Blog do Chico Maia

Acompanhe o Chico

Torcida americana precisa ajudar a empurrar o time daqui a pouco contra o Tolima

É controlar a ansiedade para garantir os três pontos imprescindíveis dentro de casa.

Todo jogo da Libertadores é decisivo. . .

. . . principalmente o desta noite, 19 horas, no Independência, para as pretensões do América.

A diretoria americana recebeu a diretoria do Tolima, com a cordialidade mineira, ontem.


Cruzeiro vai lidando bem com seus “fantasmas”, supera o sufoco e bate o Londrina

Não vi o jogo, mas vi os melhores lances e deu pra notar que a vitória foi suadíssima, com direito a gol anulado do Londrina, pelo VAR. E um presentaço do goleiro do time paranaense, que deu uma entregada impressionante para o Luvanor garantir o gol da vitória.

Importante é que está pontuando e segunda divisão é isso mesmo, como bem definiu o jornalista Fernando Rocha, em duas twittadas:

Fernando Rocha

@fernandoroch “Essas vitórias que a gente sofre e comemora de verdade contra rivais que nunca imaginamos ter, forma caráter! Uma prova de amor à camiseta. A geração nova, que começa a ir aos estádios agora já aprende o que é ser CRUZEIRENSE! Sāo aos anos 80 parte II!! O CRUZEIRO É GIGANTE!!”

@fernandoroch

“Recentemente numa resenha com um importante jogador do Cruzeiro ele me disse: “A Série B é difícil pq quem vem aqui em BH vira o Bayern e tudo conspira pros caras..” A diferença em 22 é que aprendemos a lidar com esses fantasmas. Segunda vitória seguida em casa! VAMOS CRUZEIRO!”


No empate do Galo no Equador, canal português destaca gol do Felipe Azevedo como o mais bonito da Libertadores 2022 até agora

Ponto precioso conquistado pelo Atlético em Guaiaquil, neste 1 x 1 contra o Independiente Del Vale.  Fez gol logo aos sete minutos, Hulk mais uma vez, e poderia ter ampliado em duas outras oportunidades, com Arana e o próprio Hulk. Fez um grande primeiro tempo. No segundo os donos da casa cresceram. Empataram aos cinco minutos, com Sornoza, e tiveram pelo menos duas grandes chances desperdiçadas também.

Assisti o jogo pelo Sportv 2, de Portugal.  https://www.facebook.com/SPORTTVPortugal/

Ótima transmissão e bons comentários, inclusive. No intervalo eles mostraram os 10 gols mais bonitos da Libertadores até agora. Muito legal ver o América sendo destacado por causa do gol do Felipe Azevedo contra o Galo. O mais bonito até agora, de acordo com a transmissão portuguesa. O comentarista se aprofundou sobre a rivalidade entre Atlético e América e destacou que o Ademir era do Coelho, e é considerado como a grande contratação do “Gualo” para a temporada 2022. Deve ter perdido o papel em que estava o nome de Belo Horizonte e titubeou ao falar que os dois clubes são mineiros e “vizinhos”, da mesma “região”, mas que o América não tem o mesmo poder financeiro para contratar jogadores, como o Atlético.

Sobre a partida, comentarista e narrador concordaram na opinião de que o Atlético parece ter se cansado depois dos 25 do segundo tempo, possivelmente em função da altitude. “O Ulk” e seus companheiros estão torcendo para o jogo acabar rápido”, disse um deles. Que houve equilibrio na maior parte do jogo, que o empate foi justo, mas se qualquer um vencesse teria ficado de bom tamanho.

Felipe Azevedo, em foto do Mourão Panda/América


CBF manda 10 da comissão de arbitragem embora de sua folha de pagamentos. Até o José Roberto Wright e o chefe do VAR, dançaram!

Sérgio Corrêa (esq.) estava na CBF desde 2006. Ao lado dele,  José Roberto Wright — Foto: Kin Saito/CBF

Uma boa notícia dada pelo Wellington Campos, da Itatiaia:

@wellingcampos ”Demissões na CBF: 10 membros da Comissão de Arbitragem foram demitidos hoje: José Roberto Wright, Sérgio Corrêa, Coronel Marinho, Manoel Serapião, Coronel Monção, Almir Melo, Dra. Marta, José Mocelin, Erika Kraus e Claudio Vinicius Cerdeira. Reformulação. #Itatiaia”

E eu comentei na twittada dele:

@chicomaiablog “Cabidaço de emprego, hein!? E uma arbitragem tão ruim. Também pudera! Até o José Roberto Wright estava lá, né?”

Mais detalhes no Globoesporte.com:

* “CBF demite dez pessoas da Comissão de Arbitragem, entre elas responsável pelo VAR

Novo comando da entidade promove reformulação no departamento”

A Comissão de Arbitragem da CBF demitiu nesta segunda-feira dez pessoas que faziam parte do departamento. Entre elas, um dos nomes mais antigos da estrutura, Sérgio Corrêa, responsável pelo VAR. Também foram dispensados Manoel Serapião, responsável pela análise da arbitragem, e coronel Marinho, ouvidor. Além deles, saíram: Cláudio Cerdeira, José Mocellin, Nilson Monção, José Roberto Wright (assessor), Almir Alves de Mello (responsável por cortes de vídeo do VAR), Marta Magalhães (psicóloga) e Érika Krauss (logística). As mudanças foram anunciadas ao grupo no meio da manhã, diretamente pelo recém-empossado presidente da Comissão de Arbitragem da CBF, Wilson Seneme.

Permaneceram nos cargos: Alicio Pena Júnior, nomeado interino por Ednaldo Rodrigues após a saída de Leonardo Gaciba, no ano passado, Giuliano Bozzano e Édson Resende, que continua como corregedor. (mais…)


O América foi muito abaixo do que se esperava, na primeira derrota sob comando de Wagner Mancini

Para quem estava animado com os últimos resultados do Coelho, depois do retorno do técnico Wagner Mancini, foi um susto. Tomar de 3 a 0 do Santos, ainda que seja na baixada santista, dói e incomoda, muito.

Pelo que li, vi e ouvi, o América não jogou nada, e o Santos também não jogou tanto assim para merecer fazer 3 a 0. A partir daí, passou a administrar o resultado. Perder para o Peixe na Vila Belmiro não é nenhum fim do mundo ou escândalo, mas 3 a 0 foi mais que o Coelhão merecia.

O técnico Wagner Mancini foi bem tranquilo na análise dele:

“Eu acho que tem que servir como lição para que a gente entenda que, às vezes, vai ter certa dificuldade durante a partida, e a gente vai tirar as cartas da manga para que possa ser competitivo em todas as partidas. O cenário vai se modificar, vai enfrentar um time que vai para cima, que é mais rápido. Hoje, o Santos deu a bola para o América, respeitou o América, mas foi mortal a partir do momento em que teve as oportunidades…

O América bobeou um pouco no primeiro tempo, quando teve boas oportunidades e acabou desperdiçando-as. Também foi pouco competitivo no primeiro tempo, perdeu muito a bola, não teve aquele jogo de chegar com bastante gente na frente, que é o forte do América. A gente foi um pouco descaracterizado no primeiro tempo. Na segunda etapa, não. Embora tenha tomado o gol logo no início do segundo tempo, a”.

Fazer o quê, né? Dentro da realidade americana, o negócio é não perder para concorrente contra o rebaixamento e beslicar pontos preciosos contra adversários como desta tarde, principalmente fora de casa.

Próxima parada, o Athletico/PR, que venceu o Flamengo, ontem, por 1 a 0, em sua casa, na Arena da Baixada.

https://www.mg.superesportes.com.br/app/noticias/futebol/america-mg/2022/04/24/noticia_america_mg,3968284/mancini-diz-que-goleada-do-santos-tem-que-servir-de-licao-para-o-america.shtml


Alguns “equívocos” no empate do Cruzeiro, o da maioria da seleção do Campeonato Mineiro 2022, com o Tombense pela Série B

Foto: twitter.com/TTombense

No início deste mês de abril, li aqui no blog, vários comentaristas ironizando a seleção do Campeonato Mineiro 2022, dizendo que o Cruzeiro teve maioria. Como não tinha visto esta notícia na mídia, naqueles dias, pensei que fosse gozação da turma aqui e bola pra frente, já que isso não teria a menor importância na sequência. Perfumaria pura.

Porém, depois do empate do Cruzeiro, ontem, me enviaram o link, do Globoesporte.com com essa notícia, do dia 02/04/2022. E era verdade mesmo! O Cruzeiro teve maioria na votação do pessoal lá. Até Rômulo, está lá como lateral direito dessa seleção. Edu, o “craque”, do Campeonato.

Vixe!

A cigana enganou à diretoria cruzeirense e a muitos torcedores, e o resultado está aí, nessa campanha até agora capenga na tentativa de retornar à Série A.

Confira a notícia da “seleção”:

* “Campeonato Mineiro 2022: seleção tem cinco jogadores do Cruzeiro e quatro do Atlético-MG; Edu é o craque”

Cinco jogadores do Cruzeiro, quatro do Atlético-MG e dois do interior formam a seleção do campeonato; Guilherme Arana é unanimidade na lateral esquerda entre todos os jornalistas

Por Redação do ge — Belo Horizonte – 02/04/2022 19h01  Atualizado há 3 semanas

Terminado o Campeonato Mineiro 2022 é hora de premiar os melhores da competição. Com votos de jornalistas do Esporte da TV Globo, os 11 melhores foram escolhidos. Técnico e craque da competição também estão na lista.

A seleção tem maioria de jogadores do Cruzeiro, vice-campeão, com cinco atletas do elenco da Raposa. Depois, vem o Atlético-MG, campeão, com quatro jogadores…

Confira a seleção dos Melhores do Mineiro

  • Goleiro: Renan Rinaldi (Caldense)
  • Lateral-direito: Rômulo (Cruzeiro)
  • Zagueiro: Sidimar (Athletic)
  • Zagueiro: Réver (Atlético-MG)
  • Lateral-esquerdo: Guilherme Arana (Atlético-MG)
  • Volante: Allan (Atlético-MG)
  • Volante: Willian Oliveira (Cruzeiro)
  • Volante: João Paulo (Cruzeiro)
  • Meia: Vitor Roque (Cruzeiro)
  • Atacante: Edu (Cruzeiro)
  • Atacante: Hulk (Atlético-MG)
  • Técnico: Antônio Mohamed
  • Craque do Campeonato: Edu
  • Artilheiro: Hulk

https://ge.globo.com/mg/futebol/campeonato-mineiro/noticia/2022/04/02/selecao-do-campeonato-mineiro-2022-tem-quatro-jogadores-e-tecnico-do-atletico-mg-edu-do-cruzeiro-e-o-craque.ghtml

***

Ao ler as informações sobre o 1 x 1 de ontem com o Tombense, notei outro equívoco: chamaram este jogo de “clássico mineiro”.

Clássico?

Há quantos anos o simpático clube de Tombos está na primeira divisão mineira? De acordo com a Wikipédia, “… Em 2012 foi vice-campeão do Módulo II.[7] … Dessa forma, conquistou uma vaga para a disputa do Módulo I do Campeonato Mineiro de Futebol (principal divisão do futebol mineiro) em 2013….”

Hum!

( https://pt.wikipedia.org/wiki/Tombense_Futebol_Clube)

Agora, vamos à definição da palavra “clássico”, pelos dicionários:

“… Pode-se dizer, em geral, que o clássico é digno de admiração e imitação. Faz parte de uma categoria que é considerada superior e, portanto, serve como modelo. .  O termo latino “classĭcu” chegou ao português como clássico, um adjetivo que tem significados diferentes. Um dos significados do adjetivo refere-se ao período de tempo em que um povo, uma cultura ou uma expressão artística atingem seu grau máximo de desenvolvimento. . .”

As informações sobre o jogo, no site “Futebol Interior”:

* “Tombense 1 x 1 Cruzeiro – Raposa sai atrás, mas busca empate em clássico mineiro”

Muriaé, MG, 23 (AFI) – Em um dos jogos que fecharam as disputas deste sábado (23) da terceira rodada do Campeonato Brasileiro da Série BTombense Cruzeiro fizeram um clássico mineiro e acabaram ficando no empate por 1 a 1, no Estádio Soares de Azevedo, em Muriaé (MG). (mais…)


Empate do Atlético em casa com o Coritiba vai para a conta do salto alto no segundo tempo e incapacidade física do lado direito

O time entrou em campo com uma camisa espantosa de estranha; a mais feia que já vi o Atlético vestindo. Tomara que, nunca mais! O Fernando Martins pegou leve na crítica: @martinsymiguel:

“Camisa que o Atlético usará hj, em referência a 50% da conclusão do futuro estádio, é histórica. Nunca o uniforme um foi alterado. Foram feitas apenas 150 unidades (3 jogos de camisas). Não serão comercializadas. #otempo”

***

Concordo totalmente com o Mário Marra, que disse no canal ESPN, que depois de fazer 2 a 0, o Galo amaciou no segundo tempo, pensando na sequência da Libertadores e achou que o Coritiba estava morto. E ele foi até elegante ao pontuar as dificuldades do Godin, mas eu sou obrigado a dizer que o outrora grande zagueiro uruguaio passou do tempo, está com data de validade vencida, não dá mais conta de correr atrás dos adversários, principalmente no segundo tempo. Eu que fui um grande entusiasta da contratação dele, infelizmente, sou obrigado a dizer que, não dá mais. Não passa segurança. Ainda mais tendo de cobrir um outro veterano, Mariano, que tem muita categoria, mas cujo fôlego é curto para 90 minutos de muita correria, como é o futebol do Atlético e por consequência dos adversários. Hulk elogiou a atuação do árbitro, mas reclamou de forma veemente pelo fato de ele ter dado apenas quatro minutos de acréscimos. Mas se tivesse dado um ou dois a mais não teria feito diferença, pela determinação do Coritiba em garantir o 2 x 2, que teve sabor de vitória gigantesca.

Perda perigosa de dois pontos em casa


Criação da Liga, pelos clubes, no Brasil. Difícil acreditar!

Foto: Thais Magalhães/CBF

Eleito quase que secretamente, já que as eleições na CBF, federações e ligas de futebol são sempre cercadas de mistérios, de difícil acesso a mortais comuns, o novo presidente da dona do futebol brasileiro, Ednaldo Rodrigues, se diz favorável à criação da tão almejada Liga, por meio dos clubes. Aliás, também, impressionante o silêncio e falta de interesse da grande imprensa nacional em esmiuçar e esclarecer tanta coisa sobre a eleição  na CBF. Deixou os cartolas bem à vontade.

Sobre a criação da liga, sei não. Na prática, muito fácil para ser verdade. Principalmente porque o dinheiro, fortuna realmente, controlado pela CBF,  dá a ela um poder incomensurável. Vai abrir mão disso tão facilmente?

Os clubes, que deveriam ser os donos dos destinos do futebol brasileiro, organização dos campeonatos, comercialização dos direitos de transmissão e outros contratos de publicidade, vivem de pires na mão. E pior, tomam dinheiro “emprestado” com a CBF a ficam na dependência de favores dos comandantes dela.

O Fernando Rocha abordou, rapidamente, o tema na coluna dele, que circulará amanhã, no Diário do Aço, de Ipatinga, além de outros assuntos:

* “Coluna Bola Área”

Fernando Rocha

Um dos principais motivos para a subserviência dos clubes em relação à direção da CBF é a dívida que  cada um possui junto à entidade.  Segundo o último levantamento essa dívida triplicou durante os dois últimos anos de pandemia e atingiu a marca de R$ 109,9 milhões. A explicação é a linha de empréstimo aberta pela confederação para os clubes, sob o argumento de ajudá-los a enfrentar a crise financeira gerada pela pandemia, mas que também os deixou ainda mais comprometidos ou debaixo do seu “balaio”.

***

Usando seu canal em uma rede social, Ronaldo Fenômeno comentou a polêmica saída de Vítor Roque, jogador de 17 anos, jóia da base celeste, comprado pelo Atlhético(PR) por R$ 24 milhões, valor da multa rescisória estipulada em contrato e considerado irrisório em razão do potencial do jovem atleta. Ronaldo disse que o Cruzeiro vai à justiça para tentar receber uma quantia maior a título de indenização, mas nas entrelinhas deixou entender que sua equipe levou um “chapéu” do paranaense e do empresário de Roque.

  • Sempre gentil, educado, Ronaldo Fenômeno, maior acionista da SAF/Cruzeiro, desejou sucesso na carreira  ao jovem jogador e reconheceu seu direito de escolher onde quer jogar. Mas, ficou claro o seu desconforto com toda esta situação, afinal de contas o cartola paranaense que lhe deu o “chapéu” foi nada menos que Alexandre Matos, ex-diretor de futebol do Cruzeiro, um dos primeiros a ser demitido após sua chegada ao clube celeste.O mestre Telê Santana um dia disse e o que disse permanece atual: “O futebol brasileiro não é para gente séria”.(Fecha o pano!)

Início promissor

O Atlético teve um ano praticamente perfeito em 2021, ao voltar a vencer o Brasileirão após cinco décadas na fila de espera, e conquistar também a Copa do Brasil.

Ficou faltando a Copa Libertadores, torneio mais importante do continente, sonho de consumo de todo grande clube brasileiro, que lhe escapou por pouco, ao ser eliminado pelo Palmeiras  com um gol marcado fora de casa.

Ainda estamos no mês de abril, mas o Atlético já levantou duas taças neste 2022, da Supercopa do Brasil após bater nos pênaltis o Flamengo, e a do Campeonato Mineiro conquistado em cima do arquirival Cruzeiro.

Nesta terça-feira o time de Hulk, Nacho, Arana e cia, volta a campo para enfrentar o Independiente Del Vale, no Equador, pela Libertadores, competição que aparece no topo da lista de preferência da torcida atleticana.

E a julgar pela campanha até aqui sob o comando do técnico Turco Mohamed, há motivos de sobra para o atleticano ficar otimista: sem contar o confronto de ontem pelo Brasileiro contra o Coritiba, foram 20 jogos, 16 vitórias, 3 empates ,1 derrota, 85% de aproveitamento, 42 gols marcados, 9 gols sofridos , 13 jogos sem sofrer gol , 1 jogo sem marcar gol”.

Falta muito

A derrota para o Remo na última terça-feira, pela Copa do Brasil, mostrou um time do Cruzeiro cheio de altos e baixos, que vai  dar muito trabalho ao técnico Paulo Pezzolano, além do empenho dos jogadores, para se tornar de fato um forte postulante ao acesso este ano à Série A nacional.

Em todos os setores há carências, a começar pela  defesa, onde  mesmo com a estreia do experiente zagueiro, Zé Ivaldo, voltou a apresentar as falhas de sempre nas bolas aéreas, paradas, erros de passe,  além da falta de criatividade do meio-campo, que compromete sobretudo o setor ofensivo.

O último passe, este então nem se fala, mas existe também pontos positivos, além dos salários pagos em dia pela nova direção do clube,  como a determinação dos jogadores em cumprir o planejamento tático proposto pelo técnico uruguaio, bem como a qualidade do elenco superior à do ano passado.

Uma barca de “reforços” desembarcou na Toca II e deve melhorar o time na sequência de jogos, mas falta ainda um jogador para comandar e ser a referência em campo, impor respeito aos adversários e orientar os mais jovens que são a maioria do elenco.

FIM DE PAPO

  • Rachado dentro e fora de campo, o Boca Juniors é uma grande incógnita nesta atual Libertadores. Para o jogo desta terça-feira, em São Paulo, diante do Corínthians, o clube “xeneize” que já vivia uma crise técnica por conta da falta de bons zagueiros, jogadores punidos pela briga do Mineirão ano passado quando foi eliminado pelo Galo,  e um atacante acusado de atropelar a ex-esposa, agora virou um caldeirão em ebulição, por conta do desentendimento público entre o técnico Sebastián Battaglia e Juan Román Riquelme, maior ídolo da história do Boca, hoje vice-presidente de futebol da instituição, que não se falam há três meses.

* Por Fernando Rocha – Diário do Aço – Ipatinga


Dia de Tiradentes e também de Toninho Cerezo, um dos maiores craques que vi jogar. Parabéns!

O Atlético iniciou o dia em suas redes sociais prestando homenagem a um dos construtores da história de glórias do clube:

twitter.com/Atletico

* “Toninho Cerezo, um dos grandes nomes da história do futebol brasileiro, é o aniversariante do dia. #CriaDoGalo, Cerezo fez 400 jogos com a nossa camisa, marcou 53 gols e conquistou 10 títulos!”

***

Antônio Carlos Cerezo, belorizontino, do dia 21 de abril de 1955, completando 66 anos, hoje. Jogava demais, gente boa demais. Um batalhador, guerreiro, dentro e fora de campo. Tive o privilégio de cobrir o Atlético no período em que ele dividia com Reinaldo a honra de ser o maior ídolo da massa.

Teve o episódio da ida para o Cruzeiro, quando estava “tudo certo” com o Galo. Isso machucou a relação de amor entre a torcida e ele, mas já passou. É a vida; que seguiu e segue.

Importante é o que ele fez pelo Galo e o Galo fez por ele, uma história bonita demais, eterna.

Parabéns Toninho Cerezo, e felicidades sempre!

Um dos times da minha memória de infância, em que Cerezo era o motor: Ortiz, Toninho Cerezo, Modesto, Dionízio, Alves e Vantuir; Cafuringa, Danival, Reinaldo, Paulo Isidoro e Paulo Moisés.


O Atlético passou o “rodo” no Brasiliense, mesmo com um time “alternativo”

Bem antes do jogo, lá na minha página no facebook, o Evandro Amaral comentou meu comentário dizendo que todo cuidado seria pouco com o Brasiliense: “Passar o rodo agora…….. 4×0”.

E realmente o Galo “passou o rodo”. Só fez marcou o quarto, quinto, sexto e até sétimo gol, porque tirou o pé, ficou apenas administrando o resultado depois do terceiro gol.

Sasha foi o nome da partida, marcando aos três minutos, depois, aos oito e o terceiro aos 39 do primeiro tempo.

O time, bem desfigurado, já que além de preservação de jogadores, o Turco queria testar alguns. A escalação: Everson, Guga, Igor Rabello, Réver e Arana (Rubens); Allan (Otávio), Zaracho (Castilho) e Calebe (Sávio); Savarino, Vargas e Sasha (Fábio Gomes).

O público pagante: 20.062, para renda de R$507.455,40

O Fred Ribeiro, do Glloboesporte.com, lembrou a performance do técnico Antônio Mohamed no Galo até agora:

@fredfrm “Antonio Mohamed como técnico do Atlético: 20 jogos 16 vitórias 3 empates 1 derrota 85% de aproveitamento 2 títulos 42 gols marcados 9 gols sofridos 13 jogos sem sofrer gol 1 jogo sem marcar gol”

Foto: @Attletico


Página 7 de 1.260« Primeira...56789...203040...Última »