Blog do Chico Maia

Acompanhe o Chico

Dica pro fim de semana: ainda dá tempo: roda de samba da Batcaverna e Barzé, em Diamantina

O Wállison Silva, antigo leitor/colaborador do blog reclamou que parei de dar sugestões de ótimos lugares de Minas para se curtir, principalmente no interior do estado. Pois, bem. Recomecemos então, com uma dica imperdível que ele mesmo enviou: Diamantina (onde ele é Secretário Municipal Adjunto de Saúde) e o Barzé, que fica na Rua Rio Grande, 234-318, – 39100-000, telefone (38) 3531-6590.

Hoje, sexta-feira santa, não abre, mas todo dia tem cerveja geladíssima e tira-gostos e pratos da comida típica diamantinense…

 … que podem ser conferidas …

… também nessas fotos aqui e …

… muito mais na página do Bar/restaurante no https://www.facebook.com/BARZ%C3%89-310147919163272/

Quem pegar estrada para lá hoje, ainda curte os rituais finais da semana, que são espetaculares em Diamantina, e amanhã, a roda de samba da Batcaverna, no não menos excelente Grupiara, atrações já bem tradicionais diamantinenses também.

No embalo das boas dicas, o Wállison está filando bóia na casa do sogro, na “vizinha” Sabinópolis  (só 135 Km até Diamantina) e falou maravilhas da linguiça do açougue do Seu Geraldo Menezes, no Distrito de Euxenita. Segundo ele, o lugar e o Seu Geraldo são peculiares, e vale demais uma ida lá.

Como se sabe, Diamantina fica a apenas 296 Km de Belo Horizonte, indo pela BR-040, sentido Brasília/Sete Lagoas/Curvelo. Sugiro, o atalho por Cordisburgo até Curvelo, cuja estrada é excelente, um visual espetacular e você ainda pode curtir um pouco do ótimo astral da terra de Guimarães Rosa. Na saída de lá para Curvelo há uma escultura em tamanho natural do início da famosa cavalgada do escritor/diplomata com os amigos dele, que deu origem à obra que conquistou o mundo: “Grande Sertão: veredas”, lançado em 1956.

www.pelasestradasdeminas.com.br/cordisburgo

A saída para essa estrada fica pouco mais de 20 Km depois de Sete Lagoas, exatamente em frente ao Maquiné Park Hotel, à direita. Não tem erro!


Debaixo desse angu tem muita carne: é o que se pode dizer sobre situação do Vitor Roque, Cruzeiro, Athletico, América e empresários  

Foto: Rodolfo Rodrigues/Cruzeiro

À exceção dos dirigentes do América, que defenderam bem o lado do clube e vão lucrar muito com este imbróglio, ninguém sabe dizer com certeza quem é herói e quem é vilão nessa história. E ainda é cedo para se bater o martelo quanto ao futuro do jogador: é craque mesmo? Justifica tanto investimento e tanta briga? Ou será apenas mais um foguete molhado.

Sempre que via cifras absurdas de transações e salários de jogadores na Europa, eu pensava comigo: isso só pode ser lavagem de dinheiro; muitos interesses inconfessáveis por trás. As polícias de vários destes países desbarataram grandes quadrilhas,  que exploravam a boa fé de milhões de torcedores. Pouco tempo se passou e passamos a ver movimentos  financeiros estranhos, caríssimos, também no futebol brasileiro. Com a mudança na legislação e a criação das SAF, a porteira foi aberta que que a grande lavanderia mundial entrasse de sola no Brasil.

No inicio de 2022, quando Vitor Roque começou a se destacar no profissional do Cruzeiro, um importante dirigente do América, revoltado, me enviou:

“Vitor Roque, da base do América!
Hoje com 17 anos, titular no Cruzeiro!
Itair roubou ele do América através do pai do garoto.

O Cruzeiro foi excluído de torneio de base por conta da patifaria.
Cruzeiro teve que ceder 30 ou 40% dos direitos econômicos do menino para poder voltar a disputar torneios nacionais da base.
Logo, quando dizem que é uma revelação da base celeste, estão mentindo. Revelação do Coelhão que foi roubada na mão leve pelo mitair. Certamente irão vender rapidamente e a grana caírá no cofre do Coelhão”.

Este americano também enviou reportagem do Globoesporte.com, de quase três anos atrás:

* “Fim da novela! Cruzeiro e América-MG chegam a acordo por atacante Vitor Roque, de 14 anos”

No acordo firmado na manhã desta quarta-feira, ficou decidido que os clubes irão dividir os direitos econômicos do atacante

Por GloboEsporte.com — de Belo Horizonte

22/05/2019 19h38  Atualizado há 2 anos

A novela Vitor Roque, enfim, ganhou um desfecho final. No início da noite desta quarta-feira, Cruzeiro e América-MG informaram um acordo pelo jovem atacante de 14 anos, que havia sido pivô de denúncia, no Ministério Público do Trabalho, feita pelo time alviverde à equipe celeste. Através de sua assessoria, o Coelho informou que a situação foi resolvida após uma reunião entre a diretorias dos dois clubes. No acordo, ficou decidido que as duas agremiações irão dividir os direitos econômicos do atleta. Em contato com o GloboEsporte.com, o Cruzeiro, também por meio da assessoria, confirmou o acordo.

https://ge.globo.com/mg/futebol/noticia/fim-da-novela-cruzeiro-e-america-mg-chegam-a-um-acordo-por-atacante-vitor-roque-de-14-anos.ghtml


Atlético foi surpreendido e sentiu o golpe de um outro América com Wagner Mancini no comando

Que ótima partida no Mineirão nesta noite, entre Atlético e América. O primeiro tempo foi bem melhor, mas no segundo é que saíram os gols, belíssimos aliás, apesar do Ademir estar impedido no empate do Galo, aos 40 minutos.

Felipe Azevedo abriu o placar, aos cinco, em jogada pessoal de craque. Entortou o Godin, que fez o também Kanapkis, entortado pelo Ronaldo Nazário quando estava iniciando a carreira no Cruzeiro. Eu que bati palmas para a contratação, agora estou aguardando um jogo sem erros graves do grande capitão da Celeste olímpica.

Por outro lado, um absurdo não haver VAR nessa fase da Libertadores.

O Coelho entrou com uma motivação que não existia nos tempos do técnico Marquinhos Santos, o que mostra que o ambiente era ruim, entre comissão técnica e jogadores. Wagner Mancini trabalhou apenas a cabeça dos seus comandados, já que não daria tempo de mexer taticamente.

Pelo volume de jogo, o Galo não merecia perder, mas ficou muito abaixo do esperado. Não conseguiu sair da marcação eficiente americana e seus principais talentos não se sobressaíram. Faltou a jogada genial de um Hulk, Savarino, Nacho ou Vargas. Mariano lançou magistralmente para o Ademir mostrar seu talento e empatar, mas estava claramente impedido, motivo da justa reclamação do América. Sem VAR, fazer o quê? O olho humano não é perfeito.


Atlético em noite de clássico inédito na Libertadores contra o América motivado pelo retorno de Wagner Mancini

Certamente será uma grande partida. O Galo, com grandes talentos, bem treinado, jogando um futebol bonito e intenso, em todas as partidas, seja pelo estadual, nacional ou Libertadores; o América com os jogadores naturalmente motivados pela troca de treinador. Marquinhos Santos foi um grande equívoco da diretoria americana, que buscou de volta Wagner Mancini, que certamente vai melhorar o rendimento do Coelho.

Mas é claro que o Mancini não retornaria sem passar pelas gozações dos americanos, como nestes twittes, do Mário Monteiro e “Causos do América”, na sequência da informação oficial do Coelho da contratação dele:

América FC @AmericaMG

Vagner Mancini retorna ao nosso #Coelhão e é o novo técnico para a temporada 2022! Seja bem-vindo de volta, professor! Saiba mais http://bit.ly/3O0IUPX #CoelhãoNaLiberta #PraCimaDelesCoelho #SomosVolt

Mário Monteiro  @MarioMonteirone

Ganhe o clássico que eu esqueço tudo.

***

Com direito à musica sertaneja “Volta Rita”, sugerida pelo Causos do América (#CoelhãoNaLiberta )

@CausosDoAmerica

Volta, desgraçada! Argumento: @osoudeca

Edição: Causos do América #CoelhãoNaLiberta #AméricaMG #Futebol #VagnerMancini

****

twitter.com/Atletico

Bom demais ver imagens como essa, da criançada no Mineirão, olhos vidrados a cada lance de qualquer jogo do Atlético. Cena que certamente vai se repetir hoje.


Jogo não foi lá essas coisas, mas o importante é que o Cruzeiro ficou com os três pontos

Não vi a partida, apenas o gol do Edu, de uma raça e insistência impressionantes. Mas, pelo que disse o Thiago Reis, da Itatiaia, não foi um bom “espetáculo”:

* “Que jogo tenebroso no Mineirão!!! Cruzeiro virou uma bagunça completa com as mudanças do Pezzolano. As quase 20 mil pessoas que vieram seguem cantando e tentando apoiar mas os olhos estão sangrando com a bola rolando.

E brilha a estrela do centroavante Edu!!! Gol fundamental num jogo sofrido. E até pra bola foi entrar foi difícil mas que venha a primeira vitória do Cruzeiro na série B.

Público: 19.115

Renda: 542.074,50


Com técnico fraco e elenco sofrível, América estreia no Brasileiro perdendo para o Avaí, sério candidato ao rebaixamento

Foto: twitter.com/AvaiFC

Tenho comigo que o América errou ao contratar o técnico Marquinhos Santos e errou de novo ao renovar o contrato com ele depois da péssima campanha no Campeonato Mineiro, momento em que terminava o compromisso com ele.

A passagem de fases na Libertadores foi ilusória, competição diferente; mata-mata, em que os jogadores se empenham de forma diferente e superam as deficiências do grupo, de comando técnico e estratégias.

O Brasileiro, por pontos corridos, é diferente, e quando a diretoria acordar, poderá ser tarde demais.

E convido para que prestem a atenção ao que diz o Thiago Reis, repórter que conhece futebol, é íntegro e torce pelo Coelho:

@thiagoreisbh “Impressionante como o @AmericaMG se tornou um time altamente burocrático!!! Tudo que o time tinha de bom no ano passado acabou: Marcação Alta, intensidade, bola em profundidade com velocidade… Vamos ver se agora, com um adversário ruim, os passadores de pano agora enxergam!!!”

Tivesse um treinador de pulso e competente, Matheusinho não comprometeia o time como fez hoje. Aos 34 minutos do segundo tempo ele entrou no lugar do Alê, como esperança de reação do time. Aos 50 ele foi expulso por causa de uma entrada violenta no tornozelo de Bruno Cortez, do Avaí.

Falta de comando. Lamentável.


Atlético 2 x 0 Internacional. Hulk fora da Copa? Só se o Tite não estiver bem das faculdades mentais no dia da convocação

O jornalista Lucas Ragazzi, da Rádio Itatiaia, está em Londres, cobrindo o julgamento dos crimes da Samarco/Vale contra Mariana/Bento Rodrigues/Fundão, pela justiça britânica, daquela covardia de 2011, que até hoje não reparou às pessoas, às cidades, aos rios e ao mar dos estados de Minas e Espírito Santo. Mas, atleticano que é, não se furtou de assistir a estreia do Galo. Imediatamente ao primeiro gol ele twittou: @LRagazzi

“O Hulk não existe. Sem condição estar fora da Copa”

E eu emendei: twitter.com/chicomaiablog

Fora da Copa? Só se o Tite não estiver bem das faculdades mentais no dia da convocação, caro @LRagazzi Ou não?

Que gol espetacular, que categoria, que calma! E tem sido sempre assim, desde que ele chegou ao Atlético. Como deixar de fora da seleção brasileira um jogador desses, de comportamento exemplar, dentro e fora de campo?

No fim do jogo, quando o Internacional apertava e na base do desespero chegava perto do empate, o Hulk voltou a mostrar a genialidade dele, se aproveitando de troca de passes igualmente geniais, com Vargas e Zaracho.

Dois a zero, nem tão difíceis, contra um adversário da prateleira de cima, cheio de ótimos jogadores, mas que ainda não se acertaram com o técnico uruguaio Alexander Medina “Cacique”. Chegou com muita pompa em Porto Alegre, mas até agora não se explicou.

O que mais chama a atenção no atual time do Atlético, é que os camaradas não baixam a guarda, não desmerecem ou superestimam o adversário. Vão com tudo, como tem que ser. Cada jogo é uma decisão e parece que eles incorporaram isso, de verdade.

Ano passado fiquei “p” da vida com a derrota no Mineirão para o Fortaleza, na estreia. Pensei que o título começava a ser perdido ali. Na sequência, o time engrenou e do meio do campeonato para frente adotou um ritmo alucinante, trator, contra qualquer adversário, das prateleiras de cima, do meio ou de baixo.

A propósito, de volta e meia leio e ouço comentaristas da mídia e aqui do blog, duvidando da competência do técnico Antônio Mohamed. Até agora não entendi porque. Ele tem se mostrado competente em tudo. Claro que erra e vai errar, humano que é. Não notei nada que possa colocar em dúvida o trabalho dele. Pelo menos até agora.


Tombense ficou no “quase” na estreia na Série B. Tomou o empate aos 41 do segundo tempo

O jogo foi em Muriaé e Ciel aos 10 minutos de jogo, abriu o placar para o Tombense, que quase fez 2 a 0 aos 41 do segundo tempo, mas desperdiçou, e tomou o gol de empate, gol do Saraiva, para o Operário-PR.

Não vi a partida, mas o comentarista do blog, Horário Duarte, viu e comentou:

* “Assisti a quase todo o jogo do Tombense contra o operário. Tombense, meu time B, foi o melhor time, mais bem organizado, teve duas ou três chances claras de fechar o jogo e… no final, numa bobeada, tomou o gol de empate.

Começo de campeonato; tem muito jogo pela frente. Com este time pode tentar se manter na B, mas com as substituições o time caiu um pouco. Vai ser difícil e manter o mesmo pique, no ritmo que foi o jogo, até o final do campeonato. Fiquei até mais animado, mas certo mesmo, é que a B vai ser muito disputada.”

Os detalhes de Tombense 1 x 1 Operário de Ponta Grossa, no Globoesporte.com:

* “Em jogo com três gols anulados, Tombense e Operário-PR empatam pela Série B” (mais…)


E lá se foi o grande atleticano Breno Paulino, que será homenageado com minuto de silêncio hoje, junto com os conselheiros Lucas Miranda Filho e Nilton Marques Barbosa

Breno Paulino, entre o presidente do Atlético, Sérgio Coelho, e o amigo Orlando Giordani de Moura (direita) na sede do Galo, em Lourdes.

Meus pêsames à toda a família e o agradecimento ao presidente do Galo, Sérgio Coelho, que prontamente atendeu ao pedido do minuto de silêncio, justa homenagem a este grande atleticano, dos maiores defensores do Atlético que conheci, especialmente nos momentos mais difíceis da história do clube. Pedido feito inclusive pelo Orlando Giordani, cruzeirense que fez questão de apresentar o Breno ao Sérgio, pelo amor que ele tinha pelo time.

O Atlético vai homenageá-lo com minuto de silêncio antes de a bola rolar contra o Internacional, na estreia do Brasileiro, às 16 horas, no Mineirão.

Também serão os homenageados dois conselheiros que se foram semana passada: Lucas Miranda Filho (dia 5) e Newton Marques Barbosa , dia 6.

Lucas era filho de um dos grandes nomes da história do Galo, que jogou no time supercampeão dos anos 1950, que tinha Kafunga, Murilo, Ramos, Mexicano, Monte, Afonso, Carlyle, Lero e Nívio, dentre outros.

Em pé, da esquerda para a direita: Félix Magno (treinador), Mexicano, Zé do Monte, Afonso, Kafunga, Canango e Murilo. Agachados: Lucas Miranda, Carlyle, Lauro, Lero e Nívio. (Extraído do Portal Terceiro Tempo, do Milton Neves)

Newton Marques Barbosa era Conselheiro Grande-Benemérito, nascido em 10/03/1930, em Jaboticatubas – MG; iniciando sua vida no Atlético em 1967. Foi vice-presidente de patrimônio na gestão do presidente Valmir Pereira da Silva, quando trabalhou intensamente na construção e ampliação da Vila Olímpica. Também foi vice-presidente de patrimônio na gestão de Elias Kalil, quando o Galo construiu o Labareda.

Mais informações sobre o Breno Augusto Paiva Paulino no jornal SETE DIAS:

* “Morre o empresário Breno Paulino, muito querido em Sete Lagoas”

10/04/22 – 09:04

Sete Lagoas amanheceu de luto neste domingo em função da morte do empresário do setor siderúrgico, Breno Augusto Paiva Paulino, muito querido na cidade, um dos fundadores do Grupo Siderpa.
Ele estava com 79 anos de idade e veio a óbito em consequência de problemas acarretados pela Covid-19, mesmo tendo tomado as três doses da vacina. Deixa a esposa Lúcia, os filhos Carlos Alberto (Beto) e Brenda e os netos Diego, Cauã e Enzo.
Atleticano ferrenho, Breno visitou o presidente Sérgio Coelho na sede de Lourdes, em fevereiro, para cumprimentá-lo pelos títulos recentes que o Galo conquistou. Foi em companhia do amigo comum, Orlando Giordani de Moura, que é cruzeirense e com quem Breno sempre trocava zoações por causa do futebol. Ele era filho do médico Márcio Paulino, um dos maiores benfeitores da história de Sete Lagoas. O corpo está sendo velado no Ginásio do Campus do UNIFEMM, onde ficará até às 14 horas.

https://www.setedias.com.br/noticia/manchete/53/morre-o-empresario-breno-paulino-muito-querido-em-sete-lagoas/27054


Expectativa na estreia do América, que entra como favorito, mesmo jogando fora de casa. Mas está devendo futebol

“De 9 comentaristas/jornalistas, o único que aposta na derrota do @AmericaMG é o único que, realmente, acompanha o time, acho que quem pede #ForaMarquinhosSantos não é tão irracional/passional”

Favoritismo no futebol é um perigo. Serve mesmo é para a imprensa criar debates e gerar audiência. Dentro de campo, serve para motivar adversários teoricamente inferiores e acomodar o “favorito”.

O Avaí está muito mal, mas o América não está bem. Foi horrível no campeonato mineiro e começou perdendo em casa na Libertadores.

Por isso, o torcedor que fez este comentário no twitter, sobre a enquete dos palpites dos comentaristas é muito pertinente: Wagner wagnerdd_

“De 9 comentaristas/jornalistas, o único que aposta na derrota do @AmericaMG é o único que, realmente, acompanha o time, acho que quem pede #ForaMarquinhosSantos não é tão irracional/passional. Rsrs”

***

Realmente, Henrique Fernandes é o único comentarista desta enquete que mora em Belo Horizonte e sabe pra valer como estão os nossos times.

Sucesso ao Coelhão!


Página 9 de 1.260« Primeira...7891011...203040...Última »