justiça é diferente da brasileira e as súplicas do Marin foram em vão, como as senhoras e os senhores poderão ler nesta reportagem do Globoesporte.com:

* “Marin lê carta e chora antes de sentença nos EUA: “Sou um homem sem futuro””

Ex-presidente da CBF é condenado a quatro anos de prisão por crimes cometidos na época em que comandava a entidade. Confira o conteúdo!

A juíza Pamela Chen, da Corte Federal do Brooklyn, no Distrito Leste de Nova York, condenou nesta quarta-feira José Maria Marin, de 86 anos, a quatro anos de prisão pelos crimes cometidos na época em que foi presidente da CBF, entre 2012 e 2015. Além disso, ele teve US$ 3,35 milhões (R$ 13,6 milhões) imediatamente confiscados e vai ter que pagar multa de US$ 1,2 milhão (R$ 4,9 milhões).

No dia 20 de novembro, haverá outra audiência para discutir o valor que Marin terá de restituir à Fifa e à Conmebol. A partir desta data, o cartola brasileiro terá duas semanas para recorrer da decisão. Nesta quarta-feira, ele levou uma carta para a Corte, leu e chorou antes de conhecer sua sentença. Veja o conteúdo da carta!

CARTA DE MARIN:

“Meritíssima, meu muito obrigado por poder falar hoje, por sua cortesia e decência durante o julgamento. Desde dezembro, quando o julgamento terminou, eu tenho dedicado muitas horas refletindo sobre minha vida em um esforço de entender o que aconteceu. Ao longo dos anos, eu cometi enganos, mas eu sempre tentei conduzir minha vida com dignidade. Estou sinceramente sentido que qualquer pessoa tenha sido ferida com as minhas ações.

O futebol tem sido um grande amor. Inclusive, na juventude, pude pagar assim os meus estudos. Mas agora se tornou um grande pesadelo. Uma realidade que eu estou tentando aceitar. Mas o que mais me preocupa é o efeito que isso tem causado na minha esposa e no resto da minha família (ele chora). (mais…)


A luta do Eurico Miranda contra o câncer

Um dos nomes mais marcantes e controversos do futebol do Brasil e da história do Vasco, Eurico Miranda vive um dos momentos mais complicados da vida. Depois de encarar tumores na bexiga e no fígado nos últimos anos, o ex-presidente do clube e atual presidente do Conselho de Beneméritos, tem batalhado contra um tumor no cérebro.

Reportagem do jornal Zero Hora:

— Espero comemorar mais uns aniversários do Vasco. O tratamento pega muito esse lado emocional mesmo. Não é fácil, mas vamos seguindo. A evolução tem sido boa. Mexe com o coração, mas não com o raciocínio. Acaba afetando a parte motora. Mas estou superando também – afirmou Eurico Miranda, que na última terça-feira se deslocou com auxílio de uma cadeira de rodas durante homenagem da Assembleia Legislativa do Estado do Rio de Janeiro (Alerj) pelos 120 anos de Vasco — disse Eurico, ao site UOL.

Durante justamente esta homenagem da Alerj, Eurico Miranda. se mostrou bastante emocionado. Chorando ao menos em três oportunidades durante o seu discurso – algo raro de ser visto ao longo de sua trajetória pública -, afirmou que o Vasco não vai voltar a ser grande por conta de nunca ter deixado de ser grande. (mais…)


O resultado foi muito ruim, mas o jogo foi bom e o Galo jogou bem

A escalação com jogadores mais ofensivos já mostrava que o Atlético partiria para cima desde o primeiro minuto em busca da vitória. A bola rolou e assim foi, mas faltou o gol. A pontaria alvinegra estava péssima esta noite e nenhuma bola entrou nas muitas oportunidades claras criadas. Ricardo Oliveira não estava inspirado e desperdiçou duas. Elias, que fez um bom jogo, também não aproveitou, assim como Cazares, que fez muito boa partida. No primeiro tempo Nathan foi o destaque, mas caiu de produção no segundo e deu lugar a Luan, que não conseguiu furar a defesa vascaína.

Uma pena, já que a torcida compareceu e empurrou o time o tempo todo. Foram 22.452 pagantes, que voltaram frustrados para casa por causa do 0 a 0, mas na expectativa positiva de que dias melhores virão, com o acerto da pontaria.


Se Luan parar de frescura o Galo pode iniciar uma arrancada contra o Vasco

Foto do Bruno Cantini/Atlético. Primeira rodada do returno, jogo às 20 horas, apito para o gaúcho Leandro Pedro Vuaden. O Galo em busca da terceira vitória consecutiva, com casa cheia, já que mais de 20 mil ingressos já foram vendidos.

Dia 11 de agosto Luan completou 28 anos de idade. Domingo, dia 19, o Atlético conquistou uma grande vitória no Rio, sobre o Botafogo, mas o assunto predominante na imprensa foi o “pití” do atacante, choramingando em entrevista após o jogo, dizendo que não é valorizado por “alguém” no clube. Segundo melhor salário do Atlético (só perde para o Victor), contrato renovado por quatro anos (até 2022), jogador que mais atuou este ano (também só perde para o Victor) e cercado por todas as gentilezas às quais faz por merecer.

E vai para os microfones reclamar de quê? De quem? Mesmo se tivesse motivos deveria resolver internamente o problema e não criar um fato na mídia. Sem motivo, aí que não pode jamais agir deste jeito, pois passa a impressão de criancice, molecagem, que só prejudica o time, que está sendo remontado e tenta se firmar nas primeiras posições da classificação. Ou será que ele está com a síndrome do Neymar e pensa que é real essa estória de “Menino Maluquinho”, a peça infantil do Ziraldo?

Se a reclamação for pelo fato de entrar no decorrer dos jogos ele deveria ter bom senso e lembrar que rende mais dessa forma. Dos cinco gols que fez em 2018, quatro foram depois que saiu do banco de reservas. Se tivesse condição física perfeita, claro que seria titular, mas não tem. Não aguenta 90 minutos. Entrando descansado durante os jogos pega os adversários já desgastados e se aproveita disso para fazer diferença, o que tem sido muito importante para o time. Ele precisa ter consciência da própria importância e também das limitações que possui.

Ou seja: para de frescura Luan!


Grande partida em Porto Alegre com Fábio evitando nova derrota do Cruzeiro

Foto: Globoesporte.com

Muito bom jogo neste 1 a 1 de Grêmio e Cruzeiro em Porto Alegre. Ótima partida cruzeirense no primeiro tempo, que saiu na frente com um chutaço do Bruno Silva, aos 44 minutos. O Grêmio voltou com tudo e empatou por intermédio do Everton aos 14.

Aos 38 o time gaúcho perdeu a grande oportunidade da virada, esbarrando mais uma vez no brihantismo do Fábio para pegar pênaltis. Luan chutou no canto esquerdo e ele defendeu. Muitos colegas da imprensa têm cobrado do Tite uma convocação dele para a seleção. Acho difícil isso ocorrer, em função da ideia do treinador de renovar a seleção e já preparar jovens para a Copa do Catar em 2022. Incompreensível é a competência do Fábio na defesa de pênaltis ser usada como argumento por comentaristas na cobrança por uma convocação. Até parece que a seleção brasileira foi eliminada da Copa da Rússia em decisão por pênaltis.


Outra vitória que dá esperança de ver o América numa competição continental

Foto: Estevão Germano/América

Vencer o Sport em Recife nunca é fácil, para nenhum clube, e o América conseguiu. Suportou bem a pressão pernambucana no primeiro tempo e no segundo viveu situação interessante ao tomar bola na trave logo no reinício e fazer 1 a 0 a um minuto com o Luan. Isso mudou a realidade da partida. Equilibrou bem o jogo e aos 21 Rafael Moura marcou um golaço, em jogada bem trabalhada.

Um time de personalidade, muito bem dirigido pelo Adilson Batista, com grande chance de conquistar uma vaga na Copa Sul-americana de 2019 ao invés de amargar um novo rebaixamento.


Encontro de carros antigos, em um dos maiores e melhores espaços, no menor município de Minas

Estes encontros estão na moda e o Vale das Vertentes recebeu belos e raros automóveis no último fim de semana de julho.

No menor Município do Brasil está um dos melhores espaços de eventos do nosso estado, o “Espaço Lagos de Minas”, na aconchegante Santa Cruz de Minas, com apenas 2,8 Km quadrados. Fica a 187 Km de Belo Horizonte, entre São João Del Rei e Tiradentes, e recebeu o seu primeiro encontro de carros antigos.

Cercado de área verde, às margens da Lagoa Sete Cordões e um requintado salão com capacidade para 2.200 pessoas assentadas, o espaço recebe os mais diversos tipos de eventos, esportivos, sociais e culturais. Com a vantagem de poder hospedar organizadores e convidados ao lado, na Pousada Lagos de Minas com a sua belíssima decoração rústica e estacionamento para 1.500 carros.

Obrigado ao Pablo Pacheco (esquerda) e à Cristiane Nobre que nos enviaram as informações e fotos, inclusive essa, junto com os colegas Saritha Antunes, Carolina Fernandes, Mara Costa (uma das proprietárias da pousada), Anna Branco, Cristiane Nobre, Andréa Andrade, Mozart Borburema e Diego Santiago. A foto é do Edy Fernandes.

Mais informações www.pousadalagosdeminas.com.br/


Página 4 de 1.063« Primeira...23456...102030...Última »