Blog do Chico Maia

Acompanhe o Chico

Mais pano pra manga na briga judicial Atlético x Fred x Cruzeiro

Imagem/montagem: Globoesporte.com

Ano novo chegou, pendências antigas se mantêm e quando março chegar alguém vai passar muita raiva após a sentença que decidirá quem paga quem na disputa do jurídico do Galo com o do Fred e do Cruzeiro. Este e outros assuntos na como sempre ótima coluna do Fernando Rocha, hoje, no Diário do Aço, de Ipatinga:

* “No sufoco”

O torcedor cruzeirense esperava dificuldades,  mas nem de longe o que passou na sofrida a vitória de 1 x 0, sobre o modestíssimo Sampaio Corrêia, em jogo disputado na capital do Maranhão, válido  pela 33ª rodada do Campeonato Brasileiro da Série B.

O Cruzeiro desta vez marcou um gol logo no início do jogo, através de Willian Potker, que no entanto foi expulso, infantilmente, no início do 2º tempo,  depois de receber dois cartões amarelos em menos de 3 minutos, o último por reclamação, gerando a expulsão.

A partir daí, o time comandado por Felipão tomou um grande sufoco do adversário e, não fosse a grande atuação do goleiro Fábio, fazendo pelo menos quatro defesas espetaculares, o placar certamente não teria sido favorável à Raposa.

Com os três pontos conquistados, o Cruzeiro encerra uma vergonhosa série de quatro jogos sem vencer na Série B, alcançando 44 pontos ganhos, ocupando a 11ª posição,  que praticamente afasta qualquer ameaça de rebaixamento à Série C.

Todo cuidado

O que os jogadores e o técnico Jorge Sampaoli não tem do que reclamar é da falta de tempo para treinar, já que em razão do adiamento de jogos, o Atlético teve 16 dias de intervalo, desde o último jogo oficial, que foi no dia 26/12 em casa contra o Coritiba, até este de amanhã, 20hs, em Bragança Paulista, diante do Bragantino.

Amanhã, o  Galo terá uma nova chance de diminuir a diferença para o líder São Paulo, que pode cair para quatro pontos, em caso de vitória  no interior paulista, entrando novamente na briga pelo título, mas vendo outros adversários também crescerem na disputa, como o Internacional, Gremio e Palmeiras.

O time deve sofrer mudanças, possivelmente a volta do volante Jair, pela importante do esquema de Sampaoli no meio de campo, afastado há vários jogos  por contusão.

Mas, o que preocupa mesmo é a estratégia a ser empregada neste jogo  pelo técnico argentino, que assistiu de camarote no meio da semana, o “sapeca-iá-iá” que levou o São Paulo do seu adversário de amanhã.

O São Paulo, que tem um estilo  ofensivo parecido com o de Sampaoli no Galo,  não respeitou o Bragantino e  acabou surpreendido por contra-ataques certeiros, sofrendo três gols em 17 minutos e, a goleada de 4 x 2.

Se Sampaoli não tomar os devidos cuidados, com base no exemplo infeliz de seu colega Fernando Diniz, periga o Galo se tornar outra vítima, o que seria uma pá de cal na pretensão de conquistar o título este ano.

FIM DE PAPO

  • Vem aí mais um caso polêmico, o processo do Atlético na Câmara Nacional de Resolução de Disputas (CNRD) contra o jogador Fred, de quem cobra o pagamento de uma multa no valor de R$10 milhões, que corrigido já passa de R$ 14 milhões. O julgamento final está previsto para  março próximo, com tendência de vitória do Atlético. Se isso ocorrer, Fred vai cobrar o prejuízo  do Cruzeiro, pois no contrato que assinou com a Raposa assim que deixou o Galo, existe cláusula onde o clube celeste se compromete a pagar esta multa caso viesse a ser aplicada.
  • Por sua vez, a atual direção do Cruzeiro já firmou uma posição, que também será motivo de polêmica. O clube já acionou a Justiça para que, em caso de triunfo atleticano na CNRD e possível cobrança de Fred à Raposa, a dívida seja transferida para outros donos, neste caso os ex-dirigentes Wagner Pires de Sá e Itair Machado, responsáveis pela contratação de Fred.
  • Muito estranha essa Lei 23.772, que trata sobre a disponibilização de setores sem cadeiras em estádios de futebol no Estado de Minas Gerais, espaços limitados à 20% da capacidade total das praças esportivas, sancionada na última semana pelo governador do estado. Não pelo seu fundamento e propósito, ótimo por sinal, pois os ingressos serão cobrados mais baratos nestes setores, possibilitando o acesso de quem não possui condições financeiras, para arcar com o os preços bastante salgados dos ingressos praticados atualmente.
  • O detalhe é que a lei só se aplica a estádios privados lou particulares, deixando inexplicávelmente de fora, os que são de propriedade pública, como é o caso do Ipatingão, que pertence à Prefeitura de Ipatinga, além daqueles gerenciados sob regime de concessão para contratos vigentes, que são os casos do Mineirão, administrado pela Minas Arena, e do Independência, gerenciado pela Luarenas. O plano de negócios da “Arena MRV”, previsto para ser inaugurado até outubro de 2022, prevê setores populares atrás dos gols, onde ficarão as torcidas organizadas, como já existe nas arenas do Gremio e do Corínthians. “Omnis enim lex”, a lei é para todos, ou não? (Fecha o pano!)
  • * Por Fernando Rocha – Diário do Aço – Ipatinga

Deixe uma resposta para Fred Cancelar resposta

Comentários:
3
  • Fred disse:

    Se bobear essa pendenga do Fred vai parar na Fifa e vira -6 pontos pro Cruzeiro na B de 2021, evitando o acesso pra 2022. Os atleticanos irão rolar de rir…

  • Horacio disse:

    Embora a torcida, que adora jogador que joga com o nome, tenha visto a saída do cone como uma deserção, eu acho que o Fred fez foi um grande favor ao Galo. Foi para o cruzeiro e acabou ajudando a afundar a barca com aquele time da terceira idade.

    E vendo a equipe jogando com o nome, a imprensa mineira e nacional ainda insistia em dizer que aquele time de asilo era investimento!!! que era um time para chegar nas cabeças… tríplice coroa, blablablá, blablablá. Deu no que deu.

    Eu perdoaria o Fred pelos bons serviços prestados.